Igreja, corpo de Cristo

Pr. Sidinei Bühler Kauer

Esboço da Mensagem: “Igreja, Corpo de Cristo”. Texto de abertura: Ef 5.22-25 Na geração de minha avó, a discussão era como resolver conflitos familiares. Na geração de minha mãe, como evitar uma separação. Hoje, a discussão é se uma pessoa deve casar ou viver uma vida libertina, ora com uma, ora com outra companhia. Divórcio não é mais um tabu, agora a mesa virou, casamento é um tabu. As pessoas dizem: “Casar para que?”. Não querem mais uma aliança, alias, nem sabem mais o que é uma aliança. Com suas mentes e corações corrompidos pelo voraz mercado pensam apenas em relacionamentos “rentáveis”. Pergunte aos casais se já ouviram falar sobre reciprocidade, mutualidade, bem comum... Interessante que isso já era de se esperar. O Senhor estabeleceu o relacionamento entre um homem e uma mulher como exemplo para se referir ao relacionamento de Jesus com Sua Igreja. Quando as pessoas distorcem seus valores sobre família, distorcem a maneira de ver a Igreja, Jesus e a si mesmos como corpo de Cristo. Eis a grande diferença. A Igreja é formada por pessoas, chamadas a ser família no sentido de filiação a Deus e consequentemente, irmandade de um para com os outros. Igreja é fidelidade 360°. Para que exista fidelidade é necessário que existam princípios que organizam um sistema. Por isso a Bíblia nos ensina: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” Rm 12.2 NVI. Quando experimentamos a boa e perfeita vontade de Deus? Quando nossa mente muda do padrão de funcionamento do mundo para o Padrão do Senhor. Os princípios da Palavra devem organizar nossa vida e toda organização estabelece níveis de relevância (coisas) e hierarquia (pessoas). Na família o Senhor estabeleceu como vivemos antes, uma representação do relacionamento da Igreja com Jesus. Colocou o homem como líder do lar e a esposa como sua auxiliadora (Ef 5.22-33). Este homem tem uma missão. Cuidar da família para que ela sirva para honra e glória de Jesus. Sua esposa está nesta missão junto com ele, ou seja, ela está em sub-missão. Cristo está em Missão (Jo 5.17). Está salvando vidas, redimindo a criação do pecado. A Igreja deve estar em submissão a Jesus. Quando a Igreja está na Missão de Jesus ele a habilita em capacidade e proteção para o serviço. A única autoridade que a Igreja possui é a autoridade que deriva de Jesus. Um princípio interessante no que se refere à fidelidade: Deve ser acima de tudo ao Senhor e o restante disto derivar. Logo, mais importante do que nossas
http://www.missoes.org

grandes conquistas nesta terra é que conquistemos o coração do Senhor. Sim, Ele nos amou primeiro. Refiro-me a conquistar o coração de Deus no sentido de como noiva, conhecermos aquilo que o noivo gosta e não gosta o que traz alegria e o que traz tristeza ao seu coração. Mais do que fazer um bom bolo ou passar o friso das calças, que nosso ser atraia sua presença. Que nossa fidelidade lhe coloque um sorriso. Um péssimo exemplo nisso é o grande Joabe. Sim, grande. Homem como ele certamente existiram poucos sobre a terra. Fantástico guerreiro, inteligentíssimo e um estrategista fantástico. Conquistou metade do reino para Davi. Porém não conquistou o coração de seu senhor Davi, nem mesmo o coração de Deus. Foi o gurizinho da mamãe Zeruia até o fim, todo bravinho e cheio de ressentimentos. Muito semelhante a alguns maridos que colocam o mundo aos pés de suas esposas, mas tem o coração distante delas. Ou com mulheres que fazem de tudo para casar apenas por interesse. Ef 5.22-33 – Amar a mulher, se entregou por ela, santificação, purificação, lavar pela palavra, apresentar gloriosa, sem mácula, sem ruga, santa e sem defeito. Amar como ao próprio corpo: Alimenta, cuida. 1Co 12.12 Foco da Igreja? Igreja de Coríntios focada em avivamento, dons e poder tornou-se cheia de pecados sexuais e facções. A Igreja de Colosso, focada em conhecimento, tornou-se cheia de orgulho e heresias... A Igreja de Laodicéia, focada no progresso tornou-se morna. Ministério sim pode ter um foco específico. Organização para-eclesiástica sim pode ter um foco específico. Porém, a Igreja deve ser o corpo de Cristo (pés, mãos, olhos, barriga...)! Uma Igreja sadia é um corpo onde temos todos os tipos de pessoas e uns se reconhecem como parte dos outros e mais, sabem que precisam uns dos outros! Que há de semelhança entre um olho e um pé? Porém para onde iria o olho sem o pé e como saberia o caminho o pé sem o olho? Ou o que há de semelhante entre o nariz e o coração? Um sem o outro certamente morreria! Sabia que eu preciso de você? O Pr. Luciano Gazola adotou para a Igreja que pastoreia o seguinte lema para 2011: “Que venham as tribos”. Não é que uma Igreja deva “sintetizar” todos os estilos para com isso evangelizar. O caso é que com pessoas diferentes aprendemos facetas diferentes da multiforme sabedoria e graça de Deus (Ef 3.10; 1Pe 4.10). Entende? O Senhor fez o homem a Sua imagem e semelhança o fez de diversos estilos. Qual a imagem de Deus? Qual o estilo de Deus? Junte todos os tipos de cristãos fiéis e você terá uma ideia mais abrangente de quem é Deus, qual seu caráter... Enfim, a essência de Deus é visível na pluralidade! Leia alto: Plural!
http://www.missoes.org

Não tem ninguém parecido contigo em sua congregação? Ótimo, você vai ajuda-los a enxergar uma face do Senhor que de outra maneira não conheceriam. Ninguém gosta das coisas que você gosta? Então você está no lugar certo! Você não suporta a atitude de alguns no meio da igreja? Está no lugar certo, sua longanimidade e domínio próprio serão aperfeiçoadas e você poderá aprender mais sobre misericórdia! Aleluia! Igreja é um corpo onde o nariz terá de aprender a suportar o chulé do pé! Porém poderá relatar aos pés o problema que ele por si não percebera e pedir ajuda as mãos para resolver este problema (1Co 12.14-27)! Ser Igreja é assumir um compromisso de uns para com os outros e não apenas com Cristo. Ser adotado em uma família que já tem muitos irmãos. Será que esses irmãos se alegram ou se envergonham com suas atitudes? Igreja não é mercado ou playground. Igreja é um exército. Membrar é assumir seu papel no exercito de Cristo e dizer: Estou aqui para o que der e vier, fui comissionado, arregimentado! Seguir Jesus é renuncia. Evangelho é renúncia. Ser Igreja é renunciar o próprio espaço para que o espaço ocupado por Jesus aumente! 1Co 14.26 Portanto, que diremos, irmãos? Quando vocês se reúnem, cada um de vocês tem um salmo, ou uma palavra de instrução, uma revelação, uma palavra em língua ou uma interpretação. Tudo seja feito para a edificação da igreja.

http://www.missoes.org

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful