Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo RELATÓRIO

PROJECTO DE LEITURA “EU LEIO!” ANO LECTIVO 2010-2011

I-ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS No ano lectivo que finda, a biblioteca dinamizou o projecto de leitura “Eu leio!” pelo segundo ano consecutivo. À semelhança do ano anterior, foram aproveitadas as aulas da Área de Projecto do 6º ano. Segue-se a planificação cumprida nas turmas envolvidas. TURMAS B e C: 1º período: -Escolha orientada de um livro para leitura individual, de acordo com as competências de leitura que os alunos já possuem. -Registo individual, em grelha própria, de dados sobre o livro lido pelos alunos. -Realização de Fichas de Leitura; -Apresentação oral dos livros lidos. 2º e 3º períodos: -Com base no livro “Mistérios do senhor Burdick”, elaboração de textos escritos, em grupo e individualmente, com apoio nas gravuras do senhor Burdick. Apresentação oral dos trabalhos à turma. Hetero- avaliação dos mesmos (colegas da turma e professores). -Participação no concurso de escrita: “Os Mistérios do senhor Burdick”. -Publicação dos melhores trabalhos no blogue da Biblioteca Escolar e no site do Agrupamento; exposição dos melhores trabalhos na exposição da Área de Projecto. -Escolha de fábulas de Esopo e transformação das mesmas em pequenos textos dramáticos. Estes foram dramatizados pelos alunos e apresentados nas últimas sessões ( livro de ponto - sumários ) aos colegas da turma.

Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo RELATÓRIO TURMA 6º A: Por solicitação dos alunos da turma e respectivos professores da Área de Projecto, foi necessário elaborar uma planificação com conteúdos diferentes. O trabalho foi orientado para a exploração, preparação e apresentação de um texto dramático. Numa primeira fase (1º período), os alunos pesquisaram e escolheram textos dramáticos. Formaram-se grupos (quatro), de acordo com a peça de teatro escolhida e, durante os 2º e 3º períodos, aqueles confeccionaram o material necessário à apresentação final do trabalho: sombras chinesas, fantoches, cenários e preparação simultânea dos textos. No último dia de aulas, como consta no sumário da aula no livro de ponto, cada grupo apresentou o texto dramático preparado. Fotografias foram tiradas e serão publicadas no blog da biblioteca.

Embora não estivesse agendado nas planificações do projecto, as três turmas participaram na sessão com Sandra Pinto, por ser proveitoso o contacto pessoal com uma escritora de livros juvenis. Esta actividade proporcionou a satisfação da curiosidade dos alunos em relação ao processo de escrita de um livro. II-AVALIAÇÃO DO PROJECTO Tal como ficou estipulado na planificação inicial do Projecto, apresentam-se os resultados relativos à avaliação de diagnóstico e intermédia, respeitante à expressividade da leitura. A avaliação de diagnóstico relativa à expressividade foi realizada ao longo do mês de Janeiro de 2010, a partir de dois textos distintos As Meias dos

Flamingos de Horácio Quiroga e a fábula A Raposa e o Galo; este último
destinado ao aluno Cristiano Matos por apresentar necessidades educativas especiais. A avaliação intermédia decorreu durante o mês de Abril de 2011, continuando a ter por base os textos já mencionados. O universo dos alunos abrangidos correspondeu ao grupo de alunos comuns às turmas 5º C (Ano lectivo de 2009/2010) e 6.º C (Ano lectivo 2010/2011) que funcionou como grupo de controlo. A maioria dos alunos lê em voz alta com alguma falta de rigor, realizando incorrecções que resultam da repetição, adição, troca de ordem e, mais

Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo RELATÓRIO frequentemente, da substituição de palavras com ortografia semelhante. Apenas cinco dos dezasseis alunos não cometeu qualquer incorrecção durante a avaliação de diagnóstico e a intermédia, por outro lado, os alunos Bruno Proença, Cristiano Matos e Pedro Carvalho mantiveram em ambas as avaliações grande número de incorrecções, distribuídas pelos parâmetros da repetição, adição e substituição de palavras. A velocidade de leitura da maioria dos alunos é normal e a natureza das hesitações que realizam distribuem-se pela descodificação de polissílabos, reconhecimento da acentuação e de determinados grupos consonânticos e vocálicos. Os alunos que manifestaram fraco desempenho, tanto na avaliação de diagnóstico como na intermédia, foram os alunos Bruno Proença, Cristiano Matos e Pedro Carvalho que revelaram dificuldades na descodificação de polissílabos que incluíssem grupos de consoantes ou de vogais, bem como a identificação da sílaba tónica e do acento prosódico. Por fim, foi avaliada a entoação e o respeito pela pontuação, concluindo-se que a maioria dos alunos lê com entoação correcta as frases do tipo declarativo, interrogativo e imperativo. No entanto, os alunos Bruno Proença, Cristiano Matos e Pedro Carvalho manifestaram dificuldades em reconhecer a frase do tipo declarativo, porque não realizavam a pausa correspondente ao ponto final, respeitante às frases de cada parágrafo. A partir da comparação entre os resultados obtidos na avaliação de diagnóstico e na avaliação intermédia, concluímos que, relativamente à competência da leitura e, especificamente, à expressividade da leitura, não se registou uma evolução sensível, verificando-se que os três alunos repetidamente mencionados continuaram a manifestar o mesmo tipo de dificuldades e os restantes repetiram aproximadamente as mesmas incorrecções manifestadas na avaliação de diagnóstico. Foram desenvolvidas algumas estratégias para superar as dificuldades dos alunos com desempenho mais fraco, nomeadamente, o acompanhamento individual dos alunos durante a actividade de leitura, a leitura rotativa em voz alta de uma obra literária, a prática da leitura supervisionada por um docente durante parte do intervalo da manhã, a recomendação aos encarregados de educação para acompanharem a leitura dos seus educandos em casa, no entanto estas não surtiram o efeito desejável. Conclui-se que a

Escola Básica Carolina Beatriz Ângelo RELATÓRIO superação das dificuldades relativas ao desempenho de uma leitura fluente, quando não foi adquirida durante o primeiro ciclo, requer orientação especializada e muito treino pessoal por parte dos alunos, não podendo este limitar-se a uma aula de noventa minutos. Notamos, no entanto que o projecto teve resultados bastante positivos ao nível do desenvolvimento do gosto pela leitura silenciosa em ambiente de biblioteca, sendo frequente os alunos pedirem a realização desta actividade. Esta preferência tornou-se evidente ao longo do segundo ano em que decorreu o projecto, o que revela uma evolução positiva, dado que, durante o ano anterior, os mesmos alunos tinham muita dificuldade em realizar uma leitura silenciosa. Ao longo das actividades, os alunos mostraram empenho e interesse, tendo todo o trabalho desenvolvido contribuído para tomarem conhecimento com o conteúdo livresco da biblioteca, alargando o conhecimento relativo aos autores da literatura juvenil e de vários géneros textuais. Regista-se ainda a opinião dos professores de Língua Portuguesa das turmas que continuam a achar o Projecto bastante proveitoso e útil para os alunos, tendo notado uma melhoria ao nível das competências da leitura e da escrita.

Guarda, 12 de Julho de 2011

As coordenadoras do Projecto: Lídia Costa Maria de Jesus Geraldes

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful