Margarida Russiano 12ºD2

1. Socialização
Processo de Socialização Socialização: O que é? O comportamento humano tem pouco de instintivo e aprende-se. Entenda-se por socialização a dinâmica da transmissão de cultura, o processo pelo qual os homens aprendem as regras e as praticas dos grupos sociais. A socialização é um dos aspectos de toda e qualquer actividade em sociedade humana. Em suma: A socialização é um processo dinâmico de transmissão cultural; e a socialização adquire-se participando na sociedade. A adequação de comportamentos, resulta a interiorização que cada um faz das normas e valores do grupo, através de um processo de aprendizagem denominada socialização. Socialização e integração social A interiorização dos modelos de comportamento ocorre durante o processo de socialização faz agir de acordo com esses padrões interiorizados e caracterizadores dos grupos. Todavia, a interiorização daqueles modelos de comportamento, conforme as normas e os valores do grupo, não obriga ao seu efectivo cumprimento. O nosso comportamento, ainda que livre, é limitado e constrangidos pelos limites impostos pelo grupo. A socialização surge, como um processo de integração que motiva o desenvolvimento da cooperação e da solidariedade entre os membros do grupo, permitindo a sobrevivência do próprio grupo. Mecanismos de Socialização: A aprendizagem consiste na interiorização das normas e modelos de comportamentos, através de tentativas, erros e repetições do que é considerado padrão. A Imitação é a cópia de comportamentos observados no grupo em que se vai integrando. A identificação com outra pessoa que se considera próxima e apropriação dos seus comportamentos. Agentes da Socialização A nossa integração em grupos exige que assimilemos novas regras e padrões no sentido de agirmos de maneira certa. A socialização é um processo dinâmico e permanente de transmissão de cultura. Principais agentes da Socialização Família (Novas famílias – nuclear, menos tempo para relações interpessoais); Escola; Meios de comunicação (massificação, desenvolvimento, globalização)

Sociologia (Processo permanente de aprendizagem com vista à integração do individua da sociedade)
Características: Processo Global, Interactivo, contínuo e dinâmico Primária: Processo por meio do qual a criança se transforma em membro participante da sociedade; Secundária: Processos Posteriores por meio dos quais o individuo faz aprendizagem de novos papeis. Etapas: Infância; Juventude/adolescência; maturidade ou idade Adulta Agentes: Família, Escola, amigos, Meios de Comunicação social; Outras instituições.

 Grupos de Pertença Conforme o individuo pertença ou não ao grupo . conhecer essas expectativas e interacções é conhecer os papéis que todos desempenhamos. também em relação à responsabilidade das consequências das suas acções que os modelos sociais impõem. desempenham papeis sociais que correspondem ao que a sociedade espera deles e. A unidade mais pequena de observação social não é o indivíduo. que modelos de comportamento são defendidos e quais os elementos culturais próprios. portanto. A vida em sociedade é constituída por um “representar” permanente. costumes. Tipos de Grupo Segundo o critério funcional podemos encontrar tantos grupos quantas as funções consideradas. em que os indivíduos. podendo-se falar de “estudo de relação”. As interacções são recíprocas que resultam de um jogo de expectativas mútuas. O estudo dessas interacções é de extrema importância para a Sociologia porque elas dão-nos a conhecer. Empresa. temos que identificar o objectivo que levou as pessoas a criar esse grupo. cada um deles pauta o seu comportamento em função do seu interlocutor. mas o relacionamento que ele estabelece com outro – a interacção social entre os dois indivíduos. informal. Quanto ao tipo de relacionamento existente no grupo podemos encontrar os grupos primários e os grupos secundários. uma empresa ou um bairro residencial. sentimental. por exemplo. È a família ou o grupo de amigos.Interacções sociais são um conjunto de relações recíprocas entre pelo menos. Mais uma vez. como é o caso da família. Interacção Social . Interacção Social Noção de Interacção Social A Sociologia estuda a realidade social. de que a Empresa ou Escola são exemplos. temos outros casos em que se verificam situações formais de interacção social. impessoal. Grupo será então um conjunto de interacções formais estruturadas e continuas entre agentes sócias que desempenham papéis específicos. etc. mas a multiplicidade de interacções dos sujeitos humanos. Para podermos afirmar que estamos na presença de uma estrutura. verifica-se apenas uma vaga percepção de que se passou por mais uma pessoa e dessa situação não há mais consequências. Papeis Sociais e Expectativas E No relacionamento que os indivíduos estabelecem.  Grupo Secundário . Igreja. os actores sociais. não temos uma situação formal de interacção. No entanto. temos um grupo. afinal. Papéis sociais correspondem. próximo. como funciona uma sociedade. Concludentemente: É UM JOGO DE ESPECTATIVAS MUTUAS Situações formais e não formais A Sociologia estuda a acção Social. forma de organização. é conhecer a sociedade em questão.  Grupo Primário. distante e os objectivos que levaram à constituição do grupo são de carácter utilitarista. ou família são exemplos de grupos encontrados a partir de função específica de cada grupo. isto é o comportamento social decorrente da vida que os indivíduos organizam em conjunto. Assim a sociedade não é o conjunto dos indivíduos que a constituem. quais as suas instituições.2. confirme os grupos sociais em que está inserido. a expectativas sociais. De um simples olhar fortuito (que é a forma elementar de relação entre duas pessoas). é aquele em que o relacionamento entre os seus membros é afectivo. quais os papeis sociais existentes e respectivos estatutos. Grupos Quando se verificam determinadas situações formais de interacções sociais.Quando o relacionamento é formal. quais os valores dominantes no grupo. ou seja as interacções decorrentes das múltiplas actividades desenvolvidas pelos indivíduos no seu quotidiano. Então as interacções sociais correspondem aos papéis que todos esperam que o indivíduo desempenha na acção social. dois indivíduos e resultam de um conjunto de expectativas mútuas em relação ao comportamento dos seus interlocutores.

