You are on page 1of 3

ANOREXIA

A Anorexia Nervosa é uma doença que afecta, principalmente, adolescentes do sexo feminino. Mas pode ocorrer em pessoas de ambos os sexos e das mais variadas idades. A característica mais comum é a perda de peso, associada a uma progressiva mudança de comportamento. A perda de peso é lenta mas progressiva e, normalmente, tem início com uma dieta normal, mas pode ocorrer de forma brusca como consequência de uma determinada restrição alimentar. Por exemplo, uma rapariga com um peso abaixo da média (ex:1,65 altura 38 Kg), possivelmente deixará de continuar a frequentar a escola porque não tem forças nem energia para se manter de pé e pensar normalmente. A mudança de comportamentos inicialmente passa por deixar de ser alegre e querer sair de casa. Depois começa a afastar-se dos amigos e, progressivamente, vai deixando de se interessar por tudo aquilo que não seja a perda de peso. Demonstra um comportamento obsessivo na cozinha, preocupandose com questões como a limpeza, arrumação e, sobretudo, com as horas exactas de tomar as refeições. Passado algum tempo, os seus argumentos, face à sua visível perda de peso e fraca alimentação, diminuem, a "dependência" aumenta e o seu comportamento passa a afectar, e a controlar, todos aqueles que a rodeiam. Causas: Existem diversos factores que juntos poderão provocar esta doença. Esses factores incluem: a natureza da personalidade da rapariga em causa; aspectos familiares - como por exemplo, a forma de relacionamento entre membros da família - e eventuais problemas que tenha fora de casa, sobretudo na escola. As personalidades destas raparigas são caracterizadas por serem conformistas, disciplinadas e trabalhadoras. As relações familiares, mesmo que até á data fossem tidas como boas, deixam de o ser, uma vez sofrendo desta doença. SINTOMAS: FÍSICOS: Perda visível de peso; Dificuldade em dormir; Perda de cabelo; Sensação de frio constante/dificuldades circulatórias; Menstruação irregular ou inexistente; Perda da força muscular;

Prisão de ventre. Desidratação. . tonturas e desmaios. Recurso ao vómito forçado. Dificuldade em alimentar-se em público. Interesse excessivo/obsessão por comida.Dores de cabeça. RISCOS PARA A SAÚDE A Anorexia Nervosa traz graves problemas físicos e não só. COMPORTAMENTAIS: Prática excessiva de exercício. Enfraquecimento e queda de cabelo. Dificuldade de concentração. Alguns deles podem mesmo levar à morte. Ausência de menstruação ou menstruação irregular. mordiscar os alimentos). Dores de estômago. calorias e receitas. Hábitos alimentares estranhos (cortar a comida em pedacinhos. Retenção de líquidos. Perda de interesse pelas actividades normais. Secretismo quanto a hábitos alimentares. Mãos e pés frios. Desequilíbrio dos electrólitos. Infertilidade. irritabilidade e mudanças repentinas de humor. Lista de riscos associados à doença: Fadiga e perda de energia. emotividade. ou não. Auto-estima determinada pela ingestão. Concepções erradas quanto ao peso. Cozinhar para terceiros e não comer. Problemas de fígado e rins. Culpa ou vergonha ao alimentar-se. Desconforto visível na presença de alimentos. de alimentos. Falta de ar. Pesagens constantes. Batimentos cardíacos irregulares. laxantes e diuréticos para a perda de peso. PSICOLÓGICOS: Sentir-se gorda apesar de estar excessivamente magra. Depressão. Inchaço das extremidades. Tonturas e dores de cabeça. Uso de roupas largas para esconder a perda de peso. Isolamento social. Problemas de pele. Perda da massa óssea (osteoporose).

em alguns casos. O tratamento das doenças do comportamento alimentar processa-se numa longa e intensa interacção entre a doente e o médico. opondo-se a aumentar de peso visto não sentir a sua vida ameaçada pelo estado de magreza a que chegou. a necessidade de tratamento . Depressão. Anemia. De qualquer das formas. Paragem cardíaca e morte. Insónia. Frequentemente rejeita mesmo a ideia de estar excessivamente magra. o tratamento adequado para a Anorexia Nervosa deverá incluir: Terapia Individual Terapia Familiar Terapia de Grupo Grupos de Apoio Aconselhamento Nutricional Medicação Ambulatório Alimentação Em casos extremamente graves poder-se-á ter de recorrer ao Internamento. . O problema é demasiado grave para ser mantido em segredo e necessita de ajuda especializada. numa forte relação de confiança a manter durante a evolução do tratamento. explicando que se sente cheio de energia e que as capacidades intelectuais se mantêm intactas ou mesmo aumentadas. TRATAMENTO O primeiro passo no tratamento da Anorexia Nervosa é também o mais difícil de dar.Baixa nos níveis de potássio (causa comum de paragem cardíaca). é preciso que a doente admita e assuma que tem um problema.recusa aceitar a gravidade da situação.apesar de reconhecer. Antes de tudo. dado que a própria . mais do que em qualquer outra doença. É normalmente a família que leva a doente ao médico. assentando.