Centro Universitário de Araraquara – UNIARA Curso: Fisioterapia 1º ano Disciplina: Massagem Terapêutica Profa. Ms.

: Jussara de Oliveira

OSTEOPATIA

Ana Flavia Bozelli 003 Caroline Pandolpho 021 Matheus H. Rondine 016 Paula Cristina C. de Aquino 017 Paulo H. Bortolin 033

Araraquara, 17 de Maio de 2010

6 . 2 . 4 .Osteopatia Desportista –pág. 7 . 3 .Sumário .Osteopatia para mães e bebês –pág. 1 . 5 -Osteopatia para problemas de coluna –pág.Osteopatia em lesões de trabalho –pág. 1 .Osteopatia Sacro-cranial –pág.Quando se deve consultar um Osteopata –pág. 1 .Osteopatia para crianças e jovens –pág.O que é Osteopatia – pág. 4 . 6 .Referências Bibliográficas –pág.Osteopatia Estrutural – pág.Osteopatia Visceral –pág.

aparece o sintoma da patologia. Não deve ser esotérica mas sim cartesiana.O que é Osteopatia? A Osteopatia é uma terapia recente que surgiu nos EUA através do Dr. uma vez que o tratamento consistirá em eliminar estas lesões mediante técnicas de estiramentos. A Osteopatia é o sistema de cura que dá ênfase principal à integridade estrutural do corpo. A Osteopatia abarca três grandes ramos: estrutural. revelandose mais efetiva que o tratamento farmacológico e a fisioterapia. onde a Osteopatia está mais introduzida. Rege a boa saúde do organismo e evita a doença. o conjunto da mecânica será perturbado até ao nível da célula. Os movimentos devem respeitar regras precisas: eixos. Em muitos países. mobilizações e manipulações. Sutherland estudou a anatomia do crânio durante mais de 30 anos. Se não pode. e não uma lesão local de um determinado osso. ritmo. muscular e fascial e que nos permite abordar numerosos problemas e desequilíbrios harmonizando as estruturas do corpo humano. Todas as estruturas do corpo têm mobilidade própria. O corpo tenta adaptar-se. Osteopatia é uma denominação correta que indica a influência da doença. não há sintoma. 1 . Osteopatia Estrutural É a osteopatia articular. Esta integridade estrutural é o fator mais importante a manter. Não existem receitas. sendo uma terapia natural que principalmente restabelece o equilíbrio biomecânico do indivíduo. as suas causas e os seus tratamentos manuais.. Em todos os casos o osteopata realiza um diagnóstico osteopático que consiste em estabelecer que estruturas estão bloqueadas ou em disfunção. Por conseguinte. A Osteopatia estuda os efeitos internos que vêm da estrutura. Fisiologia e Semiologia. cranial e visceral. . pode dar lugar a um quadro “patológico”. sacro-cranial e visceral. Andrew Taylor Still (1828-1917) que enunciou os princípios desta terapêutica da medicina natural. Se consegue. amplitude. Qualquer mudança na mobilidade do aparelho locomotor no sentido da hipo ou hiper mobilidade conduz a um transtorno funcional que. É o pai da Osteopatia Sacro-cranial. sempre desde o ponto de vista do movimento e trata de detectar todas as lesões osteopáticas existentes. Através de técnicas manuais tem como objetivo restabelecer a mobilidade perdida e dar equilíbrio ao sistema musculoesquelético. Um diagnóstico Osteopático deve conduzir a um Ato terapêutico Osteopático.Osteopatia Sacro-cranial O Dr. Em ambos os casos temos uma lesão osteopática reconhecível e tratável. A Osteopatia deve ser desmistificada. mantendo a elasticidade do tecido conjuntivo em todos os seus sistemas. É bem tolerada e carece de efeitos adversos. estar baseada na Anatomia. Devem estar livres. a parte que ocupa-se do aparelho músculo-esquelético e da postura. O tratamento é baseado num exame clínico. por sua vez. Etimologicamente Osteopatia provém dos termos gregos Ostión (osso) e Pathos (efeitos que vêm do interior) cujo inverso é Ethos como simpatia e não como patologia médica que é o resultado das doenças. William Garner Sutherland (1880 – 1954) foi aluno de Andrew Still (pai da Osteopatia). incide em toda a estrutura: osteotendinosa. tanto quanto possível. Se um destes elementos falta. é uma técnica de primeira eleição.

