Estudos elaborados para Células

PARTE I

1

Agradecimentos
Somos chamados para edificar-nos uns aos outros, e cremos na eficácia do ministério plural, quer seja local ou trans-local. Este material que está sendo disponibilizado para os líderes de células e demais irmãos, tem como objetivo instruir na palavra, capacitando a cada um de modo extremamente simples. Exitem 50 lições para 50 semanas de estudo. Temos aprendido do Senhor, a sermos abertos e compartilhar e aprender uns com os outros. Não Precisamos ser pioneiros onde outros já foram. Devemos dividir nossas experiências e enriquecer-nos mutuamente. Queremos agradecer ao nosso amado irmão e pastor Adelmo Ferreira da Silva, por ter-nos cedido estes estudos que fazem parte de seu ministério em células na cidade de Magé-RJ. Ao Senhor seja à glória para todo sempre. Os presbíteros Igreja em Niterói

2

IGREJA EM CÉLULAS APRESENTAÇÃO Um organismo vivo é composto de células. E é pela multiplicação celular que este organismo se desenvolve e cresce. O nosso corpo humano é um exemplo disso. O apóstolo Paulo comparou a igreja com um corpo vivo (Rom.12.4-5; I Cor.12.12). Se a igreja é como um corpo, então, podemos dizer que ela também tem “células”, assim como nosso corpo biológico. A comparação é adequada e a palavra “célula” hoje é usada pela igreja em todo o mundo para designar os pequenos grupos de discípulos que se reúnem para crescimento e edificação. As vinte maiores igrejas do mundo estão estruturadas em células (incluindo é claro a de Seul, na Coréia do Sul, liderada pelo Pr. David Young Cho com mais de 1.000.000 de discípulos). A igreja em células é um tema atual, mas ao mesmo tempo muito antigo. Isto porque, na época do Novo Testamento (Séc.I), a igreja já se reunia em pequenos grupos nas casas (At.5.42; Rom.16). Somos um ministério estruturado em células. E temos entendido que a célula é um grupo pequeno de discípulos que existe para ser uma expressão da vida e do ministério do corpo, que é a igreja. É nas células, 3

Antes. Que elas sejam transmitidas debaixo da unção que repousa sobre cada líder. que acontece a multiplicação discípulos e a formação da vida de Cristo neles. dos Cremos que a palavra é um dos meios mais importantes para que haja transmissão da vida de Jesus. IGREJA EM NITERÓI Março/2008 4 . As palavras reunidas nesta apostila foram elaboradas a fim de prover aos líderes um material que lhes sirva de apoio para ministrarem às células. foram enumeradas de forma cronológica. a ministração da palavra de Deus é um dos elementos vitais do funcionamento da célula. ou seja. na ordem em que foram escritas e ministradas para as nossas células iniciais.principalmente. São verdades por demais preciosas extraídas das Escrituras a respeito de Jesus e do Reino de Deus. Por isso. As palavras não estão organizadas por temas.

ÍNDICE Agradecimento Apresentação Índice Princípios Absolutos para o Funcionamento das Células Palavras 1. 15. o perfeito salvador (II) Jesus. 2. aquele que faz a diferença por onde passa Jesus. 16. 5. 14. 6. 20. 8. 7. O mestre por excelência A exaltação de Jesus A unção de Jesus (I) A unção de Jesus (II) A unção de Jesus (III) A unção de Jesus (IV) A paz que Jesus nos dá O poder da revelação de Jesus A genealogia de Jesus (I) A genealogia de Jesus (II) A sensibilidade de Jesus O encontro de Jesus com Marta e Maria 5 . o perfeito salvador (I) Jesus. 10. 25. autor e consumador da fé. 11. 13. 19. 3. o perfeito salvador (III) O toque de Jesus Jesus. 22. 23. o leão e o cordeiro O significado da morte de Jesus O valor do sangue de Jesus O conteúdo do túmulo vazio Jesus. 18. 17. 26. 4. Vencendo a ansiedade Uma fé viva para um crescimento sem limites Uma bênção chamada arrependimento O poder do nome de Jesus Jesus. 21. 12. 24. 9.

45. 30. aquele que tem a palavra final Os três tipos de homem Os quatro solos (I) Os quatro solos (II) As duas casas A presença de Deus A paixão pela presença de Deus O preço da intimidade com Deus: temor Os rios do Espírito (I) Os rios do Espírito (II) Os dois homens A águia e o leão 6 . 32. 48. 42. 29. 41. 38. 50. 46. 28.27. porque tudo já está preparado Mais que um carpinteiro O chamado de Jesus Jesus. 40. 47. 35. 36. 39. 33. 43. 44. 31. 37. 34. O encontro de Jesus com a mulher samaritana O encontro de Jesus com Bartimeu O encontro de Jesus com o paralítico de Betesda O encontro de Jesus com Nicodemos O encontro de Jesus com Lázaro O encontro de Jesus com o oficial do rei O encontro de Jesus com a mulher paralítica O encontro de Jesus com um endemoninhado Uma visão correta Vinde. 49.

Se alguém não tem uma sólida experiência no discipulado. • QUE TODOS OS DISCÍPULOS DA CÉLULA ENTENDAM QUAL É A OBRA DO GRUPO. Isto é. etc. • QUE OS LÍDERES SEJAM FORMADOS EM TUDO AQUILO QUE DEVEM PRODUZIR NAS CÉLULAS. no ganhar pessoas para Cristo. como vai levar o grupo a ter esta experiência? 7 . Todos nós devemos ter uma mente liberta do “reunionismo”.Os Princípios Absolutos para o Funcionamento das Células • QUE SEJAM GRUPOS PEQUENOS Nem sempre é possível manter os grupos pequenos como se gostaria. por todos os discípulos. por causa do processo de formar novos líderes. porque com muita gente é mais difícil dar atenção a todas as pessoas e supervisionar concretamente todos os ministérios da célula. o discipulado. no serviço e cuidado dos irmãos. o evangelismo nas ruas. mas é feita principalmente durante a semana. na consolidação. Precisamos entender que a obra não é feita apenas na reunião da célula. as visitas aos contatos. Mas devemos fazer todo o esforço nesta direção. a consolidação dos novos. o companheirismo.

ainda tinha “3”: Pedro. Estas reuniões. devem ter um grande potencial de proclamação de verdades espirituais e de encorajamento para os discípulos. 2.• QUE SE TRABALHE POR NÍVEIS Isto é um princípio absoluto porque Jesus é o modelo da obra e ele trabalhava por níveis. os “70”. os “500”. Mas distinguir níveis é algo absoluto. embora simples. Para cada nível dedicava uma intensidade de acompanhamento diferente. que querem apenas estar nas reuniões.2). Discípulos medrosos. suas orações e sua comunhão. mesmo quando edificava seus discípulos. João e Tiago. Quem não trabalha por níveis esta deixando de lado um princípio absoluto que percebemos no ministério de Jesus e que era imitado por Paulo (II Tim. Devemos nos mobilizar para pregar o evangelho e ganhar novas pessoas. tendo em consideração nossa circunstância local e momento. os “12”. dificilmente vão dar continuidade á obra. e entre estes. 8 . Durante as reuniões devem participar com sua adoração. os “120”. O que devemos buscar e esperar é que cada reunião de célula seja cheia da Presença Manifesta de Deus e do poder do Espírito Santo. Ele tinha as “multidões”. Isto criava ampla possibilidade de constante evangelismo. • QUE HAJA MOBILIZAÇÃO PARA O CRESCIMENTO Jesus passou a maior parte do seu ministério nas ruas. • QUE A REUNIÃO PRODUTIVA DA CÉLULA SEJA MUITO Os discípulos da célula não devem trabalhar apenas durante a semana. Temos sempre que procurar qual a melhor maneira de imitar a Jesus.

com discípulos.33.6.1-2.25-32.34.7.7. A ansiedade é pecado por dois motivos: Porque ela está ligada com a incredulidade e porque Jesus mandou que não ficássemos ansiosos – Mat. companheiros. Atos 16.17). Como vencer a ansiedade A Bíblia nos ensina 5 atitudes que devemos ter para vencermos a ansiedade: • Reconhecermos que a ansiedade é pecado e nos arrependermos dela.13-15.6. 17. Vivermos um dia de cada vez – Mat. de todas as formas e em todas as oportunidades possíveis (ver Mat. 9.6.36-38.6. Humilharmo-nos debaixo da mão de Deus e lançarmos sobre Ele toda a ansiedade – I Ped. 1. cansaço. com irmãos mais maduros. como: dor no peito. Muitas vezes é acompanhada de sintomas físicos. súplicas e ações de graças – Fil. dor no estômago. angústia e desespero.Vencendo a Ansiedade Fil. 1 .6. Buscarmos o reino de Deus em primeiro lugar – Mat. etc.4.6-7 • A ansiedade é um dos maiores males que tem atormentado a alma humana em nossos dias. pânico. dor de cabeça. 5. inquietação.5. Contarmos para Deus todas as nossas necessidades através de orações. Ela tem sido uma porta de entrada para opressão demoníaca. Ansiedade é um estado interior de agitação.4. com o grupo todo.Podemos fazer isto em grupos. 9 • • • • .

2. Jesus é o nosso Jeová Jiré – O Senhor Provedor (Gên.22.13,14) Na história de Abraão aprendemos que um dos nomes de Deus é Jeová Jiré – “O Senhor que provê”. Este aspecto da vida de Deus pode nos curar de toda ansiedade. Neste texto podemos ver duas importantes verdades a respeito da provisão de Deus para nossa vida: • Sem entrega não há provisão. Quando Abraão ofereceu Isaque a Deus, ele ficou livre de toda ansiedade em relação ao que aconteceria ao seu filho. Abraaão creu que aquilo que Deus fizesse seria o melhor. O que produz ansiedade em nós é o nosso apego às coisas, nosso desejo de controlar as situações. Quando abrimos mão das coisas que mais amamos e entregamos ao Senhor, Ele mesmo cuidará delas para nós. Ele será nosso Jeová Jiré na medida que pudermos render a Ele toda nossa vida. Quando realmente entregamos, podemos descansar (Sal.35.7) Crer significa repousar a confiança, entregar, depender, lançar sobre Deus a nossa vida. A Bíblia diz: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo” (At.16.31). A provisão de Deus será sempre mais abundante do que tudo aquilo que nós imaginamos. Abraão foi surpreendido com o modo como Deus resolveu o problema. Deus providenciou um carneiro para ficar no lugar de Isaque! Deus tem os seus próprios caminhos e seus próprios planos. Se formos capazes de confiar no Senhor e entregarmos a Ele as situações mais difíceis, veremos o seu poder provedor de um modo surpreendente (Ef.3.20). Se Deus nos deu o seu próprio filho como provisão pelos nossos pecados, 10

certamente Ele nos dará também todas as demais coisas necessárias através de Cristo (Rm.8.32). • Jesus quer nos libertar e nos curar completamente da ansiedade. Ele nos ama e quer cuidar de toda nossa vida. Ele quer ser o nosso Jeová Jiré.

2 - Uma Fé Viva para um Crescimento sem Limites
II Cor.4.13 • “Sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb.11.6). Deus deseja quebrar totalmente a mentalidade de fracasso, derrota, inconstância e incredulidade que há em nós. Ele deseja implantar em nosso coração uma mentalidade de sucesso, conquista, êxito e fé. Alguém disse: “A fé honra a Deus, e Deus honra a fé”. Nestes dias, Deus está começando a realizar grandes coisas em nossa cidade. No entanto, o grande crescimento que o Senhor quer trazer para a igreja depende da nossa capacidade de crer. 1. Como podemos ter uma fé viva?

a) Arrependendo-nos de todo pecado de incredulidade, dúvida e medo. b) Rejeitando todo espírito maligno que opera incredulidade, dúvidas e medo em nosso coração. c) Pedindo ao Senhor que abra os nossos olhos e ilumine-os para que possamos ver o que Ele está fazendo – Mar.8.22-25; Ef.1.18. d) Recebendo um espírito de fé que nos leve a falar do que cremos – II Cor.4.13. 11

e) Usando pequenos motivos para ter uma grande fé – Mar.5.25-28. (Para a mulher, só tocar nas vestes era motivo suficiente para crer). f) Mantendo sempre uma linguagem (confissão) de fé mesmo diante das adversidades – Heb.10.23. g) Rejeitando firmemente todo pensamento de desânimo, medo e dúvida – Mat.14.22-32.(Neste texto Jesus disse para os discípulos: “Tende ânimo”, “Não temais”, “Por que duvidaste?”). h) Fazendo sempre uma grande celebração pelas pequenas conquistas. 2. Jesus é o autor e consumador da fé a) A Bíblia diz que devemos olhar para Jesus porque Ele é o “autor” e o “consumador” da fé – Heb.12.2. Ninguém pode crer se não olhar para Jesus. b) Quando olhamos para Jesus nós descobrimos as verdades pelas quais podemos ser salvos, curados e libertos – I Cor.15.1-6. Jesus morreu e ressuscitou! c) Para sermos salvos precisamos crer – Ef.2.8; Rom.10.8-11. Deus quer nos dar uma fé viva para um crescimento sem limites. Esse crescimento começa com a salvação e prossegue até que todas as promessas do Senhor sejam cumpridas em nossa vida.

12

13 . Na parábola. o filho pródigo sentiu uma grande dor na alma por causa dos pecados que cometeu contra o seu pai.11-24).15. b) O arrependimento significa uma profunda tristeza e humilhação pelo pecado.10). a) O arrependimento nos leva a refletir sobre o estado da nossa vida longe de Deus.3 . Vamos aprender hoje algumas verdades sobre este assunto tão sério. Uma das melhores ilustrações sobre o arrependimento está registrada na parábola do filho pródigo (Luc.7. a ponto de não se considerar mais digno de ser recebido em casa como filho (II Cor. O texto diz que aquele rapaz “caiu em si” e viu onde ele estava – num chiqueiro! Para os judeus isto era um absurdo porque o porco era considerado um animal imundo. 1. É um tema por demais importante porque sem arrependimento Deus não pode realizar em nossa vida aquilo que Ele deseja. Os porcos são uma figura dos demônios.Uma Bênção Chamada Arrependimento Atos 3. O que é arrependimento? A palavra “arrependimento” significa “mudança de mente” e está relacionada com o abandono do pecado e a volta para Deus.19 • A Bíblia fala muito sobre o arrependimento. Nesta história podemos destacar alguns fatos sobre o arrependimento.

Em Atos 17. As sandálias de uma nova conduta.30 e 11. O anel da filiação.O Poder do Nome de Jesus Atos 3. ao mesmo tempo. 4 .15.20-24). podemos perceber cinco presentes que o pai deu ao filho (Lc. 4. uma ordem e um presente de Deus. Quando uma pessoa está realmente arrependida.8-12 • Os dois textos lidos falam sobre o poder que existe no nome de Jesus. Deus concede-lhe a remissão (perdão) dos pecados e uma nova herança como filho do rei (Atos 26. Vamos conhecer um pouco o que as Escrituras nos falam sobre este nome e o poder que ele tem. ela está disposta a fazer tudo o que é necessário para mudar de vida. A roupa de uma nova vida. Estes presentes representam aquilo que nós ganhamos quando nos arrependemos e entramos no Reino de Deus. 14 .c) O arrependimento nos leva a tomar a decisão de voltar para Deus reconhecendo que não merecemos nada.1-8. O texto diz que ele se levantou e foi para seu pai. O Espírito Santo quer operar esta mudança no seu coração agora.18). 2.18 nós lemos que o arrependimento é. A festa da comunhão. a) b) c) d) e) O beijo do perdão. O que acontece quando nos arrependemos? Quando o homem se arrepende. Na parábola do filho pródigo.

por ordem de um anjo. como seu nome pessoal (Mat. os nomes de pessoas tem. Filho do Deus vivo (Mat. 2. geralmente. É esta revelação que nos faz ser discípulos de Jesus.16. Significa “Jeová é o Salvador” e foi dado na encarnação do Filho de Deus. Jesus é o Ungido de Deus prometido no Velho Testamento. etc. Pedro recebeu a revelação de que Jesus era mesmo o Cristo. Por exemplo. O título “Cristo” (ou Messias) significa “Ungido” e foi acrescentado ao nome Jesus em função da unção que Ele recebeu para cumprir a sua missão. Em hebráico é “Yeshua ha Mashiah” (Jesus.16). Jeová Rafah = O Deus que cura. Em grego o nome é “Iesous Christos” (Jesus Cristo).1. Os nomes de Deus representam a pessoa e a presença do próprio Deus. Os nomes podem estar relacionados com as características que a pessoa têm ou a alguma experiência dos seus pais (Samuel = Ouvido por Deus). Na Bíblia. Em alguns casos o nome da pessoa pode ser mudado como sinal de alguma mudança de caráter (Jacó = Usurpador / Israel = Aquele que luta com Deus e prevalece) ou para iniciar uma nova fase na vida da pessoa (Abrão = Pai exaltado / Abraão = Pai de multidões). O uso dos nomes na Bíblia. grande significado porque eles representam a própria pessoa.1.21). O nome “Jesus” era comum entre os judeus. El Shaddai = Deus Todo-Poderoso. o Messias). Deus se revelou no Velho Testamento através dos Seus nomes. O significado do nome de Jesus. Podem também ter um sentido profético (Elias = O poder do único Deus). 15 .

Os demônios são expulsos por causa do poder do nome de Jesus (Ex. 4.2.38.12.4. Todos os anjos e demônios.12-14.16. No nome de Jesus podemos orar ao Pai e sermos atendidos (Orar em nome de Jesus é como se o próprio Jesus estivesse pedindo ao Pai) – João 14.10). Deus o ressuscitou dentre os mortos. Ao exalta-lo. 16 .17-19. 5. o exaltou e o fez Senhor (At. para ela correrá o justo e estará em alto refúgio.36). 4. Paulo em Filipos .20-21). No nome de Jesus os enfermos são curados – At. • “Torre forte é o nome do Senhor. 3. Depois que Jesus morreu. Podemos verificar a manifestação do poder do nome de Jesus através de várias situações: 1.2.At. deulhe o nome que está acima de todo nome (Fil. Não existe nenhum poder ou autoridade no mundo físico ou espiritual que possa resistir diante do nome de Jesus. desde os principados até os menos graduados estão debaixo da autoridade do nome de Jesus (Ef. No nome de Jesus os demônios são expulsos – Luc.3.18.6.” (Pv.9-11). A manifestação do poder do nome de Jesus.16. 2.1. No nome de Jesus somos batizados – At. No nome de Jesus somos salvos – At. O reconhecimento do nome de Jesus no mundo espiritual.16-18).3.10.2.

5 - Jesus, O Leão e o Cordeiro
Apoc.5.1-14 • O texto que lemos fala sobre Jesus como um leão e um cordeiro. Precisamos entender o que isto significa para que a nossa fé esteja baseada numa revelação completa da pessoa e da obra de Jesus.

1. O que o Leão representa? Todos nós sabemos que o leão é um animal conhecido como “o rei da selva” por causa de sua força e coragem. O leão está sempre relacionado com liderança, comando, governo. Ele representa algo para ser temido. Na Bíblia, Jesus é chamado de “Leão da tribo de Judá” por causa da posição de governo que Deus destinou para Ele. Judá era um dos filhos de Jacó, e foi profetizado que ele era como um leão. De sua descendência nasceria o Rei que iria governar sobre toda a terra - Gên.49.9-10. Jesus é o descendente da tribo de Judá que Deus designou para comandar as nações. Como Leão, Jesus representa o governo de Deus na terra. Aquele que tem toda autoridade sobre os anjos, os homens, os demônios e toda a criação. Após a sua morte, Jesus foi ressuscitado pelo poder de Deus e foi exaltado sobre todas as coisas – Fil.2.9-11. João teve uma visão de Jesus como Leão e a sua descrição é de Alguém muito poderoso que deve ser temido e adorado – Apoc.1.12-18. João caiu aos pés do Leão como morto. A única atitude que nos cabe diante do Jesus-Leão é temor e obediência.

