You are on page 1of 20

Departamento Geral de Ações Socioeducativas (DEGASE

)

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado da Casa Civil

Processo Seletivo para a Contratação Temporária de Profissionais de Níveis Superior, Médio e Fundamental

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL

DEPARTAMENTO GERAL

DE

AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE)

APRESENTAÇÃO

Este Manual foi organizado pela FESP – Fundação Escola de Serviço Público do Estado do Rio de Janeiro, executora do Processo Seletivo para o Departamento Geral de Ações Socioeducativas (DEGASE), com o objetivo de fornecer aos candidatos as informações mais relevantes.

Constam do Manual o Cronograma e o Edital que regulamenta o Processo Seletivo. Antes de inscrever-se o candidato deve conhecer as normas que o regem e as atividades inerentes a cada etapa.

Recomendamos, portanto, a leitura atenta deste Manual, pois as informações nele contidas são necessárias para a eficácia de todo o Processo.

2

MANUAL

DO

CANDIDA TO

..........1......... 19 Modelo de Formulário para Entrega de Títulos 2.............. 20 Relação dos Postos de Inscrições ........................ EDITAL DO PROCESSO SELETIVO ........................................................ Anexo V ............... 18 ................................................4....Agências Regionais ................1...... Carga Horária e Vencimentos 2....................2 Anexo II .......................................................................................................... Anexo III Quadro de Provas 2.................................................FESP-RJ 3 MANUAL DO CANDIDA TO ......5................. ANEXOS 2................................... 15 a 17 Atribuições dos Cargos 2...................................1.............................................................................. 5a9 2.. Municípios.................................... 10 a 14 Áreas/Pólos................................ 4 2.................. Vagas...... CRONOGRAMA ................1 Anexo I ....................................GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) SUMÁRIO 1................................. Anexo IV ........................6..................................................1..... Anexo VI ..................... 17 Conteúdos Programáticos 2.........1.........1........................3...... Cargos......1................ Qualificação Mínima....

RJ 09 e 10/11/2007 Divulgação/Publicação da Avaliação de Títulos FESP.RJ 14 e 19/11/2007 FESP. com classificação e Convocação para Contratação. com classificação e Convocação para Pesquisa Social e Exame Médico.RJ 17/10 a 24/10/2007 Avaliação dos Recursos da Prova Objetiva Divulgação / Publicação do Resultado Preliminar da Prova Objetiva para todos os cargos em ordem alfabética Período de Vista do Cartão de Resposta da Prova Objetiva Divulgação/Publicação do Resultado Final da Prova Objetiva e Convocação para entrega de Títulos Entrega dos Títulos FESP. Divulgação/Publicação do Resultado Final para todos os cargos.RJ 30/09 a 03/10/2007 Disponibilização do CCI retificado FESP-RJ 05/10/2007 Realização da Prova Objetiva FESP.RJ/DEGASE 13/11/2007 Recontagem Final da Avaliação dos Títulos Divulgação/Publicação do Resultado Final para todos os cargos.RJ / DEGASE 21/11/2007 FESP.Via Internet Responsabilidades FESP.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL CRONOGRAMA DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) Atividades Período de Inscrição .RJ / DEGASE 30/10/2007 FESP.RJ 25 e 26 /10/2007 FESP. FESP.RJ Datas Previstas 12/09 a 23/09/2007 Período de Inscrição .Presencial FESP.RJ/DEGASE 06/11/2007 FESP-RJ 07 e 08/11/2007 Período da Avaliação de Títulos FESP.RJ 31/10 e 01/11/2007 FESP.RJ 12/09 a 21/09/2007 Retificação de Dados Cadastrais dos Candidatos FESP.RJ 14/10/2007 Divulgação / Publicação do Gabarito FESP-RJ / DEGASE 16//10/2007 Período de Recebimento de Recursos da Prova Objetiva DEGASE / FESP.RJ / DEGASE 30/11/2007 4 MANUAL DO CANDIDA TO .

1. ao local de aplicação.8.00 40.1.00 30.00 5. de 21/12/1999.rj. arcando com as conseqüências de eventuais erros no preenchimento desse documento.3. O Processo Seletivo visa à contratação temporária de 72 (setenta e dois) profissionais de nível superior.2. no caso de dificuldade de locomoção. As informações relativas ao Processo Seletivo estarão disponíveis no site www.3.1. 4.1. 5. que ateste a espécie e o grau/nível de deficiência. O Candidato Portador de Deficiência participará do Certame em igualdade de condições com os demais Candidatos. Ter situação regularizada perante o Órgão fiscalizador do exercício profissional (Conselho Regional da Classe). 5.3. as publicações de todos os Atos e Editais referentes ao Processo Seletivo. no Requerimento de Inscrição. torna pública a realização.1. salvo em caso de cancelamento do certame por conveniência da administração pública. a carga horária e os vencimentos estão estabelecidos no Anexo I deste Edital.RJ como forma de pagamento da Taxa de Inscrição. e não eximem o candidato do dever de acompanhar.3.1.U. congestionamento das linhas de comunicação. 50 (cinqüenta) de nível médio e 08 (oito) de nível fundamental. do pagamento do boleto bancário. 4. Os Candidatos que se declararem Portadores de Deficiência.br. em conformidade com o disposto no Anexo I deste Edital. DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) 5. Não possuir antecedentes criminais. Ginecologia.fesp. 5 MANUAL DO CANDIDA TO .3. falhas de comunicação.9.2. de 20/12/1999.00 40.599. de 17 de julho de 2007.7. e em conformidade com a Lei nº 4. 2. de 2ª a 6ª feira de 10 às 16 h.7. 3.4. 5. deverá assinalar sua condição no campo apropriado a este fim. observada a rigorosa ordem de classificação.3. se necessário. indicar o método através do qual deseja realizar a Prova: com Intérprete de Libras.3. Estar quite com as obrigações do Serviço Militar. e/ou solicitar a realização da Prova em sala de fácil acesso.18. para os candidatos do sexo masculino. O Processo Seletivo será realizado em 04 (quatro) etapas. Ter nacionalidade brasileira. Ao se inscrever. expedido no prazo máximo de 90 (noventa) dias antes do término das inscrições. visando à contratação.2. de profissionais de níveis Superior. O Processo Seletivo será regido por este Edital e executado pela Fundação Escola de Serviço Público FESP .6. assegurada acessibilidade ao recinto onde se realizarão as Provas.2. as vagas. A inscrição poderá ser realizada via Internet ou Presencial. se habilitados.3.6. O candidato deverá indicar claramente.298/99.00 40. 4. definidas neste Edital.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL O Diretor Geral do Departamento Geral das Ações Socioeducativas . sendo este o único meio aceito para a efetivação da inscrição. Preencher o Requerimento de Inscrição no período compreendido entre 10 h do dia 12 de setembro e 23 h e 59 min do dia 23 de setembro (horário de Brasília).16. 5. DA INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO 5. 1. emitido após a conclusão de preenchimento do Requerimento de Inscrição on-line. que não forem providas por falta de Candidatos aprovados. Médio e Fundamental.3.7.00 40. 4. no ato da inscrição. o Código. 2. Será realizado para preenchimento dos cargos distribuídos nas áreas Pólo descritas no Anexo I deste Edital. se aprovados e classificados. Ter. O candidato é responsável pelas informações prestadas no Requerimento de Inscrição.00 40. ao horário. no Requerimento de Inscrição. Não serão aceitos depósitos bancários em favor da FESP . 2.12.14. O acesso aos Portadores de Deficiência às Provas e sua eventual aprovação não implicam o reconhecimento da deficiência declarada e/ou da compatibilidade da deficiência com a atividade pertinente à vaga. quando for o caso.1.00 40. 1.1. 5. segundo a Classificação Internacional de Doenças (CID). quando do preenchimento do Requerimento de Inscrição. promovido pelo DEGASE. 4. ou outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados por procedimento indevido dos usuários.1. o candidato deverá comparecer à FESP-RJ. para exercício no Departamento Geral de Ações Socioeducativas (DEGASE). 5.3. quando convocados. DOS CARGOS E DAS VAGAS 2.3. observada a rigorosa ordem de classificação.3. mediante as condições estabelecidas neste Edital. sala 204 – Botafogo – Rio de Janeiro RJ. em conformidade com o item 6 (seis) deste Edital. em caráter excepcional. o nome do cargo e o Pólo para o qual concorre.br. além de figurarem na lista geral de classificação terão seus nomes publicados em relação à parte. considerando o disposto no Decreto nº 40. situada na Av. onde estarão disponíveis o Edital. Efetuar o pagamento. O valor referente à taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma. 2. 5. publicado no D. portando o boleto bancário pago e o Requerimento de Inscrição impresso ou enviá-los. DOS REQUISITOS PARA A CONTRA TAÇÃO 4.00 30. através do Órgão de Imprensa Oficial do Estado. O candidato será classificado de acordo com a pontuação obtida na Área/Pólo de opção para exercício. por fax. Pediatria. o Cronograma e o Requerimento de Inscrição. A solicitação de condições especiais será atendida segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade. Os cargos por Área/Pólo.8.11. O Candidato Portador de Deficiência.3. Inscrição via Internet 5. serão preenchidas pelos demais Candidatos. O pagamento do boleto poderá ser efetuado em qualquer Banco.1. Imprimir o boleto bancário.10.1. no mínimo. Ledor ou Prova Ampliada. obrigatoriamente por meio de boleto bancário específico. Estar quite com as obrigações eleitorais. 2.3. Acessar o site www.1. concorrerá somente às vagas regulares. no caso de nacionalidade portuguesa. à avaliação e aos critérios de aprovação. 18 (dezoito) anos completos. o Candidato deverá optar pelo cargo e pela Área/Pólo para exercício.00 40. 5.1.00 15.1.2. 5. Valor da Taxa de Inscrição: CARGO Assistente Social Pedagogo Psicólogo Odontólogo Médico (Clínica -Médica. A FESP . de 27 de setembro de 2005.1.3. Carlos Peixoto N o 54. 4.fesp. Psiquiatria e Médico do Trabalho) Enfermeiro Farmacêutico Nutricionista Auxiliar de Disciplina Auxiliar de Administração Auxiliar de Enfermagem Auxiliar de Manutenção Taxa De Inscrição (R$) 40. de Processo Seletivo. observada a relação constante do Anexo I deste Edital. A inscrição só será efetivada após a confirmação.1.5. sejam de ordem técnica dos equipamentos.1. 5.3.5.1. com expressa referência ao código correspondente. 2.1. para provimento de 130 (cento e trinta) vagas. 5. e. 4. não declarar ser Portador de Deficiência.856.rj.3.RJ não se responsabiliza por solicitação de inscrição via Internet não recebida por quaisquer motivos.3. 5. seja qual for o motivo alegado. 5. 5.3. ao tempo de realização das Provas e à nota mínima exigida para todos os Candidatos. 1. Possuir a qualificação mínima exigida para a contratação. Em cumprimento ao Decreto nº 3. Caso não tenha sido efetivada a inscrição. Ter sido aprovado e classificado no Processo Seletivo na forma estabelecida neste Edital. sendo de sua inteira responsabilidade o preenchimento correto. Obrigatoriamente deverá declarar se deseja concorrer às vagas reservadas aos Portadores de Deficiência. sob pena de não ter a Prova preparada em condições especiais. 1. estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses.1. O candidato deverá certificar-se de que sua inscrição foi efetuada depois de 04 (quatro) dias úteis após o pagamento do boleto bancário. serão submetidos a Exame Médico . 5. Os Candidatos que se declararem Portadores de Deficiência. a qualificação mínima. conforme discriminado no Anexo I.gov.1. 5. para o telefone (0xx21) 2299-6917. no que se refere ao conteúdo das Provas. bem como a provável causa da deficiência.3. 5.gov.3.1.00 30. na data da contratação. fica reservado aos candidatos portadores de deficiência o percentual de 5% (cinco por cento) das vagas oferecidas.O.4. DAS A TRIBUIÇÕES DOS CARGOS As atribuições de cada cargo constam do Anexo II deste Edital. realizado por Junta de Especialistas. a qual será determinada por meio de Exame Médico.3.DEGASE. O descumprimento das instruções implicará a não efetivação da inscrição.5. 5.15. 2. Aquele que. porém.13. 5.1. As vagas para os Portadores de Deficiência. 1.6.17. 4. pela Instituição Bancária.4.3. sendo-lhe.RJ.4.1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.3.5. devendo estar munidos de laudo médico original.

