HOUVE UMA VEZ DOIS VERÕES roteiro de Jorge Furtado versão de 15 de Março de 2001 produção: Casa de Cinema de Porto

Alegre ******************************************************************* CENA 1 - PRAIA - EXTERIOR/DIA Uma praia se perde no horizonte, quase vazia. O vento surge e some em linhas de areia branca, o céu é branco e o mar quase marrom. Muito ao longe, um HOMEM se aproxima. CHICO e JUCA, 16 anos, estão sentados numa duna quase na beira da praia, olhando para o mar. Chico está de boné. Juca tem uma tala no pescoço. Chico dá uma olhada na direção do Homem que se aproxima: quarenta anos, copo de cerveja na mão, relógio. CHICO (OFF) Esta é a maior praia do mundo, trezentos e cinqüenta e três quilômetros, está no livro dos recordes. Talvez seja também a pior praia do mundo, principalmente em março. Em janeiro e fevereiro pode até ser divertido, mas em março é um saco. A gente tem que inventar coisas para fazer todo tempo. Não é fácil. O homem se aproxima e, quando chega exatamente na frente dos dois, pisa num buraco. O Homem quase cai, derramando um pouco de cerveja. Chico e Juca ficam imóveis. O homem examina o buraco, tapado por jornais e areia, uma evidente armadilha. O homem, furioso, olha para os lados, olha para os dois, volta a olhar para os lados. Juca e Chico não movem um músculo do rosto. O homem olha fixamente para os dois. Uma lágrima escorre pelo rosto de Juca. CHICO (OFF) Quando eu estou louco para rir mas não posso, penso em coisas muito tristes. Minha mãe reclamando da casa. Meu pai tentando nos convencer que esta é a melhor praia do mundo. Meu pai fazendo contas para pagar nossas férias. Um filho que eu posso ter um dia me olhando fazer contas

para pagar as férias dele. Eu tentando convencer um filho que eu posso ter um dia que esta é a melhor praia do mundo. Quase sempre funciona. O homem recua, de olho fixo em Chico e Juca, pisa no buraco e cai para trás. O homem se estatela na areia, derrama toda a cerveja na própria cara. Juca dá uma gargalhada. CHICO (OFF) Quase sempre. Os dois se levantam e saem correndo, rindo. O homem grita, tenta se levantar. Juca e Chico correm pelas dunas.

Créditos Iniciais.

CENA 2 - PLAYLAND - INTERIOR/NOITE Um flíper (uma casa de diversões eletrônicas). Chico e Juca estão jogando fla-flu (pebolim). Duas meninas entram. Juca olha para as duas. Uma é MORENA, cabelo curto e nariz fino. A outra é RUIVA, sardas, olhos claros. Pedem duas cocas. Juca olha para Chico. Juca pega a bolinha do fla-flu e, disfarçando, joga na direção delas. Vai atrás. JUCA Com licença? Juca se abaixa e pega a bolinha junto aos pés das duas. As meninas ficam olhando para ele, de tala no pescoço. JUCA Obrigado. MORENA O que aconteceu? JUCA A bolinha caiu. MORENA No pescoço. JUCA

Ah. Desloquei a terceira vértebra cervical. Eu estava pegando onda, fui dar um drop, meu parceiro estava no tubo, pranchou. Mas tudo bem, já estou pronto para outra. Vocês estão aqui? MORENA Estamos, né? JUCA Quero dizer, estão passando o verão aqui? MORENA Não. Meu namorado está botando gasolina, estamos indo para o Rosa. Sabe a praia do Rosa? Fica em Santa Catarina depois do... JUCA Então tchau. Ele se vira, dá as costas, deixa ela falando sozinha. Volta para o jogo. CHICO E aí? JUCA Namorado de carro, não dá para meter. Ainda mais com cachumba. CHICO Tu disse que estava com cachumba? JUCA Claro que não. Eu estou na fase de maior contágio. Se eu cuspir em ti tu tá frito. CHICO Eu já tive cachumba. Todo mundo já teve cachumba. O centroavante segura a bola, toca sutilmente de lado para o ponteiro esquerdo que, numa roleta precisa, acerta o canto direito do gol, sem chances para o arqueiro. Gol de Chico. Termina o jogo. CHICO Cinco a três. (vão saindo) Vamos pro outro? JUCA

CENA 3 . já pensou? Eu de sunga. No dia em que eu conheci a Roza o anjo da guarda do flíper não estava me dizendo nada sobre os patos. Meu vicerecorde é cinqüenta e quatro. JUCA Aí. atirava nos patos antes deles aparecerem. Chico compra duas fichas. na praia. Vão saindo. não pensei. Boas ondas. CHICO Não. tosse) É isso aí. (tosse sobre o cara. este com mais brinquedos eletrônicos e menos jogos de mesa. Quase sempre eu faço entre quarenta e cinco e cinqüenta. cinqüenta e dois. Vai para um brinquedo de tiro ao pato. caminhando de perna aberta. abraça o sujeito.INTERIOR/NOITE Chico entra em outro flíper.PLAYWORLD .Não. vou dormir. brother. JUCA (para o cara) Tu já teve cachumba? O cara faz que não. o anjo da guarda do flíper estava pousado no meu ombro e dizia: lá vem um pato. Juca fica olhando para o cara algum tempo. O dia dos setenta e dois patos foi um acontecimento. sabia que o pato ia subir. No game-over a luz da máquina se apagou e ela . Sorte dos patos e também sorte minha. Juca sorri e sai. eu estava em estado de graça. Tudo certo? Firmeza. O cara fica se apalpando no pescoço. Eu estava integrado em alguma força cósmica. preocupado. Sorri. Os namorados das meninas entram. Juca pára. MENINA (para Juca) Esse é o meu namorado. CHICO (OFF) Meu recorde nos patos é setenta e dois. tosse. fica abraçado nele. O médico disse que a cachumba pode descer pro saco.

Ele põe outra ficha na sua máquina e finge atirar nos patos. tenta colocar uma ficha no pimbal. Roza perde mais uma bola.apareceu no reflexo. Ela joga. só comparável a sua inaptidão para lidar com a máquina. Ela aperta e a máquina se acende. Quando consegue. vestido de alcinha e cabelo preso. não deu. CHICO Tu apertou no botão errado. Chico erra nos patos. Roza perde mais uma bola. ROZA Já tentei. Vira-se. 18 anos. não tira os olhos de Roza. Chico se aproxima. As duas máquinas informam game-over quase ao mesmo tempo. com a luz vermelha. e mais uma. perde a bola sem tocar nela nenhuma vez. escrito "play". CHICO É no outro buraco. Joga outra bola e perde. Uma CRIANÇA se aproxima e fica olhando Chico atirar.) ROZA. CHICO Agora aperte o botão "play". (Cena em câmera lenta. não entra. ROZA Qual é? CHICO O grande. Põe a ficha no lugar certo mas aperta o botão errado e a máquina devolve a ficha. Põe de novo. Ela é péssima. Chico fica admirando a beleza da moça. Chico nem olha para os patos. Ela põe a ficha no buraco certo. Roza põe a ficha no lugar errado. ROZA Deu! Obrigado. Chico erra nos patos. Chico vê o reflexo de Roza na máquina. mal consegue botar a bola em jogo. A .

encontra-se com Roza no caixa. ROZA O meu é Roza.PRAÇA . Só descobri que era com z há três anos. Roza observa Chico alguns segundos. Vai comprar mais fichas. CRIANÇA Tu é horrível. CHICO Depois a gente volta.. ROZA Já comprei uma ficha. CHICO Quer churros? ROZA O quê? CHICO Tu. Chico sorri. quer comer um churros? Eu pago. .criança olha para Chico.. Roza com z. ROZA Tudo bem. CHICO Meu nome é Chico. Francisco. ROZA Vou eu botar mais dinheiro fora. CHICO Por que com z? ROZA O cara do cartório era meio analfabeto.EXTERIOR/NOITE Chico e Roza observam o vendedor de churros preparando a massa. CENA 4 . Achei legal.

Tu quer doce de leite ou creme? ROZA Doce de leite. doce de leite é muito melhor. CHICO Os dois com doce de leite. Com z. CHICO O meu Chico é com "x" e com "q".PRAIA . ROZA Isso é.EXTERIOR/NOITE Chico e Roza caminham pela praia. ROZA Eu nem sei porque existe churros com creme. é Chico mesmo. ROZA Por que tu tira férias em março? CHICO . ROZA É? CHICO Mentira. só eu. comendo churros. CHICO Sua casa é por aqui? ROZA Não. CHICO É bom que exista o de creme. nunca vi ninguém pedir com creme.Rosa com "s" tem muitas. Vamos comer na praia? CENA 5 . É mais legal comer pensando "eu estou comendo o melhor" do que comer pensando "eu estou comendo o único que tinha para comer". Lá perto não tem flíper.