ou seja. A partir destes comportamentos exteriores ao indivíduo. chamamos relações inter-subjectivas ou recíprocas. podemos afirmar que as correspondem aos comportamentos que a s sociedade espera dos indivíduos. pois estabelecem uma certa ordem no quotidiano – ordem social. tornando menos conflituosa a vida colectiva. Consequentemente.  Estatutos atribuídos correspondem a posições sociais que os indivíduos têm sem desenvolverem esforço para as alcançarem. de identidade colectiva traduz-se na uniformização das condutas sociais. de acordo com a função que desempenhamos. . Em suma: A adesão aos valores e normas socialmente aceites traduz uma situação de conformidade social. Multidão: Não há comunicações entre os seus elementos. ao identificarmos os comportamentos que ela impõe aos seus membros. poderemos caracterizar uma sociedade.  Múltiplos papeis e conjunto de Papeis Estatuto Social Se definirmos os papeis sociais como conjuntos de comportamentos que a sociedade espera de cada um de nós. dos modelos de conduta e dos valores e permite que todos sintam que pertencem à colectividade. A Sociologia interessa-se pelo estudo científico das interacções sociais resultantes do desempenho de papéis e estatutos da acção dos indivíduos enquanto membros de grupos sociais. torna a vida a colectiva. na conformidade social. de acordo com o papel social desempenhado. A vida social é possível. Exemplos: Indivíduos que esperam o autocarro Indivíduos que foram ás compras num supermercado. A este jogo de expectativas mútuas que se estabelece entre indivíduos.Grupos de Referencia são grupos a que os indivíduos aspiram pertencer. O cumprimento das normas de conduta de comportamento pela generalidade das pessoas estabelece uma certa ordem na vida social. Este sentimento de pertença. os indivíduos socializam-se por antecipação. mas há uma motivação que leva cada individuo a reunirse com os outros. enquanto que nas sociedade modernas. 3. Existem estatutos atribuídos e estatutos adquiridos. Ex: Ser advogado. Agregados Compactos: A densidade populacional é grande e as reuniões são temporárias. Para a sua admissão nesses grupos. ser casado ou ser pai corresponde a estatutos adquiridos Nas sociedades tradicionais predominam os estatutos atribuídos. aceites pela generalidade das pessoas. A vida em sociedade exige que os seus membros orientem a sua conduta de acordo com as normas vigentes. predominam os estatutos adquiridos. Conformidade ás normas A adaptação dos indivíduos ao meio social é realizada através da partilha das normas. Interacção Social – jogo de papéis e estatutos O Homem é um ser social. então poderemos definir estatuto social como o conjunto dos comportamentos que cada um de nós espera da sociedade. dada a integração dos indivíduos que sabem o que a sociedade espera deles. Ex: Ser cigano ou ser rico por herança corresponde a estatutos atribuídos  Já os estatutos adquiridos correspondem a algum esforço para os alcançar. tendo em conta os seus papéis e respectivos estatutos. Ordem Social e Controlo Social Ordem Social: A existência de normas de comportamento.

