COMO É CONSTITUIDO O OLHAR MODIFICADOR QUE QUEREMOS LANÇAR SOBRE O RH DOS NOSSOS SONHOS?

* - Empatia - Olhar generoso – entender diferenças - Concorda empatia - entender a posição do próximo. Olhar crítico, construtivo. Gestor entender diferenças. - Solidariedade – entender ambiente pessoal, pessoal, conciliar com o restante. - RH estratégico, criativo, soluções, iniciativas que agrupem para o negócio. ambiente de criatividade, contribuição. - Visão positiva – motivação, soluções. - Motivação para reagir – sem medo de mudanças, mais autonomia e iniciativa. mais segurar sem medo . - Possibilita – não coadjuvante e sem atores principais. - Hoje opta pelo realista – cômodo, prestar serviço – frustração, postura diferente, facilitador. - Não é ser pensante – conserta. - Não ser punitivo – (bode expiatório) - Cultural: quebrar paradigmas. Realiza o que foi feito e não muda. Não tem como fazer diferente. - Não atrapalhar:- conhecer o todo, sem burocracia. Mais do lado do funcionário. - Modificador pessoas, empresa, ambiente. - Visão positiva: mudança menos reclamação - Ser elo da mudança. - Através do olhar do RH. - Mais inovador. - Demonstrar valor. - Ter um papel mais ativo e inovador, demonstrar o seu valor e realizar mudanças.

*RH necessita sair de sua sala, construindo a empatia, a fim de buscar resposta de forma conjunta e participativa. *Área do RH alinhada ao planejamento estratégico tendo poderes para decidir e direcionar a política de gestão de pessoas dentro das estratégias e objetivos da empresa. passando de uma visão determinista para possibilita. *Olhar aberto e compreensivo com prática e tendo como parceiras todos os membros da organização. *O RH deve ser motivador, inclusive para que ocorra a adaptação dos colaboradores às mudanças. *O olhar modificador é constituído pelo RH: sem preconceitos, possibilita, criativo e com postura ativa para construir em conjunto com os gestores a melhor realidade para a instituição onde está inserido. *Síntese: o RH deve ousar, inovar buscando as melhores práticas para ampliar a visão, estimulando as lideranças a assumir a gestão das pessoas, sendo parceiro estratégico do negócio. *O olhar do RH deve buscar sair do campo das idéias e implementá-las de forma estratégica, com o foco nos resultados , não esquecendo que as pessoas são o agente das mudanças. *Atuação estratégica do RH, apoiando as pessoas para acompanharem a evolução e velocidade das mudanças atuando com proximidade junto às ações das áreas. *O olhar sistêmico fará com que nós entendamos como parte de um todo, as relações passarão a ser de cooperação, a confiança fará parte do dia a dia e teremos o RH dos sonhos. *- Quebrar as barreiras, deixar de rotular as pessoas quando identificar os perfis, enxergar possibilidades. - Capacidade de se colocar no lugar dos outros. - Construir juntos idéias e possibilidades. - Transformar-se em agente de mudança, trazer ações que provoquem as mudanças. - O RH ideal seria aquele em que possamos sempre ter o tempo de um olhar diferente para provocar mudanças. - Processo de RH que são jogadas sem conclusão. - Estar próximo das pessoas para conseguir criar estratégias que beneficiem a todos. *O RH deve se preparar, olhar perceber e agir com ações que provoquem mudanças nas organizações e conseqüentemente;

