You are on page 1of 20

Juiz de Fora

Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora
Edição 2011

MISSÃO: Reconhecer e estimular as ações socialmente responsáveis desenvolvidas pelas empresas de Juiz de Fora dos diversos segmentos (indústria, comércio e prestadoras de serviço).

COMITÊ EXECUTIVO Coordenação: • Valéria Martins Relatoria: • Aílton Carlos da Costa Junior – CMAS / JF

VISÃO: Fazer com que a Responsabilidade Social faça parte, de forma intrínseca, da cultura das empresas que atuam dos na diversos cidade, e segmentos disseminador, inovação empresarial. COMISSÃO ORGANIZADORA • Aílton Carlos da Costa Junior • Antonio Flavio Luca do Nascimento • Celso Eveling • Elizete Santiago Demanchi • Enéas Palmeira Machado • Giselle Belcavello • Iara Velloso DIRETORIA CMAS/JF • Presidente: Fernando Luis Nunes • Secretário Executivo: Leonardo Neves • José Manuel da Silva • Marco Mendonça • Marcos de Oliveira Guerra • Maria Ivone P. da Silva Jardim • Sara de Almeida Tellado • Valéria Martins • Walnibia Aparecida N. Lobo

constituindo processo educativo contagiante, participativo, a referência e sobre atividade gestão

SUMÁRIO:
2

1. 2. 3. 4. 5.

6. 7. 8. 9.

10.

11.

12. 13. 14. 15. 16.

Introdução Parceiros Candidatura Benefícios da Candidatura Etapas do processo de avaliação 5.1. – Inscrição 5.2. – Entrega do Relatório de Ações de Responsabilidade Social 5.3. – Período de Avaliação Cronograma Certificação Validade do certificado Inscrição 9.1. – Documentação 9.2. – Instruções para preenchimento do Formulário de Inscrição 9.3. – Entrega dos documentos de inscrição 9.4. – Elegibilidade Relatório de Ações de Responsabilidade Social 10.1. – Formulário de Avaliação • Eixos • Sub-Eixos 10.2. – Instruções para preenchimento do Formulário de Avaliação 10.3. – Instruções para apresentação dos documentos comprobatórios Sistemas de Avaliação 11.1. – Porte da empresa 11.2. – Metodologia / Pontuação 11.2.1 – Projetos Sociais Visita técnica às empresas Preservação do Sigilo Código de conduta do Comitê Executivo Considerações Finais Anexo 01 – Formulário de Inscrição

Pág. 4 Pág. 4 Pág. 5 Pág. 5 Pág. 6 Pág. 6 Pág. 6 Pág. 6 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 8 Pág. 8 Pág. 8 Pág. 9 Pág. 9 Pág. 9 Pág. 9 Pág. 10 Pág. 10 Pág. 10 Pág. 10 Pág. 11 Pág. 12 Pág. 13 Pág. 13 Pág. 13 Pág. 16 Pág. 17

3

1. INTRODUÇÃO
Juiz de Fora se estabelece como o primeiro município do Estado de Minas Gerais e o terceiro do Brasil a implantar o Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora, que visa identificar e reconhecer as práticas de responsabilidade social do setor corporativo (indústria, comércio e serviços) que representam relevante papel no cenário econômico-social local, dando-lhes visibilidade e valorizando suas iniciativas de investimento social privado para, posteriormente, propor um reordenamento de suas ações no âmbito da Responsabilidade Social Empresarial (RSE). Ao final dos trabalhos de avaliação da 1ª edição do Selo Responsabilidade Social (2009), o Conselho Municipal de Assistência Social de Juiz de Fora (CMAS/JF) teve a satisfação em celebrar o encerramento das atividades com resultados positivos. Dentre as 22 inscritas, as três contempladas nas categorias Grande, Média e Micro foram, respectivamente, as empresas ArcelorMittal Juiz de Fora, Hiper-roll Embalagens e Processa Informática. Já na 2ª Edição (2010), dentre as 24 empresas interessadas, 9 passaram pelo processo de elegibilidade, e apenas 4 foram reconhecidas por suas ações socialmente responsáveis, sendo elas: Instituto Vianna Jr, Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos em Juiz de Fora, e Indústrias Flórida, na categoria empresas de Médio Porte; e Onduline do Brasil, na categoria empresa de Grande Porte. O CMAS/JF cumprimenta todas as empresas juizforanas com práticas socialmente responsáveis, e fica na expectativa de continuar contando com o empenho, envolvimento e comprometimento de todas as empresas nesta terceira e próximas edições do Selo Responsabilidade Social.

