Bruno Santos Monteiro, maior e capaz, brasileiro, solteiro, Técnico em Informática, Carteira de identidade número: 2.213.

163 SSP/DF, CPF 729.510.011-34, residente e domiciliado nesta Capital, à QNP 12 Conjunto N Casa, nº 09, Bairro: Ceilândia-DF, CEP: 72231-214, vem mover contra Alto Nível Cursos Especiais e Concursos, na pessoa de xxx, com endereço à C1 Lote 06, Bairro: Taguatinga- DF, Cep xxx, AÇÃO DE DANOS MORAIS E MATERIAIS, conforme os fatos e fundamentos expostos a seguir:

I- DOS FATOS

1- Em 08/09/2010 o Autor se matriculou, para cursar um pacote de disciplinas preparatórias para concursos chamado TCO. Foram emitidos seis cheques nos valores de R$595,00(Quinhentos e noventa e cinco reais), do Banco Santander Real, do próprio autor, referentes ao pagamento dos 6 primeiros mensalidades da instituição. 2- Em 13/10/2010 o Autor dirigiu-se a instituição afim de solicitar o cancelamento da matrícula, antes mesmo do início do curso. Foi informado que não haveria nenhum empecilho para o cancelamento e informaram que dentro de 7 dias todos os cheques estariam disponíveis para serem retirados. 3 ± Em 20/10/2010, completados os 7(sete) dias de prazo que a instituição informou ao Autor para a retirada dos cheques, a responsável pelo setor financeiro da instituição informou que esqueceu de pedir o cancelamento da matrícula. A instituição solicitou mais 7 dias para o cancelamento. 4 ± O autor por várias vezes tentou entrar em contato com a instituição através dos telefones do financeiro entrando em contato com a responsável (Tatiane), uma vez que não poderia se ausentar do trabalho. Não obtendo resultado o Autor foi obrigado a visitar diariamente a instituição para receber os cheques que não seria mais utilizados. 5 ± O autor ficou extremamente preocupado com a demora da entrega dos cheques e solicitou um comprovante de cancelamento de matrícula, para ter uma garantia de que os cheques não seriam compensados indevidamente. (Fábio) Consta que o Autor não conseguiu informações concretas sobre o destino dos cheques. Não foi atendido pessoalmente por qualquer funcionário do departamento financeiro, mesmo chegando a esperar 4horas por um atendimento. 6 ± O autor chegou a deixar todos os contatos anotados, inclusive de familiares para que a instituição entrasse em contato. 6 ± No mês de dezembro de 2010 o Autor foi informado que os cheques haviam sido destruídos por engano e que não haveria motivos para preocupação quanto a uma cobrança indevida. No mesmo dia compareceu a instituição solicitando um recibo, ou uma declaração que os cheques foram destruídos. Novamente não consegui ser atendido pelo u financeiro, chegando a ouvir gracejos do tipo: chato, inconveniente... 7 ± O autor não ³sustou´ os cheques por confiar na instituição, acreditar que haviam sido destruídos e por gerar custos (na época R$19,00 por cheque).

visitas à instituição. permanece desempregado.00 como pagamento de sinal do veículo e impedido de fazer trabalhos autônomos de informática. A responsável informou que desconhecia o caso e que o problema seria do Autor. 10 ± Para surpresa do Autor após mais de 6 meses o cheque foi descontado.000. II. quando constataram que havia mais um cheque. mostrando que realmente houve má fé da instituição. A Responsável informou também que os cheques serão protestados. banco Santander. O Autor ficou muito constrangido perante o gerente e o vendedor.O Autor se viu envolvido em um vai e vem de telefonemas. 10 ± Ao tentar pagar o débito que havia no banco. Como conseqüência. gastou R$1. 9 ± O Autor havia sido informado pelo gerente do seu banco (Santander Real) que ao pagar os débitos que estavam no banco seria aprovada a carta de crédito para a compra do veículo. 12 ± O Autor foi à instituição e novamente não conseguiu falar com a responsável. registro de ligações para o curso e testemunhas que acompanharam durante todo o período de tentativa de cancelamento. foi informado que não era possível o financiamento. o Autor recebeu um telefonema de cobrança do cheque. Consta que o Autor foi durante vários períodos inclusive as segundas e quartas para tentar reaver os cheques e sempre houve a mesma resposta. além de ter se sentido prejudicado. o que tumultuou seus dias. 11. o autor fechou um acordo para compra de um veículo pagando R$1.DOS DANOS MORAIS E MATERIAIS 9.O Autor se viu impedido de fazer qualquer tipo de compra à crédito. pela irresponsabilidade de não buscar os cheques na instituição. pois não poderia comprar o carro que havia acordado. da mesma Tatiana que por várias vezes tentou entrar em contato. ao contrário do que o Autor havia dito. 13 ± O Autor possui o protocolo de cancelamento. ou até mesmo desonesto. ocorrências. 10.00 de entrada para o vendedor como sinal da compra.8 ± Passados mais de seis meses desde a data do cancelamento. pois havia mais um cheque de R$595. já que sem carro não consegue tempo hábil para atender todas as chamadas e com o nome protestado é impossível conseguir crédito para compra de mercadorias.O Autor sofreu grande constrangimento perante o vendedor do veículo e o gerente do banco visto ter passado por mentiroso. Ela identificou-se como responsável financeira do grupo alto nível. O Autor foi informado que a responsável só estaria na instituição às segundas e quartas. nominal ao Curso Alto Nível) que não havia sido entregue ao banco. pois pareceu que havia passado informações falsas. e por haver necessidade já que a esposa do autor está grávida e o autor havia participado de um processo seletivo de emprego e estava dependendo apenas de um veículo para contratação.00(Cheque 0006. uma vez que o seu nome foi adicionado ao cadastro de inadimplentes. O autor foi questionado o porquê do não pagamento do cheque. 11 .Na tarde do dia 26/04/2011. além da insegurança e desgaste natural a este . dependente de transporte público para locomoção.000.