O sistema visceral depende da sincronização entre os movimentos de todos os órgãos e as demais estruturas corporais. Este ritmo consiste em seis a doze pulsações por minuto. sequelas de infecções e ptoses. principalmente. dificuldades de coordenação motora. pescoço e costas. fibromialgia. pode-se avaliar e corrigir. A terapia Sacro-cranial é realmente uma arte da escuta da linguagem do corpo humano. É evidente que não se movem da mesma forma que a articulação do joelho ou de uma vértebra. onde por dentro destas estruturas flui o líquido cefalorraquidiano que banha. desde pulsações celulares de origem desconhecida até contrações rítmicas do coração e do diafragma. Devido à suavidade das suas manipulações e às suas características de estimulação dos recursos de saúde próprios do organismo. entendendo e respeitando esta linguagem e respondendo de maneira apropriada como apoio no estímulo de auto-regulação e equilíbrio do indivíduo e sua inteligência inerente para auto-curar-se. disfunções do sistema nervoso e muitos outros transtornos. A indicação das manipulações sobre o sistema digestivo é principalmente libertar aderências de podem dificultar a irrigação sanguínea dos mesmos. o osso vivo é flexível e permite um certo grau de deformação mínima na sua estrutura. que não começa até nascermos. inflamações e infecções produzidas por problemas de irrigação. Esta flutuação do liquido através do seu percurso tem um ritmo de subida (flexão-abertura) e de descida (extensão-fecho) que se denomina Movimento Respiratório Primário (mrp). Mas ao contrário dos outros ritmos. o ritmo sacro-cranial. hiperatividade. Quando um órgão não pode estar em harmonia com outra víscera devido a uma tonicidade anormal. podem aparecer irritações.Demonstrou a particularidade de que. cansaço crônico. fasciais e ósseas. disfunções da articulação tempero-mandibular. Existe um sistema situado entre os ossos do crânio e o cérebro. Como consequência da perda de mobilidade reduz-se a circulação sanguínea do tecido afetado. Quando a saúde está no seu nível ótimo . Esta hipotermia pode chegar a converter-se em isquemia. causadas pela rítmica produção e reabsorção do líquido cefalorraquidiano. e que se pode perceber com a flutuação em forma de maré. Estão relacionados com muitos níveis de atividade. por causa das suturas. melhorando a função deles. e que continua dentro da coluna vertebral até ao sacro. a Osteopatia Visceral requer além disso muita perspicácia. depressão endógena. a mecânica respiratória. problemas oculares. com o seu próprio ritmo fisiológico. Todo o ser vivo está em movimento. a medula e o cérebro. etc. motoras ou sensoriais. É um sistema hidráulico fechado. esta relação harmoniosa mantém-se estável dentro da grande variedade de movimentos do corpo. A Osteopatia sacro-cranial utiliza-se para tratar uma grande variedade de problemas de saúde. O ritmo do Sistema Sacro-cranial pode-se sentir tão claramente como os ritmos cardiovascular e respiratórios. A vida e o movimento estão intimamente ligados. Desta forma. os ossos do crânio podem mover-se. membranosas. sentindo. ao qual se chama de Crânio-sacral ou Sacro-cranial. já que foi anterior ao movimento respiratório pulmonar. aderências ou deslocamentos. sequelas de cirurgias. Osteopatia Visceral É o ramo da Osteopatia que se ocupa do tratamento de órgãos e vísceras. É uma técnica subtil e manual para ajudar a detectar e corrigir os desequilíbrios do Sistema Sacro-cranial que podem ser a causa de disfunções intelectuais. problemas de concentração. incluindo dores de cabeça. No entanto. limitado externamente pela meninge dura-máter (cobertura de proteção). trabalhará contra os outros órgãos e também contra as estruturas musculares. e as relações que esta tem com a coluna dorsal e cervical. criada pela potência do Alento de Vida. é uma técnica muito adequada para o tratamento de crianças desde o nascimento. Sobre a caixa torácica trabalha-se. Se a Osteopatia Estrutural e Cranial requerem uma habilidade e um saber fazer particular. 2 . São de especial importância os movimentos geralmente não visíveis que têm lugar dentro do corpo humano.

