You are on page 1of 53

Curso de

Mathcad 14

Parte 1 - Comandos básicos


e aplicações
li õ
Parte 2 - Ferramentas úteis
para Engenharia
E h i Civil
Ci il

Prof. Dr
Prof. Dr.. Walter Luiz Andrade de Oliveira
2010 wluiz100
wluiz 100@hotmail
@hotmail..com
Sumário
Parte 1 - Comandos básicos
e aplicações
li õ Slide

1 – Apresentação do programa 2
2 – Os primeiros passos 13
3 – Variáveis
i i 22
4 – Vetores e matrizes 30
5 – Funções 37
6 – Gráficos 2D 42
7 – Equações 49
8 – Sistemas de equações lineares 54
9 – Inequações 60

Parte 2 - Ferramentas úteis para


Engenharia Civil
1 – Operações
O com unidades
id d 2
2 – Importando dados externos (Excel) 12
3 – Cálculo das prop. geométricas 22
4 – Ferramentas de controle 28

Prof. Dr
Prof. Dr.. Walter Luiz Andrade de Oliveira
2010 wluiz100
wluiz 100@hotmail
@hotmail..com
Curso de
d Mathcad
h d 14

Parte 1 - Comandos
básicos e aplicações

Prof. Dr
Prof. Dr.. Walter Luiz Andrade de Oliveira
wluiz100
wluiz 100@hotmail
@hotmail..com
2010

2
1. Apresentação do programa
plicações

1.1) Generalidades
O software Mathcad é um ambiente de trabalho baseado em Álgebra
ndos básicos e ap

Computacional, dirigido a profissionais técnicos, educadores e


uiz Andrade de Oliveira

estudantes.. Permite a escrita de expressões matemáticas com o uso


estudantes
também de textos, gráficos e animação.
animação.

Sua interface é semelhante a de um processador de textos do tipo:


tipo:
What you see is what you get (o que você vê é o que você faz)
faz)..
Parte 1 – Coman
Walter Lu

O Mathcad possibilita a avaliação numérica e simbólica de expressões


matemáticas, a construção de gráficos, a construção de algoritmos para
a realização de tarefas matemáticas, a avaliação de integrais e
derivadas de funções, a resolução de sistemas lineares, além de outras
tarefas..
tarefas

1
3
1. Apresentação do programa
plicações

Este curso foi baseado nos recursos oferecidos pela versão Trial do
Mathcad 14 – www
www..mathcad.
mathcad.com.
com.
A área de trabalho do
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Mathcad é parecida com a de


uma folha em branco (Figura
1.1). Nela podemos incluir
equações, textos, gráficos, e
outros itens (Figura 1.2). Cada
um destes
d t itens
it é inserido
i id
Parte 1 – Coman
Walter Lu

dentro de uma região, ou seja,


o Mathcad insere cada um
deles em uma região
individual, separada por um
retângulo invisível. Figura 1.1 – Tela principal

4
1. Apresentação do programa
plicações

Para enxergar o retângulo


basta clicar no item da
região ou mudar a cor do
região,
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

preenchimento (Figura 1.2).


Para mover esse retângulo
basta clicar e arrastar o
objeto por uma das bordas
que aparecem quando clica-
clica-
Parte 1 – Coman
Walter Lu

se em cima dele.

Figura 1.2 – Exemplo de formatação


Se o objeto inserido for uma figura ou tabela, você pode alterar o
tamanho da visualização clicando no quadradinho no canto inferior
direito do objeto, e arrastando o mouse até o tamanho desejado
desejado..

2
5
1. Apresentação do programa
plicações

Para aumentar o tamanho de uma equação ou texto, é só aumentar o


tamanho da fonte, porém todas as equações aumentarão de tamanho
tamanho..
ndos básicos e ap

A tela principal é dividida por linhas verticais contínuas e na


uiz Andrade de Oliveira

horizontal por linhas tracejadas


tracejadas.. Essas linhas delimitam a área de
impressão do programa, sem contar com as margens.
margens. O usuário pode
configurar a página como quiser, reduzindo as margens ou trocando o
tamanho do papel, como se faz no Microsoft Word por exemplo
exemplo..
O programa realiza todos os cálculos na ordem em que as equações
Parte 1 – Coman
Walter Lu

aparecem na tela, ou seja, um resultado só será apresentado se houver


uma equação que defina o problema antes
antes.. Para o programa não faz
diferença se algo foi definido na folha da coluna 1 ou 2, pois o que
estiver mais acima será lido primeiro, contudo o que for definido
depois é o que vale a partir daí.
daí.

6
1. Apresentação do programa
plicações

1.2) O Mathcad no Curso de Engenharia Civil


O software Mathcad pode servir como instrumento pedagógico em
di
diversas di i li
disciplinas d Curso
do C d Engenharia
de E h i Civil.
Ci il. Na
Civil N área
á d
de
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Estruturas, as disciplinas de resistência dos materiais, mecânica dos


sólidos, estruturas de concreto armado e estruturas metálicas possuem
um grande leque de possibilidades de utilização das ferramentas do
programa.. O usuário pode observar desde o comportamento de uma
programa
viga simplesmente apoiada quando se variam o vão ou as dimensões
Parte 1 – Coman

da seção transversal, passando pela influência das dimensões e


Walter Lu

detalhamento das armaduras de uma peça de concreto armado para as


verificações em serviço, até determinar a força normal de flambagem
em um perfil formado à frio e verificar o comportamento desse perfil
quando a força normal por flexão, torção e flexo torção em função do
comprimento..
comprimento

3
7
1. Apresentação do programa
plicações

1.3) Barra de menus


Ao abrir o Mathcad encontramos a Barra de Menu da figura 1.3.
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Figura 1.3 – Barra de menus

Esta barra nos fornece todos os comandos de edição, formatação e


manuseio necessários para a realização de nosso trabalho
trabalho.. Nesta
apostila trabalharemos alguns deles
deles..
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Para enxergar as regiões citadas no item anterior, sem que seja feito o
preenchimento por outra cor, como visto na figura 1.2, podemos clicar
em menu View - Regions
Regions..

8
1. Apresentação do programa
plicações

1.4) Barra de status


No final de sua janela, o Mathcad possui uma linha de mensagem
(Figura 1.4) onde alguns alertas são exibidos, teclas de atalhos e outras
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

informações que possam nos ajudar, dentre elas, lista o estado


(andamento) do cálculo de nosso trabalho
trabalho.. Por exemplo, se estiver
exibindo a palavra “AUTO
AUTO”,”, significa que o trabalho está no modo
automático, ou seja, o Mathcad está recalculando automaticamente as
expressões matemáticas toda vez que forem editadas.
editadas. Enquanto faz os
Parte 1 – Coman

cálculos, a palavra “WAIT”


WAIT” aparece na linha de mensagem e o cursor
Walter Lu

muda seu formato para uma lâmpada acesa acesa.. Para mudar o modo vá em
Tools – Calculate e desmarque a opção Automatic Calculation.
Calculation. A
partir daí, para o programa calcular é preciso apertar a tecla F9.