ou seja. A absorção dos valores e das normas da sociedade (socialização) leva as pessoas a desempenharem voluntariamente os seus papeis sociais da maneira esperada. não sendo de estranhar que qualquer tendência desviante seja sentida pela sociedade como uma ameaça à ordem social. na medida em que as pessoas comporta-se de acordo com as normas socialmente aceites. Tipos de Sanções Quanto á sua finalidade: . largamente aceites pela sociedade e que definem formas de alcançar determinados objectivos.Sanções Formais Ex: Multa.Controlo Social Da convivência entre os indivíduos resultam modelos gerais de comportamento colectivamente aceites. não tendo percepção de que estão a agir em conformidade com a norma. da pressão social e das sanções. Ex: A empresa é uma constituição. o namoro é uma instituição social na medida em que é aceite pela sociedade como forma de dois indivíduos se conhecerem melhor antes de constituírem família.Sanções Negativas Ex: Critica Quanto á forma como são organizadas: . é uma sociedade institucionalizada. título ou medalha Em suma: O controlo Social é efectuado através da socialização. Instituições Sociais Noção de Instituição Social Uma sociedade em que se verifique o estabelecimento de normas socialmente aceites e o desenvolvimento de procedimentos comuns. Do mesmo modo. 4. pois é a forma encontrada pela sociedade e aceite por todos os membros para produzir os bens e os serviços de que a população carece. Assim. O indivíduo. criando empregos e distribuindo o rendimento. a fim de manter a ordem social e evitar determinados comportamentos. seja por um acto consciente da vontade ou meramente. desejando ser aceite no grupo ou comunidade. relativamente aos comportamentos dos indivíduos. por hábito ou tradição.Sanções Positivas Ex: Elogio .  Controlo Social através de Sanções As sanções constituem em medida tomadas pela sociedade. prevenindo comportamentos desviantes. por hábito ou costume. o grupo exerce um certo controlo social sobre os seus membros. Em suma: uma instituição é um conjunto de procedimentos comuns (maneiras de pensar. necessários à satisfação das suas necessidades básicas. agir e sentir). é uma sociedade onde os grupos e os indivíduos desenvolvem as suas actividades e prosseguem os seus fins segundo normas e os costumes vigentes. A sociedade utiliza determinados meios do processo que levam os indivíduos a adoptar os comportamentos socialmente aceites – o chamado controlo social.Sanções Informais Ex: Troça. Principais Mecanismos de controlo Social  Controlo Social através da Socialização o meio mais eficaz de controlo social reside na socialização. resultando no comportamento social aceite originando a Ordem Social. . de forma a assegurar o cumprimento das normas sociais.  Controlo Social por pressão social A necessidade de aceitação na sociedade leva as pessoas a adoptarem os comportamentos do grupo ou da comunidade. tem uma conduta em conformidade com os valores e normas socialmente aceites. recompensa . que resulta na submissão das normas da colectividade (Normas Sociais). Em todas as sociedade são desenvolvidos sanções positivas e negativas que estimulam os seus membros a comportar-se de acordo com o que o grupo espera deles.

o processo de socialização realizado pelas instituições leva os indivíduos a aceitarem e a cumprirem os papéis sociais que lhe foram atribuídos. Para assegurar a reprodução social. È através da socialização que nos tornamos iguais e somos socialmente aceites. . Definição clássica do conceito sociológico de instituição: um conjunto de práticas sociais pré-estabelecidas. Outra função da escola é preservar a cultura da sociedade.  Procedimentos comuns  Normas e sanções sociais  Os papéis sociais  As relações Sociais  Símbolos Culturais 5. contribuindo para a sua reprodução. A socialização e Reprodução Social É através da interiorização gradual das normas e valores do grupo que o indivíduo é aceite como membro. que no seu conjunto. formam o sistema de relações sociais onde se inscreve a vida da família. Reprodução e Mudança Social Instituições e Reprodução Social As instituições sociais.  Instituição Escola: A principal função da escola é preparar os indivíduos para o desempenho de papéis profissionais. o governo. A grande maioria desses papéis requer um nível de instrução básico a nível de diversas aptidões. São concepções gerais do bem. cuja transmissão se faz. realizado pelas instituições sociais. Assim. normas e sanções sociais. a sociedade utiliza as instituições sociais que. ou por processos de aprendizagem contribuem para a manutenção e aceitação social da ordem social. pela coação psicológica. Na verdade. constitui o processo mais eficaz de reprodução. casamento) e uma rede de papei sócias (noivos. a escola e os meios de comunicação social. bebé). procedimentos comuns. Necessidades sociais de base É por existirem necessidades na base das instituições que estas se constituíram.  Valores Sociais Comuns: dão á sociedade coesão social. necessárias ao desenrolar da vida social. Um eficaz processo de socialização. com iguais direitos e deveres. transmitindo-a de geração em geração (um governo dos mortos sobre os vivos) Elementos das instituições Sociais Papeis Sociais. Valores sociais comuns. é um factor indispensável à aceitação das normas e valores do grupo. a escola. A família. ou os meios de comunicação social constituem instituições básicas (nomeadamente a segurança) nas sociedades modernas. Um conjunto de comportamentos e modelos culturais herdados (um governo dos mortos sobre os vivos)  Instituição família: A família implica um conjunto de valores comuns (partilha de bens e amor entre os cônjuges). a cargo das instituições sociais como a família. existe para dar resposta às necessidades de formação dos jovens. a escola. impõem-se aos indivíduos sob a forma de comportamentos padronizados. são estruturas sociais relativamente permanentes. pela repressão física. A transmissão dos valores e das normas sociais. a maior parte das vezes traves da socialização. ao incorporarem comportamentos padronizados e previsíveis. a religião. previsíveis e rotineiros. um conjunto de procedimentos comuns (namoro.Algumas instituições As instituições enquanto maneiras de pensar e de agir comuns.