Ele fica olhando para ela. ROZA Tá perdendo aula? CHICO Só uma semana. E tu? As vezes eu viajo. Ele chupa o dedo dela.É mais barato. tirando o doce de leite. fosforescentes é de fósforo. mas essa última semana eu vou aproveitar. Ela oferece o dedo para ele. Tu viu como as tatuíras brilham com a lua? São fluorescentes. CHICO Fosforescentes. Acordo para almoçar. . Na primeira semana nunca acontece muita coisa. Ela passa o dedo no queixo dele. Teve uns dias que eu não fui. recortada contra a lua cheia. as tatuíras são fosforescentes. ROZA Qual a diferença? CHICO Fluorescentes é de flúor. CHICO Tu vai à praia que horas? ROZA De tarde. Tem menos gente. Em janeiro e fevereiro tu fica em Porto Alegre? CHICO Fico. ROZA Tu tá com doce de leite no queixo. E tu? ROZA Eu gosto de praia em março. As lâmpadas são fluorescentes.

Ela limpa o açúcar com a mão.EXTERIOR/NOITE Chico e Roza estão sentados na casinha do salva-vidas olhando para o mar. bem longe. Quero viajar. Ou desenho industrial.CASINHA DO SALVA-VIDAS . ROZA Eu fiz para arquitetura mas não passei. CENA 6 . E tu? . todo mundo pensando que tu deve estar muito feliz. ele segura o braço dela. na Austrália. um beijo longo e silencioso. Tu fica lá. Austrália é bom que é bem longe. Este ano nem me inscrevi. Acho que vou para a Austrália. CHICO Tu fala inglês? ROZA More or less. tô guardando dinheiro.CHICO Tu tá cheia de açúcar. CHICO Por que para Austrália? ROZA Tenho uma amiga que foi para lá. Beijam-se. Se bem que eu gosto de computação também. Comunicação ou letras. ROZA Para quê? CHICO Não sei ainda. iluminado pela lua e pontilhado por tatuíras fosforescentes. ROZA Tu vai fazer vestibular? CHICO Ano que vem.

claro.. Pausa. mais ou menos. CHICO Tu quer dizer. Quer dizer. ROZA Sei como é.CHICO Estou no cultural.. A lua reflete no mar. assim. acho que sim. ROZA Como assim? CHICO Acho que sou. ROZA Tu é virgem? CHICO Não. as tatuíras passeiam pela areia. Roza fica olhando para Chico. agora? ROZA Pode ser. Quer deixar de ser? CHICO Quero. ROZA Acha? CHICO Claro que sim. Beijam-se. mas nada muito. . ROZA Acha? CHICO É que eu tive umas histórias. profundo. Quer? CHICO Bom.

PRAIA . CENA 9 . JUCA Tu comeu? CHICO Comi. JUCA Mentira.EXTERIOR/DIA Chico acorda. Chico ainda consegue seguir um pouco as pegadas de areia na grama mas logo elas desaparecem.PRAÇA .CENA 7 . CENA 8 .EXTERIOR/DIA Chico segue as pegadas. Roza não está.CASINHA DO SALVA-VIDA . Guarda a ficha de flíper. sol na cara suja de areia. quase deserta. misturadas com outras. CENA 10 .EXTERIOR/DIA Chico procura Roza pela praça vazia. JUCA Pela alma da tua mãe? . Chico desce da casinha e vê as pegadas de Roza se afastando. Juca carrega uma sacola com pão e leite.EDIFÍCIO QUEBRA-MAR . JUCA Jura por Deus? CHICO Juro. As pegadas de Roza se dirigem para a grama na beira da praia. CHICO Juro.EXTERIOR/DIA Juca e Chico saem do apartamento e caminham pelos corredores do prédio. Olha para a praia. Ele encontra a ficha do flíper.

Na verdade. JUCA Mas tu tá a fim? CHICO Tô. JUCA Não acredito. JUCA Tá brincando? Que rabo! Será que ela dá para mim? CHICO Tá louco? JUCA O que que tem? Vocês tão namorando? CHICO Não. CHICO Comi. JUCA Que rabo! Será que ela não tem uma amiga? CHICO Não sei. Juro. E a amiga deve dar também.CHICO Juro. CHICO Por quê? Eu já transei e tu não. Não sei. Se uma dá. JUCA . JUCA Deve ter. ela é que me comeu. Não falei com ela ainda. JUCA Pela bunda da Silmara? CHICO Juro. as outras também dão.

JUCA Bom como? CHICO Tu pára de pensar. É quente. isso é o melhor. Acho que vou morrer de vergonha de me acabar na frente de alguém.. (faz a careta) A guria vai me ver me acabando é vai ter um ataque de riso. Juca pega um pão na sacola e come um pedaço. JUCA Não sei. É muito bom. CHICO Não enche o saco. É melhor que punheta? CHICO É totalmente diferente. JUCA Continua. É outra coisa. JUCA Como assim? CHICO É diferente. molhado. CHICO Não vai. JUCA Que cor era a calcinha? .. já me vi no espelho. Se tu tivesse transado há tempo eu também já tinha. tu tá explodindo e ficando inteiro ao mesmo tempo. Parece que. tenho certeza. Fico ridículo.Transou ontem. Juca come mais um pedaço de pão. JUCA Diferente como? CHICO Muito melhor.

Vamos procurar. deixar o pão e trocar de camisa. pode ser um trubufu. Merda. a listada da forum é meio gay. Tenho que passar em casa. caminham na direção da praia. CENA 10A . Não tem ninguém nessa praia.. não dá para trepar. A branca da zoomp.EDIFÍCIO QUEBRA-MAR .. não enche o saco. por que eu não cortei meu cabelo ontem! Se soubesse que hoje eu ia trepar. Chico e Juca fazem a curva da esquina e se afastam. Ou então a listada da forum. Vou botar a branca da zoomp. Se ela pergunta o que está escrito na minha camisa e eu não sei. JUCA Hoje eu como até gorda. E se tiver. JUCA Nunca se sabe. CHICO Quem vai trepar? A gente só vai procurar por ela na praia. CHICO Por quê? JUCA Não sei o que está escrito nessa camisa. . CHICO Tu nem sabe se ela tem alguma amiga. Não. E se a guria pergunta o que está escrito? Elas adoram perguntar essas coisas.CHICO Juca. CHICO Não sei onde ela mora. JUCA A gente acha.EXTERIOR/DIA Chico e Juca saem do prédio.

. 16 anos.CENA 11 . Shakespeare Crianças brincam.But love is blind and lovers cannot see the pretty follies that themselves commit. CHICO Perguntar como? JUCA Se alguém conhece a Roza. alguns homens jogam futebol. CHICO Para todo mundo? JUCA Não.. Tudo bem? Por acaso. de camiseta e biquini. Deixa que eu pergunto. Juca está vestindo uma camisa com a cara do Shakespeare e um texto escrito: . tu não conhece uma menina chamada Roza? Roza com z. lendo uma revista. VIOLETA Conheço. JUCA Conhece? . Ela está sentada sob o guarda-sol. Passa um sorveteiro. Ela está numa casa por aqui. JUCA Vamos perguntar. só para as gurias.EXTERIOR/DIA Chico e Juca caminham pela praia. CHICO Vamos voltar? JUCA Outra vez? CHICO Ela pode ter chegado agora. JUCA Oi.PRAIA . agora mais cheia que das outras vezes. Juca se aproxima de VIOLETA. Roza com z.

JUCA Seu nome como é? VIOLETA Violeta. VIOLETA Oi. CHICO Ó. CHICO Sabe de alguém que conhece ela? VIOLETA Não. só encontro na praia. Esse é o Chico. VIOLETA Oi. JUCA Desculpe. Acho que ela vem sempre sozinha. CHICO Tu sabe onde ela mora? VIOLETA Não. JUCA (para Chico) Ela conhece. . JUCA Posso te chamar de Vi? VIOLETA Não. JUCA Meu nome é Juca.VIOLETA Conheço. Chico se aproxima.

VIOLETA O que está escrito? JUCA O amor é cego e os amantes não podem ver as bonitas folias que eles mesmo cometem. então tá.. tava deixando. obrigado. não viu ela hoje? VIOLETA Não.. vamos. VIOLETA Bonitas folias? JUCA É. brigado. levanta-se. Violeta larga a revista. tira a camisa. caminha sem tirar os olhos de Violeta. A gente vai dar mais uma procurada. Juca no meio. É do Shakespeare. VIOLETA Legal essa camisa. VIOLETA Eu vou com vocês. . JUCA Vai? Boa. Os três caminham pela praia.. VIOLETA Faz tempo que tu não corta o cabelo? JUCA É. Mas vou cortar.VIOLETA Tudo bem. CHICO Bom. CHICO E tu. JUCA Ah..