17

2. O que o Cordeiro representa? Quando pensamos num cordeiro, lembramos daquele animal dócil, manso e submisso que depende do cuidado de alguém. O cordeiro representa doçura, meiguice, mansidão. Ele é algo que inspira confiança. A Bíblia fala muito sobre o cordeiro, principalmente porque Deus estabeleceu no Velho Testamento que os sacerdotes deveriam oferecer todos os dias, de manhã e à tardinha, um cordeiro como sacrifício pelos pecados do povo. Sem este sacrifício, a ira de Deus seria derramada sobre o povo para destruí-lo. Deus estabeleceu que “sem derramamento de sangue não há remissão” – Heb.9.22. Quando o sangue do cordeiro era oferecido a Deus, a sua ira se desviava. Jesus é chamado de “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” – João 1.29. Através de sua morte, Ele conquistou a nossa salvação. Ao derramar o seu sangue, Jesus pagou o preço pelos nossos pecados e concedeu-nos o perdão. Como cordeiro, Jesus representa a graça de Deus na terra (Ef. 2.8). A atitude que devemos ter em relação ao JesusCordeiro é de fé e descanso. • Na verdade, o Leão e o Cordeiro representam aspectos diferentes de uma só pessoa, por isso não podemos receber somente o Leão ou somente o Cordeiro. Quem quer receber a Jesus tem que recebe-lo por inteiro! Como Leão e como Cordeiro! Se quisermos seguir a Jesus temos que estar dispostos a obedecer a sua autoridade e a confiar na sua graça.

18

6 - O Significado da Morte de Jesus
Isaías 53.5-6 • Todo mundo sabe que Jesus morreu, mas nem sempre há revelação dos motivos que o levaram a padecer naquela cruz. A morte de Jesus tem a ver com as conseqüências que o pecado trouxe para nossa vida. Para cada desgraça que o pecado traz, Jesus nos oferece a solução através de sua morte. Vejamos agora quais foram as conseqüências do pecado e o significado amplo da morte do Senhor. 1. As conseqüências do pecado β) O homem ofendeu a santidade de Deus e provocou a sua ira – Rom.1.18. χ) Por causa do pecado o homem está condenado ao castigo eterno – Rom.6.23. δ) O homem também se tornou escravo de Satanás e do pecado – Ef.2.2-3. ε) O homem perdeu a comunhão com Deus e não pode mais se relacionar com Ele – Isaías 59.12. 2. Os aspectos da morte de Jesus a) A morte de Jesus foi propiciatória (Rom.3.23; Heb.2.7; I João 2.2). “Propiciação” quer dizer 19

“Reconciliar” significa “fazer a paz”. Isto significa que Ele nos “resgatou”. Ap.1.1. Isto quer dizer que.24.9).3. tornando-o “propício” ao homem. Isto quer dizer que a sua morte foi uma troca. Todo homem é um pecador e traz em sua vida as conseqüências do pecado. 3.24.“tornar propício. Ef. foi até o “mercado de escravos” e nos livrou.20. A ira de Deus contra o pecado foi plenamente aplacada. o justo castigado no lugar dos injustos. c) A morte de Jesus foi redentora (Rom. o homem pode novamente restabelecer relações com Deus.18-21. 5. nos comprou pagando o preço de resgate (Gál.14-15).28. Jesus que não era escravo de Satanás. favorável” e significa que a morte de Jesus na cruz foi para satisfazer a justiça de Deus.17). Heb. ou seja. 3.21-22). Jesus já realizou tudo que era necessário para resolver todos os problemas que o pecado trouxe.2.18). Col. mas ninguém será salvo sem que primeiro faça duas coisas: arrependa-se e creia em Jesus. b) A morte de Jesus foi substitutiva (I Ped. • 20 . O preço do resgate foi o seu precioso sangue (At.5. d) A morte de Jesus foi reconciliadora (II Cor. Significa que o nosso castigo já foi pago através do sacrifício de Jesus. afastadas as barreiras.2.13.

Deus ficou completamente satisfeito em relação a sua justiça.24-26) O sangue de Jesus foi derramado primeiramente para Deus. Ele nos perdoa por causa do sangue. ele não era para ser visto pelos que estavam dentro da casa. A casa que tivesse o sinal do sangue ficaria protegida da morte.7 . Deus está satisfeito com o sangue do seu filho. para Deus. pois a dívida da humanidade estava sendo paga naquele momento.21-23).3. justificador daquele que tem fé em Jesus. Hoje. mas pelo próprio Deus que passaria do lado de fora. Para Ele a nossa conta já foi 21 .O Valor do Sangue de Jesus I Pd. para Deus ver. Ao ver o sangue de seu filho. Para resolver este problema. Deus estabeleceu a páscoa e exigiu que fosse morto um cordeiro por cada família e o seu sangue fosse colocado nos umbrais da porta (Êxodo 12. e assim satisfazer a sua justiça. 1. Quando o povo de Israel estava para sair do Egito. O valor do sangue está naquilo que ele significa para Deus.1. Portanto.18-19 • Todos os homens têm um problema diante de Deus: os seus pecados. primeiramente. É importante entendermos que o sangue era colocado do lado de fora da porta. é justo perdoar o pecador arrependido porque a justiça foi feita pelo sangue. O sangue de Jesus satisfaz a justiça de Deus (Rm. Vejamos agora o que a Bíblia nos fala sobre o sangue de Jesus e o grande valor que ele tem para Deus. o sangue é. Jesus derramou o seu próprio sangue e conquistou o perdão. ou seja. Deus tornou-se justo e ao mesmo tempo. Através do sangue de Cristo.

quem somos nós para achar ou sentir que a coisa ainda não está resolvida? Não é para nós “sentirmos” a eficácia do sangue. 3. Se é assim. Mas. 22 .13-14) O sangue de Jesus também é eficaz para resolver o problema da culpa que pesa sobre nós diante de Deus. mas através do sangue de Jesus toda acusação contra nós cai por terra porque temos a garantia do perdão do Senhor. Uma vez que a justiça de Deus está satisfeita.10-11) O diabo sempre procura nos acusar pelos pecados que nós cometemos. O sangue do Cordeiro é poderoso para vencer toda acusação do diabo! Hoje.8.7).12.9). ele está derrotado e nenhuma de suas maldições prevalecerá contra a igreja de Jesus (Rm. O sangue de Jesus vence as acusações de Satanás (Ap. Porém. podemos crer que estamos livres de toda culpa diante de Deus (I João 1. arrependidos.completamente paga. Satanás nos tenta e nos atribula a fim de nos fazer pecar. 2. O sangue de Jesus purifica as nossas consciências (Hb. é importante entendermos que o poder do sangue só pode operar na vida daqueles que estão dispostos a deixarem as trevas e passarem a andar na luz do Senhor (I João 1. nós vimos como o sangue de Jesus é valioso.9.31-39). de desespero e de depressão. e quando pecamos ele enche a nossa mente de pensamentos de derrota. mas para crermos no valor que ele tem para Deus. podemos ter uma consciência limpa de todo tipo de condenação. Ao confessarmos nossos pecados.

a ressurreição do corpo.54). Quando se quebra a unidade entre o espírito.1-10.28. A morte física ocorre quando o espírito e a alma deixam o corpo. Após a sua morte. Este corpo ainda tinha até as marcas da cruz (João 20. O que é a morte? A morte não é deixar de existir. era um corpo transformado. Jesus passou novamente a ter unidade entre seu espírito. Um com carne e ossos. Para provar isto. havia ressuscitado. O túmulo vazio de Jesus contém a Sua vitória sobre a morte.24.O Conteúdo do Túmulo Vazio Mat. Entretanto. Com a ressurreição física. Jesus necessitava de uma ressurreição física. Para vencer a merte. 24-27). então acontece a morte física. 24.41-43). A ressurreição do Senhor tem um significado tremendo para nós.39-40). Não estava preso ao espaço nem ao tempo. Jesus comeu na presença dos discípulos (Lc. os discípulos foram ao lugar onde Ele foi sepultado e acharam um túmulo vazio! Jesus não estava lá.8 . Desta maneira. a alma e o corpo.24.20.15. Atos 2. 1. Ele venceu a morte (I Cor. alma e corpo.24 • Os textos que lemos falam sobre a ressurreição de Jesus. e não um espírito (Lc.31). 23 . Podia aparecer e desaparecer (Lc. Vamos aprender hoje algumas verdades muito importantes sobre o túmulo vazio de Jesus.

muito menos salvará seus seguidores. Temos uma pessoa viva que vive em nós e nós nele. Se estas regras e doutrinas não salvaram seus líderes. A nossa fé em Jesus não é um simples pensamento da nossa mente. Eles estão sós. A fé dos discípulos “entrou em parafuso” depois da morte de Jesus (João 20. Maomé. Sem a ressurreição física quem creria no crucificado? Mas pela sua ressurreição. A ressurreição de Jesus é. O túmulo vazio de Jesus contém a segurança da nossa fé. Mas onde eles estão hoje? Estão mortos. Toda nossa vida é “em Cristo” (Paulo usa essa expressão 164 vezes). portanto. nem uma mera aceitação mental das coisas que ouvimos sobre Ele. Alan Kardec e outros.2. um livro de doutrinas morto e sem poder.25). 3. 1.19. Ele foi comprovado como Filho de Deus (Rm. O túmulo vazio de Jesus contém o fundamento da nossa união com Ele. Nossa fé em Jesus é poderosa porque nos une a Ele.17. Mas nós não temos uma religião. Aleluia! O pecador só pode ser abençoado pela obra de Cristo quando é unido a Ele. 24 . Esta fé foi restabelecida quando o Jesus ressurreto apareceu a eles. Homens como Buda.4) e como Juiz universal (At. fundaram religiões.31). aquilo que faz a grande diferença entre a fé cristã e uma religião de homens. Os seguidores destes homens não têm mais do que um livro de regras e doutrinas.

4. Ele é as primícias (I Cor. I Cor. Aquele que Faz a Diferença por onde Passa Atos 10. 9 .4.15. A ressurreição do nosso corpo somente é possível pela ressurreição de Jesus. havia diante de Jesus dois grupos de pessoas: os pecadores e os justos. Jesus faz a diferença onde existe pecado (João 8. Col. Por que Ele fez a diferença por onde passava? Porque Ele é o Messias. o Filho de Deus que veio estabelecer o reino de Deus na terra e resgatar os pecadores.14).38 • O texto que lemos nos fala que Jesus “andou por toda parte fazendo o bem”. Seu corpo de glória é o padrão de nossos futuros corpos (Fil.20-21.Jesus.23. Isto significa que Ele passou por todo tipo de lugar. e Ele continua fazendo a diferença por onde passa.11.3.8. I Ts. Jesus é o mesmo hoje. Sua vitória sobra a morte garante a nossa própria ressurreição (Rm. A mulher era a pecadora que foi flagrada em adultério e eles eram os 25 . 1.48-49).18).111) Para os escribas e fariseus. • Todo este conteúdo do túmulo vazio de Jesus só pode ser experimentado por aquele que se arrependeu de seus pecados e colocou sua fé em Jesus.1. O túmulo vazio de Jesus contém a certeza da nossa ressurreição.20. por onde passava. fazia a diferença.15. onde havia toda espécie de mal e.

A única diferença entre a mulher e os religiosos era que ela estava consciente de seu pecado e eles. mas Jesus o transformou num homem de visão e de iniciativa.1-20) Jesus curou muitas pessoas oprimidas pelo diabo. No entanto. Ele possuía uma “legião” de demônios (No tempo de Jesus. O texto no diz que este homem geraseno estava sob forte influência de demônios a ponto de andar. Jesus faz a diferença onde existe influência demoníaca (Mc.homens justos que guardavam a lei. 2. A vida daquele doente foi mudada pelo poder de Deus.5. não. Por onde passa. Os religiosos “justos” saíram envergonhados. Jesus faz a (Mc. Embora não possamos definir com 26 . A cegueira fez de Bartimeu um mendigo. Havia ali um cego que clamou pela misericórdia do Senhor e recebeu a cura. pelos sepulcros. Jesus sempre faz estas duas coisas: Ele torna consciente o pecado naqueles que não sentem o peso da sua culpa e apaga o pecado naqueles que estão humilhados pelo sentimento de culpa. quando Jesus se manifestou diante daquelas pessoas. de dia e de noite. e a mulher “pecadora” recebeu o perdão e a liberdade. Era a última vez que Ele estava passando naquela cidade porque estava indo para Jerusalém para morrer.46-52) diferença onde existe doença O texto nos fala que Jesus estava passando por Jericó.10. uma legião equivalia a um exército completo de infantaria ou cavalaria de mais de 5000 homens. 3. gritando e ferindo-se com pedras. Ele deixou claro que havia naquele lugar apenas um tipo de gente: todos eram pecadores.

Jesus.5. O Perfeito Salvador (I) Mateus 1. Após o seu encontro com Jesus.1116) Jesus estava passando numa cidade chamada Naim e encontrou um enterro de um jovem.precisão o número de demônios que havia naquele homem. Jesus liberta os oprimidos de Satanás e dá início a uma nova história na vida das pessoas. Todos os aspectos do pecado são resolvidos através da salvação do Senhor (Hb.3). tudo mudou. 10 . filho único de uma viúva. Diante de Jesus. Abra o seu coração. o termo “legião” usado aqui se refere a um número muito grande de espíritos malignos).21 • A palavra “Jesus” significa “Jeová é salvador”. mas ao encontrar-se com Jesus. se arrependa e creia no Filho de Deus. nem a morte tem a palavra final. Para a viúva. 4. Na verdade.8-9). vestido e em perfeito juízo”. Este nome foi dado ao Filho de Deus Encarnado por causa de sua missão de salvar os homens de seus pecados. 27 . Jesus faz a diferença onde existe morte (Lc.7. Por onde passa. Aleluia! • Jesus está passando hoje aqui.2. Ele fará a diferença na sua vida. Jesus conseguiu conquistar uma salvação completa e se tornar o Salvador Perfeito (Hb. Ele é o Senhor que venceu a morte. não havia mais esperança. a salvação não é uma doutrina. o geraseno estava “sentado. O texto diz que Ele se compadeceu daquela mulher e ressuscitou o seu filho. Através de sua vida e obra.

Atrás de todo pecado que o homem comete estão a independência e a incredulidade.56-57).28-29). Quando o homem decidiu desobedecer a Deus. O homem é salvo de toda maldição do pecado à medida que ele entra num relacionamento com a pessoa de Jesus (João 6. Jesus nos salva da mentira do pecado (Mt. mudança de atitude”.mas uma pessoa – Jesus (Lc.3. ele perdeu totalmente o contato com a luz da verdade e passou a acreditar nas suas próprias mentiras (João 8.2829) O pecado é.28-30). uma tremenda mentira. A palavra “arrependimento” significa “mudança de mente. E atrás de toda independência e incredulidade está a mentira de que Deus não é digno de confiança e de que não é bom estar debaixo de Sua autoridade. ele estava recebendo no seu coração a mesma semente da mentira criada por Satanás (Gn. A partir daí. Ele achou que não poderia confiar em Deus e que não era bom ter que viver debaixo de Sua autoridade. Jesus viveu em contínua dependência e confiança do Pai e demonstrou com isso que Deus é digno de confiança e que é bom viver debaixo de Sua autoridade (João 8. Através de Sua encarnação. ele estava crendo numa mentira. Esta mudança produz pelo menos três frutos no homem: 28 . 1. 10. Nós podemos ser salvos da mentira do pecado se crermos em Jesus e se nos arrependermos. Quando Lúcifer se ensoberbeceu e quis ser igual a Deus. antes de mais nada. Jesus demonstrou que Lúcifer estava enganado.2.1-6).44).

Este é um tempo de arrependimento (Isaías 55. Ele nos convida a tomarmos o seu jugo e a aprendermos com Ele a sermos mansos e humildes de coração (Mt.a) Profunda tristeza pelos pecados cometidos na independência – II Cor 7. Tg.17. de Satanás e de nossa consciência. Jesus nos salva da condenação do pecado (Rom.8-10.19. Falta de arrependimento significa que a mentira do pecado ainda está presente.30.23-26) O segundo aspecto do pecado é que ele nos condena diante de Deus. O Perfeito Salvador (II) Lucas 9. • Enquanto o homem não se arrepende.56 • Jesus é o nosso Perfeito Salvador porque Ele nos salva de todos as conseqüências do pecado.Jesus.13. Hoje nós vamos ver o segundo aspecto do pecado e como Jesus nos salva dele.11. 11 . 4. Já vimos que o pecado é uma mentira satânica que produz incredulidade e independência. c) Disposição de fazer tudo o que for preciso para corrigir os seus erros – Lc.28-29).9.10. 3. b) Abandono de toda independência – Lc.9. cegando a mente e o coração do homem.6-7). 2. 29 . ele ainda está preso na mentira do pecado e perecerá (Lc. Jesus nos salva desta mentira operando em nós o arrependimento.18). 11.1-3). uma ordem e um presente de Deus (At.2324. O arrependimento é ao mesmo tempo.

Ficamos separados da presença de Deus (Rm.2. graças a Deus por Jesus! Toda esta condenação do pecado. O lugar de completa separação de Deus na eternidade se chama inferno (Mt. Nada fica impune. Além da falta de paz neste mundo. Ficamos cegos para o fato de que Deus é um juiz que nunca fará “vista grossa” para o pecado. e ranger de dentes (Dn.25.23). Cada pecado que cometemos é contado diante de Deus. Como é triste a nossa condição de pecadores! Mas. Mas com Deus a coisa é diferente! Ninguém jamais ficará impune diante dele. Não podemos ter verdadeira paz neste mundo porque algo dentro de nós sabe que não estamos bem com o nosso Criador. nós dizemos a Deus que não confiamos nele e não queremos o Seu governo sobre nossa vida. desprezo. vemos muitos criminosos que nunca tem que pagar pelo que fizeram.3.23). No mundo. 30 . Passamos por este mundo separados e vamos para a eternidade separados. O Senhor mesmo determinou que o salário do pecado fosse a morte (Rm. Quando pecamos. Ao nos condenar. terá que conviver com a maldade e o ódio dos demônios. o pecado ainda nos traz a culpa que pesa sobre as nossas consciências.30). nós morremos. Achamos que nada de ruim vai nos acontecer. Morte significa separação. no inferno haverá vergonha. tormentos.12.41). o pecado também nos leva a ficarmos a mercê das acusações de Satanás e de suas maldições. Nossa sociedade convive com a impunidade. Além de condenados diante de Deus. Quando pecamos. O pecado nos faz ignorar o juízo de Deus. O pecado nos tira a proteção da autoridade de Deus e nos torna vulneráveis diante das perversidades do diabo.O pecado é uma afronta a Deus. O que poderia ser pior do que isso? Por causa do pecado nós estamos condenados a ficar separados de Deus para sempre! Já nascemos separados.6. Como se não bastasse. Quem morre e vai para o inferno. Deus está apenas sendo justo. Mt.25.

de Satanás e de sua consciência. Ele pagou o preço da nossa liberdade.10 • Quando a Bíblia fala sobre a salvação. Deus nos reconhece como justos e aceitáveis diante dele. A palavra que Paulo usa para descrever este aspecto da salvação é “justificação”.Ele levou sobre o seu corpo no madeiro. Quem não for humilde para crer em Jesus e reconhecer o que Ele fez. É sobre isto que vamos estudar hoje. 12 . ficamos livres de toda condenação. Aleluia! Jesus. através de sua morte. terá que arcar sozinho com todas as conseqüências do seu pecado. neste mundo e na eternidade. Na verdade. podemos viver de modo agradável diante dele. a obra que Jesus realizou é poderosa para nos salvar. quite e aceitável perante Deus”.3. podemos ter comunhão com Deus. O Perfeito Salvador (III) Rom. 31 . Aleluia! Louvado seja o Senhor pela Sua Grande Salvação! • Mesmo que Jesus já tenha conquistado a nossa justificação. mas também da escravidão e da presença do pecado. Com o seu sangue. suportou todas as conseqüências do pecado. Assim. Através de Jesus. “Justificar” significa “declarar justo. só temos acesso a ela por meio do arrependimento e da fé. diante de Deus. temos vitória sobre as acusações e os ataques de Satanás e podemos experimentar paz em nossa consciência. ela não fala que Jesus nos salva apenas da condenação do pecado. Através de Jesus.Jesus. Ele se fez maldição por nós (Gl. 5. não apenas da condenação.13).

