You are on page 1of 10

Criação intensiva de perus

Todos os anos, mais de 260 milhões de perus são abatidos na União Europeia. 5 milhões dos quais em Portugal, sendo a época natalícia a de maior procura da carne destes animais. São vários os problemas associados à criação intensiva destes animais e que, obviamente, têm consequências na qualidade da carne e na saúde de quem a consome. Problemas associados à criação intensiva de perus: Saúde A reprodução natural é negada aos perus. São criados selectivamente para terem um peito para carne tão grande que a criação natural se tornou fisicamente impossível e toda a reprodução é feita através de inseminação artificial. Os seus corpos são tão pesados que muitos machos adultos sofrem de dolorosos problemas das coxas (um peru adulto pode pesar tanto como uma criança de 8 ou 9 anos). Uma porção de 180g de carne magra de peru sem pele contém 274 calorias e 6 gramas de gordura e a mesma quantidade com pele tem 380 calorias e 16 gramas de gordura. Os perus recebem antibióticos e hormonas de crescimento por serem criados sob condições de superpopulação. Muitos perus comem rações prefabricadas, que costumam conter restos processados de outras aves. Todos estes factores afectam obviamente a saúde de quem consome estes animais. Exiguidade dos espaços sobre-populados A criação de perus em regime intensivo é feita em espaços sobre-populados, onde chegam a estar cerca de 25000 aves. Cada ave é confinada numa área de 0,3 metros quadrados. Estas aves são mantidas em circunstâncias ambientais muito pobres (ausência de poleiros, etc.) e nada adequadas. Daí que os perus fiquem sob um grande stress, uma vez que se lhes limita a manifestação dos seus comportamentos naturais. Frequentemente, os animais que sobrevivem a estas condições de criação (um número considerável não sobrevive até à idade de abate) desenvolvem comportamentos violentos entre si, pelo que lhes é cortada a ponta do bico com uma lâmina quente, a fim de evitar as agressões e os casos de canibalismo. Abate Após serem descarregados dos caixotes em que são transportados, estes perus, anormalmente pesados, são pendurados de cabeça para baixo em grilhões metálicos dispostos numa linha de transporte. Nos piores casos, são deixados nesta posição vários minutos antes de serem insensibilizados, o que para uma ave tão pesada é doloroso e assustador. A linha de transporte arrasta então os perus para um banho de água electrificada, cujo objectivo é o de os insensibilizar antes de se efectuar a sangria. Contudo, muitas das aves debatem-se e levantam a cabeça, escapando assim ao banho eléctrico. Estas aves estarão completamente conscientes aquando da sangria. Algumas estarão mesmo ainda

org.vivas aquando da imersão no tanque de água a ferver. Referências: http://www. dependendo do tamanho da ave produzida.pt . A expectativa de vida natural de um peru é de cerca de 10 anos. Os perus de criação intensiva são mortos ao completarem de 12 a 26 semanas.animal. cujo objectivo é o de facilitar a remoção das penas.

