PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA

Secretaria Municipal do Ambiente
TERMO DE REFERÊNCIA PARA A ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS (PGRS) NO MUNICIPIO DE LONDRINA
1 - DIRETRIZ GERAL O presente Termo de Referência tem o objetivo de orientar a elaboração e apresentação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. O PGRS deve abordar todas as ações visando minimizar a geração de resíduos na fonte, bem como todos os procedimentos a serem adotados na segregação, coleta, classificação, acondicionamento, armazenamento interno/externo, transporte interno/externo, reciclagem, reutilização, tratamento interno/externo e disposição final. O PGRS é parte integrante do processo de licenciamento ambiental dos empreendimentos, ficando assim obrigados a apresentá-lo para análise, à Secretaria Municipal do Ambiente – SEMA. Estão sujeitos ao atendimento deste Termo, os empreendimentos que geram resíduos provenientes de áreas de manutenção, depósitos, armazenagem, processos industriais, resíduos hospitalares, comerciais, construção civil, e em geral aqueles que geram mais de 600 litros de resíduos não recicláveis por semana. O PGRS deve ser elaborado e acompanhado por profissional ou equipe técnica habilitada, podendo ser profissional da própria empresa ou terceirizado, desde que possua formação adequada e compatível com as atividades do empreendimento, devidamente registrados no Conselho de Classe pertinente. 2 – OBJETIVOS Ser referência para elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, visando minimizar a geração de resíduos na fonte, adequar a segregação na origem, controlar e reduzir riscos ao meio ambiente e assegurar o correto manuseio e disposição final. 3 – LEGISLAÇÕES APLICÁVEIS Como subsídio à elaboração do Plano, sugere-se complementarmente, consultar as normas e referências bibliográficas sobre o assunto.

✔Lei Estadual nº 12. ✔ Norma da ABNT – NBR 12.007 – Amostragem de resíduos – Procedimentos. ✔ Resolução CONAMA Nº 05/1993: Dispõe sobre os resíduos sólidos gerados em portos. terminais ferroviários e rodoviários e estabelecimentos prestadores de serviço de saúde. ✔ Norma da ABNT – NBR 13.809 – Manuseio de resíduos de serviços de saúde – Procedimento. Regulamenta a gestão dos resíduos orgânicos e rejeitos de responsabilidade pública e privada no Município de Londrina. ✔ Resolução CONAMA Nº 09/1993: Recolhimento e destinação adequada de óleos lubrificantes. ✔Lei Municipal nº 10. ✔ Norma da ABNT – NBR 10.445/2007 – Lei de Saneamento Básico.Resíduos sólidos – Classificação.493/1999 – Lei Estadual sobre Resíduos Sólidos.808 – Resíduos de serviços de saúde – Classificação. ✔ Resolução CONAMA Nº 275/2001: Estabelece o código de cores para diferentes tipos de resíduos.235 – Procedimentos para o armazenamento de resíduos sólidos perigosos.637/2008 . ✔ Norma da ABNT – NBR 12. ✔ Resolução CONAMA Nº 313/2002: Inventário Nacional de Resíduos Sólidos Industriais. ✔ Norma da ABNT – NBR 10. ✔ Decreto Municipal 769/2009.004 .Plano Diretor de Londrina. ✔ Norma da ABNT – NBR 1. ✔ Resolução CONAMA Nº 257/1999: Dispõe sobre a destinação final de pilhas e bateria.✔ Lei Federal 11. ✔ Norma da ABNT – NBR 12. ✔ Norma da ABNT – NBR 10. ✔ Norma da ABNT – NBR 12.183 – Armazenamento de resíduos sólidos perigosos. ✔ Resolução CONAMA Nº 06/1988: Dispõe sobre a geração de resíduos na atividade industrial.810 – Coleta de resíduos de saúde – Procedimento.005 – Lixiviação de resíduos – Procedimento. 2 .221 – Transporte de resíduos. ✔ Resolução CONAMA Nº 358/2005: Tratamento e disposição final de resíduos de serviços de saúde. aeroportos.

