You are on page 1of 4

AJES – FACULDADE VALE JURUENA

DIREITOS DOS POVOS INDÍGENAS

Discente: Levi Grovo Doscente: Marina S. Lopes

Abril/2011

o contato com o homem branco fez com que muitos índios perdessem sua personalidade cultural. línguas. Francisco de Vitória reconhece o direito dos povos indígenas. trata sobre o Estatuto dos povos indígenas. línguas.001/73 em que os índios deveriam se assimilar e a integrar na sociedade nacional. Na lei 6. § 1. crenças e tradições. a continuarem a viverem segundo seus usos. ou seja. 12% do território brasileiro é de terras indígenas. Inclusive regulamentado pela FUNAI. Todos os direitos que assistem o restante da população . Hoje no Brasil. Ao reconhecer a organização social.000 mil indígenas ocupam o território nacional em reservas protegidas pelo governo. os índios também possuem os mesmos direitos civis. em outras palavras. direito a serem ouvidos no caso de exploração de recursos naturais em suas terras. Entretanto. Sendo que. de continuarem a serem indígena. tradições e os direitos originários sobre as terras tradicionalmente ocupadas conforme artigo 231. acabou por reconhecer os direitos coletivos dos povos indígenas. havia cerca de mais de 5 (cinco) milhões de nativos (índios) que habitavam o território nacional.Palestra: Direitos dos povos indígenas Foi comentado pelo palestrante que antes até mesmo da chegada dos portugueses ao Brasil. assim também em 13/07/2007 como informado a ONU (organização nações unidas) declara o direito dos índios. cerca de 800. Além desta distância. que constam na Constituição Federal são direitos ao reconhecimento da diversidade cultural indígena na forma do artigo 215. costumes. direitos sociais. e direito de participação no lucro dessas atividades. entre estes territórios está concentrado na região amazônica a maior parcela destas terras.001/73. Com a entrada em vigor da Constituição ficou evidente que os povos indígenas não estão mais fadados a um estágio provisório como previsto na lei 6. culturais. Os direitos básicos dos índios. crenças. Assim como todos nós cidadãos. a falta de conhecimento sobre o assunto pode aumentar ainda mais as barreiras culturais e o preconceito existentes entre os povos. a Constituição Federal reconhece aos índios na conformidade do artigo 231 o direito a diferença. deixariam de serem índios.

Vale relevar a importância da justiça entre os povos indígenas. Lembrando que a Constituição Federal de 1988 garante a todos os brasileiros o direito a igualdade. Também as mesmas assistências como aos demais brasileiros. as tradições. cidadania. igrejas que trabalham vara frente de apoio as comunidades indígenas e uma diversidade de projetos em andamento pela FUNAI. educação. Como também quero fazer meus agradecimentos ao direito cedido pela Professora Marina Lopes. Alguns projetos visam beneficiar as comunidades indígenas. como saúde. ofensa a cultura. para compartilharmos deste nobre conhecimento. desta forma o direito acionaria as ciências multidisciplinares como exemplo a antropologia. previdência.brasileira também alcançam os indígenas. Tem algumas dezenas de vereadores indígenas na atualidade. crença. Ministério do Ambiente com apoio de entes internacionais. ai incluindo a dignidade da pessoa humana. conforme recomendação na Convenção nº 169 da Organização Internacional do Trabalho – OIT e na Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas. Há projetos patrocinados por organizações da sociedade civil. em Juína/MT. mestre em Direito Econômico e Sócio ambiental pela PUC/PR e professor de Direito Civil nas Faculdades do Vale do Juruena – AJES. uma vez que pouco se conhece sobre sua cultura. preconceito. sociologia entre outras para fazer conhecidas estas culturas no meio jurídico concedendo igualdade e justiça de qualidade aos povos indígenas. . projetos de proteção ao meio ambiente em terras indígenas patrocinados pela FUNAI. Finalizo fazendo agradecimento ao Professor e Advogado Vilmar Martins Moura Guarany que é indígena guarani. uma diversidade de projetos em andamento como os projetos culturais patrocinados pelo Ministério da Cultura diretamente as comunidades indígenas. Consegui identificar alguns crimes contra os índios e suas comunidades tais como: racismo. portanto os indígenas podem votar e serem votados.