2. PARCEIROS
• Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região – ADJFR • Agência de Gestão Ambiental de Juiz de Fora – Agenda JF • Aldeias Infantis S.O.S. Brasil • Associação Comercial e Empresarial de Juiz de Fora – ACE/JF • Associação Municipal de Apoio Comunitário – AMAC • Centro Industrial de Juiz de Fora – CIJF • Conselho Municipal do Meio Ambiente - COMDEMA 4

• Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA / JF • Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – FIEMG Regional Zona da Mata • Ordem dos Advogados do Brasil – 4ª Subseção MG • Prefeitura de Juiz de Fora • ProJuventude • Revista Mais JF • Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico – SPDE • Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE / MG • Sindicato das Escolas Particulares de Juiz de Fora – SINEPE • Sindicato do Comércio de Juiz de Fora – SINDICOMÉRCIO • Sindicato dos Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas de Minas Gerais – SINTIBREF / MG • União Brasileira para a Qualidade – Regional Campo das Vertentes e Zona da Mata – UBQ • União Juizforana de Associações Comunitárias de Bairros e Distritos – UNIJUF

3. CANDIDATURA
Podem se candidatar empresas com ou sem fins lucrativos, de todos os portes e ramos de atuação, que atendam as seguintes exigências: 1. 2. 3. Estar sediada em Juiz de Fora através da matriz ou filial; Desenvolver ações sociais comprovadas no município no ano anterior (2010); Funcionar há mais de dois anos no município

4. BENEFÍCIOS DA CANDIDATURA
As empresas participantes de todas as etapas do processo receberão um Relatório Final de Avaliação elaborado dentro das premissas e objetivos definidos pela iniciativa do Selo, no qual se fará constar além dos pontos fortes da empresa, os aspectos que devem ser observados no sentido da melhoria do desempenho social, sempre atrelada ao propósito da sustentabilidade econômica, ambiental e da comunidade envolvida.

5

Já as empresas contempladas com o Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora também terão o direito de utilizar, referente ao ano de sua participação, a logomarca do Selo em produtos e documentos, bem como em propaganda e publicidade em geral.

5. ETAPAS DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO 5.1. Inscrição
O processo de inscrição seguirá as seguintes etapas, conforme explicitado no item 9 deste Manual: • • • Requerimento da Inscrição Análise da documentação Confirmação da Inscrição

5.2. Entrega do Relatório de Ações de Responsabilidade Social
O Relatório de Ações de Responsabilidade Social deverá ser entregue no período de 06 de setembro a 17 de setembro, no Conselho Municipal de Assistência Social, com sede situada a Rua Halfeld nº 450, 7º andar, Centro, por um representante da empresa. O mesmo deverá conter informações, dados e documentação que comprove o cumprimento dos critérios, subeixos e eixos (conforme item 10 deste manual).

5.3. Período de Avaliação
Período de 15 de agosto a 26 de agosto, em que será analisado o Relatório de Ações de Responsabilidade Social e serão realizadas as visitas técnicas às empresas consideradas aptas para o processo de avaliação.

6. CRONOGRAMA
TRABALHO Ago Set Out Nov Dez

6

Entrega de Requerimento das inscrições Análise da documentação das empresas Confirmação das inscrições Entrega do Relatório Responsabilidade Social de Ações de

1 a 12/8 15 a 26/8 29 a 31/8 -

6 a 17/9 -

31/10 -

21/11 -

05/12 14/12

Período de avaliação e visitas técnicas às empresas Previsão de Encaminhamento dos Formulários de Avaliação e do Relatório Final Previsão do evento de entrega do Selo às empresas contempladas

7. CERTIFICAÇÃO
As empresas contempladas pela Comissão de Avaliação receberão o certificado do Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora – Edição 2011 em uma solenidade na qual serão reconhecidas e homenageadas; e terão o direito de utilizar, referente ao ano de sua participação, a logomarca do Selo em produtos e documentos, bem como em propaganda e publicidade em geral.

