You are on page 1of 5

UNIP-UNIVERSIDADE PAULISTA

MEDICINA VETERINÁRIA
CIÊNCIAS DA SAÚDE
LABORATÓRIO CLÍNICO

MARCELO GONÇALVES DE BENEDICTO


PEDRO FELIPE LOPES
RAPHAEL M. SIMÂO
LUIZ GABRIEL DE TOLEDO
ANDREI PEREIRA DUARTE

CASO CLÍNICO – ALTERAÇÃO EM HEMOGRAMA E URINA


TIPO I

CAMPINAS
2011

1
CASO CLÍNICO – ALTERAÇÃO EM HEMOGRAMA E URINA
TIPO I

Trabalho realizado para matéria


de laboratório clínico do curso
Medicina
veterinária da Universidade
Paulista,Campus Swift Campinas-SP
sob orientação da Professora
Claudia

CAMPINAS
2011

2
RESUMO

Analise de hemograma e urina I de caso clinico do Hospital Veterinário da


Universidade Paulista, Campus Swift- Campinas, nº de identificação 4630 de um
felino chamado Leo com aproximadamente 4 anos, SRD. A suspeita clinica foi de
obstrução uretral e o diagnostico foi de cálculo de estruvita .

3
CASO CLÍNICO

Nome: Léo
Espécie: Felino
Raça: SRD
Sexo: Macho
Idade: ± 4 anos
Nº de identificação: 4630

O animal chegou ao hospital como emergência no dia 27/07/2009 com


sensibilidade abdominal, o proprietário relatou que o animal estava apresentando
vomito a 2 dias , dificuldade para urinar e estava quieto e triste , também relatou
que o animal tem acesso frequente à rua e que é alimentado com rações seca e
úmida porém não soube informar o nome da ração. No exame físico foi observada
retração do globo ocular e distensão vesical. Foram requisitados como exames
complementares o hemograma e urinálise tipo I. A suspeita clinica foi de obstrução
uretral e o diagnostico foi de cálculo de estruvita .
No hemograma foi observado o aumento de proteína plasmática total que
estava a 8.2g/dl ( valor de referência = 4,5 – 7,8g/dl ) e também o aumento
exagerado de leucócitos totais que estava a 49.800 ( valor de referencia = 6 –
17.000) , que foram representados em quase sua totalidade nos neutrófilos
segmentado que estavam a 47.808 ( valor de referencia = 1800 – 5850 ) sendo
sugestivo de um processo inflamatório. No exame de urina tipo I foram observados
sedimentos como uma grande quantidade de hemácias e a presença de cristais de
estruvita.
Foram prescritos para esse animal Flotril 2,5 na dose de 5mg/kg no volume
de 0,8ml por via subcutânea BID durantes 10 dias, também foi prescrito Plasil na
dose de 0,5 mg/kg no volume de 0,4ml por via subcutânea BID durante 3 dias
juntamente com SF 250ml SID durante 2 dias.
O retorno ficou para 2 dias após o atendimento mas o proprietário não
retornou com o animal porém no dia 23/05/2011 o proprietário trouxe o animal que
agora estava com aproximadamente com 6 anos de idade e estava pesando 5,1
kg ,a queixa principal era a anorexia e vômitos , no exame físico a frequência
cardíaca era de 180bpm e frequência respiratória de 30mpm , o TPC era de 1/s , os
linfonodos estavam normais mas o animal estava desidratado , apresentava
mucosas de normal a hipocorada , estava deprimido , seu abdome estava abaulado
e estava com obstrução uretral. Como exames complementares foram requisitados
o hemograma completo e urinálise , as suspeitas clinicas foram de DTUIF , urolitiase
e trauma uretral e o diagnostico foi de DTUIF.
O hemograma desta consulta não consta na ficha, mas no exame de urina
tipo I foram observadas alterações na cor que estava âmbar (referência = amarelo
claro) , no aspecto turvo (referência = límpido e translucido) , o nível de proteína
estava muito a 300mcx/dl (referência= negativo e traços) e bactérias em pouca
quantidade (referência= nenhuma).

4
5