*O RH deve estar preparado para olhar,perceber e agir com ações que provoquem mudanças e resultados nas organizações. *Queremos um RH ouvinte é proativo, que transforma idéias em realidade; *- Olhar gentil modifica as coisas; - Olhar interno; - Olhar do outro; - Compreensão e percepção do outro; - Compreender a realidade do colaborador, para envolver a mudança; - Bombardeio de informações, geração, juntar com o bem estar apesar de tantas escolhas; - Visão de RH de baixo para cima, para atender as necessidades deles; - Estamos em busca do resultado e não na saúde; - Pessoas de RH muito bem capacitadas; - Equilíbrio entre a saúde para atingir o resultado dos colaboradores dentro das organizações. *Ter um olhar estratégico que amplia a percepção facilitando a mudança com motivação e atuando de forma sistêmica. *Um RH de mudança ousada sem medos, capaz de conciliar os interesses organizacionais com os dos indivíduos que fazem parte desta organização; * - Desafios - Provocar mudanças - Liberdade de decisão - Comprometimento - Poder de decidir - Participa construção estratégica - Mudar a visão do RH. - Praticar o que se prega - Estar junto com as pessoas, aproveitar o melhor das pessoas - Aproximação de pessoas é estratégico - Alinha o RH dos sonhos com o RH da instituição, busca princípios. - Mediador de conflitos. Fazer com que todos saibam quais são os conflitos. - Participar da construção estratégica alinhada aos princípios e valores com atuação presente e pró ativa. *Olhar compreensivo que busca a unidade na diversidade; *Olhar que valorize a conexão com a essência de rh e seu papel de influenciar junto à estratégica da empresa para mobilizar os indivíduos a praticarem um olhar reflexivo, sistêmico e sustentável. * - Desenvolvidos (pessoas), organização orgânica, não focado no agilizador integrado flexível. - Qualificação RH, consultoria? Analista? Ferramentas mal utilizadas, construção estratégica. - Operacional, mudanças. - Apagando incêndio, era do apresentador, qualificação RH.

deve enxergar a própria importância, descolorização do próprio profissional. *Só chegaremos ao RH dos sonhos, se o sonho for compartilhado. * O RH mais participativo permeável atuante nas demais áreas para alinhar o planejamento estratégico com as ações diárias da empresa em todos os níveis hierárquicos. * RH mais estratégico planejado junto com os colaboradores focado nos resultados através do público interno. livre de preconceitos e abertos a experimentação. * RH como agente de mudanças, busca de resultados, mas através das pessoas (da valorização delas). RH como condutor estratégico desse processo, podendo ver o todo a agir sobre ele. *Olhar estratégico como foco nas pessoas, foco no desenvolvimento, compartilhamento, respeito participativo, rótulos, quebra de paradigmas vencer medos, ousar, propor. * Projetista, propicia ações pensamentos estratégico, arquiteto, desenvolvimento interno remunerado. * Inserção estratégica, igualdade com os de mais departamento x contábil, legitimidade. * Conquistar o seu espaço, se aproximar mais das pessoas, simplificar, mas mostrar mais os resultados. Complicamos e nos distanciamos. * Customização para as equipes as diretrizes. *Olhar sem preconceito. * Olhar modificador deve ter sempre o foco nas pessoas, ser agente de mudanças, atuando estrategicamente com legitimidade e customização. *Olhar: sem medo de se expor, mais instigador, mais transparente, menos agressivo, menos vingativo. * Olhar dos sonhos: um olhar sobre a essência com parcerias reais de trabalhos. * O desafio do RH é participar ativamente da estratégia do negócio, construindo significados, estabelecendo pontes para o novo e produzindo saúde, através de um olhar mais humano. * O RH deve sair de uma posição passiva e criar um olhar ativo, através da qual possa mudar a realidade no qual está inserido. * O RH dos sonhos passa necessariamente pela mudança pessoal. Estar aberto para o novo, sair da zona de conforto e construindo novas possibilidades unindo competências técnicas e comportamentos.

