You are on page 1of 3

Tecido Conjuntivo

Ao contrário dos epitélios, os tecidos conjuntivos apresentam elevada quantidade de substância intercelular. As células que constituem esses tecidos possuem formas e funções bastante variadas. Trata-se, portanto, de um tecido com diversas especializações. Constituição da substância intercelular dos tecidos conjuntivos Também chamada de matriz, a substância intercelular ou intersticial dos tecidos conjuntivos preenche os espaços entre as células e apresenta-se constituída de duas porções: a substância amorfa e as fibras. Substância intercelular amorfa: É constituída principalmente por água, polissacarídeos e proteínas. Às vezes, como acontece no tecido ósseo, a substância intercelular é sólida, com uma rigidez considerável; outras vezes, como o plasma sanguíneo, apresenta-se líquida. Fibras: São de natureza protéica e se distribuem conforme o tipo de tecido. Na substância intercelular destacam-se os seguintes tipos de fibras: colágenas: as fibras mais freqüentes do tecido conjuntivo; formadas pela proteína colágeno -- de alta resistência à tração - têm coloração esbranquiçada; elásticas: fibras formadas fundamentalmente pela proteína elastina; dotadas de elasticidade, têm coloração amarelada; reticulares: as fibras mais finas do tecido conjuntivo; são constituídas por uma proteína chamada reticulina, muito semelhante ao colágeno. Classificação dos tecidos conjuntivos Os elementos que constituem os tecidos conjuntivos -- células e substâncias intercelulares -- variam de acordo com as diversas modalidades desses tecidos. Considerando essa variação e, ainda, a função do tecido, pode-se classificar os tecidos conjuntivos da seguinte maneira: O tecido conjuntivo propriamente dito (TCPD) -- Vamos começar o estudo do TCPD por aqueles que apresentam propriedades gerais: o tecido conjuntivo frouxo e o tecido conjuntivo denso. Tecido conjuntivo frouxo -- Caracteriza-se pela presença abundante de substância intercelular e amorfa, porém é relativamente pobre em fibras, que se encontram frouxamente distribuídas. Nesse tecido estão presentes todas as células típicas do tecido conjuntivo: os fibroblastos, muito ativos na síntese protéica, os macrófagos, células com grande atividade fagocitária, os plasmócitos, que produzem anticorpos e as células adiposas, que armazenam lipídeos. Funções básicas do tecido conjuntivo frouxo: - preenchimento de espaços entre os órgãos viscerais; - suporte e nutrição dos epitélios; envolvimento de nervos e vasos sanguíneos e linfáticos; - cicatrização de tecidos lesados. Tecido conjuntivo denso -- É pobre em substância intercelular e amorfa, porém relativamente rico em fibras, principalmente colágenas. A célula mais freqüente nesse tecido é o fibroblasto. Quando as fibras colágenas se distribuem de maneira difusa, não-ordenada, o tecido conjuntivo denso é chamado de não-modelado. É o que ocorre, por exemplo, na derme da pele. Quando as fibras colágenas se acham dispostas de forma ordenada, formando feixes compactos e paralelos, o tecido conjuntivo denso é chamado de modelado. Como exemplo temos os tendões, estruturas dotadas de alta resistência à tração, que promovem a ligação entre os músculos esqueléticos e os ossos nos quais se inserem.

hormônios. por exemplo.formada basicamente por fibras colágenas e sais de cálcio --. aminoácidos. presente no interior do canal medular dos ossos esponjosos. o papel de auxiliar o sistema sanguíneo na remoção de impurezas. Existem duas variações : tecido hematopoiético milóide e tecido hematopoiético linfóide. o baço. coletar e distribuir ácidos graxos e gliceróis absorvidos no intestino e contribuir para a defesa do organismo. Os condroblastos produzem grande quantidade de fibras protéicas. como bactérias e partículas de fumo. Produz glóbulos vermelhos.É formado a partir da filtração do excesso de líquido intercelular extravasado dos capilares sanguíneos.Esse tecido tem a função de produzir as células típicas do sangue e da linfa. além de participar do mecanismo de defesa do corpo. Em aves e mamíferos. quando sua atividade metabólica diminui. passam a ser denominados condrócitos. Nos linfonodos. sais. tais como o baço. Assim. Os tecidos conjuntivos de transporte Existem duas variedades de tecidos conjuntivos de transporte: o sanguíneo e o linfático. glicoses. a linfa é filtrada através da ação de células que fagocitam corpos estranhos ao organismo. Os elementos figurados do sangue compreendem os glóbulos vermelhos. . Esse tecido. Tecido conjuntivo linfático -. O tecido cartilaginoso é desprovido de vasos sanguíneos e de nervos. O plasma é uma solução aquosa clara.O tecido cartilaginoso é formado por células denominadas condroblastos e condrócitos. Os osteoblastos são células ósseas jovens.ou simplesmente sangue -. no entanto. osteoblastos. pode exercer outras funções. Esses tecidos promovem o transporte e a distribuição de substâncias diversas dentro do organismo. por um conjunto de vasos linfáticos e pelos órgãos linfóides. porém. tem ampla distribuição sob a pele (onde constitui a hipoderme).O tecido sanguíneo -. denominadas ínguas. Tecido conjuntivo ósseo -. fundamentalmente. vitaminas. é desprovido de hemácias e de plaquetas. constituída de água (mais de 90%). pois é constituído de uma matriz rígida -. Tecido conjuntivo sanguíneo -. etc. É bem mais resistente que o cartilaginoso. as gorduras armazenadas podem ser facilmente utilizadas pelo organismo. sobretudo. aves e mamíferos de clima frio possui uma rica camada gordurosa sob a pele. a de isolante térmico. a de reservatório energético. como sucede com a palma das mãos e a planta dos pés. principalmente o colágeno. Essa bainha de tecido conjuntivo é denominada pericôndrio (do grego peri = em torno). os glóbulos brancos e as plaquetas. o timo e as amígdalas. apresenta grande atividade na produção de proteínas. compreende-se por que. como. O depósito lipídico também pode servir para proteger contra choques mecânicos. osteócitos e osteoclastos. e composto por vários tipos de células.O tecido conjuntivo adiposo é rico em células que armazenam lipídios. através da produção de anticorpos e linfócitos. o timo e os linfonodos. é nutrido pelo tecido conjuntivo denso que o envolve. Caso os micorganismos sejam patogênicos. o que contribui para a sua adaptação ao frio intenso. de maneira geral. existentes em regiões onde o tecido ósseo encontra-se em processo de formação. Sua função é.Tecido conjuntivo hematopoiético -. Tecido conjuntivo adiposo -.é constituído por uma parte líquida denominada plasma e pelos elementos figurados. tem o papel de produzir certos tipos de glóbulos brancos (monócitos e linfócitos). podem produzir manifestações inflamatórias nos linfonodos. Mielóide: Encontra-se na medula óssea vermelha. promovendo a defesa do organismo contra perdas excessivas de calor. Este sistema tem. Linfóide: Encontra-se de forma isolada em estruturas como os linfonodos. Esse tecido. certos tipos de glóbulos brancos e plaquetas. As células mais abundantes do tecido linfático são os linfócitos. uréia. Tecido conjuntivo cartilaginoso -.O tecido ósseo é o principal componente dos ossos. O sistema linfático é formado pela linfa.

Os osteoblastos originam os osteócitos. por sua vez. . são células gigantes que promovem a destruição da matriz óssea através da ação de enzimas e posteriormente reabsorvem a matriz digerida. células ósseas que armazenam cálcio. Os osteoclastos. agem "modelando" a peça óssea. Dessa maneira.