8. VALIDADE DO CERTIFICADO
O certificado terá validade de um ano. Na logomarca do Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora constará à vigência da certificação. OBS.: É facultativo o uso do Selo nos anos subseqüentes à certificação, desde que a empresa deixe especificado o ano de obtenção da certificação.

9. INSCRIÇÃO 9.1. Documentação:
A empresa interessada deverá apresentar: 1) Requerimento de Inscrição devidamente preenchido; 2) Cópia do cartão de CNPJ; 3) Contrato Social (o primeiro e o atual); ou, no caso de empresas sem fins lucrativos, o Estatuto; 4) Declaração que ateste a categoria empresarial (micro, pequena, média ou grande) no exercício de 2010, assinada pelo representante legal da empresa e pelo contador 7

responsável, segundo as normativas de financiamento do BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social; ou, no caso de empresas sem fins lucrativos, deverá ser apresentado atestado de receita bruta anual (2010) assinada pelo representante legal da empresa e pelo contador responsável; 5) Declaração de veracidade das informações prestadas e dos documentos encaminhados; 6) Certidões atualizadas municipais, estaduais, federais, INSS e FGTS, com prazos de validade vigentes, no mínimo, em 31 de julho de 2011; 7) Certidão de ilícitos trabalhistas com prazo de validade vigente, no mínimo, em 31 de julho de 2011; 8) Certidão Negativa de Débito Ambiental com prazo de validade vigente, no mínimo, em 31 de julho de 2011; 9) Licença Ambiental de Operação (expedida pelo Sistema Estadual de Meio Ambiente – SISEMA ou Sistema Municipal de Meio Ambiental e Desenvolvimento Sustentável – SISMAD) ou Certidão de Isenção de Licenciamento Ambiental emitida pelo Órgão Executor do SISMAD com prazos de validade vigentes, no mínimo, em 31 de julho de 2011. OBS.:  A documentação deverá ser organizada e entregue na seqüência numérica acima;  Não serão aceitos protocolos de requerimento da documentação exigida;  É de inteira responsabilidade das empresas candidatas prezarem pela entrega de todos os documentos solicitados, sob pena de ter sua candidatura indeferida.

9.2. Instruções para preenchimento do Requerimento de Inscrição
• • • • • O formulário será preenchido em letra Arial, tamanho 11, espaçamento entre linhas 1,5. A resposta do item 2.1 (Perfil da Empresa) deverá ter no máximo 30 linhas. A resposta do item 2.5 (Qual o entendimento da empresa sobre o tema Responsabilidade Social Empresarial) deverá ter no máximo 15 linhas. A resposta do item 2.6 (O que significa o Selo Responsabilidade Social para a empresa) deverá ter no máximo 20 linhas. O formulário de Requerimento de Inscrição está disponível no site: http://www.pjf.mg.gov.br/sas/conselho/selo_social/certificacao.php

9.3. Entrega dos documentos de Requerimento de Inscrição
8

O Requerimento de Inscrição consta do preenchimento de formulário padronizado visando a solicitação da inscrição mediante a entrega dos documentos previstos no item 9.1 deste Manual. O Requerimento deverá ser entregue com formulário e a documentação completa em envelope fechado no período de 01 a 12 de agosto, no Conselho Municipal de Assistência Social, com sede situada a Rua Halfeld, nº 450, 7º andar, Centro, por um representante da empresa candidata. O CMAS protocolizará a documentação entregue a ser analisada.

9.4. Análise de documentação
Realizado o Requerimento de Inscrição, a documentação apresentada será analisada pela Comissão de Avaliação do Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora, que determinará a elegibilidade confirmando a inscrição da empresa. Após a confirmação sobre a elegibilidade da empresa, a mesma será notificada que o seu pedido de inscrição no Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora foi aceito e que está habilitada a passar pelas demais etapas do processo.