* Juntar os significados individuais para construir o coletivo, um olhar de escuta. *Me permita ser gente que eu serei competente. *A constituição do olhar modificador é estar em equilíbrio entre suas atividades, onde o ideal é a ousadia, liberdade de expressão e confiança entre os colaboradores. * RH dos sonhos é: atuar como um guardião da saúde da empresa, alinhando a estratégia do negócio. * O RH deve ter voz nos processos organizacionais. * RH inspirador, estratégico. *Concluir projetos, visão sistêmica. *Despertar o significado real da palavra relacionamento entre duas pessoas e empresa, estando com o olhar atento as estratégias pessoais e do negócio. *Possibilitar espaços de criatividade e inovação para que o trabalho tenha significado e a empresa e as pessoas sejam saudáveis. *Frase: RH participativo (que conheça o negócio) O RH do senhor é aquele que tem profissionais que conhecem o negócio, linkam as ações do RH para que a empresa atinja suas “reservas”. *- Aproximação do RH aos negócios - Pessoal interno tem que mudar o olhar em relação ao RH - RH entender a realidade dos públicos - RH tentar compreender o colaborador - Maior acesso ao RH - Mais espaço para o RH e o colaborador - Comunicação é fundamental * – Participação - Desenvolvimento - RH mais presente no núcleo decisório - Diminuir a distância entre RH e o colaborador - Fazer do RH a referência para os públicos - O RH precisa fazer revisões com o propósito de melhorar - RH sendo um departamento aberto - Disposto (RH) a atender o colaborador Frase: RH como canal de acesso entre colaborador e organização com o propósito de convergir os interesses. *Um olhar pode ser constituído por meio de um RH bem estruturado, com objetivos definidos e alinhados com a cultura da empresa, que possa atuar em parceria com as demais áreas.

* 1) RH participativo, apertar a organização, olhar com humildade. A empresa tem que se dar conta. RH pró-ativo, que se antecipa para resolver os problemas. Ler estratégico, com um órgão não vou bem o todo vou mal. A gestão de pessoas tem que ser de toda a empresa. A importância do RH estratégico. RH voltado para a gestão das mudanças. É diferente entre empresa privada e pública, mas está mudando devido a gestão por competências. 2) Equilibrar entre os interesses da instituição e das pessoas. Abrir-se para novas pessoas e abrir para mudanças. Trabalhar a gestão das competências das pessoas. RH mais presente na vida da pessoa, na trajetória da pessoa na instituição. Conciliar os interesses da empresa e as necessidades do empregado, alinhar os interesses. Ter um RH resolutivo, com as necessidades das pessoas e da empresa. O olhar modificador. Um RH mais presente com as pessoas, sendo mais efetivo com suas ações e conciliador entre os interesses da empresa, instituição e dos recursos humanos. Um olhar conciliador entre os interesses da empresa/instituição e das pessoas, para isso um RH presente com as pessoas e efetivo em ações. * Primeiramente sem preconceitos de novas idéias, novas realidades, novos entendimentos. Pensar inicialmente o que eu quero e depois como vou conseguir realizar. Bastante persistência e força para promover as mudanças. Possuir uma estrutura capaz de suportar. Fazer as anotações necessárias. O RH deve ser parceiro do gestor no processo de mudança dentro da organização. Desenvolver lideranças para que estas consigam fazer a gestão de pessoas, promover o envolvimento entre os departamentos. Ser um mediador entre os interesses dos colaboradores e organização. Permitir criatividade, desenvolvimento para que as pessoas possam se desenvolver. Poder praticar, que as coisas aconteçam. Buscamos informação, planejamento e a execução ficam prejudicados. Buscar o como executar. Conquistar esforços para construir um RH mais forte e eficaz. Lidamos com pessoas e devemos orientá-los e precisamos dar exemplo a elas, colocar em prática. As pessoas devem se sentir bem no seu setor, com suas atividades. RH mais acolhedor, trabalhar a diversidade. Síntese: facilitar o desenvolvimento do ser em um ambiente propício levando a execução com harmonia e persistência. *Perder medo, agir Não estamos apenas no setor de RH. Postura indagação e não resolução Psicologia – gestão – estarem com as pessoas Admite / demite – administrativo *Unidade na diversidade *Espaço, olhar para que a empresa e as pessoas tenham saúde. *Integração e compartilhamento de idéias e abertura para o olhar do outro. *O RH dos nossos sonhos tem um olhar integrado respeitando, acolhendo a diversidade dentro da perspectiva individual inserindo o contexto da estratégia do negócio considerando todos os stacksholders.

