MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE

Sistemas e Planeamento Industrial

REDES DE CAMPO
Eng.º Domingos Salvador dos Santos email:dss@isep.ipp.pt

DOMÓTICA

Outubro de 2010

REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus”

Outubro de 2010 | 2/20

Estrutura da Apresentação
Interbus P-NET Profibus CAN LonWorks EIB M-BUS MODBUS
MEEC - Sistemas e Planeamento Industrial - DOMÓTICA

MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE

MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC .DOMÓTICA . uma vez que ocorre ciclicamente no tempo dentro de uma janela temporal (“ring topology”).Sistemas e Planeamento Industrial . O objectivo foi desenvolver um barramento Sensor/Actuador que optimizasse a troca de dados no nível mais baixo da cadeia hierárquica da automação. Tem uma importante característica na troca de dados.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 3/20 Interbus Desenvolvido pela empresa PHOENIX CONTACT em 1987 sob o nome Interbus-S e aprovado no CENELEC como norma EN 50254.

REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 4/20 Interbus Vantagens: – Só existe um emissor e um receptor por cabo. MEEC .DOMÓTICA . MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE Desvantagens: – Uma avaria de um dispositivo causa a avaria de toda a rede. Aplicações: Em automação ao nível de comunicação entre sensores. permitindo assim grandes distâncias (com o rede Interbus podemos ir até 13km).Sistemas e Planeamento Industrial . – Isolamento dos segmentos eléctricos individuais. eliminando assim a controlo de acesso.

e também na automação de edifícios.8kbit/s e um comprimento máximo de 1200m.DOMÓTICA . MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . em áreas de automação de processos. com uma taxa de transmissão de 76. A comunicação tem por base o protocolo RS485 em par entrançado. Esta integrada em milhares de aplicações no mundo. industria alimentar e agrícola.Sistemas e Planeamento Industrial .REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 5/20 P-NET Desenvolvido na Dinamarca pela empresa PROCES-DATA (Silkeborg) nos inícios da década 80 e fazendo parte do CENELEC sob a norma EN 50170 desde 1996.

REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 6/20 Profibus O Profibus (PROcess FIeldBUS) existe em 3 variações: – Profibus-FMS (Fieldbus Message Specification) – Profibus-DP (Decentralized Peripherals) – Profibus-PA (Process Automation) MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE O Profibus tem como meio de transmissão fibra óptica ou cobre (RS485). MEEC .Sistemas e Planeamento Industrial .DOMÓTICA . e foi especialmente desenvolvido para o as diversas áreas do processo de automação.

Sistemas e Planeamento Industrial .DOMÓTICA . MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . – DP é um sistema mestre único para pequenas quantidades de informação com tempos de reacção curtos.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 7/20 Profibus Em resumo: – FMS é um sistema multi-mestre para volumes médios de informação onde existe requisitos de tempo real não muito apertados. – PA é um sistema especialmente desenvolvido para aplicações de segurança e pequenas quantidades de informação.

implementando para tal um mecanismo de acesso ao barramento. É um sistema de tempo real determinístico. O CAN pode ser classificado como um sistema multi-mestre e gestor de eventos.DOMÓTICA .REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 8/20 CAN Desenvolvido pela BOSCH em 1982 e inicialmente pensado para a industria automóvel.Sistemas e Planeamento Industrial . MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . com uma taxa de transmissão alta de 1Mbit/s e um comprimento máximo de 40m. Actualmente está implementado em muitas outras áreas. incluindo a medicina.

é possível comutar da transmissão balanceada (SELV) para uma transmissão referenciada à terra (FELV). Contudo é suficiente para a troca de pequenas mensagens numa rede fechada. Para tecnologia de automação é necessário definir protocolos nos níveis mais elevados. MEEC . O CAN só implementa os níveis 1 e 2 do modelo OSI.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 9/20 CAN Usa o método de transmissão balanceada (SELV).DOMÓTICA MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE . Se o sinal da linha falhar. baseada na norma RS485.Sistemas e Planeamento Industrial .

também baseados no CAN. MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . originando o protocolo CANOpen. tem sido especialmente desenvolvido para controlos de máquinas e aplicações de segurança criticas. são o DeviceNet e o Smart Distributed System (SDS) O Protocolo CAN Kingdom. Outros protocolos para a tecnologia de automação.DOMÓTICA .REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 10/20 10/20 CAN O grupo de utilizadores CAN-in-Automation (CiA) definiu o CAN Application Layer (CAL).Sistemas e Planeamento Industrial .

MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . É usado na automação industrial bem como na automação de edifícios. Podem ser usados Routers para criar a topologia desejada.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 11/20 11/20 LonWorks O LonWorks é uma rede de campo desenvolvida pela empresa Americana Echelon.Sistemas e Planeamento Industrial . em particular com a automação industrial. o LonWorks é considerado um sistema avançado que inclui muitas propriedades de uma rede LAN.DOMÓTICA . Comparado com outras redes de campo. garantindo assim um alto nível de flexibilidade.

dependendo do meio de transmissão. Linha de Potência.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 12/20 12/20 LonWorks A tecnologia de transmissão é extremamente versátil. Normalmente utiliza a taxa de 78Kbits/s. IR e Fibra Óptica. MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . No LonWorks podemos ter taxa de transmissão que variam de alguns Kbit/s até muitos Mbit/s. Como meio de transmissão inclui o Par Entrançado. O protocolo usado é o LonTalk e é uma norma na América e na Europa desde 1998. RF.DOMÓTICA .Sistemas e Planeamento Industrial .