1. efetuar a inscrição através de Procurador. 5. sob as penas da Lei. 1ª ETAPA . distribuído gratuitamente. 6.º 03671-0. c) Nível Fundamental (Auxiliar de Manutenção): 08 vagas – até 24 convocados (distribuídos conforme o Anexo I). mediante entrega da respectiva Procuração. deverá efetuar uma nova inscrição. O valor da taxa de inscrição será de acordo com o cargo ao qual o candidato deseja concorrer.6.2. Pedagogo.1.4.3. 5. 6.1. 6.2.3.2.2. Serão de responsabilidade exclusiva do candidato as conseqüências advindas da não verificação do Cartão de Confirmação de Inscrição.4. O candidato deverá dirigir-se a um dos Postos de Inscrição constantes do Anexo VI. como forma de expressa aceitação.5.1. 5. As questões serão elaboradas com base no Conteúdo Programático constante do Anexo IV.4. é fundamental que o endereço informado no Requerimento de inscrição esteja correto e completo. Havendo necessidade de alteração. de todas as condições.3. Médico. dirigir-se ao Posto no qual realizou a inscrição. 5.1. do cargo a que deseja concorrer.2.PROVA OBJETIVA (PARA FUNDAMENTAL ) OS CARGOS DE NÍVEL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) 6.4.gov.4.2. Serão convocados para esta Etapa os candidatos habilitados na prova objetiva equivalente a 3 (três) vezes o número de vagas disponibilizadas neste Edital para cada cargo constante no Anexo I. não deixando de colocar o código e o nome. MÉDIO E 6. 6.2. não desobriga o Candidato do dever de acompanhar o Cronograma. 5. através do s i t e www. Nutricionista): 72 vagas – até 216 convocados (distribuídos conforme o Anexo I). dos quais o candidato não poderá alegar desconhecimento.2. Os candidatos que desejarem concorrer às vagas para portadores de deficiência deverão declarar essa condição ao se inscreverem.2.fesp. 5.3.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL 5. Médico do Trabalho.br. Serão de responsabilidade exclusiva do candidato as conseqüências advindas da não verificação da Confirmação de Inscrição. ou por qualquer motivo não recebida. deverá ser considerada como participação na “execução de Medidas Socioeducativas voltadas a adolescentes”.13. 5. PARA OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR (Pontuação Máxima: 40 pontos).2.3. Psicólogo. 5.1.3. ainda que extraviada. 5. PARA OS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO (Pontuação Máxima: 40 pontos) . DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO O Processo Seletivo constará de 4 (quatro) Etapas distintas: 6. Auxiliar de Administração. b) As Regras Mínimas das Nações Unidas para a Administração da Justiça. da Infância e da Juventude – Regras de Beijing. o Cartão de Confirmação de Inscrição (CCI) será enviado pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.1.3. que para a análise concreta da experiência profissional proposta.4. Inscrição Presencial 5. 5. no dia 05 de outubro.3.2.1. 4.2. onde estarão disponíveis a data.gov.8.3. Experiência Comprovada Entre 2 e 5 anos Entre 5 e 10 anos mais de 10 anos Pontuação 12 pontos 16 pontos 20 pontos 6 MANUAL DO CANDIDA TO . 5. e) O Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA. Confirmação de Inscrição 5. Farmacêutico. O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas por seu Procurador no Requerimento de Inscrição. d) A Constituição Federal.1. Experiência Comprovada Entre 2 e 5 anos Entre 5 e 10 anos mais de 10 anos Pontuação 08 pontos 12 pontos 16 pontos b) Experiência comprovada no desempenho das atribuições típicas do cargo pretendido.2. O CCI devidamente retificado estará disponível na Internet ou nos Postos de Inscrição. em qualquer Agência do Banco Itaú.3.4. O candidato inscrito terá exclusiva responsabilidade pelas informações cadastrais fornecidas. respeitando-se inclusive a divisão por Áreas/ Pólo de Abrangência e respectivo nível de escolaridade. Auxiliar de Enfermagem): 50 vagas – até 150 convocados (distribuídos conforme o Anexo I). conforme Anexo III.2. 2ª ETAPA . num total de 60 (sessenta) pontos. arcando com as conseqüências de eventuais erros de preenchimento do documento. 5. bem como da não solicitação da correção no prazo estabelecido no Cronograma do Processo Seletivo.2. Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de se inscreverem para os cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras. 5.2.3. Máximo de Pontos 02 Valor Máximo em Pontos 02 02 02 02 10 04 6. inclusive com indicação do CEP. 5. Todas as questões constarão de 05 (cinco) alternativas e uma única opção correta.2.3. sem devolução do valor da taxa anteriormente paga. com firma reconhecida. c o m c a r g a h o r á r i a mínima de 360 horas.2. Agência 5673.3.rj. . Odontólogo. 5.Avaliação de Títulos (Pontuação Máxima: 10 pontos) Título Valor (em área relacionada às Unitário atribuições típicas do cargo em pretendido) Pontos a) Doutorado 02 b) Mestrado 02 c ) C u r s o d e P ó s. para todo e qualquer efeito. o horário e o local de realização da Prova Objetiva. 5. 5.6.3. Enfermeiro. o candidato deverá imprimir o seu Cartão de Confirmação de Inscrição (CCI). valendo 1.11 a 5. acompanhada de cópia do documento de identidade do candidato e apresentação da identidade do procurador. e no caso de Inscrição Presencial.2. assim como da não solicitação da correção no prazo estabelecido. 5.1.G r a d u a ç ã o lato sensu . através do e-mail Processoseletivo@fesp. 2. normas e exigências constantes deste Edital e demais instrumentos reguladores. A Análise Curricular é de caráter classificatório e constará de Avaliação de Títulos (somente para os cargos de nível Superior e Médio) e da Avaliação da Experiência Profissional (para todos os cargos). A opção do candidato deverá ser efetivada no momento da inscrição.6. d ) C u r s o de E x t e n s ã o . Pagar a taxa de inscrição.3.1. É dever do candidato confirmar se as informações declaradas no momento da inscrição estão corretas. em favor da FESP .4. Para tanto.1.2. quando for o caso.2.2. No ato da inscrição o candidato deverá apresentar o comprovante de pagamento (Guia de Depósito autenticada pelo Itaú) e o documento de identidade original. conforme discriminado abaixo: .4. 6. SUPERIOR. por parte do candidato. no período de 12 a 21 de setembro.3.1.1.ANÁLISE CURRICULAR 6.20. no período de 30/09 a 03/10/2007.3.2.3.Avaliação de Experiência Profissional (Pontuação Máxima: 30 pontos) a) Atuação efetiva na implementação de projetos sociais ou na execução de Medidas Socioeducativas voltadas a adolescentes. A inscrição vale. O envio de comunicação pessoal dirigida ao Candidato.2.2. Havendo inexatidão nas informações constantes do Cartão de Confirmação de Inscrição Via Internet.2. o candidato deverá proceder à necessária correção on-line. A Prova Objetiva de Português e Conhecimentos Específicos é de caráter eliminatório e classificatório. Para os Candidatos inscritos via Presencial. 6.3.2. b) Nível Médio (Auxiliar de Disciplina.1. para solicitar a devida correção.1.RJ. aquelas atividades incluídas em políticas de atendimento que envolvam: a) Os Princípios da Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança.br.19. O simples recolhimento da taxa de inscrição no Banco Itaú não significa inscrição no Concurso. na conta n.7. 5. Experiência Comprovada Entre 2 e 5 anos Entre 5 e 10 anos mais de 10 anos Pontuação 06 pontos 10 pontos 14 pontos .2. em conformidade com os subitens 5.3. somente em espécie.1. Será considerado habilitado o candidato que obtiver o mínimo de pontos exigidos em cada conteúdo e no total da Prova.rj.3. No caso dos candidatos inscritos via Internet. c o m carga horária mínima de 180 horas. Solicitar o Comprovante de Inscrição e o Manual do Candidato. Em caso de impedimento.3.4. Fica estabelecido.5 (um e meio) pontos cada. como se segue: a) Nível Superior (Assistente Social. de 2ª a 6ª feira no horário de 9h às 16h.5.2. com 40 (quarenta) questões de múltipla escolha.4. Preencher e assinar o Requerimento de Inscrição.1. 5.Avaliação de Experiência Profissional (Pontuação Máxima: 36 pontos) a) Atuação efetiva na implementação de projetos sociais ou na execução de Medidas Socioeducativas voltadas a adolescentes. por extenso. c) As Regras Mínimas das Nações Unidas para a Proteção de Jovens Privados de Liberdade. sendo vedada ao candidato qualquer alteração posterior ao pagamento da taxa de inscrição.

