Direito Processual Constitucional – Ministério Público – SP 2011 Conteúdo para o cargo Oficial de Promotoria I

TÍTULO II Dos Direitos e Garantias Fundamentais CAPÍTULO I DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

Art. 5 Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta onstituição! II - ningu"m ser# obrigado a $azer ou dei%ar de $azer alguma &oisa senão em virtude de lei! III - ningu"m ser# submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante! I' - " livre a mani$estação do pensamento, sendo vedado o anonimato! ' - " assegurado o direito de resposta, propor&ional ao agravo, al"m da indenização por dano material, moral ou à imagem! 'I - " inviol#vel a liberdade de &ons&i(n&ia e de &rença, sendo assegurado o livre e%er&í&io dos &ultos religiosos e garantida, na $orma da lei, a proteção aos lo&ais de &ulto e a suas liturgias! 'II - " assegurada, nos termos da lei, a prestação de assist(n&ia religiosa nas entidades &ivis e militares de internação &oletiva! 'III - ningu"m ser# privado de direitos por motivo de &rença religiosa ou de &onvi&ção $ilos)$i&a ou políti&a, salvo se as invo&ar para e%imir-se de obrigação legal a todos imposta e re&usar-se a &umprir prestação alternativa, $i%ada em lei! I* - " livre a e%pressão da atividade intele&tual, artísti&a, &ientí$i&a e de &omuni&ação, independentemente de &ensura ou li&ença! * - são inviol#veis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral de&orrente de sua violação! *I - a &asa " asilo inviol#vel do indivíduo, ningu"m nela podendo penetrar sem &onsentimento do morador, salvo em &aso de $lagrante delito ou desastre, ou para prestar so&orro, ou, durante o dia, por determinação +udi&ial! *II - " inviol#vel o sigilo da &orrespond(n&ia e das &omuni&ações telegr#$i&as, de dados e das &omuni&ações tele$,ni&as, salvo, no -ltimo &aso, por ordem +udi&ial, nas hip)teses e na $orma que a lei estabele&er para $ins de investigação &riminal ou instrução pro&essual penal! .'ide /ei n0 12314, de 51146 *III - " livre o e%er&í&io de qualquer trabalho, o$í&io ou pro$issão, atendidas as quali$i&ações pro$issionais que a lei estabele&er! *I' - " assegurado a todos o a&esso à in$ormação e resguardado o sigilo da $onte, quando ne&ess#rio ao e%er&í&io pro$issional! *' - " livre a lo&omoção no territ)rio na&ional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permane&er ou dele sair &om seus bens! *'I - todos podem reunir-se pa&i$i&amente, sem armas, em lo&ais abertos ao p-bli&o, independentemente de autorização, desde que não $rustrem outra reunião anteriormente &onvo&ada para o mesmo lo&al, sendo apenas e%igido pr"vio aviso à autoridade &ompetente! *'II - " plena a liberdade de asso&iação para $ins lí&itos, vedada a de &ar#ter paramilitar! *'III - a &riação de asso&iações e, na $orma da lei, a de &ooperativas independem de autorização, sendo vedada a inter$er(n&ia estatal em seu $un&ionamento! *I* - as asso&iações s) poderão ser &ompulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por de&isão +udi&ial, e%igindo-se, no primeiro &aso, o tr7nsito em +ulgado!

1

** - ningu"m poder# ser &ompelido a asso&iar-se ou a permane&er asso&iado! **I - as entidades asso&iativas, quando e%pressamente autorizadas, t(m legitimidade para representar seus $iliados +udi&ial ou e%tra+udi&ialmente! **II - " garantido o direito de propriedade! **III - a propriedade atender# a sua $unção so&ial! **I' - a lei estabele&er# o pro&edimento para desapropriação por ne&essidade ou utilidade p-bli&a, ou por interesse so&ial, mediante +usta e pr"via indenização em dinheiro, ressalvados os &asos previstos nesta onstituição! **' - no &aso de iminente perigo p-bli&o, a autoridade &ompetente poder# usar de propriedade parti&ular, assegurada ao propriet#rio indenização ulterior, se houver dano! **'I - a pequena propriedade rural, assim de$inida em lei, desde que trabalhada pela $amília, não ser# ob+eto de penhora para pagamento de d"bitos de&orrentes de sua atividade produtiva, dispondo a lei sobre os meios de $inan&iar o seu desenvolvimento! **'II - aos autores perten&e o direito e%&lusivo de utilização, publi&ação ou reprodução de suas obras, transmissível aos herdeiros pelo tempo que a lei $i%ar! **'III - são assegurados, nos termos da lei: a6 a proteção às parti&ipações individuais em obras &oletivas e à reprodução da imagem e voz humanas, in&lusive nas atividades desportivas! b6 o direito de $is&alização do aproveitamento e&on,mi&o das obras que &riarem ou de que parti&iparem aos &riadores, aos int"rpretes e às respe&tivas representações sindi&ais e asso&iativas! **I* - a lei assegurar# aos autores de inventos industriais privil"gio tempor#rio para sua utilização, bem &omo proteção às &riações industriais, à propriedade das mar&as, aos nomes de empresas e a outros signos distintivos, tendo em vista o interesse so&ial e o desenvolvimento te&nol)gi&o e e&on,mi&o do País! *** - " garantido o direito de herança! ***I - a su&essão de bens de estrangeiros situados no País ser# regulada pela lei brasileira em bene$í&io do &,n+uge ou dos $ilhos brasileiros, sempre que não lhes se+a mais $avor#vel a lei pessoal do 8de &u+us8! ***II - o 9stado promover#, na $orma da lei, a de$esa do &onsumidor! ***III - todos t(m direito a re&eber dos )rgãos p-bli&os in$ormações de seu interesse parti&ular, ou de interesse &oletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas &u+o sigilo se+a impres&indível à segurança da so&iedade e do 9stado! .:egulamento6 ***I' - são a todos assegurados, independentemente do pagamento de ta%as: a6 o direito de petição aos Poderes P-bli&os em de$esa de direitos ou &ontra ilegalidade ou abuso de poder! b6 a obtenção de &ertidões em repartições p-bli&as, para de$esa de direitos e es&lare&imento de situações de interesse pessoal! ***' - a lei não e%&luir# da apre&iação do Poder ;udi&i#rio lesão ou ameaça a direito! ***'I - a lei não pre+udi&ar# o direito adquirido, o ato +urídi&o per$eito e a &oisa +ulgada! ***'II - não haver# +uízo ou tribunal de e%&eção! ***'III - " re&onhe&ida a instituição do +-ri, &om a organização que lhe der a lei, assegurados: a6 a plenitude de de$esa! b6 o sigilo das votações! &6 a soberania dos veredi&tos! d6 a &ompet(n&ia para o +ulgamento dos &rimes dolosos &ontra a vida! ***I* - não h# &rime sem lei anterior que o de$ina, nem pena sem pr"via &ominação legal! */ - a lei penal não retroagir#, salvo para bene$i&iar o r"u! */I - a lei punir# qualquer dis&riminação atentat)ria dos direitos e liberdades $undamentais!