10. RELATÓRIO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL
O Relatório de Ações de Responsabilidade Social contempla o Formulário de Avaliação e os documentos comprobatórios. As empresas aptas para esta segunda etapa do processo, deverão entregar três (03) cópias impressas encadernadas, e uma (01) cópia em CD-ROM do Relatório de Ações de Responsabilidade Social, no período de 06 de setembro a 17 de setembro, no Conselho Municipal de Assistência Social, com sede situada a Rua Halfeld, nº 450, 7º andar, Centro, por um representante da empresa candidata. Neste ato, estando entregue todo o material referente ao Relatório de Ações de Responsabilidade Social, o CMAS/JF emitirá um Protocolo de Entrega ao representante da empresa candidata.

10.1. Formulário de Avaliação (ver anexo)
O Formulário de Avaliação é dividido em Eixos, Sub-Eixos, Critérios e Evidências. O download pode ser feito através do site: http://www.pjf.mg.gov.br/sas/conselho/selo_social/certificacao.php

9

Eixos:
Os Eixos identificam os campos de ação relevantes para a atuação social da empresa, e são divididos em: 1) 2) 3) 4) 5) Educação e Desenvolvimento; Saúde e Qualidade de Vida no trabalho; Meio Ambiente; Comunidade; Princípios, Valores e Boas Práticas.

Sub-Eixos:
Os Sub-Eixos representam as metas principais, referentes a cada Eixo, que as empresas devem alcançar.

10.2. Instruções para preenchimento do Formulário de Avaliação
• • A empresa deverá indicar se cumpre cada critério assinalando SIM ou NÃO. No caso de cumprir o critério, a empresa deverá elencar evidências, indicando a página da documentação comprobatória.

10.3. Instruções para apresentação dos documentos comprobatórios
• Os documentos comprobatórios, referentes às evidências, deverão ser organizados por Eixo (conforme a seqüência do item 10.1), contendo índice com todas as páginas numeradas. • Qualquer evidência no Formulário de Avaliação poderá ser demonstrada através de suportes variados, ou seja, uma evidência poderá ser comprovada por documentos institucionais, descritivos, quantitativos, qualitativos e/ou ilustrativos (fotos, flyers, cartazes etc). • • • Os documentos comprobatórios de caráter descritivo e/ou qualitativo deverão ser apresentados utilizando letra Arial, tamanho 11, espaçamento entre linhas 1,5. Os dados e informações comprobatórias de caráter quantitativo deverão ser apresentados em formas de tabelas, quadros, planilhas e/ou gráficos. Relatórios citados como exemplos de evidências no Formulário de Avaliação (em anexo) deverão, além de serem comprovados através de documentos, apresentar: a) o número de beneficiados (famílias, funcionários, comunidade, etc); 10

b) carga-horária e profissionais envolvidos para a realização das ações. • A clareza e a objetividade nas informações registradas contribuirão para o melhor entendimento sobre a empresa e para a divulgação de suas boas práticas e fatores que diferenciam sua gestão.

11. SISTEMA DE AVALIAÇÃO 11.1. – Porte da empresa
Para receber o Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora as empresas candidatas serão avaliadas por Eixo, de acordo com o seu porte e proporções abaixo explicitadas. Pela razão de não dispor de uma legislação municipal para fins de adequar a empresa de acordo com o faturamento, serão adotadas as normativas de financiamento do BNDES.

CLASSIFICAÇÃO DAS EMPRESAS QUANTO AO PORTE
Porte da empresa Microempresa Pequena empresa Média empresa Grande empresa Faturamento bruto anual Até R$ 240.000,00 Acima de R$ 240.000,00 até R$ 2.400.000,00 Acima de R$ 2.400.000,00 até R$ 35.000.000,00 Acima de R$ 35.000.000,00

Obs.: No caso de empresas sem fins lucrativos para fins de enquadramento será considerada a receita bruta anual (2010).