Como Ele faz isso? Através de sua morte e ressurreição. Ele continuará morando em mim.5. todos os homens e mulheres passaram a nascer pecadores. uma vida que venceu o pecado. A boa notícia é que Jesus também nos salva do poder do pecado. Através da vida de Cristo em nós plantada pelo Espírito Santo. recebe uma nova vida. uma vida ressurreta. Ele foi o último Adão (I Cor.6).19). Depois de Adão.3.6.20).114) Quando o homem pecou. Eu preciso. então. mas eu não posso viver dominado por ele. O problema de ser um pecador é que o pecado pode exercer um poder sobre mim obrigando-me a pecar. O nosso velho homem foi crucificado com Ele (Rm. Aleluia! Em Cristo.6.2. Jesus nos salva da escravidão do pecado (Rm. um novo homem (Rm. A Bíblia diz que “pela desobediência de um só homem (Adão). O pecado não pode ser retirado de meu corpo.45-49). Quando Jesus ressuscitou. Ele pôs fim a raça de Adão. Ele trouxe à luz uma nova raça. mas que o próprio pecado habita em nós. 32 . mas também algo que faz parte da minha constituição humana. Eu não sou um pecador porque eu peco. somos salvos da escravidão do pecado. mas eu preciso vencê-lo. ser salvo num nível muito profundo. eu peco porque sou um pecador. muitos foram constituídos pecadores” (Rm. Preciso ser liberto do domínio do pecado que habita em mim. Isto significa que nosso problema não é apenas que nós cometemos pecado. o pecado não é apenas algo que eu faço.8-11).15. ele se tornou um “pecador”. Logo. nós podemos viver livres de todo domínio do pecado porque Jesus passa a viver em nós a sua vida vitoriosa (Gl.6. Quando Jesus morreu. Quando alguém crê em Jesus.

O Perfeito Salvador está esperando por você. E assim. 33 . Nossos corpos serão transformados. Deus limpará de nossos olhos toda a lágrima de todo sofrimento causado pelo pecado (Apoc.O Toque de Jesus Mateus 8. em santidade e amor (I Tes.9-10). Toda corrupção será tirada.1617). Viveremos diante dele para sempre.50-54) Haverá um dia em que todos aqueles que creram em Jesus serão totalmente livres da presença do pecado. Para ser salvo é preciso tão somente crer no Filho de Deus de todo coração e se arrepender dos pecados (Rm. Jesus tocou o leproso! Através desta história podemos aprender várias verdades sobre o toque milagroso de Jesus. • A salvação não é uma doutrina.1-3 • O texto nos conta a breve história de um leproso que se encontrou com Jesus. não mais existirá o pecado. Jesus nos salvará da presença do pecado (I Cor.917). mas exige condições.15.4. 13 . Quando formos estar com o Senhor na glória. é uma pessoa – Jesus! Ele quer salvar a todos completamente.4.10. A salvação é de graça. nunca mais pecaremos contra o Senhor. Eles se tornarão imortais e incorruptíveis.7. O que nos chama atenção nesta história é a forma como Jesus tratou aquele homem.

Ele é Poderoso e nós somos fracos. chamamos a atenção do Senhor e ficamos mais perto do Seu toque. “Se quiseres. curados. libertos e completamente restaurados (I Tm. O texto nos diz que Jesus prontamente disse que queria curar o leproso. A nossa adoração atrai o toque de Jesus. Quando adoramos estamos dizendo para o Senhor que nós dependemos dele.3-4). ele também sabia que a vontade de Jesus era soberana para decidir curar ou não. na alma e no corpo. E quando adoramos. Era só Jesus querer e ele já estava pronto para receber a cura. Hoje Ele está pronto para tocar em você. 2. o leproso demonstrou que sabia que Jesus tinha poder para cura-lo. pequenos. Através de sua adoração. bem podes tornar-me limpo”. O desejo de Jesus é nos tocar para sermos curados. Ele tem grande alegria quando pode tocar num pecador e cura-lo. Seu coração já estava cheio de fé. A vontade do Senhor é que você seja curado no espírito. 34 .8). A verdadeira adoração sempre envolve estas duas atitudes: crer no poder de Deus e sujeitar-se ao querer de Deus. A Bíblia afirma que Deus deseja que todos os homens sejam salvos.2.1. que reconhecemos que Ele é grande e nós. Ele é Santo e nós. A base da adoração é o reconhecimento de que Jesus é maior que nós e que nós precisamos dele. foi para isto mesmo que Jesus veio ao mundo. Porém. Na verdade. para desfazer todas as obras do diabo na nossa vida (I João 3. O texto nos diz que o leproso se prostrou diante de Jesus e o adorou. só dependendo da vontade do Senhor. pecadores.

nós podemos ser livres para viver toda plenitude de vida que fomos criados para viver. que não podia viver na cidade junto com os outros. E o melhor de tudo é que nos tornamos instrumentos de cura para que outros sejam tocados e curados também. A lei determinava que o leproso ao se aproximar de alguém deveria gritar de longe: Imundo! Imundo! Assim as pessoas iriam saber que não poderiam se achegar muito dele para não se contaminarem. • Jesus está aqui e quer nos tocar. Poderia começar uma vida normal.3. Quando Jesus nos toca o milagre acontece. Ao tocar no leproso. mas estava dizendo profeticamente que Ele veio para se aproximar de nós. Jesus toca o intocável. Aquele homem era alguém discriminado. tinha que ficar separado de todos. não podia ser tocado por ninguém.” (Mc. Aleluia! 4. Não importa como estamos. Como um Deus santo poderia se aproximar de nós? Quando Jesus tocou aquele leproso. Ficar limpo significava que aquele homem estava agora em condições de viver novamente dentro da cidade.42). Todos nós nos tornamos imundos por causa do pecado. Quando o Senhor nos toca e nos cura. Ele estava não só curando um homem intocável. os pecadores imundos e intocáveis. 35 . Ficamos separados e passamos a contaminar tudo que tocamos. A lepra simboliza o pecado. nos sarar por dentro e nos chamar para sua intimidade. Marcos nos conta que “Imediatamente desapareceu dele a lepra e ficou limpo. Ele é poderoso para curar as nossas feridas apenas com um toque. junto com a sua família. Jesus curou-o imediatamente. para nos tocar.1.

no seu poder e na sua palavra. que tipo de fé o nosso Mestre deixou para nós vivermos. Confiou no amor do Pai quando os discípulos o abandonaram e ele teve que enfrentar a cruz sozinho. ele aprendeu desde cedo a não apenas saber que Deus existia. Uma fé que significa “confiança”. príncipe. Jesus teve uma fé que significava confiança. Em primeiro lugar. A nossa fé precisa ser assim.1). ele nos precedeu na fé abrindo o caminho para nós trilharmos.2 • A palavra “Autor” significa “líder. Jesus não somente inaugurou o caminho da fé. Esta palavra aparece 99 vezes só no Evangelho de João. fundador”. 36 . Autor e Consumador da Fé Hebreus 12.14 . (Ler Prov.4. Jesus confiou no Espírito Santo quando foi guiado ao deserto para ser tentado pelo diabo (Mt.Jesus.3. Precisamos confiar no seu amor. Jesus não tinha somente uma crença em Deus. Vejamos. 1. A palavra “crer” vem do grego “pisteuo”. Jesus é o nosso líder perfeito na fé. Jesus é aquele que tomou a liderança na fé. mas a depositar toda a sua confiança nele. uma confiança total em Deus. Ele confiava no Pai de todo coração. Ela é muito rica de significados e em Jesus ela ganha um colorido todo especial. mas ele também o tornou perfeito e seguro para nós passarmos. A palavra “Consumador” significa “Aperfeiçoador”.5-6). então.

8).2. 3. os bens. 37 . as suas idéias e a si mesmo. Uma fé que significa “entrega absoluta”. E a cruz o levou a glória! A verdadeira fé implica em entrega.6. A nossa fé precisa ter esta característica também. Ele era um homem totalmente entregue ao Espírito Santo.28). Como príncipe da fé. E esta entrega o levou finalmente a cruz (Fil. Jesus nos mostra que crer significa depender de Deus. Jesus dependeu do conselho do Pai quando foi escolher a sua equipe de doze discípulos (Lc. Como um escravo que espera sempre pelas ordens de seu senhor. não a sua própria vontade. A vida do Senhor foi de constante entrega. Jesus se colocou na posição de um homem frágil e necessitado diante do Pai. A fé que Jesus teve sempre envolveu entrega.1213).2. Por isso foi ungido e usado por Deus para realizar sinais e prodígios e pregar o evangelho. Jesus se rendia debaixo da autoridade do Pai. Ele estava pronto para fazer. mas a vontade daquele que o tinha enviado (João 6. Ele entregou o tempo. Dependia do Pai para se alimentar. dependia dele para curar e fazer milagres (João 8. Uma fé que significa “dependência”. Para depender é necessário se humilhar e reconhecer que somos limitados e frágeis e que Deus é forte e soberano. Em todos os momentos Jesus dependeu do seu Pai. as energias.38). Precisamos seguir o exemplo de nosso Mestre e nos colocarmos na posição de escravos que se entregam para fazer a vontade de seu amo. dependia do Pai para pregar. Precisamos nos colocar na posição de mendigos que dependem do favor do rico reconhecendo toda nossa fragilidade e carência.

Ele 38 . Ele não passava só conceitos. Mas. Coloque os seus olhos em Jesus agora e receba esta fé em seu coração. Vejamos. A segunda razão que torna Jesus o Mestre por excelência é a sua natureza humana.28-29 • O texto nos fala que Jesus foi reconhecido pelo povo como um Mestre que ensinava com autoridade. Porque Jesus é o Filho do homem. Jesus é Deus! Como Deus. algumas razões que fazem de Jesus o Mestre por excelência. Isto significa que Ele não é apenas um homem. Em Fil. 2.2.6 lemos que Jesus “subsistia em forma de Deus”. 7. Jesus foi gerado pelo Espírito Santo. Porque Jesus é o Filho de Deus. pois foi Ele quem nos criou e sabe exatamente o que nós necessitamos.2 nos desafia a olharmos atentamente para Jesus a fim de aprendermos com ele a exercermos uma fé que vence. O mundo conheceu grandes mestres. o que faz com que Ele seja Deus. mas seu ensino transmitia vida. 15 . Nenhum outro mestre que já passou pela história tem esta característica. 1. A Bíblia diz em João 1. porém nenhum como Jesus. A primeira razão que faz de Jesus nosso Mestre por excelência é o fato que Ele é o Filho de Deus. Ele é o nosso Mestre por excelência. O Mestre por Excelência Mat. Ele conhece a nossa estrutura humana. então.• Hebreus 12.Jesus.1 que Jesus era o “Verbo” que estava no princípio com Deus e que Ele era Deus.

sofreu traições. Quando Ele ensina. Jesus é assim. a sua motivação é nos ver totalmente restaurados e encaminhados dentro da vontade de Deus (João 15. Jesus pode nos ensinar sobre o tipo de vida que agrada a Deus e que traz descanso para o nosso coração (Mat. Não há nada melhor do que termos um professor que nos ama e quer o nosso bem. Como homem. Porque Jesus nos ama. Não existe maior privilégio na vida do que ser um discípulo do Mestre por excelência..28-29).9). Jesus enfrentou o diabo. Podemos confiar nele e nos seus ensinos porque Ele nos ama e deseja restaurar toda nossa vida. e mesmo assim permaneceu inabalável em suas convicções (Heb. Deste modo.28-29). • Jesus nos convida a irmos a Ele e aprendermos dele (Mt. nossos sofrimentos. Ele passou pelas mesmas situações comuns que nós passamos e aprendeu o caminho da obediência ao Pai em todas as coisas.nasceu de Maria e isto faz dele um homem. Ele viveu tudo aquilo que Deus desejava.. 4. Jesus tinha duas naturezas. nossas fraquezas.11. 39 .5. nossas tentações.33). Porque Jesus sabe exatamente o que funciona.79). E como homem. 3.11. a divina e a humana. Ele conheceu por experiência própria as condições da nossa vida. Outra credencial de Jesus como Mestre é o seu conhecimento da vida. foi difamado e perseguido. Ele conhece bem o caminho que leva a vitória e pode ensina-lo para nós (João 16.

8-11. E como um homem. Jesus foi levantado por Deus e colocado numa posição de autoridade absoluta sobre toda a criação.36).910) 40 . foi uma escolha de Jesus.2. Jesus foi exaltado por Deus. Quanto a ser exaltado.2.16 . Ef. Jesus foi exaltado por causa de sua humilhação e obediência (Fil. mas entregou-se completamente ao julgamento do Pai. Jesus foi exaltado pelo Pai (Fil. 2. 1. Vamos ver hoje quatro verdades fundamentais sobre a exaltação de Jesus.8) Quanto a se humilhar.17-23 • A palavra “exaltar” significa “elevar. Por causa desta humilhação. A Bíblia diz que Deus fez com que Jesus se assentasse à sua direita no céu (Ef. 3.5-8) A Bíblia diz que aquele que se exaltar será humilhado. Jesus começou a sua humilhação quando escolheu esvaziar-se do exercício de seus poderes divinos e tornar-se um homem. mas aquele que se humilhar será exaltado. Esta palavra quando é aplicada a Jesus fala do que lhe aconteceu após sua ressurreição. levantar.2. Jesus não tentou se exaltar a si mesmo. erguer”. homens e demônios (Fil. continuou se humilhando como um escravo a ponto de morrer numa cruz por obediência. foi uma decisão do Pai.1.A Exaltação de Jesus Fil.2. 1.20) e o fez Senhor e Cristo (At. Jesus está numa posição de autoridade suprema sobre todos os anjos.2.

Jesus foi ungido por Deus com grande poder e saiu para realizar o seu ministério. E não importa o que os homens pensem ou falem de Jesus. Quem hoje tem dúvida ou não crê na exaltação de Jesus. • Hoje você pode reconhecer a exaltação de Jesus e confessar que Ele é o Senhor. homens e demônios têm que se dobrar. Faça isto agora e você será salvo (Rom. Luc. Os demônios.Jesus foi colocado por Deus numa posição de autoridade absoluta. Os anjos de Deus estão neste momento contemplando a majestade de Jesus e sabem que Ele é Senhor. agora ou na sua volta (Fil. A unção que Ele recebeu tinha 41 • . nada muda o fato de que Ele está exaltado e vive pelos séculos dos séculos. em breve. Diante dele os joelhos de anjos. Ele é o Altíssimo! 4. desceu sobre Ele o Espírito Santo em forma de pomba e pousou sobre Ele. Efésios 1. 4. A exaltação de Jesus será reconhecida por todos.10-11) Ninguém pode fazer de Jesus Senhor. mesmo que não gostem. Ele já é Senhor. verá com seus próprios olhos. porque Deus o fez Senhor. Atos 10. humanos e demoníacos.32.21 nos diz que Jesus foi elevado à uma posição que está “muito acima” de todos os poderes angelicais.9-10).A Unção de Jesus (I) João 1. Naquele momento. quando Ele vier com toda sua glória e poder. têm que reconhecer que Ele é o Senhor. 17 .2.10.38 • Quando Jesus estava sendo batizado por João Batista.16-19. e isto não tem nada ver com o que achem dele.

para que Jesus foi ungido.19). O evangelho diz que podemos voltar a ter o privilégio de sermos governados por Deus. então. Anunciar o evangelho aos pobres Jesus foi ungido para pregar o evangelho aos pobres. tendo que colher as duras conseqüências da rebelião que herdamos de Adão.algumas finalidades que estão descritas nos textos que lemos. 1. mas mediante a obediência de um homem (Jesus) muitos são constituídos justos e podem sair de debaixo do jugo de opressão maligna e viverem em sujeição a Deus (Rom. As “boas novas do Reino” significam que a autoridade de Deus foi restabelecida na terra por meio da obediência de Jesus e que agora todos os homens têm a oportunidade de viverem novamente sob esta autoridade. Vejamos. Ninguém precisa mais continuar na desobediência contra Deus. Jesus pregava o “Evangelho do Reino” (Mat. Através de sua vida de obediência ao Pai. Através da desobediência de um homem (Adão) muitos foram constituídos pecadores e passaram a viver debaixo da tirania satânica. por meio dele. Quando Jesus pregava.4. Jesus manifestou na sua vida. Ele queria que as pessoas soubessem que. A influência que foi cedida pelo homem a Satanás sobre este mundo. Por 42 . através da desobediência. elas poderiam ser salvas de seus pecados e ficar livres de toda opressão do diabo. A palavra “evangelho” significa “boas novas” e se refere à pregação que Jesus fazia da chegada do Reino de Deus e da Salvação por meio da fé nele.23). Jesus demonstrou aos homens qual é a verdadeira atitude que Deus espera de cada um. A submissão que Adão não conseguiu ter diante do Senhor. Quando Jesus veio ao mundo Ele trouxe consigo a expressão clara da autoridade de Deus. Jesus reconquistou por meio de sua obediência.5.

Jesus orou. 18 . Naquele momento.23-24). Luc. humildemente. Ele se dirigia àqueles que. Atos 10.38 • Quando Jesus estava sendo batizado por João Batista.3).. 4. graças te dou porque ocultastes estas coisas aos sábios e entendidos e as revelastes aos pequeninos. • Jesus recebeu a unção do Espírito Santo para anunciar o evangelho aos pobres. Não há nada mais precioso para um pecador do que poder ouvir a notícia de que ele pode ser livre de toda sua culpa se tão somente crer no Filho de Deus! Jesus pregava estas boas novas aos pobres. certa vez. dificilmente receberiam qualquer notícia boa. que precisam de Deus e estão abertas para ouvi-lo e receberem dele.isso. por causa de sua confiança nas riquezas (Mar.11.” (Mat.16-19.25).14-15).10. desceu sobre Ele o Espírito Santo em forma de pomba e pousou sobre Ele. Jesus foi ungido por Deus com grande poder e saiu para realizar o seu ministério. Os “pobres” são as pessoas que reconhecem.32.1. Jesus declarou que o reino dos céus é para aqueles que são “pobres de espírito” (Mat. A unção que Ele recebeu tinha 43 . Ele também disse que dificilmente entrará um rico no Reino..A Unção de Jesus (II) João 1. Hoje você pode abrir o seu coração e receber com humildade o Reino de Deus na sua vida e ser salvo dos seus pecados.5. por causa de sua condição de miséria. Os “pequeninos” são aqueles que assumem a sua pobreza e necessidade diante de Deus e estão abertos para receberem e crerem no evangelho. Ele ordenava a todos que se arrependessem e cressem no evangelho (Mar. dizendo: “Pai.