2

*/II - a pr#ti&a do ra&ismo &onstitui &rime ina$ianç#vel e impres&ritível, su+eito à pena de re&lusão, nos termos da lei! */III - a lei &onsiderar# &rimes ina$ianç#veis e insus&etíveis de graça ou anistia a pr#ti&a da tortura , o tr#$i&o ilí&ito de entorpe&entes e drogas a$ins, o terrorismo e os de$inidos &omo &rimes hediondos, por eles respondendo os mandantes, os e%e&utores e os que, podendo evit#-los, se omitirem! */I' - &onstitui &rime ina$ianç#vel e impres&ritível a ação de grupos armados, &ivis ou militares, &ontra a ordem &onstitu&ional e o 9stado <emo&r#ti&o! */' - nenhuma pena passar# da pessoa do &ondenado, podendo a obrigação de reparar o dano e a de&retação do perdimento de bens ser, nos termos da lei, estendidas aos su&essores e &ontra eles e%e&utadas, at" o limite do valor do patrim,nio trans$erido! */'I - a lei regular# a individualização da pena e adotar#, entre outras, as seguintes: a6 privação ou restrição da liberdade! b6 perda de bens! &6 multa! d6 prestação so&ial alternativa! e6 suspensão ou interdição de direitos! */'II - não haver# penas: a6 de morte, salvo em &aso de guerra de&larada, nos termos do art2 =>, *I*! b6 de &ar#ter perp"tuo! &6 de trabalhos $orçados! d6 de banimento! e6 &ru"is! */'III - a pena ser# &umprida em estabele&imentos distintos, de a&ordo &om a natureza do delito, a idade e o se%o do apenado! */I* - " assegurado aos presos o respeito à integridade $ísi&a e moral! / - às presidi#rias serão asseguradas &ondições para que possam permane&er &om seus $ilhos durante o período de amamentação! /I - nenhum brasileiro ser# e%traditado, salvo o naturalizado, em &aso de &rime &omum, prati&ado antes da naturalização, ou de &omprovado envolvimento em tr#$i&o ilí&ito de entorpe&entes e drogas a$ins, na $orma da lei! /II - não ser# &on&edida e%tradição de estrangeiro por &rime políti&o ou de opinião! /III - ningu"m ser# pro&essado nem senten&iado senão pela autoridade &ompetente! /I' - ningu"m ser# privado da liberdade ou de seus bens sem o devido pro&esso legal! /' - aos litigantes, em pro&esso +udi&ial ou administrativo, e aos a&usados em geral são assegurados o &ontradit)rio e ampla de$esa, &om os meios e re&ursos a ela inerentes! /'I - são inadmissíveis, no pro&esso, as provas obtidas por meios ilí&itos! /'II - ningu"m ser# &onsiderado &ulpado at" o tr7nsito em +ulgado de sentença penal &ondenat)ria! /'III - o &ivilmente identi$i&ado não ser# submetido a identi$i&ação &riminal, salvo nas hip)teses previstas em lei! .:egulamento62 /I* - ser# admitida ação privada nos &rimes de ação p-bli&a, se esta não $or intentada no prazo legal! /* - a lei s) poder# restringir a publi&idade dos atos pro&essuais quando a de$esa da intimidade ou o interesse so&ial o e%igirem! /*I - ningu"m ser# preso senão em $lagrante delito ou por ordem es&rita e $undamentada de autoridade +udi&i#ria &ompetente, salvo nos &asos de transgressão militar ou &rime propriamente militar, de$inidos em lei!

3

/*II - a prisão de qualquer pessoa e o lo&al onde se en&ontre serão &omuni&ados imediatamente ao +uiz &ompetente e à $amília do preso ou à pessoa por ele indi&ada! /*III - o preso ser# in$ormado de seus direitos, entre os quais o de permane&er &alado, sendo-lhe assegurada a assist(n&ia da $amília e de advogado! /*I' - o preso tem direito à identi$i&ação dos respons#veis por sua prisão ou por seu interrogat)rio poli&ial! /*' - a prisão ilegal ser# imediatamente rela%ada pela autoridade +udi&i#ria! /*'I - ningu"m ser# levado à prisão ou nela mantido, quando a lei admitir a liberdade provis)ria, &om ou sem $iança! /*'II - não haver# prisão &ivil por dívida, salvo a do respons#vel pelo inadimplemento volunt#rio e ines&us#vel de obrigação alimentí&ia e a do deposit#rio in$iel! /*'III - &on&eder-se-# 8habeas-&orpus8 sempre que algu"m so$rer ou se a&har ameaçado de so$rer viol(n&ia ou &oação em sua liberdade de lo&omoção, por ilegalidade ou abuso de poder! /*I* - &on&eder-se-# mandado de segurança para proteger direito líquido e &erto, não amparado por 8habeas-&orpus8 ou 8habeas-data8, quando o respons#vel pela ilegalidade ou abuso de poder $or autoridade p-bli&a ou agente de pessoa +urídi&a no e%er&í&io de atribuições do Poder P-bli&o! /** - o mandado de segurança &oletivo pode ser impetrado por: a6 partido políti&o &om representação no ongresso ?a&ional! b6 organização sindi&al, entidade de &lasse ou asso&iação legalmente &onstituída e em $un&ionamento h# pelo menos um ano, em de$esa dos interesses de seus membros ou asso&iados! /**I - &on&eder-se-# mandado de in+unção sempre que a $alta de norma regulamentadora torne invi#vel o e%er&í&io dos direitos e liberdades &onstitu&ionais e das prerrogativas inerentes à na&ionalidade, à soberania e à &idadania! /**II - &on&eder-se-# 8habeas-data8: a6 para assegurar o &onhe&imento de in$ormações relativas à pessoa do impetrante, &onstantes de registros ou ban&os de dados de entidades governamentais ou de &ar#ter p-bli&o! b6 para a reti$i&ação de dados, quando não se pre$ira $az(-lo por pro&esso sigiloso, +udi&ial ou administrativo! /**III - qualquer &idadão " parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrim,nio p-bli&o ou de entidade de que o 9stado parti&ipe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrim,nio hist)ri&o e &ultural, $i&ando o autor, salvo &omprovada m#-$", isento de &ustas +udi&iais e do ,nus da su&umb(n&ia! /**I' - o 9stado prestar# assist(n&ia +urídi&a integral e gratuita aos que &omprovarem insu$i&i(n&ia de re&ursos! /**' - o 9stado indenizar# o &ondenado por erro +udi&i#rio, assim &omo o que $i&ar preso al"m do tempo $i%ado na sentença! /**'I - são gratuitos para os re&onhe&idamente pobres, na $orma da lei: a6 o registro &ivil de nas&imento! b6 a &ertidão de )bito! /**'II - são gratuitas as ações de 8habeas-&orpus8 e 8habeas-data8, e, na $orma da lei, os atos ne&ess#rios ao e%er&í&io da &idadania2 .:egulamento6 /**'III a todos, no 7mbito +udi&ial e administrativo, são assegurados a razo#vel duração do pro&esso e os meios que garantam a &eleridade de sua tramitação2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 B 50 - Cs normas de$inidoras dos direitos e garantias $undamentais t(m apli&ação imediata2 B 30 - Ds direitos e garantias e%pressos nesta onstituição não e%&luem outros de&orrentes do regime e dos prin&ípios por ela adotados, ou dos tratados interna&ionais em que a :ep-bli&a Eederativa do Frasil se+a parte2 B G0 Ds tratados e &onvenções interna&ionais sobre direitos humanos que $orem aprovados, em &ada asa do ongresso ?a&ional, em dois turnos, por tr(s quintos dos votos dos respe&tivos membros, serão

4

equivalentes às emendas &onstitu&ionais2 .In&luído pela 9menda aprovados na $orma deste par#gra$o6

onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 .Ctos

B >0 D Frasil se submete à +urisdição de Tribunal Penal Interna&ional a &u+a &riação tenha mani$estado adesão2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6
CAPÍTULO II DOS DIREITOS SOCIAIS

Art. ! Hão direitos so&iais a edu&ação, a sa-de, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previd(n&ia so&ial, a proteção à maternidade e à in$7n&ia, a assist(n&ia aos desamparados, na $orma desta onstituição2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 4>, de 3A5A6 Art. " Hão direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, al"m de outros que visem à melhoria de sua &ondição so&ial: I - relação de emprego protegida &ontra despedida arbitr#ria ou sem +usta &ausa, nos termos de lei &omplementar, que prever# indenização &ompensat)ria, dentre outros direitos! II - seguro-desemprego, em &aso de desemprego involunt#rio! III - $undo de garantia do tempo de serviço! I' - sal#rio mínimo , $i%ado em lei, na&ionalmente uni$i&ado, &apaz de atender a suas ne&essidades vitais b#si&as e às de sua $amília &om moradia, alimentação, edu&ação, sa-de, lazer, vestu#rio, higiene, transporte e previd(n&ia so&ial, &om rea+ustes peri)di&os que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vin&ulação para qualquer $im! ' - piso salarial propor&ional à e%tensão e à &omple%idade do trabalho! 'I - irredutibilidade do sal#rio, salvo o disposto em &onvenção ou a&ordo &oletivo! 'II - garantia de sal#rio, nun&a in$erior ao mínimo, para os que per&ebem remuneração vari#vel! 'III - d"&imo ter&eiro sal#rio &om base na remuneração integral ou no valor da aposentadoria! I* - remuneração do trabalho noturno superior à do diurno! * - proteção do sal#rio na $orma da lei, &onstituindo &rime sua retenção dolosa! *I - parti&ipação nos lu&ros, ou resultados, desvin&ulada da remuneração, e, e%&ep&ionalmente, parti&ipação na gestão da empresa, &on$orme de$inido em lei! *II - sal#rio-$amília pago em razão do dependente do trabalhador de bai%a renda nos termos da lei! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 511=6 *III - duração do trabalho normal não superior a oito horas di#rias e quarenta e quatro semanais, $a&ultada a &ompensação de hor#rios e a redução da +ornada, mediante a&ordo ou &onvenção &oletiva de trabalho! .vide <e&reto-/ei n0 @2>@3, de 51>G6 *I' - +ornada de seis horas para o trabalho realizado em turnos ininterruptos de revezamento, salvo nego&iação &oletiva! *' - repouso semanal remunerado, pre$eren&ialmente aos domingos! *'I - remuneração do serviço e%traordin#rio superior, no mínimo, em &inqIenta por &ento à do normal! .'ide <el @2>@3, art2 @1 B 506 *'II - gozo de $"rias anuais remuneradas &om, pelo menos, um terço a mais do que o sal#rio normal! *'III - li&ença à gestante, sem pre+uízo do emprego e do sal#rio, &om a duração de &ento e vinte dias! *I* - li&ença-paternidade, nos termos $i%ados em lei! ** - proteção do mer&ado de trabalho da mulher, mediante in&entivos espe&í$i&os, nos termos da lei! **I - aviso pr"vio propor&ional ao tempo de serviço, sendo no mínimo de trinta dias, nos termos da lei! **II - redução dos ris&os inerentes ao trabalho, por meio de normas de sa-de, higiene e segurança!