DOMÓTICA . MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . O Neuron-IC é programado em Neuron-C.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 13/20 13/20 LonWorks A maioria do nós é baseado num integrado chamado Neuron-IC. Existem duas ferramentas de desenvolvimento para criar aplicações LonWorks: – NodeBuilder: usada para programar e verificar erros em nós individuais – LonBuilder: usada para a programação de vários nós simultaneamente. uma linguagem derivada do ANSI-C. ferramenta mais completa e logicamente mais cara. que inclui o protocolo LonTalk como firmware.Sistemas e Planeamento Industrial .

garantido a sua normalização e certificação independente do fabricante. O EIB desenvolveu-se dentro de uma norma aberta o que permitiu a empresas pequenas serem parte activa no desenvolvimento da tecnologia. Esta organização tornou-se patrono do EIB.DOMÓTICA . A EIBA (EIB Association) foi fundada em 1990 por empresas lideres no mercado das instalações eléctricas.Sistemas e Planeamento Industrial .REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 14/20 14/20 EIB A rede de campo EIB (European Installation Bus) cresceu principalmente na Europa. MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC .

podendo cada linha ter até 256 dispositivos.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 15/20 15/20 EIB A principal aplicação do EIB é na automação e controlo de edifícios. RF e IR. Como resultado. Como meio de transmissão inclui o Par Entrançado. com uma taxa de transmissão de 9.6Kbis/s. conseguindo um máximo de 57. a topologia do EIB tem uma estrutura similar ao do edifício. O EIB pode ter até 15 área contendo 12 ou 15 linhas (depende da implementação).DOMÓTICA .Sistemas e Planeamento Industrial .000 dispositivos (ou nós) por rede. MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . Linha de Potência.

– Todos os medidores de consumo são interligados num único barramento.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 16/20 16/20 M-BUS O M-Bus ("Meter-Bus") é uma norma europeia para a gestão remota de consumos de energia. Algumas características importantes deste protocolo são: – Os consumos (por exemplo. bem como localmente no próprio dispositivo.DOMÓTICA . MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC .Sistemas e Planeamento Industrial . o consumo de calor) são lidos electronicamente. – Todos os medidores são individualmente endereçáveis – Os dados do consumo são disponibilizados remotamente.

evita a penetração desnecessária na esfera privada dos clientes.DOMÓTICA MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE . possibilitando optimização de consumos energéticos. – A leitura remota poupa despesas com pessoal. A normalização deste protocolo possibilita a integração de dispositivos de fabricantes diferentes na mesma rede. – Os dados estando presente em forma legível por dispositivo torna o processamento mais fácil.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 17/20 17/20 M-BUS Vantagens para as empresas de abastecimento e para os clientes: – A leitura é fácil e evita erros de leitura.Sistemas e Planeamento Industrial . MEEC . – Possibilidade de curto intervalo de leitura.

– Consumo de energia reduzido. – Possibilidade de expansão da rede. e interligadas através de controladores de zona a redes de nível superior. – A velocidade de transmissão aceitáveis. cada uma com seu endereço próprio de grupo. Um sistema M-Bus pode consistir em várias zonas. nomeadamente: – Interligação até 250 dispositivos (escravos) por controlador (mestre).Sistemas e Planeamento Industrial .REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 18/20 18/20 M-BUS No desenvolvimento do M-BUS foram considerados tantos aspectos técnicos como económicos. MEEC . – Custo Mínimo.DOMÓTICA MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE .

A combinação Repetidor/PC é designada por “Mestre”.DOMÓTICA . O sistemas mais simples de uma rede M-BUS. que é interligado através de um repetidor local para um computador pessoal que actua como mestre.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 19/20 19/20 M-BUS Cada zona é composta de segmentos. pode ser constituído apenas um único segmento. MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC .Sistemas e Planeamento Industrial . que por sua vez são interligados por repetidores remotos.

DOMÓTICA MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE . Por esta razão é utilizado em milhares de equipamentos existentes e é uma das soluções de rede mais baratas a serem utilizadas em Automação Industrial.Sistemas e Planeamento Industrial . A Modicon (atualmente parte do grupo Schneider Electric) colocou as especificações e normas que definem o Modbus em domínio público. Criado na década de 1970 pela Modicon. MEEC .REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 20/20 20/20 MODBUS Modbus é um protocolo de comunicação de dados utilizado em sistemas de automação industrial. é um dos mais antigos protocolos utilizados em redes de Controladores lógicos programáveis (PLC) para aquisição de sinais de instrumentos e comandar actuadores.

DOMÓTICA .Sistemas e Planeamento Industrial . O mecanismo de controle de acesso é do tipo mestreescravo ou Cliente-Servidor. RS-485 ou Ethernet como meio físico. MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . A estação mestre (geralmente um PLC) envia mensagens solicitando dos escravos que enviem os dados lidos pela instrumentação ou envia sinais a serem escritos nas saídas para o controle dos actuadores.REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 21/20 21/20 MODBUS O Modbus utiliza o RS-232. O protocolo possui comandos para envio de dados discretos (entradas e saídas digitais) ou numéricos (entradas e saídas analógicas).

Sistemas e Planeamento Industrial .REDES DE CAMPO – “Fieldbus” Fieldbus” Outubro de 2010 | 22/20 22/20 MODBUS A imagem mostra um exemplo de rede Modbus com um mestre (PLC) e três escravos (módulos de entradas e saídas. ou simplesmente E/S).DOMÓTICA . o PLC lê e escreve valores em cada um dos escravos. Em cada ciclo de comunicação. nenhum dos módulos escravos inicia comunicação a não ser para responder às solicitações do mestre. MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES MESTRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES LECTROTÉCNICA E DE LECTROTÉCNICA E DE MEEC . Como o sistema de controle de acesso é do tipo mestre-escravo.