3 . para saber onde por as mãos. para não cometer erros de juízo. o sistema visceral e os diferentes sistemas do corpo. pubalgia. O objetivo da Manipulação Visceral é assistir as forças normais do corpo para tirar os efeitos anormais. As investigações do Dr. para saber o que um deve sentir ou notar e de que modo deve atuar. temos de respeitar a regra de ouro da osteopatia: devolver a mobilidade à estrutura. os jovens conseguem recuperar dessas lesões muito mais rapidamente do que os indivíduos com idade mais avançada. é muito mais complexo que tudo isso. • Sistema Parietal: osteopatia estrutural. Esta importante noção da Osteopatia impõe-nos um bom conhecimento clínico. o terapeuta pode avaliar como interatuam as forças anormais. e uma boa aprendizagem. pois existem estados mistos onde transtornos funcionais e orgânicos se misturam. joelho ou pé. como de sobrepõem e como afetam as forças normais que trabalham no corpo. Mas de fato. Nós. os osteopatas. • Sistema Crânio-sacro: conjunção de movimentos das suturas do crânio e as articulações sacroílícas. etc. Desportistas As práticas desportivas são. Estas lesões também podem resultar do incorrecto aquecimento ou alongamento antes e após a actividade desportiva. • Sistema Visceral: mobilidade e função dos órgãos internos. um modo regular de vida para muitos de nós e envolvem pessoas de todas as faixas etárias.Costuma-se dizer que as vísceras podem apresentar transtornos reversíveis (transtornos funcionais) ou irreversíveis (transtornos orgânicos) e que a osteopatia dedica-se aos transtornos funcionais. Muitas das lesões desportivas são o resultado do excesso de exercício e da frequência com que se pratica determinado desporto. seja qual for a sua origem. atualmente. altos padrões de eficiência e desempenho. “cotovelo de golfista”. praticado por atletas ou por todos aqueles que se querem manter em boa forma física: do profissional de elite ao praticante ocasional. Também o uso de equipamento não adequado ao desporto que pratica pode causar lesões na anca. Através de uma palpação específica. O termo com que denominou a sua terapia foi Manipulação Visceral. do seu corpo em crescimento. Temos o caso do “cotovelo de tenista”. Por exemplo o “calcanhar de Aquiles”. As fascias asseguram a relação funcional entre o aparelho locomotor. Para que o corpo humano funcione de uma forma ótima é necessário que os quatro sistemas principais do corpo estejam em harmonia. Quando um sistema está alterado produz-se imediatamente um desequilíbrio pelo qual se vêem afectados outros sistemas. sem esquecer a sua potencial influência sobre muitas das suas disfunções estruturais e fisiológicas. dentro do contexto psicológico próprio de cada indivíduo. Por exemplo. ou dos jogadores de futebol cujos joelhos não se conseguem dobrar como no início da carreira. Esta manipulação baseia-se na palpação das forças normais e anormais do corpo. circulatório. Jean-Pierre Barral e o seu trabalho clínico com os movimentos rítmicos viscerais levaram-no ao desenvolvimento de uma forma de pressão manual focada nos órgãos internos e o seu entorno. A redução de flexibilidade com a idade pode também causar lesões se o desportista praticar com a mesma intensidade que faria como se fosse mais jovem. hormonal e nervoso. o caso dos golfistas que não conseguem rodar a cintura como antes. Os jovens são especialmente propensos a lesões pois exigem frequentemente. um bom conhecimento da anatomia. Estes sistemas encontram-se num equilíbrio funcional. tendo em conta o entorno anatômico. transtornos funcionais do aparelho locomotor. No entanto.