quente e seco Ração . alimentação adequada e boas condições de manejo são cuidados indispensáveis.60 reais Tempo de retorno . Irani Braun (11) 4357-5796. boa higiene. ovos (para incubação ou culinária). mas para os iniciantes é recomendável começar com os peruzinhos de um dia. Passado esse período. é mais econômica. Esse tipo de criação demanda mais trabalho. difteria aviária. Provavelmente isso se deve aos apelos a uma alimentação saudável . um viveiro de cinco metros quadrados.a carne possui baixos níveis de gordura e colesterol e alto teor protéico. Nos últimos anos. cerca de seis.30 a 35 reais por mês Doenças comuns . coriza e verminose Vacinas . em escala comercial ou doméstica. com aves jovens ou ainda aves adultas.para um macho e três fêmeas.enterapatite. é uma atividade que não exige muito investimento e que pode ser exercida por criadores sem muita experiência. Uma delas é adquirir os ovos e colocálos para incubar.de um a oito meses Onde adquirir . tornam-se rústicas e resistentes. Na prática. Investimento Preço . coccdiose. A criação de perus. porém. penas e esterco. adultos. no entanto.Muito além do Natal Edição 236 . entre 100 e 300 reais o casal Capital de giro . Dedicação constante. Os perus são criados para produção de carne. também conhecida como cabeçanegra. perus jovens.gasto inicial para seis filhotes é de cerca de dez reais Uma pequena criação pode começar com poucos filhotes.Jun/05 Apesar de não ser um dos maiores consumidores de carne de peru. o Brasil é um grande exportador. O número não deve ser muito .filhotes. É possível também começar com peruzinhos de um dia. com dois metros de altura Clima -. quando são extremamente sensíveis. o consumo dessa carne vem aumentando. mas o criador pode vender peruzinhos de um dia.João Germano: (11) 3851-2311. e ela está deixando de ser exclusiva da ceia de Natal. cinco reais. ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da União Européia. Todas elas têm vantagens e desvantagens. Assim é possível perceber se há boa adaptação das aves ao local. a maior dificuldade de criar essas aves é no período entre três e seis meses de vida. A criação pode ser iniciada de várias maneiras. José Renato (21) 2736-2017 Área .

salsa e cebolinha picadas e ração.de pequeno porte. Os perus estão aptos para a reprodução entre o sexto e o oitavo mês. Água fresca e limpa é fundamental. O piso deve ser ripado ou forrado com serragem ou palha seca. adicionada de vitaminas A.possui carne tenra e delicada Caipira . Nos três primeiros dias de vida é recomendável fornecer suplementação vitamínica aos filhotes. As verduras.resultado de cruzamentos. pois nessa fase é difícil distinguir o sexo. máscara vermelha na cabeça. Nesse período. C e D. Mistura-se ovo cozido amassado com cebola. Em geral. vento e sol. os peruzinhos já podem comer ração farelada com 23% a 28% de proteína. com exceção da alface. até a fase adulta (seis a oito meses). também é utilizado como ornamental Bronzeado de peito largo . É preciso tomar cuidado para que eles não se molhem. esse período pode estender-se por três meses.produz bastante carne Holandês branco . sem contato com o chão. A partir do quarto dia. Com um mês. Entre o terceiro e o sexto mês. com uma lâmpada acesa para aquecimento. conhecido como "crise do vermelho". Raças As raças mais adaptadas ao nosso clima são: Mamouth bronzeado . tornam-se resistentes. utilizado como ornamental Bourbon red Holandêz branco A vacina contra newcastle deve ser aplicada até o quarto dia de vida. a coriza e diarréia infecciosa. Os filhotes devem ficar em criadeiras. e não se deve correr o risco de criar só fêmeas ou só machos. Essa "farofa" deve ser servida uma vez ao dia. os filhotes ficam sujeitos a doenças. Aos 21 dias. . até um mês de vida. com 18% a 20% de proteína. preparada pelo criador. é a vez da vacina contra bouba aviária. É fundamental mantê-los num local abrigado. ocorre a formação das carúnculas.pequeno. é o mais comum Bourbon red . fazem parte da alimentação dos perus em todas fases. quando a ração indicada é a de postura.pela coloração. Depois desse período. como a bouba. a primeira postura é de 30 a 50 ovos. mas só para beber. Em locais frios e úmidos. protegidos da chuva. as aves começam a ser alimentadas com ração de crescimento. Os perus não podem ser criados em locais úmidos.