11.2. – Metodologia / Pontuação
As empresas serão pontuadas conforme seu porte e a realização satisfatória do número de critérios exigidos por Eixo.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO
CONFORME EIXOS, PORTE DA EMPRESA E SUAS PROPORÇÕES EIXO
Nº DE SUB-EIXOS Nº DE CRITÉRIOS Nº DE CRITÉRIOS EXIGIDOS PARA PONTUAÇÃO
MICRO PEQUENA MÉDIA GRANDE

11

Educação e Desenvolvimento Saúde e Qualidade de vida no trabalho Meio Ambiente Comunidade * Princípios, valores e boas práticas

3 3 2 3 2

5 8 5 7 7

1 3 1 1* 2

2 5 2 1* 3

3 6 3 2* 4

4 7 4 3* 6

* OBS:
 No Eixo Comunidade, além do número de critérios exigidos acima para fins de pontuação, as empresas também devem realizar apoio a projeto, projeto em parceria e/ou projeto próprio, conforme seu porte:

PROJETOS SOCIAIS QUE A EMPRESA DEVE REALIZAR MICRO ------PEQUENA Apoio a projeto ----MÉDIA Apoio a projeto Projeto em parceria --GRANDE Apoio a projeto Projeto em parceria Projeto próprio

Além disso, as entidades participantes deverão caracterizar as suas evidências através de agrupamento de iniciativas que possam caracterizar políticas, programas, ações, resultados e/ou impactos obtidos. Assim sendo, para as empresas grande porte, essas evidências deverão caracterizar que a mesma possui políticas, programas, ações e resultados/impactos. Já as micro empresas devem caracterizar suas evidências apenas através de seus resultados/ações no campo de responsabilidade social. 12

Quadro Qualitativo Relativo ao Eixo Comunidade e seus Sub-Eixos - ENVOLVIMENTO

REQUISITO COMPLEMENTAR CARACTERIZAÇÃO DE AÇÕES CONFORME TIPOLOGIA POLÍTICAS PROGRAMAS AÇÕES/RESULTADOS/IMPÁCTOS X

PORTE DA EMPRESA MICRO PEQUENA MÉDIA GRANDE X X X X X X

11.2.1 – Projetos Sociais Conforme explicitado na observação do item 11.2, um dos critérios de avaliação é a participação das empresas através de apoio e/ou parcerias na realização dos projetos. Seguem abaixo as definições do que são projetos e ações sociais: Projeto Social: conjunto de ações que irão se desenvolver durante um determinado tempo (meses ou anos), com objetivo determinado e significam um nível de envolvimento contínuo com a entidade que desenvolve o projeto, enquanto durar o seu financiamento. • • • Apoio a projeto: a empresa apóia projeto já existente do poder público ou privado Projeto em parceria: a empresa se reúne com um órgão público ou privado (entidade), e Projeto próprio: a empresa cria e implementa um projeto sem a necessidade de um (entidade), colaborando na sua manutenção e ampliação. cria um projeto em parceria, no qual as duas partes investem. parceiro direto, seja ele público ou privado (entidade).

12. VISITA TÉCNICA ÀS EMPRESAS
As visitas técnicas serão realizadas no período de 31 de outubro a 18 de novembro, por, no mínimo, dois membros da Comissão de Avaliação do Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora, com agendamento prévio, e com o objetivo de elucidar as informações apresentadas pelas empresas candidatas no Relatório de Ações de Responsabilidade Social. As empresas, quando houver exigência legal, deverão apresentar a declaração do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) na visita técnica.

13

13. PRESERVAÇÃO DO SIGILO
Toda e qualquer informação obtida durante o processo de avaliação, bem como considerações feitas pela Comissão de Avaliação do Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora serão consideradas sigilosas e tratadas de forma confidencial, não sendo permitida veiculação ou reprodução de qualquer natureza, salvo com autorização da candidata. As informações estarão disponíveis somente para os integrantes do Comitê durante o processo de avaliação.

14. CÓDIGO DE CONDUTA DO COMITÊ EXECUTIVO DO SELO RESPONSABILIDADE SOCIAL JUIZ DE FORA
Este documento se baseia no Código de Ética da Banca Examinadora do Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ).