Figura 1.4 – Barra de status

4
9
1. Apresentação do programa
plicações

1.5) Barra de ferramentas de recursos


O usuário tem acesso a tópicos de ajuda utilizando a barra de
ferramentas de recursos (Figura 1.5).
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Figura 1.4 – Barra de status


Parte 1 – Coman
Walter Lu

Para usuário iniciantes, as mais importantes são são:: Tutorials


Tutorials,,
QuickSheets e Reference Tables.
Tables. Na opção Tutorials, o usuário terá
acesso a todas a informações básicas a respeito do software
software.. Em
QuickSheets e Reference Tables o usuário terá acesso a exemplos de
diversas aplicações do Mathcad
Mathcad.. As janelas são apresentadas a seguir:
seguir:

10
1. Apresentação do programa
plicações
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira
Parte 1 – Coman
Walter Lu

5
12
11
Parte 1 – Coman
ndos básicos e ap
plicações Parte 1 – Coman
ndos básicos e ap
plicações
Walter Lu
uiz Andrade de Oliveira Walter Lu
uiz Andrade de Oliveira

1. Apresentação do programa
1. Apresentação do programa

6
13
2. Os primeiros passos...
plicações

2.1) Digitando textos


Ao digitar no Mathcad, a região é entendida como uma região
matemática (formatação de equações)
equações).. Mas, podemos também inserir
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

apenas textos.
textos.
Para criar uma região de texto, clique no local desejado posicionando
o cursor com o formato de uma cruz vermelha, digite aspas
aspas--dupla ["] e
a região para texto será aberta.
aberta. É possível começar digitando e, ao
pressionar a tecla [[espaço],
p p ç ], o Mathcad converterá automaticamente a
Parte 1 – Coman
Walter Lu

região matemática em uma região de textotexto.. Para digitar um texto de


uma única palavra, a opção das aspas é mais indicada.indicada. Note que
quando estamos digitando uma região matemática, o cursor que
aparece na janela é azul, já quando se trata de uma região de texto, ele
aparecerá na cor vermelha
vermelha..

14
2. Os primeiros passos...
plicações

A fonte padrão para equações é a Times New Roman e para o texto


Arial.. O usuário pode alterar para as fontes de preferência, inclusive
Arial
alterando os tamanhos antes de começar a usar o programa
programa.. Basta ir
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

em Format - Style e alterar os estilos existentes ou criar novos.


novos.

O estilo padrão para o texto é


o Normal e para as equações é
o Variables
Variables,, mas este não está
disponível para edição
edição. Para
Parte 1 – Coman
Walter Lu

alterar o tamanho e o estilo da


fonte da equação, selecione a
variável e mude o tamanho na
tela principal (Figura 2.1). Figura 2.1 – Formatando as variáveis

7
15
2. Os primeiros passos...
plicações

2.2) Barra de ferramentas matemáticas


Ao instalar e abrir o programa, a barra de ferramentas matemáticas
deverá estar ativado, caso não esteja, clique em View - Toolbars - Math
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

para abrir uma barra de botões de operações matemáticas (como a


figura 2.2). Note que também podemos realizar estas operações
utilizando a barra de menus.
menus.
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Figura 2.2 – Barra de ferramentas matemáticas

Se clicarmos em cada um dos botões contidos nesta caixa, uma nova


barra de ferramentas, de acordo com a opção selecionada, será aberta,
como mostrado a seguir.
seguir.

16
2. Os primeiros passos...
plicações

Operações básicas Construção de gráficos Vetores e matrizes


ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Avaliação Cálculo Comparação lógica

8
17
2. Os primeiros passos...
plicações

Programação Letras gregas Palavras chave simbólicas


ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira
Parte 1 – Coman
Walter Lu

2.3) Construindo expressões numéricas


Clique com o mouse na área onde a expressão numérica será inserida
(o cursor estará no formato de uma cruz vermelha). Agora basta digitar
a expressão utilizando o teclado na forma usual ou os botões da Barra
de Ferramentas de Operações Básicas indicados a seguir:

18
2. Os primeiros passos...
plicações

Veja o exemplo onde queremos calcular o valor da expressão 1+2:

Digitando No programa
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

1+

Depois de digitar o sinal da operação adição [+] pode-


pode-se notar um
pequeno retângulo preto delimitado por uma linha de edição azul.
azul.
Parte 1 – Coman

No Mathcad este retângulo é chamado de placeholder


placeholder.. O placeholder
Walter Lu

nos mostra que a expressão ainda está incompleta e que você deve
continuar digitando.
digitando. Por exemplo, digitando o número 2 após o sinal
da adição, em seguida o sinal de igual [=] do teclado veremos o
resultado de nossa expressão
expressão..

9
19
2. Os primeiros passos...
plicações

Digitando No programa

1+2=
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

O programa realiza o cálculo e ainda deixa a linha de edição azul para


o usuário adicionar outras expressões caso deseje, como mostra a
figura abaixo.
abaixo. Para finalizar o cálculo basta clicar em Enter ou clicar
fora do campo da expressão
expressão.. Os retângulos e a linha azul somem.
somem.
Parte 1 – Coman
Walter Lu

O pequeno retângulo preto que aparece após o resultado é o campo


destinado para as unidades.
unidades. Mas isso só veremos mais adiante.
adiante.
É importante ressaltar que a linha de edição azul é muito importante
para construirmos as expressões.
expressões. Como veremos a seguir.
seguir.

20
2. Os primeiros passos...
plicações

2.4) Linha de edição azul


Para explicar como funciona a linha de edição azul, alguns exemplos
serão feitos para facilitar o seu entendimento.
entendimento.
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Observe a modificação da posição da linha de edição azul quando


pressiona--se a tecla [espaço] do teclado
pressiona teclado..
Digitando No programa
2+6[espaço]*(7^3[espaço]--1)
2+6[espaço]*(7^3[espaço] = 2736
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Cada vez que a tecla [espaço] é teclada, a linha azul seleciona mais um
termo da expressão, isso permite que as operações sejam digitadas
corretamente como se quer calcular.
calcular. Se a tecla [espaço] não tivesse
sido teclada, o resultado seria:
seria:
= 296

10
21
2. Os primeiros passos...
plicações

52  3
Nosso próximo exemplo será criar a seguinte expressão
expressão:: 1
7
Di it d
Digitando N programa
No
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

5^2[espaço]+3[espaço]/7[espaço]--1
5^2[espaço]+3[espaço]/7[espaço] =3

Se a tecla [espaço] não tivesse sido teclada, o resultado seria:


seria:
Parte 1 – Coman
Walter Lu

= 55,9

22
3. Variáveis
plicações

3.1) Generalidades
Ao definirmos as variáveis, podemos expressáexpressá--las por uma
combinação de letras, números e caracteres especiais (como
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

underscore [ _ ] e porcentagem [ % ]), tomando


tomando--se o cuidado de não
iniciar com números.
números.
Note que o Mathcad diferencia letras maiúsculas e minúsculas,
portanto, a letra j representa uma variável diferente da variável
representada pela letra J. Além disso, no Mathcad existem alguns
Parte 1 – Coman
Walter Lu

caracteres que são previamente definidos por representarem unidades,


como por exemplo
exemplo:: J (Joule), N (Newton), L (Litro), m (metro), s
(segundo), etc
etc.. Note que há diferença entre as letras maiúsculas e
minúsculas, pois M não é predefinido, mas m sim
sim..

11
23
3. Variáveis
plicações

Existem dois tipos de variáveis


variáveis:: as simples (Y, x1, num, ab
ab33, x_3
x_3) e as
indexadas (yn, x1).
Uma variável indexada pode ser criada utilizando-
utilizando-se o botão da Barra
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

de Ferramentas de Operações Básicas, ou diretamente pelo teclado,


pressionando a tecla [ . ] (ponto final)
final).. Por exemplo, digite a letra x,
depois [ . ] e logo em seguida a letra i. Com isso, temos a variável
indexada xi.
Nomeada a variável,, basta atribuirmos um valor a ela,, através dos
Parte 1 – Coman
Walter Lu

operadores ou encontrados na Barra de Ferramentas de


Avaliação (slide 12)
12). Também podemos utilizar atalhos para criar estes
operadores, o primeiro pressionando a tecla [ : ] (dois pontos) do
teclado e, o segundo, a tecla [ ~ ] (til)
(til)..