sabugo de milho triturado. Podem ser colocados palha ou capim seco nos ninhos.Os ninhos podem ser rústicos: caixotes com palha. No período do choco. ‡ O local deve possuir duas paredes perpendiculares de alvenaria para proteger do vento e do frio e duas paredes de tela de arame. Se isso ocorrer. palha de arroz. Curiosidades e dicas ‡ As peruas são excelentes mães e chocadeiras. Peruas são excelentes chocadeiras as peruas chocam ovos de outras aves como gansas. entre outros . além de ninhos de madeira com 40 centímetros quadrados e 30 centímetros de altura. cestos de vime ou até pneus velhos. o piso é coberto de maravalha de madeira. As peruas chocam até 25 ovos de uma só vez. ‡ Como os perus são delicados. Instalações ‡ Dentro do local de criação deve constar poleiros com um metro de altura. ‡ Se houver canibalismo é preciso elevar o teor de proteína da ração. elas param de se alimentar e de beber água. a quantidade de alimentos verdes e diminuir a quantidade de aves. Além de chocar seus ovos. ‡ De cimento ou de chão batido. para não abandonar o ninho. Os perus alcançam o peso para abate entre cinco e seis meses de vida. coloque na porta do abrigo caixa com cal queimada. coloque o alimento perto delas ou force-as a sair para comer. para que o tratador desinfete as solas dos sapatos ao entrar.

João Germano. Irani Braun. 68. (11) 38512311. São Paulo. tel: (11) 5667-3495 Mais informações: Criadores de perus . endereço para correspondência: rua Ferrúcio Duprat. membro da Associação Brasileira de Criadores de Aves de Raça Pura. SP. CEP 04776180. ‡ As medidas do viveiro para um macho e três fêmeas são cinco metros quadrados e dois metros de altura. José Renato. (21) 2736-2017 .materias que evitam umidade. (11) 4357-5796. Interlagos. Consultora: Maria Virgínia Franco.

Um metro quadrado comporta 10 peruzinhos. A temperatura deve ser de 38. com 26% de proteínas. Quando soltos nos campos. facilmente superável pelas aves sadias e bem alimentadas. Os ninhos podem ser feitos de simples caixotes de madeira medindo 40cm x 50cm e com uma camada de palha ou capim seco. O "verde". às vezes. podem receber quirera de milho. não deve faltar nunca. Nessa época devem ser vacinados contra a bouba. uma das aves mais resistentes. ovos cozidos picados. que incubam de 15 a 25 ovos de cada vez. Sua alimentação deve ser com ração balanceada "inicial".5ºC no final da incubação. até 30 dias de idade. das chuvas. pois é nessa idade que passam pela "crise do vermelho". depois. Neste caso. Podem ser mantidos em galpões até serem vendidos para o corte ou abatidos. pois posteriormente são levados para parques gramados ou então para galpões com cama ou soltos no quintal. economizando 20 a 25% de ração. passando para a de crescimento com 18 a 20% mas.5ºC.Os Peruzinhos Quando saem dos ninhos . dos ventos e da umidade. Postado por Criadores de Peru às 05:42 Incubação Pode ser natural. dos quais não possam ser mudados pelo menos todas as semanas. verduras picadas. são boas chocadeiras e. podem receber a de adultos. feita pelas próprias peruas. com piso de tela ou ripa de madeira ou mesmo sobre uma cama adequada e com uma fonte de calor (lâmpada de raios infravermelhos)(isso não é preciso qdo os peruzinhos tiverm uma mãe. Até aos 3 meses devem ser bem protegidos do sol. não abandonam o ninho nem para comer. "pastam" como bois. Os ovos devem ser virados 2 a 3 vezes ao dia. devemos retirá-las do ninho para forçá-las a se alimentarem. examinados no 9º dia (é observada a "aranha" ou "anel de sangue") e no 23º dia. Nas pequenas criações e nos primeiros dias. biologica ou não ). aumentando até 39. no fundo. Não é aconselhável aglomeração ou a permanência de perus em terrenos muito pisados. pão com leite e aveia. . os peruzinhos devem ser colocados em criadeiras ou baterias. aí permanecendo até 9 a 10 semanas. na falta desta. Torna-se.