Vocês moram onde? CHICO Tristeza. JUCA Vou cortar um dia. Não sei quando. JUCA Floresta.VIOLETA Achei legal. CHICO A Roza te disse onde mora em Porto Alegre? VIOLETA Não. VIOLETA Eu moro na Cristóvão. (para Juca) O que aconteceu no teu pescoço? JUCA Tu já teve cachumba? VIOLETA . Sabe o Hospital Militar? Juca e Violeta param de caminhar. VIOLETA Onde na Floresta? JUCA Perto da Cristóvão. CHICO A Roza te disse se ia a algum lugar? VIOLETA (para Chico) Eu só vi a Roza uma vez. JUCA Tá brincando? Perto dos bombeiros? VIOLETA Não. mais para cima. Talvez eu deixe. Chico pára também.

Chico faz a volta para tentar ver o rosto da menina. e Violeta. E tu? Chico vai saindo.EXTERIOR/DIA Passagem de tempo. CENA 12 . Tu tá com cachumba? JUCA Não. que estão se agarrando sob um guarda-sol. Chico desce para a praia e passa por Juca. CHICO (OFF) Procurei Roza todos os dias. Chico caminha pela praia. Juca e Violeta seguem conversando. sentados no chão.PRAIA . Vê uma MENINA DE COSTAS. Mas tudo bem. Desloquei a terceira vértebra cervical. namorando com um RAPAZ. procurando Roza. Ao fundo. pranchou. Eles abanam. é que eu tô fazendo uma pesquisa. meu parceiro estava no tubo. Na praia e no flíper. parecida com ela. já estou pronto para outra. Abana. VIOLETA Tu surfa? JUCA Surfo. se assusta e fecha o zíper da calça. Ela sumiu. fui dar um drop. Eu estava pegando onda.Já. VIOLETA Tchau. Ela o vê. JUCA Isso aí. Chico caminha entre as árvores na beira da praia. já sem tala no pescoço. não. . CHICO Eu vou procurar mais um pouco. CHICO (OFF) Juca passou três dias chamando a Violeta de Vi.

Tu tem que me ajudar. A gente come uma pizza aqui. CHICO Que guria? JUCA Qualquer uma. Gravei uma fita só com umas baladas. toma um vinho. com outra guria. JUCA Eu pago o jantar e o vinho.INTERIOR/NOITE Juca dá um beijinho em Violeta e sai da mesa.Vivinha. depois vai para casa dela. Juca está de jaqueta. CHICO Quem? JUCA Sei lá. Te vira. CHICO Quer que eu segure ela pra ti? JUCA Tu tem que ir junto. tô duro. não tem erro. Eu não estou a fim de arrumar uma guria assim. a mãe só volta no fim-de-semana. CHICO Não. Tu tem que ir. Aí a gente joga carta. Chico. E ainda não comeu. CHICO Que roupa é essa? JUCA Depois te explico. arrastando Chico. O resto deixa comigo. Com outra guria. . essas coisas. Ela tá sozinha em casa. Pelo amor de deus. Viviquinha. que estava entrando no bar. Convida alguém. boné e echarpe. CENA 13 . pelo braço. CHICO Eu não tenho grana.BAR DE PRAIA .

CHICO Tá. 18 anos. Vê uma guria sozinha. Amanhã tu procura a Roza. Chico dá uma olhada pelo bar. disfarça. Chico desvia. Chico vê CARMEM. JUCA Se tu não for quero o dinheiro de volta. beijamse. Juca volta para a mesa com Violeta. Chico pega as duas notas. . CHICO Vai para lá.JUCA Assim como? CHICO Eu vou procurar a Roza. Chico. mini-blusa. CHICO Cem reais? Tá louco? JUCA Cem reais. deve ter voltado para Porto Alegre. JUCA A Roza sumiu. põe no bolso. O namorado dela chega. (mostra duas notas de cinqüenta) Olha aqui. Chico se aproxima. CHICO Oi. saia curta. Chico. Deve ser outra praia. JUCA E como é que tu vai procurar ela em outra praia se tu não tem dinheiro nem pra jantar? Te dou cem reais. conferindo o cardápio numa mesa da calçada. CHICO Ela disse que ia aproveitar essa última semana na praia. vou ver. Acho que ela tá em outra praia. Por favor. Se aproxima.

no máximo. é o seguinte. Te dou cinqüenta para tu ir comigo. Chico dá outra olhada pelo bar.Carmem olha para ele desconfiada. Ele quer comer uma pizza e depois jogar carta na casa dela. CHICO Olha. tomar vinho e jogar carta com vocês? CHICO É. Quer jantar comigo? CARMEM Não. CARMEM Até que horas? CHICO Meia-noite. CARMEM Cinqüenta reais para comer uma pizza. CHICO Tá sozinha? CARMEM Por quê? CHICO Eu estou. E quer que eu vá junto. Me pagou cem reais. CARMEM Só isso? . CARMEM Oi. Está a fim de ganhar cinqüenta reais? CARMEM (mais desconfiada) A troco? CHICO O meu amigo ali está com uma namorada. mas só vê meninas acompanhadas. obrigado.

Ela. Violeta pega copos e Juca abre a segunda garrafa de vinho. JUCA Vocês sabem jogar dorminhoco? . CENA 14A .CHICO Só. Carmem. achando ridículo. Se eu jogar isso na tua cara tu fica sem enxergar uns dois dias. Chico olha pra ela meio que se desculpando pelo amigo. Depois a gente vai embora e deixa os dois. Ela abre a bolsa e mostra um tubo de spray. um pouco bêbada. É só para comer e jogar carta mesmo. CARMEM Sabe o que é isso aqui? CHICO Não.INTERIOR/NOITE Chico e Carmem estão na mesa.CASA DE VIOLETA . Juca serve o vinho no copo com a boca virada para baixo. Prometo. Eu prometo. CARMEM Tudo bem. gostando. Cadê o dinheiro? CENA 14 . O que é? CARMEM Spray repelente para urso. CHICO Não te preocupa. Carmem está com a bolsa na mão.CASA DE VIOLETA . observa. desconfiada.INTERIOR/NOITE Juca abre o vinho sempre olhando de forma romântica para Violeta. É feito de pimenta. CARMEM E quem paga a conta aqui? CHICO Ele paga. Comer e jogar carta.

Carmem põe a mão na bolsa. VIOLETA (para Juca) Queima a rolha pra marcar. VIOLETA É fácil. que evidentemente já bebeu mais do que devia. JUCA Quem formar primeiro baixa as cartas na mesa. rei. escova. buraco. VIOLETA A gente queima uma rolha e marca o dorminhoco de preto. Sei jogar pôquer. JUCA E um coringa. . VIOLETA E um coringa. JUCA Quatro cartas para cada um e um recebe cinco. CARMEM Rolha? Que rolha? (para Chico) Tu não falou em rolha. JUCA Quem pega o coringa tem que ficar uma rodada. às. Sai com água.CARMEM Dorminhoco? Não. arruma as cartas. Violeta. VIOLETA É fácil. O último a baixar é o dorminhoco. não pode passar de primeira. dama e valete dos quatro naipes. Dezessete cartas. cada um passa uma carta por vez. VIOLETA Tem que formar os quartetos.

Carmem corta o baralho. Carmem está completamente vestida. cabeceia de sono. Juca está só de cueca e meias. JUCA Ótimo! Violeta põe as cartas na mesa. . Chico.JUCA Melhor! Vamos fazer assim: quem perder tem que tirar uma peça de roupa. VIOLETA Isso! Melhor que rolha! JUCA Combinado? CARMEM (larga a bolsa) Pode ser. Violeta continua de cartas na mão. Carmem baixa as cartas. CENA 15 . fecha os olhos. CHICO (OFF) Com cinqüenta reais dá para comer quatro dias. Posso ir de ônibus e voltar de carona. VIOLETA (para Carmem) Corta. Juca serve o vinho. Ela diz que vai a praia de tarde. É melhor que rolha. Juca baixa as cartas. Chico baixa as cartas. está de sutiã e saia.CASA DE VIOLETA . Violeta dá as cartas.INTERIOR/NOITE Passagem de tempo. está sem camisa. JUCA Violeta! VIOLETA O quê? Ela acorda e baixa as cartas. parando em cada praia. eu viajo de manhã e procuro na praia de tarde. de calça. Violeta. dormindo na barraca. quase dormindo. só com um pé do tênis.

