Via

LSMW

Instrutora : Fabiana
Branda

Julho - 2001
LSMW

2

Nl0f8080 80 08808
¥l8 l$NN
F8880·8·F8880
Criar um objeto.
Caso não esteja criado um Projeto nem um Subprojeto devemos primeiramente efetuar a
criação.
Para Criar, posicione o cursor sobre o Projeto/Subprojeto/Objeto e entrar via Menu em
Edit>Create Entry.


Clique F8 para prosseguir.





LSMW

3

Estes passos podem ser configurados, lembrando que alguns são importantes em todos os
objetos desenvolvidos.
Cada passo possui um número na frente que é ativado através do botão Numbers On



















LSMW

4

1 - Maintain object attributes

Neste passo o desenvolvedor entra com o tipo da migração de dados que irá utilizar.


















LSMW

5

2 - Maintain source structures

Criar uma estrutura e definir um nome para a estrutura do objeto.


















LSMW

6

3 - Maintain source fields

Os campos da estrutura devem ser criados conforme suas características de tamanho e tipo.
O campo que utilizar valor fixo não precisam ser criado, pois esta estrutura irá armazenar e
efetuar a leitura dos dados/registros que viram do arquivo TXT.

















LSMW

7

4 - Maintain structure relation

Definir o relacionamento da estrutura .



















LSMW

8

5 - Maintain field mapping and conversion rules

Neste passo associamos os campos origens aos campos destinos e definimos como o
conteúdo será convertido. É neste momento que codificamos o LSMW como um programa.
Todos os campos da estrutura destino (Campos do R/3 que receberam os dados), que foram
mapeados estão sendo exibidos para serem tratados.
Cada campo destino possui:
- Descrição do campo;
- Associação campo origem;
- Tipo de regra (fixo, tradução);
- Codificação.










LSMW

9

6 - Maintain fixed values, translations, user-defined routines

É neste passo que informamos ou criamos a tabela de conversão caso haja. (Estas tabelas
poderão ser reaproveitadas em outros Projetos.)
É também neste passo que informamos os valore fixos.

















LSMW

10

7 – Specify files

Nesta etapa são passadas todas as características dos arquivos TXTs.
- Tipo de delimitador utilizado;
- Estrutura de envio dos arquivos;
- Código de envio.

O LSMW automaticamente nomeia os arquivos lidos com : lsmw.read e os arquivos
convertidos com: lsmw.com.













LSMW

11

8 - Assign files

Associa os arquivos definidos com as estruturas de origens.



















LSMW

12

9 - Read data

A leitura dos dados é considerada realizada com sucesso, quando o número de linhas do
arquivo é o mesmo no log gerado e a coluna de registros não escritos tem o valor zero.
O log mostra:
- Transações lidas;
- Records lidos;
- Transações escritas;
- Records escritos.

Clicar em F8 para efetuar o processamento.

LSMW

13

10 - Display read data

Exibe todos os dados lidos dentro de cada estrutura dos campos.
Clicar em enter.

Clicar duas vezes sobre a linha para verificar os dados referentes aos campos.






























LSMW

14

11 - Convert data

Efetua a conversão dos dados, ou seja passa por regras definidas na codificação.

Se o log retornar valores iguais significa que todos os dados foram convertidos.






LSMW

15

12 - Display converted data

Mostra todos os dados convertidos no mesmo esquema dos dados lidos.
Clicar em enter para efetuar a visualização.

Clicar duas vezes sobre a linha para visualizar os dados dos campos.
LSMW

16

13 - Create batch input session

Cria a pasta de Batch Input.


















LSMW

17

14 - Run Batch Input session


LSMW Criar um objeto. posicione o cursor sobre o Projeto/Subprojeto/Objeto e entrar via Menu em Edit>Create Entry. Clique F8 para prosseguir. Para Criar. Caso não esteja criado um Projeto nem um Subprojeto devemos primeiramente efetuar a criação. 2 .

lembrando que alguns são importantes em todos os objetos desenvolvidos. Cada passo possui um número na frente que é ativado através do botão Numbers On 3 .LSMW Estes passos podem ser configurados.

LSMW 1 . 4 .Maintain object attributes Neste passo o desenvolvedor entra com o tipo da migração de dados que irá utilizar.

5 .Maintain source structures Criar uma estrutura e definir um nome para a estrutura do objeto.LSMW 2 .

O campo que utilizar valor fixo não precisam ser criado. 6 .Maintain source fields Os campos da estrutura devem ser criados conforme suas características de tamanho e tipo.LSMW 3 . pois esta estrutura irá armazenar e efetuar a leitura dos dados/registros que viram do arquivo TXT.

7 .LSMW 4 .Maintain structure relation Definir o relacionamento da estrutura .

Descrição do campo. . 8 .Codificação. que foram mapeados estão sendo exibidos para serem tratados. . Cada campo destino possui: .Associação campo origem.Maintain field mapping and conversion rules Neste passo associamos os campos origens aos campos destinos e definimos como o conteúdo será convertido. Todos os campos da estrutura destino (Campos do R/3 que receberam os dados).Tipo de regra (fixo. . É neste momento que codificamos o LSMW como um programa. tradução).LSMW 5 .

) É também neste passo que informamos os valore fixos.LSMW 6 . (Estas tabelas poderão ser reaproveitadas em outros Projetos.Maintain fixed values. user-defined routines É neste passo que informamos ou criamos a tabela de conversão caso haja. 9 . translations.

.Tipo de delimitador utilizado. . 10 .read e os arquivos convertidos com: lsmw.com.LSMW 7 – Specify files Nesta etapa são passadas todas as características dos arquivos TXTs.Código de envio. .Estrutura de envio dos arquivos. O LSMW automaticamente nomeia os arquivos lidos com : lsmw.

11 .Assign files Associa os arquivos definidos com as estruturas de origens.LSMW 8 .

Read data A leitura dos dados é considerada realizada com sucesso. 12 .LSMW 9 .Transações escritas. Clicar em F8 para efetuar o processamento.Records escritos.Records lidos. O log mostra: .Transações lidas. . quando o número de linhas do arquivo é o mesmo no log gerado e a coluna de registros não escritos tem o valor zero. . .

13 . Clicar duas vezes sobre a linha para verificar os dados referentes aos campos.LSMW 10 . Clicar em enter.Display read data Exibe todos os dados lidos dentro de cada estrutura dos campos.

ou seja passa por regras definidas na codificação.Convert data Efetua a conversão dos dados.LSMW 11 . 14 . Se o log retornar valores iguais significa que todos os dados foram convertidos.

Display converted data Mostra todos os dados convertidos no mesmo esquema dos dados lidos.LSMW 12 . Clicar duas vezes sobre a linha para visualizar os dados dos campos. Clicar em enter para efetuar a visualização. 15 .

16 .LSMW 13 .Create batch input session Cria a pasta de Batch Input.

LSMW 14 .Run Batch Input session 17 .