24
3. Variáveis
plicações

O usuário pode trocar o operador caso deseje, por exemplo, se não


quiser utilizar o para definição da variável, você pode alterar para
o em Tools - Worksheet Options - Display - Definition (figura 3.1).
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Figura 3.1 – Opções de visualização

12
25
3. Variáveis
plicações

O sinal é usado pelo programa para apresentar o resultado


resultado.. A
utilização do é uma boa alternativa para diferenciar quando uma
variável
iá l está
tá sendo
d definida
d fi id de
d quando
d ela
l está
tá sendo
d calculada
calculada.
l l d .
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Exemplo 1: criaremos uma variável simples chamada teste na qual


atribuiremos o valor 23 e, logo a seguir efetuaremos algumas
operações e definiremos outra variável chamada resultado utilizando
utilizando--
a.
Digitando
g No pprograma
g
Parte 1 – Coman
Walter Lu

teste:23
teste+15=
resultado:teste+15
resultado=

26
3. Variáveis
plicações

Note que, ao modificarmos o valor de uma variável, se o Mathcad


estiver no modo automático, todos os cálculos que utilizam esta
variável
iá l serão
ã automaticamente
t ti t atualizados.
atualizados
t li d .
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Exemplo 2: veja agora como atribuir um valor, por exemplo 80,


80, a uma
variável indexada na qual chamaremos de teste1.

Digitando No programa
Parte 1 – Coman
Walter Lu

teste.1:80

teste.1/16=

13
27
3. Variáveis
plicações

3.2) Definindo um intervalo de variáveis


É possível definirmos um intervalo de valores para uma variável
variável.. Por
exemplo, se uma variável x percorre o intervalo de 0 a 10
10,, esta será
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

interpretada como um vetor onde cada componente deste assume um


valor dentro do intervalo determinado, onde cada incremento da
variável é definido pelo usuário.
usuário.
Após serem definidas as variáveis a = 0 e b = 10
10,, o intervalo é definido
da seguinte forma
forma::
Parte 1 – Coman
Walter Lu

x:a,a+y;b
Note que a variável que define o incremento (y) aparece em vermelho,
isso ocorre por ela não ter sido definida antes
antes.. O usuário pode definir
um valor positivo para y (y ≤ b) antes da definição do intervalo
intervalo..

28
3. Variáveis
plicações

O intervalo da variável x com esta definição assume todos os valores


entre a e b com o incremento (tamanho do passo) y. Se o incremento y
é omitido,
itid isto
i t é,
é o intervalo
i t l da
d variável
iá l x é definido
d fi id da
d forma
f x:=a
=a..
..b,
b
b,
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

x assume os valores entre a e b com incremento/decremento 1, ou seja,


para::
para
• a < b, x assume os valores a, a+1
a+1, a+
a+2
2, ... ,b
• a > b, x assume os valores a, a-1, a-2, ... ,b
Parte 1 – Coman

Os dois pontos [ .. ] utilizados na definição do intervalo para a variável


Walter Lu

pode ser definido clicando


clicando--se no botão da Barra de Ferramentas
de vetores e matrizes (slide 12)
12) ou através do teclado, pressionando-
pressionando-se
[ ; ] (ponto e vírgula).
vírgula).

14
29
3. Variáveis
plicações

Vejamos uns exemplos


exemplos::
Resultado
Sem
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

incremento
definido p:1;5

Resultado
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Com
incremento
p:1,1.5;4
definido

30
4. Vetores e matrizes
plicações

4.1) Generalidades
Em geral, consideramos matrizes m × n como as matrizes com m
linhas e n colunas, mas o Mathcad trabalha de maneira diferente da
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

usual, ele inicia sua linha e coluna no número 0 (zero) e não no 1


(um).. Assim, uma matriz A é descrita da seguinte forma:
(um) forma:
Os vetores podem ser considerados como
 a 00 a 01  a 0n 
a a11  a1n 
um caso especial de matriz
matriz.. Costumamos
A   10 utilizar vetores linha ((matrizes 1×n)) e
     
Parte 1 – Coman
Walter Lu

  vetores coluna (matrizes m×1), mas o


a m0 a m1  a mn  Mathcad admite apenas vetores coluna.
coluna.
Assim, quando escrevemos um vetor linha, o Mathcad interpretará este
como uma matriz, desta forma, não conseguiremos realizar operações
exclusivas desta estrutura matemática (vetor).
(vetor).

15
31
4. Vetores e matrizes
plicações

Para definir uma matriz ou vetor podemos clicar no botão da barra


de ferramentas de vetores e matrizes, ou simplesmente digitar Ctrl+m
e escolher
lh o número
ú d linhas
de li h e colunas
l d j d .
desejado.
desejado
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Vejamos uns exemplos


exemplos::
1 - Criar uma matriz v com 1 linha e 3 colunas, atribuindo os valores 3, 7 e -2.
Resultado
Parte 1 – Coman
Walter Lu

ou
Ctrl+m

Utilizando a tecla TAB você pode mudar de elemento para o outro no


vetor..
vetor

32
4. Vetores e matrizes
plicações

Para pegar um elemento específico desta matriz, é preciso dar as duas


coordenadas do elemento, mesmo a matriz possuindo apenas 1 linha linha..
Se ao invés de uma matriz linha tivéssemos definido uma matriz
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

coluna, o Mathcad entenderia como um vetor, dessa maneira só seria


preciso dar 1 coordenada para pegar o valor desejado
desejado.. Por exemplo,
para pegar o valor da 2ª coluna da matriz v definida fazemos
fazemos::
Matriz linha Vetor coluna
Parte 1 – Coman
Walter Lu

v[0,1 v[1

O comando para o índice da matriz [ pode ser acessado pelo botão

16
33
4. Vetores e matrizes
plicações

Um vetor ou matriz também pode ser definido por meio das


coordenadas.. O usuário pode ir digitando os valores das coordenadas e
coordenadas
depois o Mathcad monta a matriz ou vetor vetor.. Note que no exemplo
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

abaixo alguns valores não foram definidos d0 e d4.

Ao digitarmos d: após a definição dos


d[1
d[ 1:4 d[5
d[ 5:0 elementos o programa retorna o vetor d.
d[2
d[ 2:-2 d[6
d[ 6:-6 Note que para as coordenadas d0 e d4 o
d[3
d[ 3:5 Mathcad atribuiu o valor 0.
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Em alguns casos a visualização do vetor na forma coluna


ocupa espaço precioso no texto e na área do Mathcad, por
isso, para visualização, o usuário pode optar por visualizar o
vetor transposto dT.

34
4. Vetores e matrizes
plicações

4.2) Cálculos com Vetores e Matrizes


Podemos efetuar alguns cálculos com vetores e matrizes, após estarem
devidamente definidos, da maneira usual
usual.. Não esquecendo que
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

existem regras para que as operações entre estas estruturas


matemáticas sejam realizadas.
realizadas.

Exemplo:: Vamos definir uma matriz MAT1


Exemplo MAT1 3×2, uma MAT2
MAT2 2×3 e
uma MAT3
MAT3 2×2. Desta forma, podemos efetuar algumas operações
com elas
elas::
Parte 1 – Coman
Walter Lu

17
35
4. Vetores e matrizes
plicações

Multiplicação:: MAT1
Multiplicação MAT1·MAT2
·MAT2 e MAT2
MAT2·MAT1
·MAT1
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Multiplicação, soma e cálculo do determinante


determinante:: |MAT
MAT22·MAT1
·MAT1+MAT
+MAT33|
Parte 1 – Coman
Walter Lu

O sinal de multiplicação é o * do teclado e para o determinante pode


ser usado o comando | (Shift+
(Shift+\\) do teclado ou o botão na barra de
ferramentas de vetores e matrizes.
matrizes.