5

**III - adi&ional de remuneração para as atividades penosas, insalubres ou perigosas, na $orma da lei! **I' - aposentadoria! **' - assist(n&ia gratuita aos $ilhos e dependentes desde o nas&imento at" @ .&in&o6 anos de idade em &re&hes e pr"-es&olas! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 @G, de 3AA46 **'I - re&onhe&imento das &onvenções e a&ordos &oletivos de trabalho! **'II - proteção em $a&e da automação, na $orma da lei! **'III - seguro &ontra a&identes de trabalho, a &argo do empregador, sem e%&luir a indenização a que este est# obrigado, quando in&orrer em dolo ou &ulpa! **I* - ação, quanto aos &r"ditos resultantes das relações de trabalho, &om prazo pres&ri&ional de &in&o anos para os trabalhadores urbanos e rurais, at" o limite de dois anos ap)s a e%tinção do &ontrato de trabalho!.:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3=, de 3@JA@J3AAA6 *** - proibição de di$erença de sal#rios, de e%er&í&io de $unções e de &rit"rio de admissão por motivo de se%o, idade, &or ou estado &ivil! ***I - proibição de qualquer dis&riminação no to&ante a sal#rio e &rit"rios de admissão do trabalhador portador de de$i&i(n&ia! ***II - proibição de distinção entre trabalho manual, t"&ni&o e intele&tual ou entre os pro$issionais respe&tivos! ***III - proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na &ondição de aprendiz, a partir de quatorze anos! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 511=6 ***I' - igualdade de direitos entre o trabalhador &om vín&ulo empregatí&io permanente e o trabalhador avulso2 Par#$ra%o &ni'o. Hão assegurados à &ategoria dos trabalhadores dom"sti&os os direitos previstos nos in&isos I', 'I, 'III, *', *'II, *'III, *I*, **I e **I', bem &omo a sua integração à previd(n&ia so&ial2 Art. ( K livre a asso&iação pro$issional ou sindi&al, observado o seguinte: I - a lei não poder# e%igir autorização do 9stado para a $undação de sindi&ato, ressalvado o registro no )rgão &ompetente, vedadas ao Poder P-bli&o a inter$er(n&ia e a intervenção na organização sindi&al! II - " vedada a &riação de mais de uma organização sindi&al, em qualquer grau, representativa de &ategoria pro$issional ou e&on,mi&a, na mesma base territorial, que ser# de$inida pelos trabalhadores ou empregadores interessados, não podendo ser in$erior à #rea de um Luni&ípio! III - ao sindi&ato &abe a de$esa dos direitos e interesses &oletivos ou individuais da &ategoria, in&lusive em questões +udi&iais ou administrativas! I' - a assembl"ia geral $i%ar# a &ontribuição que, em se tratando de &ategoria pro$issional, ser# des&ontada em $olha, para &usteio do sistema &on$ederativo da representação sindi&al respe&tiva, independentemente da &ontribuição prevista em lei! ' - ningu"m ser# obrigado a $iliar-se ou a manter-se $iliado a sindi&ato! 'I - " obrigat)ria a parti&ipação dos sindi&atos nas nego&iações &oletivas de trabalho! 'II - o aposentado $iliado tem direito a votar e ser votado nas organizações sindi&ais! 'III - " vedada a dispensa do empregado sindi&alizado a partir do registro da &andidatura a &argo de direção ou representação sindi&al e, se eleito, ainda que suplente, at" um ano ap)s o $inal do mandato, salvo se &ometer $alta grave nos termos da lei2 Par#$ra%o &ni'o. Cs disposições deste artigo apli&am-se à organização de sindi&atos rurais e de &ol,nias de pes&adores, atendidas as &ondições que a lei estabele&er2 Art. ) K assegurado o direito de greve, &ompetindo aos trabalhadores de&idir sobre a oportunidade de e%er&(-lo e sobre os interesses que devam por meio dele de$ender2

6

B 50 - C lei de$inir# os serviços ou atividades essen&iais e dispor# sobre o atendimento das ne&essidades inadi#veis da &omunidade2 B 30 - Ds abusos &ometidos su+eitam os respons#veis às penas da lei2 Art. *+. K assegurada a parti&ipação dos trabalhadores e empregadores nos &olegiados dos )rgãos p-bli&os em que seus interesses pro$issionais ou previden&i#rios se+am ob+eto de dis&ussão e deliberação2 Art. **. ?as empresas de mais de duzentos empregados, " assegurada a eleição de um representante destes &om a $inalidade e%&lusiva de promover-lhes o entendimento direto &om os empregadores2
CAPÍTULO III DA NACIONALIDADE

Art. *,. Hão brasileiros: I - natos: a6 os nas&idos na :ep-bli&a Eederativa do Frasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não este+am a serviço de seu país! b6 os nas&idos no estrangeiro, de pai brasileiro ou mãe brasileira, desde que qualquer deles este+a a serviço da :ep-bli&a Eederativa do Frasil! &6 os nas&idos no estrangeiro de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde que se+am registrados em repartição brasileira &ompetente ou venham a residir na :ep-bli&a Eederativa do Frasil e optem, em qualquer tempo, depois de atingida a maioridade, pela na&ionalidade brasileira! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 @>, de 3AAM6 II - naturalizados:N a6 os que, na $orma da lei, adquiram a na&ionalidade brasileira, e%igidas aos origin#rios de países de língua portuguesa apenas resid(n&ia por um ano ininterrupto e idoneidade moral! b6 os estrangeiros de qualquer na&ionalidade, residentes na :ep-bli&a Eederativa do Frasil h# mais de quinze anos ininterruptos e sem &ondenação penal, desde que requeiram a na&ionalidade brasileira2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional de :evisão n0 G, de 511>6 B 50 Cos portugueses &om resid(n&ia permanente no País, se houver re&ipro&idade em $avor de brasileiros, serão atribuídos os direitos inerentes ao brasileiro, salvo os &asos previstos nesta onstituição2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional de :evisão n0 G, de 511>6 B 30 - C lei não poder# estabele&er distinção entre brasileiros natos e naturalizados, salvo nos &asos previstos nesta onstituição2 B G0 - Hão privativos de brasileiro nato os &argos: I - de Presidente e 'i&e-Presidente da :ep-bli&a! II - de Presidente da 7mara dos <eputados! III - de Presidente do Henado Eederal! I' - de Linistro do Hupremo Tribunal Eederal! ' - da &arreira diplom#ti&a! 'I - de o$i&ial das Eorças Crmadas2 'II - de Linistro de 9stado da <e$esa.In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3G, de 51116 B >0 - Her# de&larada a perda da na&ionalidade do brasileiro que: I - tiver &an&elada sua naturalização, por sentença +udi&ial, em virtude de atividade no&iva ao interesse na&ional! II - adquirir outra na&ionalidade, salvo no &asos: .:edação dada pela 9menda G, de 511>6 onstitu&ional de :evisão n0

7

a6 de re&onhe&imento de na&ionalidade origin#ria pela lei estrangeira! .In&luído pela 9menda de :evisão n0 G, de 511>6

onstitu&ional

b6 de imposição de naturalização, pela norma estrangeira, ao brasileiro residente em estado estrangeiro, &omo &ondição para perman(n&ia em seu territ)rio ou para o e%er&í&io de direitos &ivis! .In&luído pela 9menda onstitu&ional de :evisão n0 G, de 511>6 Art. *-. C língua portuguesa " o idioma o$i&ial da :ep-bli&a Eederativa do Frasil2 B 50 - Hão símbolos da :ep-bli&a Eederativa do Frasil a bandeira, o hino, as armas e o selo na&ionais2 B 30 - Ds 9stados, o <istrito Eederal e os Luni&ípios poderão ter símbolos pr)prios2
CAPÍTULO IV DOS DIREITOS POLÍTICOS

