You are on page 1of 2

Ao longo dos séculos XV e XVI, a ciência européia sofreu em diversos aspectos, um impulso renovador.

Um expressivo número de pesquisadores, valorizando a razão e a experimentação, procurava examinar questões da natureza e da sociedade. Esses pesquisadores diferenciaram-se muitos estudiosos medievais que acatavam concepções tradicionais desenvolvidas por alguns sábios da Antigüidade e incorporadas pelos teólogos cristãos. Antes de aceitar conclusões prontas, a atitude crítica levava os novos cientistas a observar os fenômenos naturais, fazer experimentos, propor novas hipóteses, medir, reavaliar. Mas a nova mentalidade científica não se desenvolveu sem a resistência daqueles que defendiam as tradições culturais medievais. Alguns dos episódios que ilustram esses conflitos:

Dissecação de Cadáveres O médico espanhol Miguel de Servet( 1511- 1553), pôde descrever, pioneiramente, o funcionamento da circulação do sangue nos pulmões por meio da dissecação de cadáveres. Por essa prática, foi criticado e perseguido pelas autoridades religiosas cristãs; preso em Genebra, foi queimado vivo.

Teoria Heliocêntrica Uma das mais brilhantes teorias científicas dessa época, o heliocentrismo― segundo a qual a Terra e os outros planetas se moviam em torno do Sol―, foi desenvolvida pelo sacerdote católico e astrônomo Nicolau Copérnico (1473- 1543). Em sua obra Da revolução das esferas celestes, publicada no ano de sua morte, Copérnico refutou a teoria geocêntrica ( que concebia a Terra como um centro fixo em torno do qual giravam os demais corpos celestes), provocando a reação das pessoas, especialmente dos religiosos. Sua teoria heliocêntrica cntrariava passagens da Bíblia que indicavam o movimento do Sol em torno da Terra. Examinando, posteriormente, a teoria de Copérnico, cientistas como Johann Kepler e Galileu Galilei passaram a defendê-la. galileu chegou a ser acusado de herege pela inquisição católica e, para livrar-se da pena de morte, negou publicamente suas convicções.

Com isso as práticas cientistas avançaram. inclusive bélicos. Galileu-Galilei(1564-1642) mostrou que o planeta girava em torno do sol. . como já mencionado teve habilidades em muitos campos da ciência e com isso inventou muitos instrumentos . cada vez mas.RENASCIMENTO CIENTÍFICO Começa a criar raízes no século XVI. Mesmo tendo a contra. Renascimento Científico . e André Vesálio .Copérnico deu sua contribuição no aumento no conhecimento da matemática. cheia de energia procurando. Da Vinci. o “pai da anatomia” que publicou o primeiro livro sobre a anatomia humana.Os destaques do renascimento científico foram para Leonardo da Vinci e Nicolau Copérnico. o misticismo e os livros sagrados na busca do conhecimento renascentistas tinham necessidade de explicar. A ciência e a tecnologia dessa época revelam-nos uma sociedade crescentemente curiosa. A contribuição do renascimento foi o aprimoramento da observação e da experimentação. descobriram o funcionamento da circulação sanguínea. defendeu a ligação das artérias. Criou a teoria heliocêntrica. Jonhann Kepler(1571-1630) continuou o trabalho de Nicolau. esta não pode mais conter o avanço da ciência. A experimentação era então o meio vigente para achar respostas e entender a realidade. Vesálio(1514-1564). Nicolau Copérnico(1733-1543) teoria heliocêntrica.mecânica e astronomia. Esse conhecimento cientifico era privilégio e monopólio de uma minoria de cientistas e humanistas que produzia novos conhecimentos e tecnologia que ajudariam os burgueses e os nascentes estados nacionais a ocupar novos continentes e ampliar o comércio. em vez da tradicional cauterização para estancar hemorragias.O renascimento tirou da igreja o poder e o direito de dar explicações sobre a criação e a vida. questionadora. Miguel Servet(1509-1553) e Ambroise Paré(1509-1590) lançaram os princípios científicos da anatomia. onde afirmava que a terra gira em torno do sol .Geocentrismo (defendido pela Igreja) – terra como centro do Universo .Perseguições da Igreja Católica contra os cientistas : ação da Inquisição Com Renascimento. em outros casos ele aprimorou mecanismos. como nenhuma sociedade fizera antes.eternas colocadas pela religião e desvendar os mistérios da natureza e do corpo humano. onde ocorre o desenvolvimento de vários ramos da ciência.As ciências naturais também progrediram. Miguel de Servet.derrubar verdades. que a terra era centro do universo. Ambroise Paré . explorar. querendo melhorar.reforma. indo contra a idéia medieval .Copérnico e Galileu defendem o heliocentrismo (Sol como centro) . e William Harvey. a ciência tornou-se a nova crença racionalismo e a experiência substituiram a fé.Na medicina.