Para receber a pontuação relativa ao Título declarado na letra C do quadro de Títulos.1.2. sendo considerado. junto à Superintendência de Perícias Médicas. O documento de identidade deverá estar em perfeito estado de conservação. Não haverá. no Exame Social e Documental.2.Avaliação de Títulos (Pontuação Máxima: 04 pontos) Título (em área relacionada às atribuições típicas do cargo pretendido) Curso de Especialização. Máximo de Pontos Valor Unitário em Pontos 02 04 Valor Máximo em Pontos 04 6.Avaliação de Experiência Profissional (Pontuação Máxima: 40 pontos) a) Experiência comprovada no desempenho das atribuições típicas do cargo pretendido.4. Os diplomas de conclusão de curso expedidos em Língua Estrangeira somente serão considerados quando traduzidos para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado.2. 7. Não será computado tempo de serviço concomitante.RJ. em conformidade com as normas do CNE. atendida a Legislação vigente. Cartão de Confirmação de Inscrição (CCI) e do documento de identidade original.7. além de auxiliar na leitura da Prova. privadas com ou sem fins lucrativos que tenham atuado neste segmento. etc. 7.2. 6. Todos os documentos referentes às alíneas a).1. 7.rj. em conformidade com o Cronograma previsto do Processo Seletivo. 6. 6. se for o caso. emenda ou rasura. nesse caso. PARA OS CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL . constará da apresentação de certidões negativas de antecedentes criminais da unidade federativa em que reside o Candidato. sendo de responsabilidade exclusiva do candidato os prejuízos advindos de marcações efetuadas incorretamente. identificado de acordo com o modelo do Anexo V.2.3. Carteira de Trabalho e Previdência Social.2. as cópias não autenticadas. Nesta Etapa. com carga horária mínima de 180 horas. 6. Não serão aceitos documentos postados.14.2.1. jornais. 6.2.069 de 13 de julho de 1990 – Estatuto da Criança e do Adolescente.2.6. segunda chamada nem justificativa de falta. Serão avaliados somente os Títulos dos candidatos convocados para esta Etapa.3. Aos candidatos que não comparecerem para a apresentação de títulos será atribuída pontuação zero na Prova de Títulos. Experiência Comprovada entre 2 e 5 anos entre 5 e 10 anos mais de 10 anos Pontuação 20 pontos 30 pontos 40 pontos 6. 3ª ETAPA – PESQUISA SOCIAL Experiência Comprovada Entre 2 e 5 anos Entre 5 e 10 anos mais de 10 anos Pontuação 08 pontos 12 pontos 16 pontos .2. O período. 6.12.2. 6. anotações. a utilização de máquinas calculadoras e/ou similares.2.21.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL b) Experiência comprovada no desempenho das atribuições típicas do cargo pretendido. Para fins de pontuação. ligadas ao público . o candidato poderá retirar-se da sala de Prova.1. no qual indicará a quantidade de Títulos apresentados. Será eliminado o Candidato que tenha sido eliminado em Processos seletivos anteriores do DEGASE.7. O envelope deverá ser lacrado pelo responsável técnico da FESP RJ no ato da entrega dos documentos. 6. b) Certidões/ Atividades Socioeducativas desenvolvidas onde conste consignado nome do Candidato.2. A convocação para esta fase será realizada por Edital próprio. horário e local fixado. 6. 7. Estarão classificados para esta Etapa todos os candidatos habilitados na Avaliação Curricular e serão convocados por Edital próprio. impressos ou qualquer outro material de consulta. 7. c) Atividades voluntárias. e) Artigos publicados em revistas. a hora e o local determinados para a apresentação de títulos serão divulgados no site www.3.12. no qual conste o número de créditos obtidos. 7. devidamente registrado. Esta Etapa. pelos Institutos de Identificação e pelo Corpo de Bombeiros. o resultado dos exames e do julgamento da dissertação ou da tese.22.2.alvo.2. Para a comprovação da conclusão do Curso de Pós-graduação em nível de Doutorado ou de Mestrado.9. 4º ETAPA – A VALIAÇÃO MÉDICA 6.3. 6.2.1.4. No caso de Prova realizada com o auxílio de um fiscal ledor. sob hipótese alguma.2. acompanhado do histórico escolar do candidato. Passaporte (dentro da validade). sendo considerado eliminado do Processo Seletivo o candidato que faltar à Prova. via fax e/ou via correio eletrônico. Não será aceita.13. não será permitida a comunicação entre os Candidatos. 7. de forma a permitir. No ato da entrega do envelope.1. expedido por Instituição reconhecida pelo MEC.4. expedido por Instituição reconhecida. sob qualquer pretexto. será aceito o diploma.2. local e data divulgados no Edital de convocação para a Apresentação dos Documentos. DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DA PROVA 7.3. ou ata de defesa de tese/ certificado/declaração de conclusão de Curso de Mestrado ou Doutorado.3. c) e d) deverão vir acompanhados de comprovante do início e término de serviço. 7.2.2. f) Desenvolvimento de projetos de pesquisas ligadas ao tema.2.13. o candidato deverá preencher e assinar devidamente o formulário. 6.19.1.18. Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares. Em nenhuma hipótese haverá substituição do Cartão de Respostas. 6. 6.5. de caráter eliminatório. serão aceitos somente os certificados/declarações de Instituições reconhecidas em que conste a carga horária mínima de 360 horas.15.11. 6. 7. livros. 7. Nenhum candidato fará Prova fora do dia.2. 7.10. A avaliação dos documentos será realizada por Banca Examinadora nomeada pela FESP . 7. A aprovação nesta fase implicará a efetiva contratação. a identificação do Candidato (retrato e assinatura). a entrega de títulos que não atenda ao disposto no subitem 6. munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta.gov. só será considerada a experiência profissional devidamente comprovada a partir do advento da Lei Federal 8. 6. Todos os documentos deverão ser autenticados e entregues. b). A Avaliação da Experiência Profissional será comprovada através de: a) Declarações de pessoa jurídica com firma reconhecida. 6. Certificado de Reservista (sexo masculino).2. 6. salvo se houver cessado o motivo daquela eliminação. Carteira Nacional de Habilitação (modelo novo) e cédulas de identidade expedidas por Órgãos ou Conselhos de Classe. em envelope tamanho ofício. 6. 6.2. também transcreverá as respostas para o Cartão de Respostas do Candidato. ainda que legíveis. Após o fechamento dos portões. pelas Secretarias de Segurança Pública. bem como a verificação de sua assinatura.17. Durante a realização da Prova. Não serão aceitos títulos encaminhados via postal.2.2. 6.3.2.br.10. este. 7. 6. com o formulário apresentado como modelo no Anexo V deste Edital colado em sua parte externa.20.4. Não serão considerados os títulos entregues fora do período.9.4. 6. para efeito de pontuação. devidamente comprovadas.6. não será permitida a entrada dos Candidatos. o empréstimo de qualquer material.4. 6.1. O Candidato deverá comparecer ao local de Prova com antecedência mínima de uma hora do horário determinado para seu início. Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documentos que impossibilitem a identificação do Candidato. mesmo que tenha desistido do Processo Seletivo. DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) 6. Ao término da Prova. 6.3. d) Vínculo empregatício a instituições públicas.2.fesp. 6. O tempo de duração da Prova Objetiva inclui a marcação do Cartão de Respostas. Somente serão pontuados os títulos que forem correlatos ao cargo. de caráter eliminatório. o documento que comprove o maior tempo de serviço. Ao Candidato somente será permitido levar o Caderno de Questões da Prova Objetiva faltando uma hora para o término das Provas. Somente constarão do Edital de Convocação para a apresentação dos Títulos os candidatos habilitados na Prova Objetiva.16. Não serão consideradas. será lavrado um termo no qual o Candidato concordará com as marcações que foram efetuadas.5. com clareza. 7 MANUAL DO CANDIDA TO . Somente decorrida 01 (uma) hora do início da Prova.8. sendo de responsabilidade do candidato acompanhar a Divulgação/ Publicação do referido Edital. as disciplinas em que foi aprovado e as respectivas menções. sob qualquer pretexto.2.3.3.8. periódicos.11. sempre sob a supervisão de outro fiscal devidamente treinado. 6.2. o candidato apresentará os exames laboratoriais e submeter-se-á a exames pré-admissionais. nem entregues fora do prazo. 6. Os títulos serão entregues em envelope tamanho ofício.