Art. *.. C soberania popular ser# e%er&ida pelo su$r#gio universal e pelo voto direto e se&reto, &om valor igual para todos, e, nos termos da lei, mediante: I - plebis&ito! II - re$erendo! III - ini&iativa popular2 B 50 - D alistamento eleitoral e o voto são: I - obrigat)rios para os maiores de dezoito anos! II - $a&ultativos para: a6 os anal$abetos! b6 os maiores de setenta anos! &6 os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos2 B 30 - ?ão podem alistar-se &omo eleitores os estrangeiros e, durante o período do serviço militar obrigat)rio, os &ons&ritos2 B G0 - Hão &ondições de elegibilidade, na $orma da lei: I - a na&ionalidade brasileira! II - o pleno e%er&í&io dos direitos políti&os! III - o alistamento eleitoral! I' - o domi&ílio eleitoral na &ir&uns&rição! ' - a $iliação partid#ria! :egulamento 'I - a idade mínima de: a6 trinta e &in&o anos para Presidente e 'i&e-Presidente da :ep-bli&a e Henador! b6 trinta anos para Oovernador e 'i&e-Oovernador de 9stado e do <istrito Eederal! &6 vinte e um anos para <eputado Eederal, <eputado 9stadual ou <istrital, Pre$eito, 'i&e-Pre$eito e +uiz de paz! d6 dezoito anos para 'ereador2 B >0 - Hão inelegíveis os inalist#veis e os anal$abetos2 B @0 D Presidente da :ep-bli&a, os Oovernadores de 9stado e do <istrito Eederal, os Pre$eitos e quem os houver su&edido, ou substituído no &urso dos mandatos poderão ser reeleitos para um -ni&o período subsequente2.:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 54, de 511M6 B 40 - Para &on&orrerem a outros &argos, o Presidente da :ep-bli&a, os Oovernadores de 9stado e do <istrito Eederal e os Pre$eitos devem renun&iar aos respe&tivos mandatos at" seis meses antes do pleito2

8

B M0 - Hão inelegíveis, no territ)rio de +urisdição do titular, o &,n+uge e os parentes &onsangIíneos ou a$ins, at" o segundo grau ou por adoção, do Presidente da :ep-bli&a, de Oovernador de 9stado ou Territ)rio, do <istrito Eederal, de Pre$eito ou de quem os ha+a substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se +# titular de mandato eletivo e &andidato à reeleição2 B =0 - D militar alist#vel " elegível, atendidas as seguintes &ondições: I - se &ontar menos de dez anos de serviço, dever# a$astar-se da atividade! II - se &ontar mais de dez anos de serviço, ser# agregado pela autoridade superior e, se eleito, passar# automati&amente, no ato da diplomação, para a inatividade2 B 10 /ei &omplementar estabele&er# outros &asos de inelegibilidade e os prazos de sua &essação, a $im de proteger a probidade administrativa, a moralidade para e%er&í&io de mandato &onsiderada vida pregressa do &andidato, e a normalidade e legitimidade das eleições &ontra a in$lu(n&ia do poder e&on,mi&o ou o abuso do e%er&í&io de $unção, &argo ou emprego na administração direta ou indireta2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional de :evisão n0 >, de 511>6 B 5A - D mandato eletivo poder# ser impugnado ante a ;ustiça 9leitoral no prazo de quinze dias &ontados da diplomação, instruída a ação &om provas de abuso do poder e&on,mi&o, &orrupção ou $raude2 B 55 - C ação de impugnação de mandato tramitar# em segredo de +ustiça, respondendo o autor, na $orma da lei, se temer#ria ou de mani$esta m#-$"2 Art. *5. K vedada a &assação de direitos políti&os, &u+a perda ou suspensão s) se dar# nos &asos de: I - &an&elamento da naturalização por sentença transitada em +ulgado! II - in&apa&idade &ivil absoluta! III - &ondenação &riminal transitada em +ulgado, enquanto durarem seus e$eitos! I' - re&usa de &umprir obrigação a todos imposta ou prestação alternativa, nos termos do art2 @0, 'III! ' - improbidade administrativa, nos termos do art2 GM, B >02 Art. *!. C lei que alterar o pro&esso eleitoral entrar# em vigor na data de sua publi&ação, não se apli&ando à eleição que o&orra at" um ano da data de sua vig(n&ia2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >, de 511G6 TÍTULO III Da Or$ani/a01o do Estado
CAPÍTULO VII DA AD2INISTRA34O P56LICA

Se01o I DISPOSI37ES GERAIS

Art. -". C administração p-bli&a direta e indireta de qualquer dos Poderes da Pnião, dos 9stados, do <istrito Eederal e dos Luni&ípios obede&er# aos prin&ípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publi&idade e e$i&i(n&ia e, tamb"m, ao seguinte: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 I - os &argos, empregos e $unções p-bli&as são a&essíveis aos brasileiros que preen&ham os requisitos estabele&idos em lei, assim &omo aos estrangeiros, na $orma da lei! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 II - a investidura em &argo ou emprego p-bli&o depende de aprovação pr"via em &on&urso p-bli&o de provas ou de provas e títulos, de a&ordo &om a natureza e a &omple%idade do &argo ou emprego, na $orma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para &argo em &omissão de&larado em lei de livre nomeação e e%oneração! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6

9

III - o prazo de validade do &on&urso p-bli&o ser# de at" dois anos, prorrog#vel uma vez, por igual período! I' - durante o prazo improrrog#vel previsto no edital de &onvo&ação, aquele aprovado em &on&urso p-bli&o de provas ou de provas e títulos ser# &onvo&ado &om prioridade sobre novos &on&ursados para assumir &argo ou emprego, na &arreira! ' - as $unções de &on$iança, e%er&idas e%&lusivamente por servidores o&upantes de &argo e$etivo, e os &argos em &omissão, a serem preen&hidos por servidores de &arreira nos &asos, &ondições e per&entuais mínimos previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, &he$ia e assessoramento! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 'I - " garantido ao servidor p-bli&o &ivil o direito à livre asso&iação sindi&al! 'II - o direito de greve ser# e%er&ido nos termos e nos limites de$inidos em lei espe&í$i&a! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 'III - a lei reservar# per&entual dos &argos e empregos p-bli&os para as pessoas portadoras de de$i&i(n&ia e de$inir# os &rit"rios de sua admissão! I* - a lei estabele&er# os &asos de &ontratação por tempo determinado para atender a ne&essidade tempor#ria de e%&ep&ional interesse p-bli&o! * - a remuneração dos servidores p-bli&os e o subsídio de que trata o B >0 do art2 G1 somente poderão ser $i%ados ou alterados por lei espe&í$i&a, observada a ini&iativa privativa em &ada &aso, assegurada revisão geral anual, sempre na mesma data e sem distinção de índi&es! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 .:egulamento6 *I - a remuneração e o subsídio dos o&upantes de &argos, $unções e empregos p-bli&os da administração direta, aut#rqui&a e $unda&ional, dos membros de qualquer dos Poderes da Pnião, dos 9stados, do <istrito Eederal e dos Luni&ípios, dos detentores de mandato eletivo e dos demais agentes políti&os e os proventos, pensões ou outra esp"&ie remunerat)ria, per&ebidos &umulativamente ou não, in&luídas as vantagens pessoais ou de qualquer outra natureza, não poderão e%&eder o subsídio mensal, em esp"&ie, dos Linistros do Hupremo Tribunal Eederal, apli&ando-se &omo li-mite, nos Luni&ípios, o subsídio do Pre$eito, e nos 9stados e no <istrito Eederal, o subsídio mensal do Oovernador no 7mbito do Poder 9%e&utivo, o subsídio dos <eputados 9staduais e <istritais no 7mbito do Poder /egislativo e o sub-sídio dos <esembargadores do Tribunal de ;ustiça, limitado a noventa inteiros e vinte e &in&o &ent"simos por &ento do subsídio mensal, em esp"&ie, dos Linistros do Hupremo Tri-bunal Eederal, no 7mbito do Poder ;udi&i#rio, apli&#vel este limite aos membros do Linist"rio P-bli&o, aos Pro&uradores e aos <e$ensores P-bli&os! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 *II - os ven&imentos dos &argos do Poder /egislativo e do Poder ;udi&i#rio não poderão ser superiores aos pagos pelo Poder 9%e&utivo! *III - " vedada a vin&ulação ou equiparação de quaisquer esp"&ies remunerat)rias para o e$eito de remuneração de pessoal do serviço p-bli&o! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 *I' - os a&r"s&imos pe&uni#rios per&ebidos por servidor p-bli&o não serão &omputados nem a&umulados para $ins de &on&essão de a&r"s&imos ulteriores! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 *' - o subsídio e os ven&imentos dos o&upantes de &argos e empregos p-bli&os são irredutíveis, ressalvado o disposto nos in&isos *I e *I' deste artigo e nos arts2 G1, B >0, 5@A, II, 5@G, III, e 5@G, B 30, I! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 *'I - " vedada a a&umulação remunerada de &argos p-bli&os, e%&eto, quando houver &ompatibilidade de hor#rios, observado em qualquer &aso o disposto no in&iso *I2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 a6 a de dois &argos de pro$essor! .In&luída pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 b6 a de um &argo de pro$essor &om outro t"&ni&o ou &ientí$i&o! .In&luída pela 9menda de 511=6 onstitu&ional n0 51,