* “Abrir as portas, iluminar o que tem dentro, para exercer o papel transformador da mudança, temos que deixar de ser os homens das cavernas de olhar só sombras”. * RH deve estar conectado ao negócio da empresa, ajudando a conectar os diversos a fazeres sobre o negócio da empresa, ajudando as pessoas a alcançar a felicidade na busca do objetivo e resultados. *Agregar valor as pessoas, perfil nas pessoas em sintonia com a humano e estratégico. *RH deve começar pela contratação de profissional com valores e sintonia com a da empresa. *Olhar compreensivo que busca a unidade na diversidade. * “O RH deve ter posicionamento ativo através do domínio tecnológico e intelectual na instrumentalização da gestão de pessoas. *Olhar atento para si e para o outro. Promover uma visão estratégica. Encarar a realidade de forma positiva e não reativa. *Quebrar o paradigma da subjetividade utilizando a filosofia possibilita permitindo atuar atualmente na estratégica organização. *Um RH parceiro, conectado as novas tendências e sem preconceitos. Promover a humanização através da concretização de todos como agentes de mudanças. *Olhar mediador entre empresa e colaborador, considerando a realidade do momento, sem conceitos pré-estabelecidos, fazendo parte do processo, criando novas possibilidades, transformando e flexibilizando. Um olhar alinhado com a missão da empresa, ao mesmo tempo inovador e modificador, potencializando os resultados e proporcionando desenvolvimento e bem estar das pessoas e da empresa. *Mais autonomia. *Qualidade vida alinhada estratégia de empresa. Flexibilizar as coisas; RH distante estratégias da empresa aproximam mais. Diversidade. Frase: ser um RH guardião dos valores essenciais. *Compartilhar experiências e conhecimentos para construir novos percursos que se modificam ao longo do caminho! * O RH não são só rotinas, mas a preocupação com as pessoas, sua valorização de acordo com suas aptidões.

*RH que gosta de pessoas acima de tudo; identifique e aproveite seus potenciais, mas, além disso, motive a inovação e realize plenamente seres humanos.

*Olhar modificador para uma gestão compartilhada, cooperativa, de criação;

*Implementar olhar criativo não omisso e um realidade; (STEMAC, DCO, RBS, PUC)

instrumento modificador da

*Todos os gestores sejam mediadores das expectativas das pessoas e dos resultados das empresas;

* “O olhar do RH deve acreditar que é capaz de transformar a realidade”.

*Olhar critico, inovador, estratégico, mais humano, questionador, empatia, ouvinte, inquieto. O olhar deve ser crítico, questionador e inquieto.

*Com base na idéia do possibilismo, o RH tem que ser mais provocador de idéias e mudanças, não se limitando a ser somente o executor dos mesmos.

*Construir um olhar com base na relação, considerando: - Valorização e aproximação; - Generosidade e respeito, mas não possessivo; - Olhar crítico, mas limpo/claro, livre de preconceitos;

*Resignificar, dar um novo significado para o potencial do ser humano;

*O RH dos nossos sonhos é queimar a fronteira das nossas vaidades. representa uma mudança de atitude participativa de querer construir em consumo.

*O olhar modificador precisa se permitir observar, questionar, propor, ousar e inovar para ser um agente de mudanças efetivo.

*O novo olhar passa pela conexão do ser humano e do negócio.

*O RH deve ser o agente de mudança, compartilhando a preocupação com o bem estar das pessoas dentro da visão estratégica das pessoas.

*Promover o autoconhecimento para pessoas encontrarem seu potencial. o olhar do RH promover o auto conhecimento, para pessoas encontrarem seu potencial, colaboradores, trabalhando como estiver entrado ontem, preparados para serem demitidos amanhã.

*O RH dos nossos sonhos é construído de um olhar pró-ativo, desprovido de preconceitos que oportunize desenvolvimento de potenciais e motivacionais, individuais e coletivos.

*Se conhecer para poder olhar para o outro, mudar o outro, flexibilizar. Há de se ter tanto o campo individual quanto estratégico. Devemos conquistar o espaço para atuar estrategicamente. Devemos lançar um olhar para o novo: mudança sem medo

*RH com olhar valoroso sobre si mesmo, integrado sistemicamente e lidando com a diversidade e com o emergente, para a saúde da organização.

*Integrar a gestão estratégica de forma igualitária com liberdade e autonomia para executar ações modificadoras.

