UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO

ADM 105 – Dimensões Teóricas e Práticas da Formação Profissional do Administrador

P.E.P.A
Pesquisa da Evolução do Pensamento Administrativo
Cynthia M. de Oliveira - 63866 Marcos Paulo Pinheiro - 638 Raone B. Soares - 63902 Vinicius de S. Moreira - 63860

Viçosa, 7 de maio de 2009

O golpe da maioridade 2.Sumário 1. Transportes: O empresário do Império 4. D. Conclusão e Referências Bibliográficas 1 2 3 4 5 . D. Pedro II e sua relação com a escravidão 5. Contexto Histórico . Pedro II e sua relação com a ciência e tecnologia 3.

Pedro renunciar ao trono. Em 1840. pois fora chamado a Portugal para ocupar a coroa deixada por seu pai e. Pedro II assume seu posto de direito por meio de uma manobra de Estado. O Segundo Reinado configurado na pessoa de Pedro II foi uma época de significativas mudanças nos cenários sociais. conhecida como O Golpe da Maioridade. é de suma importância compreender o tempo de governo do imperador: O Segundo Reinado. situações envolvendo os direitos humanos. possuir apenas cinco anos de idade. . transportes e científico/tecnológico e. o herdeiro à coroa brasileira. Pedro II para a administração. culturais. O período que antecedeu o Segundo Reinado é caracterizado pela descentralização do poder político. Conservadores e Liberais. antes de abordamos estes temas. o qual foi apoiado pelos partidos políticos existentes na época. como. na área social. Trata-se do período Regencial. D. Pedro II. o qual possui destaque nas áreas da administração pública envolvendo setores estratégicos. o qual trouxe uma série de revoltas ameaçando a integridade do território. implantando na recém colônia independente devido aos fatos de: D. podendo ser citado o crescimento e a consolidação da identidade nacional brasileira. Porém.Contexto Histórico – O Golpe da Maioridade O intuito de nosso trabalho é estudar as contribuições de D. econômicos e políticos.

entre as quais o prestigiado Instituto da França. o Instituto Histórico e Geográfico do Brasil. Provavelmente. que tais iniciativas não tinham um segmento social que o apoiasse. entre os quais Nietzsche e Emerson. que o reconheceu com um "um homem de ciências". D. com propósitos de coletar informações científicas. Sua área de competência abriga: o patrimônio científico e tecnológico e seu desenvolvimento. Pioneiro das preocupações ecológicas pode-se citar a ordem que deu. o Museu Paraense. empenhou-se em equipar e reorganizar o atual Observatório Nacional. em 1876. Pedro II. ocasião em que Alexander Graham Bell demonstrou a sua nova invenção: o telefone. Só que. contribuindo para que seus benefícios sejam distribuídos de forma justa a toda a sociedade. diferentemente do caso dos Estados Unidos e da Europa. entretanto. Ministério da Ciência e Tecnologia. Charcot. Também foi amigo e protetor do famoso neurologista Jean Charcot. em 1861. para o replantio com espécies nativas da Mata Atlântica da área da Floresta da Tijuca. tendo auxiliado estas instituições com seus recursos privados. o que fez com que perdessem a continuidade com a sua deposição e somente muito mais tarde se recuperassem. Esteve em contato com personalidades da época. Produção e Aplicação de Novos Materiais e Serviços de Alta Tecnologia. Admirava as pesquisas de Pasteur. além de escritores famosos. em que a corveta Parayba atingiu os arredores do estreito de Drake. tendo inclusive convidado-o para morar no Brasil. o Instituto Agronômico de Campinas. em 1882. Estados Unidos. e particularmente apaixonado pelas inovações cientificas. O ministério visa transformar o setor em componente estratégico do desenvolvimento econômico e social do Brasil. e a coordenação de políticas setoriais. Na ocasião. da Política Nacional de Informática. sem procurar vinculá-las ao aparelho do estado. Não se deve esquecer. Dom Pedro II criou e reformulou escolas e faculdades. como Lewis Carrol. a política de cooperação e intercâmbio concernente a esse patrimônio. um dos maiores astrônomos da época.D. Pedro II esteve na exposição de Filadélfia. inclusive. Desenvolvimento. Pedro II e sua relação com a ciência e tecnologia O MCT. além do já citado observatório astronômico. devastada pelo cultivo de café. para em seguida exclamar: Esta coisa fala! Consta que teve relevante participação na divulgação e no posterior financiamento do invento. D. mantenedor e incentivador de inúmeras instituições científicas no Brasil. Critica-se o imperador pelo fato de seu apoio ter-se dado no plano do mecenato. cujas teorias seriam a base para a psicanálise de Freud. Foi o fundador. que se tornou um destacado centro de pesquisas. com ações pautadas na Constituição Federal. da Política Nacional de Pesquisa. ele citou o clássico de William Shakespeare em Hamlet: Ser ou não ser. o que causou grande protesto da imprensa e de diversos políticos. . Foi o primeiro financista de Louis Pasteur. em 15 de março de 1985. a Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional e a Escola de Minas de Ouro Preto. foi criado pelo Decreto 91. tal atitude não é recente. tendo se encontrado com alguns durante suas viagens ao exterior. homem ilustrado. João VI. Fato pouco conhecido financiou a primeira expedição brasileira à Antártida. Percebemos que no século XIX. Júlio Verne e Victor Hugo.146. desde muito jovem foi sócio-correspondente de dezenas de instituições científicas. esteve no Brasil. entre as quais se destacam. Dada a pequena estrutura educacional herdada da época em que seu avô. Pedro II foi o primeiro brasileiro a usar um telefone. a definição da Política Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação. foi quem assinou seu atestado de óbito. muito antes que o cientista fosse reconhecido na França. Amigo de Camille Flammarion. o Instituto Baiano de Agricultura.