CHICO Eu vou contigo. Meia-noite. Ela adormeceu profundamente. quase cai. Cambaleia.JUCA Violeta! A saia! VIOLETA Ainda tenho as meias. Deita. Chico levanta para segurála. Obrigado pelo jantar e pelo vinho. da Praça da Matriz. CHICO E agora? JUCA Deixa que eu tiro. Juca levanta e puxa a meia-calça de Violeta. CARMEM (para Juca) Tu não é colega do Gustavo? JUCA Que Gustavo? CARMEM O Cabeça. Chico veste a camisa. Ela caminha para o sofá. JUCA Duas? VIOLETA Duas. Violeta levanta. JUCA . fica com a meia pela canela. JUCA (tentando acordá-la) Violeta! Violeta! CARMEM Deixa ela dormir. (olha o relógio) Acabou o jogo. Tenta tirar a meia mas não consegue. Com licença. Deita a cabeça no sofá.

CARMEM O combinado foi meia-noite. JUCA Ainda é cedo. . a gente se vê por aí. é? CARMEM É. Legal. JUCA Que combinado? CARMEM Ele me pagou cinqüenta reais para eu ficar até a meia-noite. JUCA Ah. Obrigado pela pizza. CARMEM Eu sabia que te conhecia. E pelo vinho. JUCA Pois é. Eu sou prima do Gustavo. E o Cabeça vai bem? CARMEM Faz tempo que eu não vejo.Sou. CARMEM Bom. Chico ergue Violeta e a arrasta para o quarto. JUCA Prima? Do Cabeça? CARMEM É. prima. JUCA Olha só. Por quê? CHICO Eu vou levar ela para a cama.

Não consegue.INTERIOR/NOITE Chico larga Violeta na cama mas um botão da gola de sua camisa fica preso no sutiã. CHICO Acho que sim. Chico tira a camisa. Eu vou dormir. Violeta vira de lado e dorme. um daqueles que prende pela frente.QUARTO DE VIOLETA . eu acho que eu bebi demais.. A gente já vai. CENA 16 . Quando ele está mergulhado entre os seios de Violeta ela acorda. Chico tenta arrancar o botão e ele fica preso por um fio de linha no sutiã. Tenta soltar o botão mas ele está muito preso. (insinuando-se) Agora. se tu quiser fazer alguma coisa mais interessante. Juca entra. Chico fica debruçado sobre Violeta na cama e tenta soltar o botão da camisa. Chico resolve partir o fio de linha com os dentes. Pede desculpas pra eles. Diz pra eles que eu acho que bebi demais. VIOLETA Tá. CHICO Oi? VIOLETA Chico. quinhentos.JUCA Quanto tu quer para ficar mais um pouco? CARMEM (ela sorri) Se for para jogar esta bobagem. CHICO Tá bom. VIOLETA Chico? Chico consegue soltar o botão. cento e cinqüenta.. sem entender muito o que está acontecendo. JUCA Cadê aquele dinheiro que eu te dei? . Puxa o botão mas ele não se solta. Dorme. Chico veste a camisa.

Eu preciso do dinheiro agora e tu não quer me emprestar? CHICO Tá bom.CHICO Só tenho cinqüenta. esse dinheiro eu te dei para tu me fazer um favor que tu devia fazer de graça. mostra a nota. Chico entrega o dinheiro a Juca. Ela se aproxima e beija-lhe a boca. Senta e pega uma revista. CHICO Vou precisar do dinheiro amanhã. CARMEM O resto eu te dou depois. Ele sorri. Juca sai. Tchau. Põe a mão no ombro de Juca. Ele abre os olhos. JUCA O resto eu te dou depois.SALA DE VIOLETA . tu não tinha dinheiro nenhum. Por quê? JUCA Me empresta. Juca se aproxima. Fim de semana meu pai chega e eu te pago. pega o dinheiro. JUCA Chico. CHICO Para quê? JUCA Para dar para a Carmem. . guarda. Chico olha Violenta dormir. Carmem está sentada no braço do sofá. Afasta-se. CENA 17 . JUCA Fica aí. Carmem sorri.INTERIOR/NOITE Juca entra na sala.

Voltei para Porto Alegre. CHICO (OFF) Eu podia descobrir as impressões digitais dela na ficha. muita gente na rua. observa a tabela periódica de elementos químicos. Ligações covalentes. CENA 18 . CHICO (OFF) Passei os últimos dias de praia procurando a Roza. E se não tivesse que estudar para a prova de química orgânica. se eu já não tivesse segurado e esfregado esta ficha mil vezes. CHICO Ela já foi? JUCA Já. CENA 18A . Chico abana.PORTO ALEGRE . Vêem o Surfista. Juca fica parado no meio da sala.Ela sai.QUARTO DE CHICO . pra que eu vou usar isso na vida? . de camisa e pescoço enrolado numa echarpe.PRAIA . Examina a ficha. vira-se para um pequeno teclado (Cassio). Juca vira a cara. CHICO E o dinheiro? JUCA Eu gastei.INTERIOR/DIA Chico em seu quarto. ao lado dele. A Morena está sentada no chão. Vêem Carmem com um SUJEITO. Ela abana para eles.EXTERIOR/DIA Chico e Juca caminham pela praia. CENA 19 . Chico aparece na porta do quarto. Ele toca alguma coisa sem usar a tecla com a ficha. muitos edifícios. sentado numa cadeira na beira da praia. Sobre uma das teclas está a ficha de flíper.EXTERIOR/DIA Imagens de Porto Alegre. Juca esconde o rosto. Não encontrei. muitas garotas da idade de Roza. Pára. Fecha o livro.

Chico desliga o telefone. CHICO Alô? CHICO É. CHICO Tá. claro. CHICO Claro. fica parado alguns segundos e dá um grito. CHICO Não. CHICO Química orgânica.INTERIOR/NOITE . CHICO Quero. CHICO Outro. CHICO Como é que tu conseguiu meu telefone? CHICO Sei. Ele atende. Toca o telefone. Que horas? CHICO Tudo bem. CHICO Sei.Talvez ela já esteja na Austrália.QUARTO DE CHICO . CENA 20 . CHICO Tudo. estava estudando.

claro. gola redonda. JUCA O Coquinho. ela disse então a gente se vê lá. Ela disse. Ela disse um beijo. JUCA Vai com a azul. Ela disse é o Chico? e eu disse é. eu disse tudo. perto do posto. Eu disse outro. gola vê. Ela disse oito. Camiseta azul. um que tem umas mesinhas brancas e um toldo amarelo. aí já achando que era ela mesmo. . CHICO Ela disse alô. claro. JUCA Argh. Com z. Juca vai alcançando camisetas e jogando as já experimentadas na gaveta. Aí ela disse que queria me ligar mas não tinha o meu número. Eu disse tudo bem. No Coquinho só tem moinhos. eu disse alô. eu estava estudando química orgânica. CHICO O Coquinho. claro. deve ser a Violeta. Eu disse sei e perguntei que horas. já achando que era ela mas não podia ser ela. Eu disse tá. é lógico. eu disse não. oito e meia. Não. Ela disse que encontrou uma amiga da praia que tinha. a azul é mais moinhos. lembra? Eu disse. O que tu vai dizer? Tem camisinha? Camiseta preta.Chico fala olhando para si mesmo no espelho enquanto experimenta várias camisetas. Eu perguntei como ela conseguiu. Aí ela perguntou se eu queria encontrar com ela. Aí ela disse é a Roza. Aí ela perguntou se eu sabia de um bar na Nilópolis. CHICO Eu disse sei e ela perguntou se estava interrompendo alguma coisa. eu acho que eu só disse quero. eu disse que sim. tudo bom?. CHICO A gente não vai trepar no Coquinho.

Tudo bem. Talvez tenha sido mais importante para mim do que para ti.INTERIOR/NOITE Chico. de camiseta vermelha. Claro que eu nunca vou esquecer. Mas a camiseta azul é melhor. JUCA Tá legal. parece que tu errou e corrigiu na hora. . Chico espeta um gelo e larga o canudo sobre o copo. CHICO Uma só? JUCA Ué? Não ia trepar e agora quer duas? CHICO Só se der algum problema. está sentado numa mesa de rua no Coquinho.BAR COQUINHO . Mas eu queria que fosse importante para ti também. deve ter sido. de camisa azul.EXTERIOR/NOITE Chico. toma um gole de guaraná. Queria não.MESA . Esse "queria não. a gente não vai trepar. CHICO Eu pensei muito naquela noite.JUCA (dá uma camisinha para Chico) Leva camisinha. CENA 21 . uma chega. O guaraná tem aquele gelos furados. tu sabe disso. JUCA Tu sabe o que vai dizer para ela? CHICO Sei. Quero que seja a primeira. CENA 22 . eu quero. com o gelo pendurado como um anel. de canudo. quero". Juca olha para Chico. Bebe um guaraná. Eu não quero que aquela seja nossa única noite.