*Um RH transformados deve buscar estratégias para a integração de todas as áreas, buscando uma “noção de todo” e não mais o determinismo e o imediatismo.

*A partir do conhecimento e do compartilhamento da realidade das pessoas que fazem parte da organização.

*Construir uma nova realidade, deixar esquecido o lado romântico da gestão de pessoas e participar definitivamente da estratégia da empresa, abstraindo o medo da mudança.

*Ações motivadoras, um olhar diferente contrário aos dos gestores de outras áreas que focam em custo. Promover qualidade.

*Precisamos ter um olhar crítico - auxiliar as pessoas a darem seus próprios passos. Somos muito provedores de solução, devemos ser mais estimuladores/apoiadores e não tão fazedores. Damos muitas respostas e ouvindo menos.

*Ter um olhar transformador. Sair da visão de processo, ressignificar conflitos/execução. Está muito gerencial com o cara da ponta. o olhar transformador não consegue chegar até ele.

*Ter discurso é não ter prática.

*Que o RH não seja somente demissão/adeus. seja mais gestão de pessoas. RH ter outros olhares para os funcionários não ficarem doentes.

*RH como parceiro de negócio. Conseguir ocupar esse espaço sem perder o olhar no recurso humano. Entender o negócio e o sujeito. O RH alinhar com estratégia a gestão pessoas.

*O RH deve ser presente, com atitude para influenciar a estratégia assegurando que ela contemple as necessidades dos recursos humanos.

*Mais escuta fala, romper estereótipos, procurar buscar diferentes olhares para mexer no conforto, quando tem escuta é possível mudar.

*Olhar atitude, buscar muito conhecimento, mas tem que ter mais ação, mais prática. Modificação vem a partir da ação, tem que ter atitude para colocar o treinamento em prática. *Inovador, capacitar pessoas para transferir conhecimento, RH tem que ter olhar pró-ativo e mudar. Programas personalizados de treinamento, não ser muito generalista, considerar diferente das pessoas, ter olhar macro, mas obter foco. *Fio condutor que não ficasse só na área, fizesse estratégia, mas também estivesse na área. Aberto e mediador, ou ver idéias e fazer mediação. Determinismo e possibilismo. RH tem que em alguns momentos fazer as determinações da empresa. Participar mais e estar presente na discussão do planejamento estratégico. RH muita operação manual, funcionários muito dependente do operacional do RH. Acaba ficando muito na rotina. tradificador de tecnologia mais direta para o funcionário linha direta de informação mais básica, operação muito morosa. Querer mudar realmente, precisa ter o sentimento e vontade de mudar, não somente o que se fala para fora. Frase: uma mudança interna de olhar faz a transformação que se espera. *Diagnóstico de como as coisas acontecem. a partir de um diagnóstico bem construído, começou um trabalho. *Letícia -> cuidado nas interelação do RH com outras áreas saber ouvir. Ajudar no desenvolvimento. Valorização do capital humano: Apoio Suporte Sustentação / estratégia Alicerce Olhar para dentro Busca do equilíbrio *Pessoas: um leque de possibilidades. Fechar os olhos, olhar pra dentro, ver novas possibilidades. * Observar. Identificar talentos, mais que competência técnicas. RH mais tangível, quase que diário no dia a dia dos colaboradores. Compartilhar para construir rh não é apenas um setor. O RH precisa parar e perceber como ele se enxerga, para descobrir como as pessoas o vem. Resgate da gestão de pessoas, o rh ser realmente o apoio dos colaboradores. Equilíbrio entre resultados e pessoas. Construir as diretrizes de possibilidades através de capacitação nas administrações públicas. Apagar as luzes internas (tanto do RH quanto da empresa) e apagar as externas. Acabar com a postura do “é assim”. *-Eu tenho poder de mudar as coisas. -Pessoas que pensam a estratégia. -São pessoas. -Trouxe problemas relacionados a forma. - Conscientização dos gestores. - Setor passar para um processo de apoio inserido em outros processos.

- Possibilismo. -RH: trabalhar os gestores para serem preparados para a gestão.