pescoço e tensão nos olhos. precisam de estar atentos à posição com que conduzem pois uma má postura ao volante afeta não só as costas. onde o trabalho à secretária é mais comum. longos períodos de tempo com a coluna dobrada e isto pode originar lesões na coluna. e “pulso de rato”. Dicas: • • • • Fazer pausas frequentes. Este fato pode provocar sensações de mal-estar e tensões. pescoço e ombros. sair da secretária ou desviar os olhos do computador por alguns minutos. Lesões no trabalho Não importa se o seu trabalho é no escritório ou ao ar livre. No escritório. Será tratado e aconselhado em relação à sua postura. ajuda a evitar dores nas costas. sobretudo se fizer viagens muito longas. restabelecendo o equilíbrio estrutural. aumentam o risco de lesões tipo “corcunda de computador”. a má postura e as muitas horas sentadas com stress à mistura. melhorar a postura. o Osteopata pode ajudar a manter a flexibilidade e tonificar os músculos reduzindo o risco de lesões e preparando o tecido muscular para qualquer esforço físico que seja exigido. quer em trabalho ao ar livre. Durante a gravidez o corpo da mulher irá acomodar-se e adaptar-se a um bebê em crescimento. mas também pode afetar ancas.Como o Osteopata pode ajudar? O Osteopata pode ajudar a melhorar o seu desempenho. reduzindo o número de faltas por doença. O trabalho na terra ou ao ar livre aumenta o risco de lesões devido ao levantamento incorreto de objectos. Mantenha uma postura correta. Futuras Mães: O tratamento osteopático oferece um modo maravilhoso e suave de ajudar o corpo da mulher a adaptar-se às mudanças. também o uso frequente do telefone afeta o pescoço e ombros originando dores de cabeça e lesões de esforço repetitivo. É fundamental respeitar as horas de descanso e de alimentação. melhorar a sua flexibilidade em geral e diminuir a rigidez dos ligamentos e músculos de forma que o movimento seja restabelecido.etc. joelhos e pés. O tratamento Osteopático normalmente ajuda a solucionar lesões e a preveni-las. Para aqueles que procuram manter-se em forma. movimentarse. Algumas seguradoras e grandes empresas já incluem a Osteopatia nos seus programas de cuidados médicos e assim vêem um aumento da produtividade e desempenho dos seus funcionários. deslocamento de disco. Aqueles cujo trabalho obriga a muitas horas ao volante. a tratar das lesões que surjam. O Osteopata também pode recomendar exercícios específicos para trabalhar os músculos descompensados e por sua vez. tensões musculares. Como o Osteopata pode ajudar? O Osteopata ao analisar o seu tipo de trabalho ajudá-lo-á a encontrar a melhor forma de continuar com as suas tarefas de forma a prevenir futuras lesões. ciática. secretária ou ao volante. esticar as pernas. Assegure-se que ao longo do dia faz pequenas pausas para andar. você precisa ser capaz de suportar o esforço que seu corpo faz consoante o tipo de trabalho que tem. assim os trabalhadores tornam-se mais eficientes e produtivos. 4 .

No entanto. Este exame ajuda a monitorizar mudanças e ajudará qualquer tratamento futuro. Muitos jovens iniciam atividades de alta competição e por vezes exigem demasiado esforço de um corpo em crescimento e desenvolvimento. Como o Osteopata pode ajudar? O Osteopata é um profissional qualificado em examinar. As crianças à medida que vão crescendo podem sofrer de otites. 5 . ombros. do nível hormonal. para restabelecer o equilíbrio pélvico. ou sentarem-se de forma incorreta à secretária durante um dia de aulas ou em casa. problemas com a dentição. Por exemplo: as tensões musculares e dos tendões podem prender os nervos do pescoço. obstipações. azia. Pode recomendar um exame para prevenir o desenvolvimento de lesões na coluna e assegurar que qualquer curvatura anormal é corrigida logo de início. outros ficam mais enérgicos e outros podem precisar de mais alguns dias até regularizarem o sono. sobretudo se têm muitas dores nas costas para avaliar a sua causa e prevenir problemas de coluna mais tarde.Como o Osteopata pode ajudar? O tratamento osteopático pode ajudar a aliviar ou eliminar tensões. crianças e jovens têm um ritmo bastante acelerado de atividades desportivas e recreativas. O Osteopata também podem aconselhar qual a postura correta e ensinar técnicas de auto-ajuda para a mãe e o pai podem fazer durante o dia ou no trabalho. A tensão no crânio pode manter o bebê em constante estado de alerta e este ter dificuldades em dormir. púbicas. É frequente surgirem lesões que. se não forem tratadas desde início podem originar problemas graves a nível músculo-esquelético e até atrasos de crescimento. provocar dores de cabeça e afetar a língua causando problemas na alimentação e cólicas. Frequentemente os melhores resultados são alcançados antes dos 5 anos de idade. indigestão. Um bebé nunca é demasiado jovem para ser tratado. diagnosticar e tratar essas lesões. As dores de crescimento são frequentes e até certo ponto normais. Essa pressão sobre o corpo e a exigência de maior desempenho pode originar lesões e tensões estruturais que se não forem tratadas podem resultar em problemas crônicos. Os jovens em idade escolar devido ao peso das mochilas. Como o Osteopata pode ajudar? A Osteopatia Craniana é uma forma muito suave. O Osteopata ajudará o corpo a adaptar-se às mudanças de crescimento. avaliar. bronquites e asma. Nesta fase. A Osteopatia Craniana também é eficaz ao lidar com crianças com otites. O bebê após o tratamento relaxa e dorme bem. A mãe normalmente é aconselhada a fazer um exame e tratamento pós-natal. entre as 4 e as 6 semanas. da circulação e metabolismo interno e também ao nível do sistema músculo-esquelético. Crianças e Jovens O corpo das crianças e dos jovens está em constante e rápida mudança. O Osteopata também aconselha sobre os cuidados e formas de ensinar o corpo a adotar sempre uma postura correta. todos os adolescentes deveriam fazer estes exames. asma e dores de cabeça. dor no cóccix pós-natal e dor de costas devido à amamentação. Bebês: Nem todos os bebês ultrapassam da melhor forma o processo de passagem pelo canal de nascimento. podem desenvolver problemas de coluna resultantes dessas más posturas. constipações. pélvicas. dores nas ancas. segura e eficaz de Osteopatia oferecida aos bebês para ajudar a superar estas dificuldades. da bexiga e a correta normalização das ancas e da coluna. pescoço.