CHICO Legal. O anel de gelo está quase se partindo. Chico se levanta. CHICO Bom te ver. CENA 23 . Eu estou grávida. O anel de gelo se movimenta. Eu pensei muito naquela noite.Chico fica olhando o gelo derreter pendurado no canudo.EXTERIOR/NOITE Roza mostra a Chico uma tabela de cores de um teste de gravidez. A gente nem usou camisinha. Roza também. tu sabe disso. ROZA Eu não pensei nada. Chico passa os olhos pelo bar. Sentam. Se der verde. CHICO Oi. Chico sorri. Claro que eu nunca vou esquecer. ou azul. Beijam-se de maneira meio atrapalhada. Chico fica olhando para Roza. O gelo pinga magicamente no exato ritmo da música. é porque .PRAÇA . O gelo cai no copo. ou cor de rosa. CHICO Não. é porque tu não tá. acho que estava louca. Se ficar vermelho. Ela sorri. ROZA Nem eu vou esquecer. ROZA Olha aqui. eu quero dizer que eu pensei muito sobre aquela noite. ROZA Oi. vai cair. nada de Roza. ROZA Também queria te ver.

ROZA Essa foi a primeira que eu fiz. ROZA Eu vou tirar.tu tá. metade branca. todas muito azuis. CHICO E tu fez mais de uma vez? Ela mostra a ele um folha da agenda com várias tirinhas. sala de espera. CHICO Mas como? ROZA Numa clínica. CHICO Como? ROZA Vou abortar. semana passada. Chico olha para as crianças enquanto fala com Roza. Uma amiga minha conhece. Na zona . Chico examina a tirinha na luz. numa agenda. metade verde. cheio de gente. bem clarinho. mais é certo que tu tá grávida. CHICO Não é perigoso? ROZA Sempre é. Uma PAI e uma MÃE com seus DOIS FILHOS estão comprando pipocas. uma tirinha de papel. Ela disse que é um lugar chique. CHICO E aí? Ela mostra. um pouco. Ela mostra uma tirinha metade branca e metade muito azul. Quanto mais azul. Esta eu fiz ontem. CHICO É meio verde mesmo.

dá o papel a ele) Me liga. Tu tem mil reais? CHICO Mil reais? Custa mil reais? ROZA Custa dois mil reais. mas é de cartão.sul. um tubo. Eu posso conseguir mais um pouco se vender o celular. tipo um aspirador. menos perigoso. tudo bem. Quanto mais cedo. liga a máquina e pronto. O cara enfia o tubo. Eu acho que consigo mil. ROZA Se eu fizer logo. CHICO Tá. CHICO Eu posso te ajudar? ROZA Não sei. já tenho seiscentos. CHICO Tu tem celular? ROZA Tenho. Se eu conseguir mais que mil. CHICO Mil reais? ROZA Mil reais. não é tanto. te aviso. CHICO Como é que faz? ROZA É uma máquina. Se tu não tiver. Se tu me ligar e outra pessoa atender é porque eu vendi o celular. . CHICO Pode ser perigoso. (anota o número.

CHICO Eu acho que ia ser legal ter um filho contigo. ROZA É. Quem sabe, mais tarde. CHICO É.

CENA 24 - BRIC - INTERIOR/DIA Objetos variados expostos num bric: um carrinho de bebê, um cavalinho, uma cadeirinha de bebê. Chico entrega um amplificador para um VENDEDOR. O cara testa o amplificador. Chico examina sapatinhos cor-de-rosa. Chico fica olhando para os objetos à venda. CHICO (OFF) O filho que eu não vou ter com Roza nunca vai mentir para a mãe que o amplificador estragou para poder vender por seiscentos um amplificador que vale mil e juntar com o dinheiro da poupança para pagar um aborto.

CENA 25 - PRAÇA - EXTERIOR/DIA Chico e Roza num banco de praça. Ela chora, ele conta o dinheiro. Termina de contar, põe o dinheiro na agenda dela. CHICO Falta duzentos. Vou pedir para o Juca, talvez ele tenha. ROZA Melhor não dizer para ninguém. Eu consigo. CHICO Quer que eu vá contigo? ROZA Não precisa. A minha amiga vai, ela tem carro. CHICO Quando tu vai? ROZA

Logo que der. Acho que amanhã. Eu te ligo. CHICO Liga? ROZA Ligo. Ela dá um beijo nele, enxuga as lágrimas e sai.

CENA 26 - QUARTO DE CHICO - INTERIOR/DIA Chico em sua casa, sentado, olha o telefone. Ele pega o telefone e confere o botão que regula a altura do toque, põe no volume máximo. Larga o telefone. Levanta-se, caminha pelo quarto. Vai até o teclado e toca a mesma música, agora com um som fraquinho. Vai até o telefone. Confere o fio do telefone, verifica se está bem conectado na parede. Pega o fone e escuta rapidamente. Desliga e fica olhando para o telefone. Pega o telefone e disca. CHICO Roza? CHICO Tu tá com a Roza? CHICO Ah, é? Quando? CHICO E... tu conhece a Roza de onde? CHICO Ah, é? CHICO Não, ela me falou que ia vender o celular, mas não pensei que fosse tão rápido. Ela não te deixou nenhum número? CHICO Bom, se ela ligar tu podia dar um recado?

CHICO Tudo bem, eu sei que ela não vai ligar, mas SE ela ligar, tu pode dizer que o Chico telefonou? CHICO Tá bom, obrigado.

CENA 27 - QUARTO DE CHICO - INTERIOR/NOITE Juca está jogando tetris no computador. Chico está na cama. JUCA Quem disse que o filho era teu? CHICO Não enche o saco. JUCA Tô falando sério. Quem disse que era teu? Juca tem um espaço certinho para uma pedra comprida de quatro, vermelha. Mas ela não vem. CHICO Eu sei que era meu. Ela sabia. JUCA Sabia que precisava de mil reais, isso é que ela sabia. Pode ter pedido pro outro cara, ele não deu, ela te procurou. CHICO Era meu. Eu sei que era. O espaço da pedra de quatro continua vago, Juca empilha as outras pedras nos cantos. JUCA Ela vendeu o celular. CHICO Ela disse que ia vender. Surge uma pedra vermelha. Cai e se encaixa na buraco. JUCA Ela não te ligou, não te deu endereço. Tu não acha

Meu recorde no pimbal era quarenta e oito mil e eu já estava com cinqüenta e seis. Passou uma semana e eu achei muito estranho. sozinho. JUCA Setenta mil? CHICO Setenta e dois! A bola passa.PLAYWORLD . Passou um mês e eu tive certeza que ela estava na Austrália. Prometeu que no ano que vem nós vamos tirar férias em janeiro. Olha entre as mesas. Sessenta! Sessenta e dois mil.EXTERIOR/NOITE Chico no bar. CENA 28 .estranho? Quatro fileiras desaparecem. CHICO (OFF) Achei estranho. o meu pai juntou uma grana este ano. CHICO Merda! Acende-se o placar: record! .BAR COQUINHO . rindo da cara do idiota que pagou o aborto para ela. CENA 29 . CHICO (OFF) Passou um ano e eu estava no mesmo flíper. Felizmente era dezembro.INTERIOR/NOITE Chico joga pimbal. Game over. a maior e pior do mundo. na mesma praia. Sessenta e quatro! CHICO Setenta mil! Juca se aproxima. jogando na mesma máquina.

Confere o dinheiro na carteira. CHICO Que filho? Ela nem tava grávida. Só ida. na fila para comprar passagens da rodoviária. Ela fingiu que não sabia para eu ajudar. de mochila. JUCA Esquece. Ela deve estar numa praia.EXTERIOR/DIA Chico. O placar também indica as datas dos recordes. Eu vou matar aquela guria. CHICO Vi umas tirinhas de papel. JUCA Talvez o filho fosse teu. CHICO Esquece um cacete. CENA 30 . O primeiro. quinto e sétimo lugares estão ocupados por Roza. terceiro. CHICO Ela sabia jogar. segundo. Chico pega a passagem e sai. sabia jogar muito bem. podia ser qualquer coisa. com z.JUCA Recorde da máquina! O cursor do placar dos recordes está piscando no décimo lugar. JUCA Tu disse que viu o exame.RODOVIÁRIA . Chico está entrando no ônibus. Chico e Juca ficam olhando para o placar. Chico chega no balcão. Ela me fez vender meu pioneer. olha para o quadro de avisos. CHICO (ao vendedor) Noiva do Mar. .