rj. em qualquer Agência do Banco Itaú. o Candidato entregará. testemunhado por dois outros Candidatos. n º54 Botafogo . 7.5. 8.7. descumprindo os dispostos nos subitens 7. seja qual for a justificativa.10. desde que considerados aptos na Avaliação Médica e Pesquisa Social. após ter assinado a Lista de Presença. 8.1.4.4. constatados após a Prova. 9. exceto se o recurso for julgado procedente.6. no site www. agenda eletrônica. sempre que possível. ter o candidato se utilizado de processo ilícito para obter aprovação própria ou de terceiros. Não serão aceitos recursos encaminhados por fax ou Internet. na conta n. de 1º de outubro de 2003. O não . depositado em espécie. ficando seus nomes e números de inscrição registrados pelos fiscais. Quebrar o sigilo das Provas mediante qualquer sinal que possibilite a identificação.3. após a publicação do gabarito.17. Se a qualquer tempo.8. deverá assinar o Termo de Desistência e.rj. Serão concedidos certificados aos candidatos participantes que obtiverem aproveitamento de 80% de freqüência e média igual ou superior 8 MANUAL DO CANDIDA TO . for constatado. 9.2. 9.9. será adotada a mesma ordem dos critérios em relação aos critérios apresentados no subitem 10. situado na Avenida Carlos Peixoto. no período de 17/10 a 24/10/2007. na situação em que pelo menos um dos candidatos empatados possua idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos.4 e nos Postos de Inscrição. caso se negue. Dispensar tratamento incorreto ou descortês a qualquer pessoa envolvida ou autoridade presente à aplicação das Provas. no valor correspondente a 30% (trinta por cento) da Taxa de Inscrição.RJ. pelos fiscais e pelo Executor do local. dirigir-se a uma das agências regionais da FESP . de 2ª a 6ª feira. Botafogo – Rio de Janeiro. Não haverá prorrogação do tempo previsto para a aplicação das Provas. estatístico. O Candidato deverá comprovar as alegações com a citação de artigos de legislação. grafológico.br. em regime intensivo. ou nas Agências Regionais da FESP relacionadas no Anexo VI. Em caso de igualdade de pontos na classificação final. Em caso de igualdade de pontos na classificação final. Estabelecer comunicação com outros Candidatos.RJ relacionadas no Anexo VI deste Edital. máquinas calculadoras ou similares. ou não cumprir.1.gov. ressalvado o disposto no subitem 7. qualquer que seja o motivo. O Resultado Final e a Classificação dos cargos acima mencionados serão publicados no Órgão Oficial do Estado e disponibilizados no site www. 9. visual. inclusive aquele decorrente de afastamento do Candidato da sala de Prova. pela fiscalização. e entregá-lo no Protocolo da FESP RJ. bem como perturbar. Faltar ou chegar atrasado às Provas Objetiva e Prática.12. O requerimento deverá ser redigido em formulário próprio. por força de impugnações. no decorrer das Provas. a qualquer tempo.1.8. 8. 8. notebook. Ao terminar a Prova. Os pareceres dos recursos julgados indeferidos serão anexados aos respectivos processos. itens. razão pela qual serão indeferidos liminarmente recursos adicionais. sendo relacionados apenas os Candidatos aprovados. completos até o último dia de inscrição. Após o julgamento dos recursos interpostos. os quais poderão dispor de acompanhantes. Se houver alteração.14.comparecimento à Prova. independentemente de terem recorrido. 9.5. telefone celular. 11. 8. ou for surpreendido em comunicação verbal. 7. 8.14. praticar atos de indisciplina contra as demais normas contidas neste Edital. 8. com indicação precisa daquilo em que o Candidato julgar-se prejudicado. relógio digital com receptor ou qualquer outro meio de comunicação. tal alteração valerá para todos os Candidatos. constantes do anexo VI. do gabarito oficial.2.11. calculadora.fesp. 9.5. para os cargos abaixo relacionados. O recolhimento incorreto da referida taxa acarretará o indeferimento do pedido. serão adotados. gravador. no período. Utilizar-se de processos ilícitos. Ausentar-se da sala.3. portando o Cartão de Respostas. 9.fesp.br. Recusar-se a entregar o Cartão de Respostas ao término do tempo destinado para a realização das Provas. Deixar de apresentar qualquer um dos documentos que atendam aos requisitos estipulados neste Edital. indistintamente. cópias dos comprovantes.rj. por questão. DA RECONTAGEM DE PONTOS DA ANÁLISE DE TÍTULOS E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 11. A taxa relativa ao recurso não será devolvida. os candidatos por ela amparados terão critério de desempate diferenciado. sem o acompanhamento do fiscal. O Candidato não poderá alegar desconhecimento dos locais de realização das Provas como justificativa por sua ausência. escrita ou gestual com outro Candidato.br. receptor/transmissor. Qualquer observação por parte dos Candidatos será igualmente lavrada na Ata. 9. Agência 5673.10. os procedimentos necessários para a convocação.11. DO RESULTADO FINAL E DA CLASSIFICAÇÃO PARA TODOS OS CARGOS 12. o Cartão de Respostas devidamente assinado e o seu Caderno de Questões da Prova Objetiva. durante o período de 10 (dez) dias. será considerado como desistência do Candidato e resultará em sua eliminação do Processo Seletivo. 8. Os 03 (três) últimos Candidatos deverão permanecer em sala. DA VISTA DO CARTÃO DE RESPOSTAS DA PROVA OBJETIVA 10. 7. DO RECURSO DA PROVA OBJETIVA 9.741. os seguintes critérios de desempate. lactentes.13.2. nomes de autores. ou por investigação policial. que.RJ. 12. estatístico. suas Provas serão anuladas e o candidato será automaticamente eliminado do Processo Seletivo. no endereço constante do subitem 9. para recursos. Não será permitido o ingresso de pessoas estranhas ao Processo Seletivo no local de Prova. 9.18. ao fiscal de sala. 9. no protocolo da FESP .16.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL 7.9. 13. páginas de livros. Será eliminado também o candidato que comportar-se de maneira desrespeitosa ou inconveniente. DA EXCLUSÃO DO PROCESSO SELETIVO Será excluído do Processo Seletivo o candidato que: 8. 12. para ciência. que é soberana em suas decisões. O Candidato que julgar-se prejudicado poderá recorrer.1. 7.13. que ficarão em dependências designadas pelo Executor do local. palmtop. Os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas oferecidas serão contratados e participarão de Curso de Capacitação ministrado pela FESP .Rio de Janeiro. o candidato deverá dirigir-se ao protocolo da FESP RJ situado na Avenida Carlos Peixoto. por matéria. 9. de qualquer fonte de consulta.6. Deixar de assinar o Cartão de Respostas e a Lista de Presença. cópia dos argumentos apresentados em outros recursos. 8. no protocolo da FESP – RJ e nos Postos de Inscrição.16 deste item..15. Utilizar.1. ou no caso dos DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) candidatos inscritos fora da região Metropolitana. ainda. O Candidato que insistir em sair da sala. por meio eletrônico. obrigatoriamente. passa a ser o critério primeiro a ser considerado. completos até o último dia de inscrição. no horário de 9 h às 16h. no prazo estabelecido no Cronograma. Será indeferido liminarmente o recurso que não estiver fundamentado ou for interposto fora do prazo previsto no cronograma. Os candidatos serão classificados de acordo com os valores decrescentes das notas finais no Processo Seletivo. por meio eletrônico. tentar ou usar meios ilícitos ou fraudulentos.12.21. Os Cadernos de Questões devolvidos pelos candidatos serão inutilizados. 13 – DISPOSIÇÕES GERAIS 13.7. 10. Ausentar-se da sala. 7.gov. contados a partir do dia posterior ao da publicação/ divulgação do Resultado da Avaliação Curricular constante do Cronograma do Processo Seletivo exclusivamente para retificação de eventual erro material. em ordem: Para todos os cargos: 1º) maior número de pontos no conteúdo de Conhecimentos Específicos 2º) maior número de pontos no conteúdo de Português 3º) mais idade 10. de qualquer modo. Os Candidatos aprovados nas duas primeiras fases serão classificados mediante a soma dos pontos obtidos na Prova Objetiva e na Avaliação Curricular. os pontos correspondentes às questões porventura anuladas serão atribuídos a todos os Candidatos. Neste caso. 8. admitir-se-á o Pedido de Recontagem da pontuação atribuída. a ordem dos trabalhos. será lavrado Termo de Ocorrência.fesp.20.º 03626-4. via Internet. com carga horária de 60 (sessenta) horas. 8. O Candidato inscrito via Internet deverá utilizar-se do modelo que estará disponível no site www.RJ. 12. 12. com exceção dos Candidatos Portadores de Necessidades Especiais e das Candidatas que estejam amamentando. O candidato inscrito via Presencial deverá dirigir-se ao Posto no qual realizou sua inscrição. juntando.4. em favor da FESP .13 7. efetuar empréstimos de material ou. dias e horário descritos no item anterior. incorrendo em comportamento indevido. pois em nenhuma hipótese haverá segunda chamada. 7.2. no local das Provas. 8. Deixar de apresentar-se. 8. e devidamente fundamentado. quando convocado. que ficarão à disposição dos Candidatos. ou que contiver como fundamentação. Em observância à Lei n. Será concedido ao candidato o direito à recontagem de pontos no prazo de até 02 (dois) dias úteis. nos prazos estabelecidos. na situação em que nenhum dos candidatos possua idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos. 9.4.3. a decisão da Banca Examinadora. walkman. Constitui última instância. 8. nº 54. à exceção do critério de mais idade.15 e 7.º 9. o que acarretará a anulação de sua Prova e a sua eliminação automática do Processo Seletivo.gov. até as 16 h do oitavo dia posterior à publicação do gabarito.1. 10.6. Utilizar-se. visual ou grafotécnico. O recurso da Prova Objetiva deverá vir acompanhado do comprovante original de pagamento. sendo liberados somente quando todos tiverem concluído a Prova ou o tempo tiver se esgotado e após serem registrados seus nomes na Ata das Provas. bip. 9.19.1. probabilístico. em atendimento à Lei citada no subitem anterior. No caso do Resultado Preliminar da Prova Objetiva. O candidato poderá ter acesso ao seu Cartão de Respostas para verificar suas marcações.