apostando no emprego à tecnologia de ponta. O nível de gerência era contemplado com créditos e apoio logístico para operar os empreendimentos. das transnacionais brasileiras. ou através do apoio financeiro do governo. e os de carga transportam hoje minérios. combustíveis. lançava mão das reservas de sua base de operações: O Banco Mauá e Cia. Mauá também foi conhecido por suas idéias contrarias à escravidão. Em 1957 surgem as primeiras locomotivas a diesel no país. e o arroz). O . tendo sido pioneiro. e divididas por várias empresas. A sua política salarial expressava. História A expansão ferroviária no início do século XX. marcada por uma administração descentralizada. e contato com a mentalidade empresarial britânica. Visão Empresarial de Mauá Convivendo em uma sociedade rural e escravocrata.Com o passar dos anos. fosse através de subscrições. Os seus primeiros passos como empresário foram marcados pela ousadia de projeto. bobinas de aço. com traçados antigos onde correm lentos e enormes trens cargueiros. Ela era a única ferrovia verdadeiramente nacional. toras de madeira. de globalização. foi determinante para a formação do pensamento de Mauá. no país. do multilatelarismo e do Mercosul. Foi percussor da valorização da mão-de-obra. onde a responsabilidade de cada indivíduo na cadeia de comando era valorizada. um investimento nos talentos de seus empregados. do investimento em tecnologia. expresso na Constituição de 1824. produtos agrícolas ( como soja. Em 1996 as ferrovias são privatizadas. o que se ressentiu indiretamente nos seus interesses comerciais. um de seus maiores feitos foi ter empreendido a construção da primeira ferrovia brasileira. Mauá foi se afundando em dividas. o governo federal anuncia a construção do Trem de Alta Velocidade Rio-São Paulo. Transporte ferroviário no Brasil A malha ferroviária do Brasil é obsoleta. o que combinado com a autonomia administrativa e com a participação nos lucros.Transportes: O empresário do Império Barão de Mauá Com a concessão de Dom Pedro II.A Central do Brasil foi um marco importante na história ferroviária brasileira. carvão mineral e demais produtos industrializados e agrícolas. Em complemento. a Estrada de Ferro Mauá. Em toda a sua carreira preocupou-se com a correta gestão de recursos. containeres. O seu estilo liberal de administrar. país acostumado à forte centralização monárquica que o Poder Moderador. o milho. trouxe desenvolvimento econômico e social para inúmeros municípios do interior brasileiro. incentivava os seus colaboradores mais próximos a montar empresas e a fazer negócios por conta própria. havia reafirmado. era personalíssimo para o Brasil. pois sempre que não conseguia recursos. Em 2008. Os serviços de passageiros praticamente acabaram. incluindo o projeto na cartilha do PAC ( Plano de Aceleração do Crescimento) . permitia face à maioria das dificuldades. Foi importantíssima no escoamento de produção das jazidas de minério de ferro de Minas Gerais. já que ligava entre si três principais estados do Brasil. no estado do Rio de Janeiro. o que distanciava das elites políticas do Império. na distribuição de lucros da empresa aos funcionários. em si própria.