2-3). A Bíblia diz que todo homem é um pecador e. Muitas pessoas hoje estão presas por Satanás. Precisam de libertação. dificuldades de relacionamento. ela tornou-se livre para endireitar-se e andar normalmente. Existem pessoas que são cativas do medo. Através do pecado.13. Jesus curou uma mulher que andava encurvada (Luc.10-17). o que é pior. Sentem-se sempre derrotadas e vêem o fracasso em tudo.algumas finalidades que estão descritas nos textos que lemos. traumas. Aos poucos. Outras pela depressão e tristeza. suas famílias estão sendo destruídas. Porém. Ele quebrou as cadeias malignas e imediatamente a mulher ficou sã. Por estar longe da glória de Deus. a partir do momento de sua cura.2. para que Jesus foi ungido. 2. então. por causa do pecado. O Senhor Jesus foi ungido com o Espírito Santo para proclamar esta libertação a todos os que estão presos por 44 . Suas vidas estão presas. doenças. estas fortalezas vão se estruturando dentro das pessoas e gerando atitudes erradas. Vejamos. Ela era mantida presa por Satanás através daquela enfermidade. Quando Jesus a viu. estão indo para o inferno e nem se dão conta disso. Há pessoas que possuem uma mente enferma que só pensa negativamente. conflitos. O texto diz que antes ela andava encurvada e de modo nenhum podia se endireitar. o homem tornou-se um cativo dos poderes das trevas (Ef. Proclamar libertação aos cativos Certa vez. o diabo provoca inúmeras situações na vida das pessoas com o objetivo de formar dentro delas todo tipo de fortalezas. confusões e toda sorte de pensamentos e sentimentos que destroem e aprisionam a alma. Não conseguem crer.23). suas finanças devoradas e. Outras estão presas pela ansiedade. Elas estão presas por fortalezas. ele perdeu o contato com a presença de Deus (Rom.3. Não podem se endireitar nem andar de cabeça erguida porque estão oprimidas.

• Jesus veio para libertar os cativos. enganos e prisões. Aquele cego.19). Jesus curou um cego chamado Bartimeu que vivia mendigando na beira da estrada. 4. Jesus foi ungido por Deus com grande poder e saiu para realizar o seu ministério. que o clamor daquele homem despertou a atenção do Mestre.46-52 • Quando Jesus estava sendo batizado por João Batista. Não há mais necessidade de ninguém continuar cativo porque Jesus já conquistou a vitória sobre os poderes das trevas.7-9) e podemos ser cheios de sua presença (At. então. Mar. Ele cancelou toda maldição que o pecado trouxe para nossa vida (Gál.3.A Unção de Jesus (III) Luc.10. Naquele momento. da feitiçaria. A unção que Ele recebeu tinha algumas finalidades que estão descritas nos textos que lemos. do satanismo e de toda sorte de pecados. Proclamar restauração da vista aos cegos Certa vez. Através do seu sangue.3. Arrependa-se e creia em Jesus e você será livre! 19 . desceu sobre Ele o Espírito Santo em forma de pomba e pousou sobre Ele. 3. Jesus parou e pediu 45 . Existem inúmeros testemunhos de pessoas que foram libertas do vício. levantou a sua voz e começou a clamar pedindo ao Senhor que tivesse misericórdia dele. ao saber que Jesus estava passando. nós recebemos o perdão de todos os nossos pecados (I João 1. Vejamos. Diz-nos o texto.18.13). Através de sua morte e ressurreição. para que Jesus foi ungido.Satanás.

A maior necessidade que temos é de visão espiritual. o Messias! Aleluia! Mas. para que isto aconteça. nem vamos ficar olhando apenas para as coisas materiais deste mundo. que ainda não estamos sentindo dentro de nós o toque do Senhor.” Depois disto. fantasmas. Nós não iremos ver mais fantasmas ou espíritos de mortos. Ainda há outros que já não conseguem ver mais nada que possa satisfazer suas almas e estão a ponto de desistir de tudo. Jesus lhe fez uma pergunta surpreendente: “Que queres que te faça?” Bartimeu. precisamos levantar a voz e clamarmos para que Jesus tenha misericórdia de nós e nos cure. Antes de cura-lo. o cego passou a enxergar e foi seguindo a Jesus pelo caminho. Uma visão que nos mostre quem de fato é Deus e qual é o seu propósito para nossa vida. preencher suas vidas com o dinheiro. demônios que tentam intimidar suas almas e engana-las. a) Em primeiro lugar. Muitas pessoas estão vendo assombrações. em vão. o divertimento. 46 . espíritos de parentes mortos. na verdade. Deus está liberando seu poder para restaurar a nossa visão espiritual. Outros só vêem as coisas materiais e tentam. E como aquele mendigo. ETs. porém. que não conseguimos entender as coisas de Deus. os prazeres. Esta história ilustra bem o que o Senhor quer fazer conosco nestes dias.que o chamassem. que são. mas iremos contemplar a face gloriosa do Cordeiro de Deus e do Leão da tribo de Judá. precisamos reconhecer a nossa cegueira espiritual e clamar para que o Senhor nos cure. Nestes dias. primeiro temos que assumir que estamos cegos. a cultura. então respondeu: “Mestre. que eu veja. Iremos ver a manifestação da glória de Jesus. no entanto.

Hoje. 20 . O texto nos diz que depois que Bartimeu recuperou a visão. 11. c) Em último lugar. o diabo procura cegar ou corromper o nosso entendimento para que não consigamos enxergar as bênçãos espirituais que estão preparadas para nós em Cristo (II Cor. 61. Ef. Jesus recebeu uma unção capaz de nos curar de toda cegueira e nos fazer enxergar as realidades espirituais. Jesus foi 47 .b) Em segundo lugar. Naquele momento. No entanto.4. Clame a Ele e receba a cura.A Unção de Jesus (IV) Is. O propósito da visão espiritual é fazer-nos capazes de nos tornarmos verdadeiros discípulos de Jesus. Deus tem coisas tremendas preparadas para nossas vidas.1. ele passou a seguir a Jesus pelo caminho.3.3). • Jesus está pronto para restaurar a sua visão. veremos a glória de Deus! (João 11. precisamos tomar a decisão de seguir a Jesus para onde Ele for. coisas que já são reais no mundo espiritual. não conseguirá segui-lo. desceu sobre Ele o Espírito Santo em forma de pomba e pousou sobre Ele. Jesus está pronto para nos curar da cegueira e nos fazer ver toda a riqueza do seu Reino e todos os benefícios de sua Salvação. Somente a visão clara de quem Ele é e do que Ele fez nos capacitará a sermos seus discípulos. 25. Lev. Quem ainda não teve revelação de quem é Jesus.40).1-3.4. Se crermos. precisamos crer que o Senhor Jesus tem poder para restaurar a nossa visão agora mesmo.8-22 • Quando Jesus estava sendo batizado por João Batista.

Jesus foi ungido a fim de proclamar o ano do jubileu para todos os povos da terra. Proclamar o ano aceitável do Senhor Jesus foi ungido para anunciar o ano aceitável. Todas as famílias podiam. a cada 50 anos. Gal. 2. para que Jesus foi ungido.32. Vejamos. 3.ungido por Deus com grande poder e saiu para realizar o seu ministério. Todas as dívidas eram canceladas. Todos os escravos tinham sua liberdade restaurada. 14-15). Este ano aceitável é chamado em Levítico 25 de “ano do jubileu”. 5. de ser livre da pobreza herdada. A unção que Ele recebeu tinha algumas finalidades que estão descritas nos textos que lemos. Ele acontecia a cada 50 anos. desfrutar de um novo começo ao receber de volta a sua herança e liberdade.1). O ano do jubileu era uma forma que o Senhor estabeleceu para que o povo pudesse ter sempre a oportunidade de recomeçar. Deus estabeleceu que três coisas principais iriam ser feitas: 1. Através de sua vida e obra nós temos acesso aos benefícios espirituais do ano do jubileu: a) Toda nossa dívida com Deus é cancelada por meio do sangue de Jesus (Col. Todos os proprietários recebiam seus bens em restituição. b) Somos livres da escravidão do pecado e não temos mais que servir a Satanás (João 8. 4. 2. então. Em Cristo nós somos totalmente livres! 48 . Neste ano.

16. todos os benefícios que Jesus conquistou. destruído e morto pelo diabo por causa de nosso pecado. pela fé. Um dos sinais da ausência de Deus é a falta de paz. 49 . Hoje você pode receber.1. Através de Jesus. A paz que Jesus nos dá significa um correto relacionamento com Deus.27. Ele tem prometido restituir os anos que foram consumidos pelo gafanhoto (Joel 2. Deus está pronto a cancelar sua dívida.A Paz que Jesus nos Dá João 14.10).33 • Vivemos num mundo carente de paz. não apenas restituído. a lhe dar a liberdade e a restituilo. 21 .c) Recebemos de volta tudo aquilo que perdemos por causa do pecado (João 10.5. Se tão somente nos humilharmos diante do Senhor e decidirmos ser seus discípulos. Vamos aprender hoje sobre esta paz que podemos experimentar através de Jesus.23-27). será. Ef. Os textos que lemos falam da paz que Jesus nos dá e que podemos experimentar mesmo no meio das tribulações. conosco e com os homens – Rom. 1.2. Tudo que nós deixamos ser roubado. a restituição virá. mas multiplicado em nossa vida pelo poder do Senhor.13-14. • Em Cristo teve início o ano aceitável do Senhor.

A nossa relação com Deus foi cortada por causa do pecado (Rm. Conseqüentemente. Ele precisa de bons calçados para proteger os seus pés.6.15.59. A paz de Jesus é a sandália que nos protege no meio da guerra e permite que continuemos de pé diante do inimigo. Através de Jesus. 2. A paz que Jesus nos dá traz ordem para nossa vida – Gal. 3. 50 .A palavra paz (“Shalom” no Velho Testamento e “Eirene” no Novo) significa primeiramente “perfeição nos relacionamentos”. nem com a gente mesmo nem com as pessoas que convivem conosco. Nenhum guerreiro pode ir para a batalha descalço. nos justifica e nos reconcilia com Ele. coisas fora do lugar. pois o seu sangue nos perdoa.3. bagunça. as coisas são colocadas no seu devido lugar.5. A partir daí. Onde existe desordem.1-2). o nosso relacionamento com Deus pode ser restaurado. A palavra paz também pode ser traduzida como “segurança”. aí não há paz. Ele traz ordem ao nosso mundo interior e também aos vários aspectos da nossa vida. Quando não estamos bem com Deus não podemos estar bem com mais ninguém. Jesus não é alguém desorganizado. Paz significa “ordem”. podemos experimentar paz em nosso interior e recebermos cura nos relacionamentos familiares e sociais. Quando o Espírito de Jesus controla nossa vida. Is. ficamos com problemas interiores e nossos relacionamentos uns com os outros ficaram abalados.22-23.23. existe ordem. A paz que Jesus nos dá produz segurança no meio das lutas – Ef.

podemos lançar sobre Ele toda nossa ansiedade e saber que Ele cuida de nós.O Poder da Revelação de Jesus II Cor. que nada teme da parte de Deus e que vive contente com sua sorte neste mundo. Vamos examinar no texto que lemos. seja qual for”. 51 . Hoje nós vamos estudar um pouco sobre este poder que há na revelação de Jesus. Quando temos um relacionamento perfeito com Deus através de Jesus. • Hoje você pode ter esta paz que Jesus dá. A ansiedade é um dos grandes inimigos da paz. cegou o entendimento dos incrédulos para que eles não recebam a revelação do Senhor Jesus (v.4.4). Esta paz é tão poderosa que mesmo no meio das tribulações somos felizes. A paz que Jesus nos dá opera em nós a verdadeira felicidade – Fil. ela recebe poder para enfrentar quaisquer dificuldades a fim de entrar e permanecer no Reino de Deus. o deus deste século. 22 . 4. Alguém traduziu a palavra paz da seguinte maneira: “O estado tranqüilo da alma que tem certeza de sua salvação por Cristo.3-10 • O texto que lemos fala que o diabo. 4. Ele faz isto porque sabe que quando uma pessoa consegue ver claramente quem é Jesus. Ao fazermos isto. porque a revelação de Jesus é poderosa. a paz do Senhor guarda os nossos pensamentos e os nossos corações através de uma doce serenidade.6-7. Você só precisa se arrepender e crer no Messias.

Quando olhamos para Jesus hoje.1. Jesus manifestou a glória de Deus.9.6. A nossa vida é comparada a um vaso de barro. que tem nas mãos um cetro de ouro.18.811). A revelação de Jesus é poderosa porque Jesus é a manifestação da glória de Deus – v. A revelação de Jesus é poderosa porque ela é um tesouro que enche vasos de barro – v. transformando-o e usando-o.1. Fil. 3. Conhecer a Jesus nos faz ficar cheios da excelência do poder de Deus. glorificado.28.7.8.2). 52 . Ver a face de Jesus é ver o próprio rosto de Deus. A revelação de Jesus é poderosa porque Jesus é o Senhor – v. Jesus é o Senhor! Encontrar-se com Ele significa perder o direito de mandar em nossa vida. Os milagres que fez foram expressões da grandeza e do poder de Deus. 4. humilhado. palavras e ações. suas atitudes. A revelação de Jesus é poderosa porque ela nos faz enfrentar as lutas da vida e sair vencedores em tudo – v. Mas o conhecimento de Jesus é comparado a um tesouro que enche este vaso de barro e opera nele poderosamente. Através de sua vida. Não! Nós vemos um Rei Exaltado.4. nós não vemos mais um Servo Sofredor. Jesus é a exata expressão do Ser de Deus (Hb.5. 2. frágil e pequeno.2. que se assenta num trono Alto e Sublime e que recebeu do Pai toda autoridade nos céus e na terra (Mat. E quem vê a Deus nunca mais pode ser o mesmo. Sua compaixão pelos pecadores revelou o coração amoroso de Deus.

No entanto. o deus deste século está sendo derrotado na sua vida. da perseguição.A Genealogia de Jesus (I) Mat. Lucas e João) descreve a genealogia de Jesus de uma maneira diferente. a partir de agora. a revelação de Jesus opera em nós toda resistência. A genealogia revelava quem era a pessoa e qual era sua condição na sociedade. a sua genealogia. Por exemplo. todo poder. Eles fazem isto para revelar os vários aspectos da vida e da obra do Senhor. Isto porque cada um era reconhecido e colocado dentro de uma classe social conforme a sua genealogia. receber a revelação de Jesus e tornar-se um discípulo dele. ou seja. entre o povo de Israel um homem só podia ser sacerdote caso fosse descendente de Levi. Hoje. Você pode. nós vamos estudar sobre a genealogia de Jesus e descobrir quem Ele é através de sua linhagem. Marcos. • Hoje. Arrependa-se de todo pecado e creia No Messias 23 .Ser um discípulo de Jesus significa enfrentar muitas lutas. Somente assim você será capaz de enfrentar as lutas do caminho. toda perseverança e toda vitória diante da tribulação. • 53 . filho de Jacó e os reis tinham que ser da linhagem de Davi. da angústia e da perplexidade.1. É interessante ver que cada Evangelho (Mateus.1 • Nos tempos bíblicos era muito importante saber a linhagem das pessoas.

ele é apenas um escravo. Por isso. Desta forma. 2. seus milagres. A genealogia de um rei – Mat 1. Não importa de quem o escravo é filho ou parente. ele começa o seu livro dizendo que Jesus era filho de Davi. os reis de Israel e de Judá até chegar em José. Diante da realeza de Jesus. Ser escravo era a condição mais desprezível na sociedade romana. o famoso rei de Israel. reconheceram que Jesus era Rei (Mat. A genealogia de um escravo – Mc 1. não tinha direitos civis. não tinha nada. Mateus descreve os fatos da vida do Senhor de modo a destacar que Ele era o Rei dos reis. assumindo a forma de escravo (Fil. O Reino de Deus só é um reino de verdade porque tem um Rei. Ele veio para estabelecer o seu governo na terra. só nos cabe colocar a nossa vida debaixo de sua autoridade e nos tornarmos seus súditos. o pai humano de Jesus. fica demonstrado que Jesus é o Rei! Acerca dele foi dito que seu reino não terá fim (Is. Um escravo vivia para fazer a vontade de seu senhor. ele quis apresentar Jesus como o Servo Perfeito. como os cegos de Jericó. não tinha bens.29-31). e este Rei é Jesus. Ela iniciase com Abraão e vai citando.6-7). porque um escravo não tem genealogia. A palavra neste texto não é “servo”. Por isso. 20. a genealogia do primeiro Evangelho apresenta a linhagem real do Messias.1-17 O Evangelho de Mateus foi escrito para revelar a realeza de Jesus. Um escravo geralmente não tinha nome. sendo Deus. 9. Jesus não tem genealogia.2. suas obras.1 Quando João Marcos escreveu o seu Evangelho. Jesus se humilhou e 54 .1.5-8). mas “escravo”. neste Evangelho. Jesus. ao longo da lista. se esvaziou e se humilhou. Muitas pessoas. Marcos narra principalmente os feitos de Jesus. Assim. aquele que veio para servir ao homem.

É interessante ver que cada Evangelho (Mateus.23-38 A genealogia que Lucas escreve é diferente de Mateus porque Lucas faz o caminho inverso. Eles fazem isto para revelar os vários aspectos da vida e da obra do Senhor.1 • Nos tempos bíblicos era muito importante saber a linhagem das pessoas. Hoje. Receba esta palavra no seu coração e creia em Jesus. A genealogia revelava quem era a pessoa e qual era sua condição na sociedade. Lucas nos prova que a linhagem de Jesus é 55 . Não podemos desprezar o serviço que o Messias realizou por nós. • 3. filho de Jacó e os reis tinham que ser da linhagem de Davi. Ou seja. Por exemplo. mas vai terminar somente em Adão. entre o povo de Israel um homem só podia ser sacerdote caso fosse descendente de Levi. Marcos. a sua genealogia. ou seja. o Filho do homem e o Filho de Deus. nós vamos estudar sobre a genealogia de Jesus e descobrir quem Ele é através de sua linhagem. o Servo perfeito. Isto porque cada um era reconhecido e colocado dentro de uma classe social conforme a sua genealogia.tornou-se um escravo assim. Lucas e João) descreve a genealogia de Jesus de uma maneira diferente. • Quando estudamos a genealogia de Jesus conhecemos quem Ele é: O Rei dos reis.A Genealogia de Jesus (II) Mat. Ele começa por José e não pára em Abraão. A genealogia do Filho do homem – Luc 3. 24 .1.

6. o Servo perfeito. fome. Ele sentiu sede. Receba esta palavra no seu coração e creia em Jesus.47). obedeceu como homem. cansaço. o Filho do homem e o Filho de Deus. mas tremenda sobre Jesus.17-20.30.32-44 • O texto de João 11 conta a história da morte de Lázaro. Era necessário ser assim. João diz que foi através de Jesus que todas as coisas foram feitas. É por isso que João é o Evangelho menos narra os fatos do ministério de Jesus e que mais descreve a sua relação com o Pai (João 5. Nesta história podemos ver claramente uma característica marcante de Jesus: a sensibilidade.1-3 O Evangelho de João apresenta uma genealogia pequena.15. • Quando estudamos a genealogia de Jesus conhecemos quem Ele é: O Rei dos reis. Aleluia! Jesus é “o homem do céu” (I Cor. e somente através de um homem o pecado poderia ser destruído e a salvação conquistada. A genealogia do Filho de Deus – João 1. e diz que Ele estava lá no princípio com Deus e Ele mesmo era Deus. morreu como homem e venceu a morte como homem. 4. Ele é o Filho do homem. João fala da eternidade de Jesus como o Verbo de Deus. foi tentado como homem. Jesus Cristo é o Filho de Deus. 25 .A Sensibilidade de Jesus João 11. Jesus realmente tornou-se um homem como nós. Ou seja. 5. Esta sensibilidade é revelada principalmente na parte que 56 . 5. porque foi através de um homem que entrou o pecado no mundo.57).verdadeiramente humana. a linhagem de Jesus é divina.36-37.