BAR . de mochila nas costas. mesas nas calçadas. Chico embarca no ônibus interpraias.CHAFARIZ .ÔNIBUS . Chico. olha os fios que correm ao lado da estrada. Senta e abre a janela. Chico se aproxima para falar com o homem mas ele desaparece.procurando idiotas como eu. CENA 35 . Um garçom traz dois chopes.EXTERIOR/DIA Chico passa de ônibus e vê Carmem num treiler. caminha perto de um parque de diversões. Vê um HOMEM. outra guria consola. vazio. com a cara grudada o vidro. Uma guria está chorando. CENA 34 . CENA 33 .INTERIOR/NOITE Chico caminha entre as máquinas de um flíper. uma linha preta embarrigando sobre um céu azul e nuvens ralas. Um gordo ri alto.FLÍPER .ÔNIBUS . Ela está comendo um chesseburger. . arrumando a máquina de um carrossel. CENA 36 .CALÇADA . JUCA Ela pode estar na Austrália.EXTERIOR/NOITE Chico caminha por uma calçada cheia de gente. descendo e subindo.EXTERIOR/DIA Chico lava os pés na fonte de uma praça. CHICO Eu encontro. Parece que é o fio que se move.EXTERIOR/DIA Chico. CENA 32 . CENA 31 .EXTERIOR/DIA O ônibus passa pela estrada entre dunas e lagoas.

de costas. Ele embarca na kombi. Chico levanta e vai saindo de fininho.EXTERIOR/DIA Chico pede carona. Um HOMEM chega e entra no carro.PRAIA . observando as meninas. Um Pescador fuma.ESTRADA . Chico olha um balaio cheio de peixes. .CALÇADA . Chico olha o balaio. fica parado. Chico bebe um gole. Chico vomita no balaio de peixes. faz menção de falar com o homem mas ele liga o carro e parte.ESTRADA . CENA 42 . Um pescador oferece a Chico uma garafa de cachaça com ervas e uma cobra dentro. tenta sorrir para seus companheiros de viagem.CALÇADA .CENA 37 . carregando um cão fila pela coleira.EXTERIOR/NOITE Chico está sentado sobre o capô de um carro.EXTERIOR/DIA Chico caminha pela praia. xingando. Ele se aproxima e vê que é outra menina.KOMBI . encarando Chico. Os pescadores partem. QUATRO PESCADORES.EXTERIOR/DIA Chico. Uma MENINA se parece com Roza. Uma kombi. A kombi balança. dirigida pára.EXTERIOR/DIA Chico está sentado num muro.EXTERIOR/DIA Chico desce da kombi no meio da estrada. CENA 38 . Chico levanta. Um VELHO. CENA 39 . CENA 41 . CENA 40 . com uma cara de enjôo.

Pede uma ficha a moça do caixa. de longe. Chico pára de mastigar. Entra no flíper.FLÍPER .EXTERIOR/NOITE Chico. Tu me fez perder uma ficha! CHICO Eu te compro outra. CHICO Eu te conheço. CRIANÇA Não atrapalha. viajandão. Ouve o barulho de um pimbal. Chico vai até o caixa.LOJA DE BUJIGANGAS . Chico interrompe a mordida no meio.INTERIOR/DIA Chico. Aproxima-se. É Roza. espia quem está jogando.BAR DE CALÇADA . CENA 44 . parece ter reconhecido a criança. CENA 42A . passa entre as bujigangas das lojas.Chico. É uma criança. alguém jogando muito bem. come um sanduíche. CRIANÇA Sorte tua. enjoado.INTERIOR/NOITE Chico se aproxima por trás da máquina onde há alguém marcando muitos pontos. sai caminhando pela estrada. no bar. CHICO A gente não se viu no ano passado? CRIANÇA Game-over! Tu me atrapalhou. Chico. CHICO Oi. CENA 43 . ROZA . Chico morde o sanduíche.

Chico pára na porta do quarto. tira a ficha do flíper do bolso. Tá bom assim? Ela escreve o telefone e entrega o cheque a ele. É teu mesmo? . Acho que dá uns mil. pega a carteira. Roza tira o som de uma televisão portátil.INTERIOR/NOITE A Criança está dormindo no sofá de um pequeno apartamento de hotel. CHICO (ele pega o cheque e confere) Outro celular. CHICO Ó. ROZA Quer os juros da poupança? CHICO Quero. Ele entra no quarto. Chico está na sala. Lembra? ROZA Pode deixar aí. Ela faz o cheque. CHICO Tá bom. CHICO Essa ficha é tua.Ó. CENA 45 . faz um ano. tira o talão de cheques. Ela estende a mão com o cheque. Quanto dá? ROZA Tu me deu oitocentos.HOTEL . CHICO Esse cheque tem fundo? ROZA Vou botar o telefone atrás. Roza vai até o quarto.

Ela guarda o celular. Ganhei catorze mil. sustenta a mãe e o irmão. Mas um eu nem procurei. CHICO O que tu ganhou com isso? ROZA No verão passado? Catorze mil reais. abre.ROZA (mostra o celular) Quer conferir? CHICO Quero. eu sei. na verdade. Mas eu só escolho caras de pouca experiência. Ou nenhuma. CHICO Vinte e dois caras? ROZA Vinte e três. Roza pega um vidro de mertiolate. . Deixei para lá. Roza senta numa cadeira e apoia o pé sobre a cama. Estou devolvendo mil. ele trabalha de office-boy. Vinte e dois caras. O celular dela toca. Começa a passar mertiolate entre os dedos do pé. não funciona. ROZA Quer que eu atenda? Ele desliga o telefone. ROZA É. quinze caíram. Eu preciso dormir. pega o telefone do quarto olha o número no cheque e disca. como tu. Chico senta na cama. CHICO Tu não ficou com medo de engravidar de verdade? ROZA Eu tomo pílula. só descobri depois. CHICO E a aids? Se o cara usa camisinha.

CHICO Teu pai? ROZA Morreu. ROZA E tu acha que alguém ia pagar mil reais para transar comigo? . CHICO E a tua mãe? ROZA Não sei onde anda.CHICO Dava para ver assim. Um idiota. casado com uma imbecil. CHICO Ele é teu filho? ROZA Meu irmão. Ela abaixa o pé e fecha o vidro de mertiolate. CHICO Não tem mais ninguém? ROZA Onde? CHICO Tua família. CHICO Isso tudo não dá muito trabalho? Porque tu não cobra para transar? É mais prático. de longe? ROZA Quase sempre dá. ROZA Tenho um tio. Mais alguma coisa? Ela troca o pé.

A colcha da cama cai e provoca uma revoada de pedacinhos de cheque pelo quarto.MINIGOLFE . Pega o cheque e rasga e pedacinhos. Roza. Acorda a Criança. Roza vai até a porta do quarto e se certifica que a criança está dormindo na sala. CENA 45B .EXTERIOR/DIA Manhã/quase ninguém na rua.Chico olha para ela.QUARTO DE HOTEL . posiciona a tampinha no centro da pista. Chico chuta uma tampinha. Roza.INTERIOR/DIA . junto aos tênis de Chico. Joga os pedacinhos do cheque sobre cama. pega a televisão portátil.EXTERIOR.FACHADA DO HOTEL . Fecha a porta do quarto. seco. Ela fecha e larga o vidro de mertiolate. sai do quarto.FLÍPER . A pista. tem como obstáculo um grande calombo. Junta tralhas variadas. tirando a blusa. olha para Chico e sorri. A Criança dorme. além do calombo. Chico olha para a tampinha e dá um chute. Chico tira os tênis e joga no chão.A luz de um quarto se apaga. Roza guarda suas roupas e as roupas da criança.INTERIOR/AMANHECER Roza faz as malas. CENA 46 . CENA 45A . cheia de bagagem e carregando a Criança (ou arrastando pela mão). Chico sorri. DIA Fachada do hotel . CENA 47 . Chico caminha por um campo de minigolfe. de cimento. Chico observa o trajeto que a tampinha deverá fazer para chegar no buraco. A tampinha sobe e desce o calombo e cai exatamente no buraco. Entra numa das pistas. A blusa de Roza cai no chão. Chico também sorri.

Inácio marca o livro e fecha. Eu estive lá. um endereço dela em outro lugar? CHICO Não. Num hotel. está no balcão conferindo um livro caixa. Chico se aproxima. claro. INÁCIO Quanto? . Acho que ela mora em Porto Alegre. Sem pagar a conta. 30 anos.Chico entra no flíper. INÁCIO Sabe onde ela mora? CHICO Aqui na praia sei. Por quê? INÁCIO Não mora mais. hoje. Tu não tem um telefone. INÁCIO. Ela não deu o endereço no hotel? Inácio volta para o balcão e abre o livro caixa. deve ser falso. CHICO Eu estive lá ontem. A Roza tá aí? INÁCIO Tu conhece ela? CHICO Conheço. O telefone que ela deu é de uma gráfica. INÁCIO Ela se mandou. procurei no quarto. CHICO Oi. Ela te deu um cano também? CHICO Deu. INÁCIO Deu.