sempre que necessário normas complementares. site 13. 13. ressalvados os casos autorizados por lei. de qualquer dos poderes da União. 4.3. 90 e seguintes da Lei nº8 069.RJ. Poderá haver rastreamento eletrônico por ocasião das Provas. quando for o caso. podendo o prazo ser prorrogado por mais 1 (um) ano.16 Para fins do disposto no presente Edital consideram-se Medidas Socioeducativas aquelas elencadas no art.RJ poderá proceder como forma de identificação.12. Os casos omissos serão resolvidos pela FESP . 13. ficando sob a responsabilidade do candidato acompanhar as publicações referentes ao Certame. normas e exigências constantes deste Edital.rj.7. a coleta da impressão digital de todos os Candidatos. O Processo Seletivo será regulado por este Edital e organizado e executado pela FESP . A inscrição vale.fesp.6. A não atualização poderá gerar prejuízos ao candidato. Para a segurança dos candidatos e a garantia da lisura do Certame.gov. 13. 13.2. junto ao DEGASE. autárquica ou fundacional. dos Estados. 13. podendo este prazo ser prorrogado por igual período na forma do artigo 37 III da Constituição Federal 13.br. As Convocações são de responsabilidade do DEGASE.18.RJ e pelo DEGASE. 13.14.0 (oito) nas atividades propostas 13. ainda que o fato seja constatado posteriormente. sem nenhuma responsabilidade para a FESP .rj. Os Candidatos classificados excedentes às vagas atualmente existentes farão parte de cadastro-reserva durante o prazo de validade do Processo Seletivo condicionado a edição de novo Decreto de Contratação Temporária. É vedada a contratação de servidor ou empregado da Administração Pública direta. a critério do DEGASE. sem prejuízo das sanções aplicáveis à falsidade de declaração.RJ e para o DEGASE. a FESP . pelo prazo de 1 (um) ano. do Distrito Federal e dos Municípios.11. de suas empresas públicas.gov.fesp. de 13 de julho de 1990.17 Para fins do disposto no presente Edital consideram-se Entidades de Atendimento aquelas previstas no art.4. listas de classificados e avisos oficiais sobre o Processo Seletivo. 13. de 13 de julho de 1990. e no ato admissional. 13. bem como os atos que forem expedidos sobre o Processo Seletivo.br. Os avisos e resultados pertinentes às aplicações das Provas serão publicados no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro e também disponibilizados no site www.8. em função do surgimento e disponibilidade de vagas futuras.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL a 8. A prestação de declaração falsa ou inexata e/ou a não apresentação de DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) qualquer documento exigido importará em insubsistência de inscrição. 13. 13. nulidade de habilitação e perda dos direitos decorrentes.5. de todas as condições. Os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas serão contratados em conformidade com Lei Estadual no. 112 e seguintes da Lei nº8 069. para análise comparativa nas demais etapas do Processo Seletivo. 13.13. para todo e qualquer efeito. sociedades de economia mista ou suas subsidiárias ou controladas. 9 MANUAL DO CANDIDA TO . e.9.10. 13. 13. O prazo de validade do Processo Seletivo será de 01 (um) ano após a divulgação do Resultado Final dos candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas existentes.15. Este Edital estará à disposição na Internet através do www.599/2005. após a homologação. como forma de expressa aceitação. A Coordenação do Processo Seletivo divulgará. por parte do candidato. O Candidato é responsável pela atualização de endereço residencial durante a realização do Processo Seletivo junto à FESP-RJ. 13.

Qualificação Mínima Carga Vencimentos Horária (R$) Assistente Social 24 h 1. Nível Superior Completo em Medicina.500. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade Registro no órgão de classe.500.00 Odontólogo 2 - 20 h 1.00 Pólo São Gonçalo Niterói São Gonçalo um Psicólogo 1 - 24 h 1.500.00 Médico Ginecologia 1 - 20 h 1. Nível Superior Completo em Serviço Social. conforme legislação pertinente.500. Nível Superior Completo em Pedagogia. Registro no órgão de classe. conforme legislação pertinente. conforme legislação pertinente. Nível Superior Completo em Psicologia. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade.5 h 1. Registro no órgão de classe. Nível Superior Completo em Psicologia. Registro no órgão de classe.500. Nível Superior Completo em Odontologia. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade Registro no órgão de Classe. Nível Superior Completo em Farmácia. Registro no órgão de classe. conforme legislação pertinente. conforme legislação pertinente Nível Superior Completo em Medicina.500. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe. Registro no órgão de classe. CARGA HORÁRIA E VENCIMENTOS NÍVEL SUPERIOR Áreas Unidade/ Município Total de Vagas Vagas Cargo R PD Nível Superior Completo em Serviço Social.500. MUNICÍPIOS.500. Registro no órgão de classe. conforme legislação pertinente.00 1 - Pólo Nova Iguaçu Belford Roxo Duque de Caxias Nilópolis Nova Iguaçu 10 Médico Clínica Médica 2 - 20 h 1.500.00 Assistente Social 24 h 1. Registro no órgão de classe. VAGAS. CARGOS. QUALIFICAÇÃO MÍNIMA.00 10 MANUAL DO CANDIDA TO .GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) ANEXO I ÁREAS /PÓLOS. Nível Superior Completo em Enfermagem.00 4 1 Enfermeiro Pólo Rio de Janeiro / Capital A 3 - 32. conforme legislação pertinente. Nível Superior Completo em Medicina.00 Psicólogo 3 - 24 h 1.500.00 Pedagogo 2 - 40 h 1.500.00 Ilha do Governador Farmacêutico 1 - 30 h 1. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe. conforme legislação pertinente. conforme legislação pertinente.00 30 Médico Clínica Médica 1 - 20 h 1.

00 Pólo Rio de Janeiro / Capital B Bangu Penha Santa Cruz Ricardo de Albuquerque Médico Clínica Médica 2 - 20 h 1. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade.500.500. Registro no órgão de classe.00 Psicólogo 6 1 24 h 1. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe.00 Pólo Rio de Janeiro / Capital A Ilha do Governador Médico do Trabalho 30 1 - 20 h 1. conforme legislação pertinente. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade. conforme legislação pertinente Nível Superior Completo em Nutrição. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade. Registro no órgão de classe.500.500. conforme legislação pertinente.500. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe. Registro no órgão de classe.500.00 Médico Psiquiatria 1 - 20 h 1. Nível Superior Completo em Pedagogia. Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade. conforme legislação pertinente. Nível Superior Completo em Serviço Social. conforme legislação pertinente Nível Superior Completo em Medicina.00 Assistente Social 2 24 h 1. Registro no órgão de classe.500.00 11 MANUAL DO CANDIDA TO . Especialização na área de atuação e/ou residência na especialidade. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe.500. Registro no órgão de classe. Nível Superior Completo em Medicina. Nível Superior Completo em Medicina.00 Médico Psiquiatria 1 - 20 h 1. conforme legislação pertinente Nível Superior Completo em Medicina.00 Nutricionista 2 - 20 h 1.500.00 Pedagogo 4 1 40 h 1.500.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) Áreas Unidade/ Município Total de Vagas Vagas Cargo R PD Nível Superior Completo em Medicina. conforme legislação pertinente.00 Odontólogo 3 - 20 h 1. Registro no órgão de classe. Registro no órgão de classe. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe.500.00 Psicólogo 3 1 24 h 1. Nível Superior Completo em Pedagogia. Nível Superior Completo em Odontologia. conforme legislação pertinente. Qualificação Mínima Carga Vencimentos Horári (R$) a Médico Pediatria 1 - 20 h 1. Nível Superior Completo em Psicologia. Nível Superior Completo em Psicologia. Registro no órgão de classe.500.00 Pedagogo 3 1 40 h 1.

conforme legislação pertinente. conforme legislação pertinente.00 Psicólogo 1 - 24 h 1.00 1 - Pedagogo 1 - 40 h 1.00 (*) 40 h. Nível Superior Completo em Pedagogia. Nível Superior Completo em Pedagogia.500.500.00 Pólo Araruama Assistente Social Cabo Frio Macaé 3 Pedagogo 24 h 1.00 Pólo Nova Friburgo Assistente Social Nova Friburgo Teresópolis 5 Pedagogo 2 24 h 1. Registro no órgão de classe.500.00 Psicólogo 2 - 24 h 1. conforme legislação pertinente. conforme legislação pertinente.500. Registro no órgão de classe.500. conforme legislação pertinente. conforme legislação pertinente. conforme legislação pertinente.00 Psicólogo 1 - 24 h 1.00 2 - 40 h 1. Registro no órgão de classe.500. Registro no órgão de classe.500.500. Nível Superior Completo em Pedagogia.00 Psicólogo 1 - 24 h 1. Qualificação Mínima Carga Vencimentos Horária (R$) Pólo Campos dos Goytacazes Campos dos Goytacazes 3 Assistente Social 24 h 1. conforme legislação pertinente.500. Nível Superior Completo em Serviço Social. conforme legislação pertinente.500. conforme legislação pertinente.00 2 - 40 h 1. Registro no órgão de classe. Registro no órgão de classe.500.00 Pólo Volta Redonda Assistente Social Barra Mansa Volta Redonda 6 Pedagogo 2 24 h 1. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe. Registro no órgão de classe. Nível Superior Completo em Psicologia. Nível Superior Completo em Psicologia. podendo ser executado em regime de plantão por 12x36 h ou 24x72 h 12 MANUAL DO CANDIDA TO . Nível Superior Completo em Pedagogia. Registro no órgão de classe.00 1 - 1 - 40 h 1.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) Áreas Unidade/ Município Total de Vagas Vagas Cargo R PD Nível Superior Completo em Serviço Social. conforme legislação pertinente. Registro no órgão de classe. Registro no órgão de classe. Nível Superior Completo em Psicologia. Registro no órgão de classe.500. Nível Superior Completo em Psicologia. Nível Superior Completo em Serviço Social. Nível Superior Completo em Serviço Social.

Curso de especialização.5 h 900.00 1 - Nível Médio Completo 40 h 900. Curso de especialização.00 Pólo Rio de janeiro / Capital A Auxiliar de Administração 4 1 Nível Médio Completo Nível Médio Completo.00 Pólo de Campos dos Goytacazes Campos dos Goytacazes Auxiliar de Disciplina (masculino) 5 Auxiliar de Administração 4 - Nível Médio Completo 40 h (*) 1. Registro no órgão de classe.300. Registro no órgão de classe.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL NÍVEL MÉDIO Município/ Bairros Belford Roxo Duque de Caxias Nilópolis Nova Iguaçu 4 Total de Vagas Áreas Vagas Cargo R Auxiliar de Administração DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) Qualificação Mínima PD Nível Médio Comple7to Nível Médio Completo Nível Médio Completo.00 Pólo Nova Friburgo Nova Friburgo Teresópolis 2 - Nível Médio Completo Nível Médio Completo 40 h (*) 40 h 1.00 900. Registro no órgão de classe. podendo ser executado em regime de plantão por 12x36 h ou 24x72 h 13 MANUAL DO CANDIDA TO .5 h 900. conforme legislação pertinente Nível Médio Completo.00 (*) 40 h.00 1 - Nível Médio Completo 40 h 900.300. Curso de especialização.300.300.00 2 - Nível Médio Completo 40 h (*) 1.00 1 - Nível Médio Completo 40 h 900.5 h 900. conforme legislação pertinente 40 h 900.00 Pólo Nova Iguaçu Auxiliar de Disciplina (feminino) Auxiliar de Enfermagem (turno noite) Auxiliar de Disciplina (feminino) 4 Auxiliar de Disciplina (masculino) Auxiliar de Administração 2 - 32.00 Pólo Araruama Cabo Frio 4 Macaé Auxiliar de Disciplina (masculino) Auxiliar de Administração 1 - Nível Médio Completo 40 h (*) 1.300.00 Pólo Rio de janeiro / Capital B Bangu Penha Santa Cruz Ricardo de Albuquerque 2 Auxiliar de Enfermagem (turno dia) 2 - 32.00 1 20 - Pólo Volta Redonda Barra Mansa 21 Volta Redonda Auxiliar de Disciplina (masculino) Auxiliar de Administraçã o Auxiliar de Disciplina (feminino) Nível Médio Completo 40 h (*) 1. conforme legislação pertinente Nível Médio Completo 1 1 Carga Horária 40 h 40 h (*) Vencimentos (R$) 900.300.00 1 - 40 h(*) 1.00 1.00 Ilha do Governador 10 Auxiliar de Enfermagem (turno dia) 4 1 32.300.