O nosso amor falha. chorando por causa 57 . Elas não pediram ajuda baseadas no amor de Lázaro por Jesus. de uma forma bem humana. 2. Jesus certamente já havia demonstrado este amor em outras situações. Na verdade. Lázaro havia morrido. suas irmãs mandaram um recado para Jesus informando-lhe sobre a sua enfermidade. Jesus amava aquela família toda. O nosso amor é inconstante. mas o dele permanece fiel. e o texto nos diz que Jesus “viu” Maria. porque a base de nossa confiança não é o nosso amor pelo Senhor. e agora este amor era o grande motivo pelo qual elas podiam esperar a ajuda dele. mas o seu amor por nós. podemos enumerar três verdades sobre a sensibilidade de Jesus: 1. e os judeus que a acompanhavam. Com base nesse relacionamento. Quando Lázaro ficou doente. A sensibilidade de Jesus reflete a sua atenção para os dilemas que nós vivemos – João 11.3 e 5.33. Isto faz toda a diferença para nós. o tipo de sentimento que existe dentro do coração de Deus por nós – um sentimento que se comove e se perturba diante do nosso sofrimento.• diz: “Jesus chorou”. através de seu relacionamento com Lázaro e suas irmãs. assim como Ele ama a nossa família também. O recado dizia: “Está enfermo aquele a quem tu amas”. Vamos descobrir hoje um pouco deste sentimento demonstrado pelas lágrimas de Jesus. A sensibilidade de Jesus está baseada no seu amor por nós – João 11. que Jesus tem um interesse genuíno por nós e pela nossa família. Neste momento. E é por causa deste amor. Marta e Maria. mas no amor de Jesus por Lázaro. mas o dele é eterno. Jesus deixou extravasar.

34 e 38.de sua morte. Ele deseja curar as nossas almas e restaurar completamente a nossa casa. os seus olhos estão voltados em nossa direção. • O texto termina dizendo que através daquele milagre muitos puderam crer em Jesus. 3. Ele foi ao sepulcro e realizou o milagre que aquela família precisava – ressuscitou a Lázaro! A sensibilidade de Jesus move o seu braço para agir em nossos problemas e operar os milagres que precisamos. Quando Jesus viu o sofrimento daquela gente. 58 . aquilo que Deus fará em sua vida e em sua família. Jesus “viu” a dor que estava dentro da alma daquela família. Ele realmente conhece tudo que passamos e sofremos e é sensível para se compadecer de nós. o texto nos diz que Ele “moveu-se muito em espírito e perturbou-se”. imediatamente. Jesus conhece a nossa vida e os seus olhos estão atentos para ver a nossa dor. o Senhor moveu-se para agir. Quando o Senhor viu as lágrimas daquelas pessoas. Ele não se conteve mais e perguntou: “Onde o puseste?” Assim. servirá para muitos também crerem no Evangelho e serem restaurados. mas um profundo sentimento de compaixão. A sensibilidade de Jesus move seu braço para realizar o milagre que precisamos – João 11. Esta informação é preciosa porque mostranos a atenção que Jesus dá a nossa dor e sofrimento. Agora mesmo. cheios de compaixão. Isto revela a profundidade dos sentimentos de Jesus diante de nossos sofrimentos. Não é algo superficial. Da mesma forma.

vamos aprender algumas lições importantes para que nós também tenhamos um encontro com Ele. Hoje nós vamos aprender um pouco mais sobre a necessidade que temos de ter um encontro com Jesus e também sobre aquilo que devemos fazer para que este encontro aconteça. É necessário. as duas irmãs tiveram algumas atitudes muito preciosas em relação a Jesus que tornaram aquela visita inesquecível. Veremos ainda o que Jesus faz em nós quando nos encontramos com Ele. O texto diz que Marta “recebeu” Jesus em sua casa. Através da visita que Jesus fez à casa de Marta e Maria. Ele era o Messias. Certamente havia muitas casas que poderiam recebe-lo. o Filho de Deus. 1. a) Receber (v. 59 • .26 . Ela recebeu em casa nada menos que o Rei de todo o universo. O que Marta e Maria fizeram para terem um encontro com Jesus. Ambas precisam desejar ter este encontro e fazerem o que for necessário para que ele seja agradável. Segundo o texto que lemos.38). mas foi Marta que tomou a atitude de hospeda-lo.38-42 • Para haver um encontro entre duas pessoas é preciso que haja a participação e o envolvimento das duas partes. Estas atitudes estão descritas em três verbos que aparecem no texto. Jesus estava passando por aquela aldeia e precisava de hospedagem. Ela sabia que Jesus não era apenas um homem.Jesus com Marta e Maria Lucas 10.

A “boa parte” significa estar aos pés de Jesus. • Jesus está aqui pronto para ter um encontro com você hoje.23. 60 . b) Jesus protegeu Maria das críticas por causa de sua escolha (v. Maria logo assentou-se aos seus pés para “ouvir” a Sua palavra. Abra o seu coração e receba-o como o seu Senhor e Salvador. adora-lo. Jesus afirmou que Maria havia “escolhido” a boa parte e que esta não lhe seria tirada. Precisamos tomar o lugar de verdadeiros aprendizes e abrirmos os ouvidos para ouvirmos o Mestre – João 10. 2. ansiosa e perturbada por causa dos seus muitos afazeres.portanto. O que Jesus fez por aquelas mulheres. Jesus sempre protege aqueles que escolhem a “boa parte” de estar com Ele. ter comunhão com Ele. E isto é uma questão de escolha – Luc.12.39).9. c) Escolher (v. Marta estava distraída.41). a) Jesus revelou o coração de Marta e ensinou-lhe a estabelecer as verdadeiras prioridades na vida (v. As palavras de Jesus são “espírito e vida”. Jesus pode lhe revelar isto e ensinar-lhe a estabelecer as prioridades. Quando Jesus entrou na casa. b) Ouvir (v.27-28. que estejamos dispostos a abrir a porta da nossa vida e receber o Messias – João 1.42). Ele fará coisas tremendas na sua vida.42).

9).10-11). d) Uma mulher religiosa.27 . pois pensava com uma mente natural (v. 3.20-24). As características de uma pecadora. c) Uma mulher com a vida arruinada pelo pecado (v. Ela era: a) Uma mulher que tinha barreiras para se encontrar com Jesus por causa dos preconceitos sociais (v.Jesus e a Mulher Samaritana João 4. 61 . 1. Abra o seu coração e deixe o Espírito Santo falar com você. Ele está pronto para satisfazer as suas necessidades mais profundas. reconhecemos na mulher samaritana a figura de todo pecador que ainda não conhece a Jesus. mas que não conhecia a verdadeira adoração a Deus (v.1-30 • Jesus deseja se encontrar com você e tem procurado promover situações onde Ele possa falar ao seu coração e revelar-lhe o Seu grande amor. Hoje nós vamos aprender um pouco sobre as características de uma mulher que teve um encontro com Jesus e pôde saciar a sede de sua alma ao receber a salvação do Senhor. b) Uma mulher que não entendia a linguagem espiritual. Como Jesus lida com a sede da alma.16-18). Quando lemos esta história. 2.

21-24). d) Jesus tratou o pecado na vida daquela mulher com bondade e não com condenação (v.19) e finalmente creu que Ele era o Cristo (v.10). depois ela o reconheceu como um profeta (v. f) Jesus se apresentou a mulher como o Messias (v.13-14). Como podemos saciar a sede da nossa alma. demonstrando que aquele encontro havia alterado a ordem das suas prioridades (v. • A mulher expressou que realmente encontrou com Jesus ao deixar o seu “cântaro” para trás.16-18).29). 3. A mulher samaritana teve uma atitude para com Jesus que nos ensina como podemos saciar a sede da nossa alma. c) Jesus ofereceu a “água” da salvação para saciar a verdadeira sede daquela mulher (v. e) Jesus revelou o coração do Pai e a sua busca por filhos adoradores (v.28).9). O texto nos diz 62 . a) Jesus amava aquela mulher e por isso “puxou assunto” com ela (v.2526). b) Jesus revelou o principal problema daquela mulher: sede espiritual (v.7). a) A mulher permitiu que as palavras de Jesus ministrassem a verdade ao seu coração e mudassem a sua maneira de pensar sobre Jesus – Primeiro ela achava que Jesus era apenas um judeu qualquer (v.A maneira como Jesus tratou aquela mulher revela o modo como Ele lida com a sede que existe dentro da alma de cada um de nós.

b) Ele era um mendigo (v. influenciou outros a terem um encontro com Jesus (v. 63 .46). Hoje nós vamos estudar sobre a vida de Bartimeu e sobre o seu encontro com Jesus.4.46-52 • Deus quer ter um encontro com você! É por isso que Ele tem procurado criar situações para que você possa ouvir a Sua palavra.36-37. 1.46).39-42).10. podemos ganhar todas as riquezas da terra. Quando não temos Jesus. a) Ele era cego (v. através de sua experiência. Quem era Bartimeu? Bartimeu possuía algumas características que representam o estado de todo pecador que ainda não se encontrou com Jesus. Esta célula é uma situação que Deus criou para você ter a oportunidade de se encontrar com Ele.Jesus com Bartimeu Mar. Hoje você pode também se encontrar com Jesus e saciar a sede da sua alma.4. O que Bartimeu fez para ter um encontro com Jesus? Para termos um encontro com Jesus precisamos tomar as mesmas atitudes que Bartimeu tomou. mas perderemos a nossa alma – Mc. A Bíblia diz que Satanás cegou o entendimento dos incrédulos para que não vejam a verdade – II Cor.ainda que aquela mulher. 28 . 2.8.

a) Jesus parou e o chamou (v.47).1017.a) Ele ouviu que Jesus estava passando (v.49). A fé nasce dentro de nós quando ouvimos a palavra de Deus – Rm. “Misericórdia” significa que Deus não nos trata segundo o que nós merecemos. Ao lançar a capa fora.48). Aquela capa era um símbolo social de sua vida miserável.50).51). Ele usou as críticas para aumentar o seu clamor. O Senhor perguntou: “Que queres que te faça?” Jesus deseja 64 . Bartimeu não se preocupou com aquilo que as pessoas estavam dizendo. Quando alguém pede misericórdia é porque sabe que não merece o favor de Deus.50). b) Jesus verificou o que ele realmente queria (v. c) Ele não se intimidou com as críticas e clamou ainda mais (v. e) Ele levantou-se e atendeu ao chamado de Jesus (v. O que Jesus fez na vida de Bartimeu? Aquilo que Jesus fez na vida de Bartimeu. O Senhor sempre ouve o clamor de um pecador arrependido e se compadece.4-5.2. 3. ele estava rompendo com a velha vida de cegueira e pobreza. Encontrar-se com Jesus é uma questão de decisão. mas precisa dele. Ele quer fazer na vida de todos as pessoas que desejam ter um encontro com Ele. b) Ele clamou por misericórdia (v. mas pela sua graça – Ef. d) Ele lançou a sua “capa” de cego e mendigo fora (v.47).

A vida daquele homem estava limitada pela sua doença e pela sua rotina em torno daquele “tanque”.Jesus com o Paralítico de Betesda João 5. Hoje o Senhor lhe chama para vir a Ele e segui-lo. Nós vamos estudar hoje sobre a história da cura de um homem paralítico que pode se encontrar com o Messias e teve o seu destino totalmente mudado. sua vida estava estruturada em cima de seu 65 • . O texto que lemos nos sugere 3 pontos importantes que podemos destacar sobre a situação daquele homem e sobre a cura que ele recebeu de Jesus: 1. também os seus sonhos (v. certamente. Vidas foram transformadas. passou a segui-lo. Ao ser curado.52). destinos foram mudados e famílias inteiras foram restauradas através destes encontros.fortalecer e confirmar os nossos desejos espirituais e os nossos alvos. Deus o trouxe a esta célula com o objetivo de promover uma oportunidade para encontrar-se com você. c) Jesus restaurou a sua visão e. Aquele homem já estava acostumado com a sua doença. Bartimeu pôde resgatar a sua dignidade pessoal e sua auto-estima. • O texto diz que Bartimeu.1-9 • Jesus encontrou-se com muitas pessoas nos dias de seu ministério. depois de encontrar-se com Jesus e ser curado. Abra o seu coração para ouvir tudo o que Deus tem para lhe dizer. e também recuperar a capacidade a sonhar. 29 .

sofrimento. um pobrezinho. A cura nos faz livres para assumirmos nossos compromissos e nossas responsabilidades diante da 66 . pobrezinho. Jesus perguntou: “Queres ficar curado?” Esta pergunta parecia não ter cabimento naquela situação. Ele tinha uma rotina em torno daquele tanque e já havia se acostumado a ser olhado pelas pessoas como um miserável. Você vai ter que reestruturar a sua vida em cima da saúde e não mais da doença. nós não conseguimos fazer o que sabemos que é certo porque somos doentes por dentro. a sua doença era sua desculpa para deixar de fazer tantas coisas que ele tinha que fazer. mas no fundo não querer ser curado. 2. Você não vai mais ser olhado como uma vítima. pensando em cura. A doença limita e cria uma rotina triste. da liberdade e não mais da escravidão. nem vai poder usar sua doença como desculpa para não fazer o que você tem que fazer. O “tanque” para aquele homem não era mais uma esperança de cura. E o pior é que podemos nos acostumar a ser doentes e estruturarmos a nossa vida e os nossos relacionamentos em torno de nossas feridas. mas um símbolo de miséria e maldição. Ou seja. mas a cura que o Senhor traz nos torna livres e renova a alegria. pois o homem estava ali justamente para ser curado. Jesus fez uma pergunta ao paralítico com o objetivo de verificar o quanto ele realmente queria ser curado. aquele homem poderia não estar disposto a realmente mudar de vida. Muitas vezes. uma vítima do destino. Jesus sabia que ele poderia estar naquele lugar de cura. Há um preço a ser pago pela cura: o preço é que você vai ter que levantar-se e andar para longe da rotina do seu “tanque”. estar falando de cura. As feridas que uma pessoa tem na vida sempre produzem limitações. No entanto.

Jesus lhe disse: “Levanta-te. 4 e 10) O texto nos diz que Nicodemos era “príncipe dos judeus” e “mestre de Israel”. A cura daquele homem dependia somente de sua fé para obedecer aos passos que Jesus lhe deu para ser curado.2. Vamos aprender nesta lição sobre a necessidade que aquele homem tinha de recomeçar a sua vida e sobre como Jesus o ajudou a descobrir o caminho deste recomeço. ele era alguém importante e influente no meio de seu povo e que possuía bastante conhecimento religioso. Jesus está pronto para curar a sua vida.vida. embora Nicodemos tivesse essa posição e influência. pronto para curar você e mudar totalmente o seu destino. mas você só será curado se decidir crer e seguir os passos que o Senhor lhe dará para sua liberdade. mas não entendia as verdades espirituais (v. Ou seja. Hoje.1-21 • Hoje nós vamos estudar sobre o encontro de Jesus com um homem chamado Nicodemos. Ao lermos a história deste encontro. Mas. A ordem do Senhor para você é: Levanta-te e anda! • Hoje o Senhor Jesus está aqui. podemos enumerar três pontos importantes: 1. Nicodemos era um mestre de Israel.Jesus com Nicodemos João 3. Jesus está lhe perguntando se realmente você quer ficar curado! 3. toma o teu leito e anda”. 30 . ele tinha um sério problema: não 67 .

b) Aborrecer as obras das trevas e amar as obras da luz (v. 2.conseguia entender as realidades espirituais mais elementares sobre as quais Jesus estava lhe falando. Jesus ensinou a Nicodemos sobre a necessidade do novo nascimento (v. herdamos uma nova vida de santidade e justiça. e sim de nascer de novo. quando nascemos de Deus. Assim. nem entender aqueles que tem essa experiência – I Cor.2. Muitas pessoas podem ser ricas.14-18).19-21).14-15. mas não entendem as verdades da Palavra de Deus. pois quando nascemos de nossos pais biológicos. Jesus demonstrou para ele que todo ser humano possui esta necessidade. 5-8) Quando Jesus olhou para Nicodemos logo percebeu que a sua necessidade não era de adquirir mais conhecimento religioso ou de alcançar uma bênção material. famosas e até muito cultas e extremamente religiosas. pronto para levar você a um profundo arrependimento que trará um recomeço para a sua vida. Porém. Jesus demonstrou que para nascer de novo o homem precisa tomar duas atitudes radicais: a) Crer em Sua obra realizada na cruz para nos livrar da condenação e nos dar a vida eterna (v.3. por isso não podem experimentar o Seu poder e graça. Abra o seu coração e creia na obra que 68 . todas pessoas precisam nascer “da água e do Espírito” para que possam ver e entrar no Reino de Deus. • Jesus está aqui hoje. 3. Conhecem a história de Jesus através de uma mente natural. nascemos da carne e herdamos a natureza pecaminosa de Adão.

1-8. • 1. Há um fato muito curioso sobre este encontro porque Lázaro estava dentro de um túmulo. Jesus não nos trata indistintamente.38-45 • Hoje nós vamos estudar sobre o encontro que Jesus teve com Lázaro. Lázaro estava morto. O Senhor chamou Lázaro pelo nome. 2. 31 . nós também não podemos nos salvar sozinhos. 69 . Ele não nos confunde com outra pessoa nem se esquece de nós. O Senhor lhe chama para nascer de novo.Jesus com Lázaro João 11. mas nos chama pelo nome e se revela a nós individualmente. Todos aqueles que se encontram com o Mestre passam pela mesma experiência que Lázaro viveu.23. Ef. mas Jesus deu-lhe vida. Vamos.3. Assim como Lázaro não podia fazer nada para ressuscitar a si mesmo dos mortos. então. conhecer as verdades que todos nós experimentamos quando encontramos o Senhor Jesus. Ele também tomou a iniciativa de vir até o nosso “túmulo” para nos vivificar.Jesus realizou na cruz e decida abandonar o mal e apegar-se a verdade. vamos descobrir que Lázaro é uma figura de todo homem que tem um encontro com Jesus. morto há quatro dias e mesmo assim pode provar o amor e o poder do Senhor! Através desta história.2. Jesus teve que tomar a iniciativa de ir ao túmulo de Lázaro e traze-lo de volta à vida. Todos os homens são pecadores e por isso estão mortos em seus pecados – Rom.

não podemos continuar onde estamos. O Senhor não diz para Lázaro se desamarrar sozinho. santificação e aperfeiçoamento que o Espírito Santo vai operando em nossa vida. 4. • Hoje Jesus lhe diz: Vem para fora! E seja desatado. cadeias. Era necessário que Lázaro abandonasse o lugar de sua morte para estar num lugar de vida. mas ele chama as pessoas para desatá-lo. mas podemos ainda ter “ataduras” em nossa alma. Quando Jesus nos chama.18. 5. conflitos. 70 . ainda trazemos dentro de nós amarras. ou seja. recebemos vida em nosso espírito. O túmulo de Lázaro representa o “mundo”. traumas e feridas que precisam ser curadas. Temos que romper com a vida de pecado e renunciar ao poder de Satanás – At.3. onde nós somos escravizados pelo pecado e por Satanás. precisamos dos irmãos para sermos desatados a fim de andarmos em liberdade para amar o Senhor e realizar a sua obra. Jesus chamou Lázaro para fora do túmulo e ele logo saiu. libertação. Assim também. Mesmo que Lázaro já tivesse ressuscitado. quando nós nos convertemos ao Senhor. temos que sair do lugar da nossa escravidão para o lugar da nossa liberdade. Nós também.26. A conversão é o início de um longo processo de cura. ele ainda tinha “ataduras”.

