You are on page 1of 2

Gerenciamento de processos A gerência de processos é uma das principais funções dosistema operacional, possibilitando aos programas alocar recursos

, compartilhar dados sincronizar suas execuções e trocar informações. Nos sistemas multiprogramáveis, os processos concorrem entre si compartilhando o processador, memória e dispositivos de entrada/saída. Nos sistemas com múltiplos processadoresexiste não só a concorrência de processos pelo usodo processador, como a possibilidade de execuçãosimultânea de processos nos diferentes processadores. Já em um sistema multiusuário, cada usuário tem um programa associado a seu processo e possui a impressão de possuir todos os recursos do computador exclusivos para seu uso, o que não acontece, já que todos os recursos estão sendo compartilhados. Um processo é formado por três partes: Contexto de hardware: armazena o conteúdo dos registradores que é fundamental para sua implementação nos sistemas multiprogramáveis, onde os processos se alternam na utilização da CPU; Contextode software: possui a maior parte das suas informações localizadas em um arquivo do sistema operacional conhecido como arquivo de usuários; Espaço de endereçamento: uma área da memória onde instruções e dados do programa são armazenados para execução. No gerenciamento de processos, o sistema operacional é responsável pela criação e exclusão de processos de usuário e de sistema, o escalonamento de processos e o fornecimento de mecanismos para a sincronização, comunicação e tratamento de deadlocks (é uma situação em que dois ou mais processos ficam bloqueados),para processos. A criação de um processo ocorre quando o sistema operacional adiciona um novo bloco decontrole de processoà sua estrutura e aloca um espaço de endereçamento na memória para uso.Um

Assim. Rotina do Sistema Operacional ± Qualquer programa executável com o uso de rotinas do sistema operacional pode criar um processo. um usuário fornece ao sistema seu nome de identificação e uma senha. é importante sabermos que um processo pode possuir ao menos dois canais de comunicação pelos quais são realizadas as entradas e saídas de dados. Um bom exemplo é em aplicações que realizam muitos cálculos. um usuário pode criar novos processos através de comandos da linguagem de comandos. prioridade. estado. O processo criado pode ser backgroundou foreground. Além disso. Linguagem de Comandos .Por intermédio de um terminal. Este tipo de aplicação tem como base a execução cooperativa de múltiplos threads ou processos. de acordo com a utilização do processador e dispositivos de entrada/saída.). Um processo pode ser classificado de duas formas. etc. um processo pode ser conhecido como CPU-bound(ligado à CPU) quando passa grande parte do tempo utilizando o processador (running). . forçado por ausência de recursos disponíveis ou pelo término normal de sua execução.A partir de seu próprio processo. que são autenticados pelo sistema operacional e é criado um processo foregroundonde é possível ao usuário interagir com o sistema através de uma linguagem de comando.processo pode ser encerrado por razões como a eliminação por outro processo. aplicações foram estruturadas de modo que partes diferentes do código do programa pudessem ser executados concorrentemente. Login Interativo . A rotina de criação de processos depende do sistema operacional e possui diversos parâmetros (nome do processo. A criação de um processoé responsabilidade do sistema operacional. É um tipo de processo que utiliza poucas operações de leitura e gravação. ou no estado pronto (ready). veremos agora três principais formas de sua criação. Com o surgimento dos sistemas multiprogramáveis. Sua criação permite a execução de outros aplicativos concorrentes ao programa chamador. dependendo do comando de criação utilizado.