Declaração de Princípios Os membros do Comitê Executivo se comprometem a manter princípios éticos no cumprimento de suas atribuições, a prestar serviços de elevado padrão profissional, levando em consideração a honestidade, a dignidade, a veracidade, a exatidão, a imparcialidade e a responsabilidade perante a sociedade, bem como se empenhar no aperfeiçoamento de suas habilidades e competências, colaborando para o aumento de prestígio e da credibilidade do Selo Responsabilidade Social. Regras de Conduta É rigorosamente vedado aos membros do Comitê Executivo e da Comissão de Avaliação: • Aceitar honorários, comissão ou atenções pessoais que representem valor de empresas candidatas atuais ou de anos anteriores, que possam, de alguma maneira, gerar suspeitas quanto à integridade do processo de avaliação; • o ciclo de certificação; • • Usar informações privilegiadas decorrentes do processo de Utilizar ou reproduzir, em benefício próprio, para fins comerciais ou avaliação, como forma de obter vantagens pessoais ou de oferecer serviços profissionais; de recebimento de vantagens diretas ou indiretas sem prévia autorização, quaisquer 14 Oferecer serviços de consultoria ou qualquer tipo de assessoramento, para candidatas que tenham avaliado por, pelo menos, dois anos após

materiais de propriedade do Conselho Municipal de Assistência Social de Juiz de Fora (CMAS/JF), referentes ao Selo Responsabilidade Social; • • Falar, apresentar-se ou executar qualquer atividade em nome do Comunicar-se com as candidatas solicitando documentação, Comitê Executivo, sem estar devidamente autorizado para tal; informações ou esclarecimentos sobre o Relatório de Ações de Responsabilidade Social, planejamento de visita ou quaisquer outros assuntos relativos ao processo de certificação, sem autorização prévia do Comitê Executivo; • profissional; • Identificar-se como avaliador sem que tenha participado efetivamente da análise das empresas candidatas daquele ciclo ou sem informar o ano em que isto ocorreu. A condição de membro da Comissão de Avaliação, quando permitida, deve ser informada da seguinte forma: “Avaliador - Selo Responsabilidade Social de Juiz de Fora – 2011”. Regras de Confidencialidade Os membros do Comitê Executivo e da Comissão de Avaliação se obrigam a tomar as seguintes precauções, com o objetivo de manter a confidencialidade de todas as informações obtidas durante o processo de certificação do Selo Responsabilidade Social de Juiz de Fora: • Salvaguardar as informações recebidas durante o processo de avaliação relativo às candidatas atuais ou de ciclos anteriores, evitando discuti-las até mesmo com familiares, pessoas de seu relacionamento, outros avaliadores e colegas de profissão, exceto quando essa troca de informações fizer parte do processo de avaliação; • • Nunca revelar o nome das candidatas atuais ou de ciclos anteriores, nem mesmo revelar sua identidade de alguma outra forma indireta; Não reproduzir ou divulgar as informações do Relatório de Ações de Responsabilidade Social ou de qualquer outro documento utilizado no processo de avaliação das empresas candidatas. Regras sobre Conflito de Interesses Os membros da Comissão de Avaliação se obrigam a manifestar a condição de conflito de interesses sempre que fatores objetivos ou subjetivos (estreito relacionamento, experiências 15 Usar a logomarca do Selo Responsabilidade Social como identificação de sua condição de avaliador, assim como colocá-la em seu cartão

passadas ou preconceitos em relação à candidata) impedirem a sua avaliação neutra, de maneira independente e imparcial, ou puderem prejudicar o processo de avaliação, e a imagem do Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora e do CMAS/JF. Dentre os fatores objetivos são claramente definidos três níveis de conflito de interesses no processo de avaliação e julgamento: • Relacionamento direto, quando o avaliador possui um vínculo empregatício ou profissional com a empresa candidata. Inclui-se nesse nível a existência de relacionamento familiar (parentes de primeiro grau), pessoal e social com funcionários da empresa candidata; • Propriedade significativa, quando uma parte importante dos bens pessoais do avaliador é, ou pode vir a ser, influenciada pela empresa candidata, incluindo-se nesse nível a participação acionária; • Concorrência, quando o avaliador está diretamente envolvido com concorrentes da empresa candidata, através de relações de trabalho, de posse de ações ou de outros interesses. Penalidades A desobediência às regras e aos princípios aqui estabelecidos implicará na sua desqualificação como membro do Comitê Executivo. Casos Omissos Os casos não previstos por este regulamento serão analisados pelo Comitê Executivo.