tonturas. etc. Quando se deve consultar um osteopata? • • • • • • • Lesões das costas: cervicais. mas também em áreas afastadas como glúteos. fibromialgia. nutrição e fluidez dos tecidos circunvizinhos. dormência dos membros superiores e outros. contraturas. virilhas. Transtornos psicossomáticos. Os Osteopatas trataram milhares de pacientes eficazmente durante os últimos cem anos e esse sucesso continuado é demonstrado através de resultados seguros e práticos. ancas e pernas (geralmente conhecida como ciática). ainda que tenha decorrido sem problemas Depois do nascimento e durante a infância. enxaquecas. Transtornos digestivos. artrites. Em particular. Estes exigem um movimento regular para assegurar a circulação local. isto aplica-se aos discos entre as vértebras e à cartilagem em geral. vertigens. acidentes de carro. no decorrer de mudanças importantes na vida da criança ou quando manifesta através do comportamento dificuldades de adaptação não habituais nela Depois de um importante traumatismo. Explicará claramente qual é o seu problema bem como aconselhá-lo-á exercícios específicos como tratamentos de auto-ajuda. dores de cabeça. hérnias. lombares. Libertar essas tensões uma vez ultrapassada a dificuldade permite uma recuperação rápida em todos os planos.Problemas de Coluna Associados aos problemas de coluna. A seguir são enumeradas alguns exemplos de situações nas quais um osteopata é uma ajuda eficaz: • • • • • Durante a gravidez e depois do parto. Patologia músculo-esquelético: artroses. Transtornos nervosos. Transtornos da esfera crânio-cervical: cefaleias.) Antes da colocação de um aparelho dental. sobrecarga muscular. Como o Osteopata pode ajudar? Quando jovem o corpo pode adaptar-se facilmente à tensão mas com o avançar da idade perde alguma elasticidade. O Osteopata pode ajudá-lo a manter uma coluna e articulações saudáveis. O Osteopata é um profissional qualificado para diagnosticar esses problemas e tratá-los. flexibilidade e a capacidade de se adaptar às mudanças. circulatórios. osteoporose. Lesões desportivas: entorses. luxações. através de técnicas apropriadas à sua situação. É nesses períodos que o nosso corpo acumula tensões. podem surgir não só dores nas costas. etc.) Depois de uma intervenção cirúrgica ou médica traumatizante (tratamentos dentais. respiratórios. extracções dificeis. É bom receber um tratamento osteopático após um período difícil durante o qual fomos mal tratados tanto física como moralmente. Os problemas na coluna e pescoço podem causar sintomas como tonturas. ainda que não tenha nenhuma ferida aparente (quedas. durante todo o tratamento e depois da retirada do aparelho 6 .

br/osteopatia.cmcsgabriel. será mais sensível ao tratamento que lhe permitirá reencontrar o equilíbrio.php? option=com_content&view=article&catid=43:osteopatia&id=62:o -que-e-a-osteopatia Acesso em 12/05/2010 às 15:10h http://www.htm Acesso em 14/05/2010 ás 11:40h http://www. se já recebeu cuidados osteopáticos. Quando o individuo sente a necessidade ou o desejo de tratar-se.med. O corpo. os antibióticos algumas vezes indispensáveis alteram o sistema digestivo e o fígado. De forma geral. hepático e digestivo.corpomeu.• • • Durante ou depois de um período particularmente stressante ou de esgotamento físico e/ou intelectual ou de um período emocional difícil. as pessoas apresentam importantes desequilíbrios do organismo nos planos locomotor.com/osteopatia/ Acesso em 14/05/2010 às 14:05h 7 . Por exemplo. Referências Bibliográficas: http://emace-du. Depois de qualquer doença aguda que tenha requerido a toma de medicamentos.com/joomla/index.