&6 a de dois &argos privativos de m"di&o! .In&luída pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 &6 a de dois &argos ou empregos privativos de pro$issionais de sa-de, &om pro$issões regulamentadas! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 G>, de 3AA56 *'II - a proibição de a&umular estende-se a empregos e $unções e abrange autarquias, $undações,

10

empresas p-bli&as, so&iedades de e&onomia mista, suas subsidi#rias, e so&iedades &ontroladas, direta ou indiretamente, pelo poder p-bli&o! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 *'III - a administração $azend#ria e seus servidores $is&ais terão, dentro de suas #reas de &ompet(n&ia e +urisdição, pre&ed(n&ia sobre os demais setores administrativos, na $orma da lei! *I* - somente por lei espe&í$i&a poder# ser &riada autarquia e autorizada a instituição de empresa p-bli&a, de so&iedade de e&onomia mista e de $undação, &abendo à lei &omplementar, neste -ltimo &aso, de$inir as #reas de sua atuação! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 ** - depende de autorização legislativa, em &ada &aso, a &riação de subsidi#rias das entidades men&ionadas no in&iso anterior, assim &omo a parti&ipação de qualquer delas em empresa privada! **I - ressalvados os &asos espe&i$i&ados na legislação, as obras, serviços, &ompras e alienações serão &ontratados mediante pro&esso de li&itação p-bli&a que assegure igualdade de &ondições a todos os &on&orrentes, &om &l#usulas que estabeleçam obrigações de pagamento, mantidas as &ondições e$etivas da proposta, nos termos da lei, o qual somente permitir# as e%ig(n&ias de quali$i&ação t"&ni&a e e&on,mi&a indispens#veis à garantia do &umprimento das obrigações2 .:egulamento6 **II - as administrações tribut#rias da Pnião, dos 9stados, do <istrito Eederal e dos Luni&ípios, atividades essen&iais ao $un&ionamento do 9stado, e%er&idas por servidores de &arreiras espe&í$i&as, terão re&ursos priorit#rios para a realização de suas atividades e atuarão de $orma integrada, in&lusive &om o &ompartilhamento de &adastros e de in$ormações $is&ais, na $orma da lei ou &onv(nio2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >3, de 5125323AAG6 B 50 - C publi&idade dos atos, programas, obras, serviços e &ampanhas dos )rgãos p-bli&os dever# ter &ar#ter edu&ativo, in$ormativo ou de orientação so&ial, dela não podendo &onstar nomes, símbolos ou imagens que &ara&terizem promoção pessoal de autoridades ou servidores p-bli&os2 B 30 - C não observ7n&ia do disposto nos in&isos II e III impli&ar# a nulidade do ato e a punição da autoridade respons#vel, nos termos da lei2 B G0 C lei dis&iplinar# as $ormas de parti&ipação do usu#rio na administração p-bli&a direta e indireta, regulando espe&ialmente: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 I - as re&lamações relativas à prestação dos serviços p-bli&os em geral, asseguradas a manutenção de serviços de atendimento ao usu#rio e a avaliação peri)di&a, e%terna e interna, da qualidade dos serviços! .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 II - o a&esso dos usu#rios a registros administrativos e a in$ormações sobre atos de governo, observado o disposto no art2 @0, * e ***III! .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 III - a dis&iplina da representação &ontra o e%er&í&io negligente ou abusivo de &argo, emprego ou $unção na administração p-bli&a2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B >0 - Ds atos de improbidade administrativa importarão a suspensão dos direitos políti&os, a perda da $unção p-bli&a, a indisponibilidade dos bens e o ressar&imento ao er#rio, na $orma e gradação previstas em lei, sem pre+uízo da ação penal &abível2 B @0 - C lei estabele&er# os prazos de pres&rição para ilí&itos prati&ados por qualquer agente, servidor ou não, que &ausem pre+uízos ao er#rio, ressalvadas as respe&tivas ações de ressar&imento2 B 40 - Cs pessoas +urídi&as de direito p-bli&o e as de direito privado prestadoras de serviços p-bli&os responderão pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, &ausarem a ter&eiros, assegurado o direito de regresso &ontra o respons#vel nos &asos de dolo ou &ulpa2 B M0 C lei dispor# sobre os requisitos e as restrições ao o&upante de &argo ou emprego da administração direta e indireta que possibilite o a&esso a in$ormações privilegiadas2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B =0 C autonomia geren&ial, orçament#ria e $inan&eira dos )rgãos e entidades da administração direta e indireta poder# ser ampliada mediante &ontrato, a ser $irmado entre seus administradores e o poder p-bli&o, que tenha por ob+eto a $i%ação de metas de desempenho para o )rgão ou entidade, &abendo à lei dispor sobre: .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 I - o prazo de duração do &ontrato! II - os &ontroles e &rit"rios de avaliação de desempenho, direitos, obrigações e responsabilidade dos dirigentes!

11

III - a remuneração do pessoal2 B 10 D disposto no in&iso *I apli&a-se às empresas p-bli&as e às so&iedades de e&onomia mista, e suas subsidi#rias, que re&eberem re&ursos da Pnião, dos 9stados, do <istrito Eederal ou dos Luni&ípios para pagamento de despesas de pessoal ou de &usteio em geral2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B 5A2 K vedada a per&epção simult7nea de proventos de aposentadoria de&orrentes do art2 >A ou dos arts2 >3 e 5>3 &om a remuneração de &argo, emprego ou $unção p-bli&a, ressalvados os &argos a&umul#veis na $orma desta onstituição, os &argos eletivos e os &argos em &omissão de&larados em lei de livre nomeação e e%oneração2.In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 511=6 B 552 ?ão serão &omputadas, para e$eito dos limites remunerat)rios de que trata o in&iso *I do &aput deste artigo, as par&elas de &ar#ter indenizat)rio previstas em lei2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >M, de 3AA@6 B 532 Para os $ins do disposto no in&iso *I do &aput deste artigo, $i&a $a&ultado aos 9stados e ao <istrito Eederal $i%ar, em seu 7mbito, mediante emenda às respe&tivas onstituições e /ei Dr g7ni&a, &omo limite -ni&o, o subsídio mensal dos <esembargadores do respe&tivo Tribunal de ;ustiça, limitado a noventa inteiros e vinte e &in&o &ent"simos por &ento do subsídio mensal dos Linistros do Hupremo Tribunal Eederal, não se apli&ando o disposto neste par#gra$o aos subsídios dos <eputados 9staduais e <istritais e dos 'ereadores2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >M, de 3AA@6 Art. -(. Co servidor p-bli&o da administração direta, aut#rqui&a e $unda&ional, no e%er&í&io de mandato eletivo, apli&am-se as seguintes disposições:.:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 I - tratando-se de mandato eletivo $ederal, estadual ou distrital, $i&ar# a$astado de seu &argo, emprego ou $unção! II - investido no mandato de Pre$eito, ser# a$astado do &argo, emprego ou $unção, sendo-lhe $a&ultado optar pela sua remuneração! III - investido no mandato de 'ereador, havendo &ompatibilidade de hor#rios, per&eber# as vantagens de seu &argo, emprego ou $unção, sem pre+uízo da remuneração do &argo eletivo, e, não havendo &ompatibilidade, ser# apli&ada a norma do in&iso anterior! I' - em qualquer &aso que e%i+a o a$astamento para o e%er&í&io de mandato eletivo, seu tempo de serviço ser# &ontado para todos os e$eitos legais, e%&eto para promoção por mere&imento! ' - para e$eito de bene$í&io previden&i#rio, no &aso de a$astamento, os valores serão determinados &omo se no e%er&í&io estivesse2