36
4. Vetores e matrizes
plicações

4.3) Autovalores e autovetores


O usuário pode calcular os autovalores, autovetores e um autovetor
associado a um autovalor específico utilizando as funções
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

eigenvals(A),, eigenvecs(A) e eigenvec(A,b)


eigenvals(A) eigenvec(A,b).. Onde A é uma matriz
quadrada e b é um dos autovalores da matriz A.
Autovalores da matriz A
 1 3 1
Exemplo: A   6 7 4 
Exemplo:
 
Parte 1 – Coman

 3 2 5 
Walter Lu

Autovetores da matriz A Autovetor correspondente ao autovalor λ0

18
37
5. Funções
plicações

5.1) Generalidades
O comando utilizado para definir uma função é o mesmo que
utilizamos para definir variáveis e sua sintaxe também é parecida com
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

a usual.
usual. Veja abaixo um exemplo
exemplo::

f(x):x^2
f(3)=
Parte 1 – Coman
Walter Lu

z:5
f(z)=
v:1;4
f(v)=

38
5. Funções
plicações

5.2) Funções por partes


Podemos definir uma função formada por duas expressões analíticas,
isto é, uma função definida por partes, tal como:
como:
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

i  1 se i  0

f  i    i2
  3 se i  0
2
A função
ç p possui uma descontinuidade na origem
g e,, p
pode ser definida
Parte 1 – Coman
Walter Lu

no Mathcad usando os seguintes métodos:


métodos:

19
39
5. Funções
plicações

a) Utilizando as Barras de Ferramentas Comparação Lógica e


Programação..
Programação
Após nomear sua função e sua variável (no exemplo f(i)) e,e utilizar o
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

comando de atribuição ( ), o botão que se encontra na Barra


de Ferramentas de Programação deve ser acionado quantas vezes
forem necessárias para inserirmos mais linhas (no caso, só precisamos
de mais uma).
uma).
Como trata
trata--se de uma função que depende da variável para
Parte 1 – Coman
Walter Lu

calcularmos seu valor, devemos primeiramente testá-


testá-la utilizando o
botão nas linhas necessárias (no exemplo, só na primeira), e na
última linha, como não será necessário fazer mais nenhuma
verificação, devemos clicar em (ambos encontrados na Barra
de Ferramentas de Programação
Programação..

40
5. Funções
plicações

Resultando::
Resultando Calculando
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

b) Utilizando o teclado.
teclado. O resultado é o mesmo
mesmo..

f(i):if(i 0,i+1,i^2[espaço]/2[espaço]+3)
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Note que o sinal de "menor ou igual" deve ser inserido através do


botão encontrado na Barra de Ferramentas Comparação Lógica,
mesmo utilizando-
utilizando-se o teclado para definir a função.
função.

20
41
5. Funções
plicações

Se uma função é definida por mais de duas expressões, pode ser


desenvolvida da mesma forma que anteriormente
anteriormente.. Abaixo temos uma
função definida por três partes,
partes veja como fazer no Mathcad
Mathcad::
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

0 se i  0

f  i   1 se 0  i  1
i 2 se i  1

Parte 1 – Coman

f(i):if(i 0,0,if(i<1,1,i^2[espaço]))
Walter Lu

Utilizando as Barras de Ferramentas


"Programação" e "Comparação
Lógica" teríamos obtido:

42
6. Gráficos 2D
plicações

Temos duas formas para criar gráficos de duas dimensões no Mathcad


Mathcad..
Pela primeira, basta clicarmos no menu Insert - Graph - X-Y Plot
Plot,, pela
segunda devemos clicar no botão de Ferramentas de Construção de
segunda,
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Gráficos . Desta forma, abrirá uma janela de gráficos como a da


figura 6.1.

Os demais campos (limites


inferior e superior dos eixos)
Digite
g aqui
q a podem ser deixados sem
Parte 1 – Coman

Di it aquii a variável
Digite iá l
Walter Lu

função dados. O programa se


da função encarregará de completar
para melhor visualização do
gráfico, contudo o usuário
pode alterá-
alterá-los.

Figura 6.1 – Área para plotagem de gráficos 2D

21
43
6. Gráficos 2D
plicações

Vamos fazer, por exemplo, o gráfico da função h(x)=x2+10.


10. Você pode
definir a expressão antes, e colocar apenas o h(x) no campo do eixo y
do gráfico,
gráfico ou pode digitar a função completa lá,
lá como mostra a figura
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

6.2 .
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Figura 6.2 – Plotagem da função x2 + 1

O usuário pode alterar os limites do gráfico, colocar linhas de grade


internas, por legenda e até mesmo definir um intervalo de plotagem
plotagem..

44
6. Gráficos 2D
plicações

Note que devemos tomar cuidado com a escolha das variáveis, pois se
estas estiverem sido definidas anteriormente pode causar alterações no
gráfico.. Veja,
gráfico Veja no exemplo a seguir (Figura 6.3),
) como ficaria o gráfico
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

da mesma função h(x), com a variável x sendo definida dentro do


intervalo de -5 a 5, com passo 2:
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Figura 6.3 – Plotagem da função h(x) com intervalo definido e passos constantes

22
45
6. Gráficos 2D
plicações

Os pontos escolhidos para plotagem podem ser definidos tanto com


um passo definido, como podem também ser definidos por meio de um
vetor com a quantidade de pontos desejada (Figura 6.4).
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Este vetor deve ser definido


acima da função h(x)
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Figura 6.4 – Plotagem da função h(x) pontos escolhidos

46
6. Gráficos 2D
plicações

Dando um clique duplo no gráfico, abriremos uma janela de


formatação igual a da figura 6.5.
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Figura 6.5 – Tela de formatação de gráfico

23
47
6. Gráficos 2D
plicações

Clique, por exemplo, na opção Crossed no Axes Style para que os


eixos fiquem centralizados da maneira que costumamos utilizar utilizar..
Marque a caixa de Grid lines para os dois eixos,
eixos desmarque a opção
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Auto grid do eixo x e coloque o valor 6 (número de divisões no eixo x)


Veja na figura 6.6 o gráfico formatado.
formatado.

O usuário pode dar um nome


para o gráfico e para os eixos
clicando na aba Labels na tela de
Parte 1 – Coman
Walter Lu

formatação do gráfico, mostrar a


legenda do gráfico e formatar a
linha de plotagem dos gráficos na
aba Traces e formatar os
números, na aba Number format.
format.
Figura 6.6 – Gráfico formatado

48
6. Gráficos 2D
plicações

Também podemos representar dois (ou mais) gráficos em um mesmo


plano de coordenadas
coordenadas.. Para adicionar mais funções basta digitar [ , ]
no campo que define a função que se deseja plotar,
plotar adicionando mais
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

campos.. Veja o exemplo da figura 6.7.


campos
No gráfico da figura 6.7 foram
de várias funções

adicionados os nomes dos eixos e do


gráfico. A legenda foi apresentada e
foram dados nomes para as curvas. Os
argumentos
g do gráfico
g (variáveis
( e
Parte 1 – Coman

Figura 6.7 – Plotagem d


Walter Lu

funções) foram suprimidos além de


outras formatações. As funções plotadas
foram:
Função 1: x3
Função 2: i2 – 5
Função 3: 1/v.

24
49
7. Equações
plicações

Podemos resolver equações utilizando dois métodos.


métodos. Para eles, não
podemos esquecer do uso da linha de edição azul quando inserirmos as
expressões.. Os métodos são os seguintes
expressões seguintes::
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

a) Utilizando o comando given


given,, o botão da Barra de Ferramentas de
Comparação Lógica (ou Ctrl=) e a função find
find..
Digite o comando “given”.
“given”. Este deve ser inserido como uma região
matemática, portanto, logo que terminar de digitar, tecle Enter
Enter.. Logo
abaixo insira a equação a ser resolvida,
resolvida utilizando o comando Ctrl Ctrl=
Parte 1 – Coman
Walter Lu

para inserir o operador . Quando terminar a equação, tecle EnterEnter..


Abaixo, entre com a função find(var) inserindo a variável, para a qual
as soluções deverão ser encontradas.
encontradas. Entre com o símbolo da Barra
de Ferramentas de Palavras chave Simbólicas
Simbólicas.. Tecle Enter
Enter..