Jesus com o Oficial do Rei João 4. As aflições da vida sempre revelam a nossa fragilidade e dependência. 1. 71 . Infelizmente. as lutas e aflições da vida nos atingirão.47 Não sabemos se aquele oficial já havia buscado outros meios de ajuda para curar o seu filho. Diante dos problemas da vida. Neste encontro.46-53 • O grande desejo do Senhor Jesus é poder encontrar-se conosco e transformar a nossa vida pela revelação de Sua glória e poder. mesmo nessa posição. também precisou recorrer ao Messias. e dependentes da misericórdia de Deus. um homem foi procura-lo em busca de ajuda para seu filho. 2.46 O texto nos diz que quando Jesus chegou à Galiléia. Aquele homem era um oficial do rei. podemos aprender algumas preciosas lições sobre a fé. uma autoridade influente naquela região que.32 . Hoje veremos como Jesus fez isto na vida de um homem muito aflito que se encontrou com Ele. Quando Ele se manifesta. e mostrarão que no fundo somos frágeis. Este fato nos revela que não importa quem sejamos ou a posição que tenhamos. porém o que o texto nos diz é que ele foi ter com Jesus. não importa quem somos ou a posição que temos – v. numa cidadezinha chamada Caná. muitas pessoas têm procurado ajuda em muitos lugares onde não poderão achar a verdadeira resposta para suas vidas. a atitude mais sábia que podemos tomar é procurar ajuda somente em Jesus – v. sempre procura elevar o nosso nível de fé.

12). de forma mais admirável. aqui o Senhor quis demonstrar que. Cafarnaum ficava a alguns quilômetros de Caná. Jesus deu aquele homem apenas uma palavra na intenção de desafia-lo a exercer uma fé ainda maior. E bastou-lhe esta palavra para crer e o milagre aconteceu exatamente na hora em que Jesus liberou a Sua palavra! Mesmo à distância.49-53 O que o oficial pediu a Jesus foi que Ele descesse até a cidade de Cafarnaum. as células e órgãos danificados foram completamente restaurados pela palavra de Jesus. então. Nem sempre Jesus vai fazer as coisas exatamente como nós pedimos. e assim pôde revelar.Somente em Jesus há salvação. onde estava o seu filho. O Senhor não foi a Cafarnaum. podemos estar certos de que ela se cumprirá fielmente. Se era uma disfunção orgânica. como o oficial havia pedido. e o curasse. 72 .50 Talvez a maior lição que podemos tirar desta história é que a palavra do Senhor equivale ao fato já ocorrido. Jesus preferiu ir até a pessoa para. Jesus disse ao oficial: “Vai. dali mesmo de onde estava. Devemos buscar ajuda apenas nele. mas Ele sempre vai elevar o nosso nível de fé e demonstrar melhor o Seu poder – v. curou o menino. eles foram lançados fora pela palavra de Jesus. o teu filho vive”. É bem verdade que. a palavra de Jesus se cumpriu.4. Se Deus liberar uma palavra sobre nossa vida. o Seu poder. 3. porém. em alguns casos. Jesus precisava ir até ele. e o oficial pensava que para curar o seu filho. não precisamos de mais nada para crer – v. Se temos uma palavra de Jesus. No entanto. cura-la. para Ele não existem distâncias ou barreiras que impeçam o Seu agir. Se havia demônios causando aquela enfermidade. 4. cura e libertação (At.

2. Foi isto que aconteceu com a mulher paralítica. Era um lugar religioso. Porém. Aquela mulher tinha um “espírito de enfermidade”. O que importa não é ser religioso. Vamos aprender hoje algumas verdades sobre a cura que o Senhor quer nos trazer através da história desta mulher. A sinagoga era um lugar onde os judeus se reuniam para ensinar a Lei de Moisés e fazer as suas orações. Não basta ser religioso para ser livre. a mulher não foi liberta porque era religiosa ou estava num lugar religioso. No entanto. Basta apenas que você creia nesta palavra e o milagre acontecerá. Satanás procura sempre prende-las para que elas não experimentem a plenitude de vida que Deus tem para lhes dar. por trás de nossas enfermidades e sofrimentos existe um espírito maligno nos oprimindo. 1.10-17 • Muitos problemas que as pessoas carregam consigo são produzidos por espíritos malignos. 33 .• O Senhor hoje está liberando a Sua palavra de cura para a sua vida. quando nos encontramos com Jesus. Ela foi curada porque pode se encontrar com Jesus naquele lugar. Por trás de sua dor e vergonha estava o dedo de Satanás lhe 73 . podemos ser libertos de toda prisão demoníaca e provar a alegria da cura de Deus. mas ter um relacionamento com Jesus.Jesus com a Mulher Paralítica Lucas 13. O texto nos diz que a mulher estava numa sinagoga. é preciso ter um encontro com Jesus. Muitas vezes.

oprimindo. Sempre que Satanás nos oprime. Jesus estava ensinando na sinagoga num sábado. mas também na alma. não importa há quanto tempo estamos sofrendo. 34 . É possível que muitos sintomas que existem em nossa vida sejam provocados por influência maligna. E isso. por causa daquele espírito maligno.31-36 • Hoje nós vamos estudar sobre o encontro que Jesus teve com um endemoninhado. Abra o seu coração e receba a cura de Deus. quando Jesus a viu e impôs as mãos sobre ela. podemos ser curados completamente. o espírito de enfermidade foi embora. Um dos sinais da operação maligna em nós é que não conseguimos nos “endireitar”. não temos liberdade para sermos o que devemos ser. de modo algum. Aquela mulher estava enferma e presa por Satanás havia dezoito anos. 4. endireitar-se”. ou seja. e estava presente um homem que “tinha um espírito de 74 . Porém. 4. Toda enfermidade produz uma limitação em nossa vida.Jesus com um Endemoninhado Luc. 3. como era seu costume. a mulher “andava curvada e não podia. O texto nos relata que. • Hoje Jesus está aqui e pode libertar você de todo mal. sofremos limitações em nossa vida. Quando nos encontramos com Jesus. não apenas no corpo. as cadeias foram quebradas e ela pode se endireitar imediatamente.

Como um homem. para atuar sobre a terra. O homem que fechou a brecha aberta pelo pecado e quebrou toda a legalidade maligna se chama Jesus Cristo! Através de sua obediência ao Pai. É por isso que diante do nome de Jesus nenhum demônio pode resistir. Ao encontrar-se com o Senhor. Ele também ordenava “com autoridade” aos demônios e eles obedeciam. Foi um homem que abriu a brecha e era necessário que um homem também resolvesse a situação.16. Jesus morreu. Sl. 75 . Porém. Ele deu autoridade ao homem para governar sobre ela – Gn. Foi dada uma legalidade ao diabo para agir sobre a terra e esta situação só poderia ser mudada quando o homem pudesse quebrar esta legalidade e retomar a autoridade que perdeu. através do pecado.115. e sua libertação pode nos ensinar duas verdades tremendas sobre Jesus. Com isso. ele foi liberto daquela influência maligna. A palavra “autoridade” significa “liberdade de fazer como lhe agrada. 1.um demônio imundo”.18. o diabo conseguiu enganar o homem e usurpou a sua autoridade. a humanidade passou a sofrer toda sorte de influência maligna. direito de mandar”.1. Jesus possui autoridade espiritual delegada pelo Pai. Ele reconquistou a autoridade que havia sido dada a Satanás. A Bíblia diz que quando Deus criou a terra. O texto nos diz que a palavra de Jesus na sinagoga era “com autoridade”. Jesus tem autoridade para nos libertar e ordenar toda nossa vida. dado pelo próprio Deus. ressuscitou e recebeu do Pai toda autoridade nos céus e na terra – Mat. O homem possuía o direito. de dominar sobre a terra e se multiplicar nela.27-28. Satanás recebeu uma espécie de autorização do homem.28.

A palavra “poder”.8.Uma Visão Correta Mateus 16. A Bíblia diz que o diabo cegou o entendimento dos incrédulos para que não lhes resplandeça a luz da glória de Deus.13-19 • Deus está nos ensinando a ver as coisas segundo a sua ótica. não apenas com autoridade. O texto também diz que Jesus falava aos demônios. O grande problema do mundo é que ele não vê as coisas segundo a ótica de Deus. “Poder” significa “força ou capacidade encontrada em uma pessoa ou coisa. prodígios e manifestar dons espirituais diversos. Jesus possui poder sobrenatural concedido pelo Espírito Santo.2. No entanto. Jesus realizou todo o seu ministério no poder do Espírito Santo. O Espírito Santo concede uma capacidade sobrenatural ao homem para realizar sinais. Ele expulsou o demônio daquele homem na sinagoga porque estava revestido com este poder sobrenatural. no original. • O Senhor Jesus ainda possui toda autoridade e todo o poder.1. não é a mesma que é traduzida como “autoridade”. nestes dias o espírito de bloqueio e cegueira está sendo lançado fora e o Espírito Santo está abrindo os olhos das pessoas para que possam 76 • . mas também com poder. poder em ação (como no caso dos milagres)”. Esta palavra é a mesma que aparece quando Jesus disse que os discípulos iriam receber “poder” quando o Espírito Santo descesse sobre eles – At. Ele está aqui e quer libertar e curar totalmente a sua vida. 35 .

Esta é uma lei: aquilo que falamos sobre alguém ou sobre alguma coisa sempre revela o modo como vemos aquela pessoa ou coisa. 1. O texto nos diz que tanto o povo como os discípulos falavam algo sobre Jesus. Filho de 77 . o Filho do Deus vivo!” Diante desta declaração. então. Ou vemos a Jesus como apenas um homem. o que nós falamos sobre nós mesmos revela aquilo que pensamos sobre nós. que Pedro se antecipou e fez a sua grande confissão sobre Jesus. elas o viam segundo a ótica natural. ou recebemos revelação espiritual e cremos que Ele é o Messias. O texto que lemos nos fala nos mostra algumas verdades preciosas para que tenhamos uma visão correta. Jesus perguntou aos discípulos o que as pessoas falavam sobre Ele. E eles responderam que elas o viam apenas como um dos profetas. um mestre que viveu entre nós. Nós podemos ver as coisas segundo a carne ou segundo o espírito. Por exemplo. Jesus virou-se para os discípulos e perguntou-lhes o que ele diziam dele. 2. Depois disto. juntamente com seus ensinos e obras. Existem somente estas duas maneiras de vermos as coisas: ou olhamos pela ótica natural ou vemos pela ótica do espírito. a manifestação do modo como eles viam a Jesus. Foi. O que falamos revela aquilo que vemos. ou seja. um profeta. É importante entendermos que aquilo que o povo falava e aquilo que os discípulos falavam era o reflexo. “Tu és o Cristo. Todos eles expressavam alguma opinião sobre Ele. Jesus afirmou que Pedro estava vendo as coisas segundo o espírito e não segundo a carne.ver a luz do Senhor. Aquilo que falamos sobre a igreja revela o modo como vemos a igreja.

Porque Tudo Já Está Preparado Lucas 14. através de Seu Filho Jesus.18) e também passamos a exercer autoridade sobre a terra como discípulos de Jesus (v. preparou completamente a salvação para cada pecador. Através da obra que Jesus realizou na cruz. Nesta parábola. Assim 78 . pela sua misericórdia e graça. Deus providenciou tudo o que era necessário para nós sermos salvos. Quando vemos as coisas segundo o espírito. porque é esta visão que vai nos transformar e vai nos dar os privilégios do Reino de Deus. Precisamos ter uma visão correta sobre Jesus e sobre a sua obra. por meio desta história que o Senhor nos contou. Hoje. • Hoje o Pai deseja lhe abrir os olhos espirituais e lhe conceder uma visão correta. 3. nós vamos aprender.19).15-24 • Todo homem é um pecador. 1. 36 . Deus já preparou todo o banquete da salvação para nós em Cristo. e por ser um pecador ele precisa da salvação. ela já está pronta.Deus e Criador de todas as coisas que se tornou um homem para nos salvar dos nossos pecados. uma visão segundo a Sua própria ótica. algumas verdades a respeito desta salvação e do convite que Deus nos faz para recebe-la. A nossa visão determina o nosso destino. nós aprendemos que a salvação é um banquete que Deus preparou para todos os homens. A salvação já é uma realidade no mundo espiritual. Deus.Vinde. mudamos de mente e alcançamos poder para vencer os poderes das trevas (v.

O texto diz que nenhum destes que recusaram o convite pôde participar da festa. Há lugar para todas as pessoas na festa da salvação. 4. perdão e vida para todos os homens. pois nada nem ninguém é mais importante do que entrar no Reino de Deus e desfrutar da presença do Senhor. libertação. que eram ricos. cegos e saísse pelos caminhos e becos trazendo todos os que ele pudesse para a festa. 3. todos eles recusaramse a ir e deram desculpas para não aceitarem o convite. todas as pessoas para receberem a salvação e não pode haver desculpas. No reino de Deus há lugar para todos os tipos de pessoas e Deus deseja que a Sua casa se encha. o dono da festa mandou que o seu servo convidasse a todos os pobres. em Cristo.como o homem da parábola preparou todas as coisas para o seu banquete. Deus está convidando. Deus tomou todas as providências. morrer e ir para o inferno é a sua própria recusa ao convite de Deus. através da igreja. haviam recusado o chamado. O dono da festa enviou o seu servo para convidar as pessoas para o seu banquete. restauração. para a nossa salvação. Em Cristo. Ao ver que os primeiros convidados. Não são os 79 . Porém. Nada nem ninguém pode ser mais importante do que atendermos o chamado para a salvação. Isto significa que a única razão para alguém não ser salvo. Somente aqueles que recusaram o convite para o banquete é que ficaram de fora da festa. aleijados. A única coisa que pode impedir alguém de participar do banquete da salvação é a sua própria recusa ao chamado de Deus. já existe cura. 2.

seus pecados que o deixarão de fora. toda indiferença e incredulidade está sendo substituída por revelação e fé. quando as pessoas não conseguem reconhece-lo como o Messias. então. Vamos aprender nesta lição que o Senhor Jesus não pode operar os milagres que Ele deseja na vida de uma pessoa. Conclusão: Deus já preparou o banquete e está lhe convidando hoje para sentar-se à mesa com Ele e Seus filhos e desfrutar das delícias de Sua salvação. onde as pessoas aparentemente 80 • • . 37 . Jesus fez uma visita à cidade onde Ele havia passado boa parte de sua vida.1-6 • Nestes dias o Espírito Santo está pairando sobre esta cidade para gerar um conhecimento correto a respeito do Senhor Jesus. somente uma coisa que pode levar o homem para a perdição: é ele não ser humilde o suficiente para reconhecer que é um pecador e não receber a salvação que o Senhor conquistou através de Seu próprio sangue.Mais que um Carpinteiro Marcos 6. O texto que lemos nos fala que. não são os seus problemas. Nesta cidade. Você está aqui hoje nesta célula porque o Espírito de Deus já começou a trabalhar na sua vida para leva-lo a ter um encontro verdadeiro com Jesus. mas unicamente. após ser batizado e de receber a unção do Espírito. a sua recusa ao chamado para a salvação. Toda mentira está caindo por terra. Porque todos os pecados já receberam a justa retribuição na cruz e todos os problemas humanos podem ser encarados de frente e resolvidos pelo poder de Deus. Há. ou mesmo de uma cidade. Nazaré.

como um carpinteiro é O texto nos diz que Jesus se admirou da incredulidade deles. As pessoas daquela cidade identificaram Jesus apenas como o carpinteiro que havia trabalhado ali junto com o seu pai José. Ver Jesus apenas como um carpinteiro bloqueia os milagres.já o conheciam porque cresceram e viveram junto com Ele. O problema é que como carpinteiro. que pareciam conhecer tão bem a Jesus e sua família. Jesus só poderia consertar os móveis daquelas pessoas. os nazarenos. Um carpinteiro não pode perdoar pecados nem salvar da perdição eterna. No entanto. Ver Jesus apenas incredulidade. 3. não foram capazes de verem que ali estava o próprio Deus encarnado e ungido com o Espírito Santo. Jesus não pode realizar muitos milagres por causa da incredulidade daquela cidade. Ver Jesus apenas como um carpinteiro significa vêlo segundo a carne. o Filho do Deus vivo. podemos aprender algumas importantes verdades acerca do conhecimento e da fé na pessoa de Jesus. Somente o Messias poderia fazer estas obras na vida daquela cidade. Não conseguiram vê-lo pela revelação do Espírito. através de uma visão natural. 81 . Incredulidade significa não enxergar que Jesus é o Cristo. estamos sendo incrédulos. ou seja. Isto significa que quando vemos a Jesus apenas pela ótica humana e natural. Eles o viram segundo a carne. 2. Através desta história. 1. Eles o viam apenas como um carpinteiro.

• Jesus é muito mais do que um carpinteiro! Ele é o Messias! O Filho de Deus que se fez homem! Hoje você pode vê-lo como os nazarenos e ficar sem o seu milagre. Jesus não pôde realizar ali muitos milagres.28-29 • Jesus veio ao mundo para chamar os pecadores das trevas e transporta-los para o Reino de Deus. curar e restaurar toda a sua vida. Ele sempre estendia o seu chamado às pessoas para segui-lo e receberem a salvação. Mas eles o viram apenas como um carpinteiro e não creram nele como Senhor e Salvador. 82 . Jesus chama a todos os que estão oprimidos e sobrecarregados.O Chamado de Jesus Mateus 11. Mas você pode decidir crer em Jesus e recebe-lo como o Senhor e. Hoje vamos aprender algumas verdades preciosas sobre este chamado do Senhor. 38 .10.38). Jesus foi ungido com o Espírito Santo e poder justamente para realizar esta obra em nossa vida (At. 1. então. Por onde andava..Por causa da incredulidade daquela cidade. O chamado de Jesus se dirige a todas as pessoas que estão vivendo debaixo da opressão do diabo e a todas que estão sobrecarregadas por causa de seus próprios pecados e das regras religiosas. muitos oprimidos pelo diabo poderiam ter sido libertos.. Muitos enfermos poderiam ter sido curados. irá experimentar o seu poder para libertar. muitas famílias restauradas.

