You are on page 1of 5

CEMTI ZACARIAS DE GÓIS SUB-PROJETO: FÍSICA ±IFPI/PIBID PROFESSOR: ANTONIO A.

RODRIGUES

PROJETO INTERDISCIPLINAR ACESSIBILIDADE: DIREITO AO MOVIMENTO DE TODOS OS CIDADÃOS

TERESINA/PI ABRIL/2011

............................................................ 4 7............................................................................... REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................................................ 3 6.. 4 8.......... .................................................................... CRONOGRAMA ............. OBJETIVOS ....... ....... PROFESSORES RESPONSÁVEIS ....... AVALIAÇÃO .SUMÁRIO 1.................................................................................. PÚBLICO ALVO ................................ INTRODUÇÃO E JUSTIFICATIVA ................... 3 4........................ 4 .................................................................................... ...................... 3 2... 3 3............................................................................................. ....................................................................... PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS . .......... 3 5........ ...........................................................

PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS Primeiro passo é pedir aos alunos que façam uma pesquisa sobre o tema ³acessibilidade´. 3. É sugerido a seguir o que deve ser levantado/anotado/fotografado ao longo do trajeto pela região: y Identificar as barreiras arquitetônicas que impedem a acessibilidade de pessoas portadoras à mobilidade aos diversos locais que compõem a região. A partir das observações e anotações. à segurança e à propriedade. 2. nem sempre isso parece ocorrer de maneira satisfatória. serão observadas as regiões. postos de saúde. Apesar da existência de leis especificas visando garantir o acesso de todos os cidadãos a quaisquer lugares. podendo qualquer pessoa. que estabelece as normas de acessibilidade das pessoas portadoras de deficiências físicas motoras ou mobilidade reduzida. INTRODUÇÃO E JUSTIFICATIVA Pessoas portadoras de deficiências físicas motoras ou mobilidade reduzida eventualmente enfrentam dificuldades relacionadas à falta de acessibilidade às edificações. nele entrar. no qual apresentarão uma síntese de suas observações quanto aos obstáculos e entraves identificados como elementos impeditivos à . hospitais. como escolas. Leônidas e Luzia (Sociologia). como escolas. O desafio de estabelecer o direito das pessoas ao livre movimento começa nas vias públicas e se estende a outros locais.098/00. Pode -se começar pela Lei 10. Garantir a acessibilidade é romper com as barreiras arquitetônicas que impedem a locomoção de uma parcela da sociedade. A Constituição Federal promulgada em 1988 fala no seu artigo 5º sobre a igualdade de todos perante a lei. Simultaneamente. ficando uma parte excluída. nos termos da lei.é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz. PÚBLICO ALVO: Este projeto destina-se aos alunos do 1º ano do Ensino Médio do Cemti Zacarias de Góis. PROFESSORES RESPONSÁVEIS Antonio Rodrigues (Física). y Realizar uma campanha na escola que será avaliada para conscientizar e valorizar o direito à acessibilidade. Dessa forma se justifica propor um projeto relacionado às dificuldades sentidas pelas pessoas para se movimentar em seus espaços de convivência ou nas vias pelas quais se deslocam. tema central no estudo dos Movimentos Uniformemente Variados. deixando-as excluídas e sem possibilidades de exercer sua cidadania. hospitais . garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida. sem distinção de qualquer natureza. 4. os grupos devem escrever um relatório.1. ou pelas normas nos anuários da ABNT. estabelecimentos comerciais e vias publicas. Apesar de a constituição garantir a igualdade e o direito de se locomover livremente. Art. à liberdade. à igualdade. OBJETIVOS: y Realizar uma avaliação das condições de acessibilidade de uma ou mais regiões da cidade de Teresina (PI) e/ou Timon (MA). 5. assegurando-o como um princípio de cidadania. nos termos seguintes: XV . o que vemos é que as cidades vão crescendo e no que diz respeito à arquitetura e ao urbanismo não contempla as necessidades de toda a população. Clara (Educação Física). de cuja acessibilidade será avaliada por cada grupo. Dessa maneira será trabalhado com condições de restrições ao movimento. tanto em Teresina e Timon(já que uma parcela significativa de nossos alunos residem na cidade). permanecer ou dele sair com seus bens. 5º Todos são iguais perante a lei. espaços de lazer ou até as próprias residências. y Localizar os locais com edificações cujas estruturas obedecem às leis estabelecidas para a acessibilidade das pessoas com dificuldades físicas motoras.

1ª edição. Devem ser expostas. Disponível em: http://www. CRONOGRAMA EVENTO Apresentação do projeto Desenvolvimento do projeto Apresentação dos trabalhos (CULMINÃNCIA) PERÍODO 19 abril de 2011 maio de 2011 junho de 2011 (data a ser definida pela direção da escola) 7. para as outras turmas. .ufrn. Blaidi et al.ccet. oralmente. AVALIAÇÃO A avaliação acontecerá em qualquer momento do processo educativo.txt. bem como as soluções propostas para os problemas levantados. os avanços individuais dentro da coletividade e a participação no desenvolvimento de todas as atividades (de acordo com as peculiaridades de cada aluno) no decorrer do projeto. as barreiras arquitetônicas encontradas na região. com o propósito de sensibilizar os alunos da escola e/ou comunidade para as situações-problema em relação à acessibilidade. O trabalho finda com elaboração de cartazes. com a intenção primordial de rever a própria prática docente criando novas possibilidades para estimular os alunos a desenvolverem-se suas potencialidades levando em conta. 8. esses cartazes podem ser levados a hospitais. Acesso em 18 abril 2011. de modo a velar pelo processo de ensino-aprendizagem. 2011. principalmente.acessibilidade na região. Esses cartazes devem ser colocados em um mural da escola ou em local de destaque para que a comunidade escolar tome ciência do trabalho realizado. outras escolas e estabelecimentos comerciais da área investigada. A avaliação também ficará a critério da decisão da coordenação pedagógica. postos de saúde. Conexões com a Física. AS CONCEPÇÕES DA MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE URBANA APLICADAS À IMPLEMENTAÇÃO DO ENSINO DE FÍSICA: UMA INTERFACE PEDAGÓGICA PARA SEDIMENTAÇÃO DE CONHECIMENTOS. São Paulo. onde ficarão expostos.br/publicacoes/publicacao_85. de forma contínua e diagnóstica.ppgecnm. José Fernandes da. SILVA. vol 1. Após um período de exposição. Moderna. 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS SANT¶ ANNA.

Cadeirante parado diante dos degraus de uma escada. Natal 2006 . como requisito para obtenção do grau de Mestre em Ensino Ciências Naturais e da terra. visite os locais de maior circulação de pessoas na sua cidade e faça um registro no caderno que responda as seguintes indagações: a sua cidade está preparada para garantir acessibilidade para os cadeirantes? Nos estabelecimentos comerciais e repartições públicas existem rampas de acesso? Se existem sua inclinação permite que o cadeirante se movimente sem o auxílio de outras pessoas? E seu Mas como garantir acessibilidade para todos? 2 Figura 2. Dissertação apresentada ao Programa de PósGraduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.colégio está preparado para receber os alunos cadeirantes? Na aula seguinte os grupos poderão compartilhar suas anotações com o restante da turma e juntos elaborar uma estratégia de como colaborar para que o direito a acessibilidade seja garantido aos cadeirantes.Você é o observador: formem grupos de no máximo 4 alunos.