You are on page 1of 3

Artigo publicado na revista da ANIPC – Associação Nacional dos Industriais de Produtos de Cimento, na edição do 4º trimestre do ano de 2002, subordinado

ao tema “e-commerce”

A velocidade a que a história do e-commerce é feita é estonteante! Todos os anos milhares de empresas abrem e fecham, cada uma criando um novo capítulo na história do e-commerce para que outras empresas estudem. As primeiras lojas on-line mais simples apareceram em 1992. Estas lojas eram apenas compostas por catálogos virtuais, simples listas de produtos para venda. As encomendas eram feitas off-line, por e-mail, telefone ou fax. Passado pouco tempo a tecnologia evoluiu o suficiente para que fosse possível produzir lojas virtuais com carrinhos de compras também virtuais. Com o desenvolvimento de protocolos como o Secure Socket Layer, os clientes passaram a poder encomendar e pagar as suas compras on-line e directamente, com cartão de crédito. O e-commerce rapidamente se popularizou junto de consumidores e fornecedores. Para os consumidores era rápido, fácil e eficiente, permitindo-lhes ainda, comparar produtos, preços e serviços antes do acto efectivo da compra. Aos fornecedores permitia-lhes abranger uma audiência internacional ilimitada, 24 horas por dia, 7 dias por semana a custos reduzidos. Hoje o e-commerce é larga e vastamente aceite e tem um crescimento rapidíssimo. Prevê-se que com a melhoria das condições de acesso à internet, sobretudo no que diz respeito à velocidade de navegação, rapidamente o e-commerce atinja 2/3 de todas a compras efectuadas mundialmente.

Mas afinal o que é o e-commerce? O e-commerce é um conceito geral que abrange todas as transacções realizadas electonicamente entre duas partes. Se for entre duas empresas teremos o business-to-business (B2B). Entre empresas e consumidores teremos o business-to-consumer. Temos ainda os leilões. A empresa mais conhecida de todo o mundo neste campo é a e-bay. Lá pode-se vender e comprar de tudo. Os preços são definidos pelos próprios clientes em função da

No mundo real as empresas maiores conseguem facilmente anular as mais pequenas ao abrirem grandes lojas. Para quê perder tempo na luta entre verdadeiras multidões nas grandes superfícies. No entanto este valor poderá ser alterado em função do interesse dos compradores. em supermercados virtuais e ainda por cima. Na internet os clientes encontram as lojas das grandes e das pequenas empresas em janelas exactamente com o mesmo tamanho: o seu monitor! Este facto permite às pequenas empresas lutarem de igual para igual com as grandes. Há bombardeamentos de publicidade a todo o tipo de produtos que parece fazer crer que qualquer empresa que não invista no e-commerce será rapidamente deixada para trás. a aparente facilidade inerente ao e-commerce pode ser enganadora. Desde o início da internet em portugal que às quintas-feira tem lugar um leilão com viagens possíveis de adquirir a preços na ordem de 50% do valor normal. do conforto de sua casa se podem fazer as mesmas compras a qualquer hora. a baixos custos e possibilita às empresas a entrada no mercado mundial logo desde o seu inicio de actividade. um dos sites de leilões mais conhecidos –sobretudo devido à promoção realizada. No entanto. o leilão com mais tradição na net portuguesa é o leilão do site da TAP. proporcionalmente.pt No entanto.miau. As pequenas empresas não conseguem acompanhar e muitas vezes acabam por falir ou ser compradas. trânsito e parques de estacionamento quando. Hoje em dia é quase impossível abrir um jornal ou revista sem encontrar um artigo acerca de como o e-commerce vai alterar as nossas vidas. Inicialmente e antes de existirem lojas na internet. será sempre mais barato do que construir grandes superfícies ou abrir filiais pelo mundo inteiro.é o www. É claro que a construção de um site destinado ao e-commerce pode sair caro. . ter os produtos entregues à porta de casa? Para os fornecedores o e-commerce oferece inúmeras oportunidades. o e-commerce era unicamente utilizado para transações b2b em redes fechadas.maior ou menor procura. No entanto. Permite transacções em todo o mundo. edificios gigantes e filiais espalhadas por todo o mundo. Em portugal. Certamente que existe uma base de licitação inicial. Para o consumidor é fácil avaliar a importância do e-commerce.

um site.Há alguns requisitos básicos a preencher para singrar no meio do e-commerce.deverá ser possível consultar as várias características de produtos e serviços bem como realizar a sua encomenda. Depois de realizada a venda é necessário proceder à entrega.. A Promoção é essencial! Ainda que tudo o resto funcione bem sem uma promoção adequada o seu negócio on-line falhará! .. A possibilidade de realizar o pagamento on-line é essencial e no momento. Basta embrulhar e enviar. este tipo de pagamento só é possível via cartão de crédito. É essencial uma loja on-line. Nesta loja. Embora existam lojas virtuais sem a possibilidade de pagamento on-line verifica-se que a probabilidade de sucesso é drasticamente reduzida. À partida parece fácil. excepto quando se tem centenas de encomendas por dia! A maior queixa a respeito do e-commerce reside no apoio de serviço ao cliente no caso de ocorrência de problemas.