4. Jesus nos chama para recebermos alívio imediato. “Tomar o jugo” significa colocar-se debaixo da autoridade de Deus e aprender a fazer a Sua vontade. mas para entrarmos num relacionamento com Ele. Ao irmos a Ele.3. Finalmente.18).23. Jesus nos chama para alcançarmos descanso para a alma. Não! O Senhor nos chama para arrancar as raízes profundas de nossos problemas.2. Quando tomamos o jugo de Jesus podemos verdadeiramente ser seus discípulos. II Cor. seu chamado não é para nos ligarmos a um sistema religioso. 5. em Cristo somos chamados para vivermos novamente cheios desta glória (Rom. O seu chamado é para assumirmos um compromisso sério de tomarmos o seu jugo e nos tornarmos seus discípulos. O chamado do Senhor tem uma promessa de alívio que se cumpre imediatamente.3. Isto 83 . o chamado do Mestre visa nos levar a alcançar um descanso definitivo para as nossas almas. porém. passarmos a imitar o seu exemplo de vida e caráter. somos aliviados de toda opressão maligna e das coisas que nos pesavam dentro da alma. Jesus nos chama para irmos a Ele. 3. O que nós precisamos realmente é da presença de Jesus. e assim. O pecado nos separou da glória de Deus. O chamado de Jesus não é apenas para recebermos um alívio passageiro para depois as coisas continuarem as mesmas. Jesus nos chama para tomarmos o seu jugo e sermos seus discípulos. Quando Jesus nos chama.

chegou a notícia de que ela já havia morrido. enquanto eles se dirigiam para a casa onde a menina se encontrava. 5. 5. 2. O caso agora não era mais de cura. O seu pedido era que o Senhor a curasse. O que se pode esperar diante de uma doença fatal ou diante da própria morte? Vamos aprender hoje que Jesus se reserva no direito de ter a palavra final sobre as situações humanas mais difíceis.Jesus. Quando tudo parece ter chegado ao fim. Aquele que Tem a Palavra Final Mar. mas de ressurreição. • Jesus está lhe chamando hoje para trazer-lhe. Jesus nos diz: “Não temas. 84 . mas ainda permanecia viva. impossíveis. • • 1. mas um descanso duradouro para a sua alma. Nesta história. Se antes. agora havia se tornado impossível. As coisas pioraram depois que aquele pai clamou ao Senhor.35-43 • O texto que lemos nos conta a história de um pai desesperado que procura a ajuda de Jesus para curar a filha que estava à beira da morte.21-24.acontece somente quando aprendemos a ser mansos e humildes como Ele. Às vezes. O chamado é para você ser um discípulo verdadeiro de Jesus. a situação estava difícil. os nossos problemas podem piorar. não apenas alívio. depois que buscamos a ajuda de Jesus. Quando Jairo foi buscar a ajuda de Jesus. sua filha estava muito doente. nós podemos aprender algumas verdades preciosas sobre o poder do Senhor para agir quando tudo e todos dizem que não há mais jeito. crê somente”. ou mesmo. 39 . No entanto.

a morte é como um sono e ela podia ser despertada. 3. Assim. para o Príncipe da Vida. Jesus nos ensina que vale a pena continuarmos crendo nele. E é justamente quando as coisas parecem piorar que nós podemos aprender a crer mais. Porém. quando a história parecia já ter acabado. Jesus entra naquela casa. porém. 85 . Ela estava morta! Mas. de vitória e êxito. Ele entra para dar a Sua palavra final. Aparentemente. O diagnóstico humano era que o caso estava encerrado e não havia mais jeito para menina. Aos olhos humanos. • Hoje você pode escolher crer em Jesus para a sua salvação. aos olhos de Jesus era a hora de crer. Ao ressuscitar aquela menina. pois não há milagre maior que Ele possa fazer em sua vida do que salvar você. não para confirmar a palavra de fracasso e de derrota que estava no ar. não havia nada para ser feito. A fé se desenvolve bem somente no meio das tribulações e lutas da vida. Jesus considera que a situação era a mais apropriada para se exercer fé. mesmo diante de situações que parecem piorar ou que se tornem impossíveis de serem resolvidas. crê somente”.Diante da notícia da morte da menina. Jesus olha para aquele homem desesperado e lhe diz: “Não temas. Mas. Jesus sempre tem a palavra final que pode dar um novo rumo às nossas vidas. já não havia mais nada para fazer a não ser lamentar e chorar.

Isto é radical porque todas as pessoas que habitam no mundo estão localizadas em uma destas três categorias. veremos se realmente estamos seguros ou não quanto ao Reino de Deus. Ele é escravo de si mesmo e está preso nos enganos do 86 . o incrédulo é representado pelos salteadores que atacaram o viajante e demonstraram possuir um coração sem o temor de Deus e sem nenhum amor para com o seu próximo. Na parábola. A nossa posição determina o nosso futuro. Segundo a Bíblia. Qual é o problema do incrédulo? O problema é que ele é quem governa a sua vida e faz o que quer. Simplesmente o despreza como se Ele não existisse.30-35 • O ser humano pode ter diferentes atitudes em relação a Deus. Não teme a Deus nem o respeita. Ele não confia em Deus nem depende de Sua direção. O incrédulo.Os Três Tipos de Homem Lucas 10. Estas atitudes podem variar desde um grande temor e fé até um profundo descaso em relação ao Senhor. O incrédulo é alguém que não tem interesse em Deus. quando quer e como quer. existem apenas três tipos de homem no mundo. um pouco sobre estes homens e verificarmos onde nós estamos enquadrados.40 . • 1. conforme a atitude que se tem para com Deus. o religioso e o discípulo. através dos personagens desta parábola. O Incrédulo. Isto é importante porque dependendo de onde estamos. Hoje nós vamos aprender.

2-3). etc. também estará perdido. mas como agimos e reagimos. o religioso é alguém que ainda não se rendeu ao senhorio de Cristo. chama Jesus de Senhor. do mundo e de satanás (Ef. O Religioso. Mas qual é o seu problema? O mesmo do incrédulo. o sacerdote e o levita representam o homem religioso. e por isso continua governando cada área de sua vida. As nossas ações e reações sempre revelam a atitude que temos para com Deus. O modo como aquele samaritano cuidou do viajante revela o que havia no seu coração diante de Deus. o sacerdote e o levita eram muito religiosos e por causa de sua religiosidade não pararam para fazer a vontade de Deus e para amar o necessitado. 3. canta. o samaritano representa o tipo de homem que agrada o coração de Deus: o discípulo. 2. dá dízimo e oferta. Busca somente as mãos de Deus e não a Sua face. ora. Ele lê a Bíblia.pecado. Deus 87 . Confia na sua própria capacidade para viver e não depende de Deus. Vive para si mesmo. Está perdido e se morrer irá perecer eternamente sem Deus. O Discípulo. Não tem uma verdadeira experiência de arrependimento e de fé em Jesus. Não é tanto o que falamos. Tem o EU no centro de sua vida. No fundo. Acredita em Deus e procura fazer algumas coisas que ele sabe que são boas. abençoa-lo.2. Nesta estória. Na parábola. vai a reuniões da igreja. O religioso é muito diferente do incrédulo. A sua situação é pior do que a do incrédulo porque geralmente há um “véu religioso” sobre os seus olhos que o impedem de ver o seu verdadeiro estado de engano. Gosta de procurar a Deus pelo que pode receber dele e não pelo que pode oferecer a Ele. Ele vive como se Deus existisse apenas para servi-lo. cura-lo e salva-lo. Finalmente. Caso não se arrependa.

O discípulo recebeu a Jesus não somente como Salvador. nestes dias. O discípulo é aquele que experimentou um genuíno arrependimento e que realmente colocou sua confiança no Senhor. Homens e mulheres que tenham um coração perfeito diante dele. • 88 . então. Que através desta lição o Espírito Santo nos revele que tipo de coração nós temos e do que precisamos para receber a boa semente e frutificar com perfeição. Na verdade. está levantando um exército de verdadeiros discípulos de Jesus.Os Quatro Solos (I) Marcos 4. mas também como Senhor de sua vida. vamos aprender com esta parábola de Jesus a respeito dos solos que não estão prontos para o discipulado e sobre aquele que está apto para seguir o Senhor e dar muito fruto. • Em qual dos três tipos você se enquadra? Hoje você pode se tornar um verdadeiro discípulo de Jesus. cumprir totalmente a vontade de Deus.quer que sejamos verdadeiros discípulos de Jesus e não apenas religiosos. A parábola que nós lemos fala sobre quatro tipos de solo. porém. são quatro tipos de coração que reagem de forma diferente em relação à semente da palavra de Deus. 41 . Somente assim podemos estar seguros no Reino de Deus.1-20 • Deus. Hoje. Ele abandonou os seus antigos pecados e assumiu um compromisso sério com o Reino de Deus de não viver mais para si mesmo nem fazer mais o que quer.

Este solo revela o coração daqueles que não têm profundidade na sua fé. O solo pedregoso – v.1. 2. Que o Senhor tenha misericórdia destas vidas e elas sejam quebrantadas! O solo à beira do caminho representa as pessoas que não puderam ser ganhas por causa de sua dureza. Este tipo de solo representa o coração daqueles que ainda não estão abertos para o evangelho do reino de Deus. como o solo junto ao caminho onde os viajantes pisam. tropeçam e caem. O solo à beira do caminho – v. tão frias e enganadas. pessoas que estão tão feridas na alma. Infelizmente. No entanto.4 e15. tão decepcionadas com religião ou tão cheias dela. mas o seu coração é endurecido. Na verdade. ou seja.4-5 e 16-17. Expectativas que giravam em 89 . Por não ter raízes. Elas permanecem somente até o momento em que tem de enfrentar a tribulação e a perseguição por causa da palavra. se decepcionam. então. a semente se esbarra com as pedras ocultas no interior do solo e não consegue criar raízes. que se fecharam para Deus. há muitos que chegam a receber a palavra de Deus. são pessoas que criaram uma falsa expectativa em relação ao discipulado. Eles ouvem a palavra do reino e a recebem prontamente com alegria. não chegam a solidificar a sua decisão por Cristo. São pessoas que até ouvem a palavra. seca-se diante do calor do sol. Quando isto acontece. A palavra nem chega a entrar neles e aí logo vem satanás e tira-lhes a semente da palavra. não podem ser fundamentadas no reino. tão escravizadas. por causa das pedras que ainda existem no seu coração. elas se escandalizam. porém. Este solo representa aqueles que estão fechados para o evangelho. por não terem muita terra. a planta não pode se alimentar e ser irrigada.

no reino de Deus. não somos chamados para ser felizes. do que iriam ganhar. 42 . A verdadeira felicidade vem somente através da entrega e da santidade. vamos aprender com esta parábola de Jesus a respeito dos solos que não estão prontos para o discipulado e sobre aquele que está apto para seguir o Senhor e dar muito fruto. • 90 . Na verdade. nestes dias. de sua própria felicidade e da solução de seus problemas. Que através desta lição o Espírito Santo nos revele que tipo de coração nós temos e do que precisamos para receber a boa semente e frutificar com perfeição. O solo pedregoso representa as pessoas que não puderam ser consolidadas por causa de sua superficialidade na fé. Não entenderam que.Os Quatro Solos (II) Marcos 4. • É hora de nos examinarmos diante da luz da palavra de Deus e verificarmos que tipo de coração nós temos.torno delas mesmas. A parábola que nós lemos fala sobre quatro tipos de solo. (Na próxima lição aprenderemos sobre os dois outros solos da parábola). está levantando um exército de verdadeiros discípulos de Jesus. então. Hoje.1-20 • Deus. são quatro tipos de coração que reagem de forma diferente em relação à semente da palavra de Deus. mas para ser santos. Homens e mulheres que tenham um coração perfeito diante dele.

não frutificam com perfeição (Luc. 91 . começam a caminhar na igreja do Senhor. O surpreendente é que os “espinhos” que sufocam a semente e não a deixam frutificar com perfeição. mas quando começam a ser confrontadas no discipulado com os princípios práticos do reino. na hora de um tratamento mais profundo no seu caráter.3. é a mesma coisa de ser infrutífero. O grande problema deste solo é que ele vive em conflito entre o reino de Deus e o mundo. acabam “escorregando” na obediência. Ele procura manter-se longe dos pecados. mas são “os cuidados deste mundo. não conseguem agradar a Deus e tornam-se “mornos” na fé.14). elas permitem que os espinhos cresçam dentro de suas almas e. O solo espinhoso fala daqueles que ouvem a palavra. Na verdade. Ele quer Deus. O solo espinhoso – v. O problema deste solo é um coração dividido. não pode experimentar a vida cheia do Espírito Santo.7 e 18-19. não são os pecados em si mesmos. mas também quer o mundo. A semente do evangelho fica sufocada pelos espinhos e por isso. Existem pessoas que recebem a palavra do reino de Deus. pois vivem em conflito. Vão muito bem até um certo ponto. ficam agarradas e não conseguem obedecer. o que. Ele quer obedecer. O solo espinhoso representa as pessoas que não puderam ser discipuladas por causa de seu coração dividido.8. no final das contas. Por causa de seu coração dividido. no final. mas têm problemas para frutificar. mas não está disposto a negar a si mesmo totalmente e perder tudo pelo Senhor. Não são nem frios nem quentes. recebem-na. mas não consegue vencer os desejos lícitos da sua alma pelos deleites da vida. porém. os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas”. Este é o coração dividido entre o compromisso de ser um discípulo e o prazer de desfrutar das coisas desta vida. ele não consegue entregar-se completamente ao Senhor e por isso.

O solo bom representa as pessoas que puderam ser ganhas. consolidadas. O solo bom – v.8 e 20. por causa de seu coração honesto e bom em relação à palavra que receberam. as escolhas pessoais. recebem-na pela fé e passam a obedecer ao Senhor e frutificar com perseverança. Isto significa que o destino das pessoas não está selado. O solo que hoje é bom. 92 . um dia pode já ter sido pedregoso ou espinhoso. • Precisamos entender que os solos geralmente não nascem prontos. O coração pedregoso pode ser quebrantado e remover as pedras ocultas no seu interior. conserva-a “num coração honesto e bom” e frutifica (Luc. Elas podem mudar. Jesus fala a respeito de uma terra boa que recebe a semente. determina o modo como as pessoas reagem ao evangelho. Deus pode mudar qualquer pessoa e transformar o pior tipo de solo num solo bom e frutífero.4. para Sua glória.15). A criação familiar.8. Existem muitas coisas que formam a história de cada pessoa. Eles são preparados por Deus. O espinhoso pode arrancar os seus espinhos e se definir totalmente pelo reino de Deus. O mais maravilhoso de tudo é que não importa o que cada um tenha vivido até aqui. Tudo isso. Este solo representa os corações de todas as pessoas que ouvem a palavra do reino de Deus. etc. Finalmente. de algum modo. os relacionamentos. discipuladas e enviadas. a influência demoníaca.

6. e o nosso procedimento determina o nosso destino. mas nunca pratica as palavras do Mestre. 1. diz que os seus ouvintes podem ter duas posturas em relação ao seu ensino: ou eles saem dali para cumprirem a sua palavra ou saem apenas com muitas informações na cabeça. só existem duas maneiras de construirmos a nossa vida: do nosso jeito ou do jeito de Deus. Através desta lição. ouve. Vejamos quais são estas diferenças. Cada um de nós tem construído a sua vida de um determinado modo.24-27. a) Dois construtores diferentes. Na verdade.As Duas Casas Mat. Este modo tem a ver com a resposta que damos ao evangelho do reino de Deus.47-49 • O tipo de postura que temos em relação à palavra de Deus determina o nosso procedimento. mas não a 93 . um prudente e outro insensato. mas sem o compromisso de obedece-la. para concluir a sua mensagem. ouve. Jesus faz. então. O que as duas casas têm de diferente? O texto que lemos é o final do sermão do monte de Jesus. uma comparação destes dois tipos de ouvintes com a construção de duas casas.43 . Ele havia ensinado muitas coisas aos seus discípulos e. aprenderemos sobre o tipo de casa que estamos construindo e se ela é realmente segura ou não. Toda vez que recebemos a palavra de Deus. Luc. O prudente é aquele que ouve as palavras do Senhor e as pratica. 7. São estas diferenças que precisam ficar claras para nós hoje. Estas casas possuem várias coisas bem diferentes. Jesus compara os seus ouvintes a dois construtores. O insensato é aquele que ouve.

O texto nos diz que as duas casas foram construídas em terrenos diferentes: uma sobre a rocha e outra sobre a areia. então. segurança. Por outro lado. b) Dois terrenos diferentes. A rocha significa firmeza. A firmeza do nosso alicerce é proporcional ao quanto estamos aprofundados e relacionados com a Rocha chamada Yeshua. Todo aquele que não obedece ao Senhor Jesus nunca poderá ter um terreno seguro para edificar a sua vida. colocar os alicerces. Dois modos diferentes de construir. que edificou a sua casa sobre o terreno sólido. caímos num grande engano e nos tornamos insensatos. o construtor insensato começou a levantar as paredes da casa sobre a areia. O Senhor Jesus é uma rocha firme e o nosso compromisso de obedecer a sua palavra cria em nossa vida um terreno sólido e permanente para construirmos. O homem prudente. tomou o cuidado de cavar e abrir profunda vala na rocha para. sem pôr os alicerces. O terreno onde construímos a nossa vida não é determinado pelo quanto sabemos de Jesus. solidez. Isto significa que o discípulo. 94 . mas pelo quanto o obedecemos. A areia significa a instabilidade.obedecemos. O texto de Lucas nos revela que houve dois modos diferentes de construir as casas. a insegurança que há neste mundo. 2. por mais que conheça as palavras do Mestre. para ter um fundamento firme. precisa abrir inteiramente a sua vida e “cavar” profundamente o seu coração para entrar numa união real com o Senhor Jesus.

O rei Davi entendia bem o que significava ter ou não ter a presença do Senhor. nós vamos aprender um pouco sobre a presença de Deus e a sua importância nas nossas vidas. Em razão dela.1-8 • O salmo que lemos fala sobre o desespero de um homem pela presença de Deus. Dois destinos diferentes. de fato. A que foi construída sobre a rocha permaneceu de pé diante das tempestades. estas provações puderam revelar a diferença na qualidade da edificação das duas casas. e são elas que manifestam quem. A outra.3. O texto termina dizendo que as duas casa tiveram destinos diferentes. Hoje. rios e ventos. Reveja a sua vida e edifique sobre a Rocha. podemos estar 95 . É interessante observarmos que as duas casas enfrentaram as mesmas provações: chuvas.A Presença de Deus Salmo 63. uma das primeiras coisas que precisamos entender a diferença entre a onipresença de Deus e Sua presença manifesta. • As tempestades vêm sobre todos. foi totalmente destruída e não pôde ficar de pé porque não tinha alicerces. porém. 1. Onipresença ou presença manifesta? Quando falamos sobre a presença de Deus. A onipresença é aquela qualidade divina que diz que Deus está em todos os lugares ao mesmo tempo. Todo cristão crê na onipresença de Deus. 44 . No entanto. nós somos e o que estamos construindo.

ou seja. e não apenas como uma doutrina ou uma idéia abstrata.4. Há determinados lugares e ocasiões quando Deus se dá a conhecer e permite que Sua presença seja como que “tocada”. Tocamos a glória de Deus. O lugar é invadido por Sua glória e muitas coisas totalmente extraordinárias acontecem. Podemos ver esta glória em sua realidade. entramos em contato com tudo aquilo que faz Deus ser Deus. os sacerdotes não conseguiam nem ficar de pé para ministrarem (II Crôn.6 e 7). Não menos que isto. É dela que necessitamos mais do que tudo.30). Quando Deus se manifesta.40). Ao terminar a construção do tabernáculo. Ele também está lá. é que se torna possível perceber esta realidade de uma forma completamente diferente da simples idéia de Sua onipresença. Assim.25-34). Basta lembrar do tremor onde os discípulos estavam reunidos em Jesrusalém (At. quando Salomão acabou a edificação do templo. Quando vamos à praia. ou ainda.16. Deus está presente. nos é permitido ver. do terremoto em Filipos. Ele se faz sentir no ambiente em que estamos. E a presença dele é igualmente real no lugar onde nos reunimos como igreja para adora-Lo. É verdade que Deus está em todo lugar. Mais tarde. Quando estamos a sós em oração.certos de que quando andamos pela rua. ouvir e sentir a realidade de Deus. mas isto não significa que Ele se revela em todo lugar. a presença de Deus se manifestou como fogo que desceu do céu à vista de todo o povo (Num.5. Moisés relata que a glória do Senhor encheu a tenda de tal modo. É desta presença manifesta que estamos falando. onde Paulo e Silas estavam presos (At. No passado. Diante de tamanha manifestação da presença de Deus. por ocasião do início do serviço sacerdotal. Nestes momentos. 96 . que ele não podia entrar (Êx. Deus está presente ali.8 e 9). a glória de Deus encheu o lugar e desceu fogo do Senhor sobre o altar do sacrifício.

