ANIMAIS DA AMAZÔNIA

TRABALHO DE CIÊNCIAS COLÉGIO RECANTO AZUL ALUNO: MATHEUS SILVESTRE - 3º ANO

Quais as principais ameaças à biodiversidade? A poluição.descreve a riqueza e a variedade do mundo natural. assim como os genes contidos em cada indivíduo. Na Suécia. o animal foi caçado até o limiar da extinção. na qual a existência de uma espécie afeta diretamente muitas outras. Por causa do uso medicinal de chifres de rinocerontes em Sumatra e em Java. As plantas. o potencial terapêutico das plantas da Amazônia. tudo isso está levando muitas espécies vegetais e animais à extinção. A poluição é outra grave ameaça à biodiversidade do planeta. As estimativas sugerem que.5 milhão de espécies. nas tundras congeladas ou nas fontes de água sulfurosas.Biodiversidade O termo biodiversidade . As plantas.particularmente os países ricos . a maior diversidade é detectada nos trópicos. Como elas florescem com mais intensidade nas áreas úmidas e quentes.desperdiça grande quantidade de recursos naturais. Quantas espécies existem no mundo? Não se sabe quantas espécies vegetais e animais existem no mundo. mas até agora os cientistas classificaram e deram nome a somente 1. ou ecossistemas.ou diversidade biológica . A cada ano. se isso continuar. É bastante divulgado. As estimativas variam entre 10 e 50 milhões. devemos considerar o termo em dois níveis diferentes: todas as formas de vida. A diversidade biológica está presente em todo lugar: no meio dos desertos. a expansão da fronteira agrícola em detrimento dos habitats naturais. e as inter-relações. por exemplo. é uma ameaça constante às florestas. Para entender o que é a biodiversidade. Entre os especialistas. a poluição e a acidez das águas impede a sobrevivência de peixes e plantas em quatro mil lagos do país. . entre 5% e 10% das espécies que habitam as florestas tropicais poderão estar extintas dentro dos próximos 30 anos. remédios e boa parte da matéria -prima industrial consumida pelo ser humano. os animais e os microrganismos fornecem alimentos. por exemplo. A exploração excessiva de algumas espécies também pode causar a sua completa extinção. o Brasil é considerado o país da "megadiversidade": aproximadamente 20% das espécies conhecidas no mundo estão aqui. o uso excessivo dos recursos naturais. por exemplo. a expansão urbana e industrial. A diversidade genética possibilitou a adaptação da vida nos mais diversos pontos do planeta. como é o caso da Amazônia e sua excepcional vegetação. por exemplo. aproximadamente 17 milhões de hectares de floresta tropical são desmatados. A sociedade moderna . A elevada produção e uso de papel. estão na base dos ecossistemas.

e não uma solução. Quantos segredos e novas espécies de peixes. quando o Brasil organizou e sediou uma Conferência das Nações Unidas. pois acaba colocando em risco a biodiversidade de toda uma área. vegetais e das propriedades biomedicinais ainda se sabe pouco.algumas com mais de 50 m de altura . Estima-se que a diversidade de árvores na Amazônia varia entre 40 a 300 espécies diferentes por hectare. por exemplo. que entrou em vigor em dezembro de 1993. bichos ou microrganismos ainda desconhecemos? Os animais são um capítulo à parte: dezenas de espécies de primatas encontram abrigo na densa vegetação amazônica. cresce em níveis alarmantes. Mais de 160 países assinaram o acordo. a Rio-92. Os países que assinaram o acordo não mostram disposição política para adotar o programa de trabalho estabelecido pela Convenção. .A medida que as ilhas voltaram a se agrupar em uma única e imensa área verde. A Amazônia conta com mais de 3 mil espécies só de árvores. A origem da biodiversidade é explicada atualmente pela teoria dos refúgios. As florestas da região concentram 60% de todas as formas de vida do planeta.A introdução de espécies animais e vegetais em diferentes ecossistemas também pode ser prejudicial. Da variedade total de espécies animais. imersas na fragilidade dos ecossistemas. Biodiversidade amazônica A biodiversidade amazônica ainda reserva muitos segredos desconhecidos da humanidade.O animal revelou-se um predador voraz dos répteis e anfíbios da região. a base da diversidade florística e animal já estava formada.vivem basicamente do húmus resultantes da vegetação em decomposição. região ou país. Um caso bem conhecido é o da importação do sapo cururu pelo governo da Austrália. Árvores gigantescas . ainda não está claro como a Convenção sobre a Diversidade deverá ser implementada. na qual grupos de animais ficaram isolados em ilhas de vegetação e foram sofrendo um processo de especialização. mas calcula-se que somente 30% de todas elas são conhecidas pela ciência. O que é a Convenção da Biodiversidade? A Convenção da Diversidade Biológica é o primeiro instrumento legal para assegurar a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais. na zona costeira e nos rios e lagos. para conciliar os esforços mundiais de proteção do meio ambiente com o desenvolvimento socioeconômico. com objetivo de controlar uma peste nas plantações de cana-de-açúcar no nordeste do país. tornando-se um problema a mais para os produtores. pássaros. A destruição de florestas. O pontapé inicial para a criação da Convenção ocorreu em junho de 1992. cuja meta é assegurar o uso adequado e proteção dos recursos naturais existentes nas florestas. Contudo.

e apenas o dominante se reproduz. que emitem pulsos numa baixa frequência. irregularmente.Exemplos animais típicos da Amazônia: Poraquê O poraquê é o nome do peixe elétrico que vive na região amazônica. Não há diferença entre macho e fêmea e geralmente a reprodução acontece uma ou duas vezes por ano de setembro a novembro ou de janeiro a março. só indo a superfície para respirar. O fantástico animal é uma espécie onívora pois. para eletrolocalização e eletrocomunicação. aumentando sua voltagem para capturar suas vítimas. OElectrophoridae nome científico .o mico-leão-dourado quase desaparece por ter sido capturado para zoológicos ou para servir de anima de estimação e principalmente por causa da devastação progressiva de seu hábitat. alimenta-se de frutos silvestre. o poraquê não precisa tocar ou morder a vítima para paralisá-la. Sua descarga elétrica é tão forte. mas com o tempo o pai e os micos jovens ajudam a carregar os filhos. Habitava a Mata Atlântica. O mico adulto pode chegar a pesa 600 gramas e medir cerca de 60 centímetros ate a ponta da cauda. . Cientificamente conhecido como leontopithecus rosalia. é símbolo dos animais brasileiros ameaçados de extinção. com gestação de 120 dias. o mico-leão-dourado normalmente produz dois filhotes gêmeos. quando há outros micos em idade fértilno grupo eles normalmente são expulsos. Vive em grupos familiares formados em media por seis indivíduos que pode varias ate 14 indivíduos. de goma de árvores. ficam desnorteados e são devorados. De todos os peixes brasileiros. Mico-leão-dourado O mico-leão-dourado. ou seja: o casal fica junto durante toda a vida. insetos. Utilizando os recursos que possui. é possível levar um choque dentro d'água. 350 volts. da família callitrechidae este animal possui hábitos diurnos e durante á noite dorme em ocos de árvores ou em amarfanhados de cipós e bromélias. Quando ele está em perigo essa voltagem pode subir para 600 volts. o poraquê é o único que usa esta arma na busca pela sobrevivência. através do campo elétrico que se forma em volta do seu corpo. Os peixes que não conseguem pular da água. dado ao peixe. que pode até matar um ser humano.nos primeiros dias de vida somente a mãe carrega os filhotes. pequenos invertebrados. em trechos do Espírito Santo e do Rio de Janeiro. Possui órgãos elétricos separados de baixa voltagem. e eventualmente. aproximadamente. Um poraquê de 90 cm pode produzir uma descarga de. É um animal monógamo. um dos primatas mais raros do planeta. que produzem e armazenam energia elétrica. O poraquê percebe a aproximação das pressas. Mesmo a um metro de distância. ele apenas emite a descarga elétrica a distância. O poraquê pode atingir até dois metros de comprimento e passar a maior parte do tempo no fundo do tanque. Há duas décadas . possui músculos modificados. Essa potencialidade representa um mecanismo importante de ataque e defesa. dispostos no sentido longitudinal do corpo.

A harpia pode atingir 1. lagartos. essa espécie é encontrada na Amazônia. ainda hoje. mesma ordem dos Roedores. Espécie única da família dos Hidroquerídeos.15 m de comprimento e 2. Seus hábitos são diurnos e o comportamento sedentário. Suas garras são retráteis e seus passos silenciosos. As onças habitam ocos de troncos caídos. como a preguiça (seu alimento favorito) que captura no solo. com alta pigmentação conhecida por onça preta ou 'tigre'. Há uma variedade da onça pintada. grutas e podem também subir em árvores para descansar sobre os galhos frondosos. e os pés e garras suficientemente fortes para permitir à ave carregar mamíferos pesados. além de algumas florestas da Mata Atlântica. também conhecido como harpia ( Harpia harpyja ). No Brasil. Além de maior. exceto na época de acasalamento. Os tarsos são grossos e não emplumados. A cor . de preferência a noite. Movimenta-se com astúcia na mata. pacas e antas. Seu peso varia de 4. Alimenta-se de vegetais e sua carne é muito procurada como fonte de alimento pelas populações do interior do Brasil. sem dúvida. A harpia vive em montanhas. Adora tomar um banho de rio. é considerada uma das mais interessantes e raras aves pois vive solitária. é um dos animais mais procurados pelos caçadores.5 a 10 quilos.5 m de envergadura. alguns pássaros e alguns mamíferos. devido a pele vistosa. Alimenta-se desde moluscos. é uma exímia caçadora. Devido ao seu grande porte (atinge até dois metros de comprmento considerando a cauda) e grande agilidade. mas ambas são da mesma espécie Capivara A capivara é o maior roedor do mundo. As pernas são curtas. Alimenta-se também de pássaros e não dispensa macacos. crustáceos e peixes até serpentes. é a maior ave de rapina do Brasil e do mundo. o mais temido carnívoro da fauna brasileira. onde chega a ficar horas só com o focinho de fora d' água. Mamífero bastante dócil. Gavião-real O gavião-real. Seu nome científico é Felix onca e.Onça A onça é. nos Estados do Paraná e Rio Grande do Sul. nas margens de rios e lagos e até mesmo à beiramar. quando sai para caçar outros mamíferos como cotias. Seu nome científico é Hydrochaeris hydrochaeris. pode alcançar até 1 m de comprimento. Possui uma plumagem densa nas costas e macia no lado ventral.

Caçam gafanhotos. se der sopa. lagartos e aranhas. . São predominantemente frugívoros. a mobilidade do olho na órbita é reduzida . Mutum O mutum é uma ave de plumagem negra. Além disso. podem eventualmente beliscar alguns gafanhotos. dormem empoleirados nos galhos das árvores. folhas e brotos. A característica principal também presente em todas as aves de rapina diurnas é a profundidade da visão. Mas. Normalmente. o que obriga a ave a virar constantemente a cabeça para adquirir noção do conjunto. porte destacado e que adora catar coisas brilhantes para comer. Seu nome científico é Crax fasciolata e pertence a ordem galiforme.predominante é o cinza e o seu grande topete é responsável pela denominação de gavião-real. uma perereca e até. uma aranha! Habita as florestas antigas às margens dos rios. alimentando-se de sementes e restos vegetais. como nem tudo é perfeito. A ave adulta apresenta um colar preto de penas no pescoço. O poder de resolução da vista do gavião chega a ser oito vezes mais potente que o do homem. pererecas.