00 por ter pago o sinal para o vendedor do veículo e não foi ressarcido.DO PEDIDO: . f) O Autor pôde perceber que existem inúmeras propagandas do curso Alto Nível.O Autor foi obrigado a atrasar a construção do quarto e a compra de todo enxoval. d) O curso alto nível não prestou nenhuma informação a fim de amenizar a angústia do Autor e) O Autor requereu ao Curso Alto Nível uma cópia do contrato onde ficaria atestado. uma vez que o nome foi negativado. c) mesmo mais de 6 meses depois do cancelamento da matrícula o Autor ficou muito preocupado com a instituição em descontar o restante dos cheques. e com a má fé da empresa. pois mesmo estando ciente de que tinha cumprido todas as formalidades necessárias com o cancelamento da matrícula do curso. o Autor necessita de um veículo como ferramenta de trabalho.000.Como autônomo que é (doc. móveis para a filha. já que nesse caso concreto houve um grande desmazelo por parte de uma instituição na guarda dos documentos. 12. O Autor dependia e depende do nome não negativado para compra do automóvel e compra e venda de mercadorias para manutenção de equipamentos de informática. 16. Além da incerteza que surgiu. pois não tinha como se locomover rapidamente e nem como transportar equipamentos em transporte público.O Autor foi obrigado a diminuir sua capacidade de atendimento em manutenção de equipamentos.O Autor poderia enumerar diversos outros prejuízos. c) a construção do quarto da filha está parada. sabia que caso houvesse qualquer documento contrário. 13. sendo inclusive a cidade onde reside sua família. Nem mesmo informara se estão dispostos a resolver a situação. causada exclusivamente por terceiro. que teve em decorrência da omissão do Curso alto nível. III. entre eles: a) O autor foi obrigado a usar o seu capital de giro para compra de enxoval e exames uma vez que não conseguia trabalhar com toda a sua capacidade. 14. inclusive nunca entrou em qualquer sala de aula da instituição. muitas vezes sendo necessária até o aluguel de um veículo para o transporte de equipamentos. 15 ± O autor foi obrigado a pagar mensalidades(Faculdade Projeção) mais caras por não haver aceitação do cheque do mesmo. onde iria iniciar novos negócios. diretos e indiretos. seria dele o ônus de provar sua correção de atitudes. uma vez que o negócio do veículo não foi fechado por causa do cheque descontado. visto ser a forma mais barata e rápida de se conseguir capital. b) O Autor teve sua reputação abalada na cidade de Brasília. uma vez que o Autor encontra-se desempregado. e conclui que o mesmo poderá ocorrer com outros cidadãos. o que já ocorre. 16 ± O Autor foi prejudicado em R$1. que os cheques foram para pagamentos de mensalidade.tipo de situação. 08).

600.a) seja o Réu citado no endereço citado. . para contestar.600. Protesta por todos os meios de provas admitidos neste Juizado. sob pena de revelia.00 a título de danos morais e materiais. Dá-se a esta o valor de R$9. b) seja a ação julgada procedente condenando o Curso Alto Nível a pagar R$16.00.