Diz pra ela que ela é uma vagabunda. Chico pega o pedacinho do cheque. nos mais diferentes lugares. . Ajudei quando ela estava precisando. INÁCIO Vagabunda. com a letra de Roza. pensativo. Chico fica olhando para aqueles números. Fica olhando para os tênis no chão. dei pra ela um dinheiro que eu não podia dar. dá um recado para mim? CHICO Dou. CENA 48 . do caixa. Pensa. Se tu encontrar com ela. Eu gostava dela. Dentro do tênis tem um pedacinho do cheque. E mais uma televisão portátil. Que o Inácio mandou dizer que ela é uma vagabunda. pessoas dos mais variados tipos.EXTERIOR/FIM DE TARDE Chico come churros sozinho. Mais duzentos que eu emprestei. INÁCIO Diz que eu confiei nela. OFF de Chico e Juca). estão anotados os seis primeiros números de um telefone celular. Tira os tênis.QUARTO DE CHICO . E ela me sacaneou. atendendo telefones celulares. Daqui ela tirou seiscentos e cinqüenta. Todas atendem e dizem "alô". CENA 49 . CHICO Pode deixar. vira.PIER .INTERIOR/NOITE Chico em seu quarto. CENA 47A . Colorida. Limpa a boca e sai. Sobre as cenas. Eu vi que ela não valia nada mas mesmo assim ajudei. No lado de trás. (Montagem de cenas muito curtas.EXTERIOR/DIA Homem de terno e gravata atende o celular. Eu digo.CALÇADA . larga a mochila.CHICO Mil reais.

CENA 52 .INTERIOR/DIA Mulher fazendo compras atende o celular. CENA 51 .SUPERMERCADO . O zero-zero também conta.INTERIOR/DIA Dentista atende o celular. Os últimos. CHICO (OFF) Claro.JUCA (OFF) Faltavam dois números? CENA 50 .INTERIOR/DIA Professor.EXTERIOR/DIA Mulher dirigindo atende o celular. CENA 55 .INTERIOR/NOITE Mulher atende o celular.CARRO .SALA DE AULA . no quadro negro. CHICO (OFF) Cem.INTERIOR/DIA Homem atende o celular.ESCRITÓRIO . atende o celular. JUCA (OFF) Noventa e nove possibilidades.CONSULTÓRIO DENTÁRIO . . Não consegui lembrar. CHICO (OFF) Dois números. CENA 53 .SALA . JUCA (OFF) Cem? CENA 54 .

EXTERIOR/FIM DE TARDE Chico e Juca numa mesa. CHICO (OFF) Ela disse alô. ROZA Alô.EXTERIOR/DIA Menina atende o celular.INTERIOR/DIA Roza atende o celular. JUCA Chico.JUCA (OFF) Cem. Tu ligou pra cem celulares? CENA 56 . eu acho que eu não conheço ninguém mais idiota do que tu. Tive sorte. JUCA Vai dizer que tu tá a fim dessa guria? .BAR COQUINHO . CHICO (OFF) Quarenta e oito. CENA 59 . Tu gastou uns cinqüenta reais em telefone pra achar uma guria que roubou teu amplificador e cobra mil reais pra transar! A prima do Cabeça cobra cento e cinqüenta! CHICO Eu não estou a fim da prima do Cabeça. CENA 57 . JUCA (OFF) E o que foi que ela disse? CENA 58 .LOJA DE DISCOS .LOJA DE ROUPAS .PÁTIO DE ESCOLA .INTERIOR/DIA Homem atende o celular.

Tu pagou mil reais por uma trepada.CHICO Não sei. JUCA Sabe o que a prima do Cabeça faz por cento e cinqüenta? CHICO Sei. JUCA Tu acha que ela vem? CHICO Não sei. O que que ela faz? CHICO Como assim? JUCA O que ela faz por quinhentos reais? CHICO Não enche o saco. É diferente. Disse que vinha. tu já me contou mil vezes. JUCA Pode ser diferente. Roza chega. . Pergunta para ela. ROZA Ó. Mesmo assim é trezentos e cinqüenta reais mais caro que a prima do Cabeça. Mil por duas. mas não pode ser oitocentos e cinqüenta reais de diferença. JUCA Será que ela não tem uma amiga mais em conta? CHICO Pode ser. CHICO Quinhentos. JUCA É.

JUCA (para Roza) De repente. meu irmão tá sozinho. ROZA (para Juca) Isso. Juca levanta e vai saindo. O que mais? CHICO O que que foi? ROZA Não posso demorar. te ligo. Vai guardando tua mesada e me liga no ano que vem. (para Chico) O que tu quer? CHICO Queria te ver. JUCA Posso te fazer uma pergunta? ROZA O quê? JUCA Tu aceita vale refeição? ROZA Gracinha. CHICO Eu te levo. ROZA Oi. ROZA Já viu.CHICO Ó. CHICO Esse é o Juca. . JUCA Oi.

TÁXI . Vamos. CHICO Para ir pra Austrália? ROZA É. ROZA E como tu volta? Eu moro longe.ROZA Tá de carro? CHICO Te levo de táxi.EXTERIOR/NOITE Chico e Roza no banco traseiro de um táxi. CHICO Volto de ônibus. CHICO E o dinheiro? ROZA Que dinheiro? CHICO O dinheiro que tu tem guardado? Por que não usa? ROZA Não posso. (ao motorista) A próxima o senhor entra à direita. CHICO Tu tá trabalhando onde agora? ROZA Numa loja. isso. para ir para a Austrália. CENA 60 . CHICO Quanto custa duas passagens para a Austrália? ROZA Porque duas? . tenho que guardar. na zona sul.

casado com uma imbecil. CHICO Tu disse que ele era um idiota. ROZA Disse. Ela abre a porta do prédio.EXTERIOR/NOITE O táxi vai embora. nem sei se eu estou a fim de ir para a Austrália. (ao motorista) Atrás daquela Brasília o senhor pára. ROZA Não vou levar o meu irmão para a Austrália. Ele é um idiota casado com uma imbecil. ROZA Ele vai continuar. ROZA Não tem ônibus aqui esta hora. Chico fica com Roza na calçada. Vou fazer o quê? Também.CALÇADA . CHICO Não. eu pego um ônibus. O táxi.CHICO O teu irmão. só lá embaixo. CHICO Eu caminho até lá embaixo. CHICO Ele vai ficar com quem? ROZA Com o meu tio. Pára. (ao motorista) Quanto foi? CENA 61 . acende a luz do corredor. ROZA . (ao motorista) O senhor cuide que a próxima é preferencial. Vai com o táxi. eu pago até aqui.

Eu estou grávida. tu é legal. DE ROZA . Acho que não.É melhor tu não subir. ROZA Chico. CHICO Eu não tô a fim de esquecer. CHICO Eu não quero ir embora. CHICO O que que tem? A gente não faz barulho. o meu irmão tá dormindo. CHICO Não sabe? E se for? ROZA Se for. por favor. Mas vai embora. CHICO Acha ou não? ROZA Não sei. Já foi. não importa. A luz do corredor se apaga. é. Complicar minha vida por quê? ROZA Chico.COZINHA DO AP. Esquece. CENA 62 . Eu gosto de ti. Vai embora. olha.INTERIOR/NOITE Roza lava a louça. Eu não estou te pedindo nada. legal mesmo. Eu não quero nada. ROZA Eu não quero complicar tua vida. É meu. Chico seca. CHICO Tu acha que pode ser meu? ROZA Chico. .

ROZA Eu também gosto de ti. ROZA Que dinheiro.CHICO Tu vai tirar? ROZA Não sei. Gosto muito de ti. Tu tem dinheiro guardado. CHICO Não interessa mesmo. Por que que eu tenho que ir embora? Tá esperando alguém? . CHICO Eu não quero ir embora. tu tá viajando. uma merreca. pode não ser. CHICO Eu posso trabalhar. tu gosta de mim. Eu gosto de ti. CHICO Pois então? ROZA Pois então o quê? CHICO Eu gosto de ti. ROZA Não. Mas eu não quero ir embora. Chico. Acho que não é. E não sei se quero que tu tire. não tá. E melhor tu ir embora. Tu quer trabalhar. ROZA Não interessa. CHICO Estou falando sério. casar e criar dois filhos que não são teus? CHICO Um pode ser meu. ROZA Não viaja.