12-17). o maior exemplo de como são as coisas quando o Senhor se manifesta é a própria vinda de Jesus ao mundo.3). E na ilha de Patmos. como nuvem que faz cair abundante chuva. João descreve isto dizendo: “Vimos sua glória.33.2. As trevas são dissipadas. tão grande foi o choque com a glória de Sua exaltação. a desfrutar deste tesouro que habita nestes vasos de barro. Outros são tomados de temor e se prostram para adorar e confessar sua miséria. indispensável e urgente.14). As coisas que aconteceram no período em que Ele esteve aqui. não nos faças subir daqui” (Ex. Ó Deus. Aleluia! Jesus é o resplendor da glória de Deus e a expressa imagem do seu Ser (Heb. E não apenas isso. Na verdade. a luz de Seu semblante resplandece e traz vida.. cheio de graça e de verdade” (João 1. Quando a presença de Deus se manifesta. mas aprendamos a clamar a Deus para 97 . a hora de aprendermos a valorizar esta presença manifesta do Senhor como aquilo que há de mais precioso. Ó Pai! Faz brilhar Tua luz em nossos corações para iluminação do conhecimento de Tua glória na face de Cristo! Leva-nos. Uns ficam assustados e fogem. Os pecadores mais endurecidos são atraídos e a chama interior da paixão se mantém acesa. • Chegou. Os inimigos são derrotados. dá-nos uma visão bem clara do que estamos buscando. portanto. ao ver o Senhor ressurreto. Como são as coisas quando Ele está em casa As Escrituras estão cheias de declarações e exemplos que nos mostram o que acontece quando a presença de Deus se manifesta. ele cai a seus pés como morto. Quando o fogo de Sua glória desce revela-se o coração dos homens.1.. Que Deus nos dê a coragem e a sede suficientes para dizermos como Moisés:“Se o Senhor não for conosco. O Seu favor se derrama sobre todos.

e hoje o Espírito Santo quer despertar em cada um de nós esta mesma paixão pela presença de Jesus. e nos tornávamos grandes admiradores do pôr-do-sol e do luar. É através da paixão que nos libertamos das coisas que não 98 . É claro que sabemos. a) A paixão atrai a presença de Deus Todos lembramos do tempo de adolescentes quando nos víamos repetidamente às voltas com nossas paixões. Foi assim com Maria. Vivíamos procurando sempre uma melhor maneira de declarar nosso afeto. 45 . Fazíamos tudo para estarmos juntos com o objeto de nosso amor. No entanto. agora. só os que podem se apaixonar serão capazes de preparar o ambiente para sua presença. Maria demonstrou um forte amor pelo Mestre ao derramar sobre ele o que ela tinha de mais valioso.A Paixão pela Presença de Deus Mar. Na verdade. Na verdade. esta é uma característica dos apaixonados: sempre querem dar o que têm de melhor para os seus amados. pois Deus gosta dos apaixonados. Hoje podemos olhar para trás e acharmos que tudo aquilo era superficial e passageiro. Andávamos nas nuvens. não somente nos faça conhecer Seus caminhos. coisa de criança. 14. a paixão é algo muito importante. Sonhávamos acordados. mas também nos mostre a Sua glória. que o amor verdadeiro envolve muito mais coisas que este aspecto puramente afetivo.3-9 • O texto que lemos nos conta a história de uma mulher apaixonada por Jesus. Achávamos inspiração para compor poemas e músicas.que Ele. A paixão nos fazia sonhar e viver a vida com toda a intensidade de que éramos capazes.

Não só oramos. Queremos intimidade com o Senhor do universo. A razão é simples: Ele é eternamente desejável e digno! (Cant. Ao mesmo tempo. nenhuma adoração será agradável ao Senhor sem que 99 . • O que precisamos entender é que não teremos a manifestação da glória de Deus em nossa vida sem que antes nosso coração se apaixone por Ele.17). Deus só sente-se livre para se revelar num ambiente perfumado de paixão. Não só adoramos.5.podem nos satisfazer e passamos a querer aquilo que realmente vai preencher o vazio do nosso interior. com todo nosso ser. Alguém que esteja apaixonado por Deus. mas oramos com intensidade.34.33.15. Não basta fazer.15. Ansiamos por ver sua glória. mas adoramos intensamente. mas a faze-las com intensidade. Deus não poupa modos de expressar toda sua afetividade por nós e Ele sente-se atraído pelo coração apaixonado e quebrantado (Is. com toda certeza irá adora-lo.16).8. tem que ser com paixão. Sua casa favorita é aquela que está repleta de paixão (At. Sal. Ela nos move e nos inspira a fazermos sacrifícios pelo nosso Amado como demonstração do nosso afeto.18). mas louvamos com intensidade. há o relato de inúmeras pessoas que demonstraram tanta paixão por Deus que puderam experimentar sua presença de forma muito íntima e contínua (Êx.7-23). Não só louvamos. Queremos estar com Ele.26).15.15-18). A paixão nos leva a não só fazermos as coisas para Deus. Por outro lado. As Escrituras estão cheias de exemplos de pessoas que se relacionaram com Deus friamente e foram rejeitadas (I Sam. É a paixão que traz a intensidade para nossa busca pelo Senhor.57. Parece que a paixão é um tipo de linguagem que comove o coração de Deus e o atrai para perto daquele que o deseja intensamente (Prov.

100 . de fato. se. Neste estudo vamos descobrir um pouco mais sobre esta intimidade com Deus e o caminho para alcança-la. Deus não quer “namorar” conosco.esteja ardendo com o fogo da paixão. quase não ouvimos falar sobre o temor do Senhor em nossos dias. Deus sempre quis se aproximar do homem. Ele se empenhou em buscar meios de se tornar conhecido e próximo. De nada nos serve sabermos coisas sobre Deus. Intimidade significa sair de uma “relação religiosa” com Deus e entrar em um nível de entrega absoluta a Ele. Só o fogo atrai fogo! É o fogo da nossa paixão que trará o fogo da glória de Deus.17). Intimidade é mais do que conhecermos a Deus. 46 . Porém. não o conhecemos pessoalmente (Mat.14 • Infelizmente.O Preço da Intimidade com Deus: Temor Salmo 25. precisamos tratar deste tema com seriedade. Ele deseja colocar o anel de compromisso em nosso dedo e dividir conosco a sua vida. Mesmo depois que este pecou. é sermos conhecidos por Ele (Êx. O texto que lemos declara abertamente que “a intimidade do Senhor é para os que o temem”.7. Deus se revela intimamente apenas àqueles que aprenderam a temelo. 1. todos nós recebemos o grande chamado para nos achegarmos ao Senhor e desfrutarmos com Ele uma doce amizade. Somos chamados para ter intimidade com o Todo-Poderoso.22-23).33. Através de Jesus. se queremos ter intimidade com Deus e desfrutar de sua presença.

ou seja.12. Para nos aproximarmos dele é preciso ter santidade.40. Deus não tem preferência por filhos. Existe um preço que precisamos pagar para termos intimidade com Deus. passamos a teme-lo. e santidade só é possível através do temor (Prov. Ele é totalmente separado de tudo.13. pois descobrimos que Ele poderia nos aniquilar num segundo.8. Deus está procurando por verdadeiros adoradores.12-26). O temor do Senhor faz parte deste preço. Ele é outra coisa! Não há nele treva nenhuma nem pecado ou engano.4. Nestes dias. Diante desta grandeza só podemos temer e tremer (Heb. 3. Quando percebemos o quanto Deus é grande e poderoso.28-29). Para termos intimidade com Deus precisamos estar dispostos a pagar um preço por isso. Basta olharmos para o céu à noite ou para o mar e as montanhas e veremos quão grande Ele é (Is. O temor do Senhor está relacionado com a sua grandeza. mas há filhos que preferem mais a Deus do que outros. O temor do Senhor nos leva a santidade e a santidade nos leva a Deus. • Hoje é o dia de resolvermos temer a Deus.7.1). 4.2. filhos que o desejem e escolham estar com Ele (João. A grandeza de Deus é insondável. 101 .23). II Cor. Deus é santo! Isto significa que Ele não se compara a nenhum outro ser no universo. Assim poderemos entrar em sua intimidade.

os seus rios são 102 . indiferente.Os rios do Espírito são múltiplos Outra característica marcante do mover do Espírito Santo é que. as manifestações do Espírito Santo em nós (João 7. Jer. fria. são correntes de águas e não águas paradas.13-14). Ap. 2.1).39). Não! O Espírito quando age em nós produz um movimento de cura.37-39 • A manifestação da presença de Deus é comparada a um rio (Is. fluirão rios de água viva do nosso interior! Estes rios são. Na verdade. No texto que lemos em João.44. ou seja. estão em movimento contínuo. Jesus é o Rio de Deus! E todo aquele que beber dele.47 – Os Rios do Espírito (I) João 7. Aleluia! Vamos. parada.13.22. 1. • O mais tremendo é que se nós continuarmos sempre bebendo do Senhor. então. de libertação. o nosso grande desafio é permitir que o fluir dos rios de Deus nos controlem e nos levem para onde o Espírito Santo desejar.2. de serviço em nossa alma. além de serem fluídos. na verdade. É impossível que uma pessoa esteja debaixo da operação do Espírito e fique estática. Jesus declara que os seus discípulos podem vir a Ele e beber de suas águas. aprender hoje algumas verdades sobre estes rios do Espírito. Os rios do Espírito são fluídos Uma das características da ação do Espírito Santo é que suas águas são fluídas.3. de alegria. terá no seu interior uma fonte aberta que jorra para a vida eterna (João 4.

nos quebrantar. de profecia. tratarnos por dentro. Ao fazer esta obra em nosso interior. Em 103 . começam a sair de nós rios de amor. de coragem e de múltiplas manifestações da presença de Deus. ou seja. eu tenho uma promessa para você. Os rios do Espírito correm de dentro para fora O texto nos diz que os rios do Espírito correm numa direção específica: de dentro para fora do nosso ser. primeiramente. Não é apenas um único rio. os seus rios vão começando a jorrar de nós. suas águas vão crescendo de volume e atravessam as nossas almas para abençoar a igreja e o mundo com a manifestação da presença de Deus. • Se você hoje está vivendo em uma terra seca e está sedento por uma nova experiência com Deus. que vivam pela fé na operação de Deus no íntimo e não pelos sentimentos naturais do coração ou pela força das circunstâncias. o Senhor precisa.múltiplos. O Seu propósito é fazer de nós homens espirituais. pessoas que vivam pelo Espírito e não pelas variações da alma. Nunca devemos ficar presos ou fechados dentro daquelas experiências que já tivemos no passado com o Espírito Santo. nos purificar e nos capacitar. Nem devemos ter preferências por determinadas manifestações sobrenaturais. mas são muitos rios que procedem deste agir do Espírito em nós. Sempre haverá um novo rio que o Espírito poderá fazer fluir de nós. Quando o Espírito nos enche. Para isto. é permanecer sempre abertos para aquilo que Ele mesmo quiser fazer em cada situação. 3. Esta direção é determinada· pelo modo como Deus gosta de operar. nos humilhar. A nossa melhor atitude diante da grande diversidade do fluir do Espírito. e aos poucos. de dons sobrenaturais. de poder. de adoração.

44. Jesus é o Rio de Deus! E todo aquele que beber dele. e já nem consegue orar ou ler a Palavra. de desânimo. 104 . Sabe de uma coisa? Você está sedento numa terra seca e cansada onde não há água (Sal. Aleluia! Vamos.1). na verdade. Jesus declara que os seus discípulos podem vir a Ele e beber de suas águas.3. as manifestações do Espírito Santo em nós (João 7.3.2.Is. aprender hoje mais algumas verdades sobre estes rios do Espírito e como podemos tê-Ios em nossa vida. Ap.37-39 • A manifestação da presença de Deus é comparada a um rio (Is..13-14). A unção se foi e os sonhos estão morrendo. de tribulação.1).63. O mais tremendo é que se nós continuarmos sempre bebendo do Senhor. Esta foi a experiência de Davi. Ele.44. Talvez você esteja assim em relação a Deus. fluirão rios de água viva do nosso interior! Estes rios são.22.39). Jer. No texto que lemos. Os rios do Espírito são para aqueles que estão sedentos Imagine como você estaria depois de andar um dia inteiro debaixo de um sol de 40 graus sem beber nenhum líquido? Estaria com uma profunda sede.. terá no seu interior uma fonte aberta que jorra para a vida eterna (João 4. o Senhor diz: “Porque derramarei água sobre o sedento e rios sobre a terra seca”. O que resta é a saudade da última grande experiência que você teve com Deus. Você tem andado por um longo tempo debaixo de opressão.13. Receba o renovo de Deus na sua vida! 48 – Os Rios do Espírito (II) João 7. 4. então.

e perdemos a presença e a unção do Senhor.3). Em Jer.44. Jesus nos chama hoje para renovar a nossa confiança nele e assim experimentarmos o fluir dos rios do Espírito em nosso interior. é nos arrepender de termos trocado o Senhor por outras coisas. também paramos de caminhar. a manifestação de sua presença em você. Arrependa-se de estar andando longe de Deus e renda-se diante dele confessando a sua sede e recebendo. Você pode ser cheio do Espírito Santo agora mesmo. Os rios do Espírito são para aqueles que estão dispostos a ir a Jesus para saciar a sua sede. porque só Deus pode satisfazer realmente a sede da nossa alma. encontrou novamente a fonte das águas e pode saciar a sua sede (SaI.63. 5. Assim. No reino de Deus. acabamos frustrados e desanimados. A grande base para termos uma vida cheia do Espírito é a fé. Jesus diz para o sedento ir a Ele e beber. Ele é poderoso e gracioso para derramar sobre a sua vida e ministério uma água fresca do Espírito (ls.8).13. Ele nos receberá de volta! Aleluia! 6. quando paramos de crer. então. 105 . O segredo. pela fé. Às vezes.2. Eu tenho uma promessa de Deus para você: O Senhor diz que não importa o quanto a terra esteja seca ou a quanto tempo você esteja com sede. nós também deixamos de buscar o Senhor e passamos a procurar alegria em outras pessoas ou coisas. Deus declara que o seu povo havia deixado o Manancial de águas vivas e tinha cavado cisternas que não podiam fornecer água. Os rios do Espírito são para aqueles que crêem em Jesus.porém. e voltar a Ele agora mesmo.

Cada um deles com diferentes atitudes em relação a Deus e com experiências de vida completamente distintas. O texto nos fala de duas características deste tipo de homem: α) Ele põe a sua confiança na capacidade humana e não no Senhor. O homem maldito – v. Hoje. β) Ele é comparado a um arbusto solitário no deserto. O seu destino é “morar” num lugar seco.49 . nos tornamos vulneráveis ao ataque do mal. 106 . A palavra “maldito” é muito forte porque se refere a alguém que está exposto a influência do mal em sua vida. sem a água do Espírito. O motivo deste homem ser maldito é que ele “faz da carne o seu braço” e “aparta o seu coração do Senhor”. O Senhor compara o homem que não confia nele a um “arbusto solitário” no deserto.5-8 • O texto que lemos nos fala de dois tipos de homem. nós vamos aprender sobre estes homens e deixar a palavra de Deus nos sondar e alinhar o nosso coração com a sua vontade. 17. Toda vez que nós deixamos de confiar em Deus. porque está debaixo de maldição.Os Dois Homens Jer. 1. Este homem “não verá quando vier o bem”.5-6 O Senhor descreve aqui o homem que vive debaixo de maldição por causa de sua atitude interior.

e reconhecemos a sua presença em nossa vida. e assim nos tornarmos árvores frutíferas para sua glória. Quando confiamos em Deus de todo nosso coração.A Águia e o Leão Is.2. Ela não se afadiga porque conta com a força que vem do Senhor e não do seu próprio braço. • E nós? Qual destes homens temos sido? Deus nos chama hoje para aprendermos a confiar e esperar somente nele. é uma árvore que permanece dando frutos mesmo no meio das tribulações. O homem bendito – v. 30. 40. b) Ele é comparado a uma árvore plantada junto às águas O homem que confia no Senhor é como uma árvore que tem raízes que se alimentam das águas do Espírito e por isso não tem medo do calor. antes permanece firme durante o ano de sequidão.28-31. Prov.7-8 O texto nos mostra também duas características do homem a quem o Senhor chama de “bendito”: a) Ele põe a sua confiança e esperança no Senhor O Senhor chama de “bendito” o homem que confia nele e espera por Ele.3. o Senhor tem nos encorajado a avançar para novas conquistas. Nestes 107 .30 • Desde que a Visão Celular no Modelo dos 12 entrou em nós (e nós entramos na visão). Ele promete endireitar as nossas veredas (Prov. Além disso.5-6). 50 .

a realização. A águia: a visão do profeta. Hoje. e realização faz lembrar o leão. no alto da montanha. conhecer melhor o que significa esta unção e como ela opera em nós. então. a unção da águia e do leão para nos capacitar a ver e realizar os seus sonhos. Esta ave tem a habilidade de esperar. Aquilo que um dia você pôde ver. nestes dias. mas agora não consegue mais 108 . batendo as asas. Ela tem olhos que enxergam a quilômetros de distância e ainda são capazes de calcular num ângulo de 360 graus ao atacarem a sua presa. mas se eleva pela corrente de vento. E ao perceber a chegada do vento. para dali vermos todas as coisas com os olhos de Deus. a sacudir a poeira e dar a volta por cima. o Senhor quer formar em nós dois aspectos da fé que nos levarão a maiores conquistas. O Senhor deseja restaurar a sua visão profética hoje. Deus está gerando em nosso interior. Deus está nos treinando para alcançarmos as poderosas promessas que temos recebido dele. e também é a que consegue ver mais distante. Visão nos lembra a águia. Não voa através do esforço próprio. o Espírito de Deus está nos ordenando a levantarmos do chão. no alto de uma rocha. A águia é a ave que consegue voar mais alto. O primeiro aspecto é a visão e o segundo. A águia representa a visão profética e nos fala da capacidade de abrir as nossas asas espirituais em adoração e deixar que o vento do Espírito no faça subir até a presença de Deus. Este treinamento requer de nós algumas posturas de fé que irão determinar o nosso avanço diante das pressões do inimigo. pelas correntes de ar. Esta unção é a mesma que houve em Jesus. e hoje está sendo desatada sobre a igreja. Vamos. ela apenas abre as suas grandes asas e se eleva até as alturas dos céus. 1.• dias.

o Espírito Santo quer restaurar em sua vida. • Este é um tempo profético. a autoridade espiritual que já foi dada pelo Senhor. no entanto. para sermos eficazes no realizar. É valente e guerreiro. 2. conforme o tamanho de sua fome. Lemos em Mar. pois só caça na medida de sua capacidade de comer.22-25 que Jesus curou um cego em duas etapas. Os sonhos de Deus não podem morrer. a fim de cumprir o seu chamado para as nossas vidas e realiza a visão que nos foi dada pelo Espírito. Ele é considerado como o “rei dos animais” e não se desvia de ninguém em seu caminho. porém com uma visão distorcida. Não importa o que você já viu até agora. Hoje. e a fazelas com sabedoria.enxergar e crer. Hoje Ele está gerando em nós o “espírito de fé” e derramando sobre nós a unção da águia e do leão para termos sua visão e fazermos cumprir toda sua vontade na terra. O leão: a autoridade do rei. No primeiro momento o homem começou a enxergar. 109 . pela fé. o Senhor está tocando em você. Ele não era mais um cego. Esta é a unção que nos capacita a fazer as coisas que temos de fazer. Deus está nos capacitando não apenas para podermos ver. através de dois toques. contudo age com sabedoria. Ser leão é receber. ainda não era uma águia. Ele está ampliando a tua visão! Aleluia! Receba de Deus esta unção profética que lhe capacitará a ver o que Deus fará através da sua vida. mas também. com uma visão perfeita.8. A figura do leão nos fala da autoridade real. Foi preciso um segundo toque para que ele passasse a ver com nitidez e “ao longe”. Deus está levantando o seu exército para a conquista das nações.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful