You are on page 1of 5

Design & Percepção www.ligiafascioni.com.

br

3
www.ligiafascioni.com.br

“Para entender a cultura contemporânea, você tem que entender semiótica”
Paul Cobley
Semiótica para Principiantes, 2004

Semiótica

Lígia Fascioni | www.ligiafascioni.com.br

O que é semiótica?
www.ligiafascioni.com.br www.ligiafascioni.com.br
“É tudo o que se relaciona com a linguagem e os

Semiótica X Semiologia
• [Séc. XVIII] John Locke e Johann Lambert: semiótica • [Séc. XIX-XX]
– Sausurre, Barthes, Hjelmslev, Prieto, Guirard: semiologia – Charles Pierce, Charles Morris: semiótica

signos”
Johann Lambert, 1763

[Haya, 1969] Associação Internacional de Estudos Semióticos adotou semiótica

Para quem ainda discute
www.ligiafascioni.com.br • [Semiologia]
descrição geral do funcionamento de todos os sistemas simbólicos

Gerações da semiótica
www.ligiafascioni.com.br

• Primeira (1950-60) • Segunda (1970) • Terceira (1980)

• [Semiótica] estudo
específico de sistemas particulares (cinema, propaganda, moda, etc)

1

O leitor é uma instância simbólica.ligiafascioni.ligiafascioni.br www.br Pragmática • Analisa as formas e estratégias das mensagens e tenta descobrir as leis que as regem seus • Teoria da significação • Relações dos signos com os objetos significados • Relações dos signos com seus intérpretes • Semântica x sintaxe 2 .com.com.com. [gerações da semiótica] Terceira geração www. Principais tendências e e teorias: – Desconstrutivismo: foco no leitor e seu contexto (leitor desconstrói e reconstrói o texto) decodificador e toda mensagem é uma obra • Decomposição do texto em elementos constitutivos para entender sua arquitetura – Hermenêutica: análise dos fatores que influenciam a interpretação – Leitor implícito: foco no texto como objeto de fruição e lugar de interação.br • • Semântica • Pragmática • Sintaxe interacionismo • • Multidisciplinaridade Textos são construções sociais realizados por múltiplos atores [Ramos da semiótica] [Ramos da semiótica] Semântica www.com.com.br www.br • Baseada na semiótica Segunda geração • Chamada semiótica pós- estrutural • Todo leitor é um estruturalista.com.[gerações da semiótica] [gerações da semiótica] Primeira geração www.ligiafascioni.ligiafascioni.ligiafascioni.br • Foco na interação do texto em seu contexto de recepção Novo paradigma: Ramos da semiótica www.ligiafascioni.

imitações.com. fotos.ligiafascioni.br • Estuda a relação Elementos da comunicação sentidos filtros formal dos signos entre si • Gramática da linguagem mensagem | código canal repertório repertório emissor ruído receptor Tipos de signo Mas onde entra o signo? www.ligiafascioni.br Índices são signos que mantêm relações causais com o objeto.ligiafascioni.br Ícones são signos que mantêm uma relação de analogia com o objeto representado.ligiafascioni.com.[Ramos da semiótica] Sintaxe www. 3 .ligiafascioni. talheres para restaurante Símbolos Símbolos são signos cujos significados mantêm relações de convenção com o objeto. sinais de trânsito. etc • Significante = elemento material e perceptível (Ex: desenho ou foto e uma lâmpada) • Código = combinação de signos utilizados na transmissão da mensagem Tipos de signo Tipos de signo Índices www.com.com.com. Ex: bandeiras.br www.ligiafascioni.com. Ex: fumaça para representar fogo.br • Signo = significante + significado • Significado = idéia ou conceito (Ex: ter uma idéia) Ícones www. pomba para a paz.br www. Ex: desenhos figurativos.

• Objeto: aquilo que é referido pelo signo (a idéia original). seres humanos lugar de outra coisa • Tem relação direta com representações mentais 3 2 1 • O signo é classificado em três categorias: primeiridade. organizar os fatos e classificá-los em categorias experiências.br • Representamen: aquilo que funciona como signo para alguém.ligiafascioni.Sobre a natureza dos signos www.ligiafascioni.ligiafascioni.br • Para Pierce (1839-1914). tudo realidade representada • É um elemento que está no no mundo é signo: objetos. • crescimento.com.com.com.br • É a primeira Modelo triádico: secundidade www. idéias. aquisição • Ex: a construção da frase “a cadeira é azul” • Interpretante: efeito do signo naquele (ou naquilo) que o interpreta.br • É uma interpretação sobre a Modelo triádico de Charles Pierce www.com.ligiafascioni.br • É a capacidade de impressão ao se ter contato com o signo • Menos racional. mais espontânea e intuitiva • Capacidade distingüir e discriminar experiências.com.br • É a capacidade de Elementos do signo www.com. secundidade e terceiridade Modelo triádico: primeiridade www.ligiafascioni. 4 . reagir a fatos Relações reais ou • análogas entre fenômenos de primeiridade • Ex: o azul de um objeto concreto contemplativa (apenas vê) • Exemplo: a cor azul Modelo triádico: terceiridade www. reagir a fatos Nível de mediação.ligiafascioni.

geocities. Semiótica para principiantes. Litza. Imagem: Cognição. 2001. • COBLEY. Representamen O que representa a coisa.ligiafascioni.Buenos Aires: Longseller. Referências www. Winfried. 2004.com. La danza de los signos: Nociones de semiótica general. et al. Victorino.com.br Imediato: que está dentro do signo.com. S. suporte material do signo. • ALBANO. Diccionario de Semiotica. 2005. 2006. Buenos Aires. Paul e JANSZ. Semiótica. • SANTAELLA. Dsiponível em www.br • ZECCHETO. Buenos Aires: La Crujía. Dinâmico: o objeto exterior e independente do signo.ligiafascioni. Semiótica: Uma suave introdução. mídia. o objeto tal como ele é representado A tríade do signo segundo Pierce A coisa representada Objeto pelo signo. Pode ser imediato ou dinâmico. Quadrata.ligiafascioni. Lucia e NÖTH. Interpretante A idéia do signo na mente de quem recebe o interpretamen. São Paulo: Iluminuras. Eufrasio. • PRATES.org/wiki/Semiótica Getty Images 5 .wikipedia. Pode ser imediato (significado do signo) ou dinâmico (efeito que provoca na mente).br www. semiótica.htm • • Wikipedia.Sobre o objeto www.com/Eureka/8979/semiotic. Disponível em: http://pt.