You are on page 1of 3

MATERIAL DE FUDAMENTOS DE CONTABILIDADE E FINANÇAS CONTAS DE RESULTADOS= São mais conhecidas por Contas de Despesas e Contas de Receitas.

Recebem tal denominação, pois, através da confrontação entre as contas de DESPESAS E RECEITAS, vamos obter um resultado: Lucro ou Prejuízo do Período. DESPESAS:- São os gastos realizados com intuito de obter futuramente o Lucro. CLASSIFICAÇÃO:- Existem Diversos Tipos de Despesas, dentre os quais vamos destacar: DESPESAS ADMINISTRATIVAS:- São exemplos clássicos:- Despesas com água da administração, Despesas com energia com a administração, Despesas com telefone com a administração, Despesas com salário da administração etc.. DESPESAS FINANCEIRAS:- são exemplos de despesas financeiras:- Despesas com Juros ou também conhecido por Juros Passivos, pagos a fornecedores, motivados por atraso de pagamento; Despesas com descontos ou Descontos Concedidos a Clientes, motivados por serem ótimos clientes ou antecipação de recebimentos; Despesas Bancárias, etc.. DESPESAS TRIBUTÁRIAS:- São exemplos cabíveis:- IPVA, IPTU, ENCARGOS SOCIAIS (INSS, FGTS, SAT, etc.) entre outros. DESPESAS DE DEPRECIAÇÃO:- Depreciação também conhecido como a perda de valor de um bem tangível (corpóreo) motivado por 03 (três) causas básicas:- Uso, Influencia da Natureza e a Obsolescência. RECEITAS:= São todos os recursos recebidos ou ainda não (a vista ou a prazo) , originados da atividade normal da empresa pela qual está foi constituída. CLASSIFICAÇÃO:- Existem Diversas Receitas, dentre os quais destacamos:RECEITAS DE VENDAS:- Originadas pela pratica da maioria das empresas, compra e venda de mercadorias; por aquelas que produzem e vendem seus produtos. Observamos que o valor da receita / faturamento do mês, será obtido pela somatória dos totais de todas as Notas Fiscais de venda, que foram emitidas pela empresa em um determinado período. RECEITAS DE SERVIÇOS:- Originadas pela pratica de algumas empresas prestadoras de serviços, isto é, produzem suas receitas/faturamento pela execução de serviços. Obs:- São registradas separadamente (Vendas e/ou Serviços), motivados pelas cobranças de impostos devidos a cada uma das atividades, isto é, pelas Vendas teremos o ICMS etc. e pela Prestação de Serviços, teremos o ISS etc. TEMOS AS CHAMADAS DESPESAS E RECEITAS OPERACIONAIS E NÃO OPERACIONAIS. As Despesas e Receitas Operacionais são aquelas relacionadas diretamente a operacionalidade da empresa, isto é, ligadas a atividade principal da empresa. Em resumo são todas as despesas e Receitas mencionadas acima. As chamadas NÃO OPERACIONAIS, decorrem de fatos não usuais, eventuais, que ocorrem em uma empresa. Temos como exemplo a perda ou o ganho obtido na venda de um ativo de uso da empresa. A empresa não foi constituída para ter lucros ou prejuízos na venda das coisas de uso da mesma, e sim obter lucro ou prejuízo na venda de estoque de mercadorias, compradas com este objetivo. Outro exemplo seria o ganho obtido por um aluguel, sendo a empresa uma loja de roupas ou um escritório de advocacia. O aluguel não tem nenhum relacionamento com as atividades das empresas citadas, tornando-se uma receita não operacional, sendo tratada como OUTRAS RECEITAS.

BALANÇO PATRIMONIAL Demonstrativo contábil, que tem por objetivo visualizar os elementos patrimoniais de uma empresa com seus respectivos valores. Então teremos este conhecimento (qualificação e a quantificação) das coisas patrimoniais dessa empresa que esta sendo analisada. Está dividida em dois lados (tendo o formato gráfico da Letra T ). Temos ao lado esquerdo o nome de ATIVO e do lado direito o nome de PASSIVO. Este poderá ser comparativo, isto é, poderá demonstrar dois ou mais exercícios financeiros para comparabilidade. ATIVO = Considerado o lado positivo, pois concentram-se aqui todos os elementos (coisas) que representam BENS E DIREITOS desta empresa e que possam ser avaliados monetariamente. Temos uma separação dentro do Ativo:ATIVOS CIRCULANTES E ATIVOS NÃO CIRCULANTES: ATIVOS CIRCULANTES