Se01o II DOS SERVIDORES P56LICOS 8Reda01o dada 9e:a Emenda Constitu'iona: n *(; de *))(<

Art. -). C Pnião, os 9stados, o <istrito Eederal e os Luni&ípios instituirão &onselho de políti&a de administração e remuneração de pessoal, integrado por servidores designados pelos respe&tivos Poderes2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 .'ide C<I? n0 325G@->6 B 50 C $i%ação dos padrões de ven&imento e dos demais &omponentes do sistema remunerat)rio observar#: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 I - a natureza, o grau de responsabilidade e a &omple%idade dos &argos &omponentes de &ada &arreira! .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 II - os requisitos para a investidura! .In&luído pela 9menda III - as pe&uliaridades dos &argos2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 onstitu&ional n0 51, de 511=6

B 30 C Pnião, os 9stados e o <istrito Eederal manterão es&olas de governo para a $ormação e o aper$eiçoamento dos servidores p-bli&os, &onstituindo-se a parti&ipação nos &ursos um dos requisitos para a promoção na &arreira, $a&ultada, para isso, a &elebração de &onv(nios ou &ontratos entre os entes

12

$ederados2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B G0 Cpli&a-se aos servidores o&upantes de &argo p-bli&o o disposto no art2 M0, I', 'II, 'III, I*, *II, *III, *', *'I, *'II, *'III, *I*, **, **II e ***, podendo a lei estabele&er requisitos di$eren&iados de admissão quando a natureza do &argo o e%igir2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B >0 D membro de Poder, o detentor de mandato eletivo, os Linistros de 9stado e os He&ret#rios 9staduais e Luni&ipais serão remunerados e%&lusivamente por subsídio $i%ado em par&ela -ni&a, vedado o a&r"s&imo de qualquer grati$i&ação, adi&ional, abono, pr(mio, verba de representação ou outra esp"&ie remunerat)ria, obede&ido, em qualquer &aso, o disposto no art2 GM, * e *I2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B @0 /ei da Pnião, dos 9stados, do <istrito Eederal e dos Luni&ípios poder# estabele&er a relação entre a maior e a menor remuneração dos servidores p-bli&os, obede&ido, em qualquer &aso, o disposto no art2 GM, *I2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B 40 Ds Poderes 9%e&utivo, /egislativo e ;udi&i#rio publi&arão anualmente os valores do subsídio e da remuneração dos &argos e empregos p-bli&os2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B M0 /ei da Pnião, dos 9stados, do <istrito Eederal e dos Luni&ípios dis&iplinar# a apli&ação de re&ursos orçament#rios provenientes da e&onomia &om despesas &orrentes em &ada )rgão, autarquia e $undação, para apli&ação no desenvolvimento de programas de qualidade e produtividade, treinamento e desenvolvimento, modernização, reaparelhamento e ra&ionalização do serviço p-bli&o, in&lusive sob a $orma de adi&ional ou pr(mio de produtividade2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B =0 C remuneração dos servidores p-bli&os organizados em &arreira poder# ser $i%ada nos termos do B >02 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 Art. .+. Cos servidores titulares de &argos e$etivos da Pnião, dos 9stados, do <istrito Eederal e dos Luni&ípios, in&luídas suas autarquias e $undações, " assegurado regime de previd(n&ia de &ar#ter &ontributivo e solid#rio, mediante &ontribuição do respe&tivo ente p-bli&o, dos servidores ativos e inativos e dos pensionistas, observados &rit"rios que preservem o equilíbrio $inan&eiro e atuarial e o disposto neste artigo2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B 50 Ds servidores abrangidos pelo regime de previd(n&ia de que trata este artigo serão aposentados, &al&ulados os seus proventos a partir dos valores $i%ados na $orma dos BB G0 e 5M: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 I - por invalidez permanente, sendo os proventos propor&ionais ao tempo de &ontribuição, e%&eto se de&orrente de a&idente em serviço, mol"stia pro$issional ou doença grave, &ontagiosa ou in&ur#vel, na $orma da lei! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 II - &ompulsoriamente, aos setenta anos de idade, &om proventos propor&ionais ao tempo de &ontribuição! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 III - voluntariamente, desde que &umprido tempo mínimo de dez anos de e$etivo e%er&í&io no serviço p-bli&o e &in&o anos no &argo e$etivo em que se dar# a aposentadoria, observadas as seguintes &ondições: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 a6 sessenta anos de idade e trinta e &in&o de &ontribuição, se homem, e &inqIenta e &in&o anos de idade e trinta de &ontribuição, se mulher! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 b6 sessenta e &in&o anos de idade, se homem, e sessenta anos de idade, se mulher, &om proventos propor&ionais ao tempo de &ontribuição2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 30 - Ds proventos de aposentadoria e as pensões, por o&asião de sua &on&essão, não poderão e%&eder a remuneração do respe&tivo servidor, no &argo e$etivo em que se deu a aposentadoria ou que serviu de re$er(n&ia para a &on&essão da pensão2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B G0 Para o &#l&ulo dos proventos de aposentadoria, por o&asião da sua &on&essão, serão &onsideradas as remunerações utilizadas &omo base para as &ontribuições do servidor aos regimes de previd(n&ia de que tratam este artigo e o art2 3A5, na $orma da lei2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B >0 K vedada a adoção de requisitos e &rit"rios di$eren&iados para a &on&essão de aposentadoria aos abrangidos pelo regime de que trata este artigo, ressalvados, nos termos de$inidos em leis &omplementares, os &asos de servidores: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >M, de 3AA@6

13

I portadores de de$i&i(n&ia! .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >M, de 3AA@6 II que e%erçam atividades de ris&o! .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >M, de 3AA@6 III &u+as atividades se+am e%er&idas sob &ondições espe&iais que pre+udiquem a sa-de ou a integridade $ísi&a2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >M, de 3AA@6 B @0 - Ds requisitos de idade e de tempo de &ontribuição serão reduzidos em &in&o anos, em relação ao disposto no B 50, III, 8a8, para o pro$essor que &omprove e%&lusivamente tempo de e$etivo e%er&í&io das $unções de magist"rio na edu&ação in$antil e no ensino $undamental e m"dio2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 40 - :essalvadas as aposentadorias de&orrentes dos &argos a&umul#veis na $orma desta onstituição, " vedada a per&epção de mais de uma aposentadoria à &onta do regime de previd(n&ia previsto neste artigo2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B M0 /ei dispor# sobre a &on&essão do bene$í&io de pensão por morte, que ser# igual: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 I - ao valor da totalidade dos proventos do servidor $ale&ido, at" o limite m#%imo estabele&ido para os bene$í&ios do regime geral de previd(n&ia so&ial de que trata o art2 3A5, a&res&ido de setenta por &ento da par&ela e%&edente a este limite, &aso aposentado à data do )bito! ou .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 II - ao valor da totalidade da remuneração do servidor no &argo e$etivo em que se deu o $ale&imento, at" o limite m#%imo estabele&ido para os bene$í&ios do regime geral de previd(n&ia so&ial de que trata o art2 3A5, a&res&ido de setenta por &ento da par&ela e%&edente a este limite, &aso em atividade na data do )bito2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B =0 K assegurado o rea+ustamento dos bene$í&ios para preservar-lhes, em &ar#ter permanente, o valor real, &on$orme &rit"rios estabele&idos em lei2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B 10 - D tempo de &ontribuição $ederal, estadual ou muni&ipal ser# &ontado para e$eito de aposentadoria e o tempo de serviço &orrespondente para e$eito de disponibilidade2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 5A - C lei não poder# estabele&er qualquer $orma de &ontagem de tempo de &ontribuição $i&tí&io2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 55 - Cpli&a-se o limite $i%ado no art2 GM, *I, à soma total dos proventos de inatividade, in&lusive quando de&orrentes da a&umulação de &argos ou empregos p-bli&os, bem &omo de outras atividades su+eitas a &ontribuição para o regime geral de previd(n&ia so&ial, e ao montante resultante da adição de proventos de inatividade &om remuneração de &argo a&umul#vel na $orma desta onstituição, &argo em &omissão de&larado em lei de livre nomeação e e%oneração, e de &argo eletivo2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 53 - Cl"m do disposto neste artigo, o regime de previd(n&ia dos servidores p-bli&os titulares de &argo e$etivo observar#, no que &ouber, os requisitos e &rit"rios $i%ados para o regime geral de previd(n&ia so&ial2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 5G - Co servidor o&upante, e%&lusivamente, de &argo em &omissão de&larado em lei de livre nomeação e e%oneração bem &omo de outro &argo tempor#rio ou de emprego p-bli&o, apli&a-se o regime geral de previd(n&ia so&ial2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 5> - C Pnião, os 9stados, o <istrito Eederal e os Luni&ípios, desde que instituam regime de previd(n&ia &omplementar para os seus respe&tivos servidores titulares de &argo e$etivo, poderão $i%ar, para o valor das aposentadorias e pensões a serem &on&edidas pelo regime de que trata este artigo, o limite m#%imo estabele&ido para os bene$í&ios do regime geral de previd(n&ia so&ial de que trata o art2 3A52 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 3A, de 5@J53J1=6 B 5@2 D regime de previd(n&ia &omplementar de que trata o B 5> ser# instituído por lei de ini&iativa do respe&tivo Poder 9%e&utivo, observado o disposto no art2 3A3 e seus par#gra$os, no que &ouber, por interm"dio de entidades $e&hadas de previd(n&ia &omplementar, de natureza p-bli&a, que o$ere&erão aos respe&tivos parti&ipantes planos de bene$í&ios somente na modalidade de &ontribuição de$inida2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B 54 - Homente mediante sua pr"via e e%pressa opção, o disposto nos BB 5> e 5@ poder# ser apli&ado ao servidor que tiver ingressado no serviço p-bli&o at" a data da publi&ação do ato de instituição do