2) Os certificados de conclusão de curso expedidos no exterior somente serão considerados quando traduzidos para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado e atendida a Legislação vigente.00 (*) 40 h. registro no Conselho junto à Região na qual irá atuar (Estado do Rio de Janeiro). podendo ser executado em regime de plantão por 12x36 h ou 24x72 h Legendas: § R – Vagas Regulares § PD – Vagas para Portadores de Deficiência Observações: 1) Os diplomas de conclusão de curso. quando exigido.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL NÍVEL FUNDAMENTAL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) Unidade/M unicípio Ilha do Governador Total de Vagas Áreas Vagas Cargo R PD Qualificação Mínima Carga Horária Vencimentos (R$) Pólo Rio de Janeiro / Capital A 8 Auxiliar de Manutenção 7 1 Nível Fundamental Completo 40 h 600. 14 MANUAL DO CANDIDA TO . devidamente registrados. 3) O candidato deverá apresentar. deverão ser fornecidos por Instituição de Ensino reconhecida.

Analisar situações relacionadas a riscos ambientais e à segurança do trabalho. trabalhos junto às famílias. Viabilizar o processo de integração e interação entre a Unidade Escolar e a Unidade Sócio-Educativa. Atuar visando à prevenção de doenças e à promoção e preservação da saúde. no âmbito de sua competência. Analisar e validar atestados médicos. de acordo com as recomendações do PRONAN (Programa Nacional de Alimentação e Nutrição). com emissão de pareceres. o crachá como identificação funcional. no sentido de identificar e de fazer uso dos recursos existentes em defesa de seus direitos. Interagir com outros profissionais da área de saúde. Planejar as necessidades totais de gêneros alimentícios a fim de serem licitados por um período determinado. obrigatoriamente. Portar no interior das unidades. Elaborar os cardápios a serem aplicados nas Unidades. Distribuir as drogas entregues à farmácia às enfermarias das unidades do Degase de forma regular e adequada. visando uma prática mais competente. Orientar as Unidades. Compatibilizar. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. para tanto. a fim de criar espaço comum de troca e crescimento recíproco. Organizar e atualizar fichário de produtos farmacêuticos mantendo registro permanente do estoque de drogas. fazendo as devidas alterações se necessárias. quando possível. obrigatoriamente. nos casos em que este se realizar dentro ou fora das Unidades. supervisionar. a aptidão do candidato com o local de trabalho. MÉDICO DO TRABALHO Realizar exames médicos clínicos. à preservação e à recuperação da saúde. NUTRICIONISTA Prestar assessoramento técnico-científico à Direção do DEGASE. Atender os funcionários. avaliar e reprogramar atividades de atendimento social. Estabelecer linhas de comunicação.Executar. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. cooperando em todas as atribuições próprias a esse setor. PEDIA TRA) Executar atividades que envolvam criatividade. apoiar e orientar. Elaborar a requisição de gêneros alimentícios a serem entregues nas Unidades. visando à defesa. Participar na prevenção e controle das doenças transmissíveis em geral e nos programas de vigilância epidemiológica. Proce- DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) der a levantamentos e pesquisas com a finalidade de aperfeiçoar os serviços de saúde e o atendimento aos adolescentes. no exame admissional. executar e avaliar pesquisas que possam contribuir para a análise da realidade social e para subsidiar ações profissionais. na integração do adolescente. acompanhar e orientar atividades referentes à Medicina. guardar e registrar entorpecentes e psicotrópicos requisitados. Examinar. comunitários.Sensibilizar o adolescente e os familiares durante o período de ingresso nas Unidades do DEGASE. supervisão. formalmente. Participar juntamente com outros profissionais da elaboração de Programas de Controle e Saúde Ocupacional (PCMSO). e os casos mais graves aos setores públicos mais indicados. excepcional e limitadora da institucionalização. realizando periodicamente o balanço de entorpecentes e psicotrópicos. Portar no interior das unidades. estudos e análises sobre a dinâmica social. Supervisionar as Unidades referentes às atividades de nutrição. Realizar. em consonância com as diretrizes da Unidade Sócio-educativa. Controlar o abastecimento dos gêneros entregues. Apresentar relatórios das visitas realizadas às Unidades à Direção.Planejar. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. de forma diagnóstica. emitindo parecer técnico.Participar em projetos de construção ou reforma de unidades de internação. PSIQUIA TRA. Controlar receitas. Buscar a atualização constante. Responder pela notificação de doenças ocupacionais ao Órgão Previdenciário e pela elaboração de relatórios estatísticos relativos à Medicina do Trabalho. Acompanhar os casos patológicos no âmbito da entidade administrativa encaminhando às emergências. ENFERMEIRO Participar do planejamento. GINECOLOGISTA. e com as atribuições pertinentes ao cargo. Promover e assegurar o bemestar físico. Executar programas destinados à preservação da saúde dos servidores. Participar na elaboração e na operacionalização do sistema de referência e contra-referência do paciente nos diferentes níveis de atenção à saúde. periódicos e demissionais. de acordo com as necessidades apresentadas. a fatores de insalubridade. o crachá como identificação funcional. observando o aspecto atual da necessidade breve. particularmente nos programas de educação continuada. Participar nos programas de higiene e segurança do trabalho e de prevenção de acidentes e de doenças profissionais e do trabalho. Integrar a Equipe de Saúde. Higiene e Segurança do trabalho. Mobilizar e articular os recursos comunitários que propiciem informações aos adolescentes. Participar do processo de orientação para o trabalho. programas e atividades relacionadas à realidade social (adolescentes em conflito com a lei). bem como recomendar a adoção dos procedimentos cabíveis. sempre que solicitado. PEDAGOGO Colaborar com o Diretor da Unidade Escolar. obrigatoriamente. Controlar o saldo do Planejamento do Processo. o crachá como identificação funcional. drogas e materiais necessários à farmácia junto ao CGA. pré-admissionais. particularmente daqueles prioritários e de alto risco. Participar. execução e avaliação da programação de saúde. conferir. Acompanhar. com vistas à sistematização de toda a ação Sócio-Educativa. na promoção do processo integrador e articulador das ações pedagógicas desenvolvidas na Unidade Escolar. em consonância com as diretrizes da Unidade Sócio-educativa. delineando as ações profissionais. Portar no interior das unidades. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. Elaborar laudo social e técnico. pelos fornecedores. obrigatoriamente. no estudo para diagnóstico e tratamento de doenças. Assessorar o Diretor da Unidade Sócio-Educativa em todas as ações pedagógicas. Comunicar. quando solicitado pelas Unidades. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. executar em caráter especializado ou sob supervisão superior. no estudo dos casos dos adolescentes em conflito com a lei. palestras sobre Educação Alimentar para adolescentes e pais ou responsáveis.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS NÍVEL SUPERIOR ASSISTENTE SOCIAL Desempenhar e desenvolver projetos. Produzir e analisar. coordenar. à ergonomia. à puérpera e ao recém-nascido. propondo medidas para o atendimento eficaz do serviço. da família e da população em geral. fadiga e outros. Participar da elaboração do currículo da Unidade Escolar. diagnóstico. de acordo com a respectiva demanda. o crachá como identificação funcional. familiares. Promover. programar. em caso de necessidade. Assessorar tecnicamente a Direção e o Diretor Geral. quando houver suspeita ou comprovação de transtornos da saúde atribuíveis ao trabalho. Promover palestras visando a medidas de educação. em conjunto com a Direção da Unidade Escolar e em consonância com as diretrizes da Unidade Sócio-educativa. Orientar. execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde. em todas as suas fases. conhecendo. visando à defesa. Participar no desenvolvimento de tecnologia apropriada à assistência de saúde.Trabalhar socialmente as relações interpessoais. Participar na prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar. Desenvolver outras atividades afins. nos concursos para provimento de cargo ou contratação de Enfermeiro ou pessoal técnico e Auxiliar de Enfermagem. Planejar. obrigatoriamente. quando necessário. o crachá como identificação funcional. fazendo diagnósticos e tratamentos. para o processo de sua saída e da importância do acompanhamento Sócio-Educativo. drogas e materiais médicos e odontológicos. preservação e à recuperação da saúde. Elaborar e procurar garantir a execução de propostas de prestação de serviços no nível da instituição. Exercer a fiscalização sanitária no âmbito de sua competência. obrigatoriamente. em articulação com as Equipes Técnicas das Unidades. em matérias específicas de enfermagem. da elaboração e avaliação de projetos educacionais da Unidade. suprindo as necessidades calórico-protéicas da clientela. junto às unidades do Degase. Interpretar. os ambientes e condições de trabalho dos funcionários do Degase. em consonância com as diretrizes da Unidade Sócio-educativa. sempre que solicitado. à parturiente.Promover o registro de dados e elaboração de relatórios compondo documentação técnica que possibilite pesquisas. Funcionar como assistente em processos judiciais. orientar.Realizar visita domiciliar. de forma que o corpo docente escolar tome conhecimento do andamento de todas as atividades das Unidades Sócio-Educativas. a problemática social a autoridades de outras áreas profissionais na instituição ou externamente. a execução do currículo. acerca de materiais e utilização adequada de ambientes onde se dará o seu exercício profissional. inclusive como membro das respectivas comissões. independentemente da necessidade de afastar o funcionário do trabalho. Participar em bancas examinadoras. visando à melhoria de saúde do indivíduo. Portar no interior das unidades. visando manter controle sobre os casos de faltas ao trabalho por motivos relacionadas com a medicina do trabalho. Fazer requisições de medicamentos. Encaminhar as solicitações das Unidades aos setores competentes para possíveis providências. gráficos ou quaisquer outros instrumentos que possam traduzir o desempenho individual e coletivo. Participar nos programas e nas atividades de assistência integral à saúde individual e de grupos específicos. sobre a forma de se estruturarem na organização do Serviço de Nutrição. a fim de adequar o equacionamento da ação profissional. desenvolvendo. baseadas nos princípios fundamentais do código de ética profissional em consonância com o ECA. no que concerne 15 MANUAL DO CANDIDA TO . Participar em programas e atividades de educação sanitária. tratamento de doenças.Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. com a Direção da Unidade Escolar. Prestar assistência de enfermagem à gestante. Participar nos programas de treinamento e aprimoramento de pessoal de saúde. articulando-se com o setor responsável pelas compras. MÉDICO (CLÍNICO. e/ou encaminhar para tratamento externo. Portar no interior das unidades. planejamento. durante o período vigente. sendo os perecíveis semanalmente e os estocáveis mensalmente. mental e social na área da saúde. FARMACÊUTICO Controlar a requisição e guarda de medicamentos. Participar na elaboração de medidas de prevenção e controle sistemático de danos que possam ser causados aos pacientes durante a assistência de enfermagem. Atender aos adolescentes necessitados de atendimento dietoterápico. vicinais. além de visita ás entidades e instituições sociais. receitados e fornecidos. Portar no interior das unidades. do ponto de vista médico.Participar da elaboração das rotinas de atendimento de serviço social. familiares e grupos de diferentes segmentos sociais. diretamente com as Unidades. tecnicamente. prevenção e tratamento da saúde. respeitada a legislação em vigor. através das vias existentes. participando nas ações desenvolvidas pela equipe multidisciplinar. conflitivos ou não. o crachá como identificação funcional. Participar na elaboração. visando otimizar a utilização do recurso social e evitar a acomodação da clientela.

