LIMITAÇÃO AO PODER DE TRIBUTAR Artigo 150 – C.F.

Lei do ICMS – 87/96 Lei do ISS – 116/03 1) Definição Limitação ao poder de tributar consiste em instrumentos que limitam a competência tributária do fisco, ou seja, delimita o poder tributário de : criar e arrecadar tributos. Artigo 150 – C.F. Os instrumentos limitadores são veiculados pela Constituição Federal, através de seus incisos e por leis infraconstitucionais. Artigo 146 , Inciso III – C.F. Exemplo : CTN, e leis complementares 87/96 e 116/03 O tributo só pode ser criado pelos entes políticos através de Lei. Da mesma forma, o aumento ou a sua diminuição. No entanto, o Presidente da República poderá, como regra de exceção, aumentar ou diminuir as alíquotas do I.I., I.E., IPI, e o IOF, por Decreto. Todavia, o aumento e diminuição destas alíquotas devem respeitar os limites máximos e mínimos indicados pela Lei. Estes tributos são extrafiscais, vez que, não visam tão somente a criação de receitas, e sim a de controlar o interesse público. Exemplo: Balança comercial do país. Artigo 153, parágrafo 1º. – C.F. Em direito tributário, se tributa, via de regra, o patrimônio do contribuinte, por esse motivo é vedado aos entes políticos tratar contribuintes com desigualdade. Artigo 150, Inciso II – C.F. Exemplo : Alíquota progressiva do Imposto de Renda, que iguala os iguais e desiguala os desiguais. Observação a) Para diminuir, ou extinguir impostos somente através de lei. Artigo 5º. Inciso II – CF b) O Imposto de importação, Imposto de exportação, Imposto sobre produtos industrializados e Imposto sobre operações financeiras, podem ser reduzidos ou aumentados por Decreto do Presidente da República, pois são tributos extrafiscais. Exceção : Princípio da legalidade. Artigo 153, parágrafo 1º. – C.F. 2) Instrumentos limitadores Constituição Federal – Artigo 146 , Inciso III – Princípios constitucionais Princípios infraconstitucionais. 3) Princípios e definição 4) Principais princípios tributários a) Legalidade Artigo 150 , Inciso I – C.F. Art. 150. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios: I - exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça;

instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente. Inciso III . no que se refere a previsibilidade do contribuinte decorrente de ato ilícito.2003) d) Anterioridade Anual Artigo 150 .F. protegendo. o Distrito Federal e os Municípios poderão instituir os seguintes tributos: § 1º . 150.utilizar tributo com efeito de confisco. os impostos terão caráter pessoal e serão graduados segundo a capacidade econômica do contribuinte. b) no mesmo exercício financeiro em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou. Inciso III. títulos ou direitos. 150.T.12. alínea “b” . de 19.F. observado o disposto na alínea b. Inciso II – C. é vedado à União. lei aplica-se a fatos jurídicos futuros. Inciso III. parágrafo 1º – C. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte. identificar.F. ao Distrito Federal e aos Municípios: III . (Incluído pela Emenda Constitucional nº 42.F. Artigo 150.F.N. especialmente para conferir efetividade a esses objetivos. respeitados os . independentemente da denominação jurídica dos rendimentos.– C. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte. e) Não confisco Art. alínea “a” – C. Art. ao Distrito Federal e aos Municípios: II . Contudo a Lei tributária. aos Estados. ao Distrito Federal e aos Municípios: IV . A União. Art. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte.Sempre que possível. c) antes de decorridos noventa dias da data em que haja sido publicada a lei que os instituiu ou aumentou. Ato jurídico perfeito. Exceção – Artigo 106 – CTN O princípio da irretroabilidade veda a aplicação da lei tributária aos fatos pretéritos.b) Igualdade Isonomia Artigo 150 . vez que. Nonagesimal Artigo 150 .F. 150. 145. assim o ato jurídico perfeito. aos Estados. os Estados. facultado à administração tributária. é vedado à União. alínea “a” – C. proibida qualquer distinção em razão de ocupação profissional ou função por eles exercida. pode retroagir aos fatos pretéritos. f) Capacidade contributiva Artigo 145 . a coisa julgada e o direito adquirido. cominada com o Artigo 106 – C. c) Irretroatividade Artigo 150 . é vedado à União. Art.cobrar tributos: a) em relação a fatos geradores ocorridos antes do início da vigência da lei que os houver instituído ou aumentado. aos Estados. Inciso III – C.

os rendimentos e as atividades econômicas do contribuinte.direitos individuais e nos termos da lei. o patrimônio. .