14

&orrespondente regime de previd(n&ia &omplementar2 .In&luído pela 9menda 5@J53J1=6

onstitu&ional n0 3A, de

B 5M2 Todos os valores de remuneração &onsiderados para o &#l&ulo do bene$í&io previsto no B GQ serão devidamente atualizados, na $orma da lei2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B 5=2 In&idir# &ontribuição sobre os proventos de aposentadorias e pensões &on&edidas pelo regime de que trata este artigo que superem o limite m#%imo estabele&ido para os bene$í&ios do regime geral de previd(n&ia so&ial de que trata o art2 3A5, &om per&entual igual ao estabele&ido para os servidores titulares de &argos e$etivos2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B 512 D servidor de que trata este artigo que tenha &ompletado as e%ig(n&ias para aposentadoria volunt#ria estabele&idas no B 50, III, a, e que opte por permane&er em atividade $ar# +us a um abono de perman(n&ia equivalente ao valor da sua &ontribuição previden&i#ria at" &ompletar as e%ig(n&ias para aposentadoria &ompuls)ria &ontidas no B 50, II2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B 3A2 Ei&a vedada a e%ist(n&ia de mais de um regime pr)prio de previd(n&ia so&ial para os servidores titulares de &argos e$etivos, e de mais de uma unidade gestora do respe&tivo regime em &ada ente estatal, ressalvado o disposto no art2 5>3, B G0, *2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >5, 5125323AAG6 B 352 C &ontribuição prevista no B 5= deste artigo in&idir# apenas sobre as par&elas de proventos de aposentadoria e de pensão que superem o dobro do limite m#%imo estabele&ido para os bene$í&ios do regime geral de previd(n&ia so&ial de que trata o art2 3A5 desta onstituição, quando o bene$i&i#rio, na $orma da lei, $or portador de doença in&apa&itante2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >M, de 3AA@6 Art. .*. Hão est#veis ap)s tr(s anos de e$etivo e%er&í&io os servidores nomeados para &argo de provimento e$etivo em virtude de &on&urso p-bli&o2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B 50 D servidor p-bli&o est#vel s) perder# o &argo: .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 I - em virtude de sentença +udi&ial transitada em +ulgado! .In&luído pela 9menda 511=6 onstitu&ional n0 51, de

II - mediante pro&esso administrativo em que lhe se+a assegurada ampla de$esa! .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 III - mediante pro&edimento de avaliação peri)di&a de desempenho, na $orma de lei &omplementar, assegurada ampla de$esa2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B 30 Invalidada por sentença +udi&ial a demissão do servidor est#vel, ser# ele reintegrado, e o eventual o&upante da vaga, se est#vel, re&onduzido ao &argo de origem, sem direito a indenização, aproveitado em outro &argo ou posto em disponibilidade &om remuneração propor&ional ao tempo de serviço2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B G0 9%tinto o &argo ou de&larada a sua desne&essidade, o servidor est#vel $i&ar# em disponibilidade, &om remuneração propor&ional ao tempo de serviço, at" seu adequado aproveitamento em outro &argo2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B >0 omo &ondição para a aquisição da estabilidade, " obrigat)ria a avaliação espe&ial de desempenho por &omissão instituída para essa $inalidade2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6

TÍTULO IV Da Or$ani/a01o dos Poderes

CAPÍTULO IV DAS FUN37ES ESSENCIAIS = >USTI3A Se01o I DO 2INIST?RIO P56LICO

Art. *,". D Linist"rio P-bli&o " instituição permanente, essen&ial à $unção +urisdi&ional do 9stado,

15

in&umbindo-lhe a de$esa da ordem +urídi&a, do regime demo&r#ti&o e dos interesses so&iais e individuais indisponíveis2 B 50 - Hão prin&ípios institu&ionais do Linist"rio P-bli&o a unidade, a indivisibilidade e a independ(n&ia $un&ional2 B 30 Co Linist"rio P-bli&o " assegurada autonomia $un&ional e administrativa, podendo, observado o disposto no art2 541, propor ao Poder /egislativo a &riação e e%tinção de seus &argos e serviços au%iliares, provendo-os por &on&urso p-bli&o de provas ou de provas e títulos, a políti&a remunerat)ria e os planos de &arreira! a lei dispor# sobre sua organização e $un&ionamento2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 B G0 - D Linist"rio P-bli&o elaborar# sua proposta orçament#ria dentro dos limites estabele&idos na lei de diretrizes orçament#rias2 B >0 He o Linist"rio P-bli&o não en&aminhar a respe&tiva proposta orçament#ria dentro do prazo estabele&ido na lei de diretrizes orçament#rias, o Poder 9%e&utivo &onsiderar#, para $ins de &onsolidação da proposta orçament#ria anual, os valores aprovados na lei orçament#ria vigente, a+ustados de a&ordo &om os limites estipulados na $orma do B G02 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 B @0 He a proposta orçament#ria de que trata este artigo $or en&aminhada em desa&ordo &om os limites estipulados na $orma do B G0, o Poder 9%e&utivo pro&eder# aos a+ustes ne&ess#rios para $ins de &onsolidação da proposta orçament#ria anual2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 B 40 <urante a e%e&ução orçament#ria do e%er&í&io, não poder# haver a realização de despesas ou a assunção de obrigações que e%trapolem os limites estabele&idos na lei de diretrizes orçament#rias, e%&eto se previamente autorizadas, mediante a abertura de &r"ditos suplementares ou espe&iais2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 Art. *,(. D Linist"rio P-bli&o abrange: I - o Linist"rio P-bli&o da Pnião, que &ompreende: a6 o Linist"rio P-bli&o Eederal! b6 o Linist"rio P-bli&o do Trabalho! &6 o Linist"rio P-bli&o Lilitar! d6 o Linist"rio P-bli&o do <istrito Eederal e Territ)rios! II - os Linist"rios P-bli&os dos 9stados2 B 50 - D Linist"rio P-bli&o da Pnião tem por &he$e o Pro&urador-Oeral da :ep-bli&a, nomeado pelo Presidente da :ep-bli&a dentre integrantes da &arreira, maiores de trinta e &in&o anos, ap)s a aprovação de seu nome pela maioria absoluta dos membros do Henado Eederal, para mandato de dois anos, permitida a re&ondução2 B 30 - C destituição do Pro&urador-Oeral da :ep-bli&a, por ini&iativa do Presidente da :ep-bli&a, dever# ser pre&edida de autorização da maioria absoluta do Henado Eederal2 B G0 - Ds Linist"rios P-bli&os dos 9stados e o do <istrito Eederal e Territ)rios $ormarão lista trípli&e dentre integrantes da &arreira, na $orma da lei respe&tiva, para es&olha de seu Pro&urador-Oeral, que ser# nomeado pelo he$e do Poder 9%e&utivo, para mandato de dois anos, permitida uma re&ondução2 B >0 - Ds Pro&uradores-Oerais nos 9stados e no <istrito Eederal e Territ)rios poderão ser destituídos por deliberação da maioria absoluta do Poder /egislativo, na $orma da lei &omplementar respe&tiva2 B @0 - /eis &omplementares da Pnião e dos 9stados, &u+a ini&iativa " $a&ultada aos respe&tivos Pro&uradores-Oerais, estabele&erão a organização, as atribuições e o estatuto de &ada Linist"rio P-bli&o, observadas, relativamente a seus membros: I - as seguintes garantias: a6 vitali&iedade, ap)s dois anos de e%er&í&io, não podendo perder o &argo senão por sentença +udi&ial transitada em +ulgado! b6 inamovibilidade, salvo por motivo de interesse p-bli&o, mediante de&isão do )rgão &olegiado &ompetente do Linist"rio P-bli&o, pelo voto da maioria absoluta de seus membros, assegurada ampla de$esa! .:edação