Participar de audiências de avaliação e reavaliação. Observar o disposto no Art. oficinas. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. Zelar pelo cumprimento de horários e programações. estimulando-os à prática. o crachá como identificação funcional. Informar. remetendo-a ao Juiz no momento da avaliação da medida. através de uma escuta diferenciada e própria. obrigatoriamente. no âmbito de sua competência. ODONTÓLOGO Executar atividades que envolvam criatividade. Constatar a oferta da alimentação diferenciada prescrita pelo médico para o 16 MANUAL DO CANDIDA TO . registrar em livro próprio. Refletir sobre as potencialidades do adolescente. indisciplinas e evasões. Elaborar o mapa mensal de atendimentos efetuados. Solicitar. os adolescentes sob a guarda do DEGASE. 56 da Lei 8069/90. tendo especial atenção para os medicamentos controlados. Organizar. encaminhando os casos graves para o hospital mais próximo. ressalvado o sigilo legal. o crachá como identificação funcional. Participar de grupos ou centros de estudos. Registrar. Acompanhar. prevenção e tratamento da saúde buco-dento-maxilo-facial. mediante recibo de entrega. quando de sua saída das Unidades. Acompanhar os casos patológicos no âmbito da entidade administrativa. no estudo para diagnóstico e tratamento de patologias odontológicas. Participar do processo de recepção. Realizar visita domiciliar. Providenciar a higiene corporal e servir alimentação aos adolescentes incapazes de fazê-lo por conta própria. Prestar informações e esclarecimentos. Participar da organização de festas e eventos sócio-culturais junto ao corpo técnico. Prestar os primeiros socorros quando da ausência de médicos na Unidade do DEGASE. registrar. obrigatoriamente. através do atendimento familiar e/ou da formação de grupos de famílias. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. Registrar a evolução diária do paciente em livro próprio e/ou ficha para isso destinada. ao Almoxarifado. o fortalecimento dos vínculos afetivos e a reintegração daquele que esteja afastado do seu meio sócio-familiar. Pesquisar dados nos arquivos e informar sempre que solicitado. Receber. visando à defesa. Acompanhar e orientar. evitando situações de risco. Interagir com outros profissionais na área da saúde. Observar a validade dos medicamentos para as providências cabíveis. Executar programas destinados à preservação da saúde dos servidores. Portar no interior das unidades. os deveres e direitos do adolescente nas Unidades Infracionais. baseando o seu trabalho nos princípios fundamentais do Código. desde que avalie ser este o procedimento necessário ao acompanhamento do adolescente. execução ou melhoria das medidas de segurança do estabelecimento. em atendimento ao direito à vida e à saúde. desenvolver. em livro próprio. acerca da tramitação de qualquer documentação. encaminhar e realizar. para fins de acompanhamento. com os adolescentes. que preconizam o respeito à dignidade e integridade do ser humano. a articulação das disciplinas que compõem o conjunto de conhecimentos de cada uma das oficinas profissionalizantes. obrigatoriamente. Registrar por meio de relatórios. com antecedência. com especial atenção aos itens I. Realizar entrevistas para devolução dos resultados ao adolescente e aos seus responsáveis. o crachá como identificação funcional PSICÓLOGO Atuar em consonância com os direitos do adolescente. ou a estigmatizar e definir padrões de comportamento. Orientar DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) no âmbito de sua competência acerca de materiais e utilização adequadas de instalações e ambientes onde se dará seu exercício profissional. Promover e assegurar o bem-estar físico. Solicitar medicamentos e material necessários para o setor. atividades recreativas. Auxiliar no cuidado. Acompanhar os adolescentes nos casos de atendimento na rede hospitalar. orientar. executar em caráter especializado ou sob supervisão superior. Participar de reuniões ou programas para estudo em situações comuns ou específicas referentes aos adolescentes. a colaboração na criação de condições que visem a eliminar a opressão e a marginalização do ser humano. Realizar avaliação psicológica. Receber. Manter registro atualizado das ofertas de oficinas profissionalizantes. Providenciar a entrega. Zelar pela segurança do estoque de medicamentos. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. preservação e recuperação da saúde na área odontológica. visando a atitudes aceitas socialmente e servir alimentação àqueles que não têm condição de fazê-lo sozinho. Zelar para que o sigilo profissional seja mantido no limite das informações necessárias ao esclarecimento do caso. Considerar a relação do adolescente com a sociedade. atividades internas e externas de recreação. o crachá como identificação funcional. Registrar no cadastro dos funcionários e dos adolescentes quaisquer alterações ocorridas. sempre que necessário. inserido em um contexto social. Portar no interior das unidades. elencados no Estatuto da Criança e do Adolescente e com o Código de Ética Profissional dos Psicólogos. Participar. Manter arquivados e atualizados os documentos de funcionários e adolescentes. Manter a escrituração e os arquivos de forma a permitir a verificação. Manter contatos interdisciplinares que enriqueçam a sua prática. tratamento de doenças. Participar de eventos. às emergências. Numerar e fazer circular informações quanto a atos. encaminhando-o à Escola Regular. Portar no interior das unidades. Planejar.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL à sua área de atuação. e os casos mais graves para os setores públicos mais indicados. enquanto pessoa em desenvolvimento. Elaborar e participar de treinamentos e capacitação de pessoal. visando a fornecer suporte e buscar ações mais abrangentes que promovam a melhoria das relações entre o adolescente e seus familiares. Observar o comportamento dos adolescentes. Proceder a levantamentos específicos na área odontológica. Prestar assistência psicológica à família. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. freqüência e desempenho dos adolescentes matriculados. e arquivar processos. Solicitar comprovante da vida escolar do adolescente. Reproduzir documentos necessários ao funcionamento das Unidades. devolvendo os mesmos. reunindo os adolescentes para entrada e saída da sala de atividades. visando o fator saúde. Prestar assistência aos adolescentes nos horários das refeições. planejamento. NÍVEL MÉDIO AUXILIAR DE ADMINISTRAÇÃO Organizar e manter atualizado o arquivo de legislação e normas de interesse do DEGASE. sempre que for solicitado. Portar no interior das unidades. mental e social na área da saúde. sistematicamente e sem prévio aviso. dormitórios. Participar de atividades de reciclagem profissional através de cursos que visem ao aprimoramento teórico e prático. Promover. executar e avaliar projetos e pesquisas relacionadas às possibilidades de ação da psicologia no universo do adolescente em conflito com a lei. de forma a prevenir ausências desautorizadas ou evasões das dependências das unidades. recreação e outros locais afins. controlando de forma eficaz o estoque-reserva. de acordo com os princípios estabelecidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos. obrigatoriamente. VI e VII. registrando-os em livro próprio e fornecendo os devidos recibos. Expedir carteira de identificação funcional. observando local adequado de armazenamento e mantendo atualizado o mapa controlador de medicamentos. Auxiliar na execução de determinações judiciais e/ou administrativas. de cama e de banho. encaminhamento e elaboração de relatório de estudo de caso que forneçam elementos ao processo judicial de avaliação e reavaliação da medida sócioeducativa. pareceres ou outro instrumento. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. distribuir escovas de dentes e outros objetos. Auxiliar de Enfermagem para o cumprimento da função. abrangendo. Coletar material e/ou acompanhar o adolescente para exames laboratoriais. visando à defesa. junto à equipe multidisciplinar. Orientar os adolescentes quanto a hábitos higiênicos. supervisão. Elaborar. com finalidade de aperfeiçoar os serviços de saúde e atendimento aos adolescentes. absolutamente. Manter constante observação sobre os adolescentes. sinalizando se esta se mostra adequada ou não à condição do adolescente de pessoa em desenvolvimento. distribuir por assunto e encaminhar ao setor competente. Elaborar. Ministrar. a fim de imprimir um caráter mais humano à entrada do adolescente no Sistema. conforme orientação das Coordenadorias. quando solicitado a prestar esclarecimentos. Executar tarefas referentes à instrução processual. coordenar. Matricular todos os adolescentes na Escola Regular e nas oficinas profissionalizantes. promovendo o crescimento pessoal e grupal. de forma a subsidiar ações profissionais. familiar e institucional. inclusive áreas especializadas e perícias. supervisionar. apontando as condições vividas pelo adolescente e sinalizando as necessidades do mesmo para completar o seu desenvolvimento. 19 do Código de Ética do Psicólogo. conforme o Art. obrigatoriamente. não se propondo a realizar uma análise isolada do adolescente. possibilitando a reflexão e discussão dos adolescentes sobre temas pertinentes a fase vivida. à preservação e à recuperação da saúde buco-dento-maxilo-facial. AUXILIAR DE DISCIPLINA Auxiliar no recolhimento dos pertences pessoais dos adolescentes em sua entrada no Sistema. programar. rigorosamente. Participar da ronda noturna nos alojamentos. as ocorrências do plantão. aos respectivos adolescentes. Estimular e promover o encaminhamento de alunos à assistência médica e odontológica. datilografar ou digitar documentos solicitados. Zelar pela segurança física do adolescente. sempre que necessário. observadas as determinações do chefe imediato. suas necessidades e possibilidades de reinserção sócio-comunitária. IV. os materiais a serem utilizados. o quanto a Escola Regular tem sido propiciadora da estruturação do adolescente. ofícios e demais expedientes. encaminhando os casos ao Diretor Adjunto. Participar de reuniões quando convocado. a medicação de acordo com a prescrição médica e executar curativos. zelando pela integridade física dos adolescentes sob seus cuidados. Responsabilizar-se por todo o material do setor. Participar junto à equipe do setor médico e odontológico de campanhas de prevenção à saúde. junto com a Direção da Unidade Escolar e em consonância com as diretrizes da Unidade Sócio-educativa. ofícios e demais documentos. mediante registro. Promover palestras visando medidas educacionais. Realizar atividades integradas a setores afins à equipe técnica. distribuir e controlar o fluxo de processos e da correspondência oficiais. Portar no interior das unidades. o crachá como identificação funcional. levantando temas pertinentes à atuação do Psicólogo e temas de interesse geral ao desenvolvimento das ações sócio-educativas. Planejar. Estimular e promover a troca de roupa pessoal. Organizar e manter atualizados os cadastros de funcionários e adolescentes. Encaminhar prontamente os casos de que tiver notícia. Interagir com a equipe e/ou setores de treinamento e reciclagem de pessoal. de reuniões de estudo de caso. sociais e culturais promovidas pelas Unidades. encaminhando se for o caso. no âmbito de sua competência. dialogando com os mesmos ou providenciando encaminhamento às áreas especializadas. de qualquer solicitação funcional. a análise crítica da realidade política e social. Fazer cumprir a lei. após consulta e conforme ordem médica. em conjunto com a Unidade Escolar e em consonância com as diretrizes da Unidade Sócio-educativa. Participar das reuniões interdisciplinares. realizando entrevista inicial. a grade curricular e os horários das oficinas profissionalizantes. Realizar atendimento em grupo. Auxiliar na contenção nos casos de rebeliões. enviar e arquivar correspondências. fornecendo informações concernentes ao trabalho realizado. diagnóstico. Realizar acompanhamento psicológico individual durante o período de permanência do adolescente no Sistema. carentes de atendimento médico e/ou odontólogo. AUXILIAR DE ENFERMAGEM Assessorar médicos e odontólogos durante o atendimento aos adolescentes sob a responsabilidade do DEGASE. se não houver. planejamento.

Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. obrigatoriamente. zelando pela sua boa aplicação. Auxiliar no controle das quantidades e tipo de ferramentas utilizadas. Auxiliar na execução de serviços de manutenção preventiva e corretiva de instalações hidráulicas. Auxiliar no registro e controle da qualidade e do tipo material utilizados. necessários à execução de obras de construção e recuperação. Executar serviços gerais de marcenaria / carpintaria. com vistas às providências cabíveis. o crachá como identificação funcional NÍVEL FUNDAMENT AL AUXILIAR DE MANUTENÇÃO Auxiliar na manutenção das instalações e das unidades do Degase. para a manutenção e reparo de peças de madeira. Auxiliar na coordenação das atividades de acompanhamento e registros de tarefas executadas. Auxiliar no controle e distribuição de tarefas. materiais e recursos humanos.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL adolescente. obrigatoriamente. Executar serviços gerais de manutenção preventiva e corretiva de instalações e equipamentos elétricos. zelando pela sua conservação e guarda. Zelar pelo patrimônio sob a sua guarda direta. recursos materiais e humanos despendidos. Executar serviços de manutenção preventiva e corretiva da pintura das áreas internas e externas das unidades do Degase. testando e fazendo os reajustes e regulagens convenientes. Portar no interior das unidades. o crachá como identificação funcional. Portar no interior das unidades. DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) ANEXO III QUADRO DE PROVAS Nível Cargo Assistente Social Enfermeiro Farmacêutico Área de Atuação Tipo de Prova Conteúdo Nº de Questões Valor em Pontos Pontuação Mínima para Aprovação Por No Total Conteúdo da Prova Superior Médico Clínica Médica Psiquiatria Ginecologia Pediatria Trabalho Português Objetiva Conhecimentos Específicos 10 15 09 36 30 45 27 Médico Nutricionista Pegagogo Psicólogo Odontólogo Auxiliar de Administração Médio Auxiliar de Disciplina Auxiliar de Enfermagem Fundamental Completo Português Objetiva Conhecimentos Específicos 10 15 09 36 30 45 27 Português Auxiliar de Manutenção Objetiva Conhecimentos Específicos 10 15 09 36 30 45 27 17 MANUAL DO CANDIDA TO .

Heitor. princípios e responsabilidade social. 1998 CURY. 1999.479. O jovem infrator: medidas socioeducativas. Celso R. Estatuto da Criança e do Adolescente: Os direitos fundamentais. política de atendimento. Rio de Janeiro: Renovar. número e grau dos substantivos e dos adjetivos. NICOLA. medidas de proteção. Jorge (orgs). Sugestões Bibliográficas: CUNHA. Estatuto da Criança e do Adolescente Anotado. ação popular. Rio de Janeiro: Ed. política de atendimento. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (PARA OS CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR E MÉDIO) Direitos e garantias fundamentais dos direitos e deveres individuais e coletivos e dos direitos sociais. Emprego dos verbos regulares e irregulares. José de. Cintra. GARRIDO & MARÇURA. A criança e o adolescente no ordenamento jurídico brasileiro. Sugestões Bibliográficas: BASTOS. acesso à Justiça. de 8 de março de 1979 – Regulamento do Estatuto dos Funcionários Públicos Civis – RJ FIRMO. medidas pertinentes aos pais ou responsável. deveres e responsabilidades. mandado de injunção. Lei nº 8. Sinônimos e antônimos. José dos Santos. prevenção. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. acentuação gráfica. habeas data. Ética.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL ANEXO IV CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS PORTUGUÊS (PARA TODOS OS CARGOS) DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) Compreensão e interpretação de texto. Direito Administrativo. Classe das palavras. ação civil pública. prática do ato infracional. Jovens em tempo real. prevenção. Medidas socioeducativas. de 13 de julho de 1990 – Estatuto da Criança e do Adolescente CURY. Livraria Del Rey Editora Ltda. 1990. São Paulo: Revista dos Tribunais. divisão silábica. Emprego dos pronomes. Manual de Direito Administrativo. Responsabilidade Civil da Administração. Conselho Tutelar. Maria Sylvia Z. Lei nº 8069. crimes e sanções administrativas. LINDLEY. 2000 DI PIETRO. a humanização dos serviços públicos. César Barros & PIEDADE JÚNIOR. São Paulo: Scipione. Conselho Tutelar. Livraria Del Rey Editora Ltda. Paulo César & IULIANELLI. Editora Atlas ESTADO DO RIO DE JANEIRO. mandado de segurança individual e coletivo. 2003 LEAL. Concordância verbal e nominal. Ed. crimes e sanções administrativas. medidas pertinentes aos pais ou responsável. Gramática Contemporânea da língua Portuguesa. Ortografia oficial. crase. Saraiva BRASIL. Constituição Federal de 1988 e suas emendas CARVALHO FILHO. FRAGA. Nova Gramática do Português Contemporâneo. Idade da responsabilidade penal.069. Curso de Direito Constitucional. emprego de letras. 2ª ed. Maria de Fátima Carrada. Servidores públicos: direitos. GARRIDO & MARÇURA. acesso à Justiça. 2003 RODRIGUES. de 13 de julho de 1990 – Estatuto da Criança e do Adoles cente BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente Anotado. Moacir. Lúmen Juris. Habeas corpus. 1995 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (PARAO CARGO DE AUXILIAR DE MANUTENÇÃO) Estatuto da Criança e do Adolescente: Os direitos fundamentais. Flexão de gênero. prática do ato infracional. medidas de proteção. Regência verbal e nominal. 2000 18 MANUAL DO CANDIDA TO . Sugestões Bibliográficas: BRASIL. Rio de Janeiro: DP&A. São Paulo: Revista dos Tribunais. O jovem infrator: medidas socioeducativas. Celso. Decreto nº 2.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) ANEXO V MODELO DE FORMULÁRIO PARA ENTREGA DE TÍTULOS 19 MANUAL DO CANDIDA TO .

nº 341 – Centro Rua Augusto Cardoso. Carlos Peixoto. nº 62 – Centro Rua Marques de Olinda nº15 –2º .Centro Rodovia Presidente Dutra. nº 122 – Bairro Conforto -Volta Redonda Praça da República.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DA CASA CIVIL DEPARTAMENTO GERAL DE AÇÕES SOCIOEDUCA TIVAS (DEGASE) ANEXO VI RELAÇÃO DOS POSTOS DE INSCRIÇÃO .RJ Postos de Inscrição Barra Mansa (sede Volta Redonda) Campos dos Goytacazes Macaé Nova Friburgo Niterói Nova Iguaçu FESP RJ Endereço Rua 251.450 – Jardim Esplanada Av.AGÊNCIAS REGIONAIS DA FESP . 15. nº 54 – Botafogo 20 MANUAL DO CANDIDA TO . nº 30 – Centro Rua Alfredo Backer.