Assim. provocando uma onda de crescimento econômico como nunca havia aparecido no Brasil independente. às vezes. personalidade principal deste período. pois se torna muito difícil adquirir mão-de-obra escrava. passaram a adquirir milhares de escravos dos produtores de cana no nordeste.Pedro II. mas por que se estes se tornassem empregados assalariados. que declarava extinta a escravidão no Brasil e que revogava qualquer outra lei que dissesse o contrário. a coroa britânica decidiu reagir. De fato.Pedro II e sua relação com a escravidão O Segundo Reinado foi uma época de grande progresso cultural e industrial. o capitalismo se implantava nas estruturas sócio-econômicos brasileiras. seriam consumidores de seus produtos. Assim. como a gradativa libertação dos escravos negros e o incentivo de imigração para a força de trabalho brasileira. Os britânicos chegavam a invadir águas territoriais e. já que estava passando pela Segunda Revolução Industrial). O Império sentia duras investidas. Progressivamente a mão-de-obra escrava negra foi perdendo espaço para o trabalho assalariado imigrante nas lavouras agrícolas brasileiras. que encontra-se em degradação. Mas até que D. A Inglaterra foi o país que mais pressionou o Brasil ( não que quisesse o bem dos escravos. Princesa Isabel. em 13 de Maio de 1888.Pedro II conduziu o país. assinado a lei Bill Aberdeen. vários navios negreiros foram abordados. D. . O café foi se consolidando como principal produto brasileiro para a exportação. e mudanças profundas na situação social. a filha do imperador e herdeira do trono. o preço para comprar escravos de outros latifúndios se torna muito alto. desembarcavam em terras brasileiras. e junto com o assalariamento da mão-de-obra. que proibia o tráfico negreiro no Brasil. eles precisavam de mais escravos para continuar sua produção. A imigração européia colaborou com a urbanização da sociedade brasileira. assinou a lei Eusébio de Queiroz. houve a questão da igualdade entre os humanos – e . entre umas destas . e seu progressivo desenvolvimento social e econômico. O prestígio internacional que o Brasil alcançou nessa época. Com a assinatura da tarifa Alves Branco (1844). Dom Pedro II se viu em uma situação delicada. o que acabou por levar ao aparecimento das primeiras unidades industriais no Brasil. a Inglaterra pedia a abolição da escravatura no país em médio prazo. foram em grande parte devidos à firmeza com que D. levou ao aparecimento de um incipiente mercado interno para bens de consumo popular no país. A partir de década de 1870 a estrutura econômica brasileira passou pos grandes mudanças. Ou tomava uma atitude contra a escravidão ou entraria em guerra contra a Inglaterra. em 1850. que aumentava taxas sobre importações e exportações. para a abolição da escravatura Assim. no sudeste. O regime monárquico consolidou-se com a ascensão de D. e os que mais sentem este golpe são os barões de café.Pedro II chegasse ao cargo. Com a nova lei a situação no Brasil muda. o fim do escravismo. nada havia sido feito. assinou. principalmente internas. Como seus cafezais estavam em franca expansão. que refletiram nas relações sociais e políticas existentes. superando o antigo sistema mercantil-escravista. A Europa passava por reformas em sua maneira de pensar e .por extensão. posteriormente.projeto marca a retomada no investimento na malha ferroviária do país. Assim. como cláusula para reconhecimento de independência do Brasil. Nos acordos assinados em 1810 e. Em suma. a Lei Áurea.

agregar apenas os setores mais interessados. apesar de não ser tão abrangente. Pedro II se enquadra é um período em que o Brasil passa por importantes mudanças nas esferas econômica.br/historia/modulo02/imagens/f6049.jpg  Barão de Mauá http://www.mct.wikipedia. Pedro II http://pt.com/trab_estudantes/trab_estudantes/historia/historia_trab/formaca oportugal/abolicaoescravatura20.gov.youtube. o símbolo do autoritarismo no Império Brasileiro. política e tecnológica.org/wiki/Pedro_II_do_Brasil http://pt.algosobre.br/ Imagens e vídeos – exibidos em slides durante à apresentação  D. A economia cresceu.org/wiki/Ficheiro:Pedro_II_1890_00. significou muito para que os primeiros passos rumo ao desenvolvimento fossem dados.notapositiva. que refletirão nas atitudes tomadas por outros governantes nos anos seguintes. A visão empreendedora e gestora do imperador.org/wiki/Segundo_Reinado Ministério da Ciência e Tecnologia http://www.gov.wikipedia. mesmo estando governando sobre a existência do quarto poder. Fatos estes que o levaram a melhorar o setor educacional do império.jpg  Abolição da escravatura http://www.br/images/stories/assuntos/biografias/dom_Pedro_II.wikipedia.Conclusões Finais O contexto histórico no qual D.com/watch?v=L2H2LkVjEJg . ou seja. o Poder Moderador.wikipedia. Referências Bibliográficas Wikpipédia http://pt. Pedro II foi um homem que se preocupou com inovações científicas.org/wiki/Ficheiro:RetratodompedroIIcrianca. social. literaturas e com a aquisição de novos conhecimentos.JPG http://www.jpg  Graham Bell e Dom Pedro II: Nascimento do Telefone (video) http://www.rj. Isto mostra um início de preocupação com setores estratégicos do Estado.jpg http://pt. chances ao desenvolvimento industrial e tecnológico foram proporcionadas e gradualmente a escravidão foi sendo abolida. as classes mais influentes.com.multirio.