Numa palavra. Características da Mudança Social A mudança Social deve ser entendia como um fenómeno estrutural e colectivo.  Os meios de comunicação social. dos modos de pensar e agir da sociedade. pela influência que detêm na sociedade. com particular destaque para a televisão. através da divulgação das maneiras de pensar e de agir numa determinada sociedade. na medida em que impede ou dificulta que os indivíduos actuem de forma diferente da esperada. Se as inovações e as suas consequências colidirem com as normas. constituem importantes agentes modeladores das condutas socialmente aceites. as alterações ambientais. facilitando a aceitação das novas situações sociais – São designados por elites. assim. uma vez que se hesita sempre em adoptar aquilo que se desconhece. podem orientar os comportamentos dos restantes membros da comunidade. a estrutura ou o funcionamento da organização social de uma dada colectividade e modifica o curso da História Exemplos de mudança: as revoluções. por tal actuação ser “anormal”. Exemplos de Mudanças Sociais  A instituição familiar contribui para a reprodução social através do processo de socialização transmitindo á crianças os valores dominantes e ensinando-lhe os papeis que deverá desempenhar como futuro adulto. como um padrão comportamental de referência para os membros de colectividade. como escritores. são eles próprios. Na verdade. êxodo rural. desportistas. elas depararão com uma forte resistência. como um fenómeno não efémero na medida em que os seus efeitos são duradouros e como um fenómeno identificável no tempo e no espaço uma vez que as alterações sociais dão-se num certo período de vida de uma dada colectividade. A cultura transmitida a cada geração nunca é a cultura que a geração presente herdou. pois verifica-se uma alteração profunda nas estruturas e no modo de organização e funcionamento de uma colectividade. a manutenção da ordem social estabelecida.A Socialização adquire o estatuto de “controlo social”. conflitos sociais. Certos indivíduos. . Socialização  Aprendizagem do modelo de funcionamento da sociedade  Reprodução Social Noção de mudança Social As instituições. ao constituírem estruturas sociais relativamente permanentes. que afecta. artistas. Factores responsáveis pela mudança: guerras. Resistência e Aceitação da Mudança O processo de mudança terá maiores probabilidades de êxito se as suas vantagens forem facilmente comprovadas. pelo carisma que possuem e influência que têm na opinião pública. contribuem para a aceitação e maior rapidez do processo de mudança. processo este que constitui a forma mais eficaz de reprodução social. as novas tecnologias de informação e comunicação. assegurando. As instituições sociais constituem-se. factores intrínsecos ao processo de mudança.As Elites Certos indivíduos e grupos têm um papel decisivo no processo de mudança. pois. de uma maneira que não seja provisória ou efémera. Em suma: A mudança social é toda transformação observável no tempo.   Agentes de Mudança . de uma forma voluntária e até inconsciente. poluição. os valores e as tradições da colectividade. a transmissão e interiorização dos valores das normas a cargo das instituições sociais leva os indivíduos a aceitarem e cumprirem os papéis sociais que lhe foram atribuídos. contribuem para a reprodução dos valores. toda a sociedade produz uma cultura e identifica-se com ela.

A mecanização. que as elites têm um papel determinante no processo de adesão à mudança exactamente por apresentarem capacidade para influenciar decisões. o factor condicionante da aceitação da mudança. coloca em risco a segurança e estabilidade de empregos dos trabalhadores. Os custos sociais são. a automação e informatização foram processos nem sempre bem recebidos. pois á primeira vista. . É neste sentido.A aceitação da mudança dependerá do facto de poder pôr em risco os valores e praticas sócias.