16

dada pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 &6 irredutibilidade de subsídio, $i%ado na $orma do art2 G1, B >0, e ressalvado o disposto nos arts2 GM, * e *I, 5@A, II, 5@G, III, 5@G, B 30, I! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 51, de 511=6 II - as seguintes vedações: a6 re&eber, a qualquer título e sob qualquer prete%to, honor#rios, per&entagens ou &ustas pro&essuais! b6 e%er&er a advo&a&ia! &6 parti&ipar de so&iedade &omer&ial, na $orma da lei! d6 e%er&er, ainda que em disponibilidade, qualquer outra $unção p-bli&a, salvo uma de magist"rio! e6 e%er&er atividade políti&o-partid#ria! .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 $6 re&eber, a qualquer título ou prete%to, au%ílios ou &ontribuições de pessoas $ísi&as, entidades p-bli&as ou privadas, ressalvadas as e%&eções previstas em lei2 .In&luída pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 B 40 Cpli&a-se aos membros do Linist"rio P-bli&o o disposto no art2 1@, par#gra$o -ni&o, '2 .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 Art. *,). Hão $unções institu&ionais do Linist"rio P-bli&o: I - promover, privativamente, a ação penal p-bli&a, na $orma da lei! II - zelar pelo e$etivo respeito dos Poderes P-bli&os e dos serviços de relev7n&ia p-bli&a aos direitos assegurados nesta onstituição, promovendo as medidas ne&ess#rias a sua garantia! III - promover o inqu"rito &ivil e a ação &ivil p-bli&a, para a proteção do patrim,nio p-bli&o e so&ial, do meio ambiente e de outros interesses di$usos e &oletivos! I' - promover a ação de in&onstitu&ionalidade ou representação para $ins de intervenção da Pnião e dos 9stados, nos &asos previstos nesta onstituição! ' - de$ender +udi&ialmente os direitos e interesses das populações indígenas! 'I - e%pedir noti$i&ações nos pro&edimentos administrativos de sua &ompet(n&ia, requisitando in$ormações e do&umentos para instruí-los, na $orma da lei &omplementar respe&tiva! 'II - e%er&er o &ontrole e%terno da atividade poli&ial, na $orma da lei &omplementar men&ionada no artigo anterior! 'III - requisitar dilig(n&ias investigat)rias e a instauração de inqu"rito poli&ial, indi&ados os $undamentos +urídi&os de suas mani$estações pro&essuais! I* - e%er&er outras $unções que lhe $orem &on$eridas, desde que &ompatíveis &om sua $inalidade, sendo-lhe vedada a representação +udi&ial e a &onsultoria +urídi&a de entidades p-bli&as2 B 50 - C legitimação do Linist"rio P-bli&o para as ações &ivis previstas neste artigo não impede a de ter&eiros, nas mesmas hip)teses, segundo o disposto nesta onstituição e na lei2 B 30 Cs $unções do Linist"rio P-bli&o s) podem ser e%er&idas por integrantes da &arreira, que deverão residir na &omar&a da respe&tiva lotação, salvo autorização do &he$e da instituição2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 B G0 D ingresso na &arreira do Linist"rio P-bli&o $ar-se-# mediante &on&urso p-bli&o de provas e títulos, assegurada a parti&ipação da Drdem dos Cdvogados do Frasil em sua realização, e%igindo-se do ba&harel em direito, no mínimo, tr(s anos de atividade +urídi&a e observando-se, nas nomeações, a ordem de &lassi$i&ação2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 B >0 Cpli&a-se ao Linist"rio P-bli&o, no que &ouber, o disposto no art2 1G2 .:edação dada pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 B @0 C distribuição de pro&essos no Linist"rio P-bli&o ser# imediata2 .In&luído pela 9menda n0 >@, de 3AA>6 Crt2 5GA2 Cos membros do Linist"rio P-bli&o +unto aos Tribunais de seção pertinentes a direitos, vedações e $orma de investidura2 onstitu&ional

ontas apli&am-se as disposições desta

17

Crt2 5GA-C2 D onselho ?a&ional do Linist"rio P-bli&o &ompõe-se de quatorze membros nomeados pelo Presidente da :ep-bli&a, depois de aprovada a es&olha pela maioria absoluta do Henado Eederal, para um mandato de dois anos, admitida uma re&ondução, sendo: .In&luído pela 9menda onstitu&ional n0 >@, de 3AA>6 I o Pro&urador-Oeral da :ep-bli&a, que o preside! II quatro membros do Linist"rio P-bli&o da Pnião, assegurada a representação de &ada uma de suas &arreiras! III tr(s membros do Linist"rio P-bli&o dos 9stados! I' dois +uízes, indi&ados um pelo Hupremo Tribunal Eederal e outro pelo Huperior Tribunal de ;ustiça! ' dois advogados, indi&ados pelo onselho Eederal da Drdem dos Cdvogados do Frasil! 'I dois &idadãos de not#vel saber +urídi&o e reputação ilibada, indi&ados um pela 7mara dos <eputados e outro pelo Henado Eederal2 B 50 Ds membros do onselho oriundos do Linist"rio P-bli&o serão indi&ados pelos respe&tivos Linist"rios P-bli&os, na $orma da lei2 B 30 ompete ao onselho ?a&ional do Linist"rio P-bli&o o &ontrole da atuação administrativa e $inan&eira do Linist"rio P-bli&o e do &umprimento dos deveres $un&ionais de seus membros, &abendolhe: I zelar pela autonomia $un&ional e administrativa do Linist"rio P-bli&o, podendo e%pedir atos regulamentares, no 7mbito de sua &ompet(n&ia, ou re&omendar provid(n&ias! II zelar pela observ7n&ia do art2 GM e apre&iar, de o$í&io ou mediante provo&ação, a legalidade dos atos administrativos prati&ados por membros ou )rgãos do Linist"rio P-bli&o da Pnião e dos 9stados, podendo des&onstituí-los, rev(-los ou $i%ar prazo para que se adotem as provid(n&ias ne&ess#rias ao e%ato &umprimento da lei, sem pre+uízo da &ompet(n&ia dos Tribunais de ontas! III re&eber e &onhe&er das re&lamações &ontra membros ou )rgãos do Linist"rio P-bli&o da Pnião ou dos 9stados, in&lusive &ontra seus serviços au%iliares, sem pre+uízo da &ompet(n&ia dis&iplinar e &orrei&ional da instituição, podendo avo&ar pro&essos dis&iplinares em &urso, determinar a remoção, a disponibilidade ou a aposentadoria &om subsídios ou proventos propor&ionais ao tempo de serviço e apli&ar outras sanções administrativas, assegurada ampla de$esa! I' rever, de o$í&io ou mediante provo&ação, os pro&essos dis&iplinares de membros do Linist"rio P-bli&o da Pnião ou dos 9stados +ulgados h# menos de um ano! ' elaborar relat)rio anual, propondo as provid(n&ias que +ulgar ne&ess#rias sobre a situação do Linist"rio P-bli&o no País e as atividades do onselho, o qual deve integrar a mensagem prevista no art2 =>, *I2 B G0 D onselho es&olher#, em votação se&reta, um orregedor na&ional, dentre os membros do Linist"rio P-bli&o que o integram, vedada a re&ondução, &ompetindo-lhe, al"m das atribuições que lhe $orem &on$eridas pela lei, as seguintes: I re&eber re&lamações e den-n&ias, de qualquer interessado, relativas aos membros do Linist"rio P-bli&o e dos seus serviços au%iliares! II e%er&er $unções e%e&utivas do onselho, de inspeção e &orreição geral! III requisitar e designar membros do Linist"rio P-bli&o, delegando-lhes atribuições, e requisitar servidores de )rgãos do Linist"rio P-bli&o2 B >0 D Presidente do onselho Eederal da Drdem dos Cdvogados do Frasil o$i&iar# +unto ao onselho2 B @0 /eis da Pnião e dos 9stados &riarão ouvidorias do Linist"rio P-bli&o, &ompetentes para re&eber re&lamações e den-n&ias de qualquer interessado &ontra membros ou )rgãos do Linist"rio P-bli&o, in&lusive &ontra seus serviços au%iliares, representando diretamente ao onselho ?a&ional do Linist"rio P-bli&o2

18