15. CONSIDERAÇÕES FINAIS
O Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora, além de agregar a idéia de responsabilidade social incorporada aos negócios, estimula a gestão ética e transparente da empresa com todos os tipos de público com os quais ela se relaciona e a adoção de padrões empresariais que promovam o desenvolvimento sustentável, preservando recursos ambientais e culturais, respeitando a diversidade e reduzindo as desigualdades sociais. A complexidade das relações organizacionais com a sociedade ganha, nos dias de hoje, importância no cumprimento das metas de produção e performance do investimento social das empresas. Uma relação construtiva com a sociedade e o meio ambiente passou a ser um requisito básico para a aceitação da sua imagem como socialmente responsável, fortalecendo 16

sua marca junto ao mercado. Assim, adotar práticas de desenvolvimento sustentável implica maximizar os efeitos positivos das atividades da empresa com reflexos na sua lucratividade e fortalecimento da sua imagem institucional. Dessa forma, seu compromisso com a adoção de práticas sustentáveis de gestão do seu negócio, propiciando o desenvolvimento, o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida dos empregados, suas famílias e da comunidade em geral são requisitos imprescindíveis para a empresa interagir no ecossistema social, garantindo sua lucratividade e sua inserção no rol da responsabilidade social corporativa.

16. Anexo 01 – Formulário de Inscrição

17

Requerimento de Inscrição para certificação do Selo Responsabilidade Social Juiz de Fora
1- IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA RAZÃO SOCIAL NOME FANTASIA CNPJ ENDEREÇO COMPLETO DA MATRIZ DATA DE INSCRIÇÃO DATA DE FUNDAÇÃO DA EMPRESA INSCRIÇÃO ESTADUAL

ENDEREÇO COMPLETO DA FILIAL

TELEFONE /FAX DA MATRIZ E-MAIL NÚMERO DE COLABORADORES DIRETOS ______ ÁREA DE ATUAÇÃO CATEGORIA DA EMPRESA MICRO • • PEQUENA TERCEIROS ______

TELEFONE / FAX DA FILIAL SITE

MÉDIA

GRANDE

Empresa com fim lucrativo, enquadramento segundo o Faturamento Bruto Anual (2010) BNDES Empresa sem fim lucrativo, enquadramento segundo a Receita Bruto Anual (2010). CARGO/FUNÇÃO NA EMPRESA DE CARGO/FUNÇÃO NA EMPRESA

RESPONSÁVEL LEGAL DA EMPRESA RESPONSÁVEL PELO PROCESSO CERTIFICAÇÃO NA EMPRESA

DECLARO CONHECER E CONCORDAR COM OS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO SELO RESPONSABILIDADE SOCIAL JUIZ DE FORA – EDIÇÃO 2010.

Assinatura do responsável legal da empresa
18

Assinatura do responsável pelo processo de certificação na empresa

1- APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Instruções de preenchimento: - O formulário deverá ser preenchido utilizando letra Arial, tamanho 11, espaçamento 1,5. - A resposta do item 2.1 (Perfil da Empresa) deverá ter no máximo 30 linhas. - A resposta do item 2.5 (Qual o entendimento da empresa sobre o tema Responsabilidade Social Empresarial - RSE) deverá ter no máximo 15 linhas. - A resposta do item 2.6 (O que significa o Selo Responsabilidade Social para a empresa) deverá ter no máximo 20 linhas.
2.1

- PERFIL DA EMPRESA:

2.2

- MISSÃO:

2.3 - VISÃO:
19

2.4

- VALORES:

- QUAL O ENTENDIMENTO DA EMPRESA SOBRE O TEMA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL (RSE)?
2.5

2.6

- O QUE SIGNIFICA O SELO RESPONSABILIDADE SOCIAL PARA A EMPRESA?

20