ESTOQUE DE MATERIA PRIMA. isto é. ETC. Impostos a Pagar/Recolher. RESERVAS DE LUCRO E RESERVAS DE CAPITAL E A CONTA PREJUIZO ACUMULADO. Temos uma separação dentro do Passivo:PASSIVOS CIRCULANTES E PASSIVOS NÃO CIRCULANTES: PASSIVOS CIRCULANTES OBRIGAÇÕES:. Estoques de Mercadorias.CAPITAL SOCIAL. ETC. Exemplo: Estamos fechando o Balanço Patrimonial de uma empresa em 31/12/2010.Concentram-se aqui todas as obrigações de vencimento a curto prazo. não serão os mesmos no final do dia.Concentram-se aqui todas as obrigações com vencimentos a longo prazo. BANCO C/C.IMOBILIZADOS = TODOS OS ELEMENTOS TANGIVEIS DE USO DA EMPRESA. terão sempre um novo saldo.DISPONIVEL = CAIXA. Esta definido como sendo a diferença entre o Ativo e o Passivo. PASSIVO = Considerado o lado negativo.INVESTIMENTOS DE LONGO PRAZO = OBRAS DE ARTE. PATRIMONIO LIQUIDO = Temos como exemplo de contas desse grupo:. PASSIVOS CIRCULANTES E PASSIVOS NÃO CIRCULANTES Em se tratando de OBRIGAÇÕES o tratamento será o mesmo. isto é. PASSIVOS NÃO CIRCULANTES:. Sendo de curto prazo as obrigações serão registradas no Passivo Circulante e sendo de Longo Prazo será no Passivo Não Circulante. todas as coisas que uma empresa tem a receber de um terceiro e que possua valor monetário. . seu valores/saldos. os Bens de uso da empresa serão registrados como ativos não circulantes do patrimônio DIREITOS = Definido como sendo. isto é. PATRIMÔNIO LIQUIDO. maior ou menor. que no começo do dia esta com um saldo e motivado por movimentações de recebimentos e pagamentos.CREDITOS DE CURTO PRAZO = DUPLICATAS A RECEBER. pois concentram-se aqui todos os elementos (coisas) que representam OBRIGAÇÕES desta empresa e que possam ser avaliados monetariamente.As empresas NÃO classificadas como sociedades ANÔNIMAS de Capital Aberto (que possuem ações na bolsa de valores). É também conhecido como o local da situação liquida. ESTOQUE DE PRODUTOS ACABADOS. e temos uma duplicata a receber no ano de 2013.INTANGIVEIS = TODOS OS ELEMENTOS INTANGIVEIS DA EMPRESA (DIREITO DE USO). isto é.o caixa (dinheiro). independente de qual seja este período. ETC. Sendo esta sobra positiva teremos o lucro e sendo negativa teremos o prejuízo. porém a maioria refere-se a um ano).CREDITOS DE LONGO PRAZO = EMPRESTIMOS A DIRETORIA. . isto é. ETC.ESTOQUES DE MERCADORIAS = ESTOQUE DE MERCADORIAS PARA REVENDA. empréstimos bancários a pagar. . Encargos Sociais a Recolher. Serão considerados Ativos Circulantes. Por exemplo:. ESTOQUE DE PRODUTOS SEMI ACABADOS. Acionistas da empresa. Exemplos: Fornecedores. APLICAÇÕES FINANCEIRAS. ATIVO ATIVOS CIRCULANTES . etc. ETC. Proprietários.BENS = São aqueles que estão constantemente em rotatividade. OBS:. (e todo o final de ano isto irá acontecer). temos as obrigações de curto prazo e de longo prazo. onde vamos encontrar o que sobrou para os Sócios. CONTAS A RECEBER. um semestre. ESTOQUE DE MATERIAL DE EXPEDIENTE. aqueles direitos que forem ser recebidos no exercício seguinte ao fechamento do Balanço Patrimonial em questão. podem utilizar ainda a chamada conta LUCRO OU PREJUIZOS ACUMULADOS se ASSIM DESEJAREM. o exercício contábil seguinte. deverá ser paga no decorrer no exercício contábil seguinte (sendo de um ano. . NOTAS PROMISSORIAS A RECEBER. etc. ao final do dia estará com um novo saldo. . Enquanto estes serão encontrados no Ativo Circulante. . isto é. Salários a Pagar. ATIVOS NÃO CIRCULANTES . AÇÕES DE OUTRAS EMPRESAS. ultrapassam o exercício seguinte (geralmente mais de um ano de vencimentos). Isto ocorrerá também com o valor em Banco. DUPLICATAS A RECEBER LP. APLICAÇÕES NÃO CABIVEIS NO ATIVO CIRCULANTE. Este direito a receber não será registrada como Ativo Circulante e SIM como Ativo Não Circulante.

ETC.JORNAIS. Despesas. Custos e despesas com impostos. Demonstrativo onde vamos obter o resultado referente a um período financeiro/econômico Isto é. de forma que vamos encontrar ao final o tão desejado lucro ou não. REVISTAS ESPECIALIZADAS. LIVROS. o lucro ou prejuízo referente a um período financeiro especificamente. . Modelos:. Será aqui que vamos relacionar todas as Receitas.DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO.VIDE:.