50
7. Equações
plicações

Exemplo 1: Resolver a equação x - 3 = 0.


ndos básicos e ap

given
uiz Andrade de Oliveira

x -3 0
find(x) [Enter]

Exemplo 2: Resolver a equação x5 + 2x4 - 42


42xx3 - 8x2 + 257x
257x - 209 = 0.
Parte 1 – Coman
Walter Lu

given
x^5+2x^4--42x^3-
x^5+2x^4 42x^3-8x^2+257x
8x^2+257x--209 0
find(x) [Enter]

Obs.. Na montagem da equação, observe a posição da linha azul


Obs azul..

25
51
7. Equações
plicações

b) Utilizando o comando solve


solve..
Clique no botão da Barra de Ferramentas de Palavras chave
Si bóli . No
Simbólicas.
Simbólicas N placeholder
l h ld mostrado
t d à esquerda,
d insira
i i a equação.
equação
ã .
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Tecle Enter
Enter..

Exemplo:: Resolver a equação x3 - 5x2 - 4x + 20 = 0.


Exemplo
Parte 1 – Coman
Walter Lu

x^3--5x^2-
x^3 5x^2-4x+20

[Enter]

Dependendo da ocasião, o usuário pode precisar saber o valor de 1 das


raízes, por exemplo a menor.
menor. Então devemos fazer o seguinte
seguinte::

52
7. Equações
plicações

Da maneira como foi resolvida a equação anteriormente, não podemos


extrair uma das raízes especificamente (automaticamente).
(automaticamente). Podemos
dar um nome,
nome ou não,
não para a função
função.. Neste exemplo chamaremos a
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

função (a mesma do exemplo anterior) de u(x)


u(x)..

u(x):x^3--5x^2-
u(x):x^3 5x^2-4x+20

raizes:u(x) 0 [Enter]
Parte 1 – Coman
Walter Lu

raiz.1:min(raizes)
raiz.1:
Obs. O usuário pode também extrair uma raiz desejada por meio de notação matricial,
Obs.
utilizando o comando [ [ ]. Exemplo:
Exemplo: raizes[ 0: ou raizes[
raizes[0 1: ou raizes[
raizes[1 2: . O usuário
raizes[2
pode atribuir nomes às raízes ou utilizar os valores com as notações matriciais.
matriciais.

26
53
7. Equações
plicações

Equações envolvendo funções diferentes de polinômios convencionais,


podem ser resolvidas pelo Mathcad através dos mesmos métodos já
mencionados.. Utilizando o comando given com a função find
mencionados find,, ou o
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

comando solve
solve..
4  sin  x 
Exemplo:: Resolver a equação 2  x 2  5  x 
Exemplo  2  ex  0
tan  x 
2
Parte 1 – Coman
Walter Lu

2x^2--5 xx--4sin(x)/tan(x)^2+2e^x
2x^2

[Enter]

Obs.. O resultado pode ser formatado para ser exibido com menos casas decimais ou até por fração
Obs fração..

54
8. Sistemas de equações lineares
plicações

Existem vários algoritmos para determinar a solução exata de sistemas


de equações lineares
lineares.. O mais conhecido é o algoritmo de Gauss
Gauss.. O
Mathcad pode encontrar a solução exata de um sistema de equações
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

lineares, quando existir, desde que o número de equações e variáveis


não seja muito grande (no máximo 100 equações)
equações)..
A forma de um sistema de equações lineares, que consiste de m
equações e n incógnitas pode ser visto da seguinte forma:
forma:

a11x1  a12 x 2    a1n x n  b1


Parte 1 – Coman
Walter Lu

a 21x1  a 22 x 2    a 2n x n  b 2

a m1x1  a m2 x 2    a mn x n  b m

27
55
8. Sistemas de equações lineares
plicações

E escrito na forma de notação de matriz


matriz:: A·x = b, com
com::

 a11 a12  a1n   x1   b1 


a  a 2n  x  b 
ndos básicos e ap

a 22
uiz Andrade de Oliveira

   
A   21 x   2 b 2
         
 
a m1 a m2  a mn   x n  b m 

Dependendo dos coeficientes da matriz A e dos elementos do vetor b,


podemos ter
ter::
Parte 1 – Coman
Walter Lu

• uma única solução


solução;;
• várias soluções;
soluções;
• nenhuma solução
solução..

56
8. Sistemas de equações lineares
plicações

O Mathcad possui os seguintes métodos para resolvermos estes tipos


de sistemas de equações lineares
lineares::
a) Para sistemas que possuem exatamente uma solução, se a matriz A
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

mostrada anteriormente for uma matriz inversível, podemos encontrar


a solução através da matriz inversa de A. Assim, o vetor solução x
resulta do produto de A-1 e b, ou seja, x = A-1·b.

 x1  3  x 2  3  x 3  2
Exemplo: 
Exemplo:  x1  3  x 2  4  x 3  1
Parte 1 – Coman
Walter Lu

x  4  x  3  x  4
 1 2 3

Primeiro devemos calcular a inversa da matriz A e depois


multiplicamos A-1 pelo vetor b para obtermos o vetor x, como segue:
segue:

28
57
8. Sistemas de equações lineares
plicações

A: Rows = 3 e Columns = 3 OK
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Insira os elementos da matriz A

b: Rows = 3 e Columns = 1 OK
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Insira os elementos do vetor b

x:A *b

x:

58
8. Sistemas de equações lineares
plicações

b) Utilizando o comando given


given,, o botão da Barra de Ferramentas de
Comparação Lógica (ou Ctrl=) e a função find
find,, da mesma forma que
utilizamos na resolução de uma equação
equação..
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Exemplo: Vamos aplicar para o mesmo exemplo anterior, aproveitando


Exemplo:
a matriz A e o vetor b definidos
definidos..

x: Rows = 3 e Columns = 1 OK
Chute inicial: valores 1,
1 1e1
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Given [Enter]
A*x b[Enter]

Find(x):

29
59
8. Sistemas de equações lineares
plicações

c) Utilizando o comando lsolve


lsolve.. Este comando permite solucionar
sistema de n equações e n incógnitas numericamente ou
simbolicamente..
simbolicamente
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Exemplo: Vamos aplicar para o mesmo exemplo anterior, aproveitando


Exemplo:
a matriz A e o vetor b definidos
definidos..

Numericamente lsolve(A,b):
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Simbolicamente lsolve(A,b)

Obs.. O resultado simbólico serve para exibir a solução em função de uma incógnita qualquer no lugar
Obs
de um ou mais termos da matriz A ou do vetor b.

60
9. Inequações
plicações

A solução de inequações é obtida pelo Mathcad utilizando-


utilizando-se um
método análogo à solução de equações
equações.. Neste caso, utilizamos o
comando solve
solve.. Devemos substituir as equações pelas inequações
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

apropriadas, usando os botões da Barra de Ferramentas de


Comparação Lógica.
Lógica. Da mesma forma que nas equações, não podemos
esquecer do uso correto da posição da linha de edição azul quando
inserirmos as expressões.
expressões.
Exemplo 1: 2  x 2  11  x  5  0
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Given [Enter]
2x^2--11x+5
2x^2 0
Find(x)

30
61
9. Inequações
plicações

Exemplo 2: 3  x  x  x  5  0
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira

Given [Enter]

2x--x
2x - x+5<0

Find(x)

Exemplo 3: x 2  5  x  9  0
Parte 1 – Coman
Walter Lu

Given [Enter]

x^2--5x+9 0
x^2

Find(x)

62
Bibliografia
plicações

GLADCHEFF, A.P, FERREIRA, S. Mathcad


Mathcad:: Comandos básicos.
básicos.
MATHCAD Help
Help.. QuickSheets and Tutorials.
Tutorials.
ndos básicos e ap
uiz Andrade de Oliveira
Parte 1 – Coman
Walter Lu