3 .CNPJ.Razão Social.Responsável Legal pelo empreendimento.Nome fantasia.Endereço Completo. a manipulação.Telefone/fax. semi-sólidos ou líquidos. a reciclagem e a disposição final dos resíduos sólidos. 5 – ROTEIRO PARA A APRESENTAÇÃO DO PGRS 5.4 – CONCEITOS BÁSICOS Para o efeito deste Termo de Referência. o acondicionamento. apresentam-se abaixo alguns conceitos: a) Resíduos Sólidos: os que resultam das atividades humanas e que se apresentam nos estados sólidos. f) Receptor: agente responsável pelo reprocessamento.004: 2004). o transporte. de seus constituintes e características. tratamento e/ou disposição final. .1 . d) Transbordo: procedimento de repasse de transporte de resíduos. o armazenamento.Tipo de Atividade. dentre as alternativas de reprocessamento( reutilização/recuperação e reciclagem). e a comparação destes constituintes com listagens de resíduos e substâncias cujo impacto à saúde e ao meio ambiente é conhecido (ABNT-NBR 10. c) Gerenciamento de Resíduos Sólidos: o processo que compreende a coleta. . . b) Classificação de um resíduo: envolve a identificação do processo ou atividade que lhes deu origem. este último quando não passível de tratamento convencional. . . . o transporte.Identificação do Empreendimento . g) Destinação final: medida adotada para o descarte final de resíduo gerado.CEP. tratamento e/ou disposição final dos resíduos. e) Transportador: agente responsável pelo transporte dos resíduos sólidos da fonte geradora até ao receptor de resíduos.Responsável Técnico pelo empreendimento. . .

4 . devidamente autorizadas pelo órgão ambiental competente. 5. . .Resíduos Gerados Resíduos: determinar / identificar os pontos de geração dos resíduos.ART.5 – Destinação Final Deverão ser indicadas as áreas de destinação para cada classe de resíduo.4 – Transporte dos Resíduos O transporte deverá ser em conformidade com legislação vigente.Nome.Formação. e o responsável pela destinação dos resíduos. 5. sem prejudicar o andamento das atividades do empreendimento. ✔ Nome Fantasia. ✔ Endereço Completo. Classe: classificar e quantificar os resíduos gerados. 5.2 – Identificação do Responsável Técnico pela elaboração e implementação do PGRS . . Segregação: consiste na separação dos resíduos por grupo. apresentando as seguintes informações: ✔ Razão Social. Os resíduos deverão ser armazenados em locais apropriados de maneira a facilitar a coleta para o transporte.5. . Acondicionamento/Armazenagem: indicação da forma de acondicionamento. por empresa de transporte devidamente licenciada.3 . utilizando a codificação correspondente.Telefone/fax.Registro Profissional. ✔ CNPJ ✔ Responsável Legal. no momento e no local de sua geração.

5.R. reciclar e reutilizar. reciclagens. A educação ambiental terá como objetivo conscientizar todos os trabalhadores da necessidade de cooperação de todos para a manutenção de um ambiente limpo e saudável.7 – Plano de Monitoramento Deverá ser realizado o acompanhamento da evolução do sistema de gerenciamento implantado. Deverão ser promovidas campanhas educativas de divulgação utilizando folhetos. o desperdício e a vantagem de minimizar. visando a conscientização e valorização dos trabalhadores envolvidos no gerenciamento da importância da segurança e de proteção coletiva e individual no trato com os resíduos (lixo). devendo as informações serem disponibilizadas quando solicitadas. dos gestores e trabalhadores do PGRS. além dos custos dos serviços e os aspectos ambiental sanitário. destinação final. 5.5.6 – Recursos Humanos: Capacitação. AS EMPRESAS CITADAS NESTE PLANO PODERÃO SER 5 . entre outros. POIS SERÃO EXIGIDOS PARA EMISSÃO DE FUTURAS RENOVAÇÕES DE ALVARÁ DE LICENÇA.T. O programa deverá contemplar ações de capacitação. OS COMPROVANTES DE TRANSPORTE E DESTINAÇÃO FINAL DEVERÃO SER GUARDADOS. do responsável técnico do PGRS. tratamento.493/1999 que Regulamenta a gestão dos resíduos orgânicos e rejeitos de responsabilidade pública e privada no Município de Londrina. áreas de armazenamento. Anexos: 1. treinamentos. Declaro estar ciente do conteúdo da Lei Federal 11. Anexar A. fluxo dos resíduos e outras informações importantes. 5. 2.8 – Planta de localização e fluxo Deverá ser elaborada uma planta do empreendimento com a localização exata dos coletores. Formulários de Transporte e Destino Final dos Resíduos Declarados (disponível no site da SEMA).445/2007 e Lei Estadual nº 12. através do monitoramento das ações planejadas e proposições de ações corretivas. Treinamento e Educação Ambiental Elaborar um programa de recursos humanos. reduzir. e do Decreto Municipal 769/2009. cartilhas informando os cuidados com o trato com os resíduos. forma e local de armazenamento.9. classificação. É fundamental a elaboração de planilhas referindo a geração mensal de resíduos.

BASTA JUSTIFICAR NA OCASIÃO DA SOLICITAÇÃO. DATA: / / 2010 __________________________________ Responsável Técnico ________________________________ Proprietário 6 .SUBSTITUÍDAS QUANDO NECESSÁRIO. DESDE QUE SEJAM LICENCIADAS PARA OS RESPECTIVOS RESÍDUOS E SERVIÇOS. PARA ISTO.