também. reduzindo o verde e dando ração balanceada . mas uma vez por semana. e o não contato com outras aves facilita o seu crescimento e a não contaminação com virus e bacyerias que são comuns em locais onde o numeros de aves é variado.. em geral. sejam muito bem alimentados com ovos cozidos misturados a ração pelo menos 2 vezes ao dia . pois a ave fica mais a vontade e se exercita mais . leite desnatado. cevada. Podemos dar-lhes. a água precisa estar sempre fresca e limpa . possam ser aproveitados outros alimentos.. Os perus comem. Na segunda semana recomendamos adicionar à agua dos filhotes polivitaminicos . mais de 70g e serem de aves precoces e sadias. basta prendê em pequenos -los cercados (quando não estão em galpões) e submetê-los a uma alimentação especial. encontrados em casas de aviculturas .não precisam ser dadas todos os dias . A melhor época de criação de perus é no verão .. É importante que logo nos primeiros dias os filhotes . picados em fatias e cruas. outros grãos. milho. farelo de trigo. nas criações caseiras. . aumentar o verde e o teor de temas da ração. as mesmas devem ser adicionadas à agua na parte da manhã. Postado por Criadores de Peru às 05:38 Engorda Para que os perus engordem. desde o nascimento até o abate (28 semanas). A engorda dura de 20 a 60 dias. etc. Os ovos devem ter no máximo 10 dias após a postura. Os de peruas muito novas são pequenos e. raízes de mandioca mansa ou aipim. 35kg de ração. restos de comida. como frutas e verduras . não são férteis. em média. de preferência um dia após serem arrancadas ou outros alimentos como batatas cozidas. atingindo maiores pesos.A incubação dura 28 dias. quando atingem 4 a 5 meses de idade. aveia. Postado por Criadores de Peru às 05:37 Alimentação A mais Indicada é com as rações balanceadas e o verde embora. Quando aparecer canibalismo.

Postado por Criadores de Peru às 05:29 O Começo Embora muitos não o saibam. boas condições de higiene. Postado por Criadores de Peru às 05:26 . embora devam ser recolhidos a um abrigo. Até aos 3 meses são tão delicados quanto os pintinhos mas. São criados para a produção de carne. além dos 50kg de ótimo esterco que produzem por ano. torna-se uma das mais resistentes aves domésticas. sua criação é tão fácil quanto à de galinhas. todas as suas penas e detritos. durante a noite. ainda. São aproveitados. boa alimentação e um bom manejo. podendo ser soltos pelos campos. pois seus ovos são mais usados para a incubação. se proporcionarmos aos perus. passada essa idade.

Agora. afirmou Rami A. New York Times News Service . Quando pesquisadores sequenciaram o genoma do frango. mas o genoma do peru também pode se mostrar útil às pesquisas médicas. símbolo da celebração de Ação de graças nos Estados Unidos. Compreender a genética de doenças nos perus poderia ajudar em pesquisas de doenças humanas. é realmente como um livro". em 2004. os cientistas criaram um diagrama genético do peru. Essa informação pode levar a avanços na qualidade da carne. foram necessários vários anos e milhões de dólares. os pesquisadores usaram uma nova tecnologia que obtém os dados rapidamente. no período de um ano. "O genoma. Para fazer o sequenciamento. o sequenciamento do genoma do peru custou pouco mais de US$200 mil. O conteúdo de nutrientes também pode ser aumentado. segundo Dalloul. cientistas mapearam pela primeira vez quase 90% do genoma do peru.atrás apenas da carne suína. disse ele. Esses dados preliminares foram obtidos em um grupo de centenas de milhões de bases ou moléculas que formam o DNA do peru. 17 de Setembro de 2010 . Descobrir quais genes são associados à fertilidade poderia ajudar a indústria a aumentar a produção. no peru.Pesquisadores mapeiam maior parte do genoma do peru São Paulo. A sequência do genoma do peru está descrita na revista "PLoS Biology". Animais para abate geneticamente modificados são controversos.Os perus domésticos. na fertilidade do pássaro e na taxa de produção. Dalloul. O livro do genoma do peru pode ser útil na criação de perus para abate. criando perus geneticamente modificados. se tornaram tão populares que representam hoje a quarta opção de carne entre os americanos . bovina e de frango. Como a tecnologia foi muito aprimorada. Usando um software especializado. um dos autores do estudo e pesquisador de aves domésticas da Faculdade de Agricultura e Ciências da Vida da Virginia Tech.