31
Curso de
d Mathcad
h d 14

Parte 2 - Ferramentas úteis


para Engenharia Civil

Prof. Dr
Prof. Dr.. Walter Luiz Andrade de Oliveira
wluiz100
wluiz 100@hotmail
@hotmail..com
2010

2
1. Operações com unidades

1.1) Generalidades
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Um dos grandes diferencias do Mathcad em comparação com outros


softwares matemáticos,
matemáticos é a possibilidade de se trabalhar com variáveis
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

e suas unidades, sejam no SI, MKS, CGS, etc.


etc. O usuário não precisa
se preocupar com as conversões de unidades ao efetuar um cálculo,
mesmo que os dados de entrada, para uma mesma grandeza física,
sejam fornecidos em diferentes unidades.
unidades.
Exemplo: Calcule o valor do momento fletor (M) na seção mais
Exemplo:
solicitada
li i d para a viga
i biapoiada
bi i d com os seguintes
i d d : ℓ = 550
dados:
dados 550cm
cm e
p = 25kN/m
25kN/m..
Resolução::
Resolução

Resposta com a unidade padrão Respostas com as unidades escolhidas

1
3
1. Operações com unidades

Para trocar a unidade por outra desejada, basta o usuário digitar a


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

unidade no placeholder que aparece ao lado da unidade fornecida


pelo programa
programa..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Obs. Se o usuário digitar uma unidade absurda para a grandeza em


Obs.
análise, mas que seja uma unidade reconhecida pelo programa, a
conversão será feita.
feita. Por exemplo, se o usuário quiser que a grandeza
de momento, calculada no exemplo anterior, seja fornecida em m2, o
resultado será o seguinte
seguinte:
g :
Obs. Uma vez que a
Digitando m2 no placeholder + Enter unidade é alterada, o
placeholder
O programa mantém a unidade m2 desaparece, e só
desejada, porém adicionada unidades reaparecerá se o
que tornam o resultado coerente com usuário recalcular a
a grandeza estudada, corrigindo-
corrigindo-a. variável.

4
1. Operações com unidades

1.2) Unidades e variáveis pré definidas


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

O usuário deve evitar utilizar caracteres, ou combinação de caracteres,


que correspondam a unidades reconhecidas pelo Mathcad no momento
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

de criar variáveis.
variáveis. Sempre que o usuário fizer isto, o Mathcad
sublinhará a variável advertindo o usuário, mas fará o cálculo do
mesmo jeito.
jeito. Isto acontecerá também quando o usuário redefinir uma
variável que já foi definida por ele anteriormente.
anteriormente. Para retirar, ou fazer
reaparecer, o sinal de advertência, digite Ctrl+Shift+R
Ctrl+Shift+R..

Obs. O Mathcad diferencia letras maiúsculas de minúsculas, por isso


Obs.
na definição da variável momento no exemplo passado o programa
não sublinhou a variável M.

2
5
1. Operações com unidades

1.3) Unidades incompatíveis


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Se na montagem de uma expressão o usuário esquecer algum termo ou


elevar outro termo por um expoente errado,
errado o programa avisará que as
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

unidades não são compatíveis.


compatíveis.
Exemplo: Se o usuário definir uma variável M1 = 20kN
Exemplo: 20kN e quiser somá
somá--
la a variável M calculada anteriormente, o programa retornará a
seguinte mensagem
mensagem::

Em alguns casos, com a utilização de expressões bem específicas, o


usuário precisará utilizar alguns artifícios para “enganar” o programa
para que o cálculo com as unidades seja feito corretamente.
corretamente. Isso não
quer dizer que o programa esteja calculando errado.
errado.

6
1. Operações com unidades

Um exemplo disto pode ser visto com a utilização da expressão para o


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

cálculo do módulo de elasticidade do concreto (Ec) utilizando a


expressão da Norma Brasileira ABNT NBR 6118
6118::2003
2003,, apresentada na
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

equação abaixo.
abaixo.
E c  5600  f ck

O problema reside no fato de que a variável fck (Resistência


característica à compressão do concreto) deve entrar na expressão com
seu valor em MPa,
MPa e o Mathcad efetua o cálculo inclusive para a
unidade, como mostra o exemplo a seguir:
seguir:

O resultado deve ser em MPa, e


não em MPa½. Para resolver isso
existem três alternativas.
alternativas.

3
7
1. Operações com unidades

resultado:: É uma
a) Inserir unidades na expressão para corrigir o resultado
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

solução bastante usada, mas a menos aconselhável por desconfigurar a


equação, como vemos abaixo para o mesmo exemplo do fck = 2525MPa
MPa..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Neste exemplo a variável fck teve sua unidade “retirada” e o cálculo da


raiz foi feito para um valor adimensional.
adimensional. Para que o valor do Ec fosse
calculado
calc lado com a unidade
nidade correta,
correta a expressão
e pressão foi multiplicada
m ltiplicada por
1MPa
MPa..
Se o usuário estiver imprimindo as páginas do seu roteiro de cálculo
para serem entregues como um trabalho de uma disciplina, a equação
saíra com a aparência não muito boa, porém o resultado estará correto.
correto.

8
1. Operações com unidades

auxiliares: É uma boa


b) Inserir áreas para omitir expressões auxiliares:
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

solução quando as equações e os seus resultados são apresentados um


abaixo do outro, ou seja, o resultado do cálculo de uma variável não
pode aparecer ao lado da equação que a define, como no exemplo
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

anterior (item a).


a). Para inserir uma área basta ir em Insert - AreaArea.. Um
campo delimitado por duas linhas, que o usuário poderá esconder ou
mostrar quando quiser, aparecerá.
aparecerá. Vejamos o mesmo exemplo com a
utilização das áreas
áreas.. Áreas escondidas

Áreas visíveis Retirar a unidade


da variável

Delimitadores da área
que podem ser
movidos para O usuário pode ocultar as linhas da área e o
aumentar ou diminuir marcador e até inserir uma senha para abrir
a área a área. Bom para informações sigilosas.

4
9
1. Operações com unidades

lado: Esta solução


c) Retirar a unidade da variável na página ao lado:
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

deixa visível a estratégia de se retirar a unidade de uma variável e


permite que o resultado seja apresentado ao lado, porém só um pouco
abaixo, da equação que a define.
define. Vamos ver o mesmo exemplo com
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

esta solução.
solução. Linha delimitadora Unidade
da largura da página “retirada”
que será impressa

Resultado do cálculo apresentado ao lado da Unidade “recolocada” alinhado


equação, porém um pouco abaixo com a equação original

O usuário pode alinhar as equações acima ou à esquerda usando os


botões na barra de ferramentas principal do programa, ou indo
em Format - Align regions.
regions.

10
1. Operações com unidades

1.4) Formatação de equações


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Em um roteiro de cálculo o usuário pode destacar resultados de


interesse e destacar as variáveis que são dados de entrada
entrada.. Para isso
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

basta clicar com o botão direito do mouse sobre a equação e escolher a


opção Properties
Properties.. Na aba display (a que aparece quando se clica em
properties) existem duas opções
opções:: mudar a cor do preenchimento e/ou
exibir uma borda na equação
equação..
Veja o exemplo a seguir onde os dados de entrada são definidos com
um preenchimento verde e os resultados com preenchimento azul
azul..
Essa é uma boa alternativa para impedir que usuários não
familiarizados com o programa alterem equações que não deveriam
ser alteradas.
alteradas.

5
11
1. Operações com unidades
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Advertência ao
usuário
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Dados de entrada
Figura para
auxiliar o usuário

Equações que
definem as Variáveis
variáveis calculadas

12
2. Importando dados externos

2.1) Inserindo dados de uma planilha


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

O Mathcad tem uma boa compatibilidade com planilhas do Microsoft


Excel.. O usuário pode trabalhar no Mathcad com dados de uma
Excel
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

planilha do Excel sem que seja necessário digitar ou copiar e colar o


conteúdo da planilha
planilha..
Antes de apresentar como inserir os dados, será criada uma planilha
com dados aleatórios, chamada Plan
Plan11. A planilha é contínua.
contínua.
x y 4 9 9 22 14 9
0 0 5 12 10 18 15 7
1 2 6 14 11 17 16 5
2 5 7 16 12 15 17 3
3 7 8 19 13 12 18 1

Para inserir a planilha no Mathcad, clique em Insert - Data - File


input.. Aparecerá a janela a seguir.
input seguir.

6
13
2. Importando dados externos
Selecione o Microsoft Excel e e clique em Aparecerá este ícone
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

... para procurar a planilha Plan1


Browse...
Browse
criada e clique em Concluir
Concluir..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Escolha um nome para a variável no


placeholder selecionado - Plan1

Quando a variável for chamada, a planilha


aparecerá.

Obs. Sempre que o usuário alterar dados na planilha


criada, ele deverá recarregar a planilha no Mathcad
para que ele a atualize, clicando com o botão direito
sobre o disquete - properties - browse.
Aqui só foi apresentada uma parte

14
2. Importando dados externos

2.2) Trabalhando com os dados da planilha


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Agora que a planilha foi inserida, o usuário pode trabalhar com os


dados da mesma
mesma.. Para isso os dados precisam ser atribuídos a
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

variáveis.. O usuário pode optar por dar um nome para cada coluna ou
variáveis
para a matriz formada pelas colunas.
colunas. Vamos ver os dois casos
casos..

a) Trabalhando com colunas:colunas: Cada coluna será atribuída a uma


variável, para isso será usado o comando submatrix
submatrix,, que extrai uma
matriz ou vetor de uma matriz conhecida, no nosso caso a planilha
inserida.. A sintaxe é a seguinte:
inserida seguinte: variável=submatrix(M,a,b,c,d), onde:
onde:
• M é o nome da matriz (Plan1);
• a,b é o intervalo entre as linhas inicial (a) e final (b) que se deseja da matriz;
matriz;
• c,d é o intervalo entre as colunas inicial (c) e final (d) que se deseja da matriz.
matriz.
Obs.. Lembre
Obs Lembre--se que para o Mathcad a primeira linha e coluna começam na posição (0,0)

7
15
2. Importando dados externos

Antes de utilizar o comando submatrix, podemos solicitar o número de


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

linhas e colunas que contém dados (letras e números) na matriz, para


isso usam
usam--se os comandos rows (linhas) e columns (colunas)
(colunas)..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Deseja--se separar as duas colunas da matriz, sendo que a primeira


Deseja
linha não contém números e sim letras
letras..
Dar--se
Dar se--ão os nomes X para o vetor da primeira coluna e Y para o da
segunda.. Os comandos são
segunda são::

Linha inicial com Coluna final com


dados de interesse dados de interesse

Linha final com Coluna inicial com


dados de interesse dados de interesse

16
2. Importando dados externos

Resultando::
Resultando
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Obs. O usuário pode


modificar o tipo e
tamanho da fonte
destes vetores, além
de atribuir unidades
caso deseje.

Foram retornados os dados da matriz Plan1 a partir da linha 1, pois a linha 0 tinha
letras até a linha L – 1 (pois descontou-
descontou-se a linha que tinha letras).
letras).

8
17
2. Importando dados externos

Fazendo o gráfico com as variáveis X e Y criadas, encontramos:


encontramos:
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

O Mathcad pode fazer uma regressão polinomial sobre os dados


fornecidos.. O usuário tem apenas o trabalho de escolher o grau da
fornecidos
função de regressão e verificar qual melhor representa seus dados,
como mostra a sintaxe a seguir.
seguir. O usuário tem acesso à equação da
regressão escolhida.
escolhida.

18
2. Importando dados externos
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Obs. Conhecendo a equação


da regressão
g qque melhor se
adequou aos dados, o usuário
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

pode determinar os zeros da


função, calcular integrais e
derivadas, entre várias outras
operações.

Veja a seguir 4 exemplos de regressões sobre os dados fornecidos


fornecidos..

9
19
2. Importando dados externos

R2 = 97,91%
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

R2 = 99,4% Obs. Coeficiente R2 é


a medida relativa de
q ç do ajuste.
adequação j
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

É a relação entre a
variação explicada
pela equação de
regressão múltipla e a
variação total da
variável dependente.
R2 = 99,768% R2 = 99,899% Assim, se R2=0,85
significa que 85% de
variância é explicada
pelo modelo.
O roteiro para
determinação do R2 é
apresentado a seguir.

20
2. Importando dados externos
b) Trabalhando com notação matricialmatricial:: Caso a planilha possua
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

várias colunas, o usuário pode usar o comando submatrix para extrair


uma matriz menor a partir p da p
planilha de dados usando a mesma
sintaxe mostrada anteriormente.
anteriormente. No caso do exemplo da Plan Plan1
1,
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

existem apenas 2 colunas, então vamos trabalhar com os dados


completos da planilha sem criar novas variáveis para atribuir nomes às
colunas..
colunas
Será utilizado o comando [ [ ] do teclado que indica a utilização de
notação matricial
matricial.. O único passo que precisa ser dado é fazer uma
varredura ppelo número de linhas, com números, da matriz, usando o
comando rows
rows,, fazendo uso da mesma variável Plan1 já criada.
criada.

Fazendo::
Fazendo

Podem ser obtidas as colunas desejadas da matriz, sem que seja


necessário usar o comando submatrix
submatrix..

10
21
2. Importando dados externos

Dados da Dados da
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

planilha Plan1 planilha Plan1


nas linhas i e nas linhas i e
coluna
l 0 coluna
l 1
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Plotagem do gráfico usando a


notação matricial

22
3. Propriedades geométricas

Uma importante ferramenta para o desenho da geometria e o cálculo


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

das propriedades geométricas de uma seção fechada, foi desenvolvida


pelo Professor Dr
Dr.. Eduardo Nobre Lages da Universidade Federal de
Alagoas, o pgeo
pgeo..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

A função pgeo tem por finalidade auxiliar no cálculo de várias


propriedades geométricas de seções transversais poligonais,
transformando a integral de domínio de xm·yn para uma integral de
contorno através do teorema de Green no plano
plano..
Parâmetros da função
função::
v: coordenadas de descrição da poligonal (sentido anti
anti--horário)
horário).. As
coordenadas x e y da poligonal são arrumadas nas primeira e segunda
linhas, respectivamente.
respectivamente.
m: expoente de x no integrando
integrando..
n: expoente de y no integrando
integrando..

11
23
3. Propriedades geométricas
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Para que todos os cálculos e plotagens sejam feitos, o usuário deve


Walter Luiiz Andrade de Oliveira

fornecer as coordenadas dos pontos que formam a seção transversal


em uma matriz, tendo o cuidado de repetir no final o ponto que foi
fornecido primeiro, indicando o fechamento do polígono
polígono..
A rotina não reproduz com exatidão superfícies curvas, por isso, para
obter a melhor aproximação possível, o usuário deve discretizar bem
esta superfície
superfície..
A seguir são apresentados dois exemplos:
exemplos: Uma seção transversal de
uma viga calha de concreto protendido (coordenadas da matriz v
acima) e uma seção de um perfil U formado à frio.
frio.

24
3. Propriedades geométricas
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

A seguir serão apresentadas as propriedades geométricas fornecidas


pela função pgeo para o exemplo da viga calha
calha..

12
25
3. Propriedades geométricas

Obs.. as propriedades geométricas podem ser apresentadas com suas


Obs
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

unidades, contudo, a matriz de coordenadas v deve ser montada


adimensional..
adimensional
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Para calcular as propriedades geométricas usam-


usam-se os seguintes
valores de m e n.
• Área = pgeo(v,
pgeo(v,00,0)
• Momentos estáticos de área
área:: mex = pgeo(v,
pgeo(v,00,1) e mey = pgeo(v,1
pgeo(v,1,0)
• Centróide
Centróide:: cx = mey/Área e cy = mex/Área
• Momento e produto de inércia com relação aos eixos x e y
Ix = pgeo(v,
pgeo(v,00,2), Iy = pgeo(v,
pgeo(v,22,0) e Ixy = pgeo(v,
pgeo(v,11,1)
• Momento e produto de inércia com relação ao centróide
Ixc = Ix - Área·cy2, Iyc = Iy - Área
Área·c ·cx2 e Ixyc = Ixy - Área
Área·c Área·c
·cx·cy

26
3. Propriedades geométricas

Dada a matriz v, com as coordenadas em centímetros, as propriedades


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

geométricas da seção transversal são


são::
Após o cálculo a
respectiva unidade pode
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

ser atribuída ao resultado,


neste caso cm2.

13
27
3. Propriedades geométricas
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

28
4. Barra de ferramentas de controle

A barra de ferramentas de controle permite ao usuário utilizar artifícios


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

para melhor controlar sua planilha.


planilha. Para ativar a barra vá em View -
Toolbars - Controls
Controls..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

A utilização dos recursos é semelhante aos oferecidos pela caixa de


ferramentas de controle do Excel
Excel..
Da esquerda para a direita na barra acima, as ferramentas são
são::

Caixa de seleção Barra de rolagem

Caixa de opção Caixa de texto

Botão Caixa de listagem

14
29
4. Barra de ferramentas de controle

Dentre todas as ferramentas, o botão é que exige um maior


Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

conhecimento em programação, visto que ele executará um script


definido pelo usuário
usuário.. As demais ferramentas são bem simples de usar
usar..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

seleção:: O usuário atribui um nome para a variável caixa


a) Caixa de seleção
de seção no placeholder destinado para tal
tal.. A variável vale 0 se a caixa
não estiver selecionada e 1 se for selecionada
selecionada.. O usuário pode calcular
ou não partes de uma rotina ou de alguma expressão específica
selecionando ou não esta caixa.
caixa.
Exemplo::
Exemplo

Obs.. Se no procedimento de selecionar ou tirar a seleção da caixa o Mathcad não calcular


Obs
automaticamente o resultado, clique na caixa e em seguida tecle F9.

30
4. Barra de ferramentas de controle

opção: Um pouco
b) Caixa de opção:
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

diferente da caixa de seleção, que


pode seser adicionada
d c o d vváriass ve
vezes
es
com resultados independentes,
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

apenas 1 caixa de opção pode ser


selecionada. O usuário deve
atribuir o mesmo nome a todas as
caixas. No exemplo ao lado a
variável chama-
chama-se Escolhido
Escolhido,,
contudo ele foi omitida como
contudo,
pode ser visto na figura do
próximo slide.

Exemplo: Plotar uma função


dependendo da seleção na caixa
de opções.

15
31
4. Barra de ferramentas de controle

Omitindo o nome da variável


variável..
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

32
4. Barra de ferramentas de controle

Trocando o nome da caixa de opção


opção..
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

O usuário ppode configurar


g
a fonte aqui
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Altere aqui o nome da sua


caixa de opção.

Obs. Na opção Button ID o usuário define o número da caixa de opção que está adicionando, e
Obs.
em Group ID o usuário pode definir vários grupos de caixas de opção independentes
independentes..

16
33
4. Barra de ferramentas de controle
Botão:: O botão executa um comando ou grupo de comandos
c) Botão
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

programados pelo usuário, para tal, necessita-


necessita-se de maior
conhecimento em p programação
g ç VB ((Visual Basic)
Basic).
). O botão será
deixado de lado neste curso
curso..
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

rolagem: Esta ferramenta permite ao usuário utilizar um


d) Barra de rolagem:
intervalo determinado de valores, com incrementos escolhidos, e
verificar sua influência ao longo da barra de rolagem, que pode ser
vertical ou horizontal
horizontal..

Exemplo: Barra de rolagem com


intervalo de 0 a 10 com
incremento de 1.

Obs. Se no procedimento alterar o valor na barra de rolagem o Mathcad não calcular


Obs.
automaticamente o resultado, clique na caixa e em seguida tecle F9. Os valores podem ser
alterados com as teclas direcionais no teclado
teclado..

34
4. Barra de ferramentas de controle
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Intervalo de
interesse
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Opções da barra
de rolagem

Incremento no intervalo

texto: Com esta ferramenta, em sua configuração default,


e) Caixa de texto:
todo o caractere que usuário digitar no campo, seja texto ou número, o
Mathcad transformará em texto, contudo, o usuário pode alterar o
script pré programado para fazer com que o Mathcad reconheça
números e texto diferentemente, podendo assim o usuário utilizar os
números em cálculos.
cálculos.

17
35
4. Barra de ferramentas de controle
Exemplo
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Se esta caixa for


selecionada, o Mathcad
só aceitará a digitação de
números

Mensagem de erro devido a tentativa de se utilizar letras quando apenas números são
permitidos.
permitidos.

36
4. Barra de ferramentas de controle
listagem:: É, para muitos, a ferramenta mais usual.
f) Caixa de listagem usual. Com
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

ela o usuário pode, a partir de uma lista de dados pré definida, escolher
um valor ou ppalavra determinados.
determinados.
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Exemplo: Vamos escolher, com base em um banco de dados, um perfil


Exemplo:
I de aço soldado para que se façam as devidas verificações
verificações..
Conhecendo os valores nominais das dimensões do perfil I de um
determinado catálogo de fabricantes, o usuário pode carregar, por meio
de uma planilha do Excel, ou digitando os valores em uma matriz no
Mathcad os nomes dos perfis e os respectivos valores das dimensões
Mathcad, dimensões..

No caso deste exemplo, os dados serão importados de uma planilha do


Excel.. Alguns campos, que não são importantes na impressão final do
Excel
memorial de cálculo, estão escondidos em áreas.
áreas.

18
37
4. Barra de ferramentas de controle
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

No slide a seguir
as áreas
escondidas
did sãoã
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

apresentadas,
mostrando que
informações não
necessárias
podem ser
suprimidas do
memorial de
cálculo.

Neste exemplo podemos notar a utilização conjunta de duas


ferramentas de controle
controle.. Caso o usuário queira adotar dimensões
diferentes das existentes no banco de dados, basta selecionar a caixa e
o programa considerará os valores escolhidos pelo usuário.
usuário.

38
4. Barra de ferramentas de controle
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

Áreas omitidas do
arquivo final
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Obs. o criador
pode definir uma
senha para impedir
que pessoas não
autorizadas
visualizem as áreas
escondidas

19
39
4. Barra de ferramentas de controle
Conhecendo as dimensões do perfil o usuário pode calcular as
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

propriedades geométricas usando as equações ou pode utilizar a


ç pg
função pgeo p
para desenhar o p
perfil e calcular as p
propriedades.
propriedades
p .
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Para adicionar ou remover dados


na caixa de listagem, o usuário
deverá acessar o script de
programação da caixa de listagem
listagem..
O script padrão de uma nova caixa
é apresentado ao lado.
lado. O usuário
deverá digitar o nome desejado
entre as aspas e poderá adicionar
quantas linhas desejar
desejar..
No slide a seguir, a edição do
exemplo em estudo é apresentada.
apresentada.

40
4. Barra de ferramentas de controle
Depois de pronto o script deverá ser salvo
Parte 2 - Ferramentas para Engenhariia Civil

(salve-o na mesma pasta onde o arquivo do


(salve-
Mathcad está)
Walter Luiiz Andrade de Oliveira

Para acessar
o script Adição
de novas
linhas

Obs.. Quando for abrir o arquivo do Mathcad uma mensagem de advertência


Obs
aparecerá. Para executar o arquivo criado o usuário deverá clicar em Não
aparecerá. Não..

20