Levanta.COZINHA DO AP. com um resto de chocolate. junta o farelo na mão. mas deve significar alguma coisa. Vê um bilhete. observa a rua. Na mesa da cozinha há duas xícaras limpas e um copo plástico. No meio do . Roza desliga a luz da cozinha. movendo-se no ritmo da música. CHICO (OFF) Se eu tivesse batido o recorde no tiro ao pato no dia em que eu conheci a Roza talvez eu não tivesse conhecido a Roza e a gente não teria um filho. não estou.INTERIOR/DIA Amanhece. pega o copo plástico e lava. Senta-se na cama. ROZA Vamos pro meu quarto. CENA 65 . Chico. na janela. com leite. "Fui levar o guri no colégio. Chico vai para a cama. CENA 64 .QUARTO DE ROZA . a cama vazia. Já volto. Chico observa Roza dormir. Esquenta o leite. Limpa o farelo de pão da mesa. Chico acorda. Vê a bolsa de Roza na mesinha de cabeceira. ao lado de uma televisão portátil.QUARTO DE ROZA .INTERIOR/DIA Chico entra na cozinha.ROZA Não.INTERIOR/NOITE Chico. Farelos de pão sobre a toalha. Eu não sei o que isso significa. CHICO (OFF) Eu posso ter um filho por ter errado num pato." Chico vê a leiteira no fogo. DE ROZA . CENA 63 .

sorri. Chico pega a ficha do flíper. ROZA (OFF) (gritando) Chico! Chico acorda! Atende Chico! Chico! Tu tem que sair daí agora! O dono do apartamento tá chegando. Chico! Sai daí. Guarda o cigarro. caixa de remédio. Chico fica parado no meio da cozinha. Examina uma cartela de pílulas. na cozinha. Pára de dançar. com as pílulas na mão. a ficha do flíper. Procura fósforos. DE ROZA .QUARTO DE ROZA . Encontra.COZINHA DO AP.QUARTO DE ROZA . QUI. procura o pedacinho de alumínio no lixo. Volta ao quarto. Chico abre a caixa de remédio e vê a bula. os óculos. Chico examina o alumínio e lê: TER. O pedaço de alumínio se encaixa perfeitamente. a ficha do flíper. DE ROZA .INTERIOR/DIA Chico vai até o quarto e vê a bolsa de Roza. Pega o isqueiro. examina a caixa de remédio. CENA 68 . Não encontra.INTERIOR/DIA Chico volta a cozinha.QUARTO DE ROZA . óculos escuros. a carteira. A secretária eletrônica atente o telefone. As pílulas tem os dias marcados: QUA. parcialmente vazia. CENA 67 .INTERIOR/DIA Chico guarda o isqueiro na bolsa.INTERIOR/DIA Chico. SEX. algum dinheiro solto. um isqueiro cor de rosa. Chico joga o farelo e o pedacinho de alumínio no lixo. Despeja a bolsa sobre a cama: carteira. CENA 66 . rápido! CENA 70 . Toca o telefone. cigarro. Lê. Compara o pedacinho de alumínio onde está escrito TER com a cartela de pílulas.farelo há um pequeno pedaço de alumínio. presilha de cabelo. Começa a dançar mais animadamente.INTERIOR/DIA .COZINHA DO AP. mas não consegue. Tenta acender o fogão. acende o fogo sob a leiteira. CENA 69 .

Chico. descarregam malas de um táxi. Inácio. CHICO (ao telefone) Tu tá tomando pílula.Chico vai até o quarto e atende o telefone. do outro lado da rua. Pega a minha bolsa e sai daí. terça.CALÇADA . Inácio e uma MULHER de casaco vermelho. correndo. na calçada do prédio. Tu tá tomando pílula? Pílula anticoncepcional? ROZA E aí? Pega a minha bolsa e sai daí. sai daí. ROZA Pode ser. Pára com essa conversa e me escuta. ROZA (ao telefone) Chico. na porta do prédio. procura as chaves. CHICO Tu não tá grávida? O táxi parte. ROZA O quê? Chico.EXTERIOR/DIA (em paralelo com cena 70) Roza. Rápido. Pausa. 25. O Homem paga o táxi. CHICO Tu tomou uma hoje de manhã. CENA 71 . num orelhão em frente ao prédio. CHICO . tu tem que sair daí agora. Agora. Por que tu tá tomando pílula? Tu tá grávida. CHICO Responde. CHICO Alô. Ao fundo.

CHICO Por quê? ROZA Não estou porque não estou. CHICO Não está? ROZA Eu descobri que não estava. CHICO Por que tu mentiu? Inácio e a Mulher entram no prédio.. ROZA Eu menti.. pode ser? Tá ou não tá? ROZA Acho que não estou. uma vez na vida. Me escuta. . Inácio abre a porta do prédio. ROZA Eu queria que tu fosse embora. agora de manhã. Menti que estava grávida. Agora cala a boca e me escuta! Essa casa não é minha. Não.Como. Eu não estou grávida. Era emprestada. mas ontem eu menti. tem alguma dificuldade com as malas. CHICO Não está ou pode ser? ROZA Não estou. CHICO Fala a verdade. Não quero mais mentir pra ti. CHICO E já está tomando pílula? ROZA É.

nem sabe que eu tenho a chave. deve estar entrando em casa. ROZA Não interessa. eu te amo. tu não tá entendendo? Pega a minha bolsa e sai! CHICO Tu é louca. Eu gosto muito de ti. Ele vai te matar. CHICO Tu é louca! Tu não tinha outro jeito de me mandar embora? Tinha que dizer que estava grávida e que o filho podia ser meu? ROZA Eu disse para tu ir embora. tu não foi. Eu não estou grávida. Eu juro! Eu não vou mais mentir para ti. ROZA Pois então? CHICO Se achava que não era. Gosto de verdade. CHICO Disse que achava que não era. depois dizer que não. Pega a minha bolsa e te manda daí agora! A porta do prédio se fecha. E disse que o filho não era teu. podia ser. Sai daí agora! CHICO O leite. Chico.Eu estou aqui na frente. Tu acha que pode fazer isso com as pessoas. depois dizer que sim e dizer que não outra vez? ROZA Eu gosto de ti. O Inácio vai te pegar aí. dizer que elas vão ter um filho. Ele não sabia que eu estava usando o apartamento. ROZA Chico. Tu é completamente louca. Chico. já entrou no prédio. Mas sai daí agora! O dono do apartamento tá entrando. . o dono está chegando.

Enfia as meias e os tênis. CENA 74 .SALA DO AP. CENA 75 . Inácio e a Mulher entram na sala. pega a bolsa de Rosa. CENA 72 .COZINHA DO AP. desliga o leite. Largam as malas. DE ROZA .SALA DO AP. Chico.QUARTO DE ROZA .INTERIOR/DIA A porta se abre. Inácio fecha a porta.INTERIOR/DIA Chico. A Mulher tira o casaco. DE ROZA . CENA 73 . MULHER (OFF) Ai! INÁCIO (OFF) O que foi? MULHER (OFF) Tá quente. DE ROZA . na cozinha.CHICO Vai te fuder! Chico bate o telefone.INTERIOR/DIA No quarto. vai derramar. DE ROZA .COZINHA DO AP. MULHER (OFF) Tu deixou leite no fogão? INÁCIO (OFF) Deixei? Pode ser. CENA 76 . gira o trinco da porta. Escuta as vozes. tranca a correntinha. .INTERIOR/DIA O leite está subindo.INTERIOR/DIA Na sala.

SALA DO AP. MULHER Quem mais tem a chave? INÁCIO Minha mãe. claro que não. MULHER De quem é esse celular? INÁCIO Deixa eu ver. Ele corre e arruma rapidamente a cama. MULHER Tem alguém aí? INÁCIO Não.INTERIOR/DIA Mulher olha para dentro da casa. CENA 78 . Mulher vê um celular sobre a cômoda. Só se veio limpar. Inácio pega o celular. A mulher entra no quarto. A cama está desarrumada. DE ROZA .INTERIOR/DIA Inácio entra no quarto.QUARTO DE ROZA .INÁCIO (OFF) O quê? MULHER (OFF) A leiteira. Vazio. Pega. . Inácio caminha para o quarto. INÁCIO Que estranho. Mas ela quase nunca vem aqui. MULHER Mas alguém saiu daqui faz pouco. Tá fervendo. CENA 77 .

INÁCIO (OFF) Depois. . INÁCIO Que estranho..INÁCIO É o meu. INÁCIO (OFF) Quer tomar alguma coisa? MULHER (OFF) Um banho.. Inácio se aproxima dela. INÁCIO (OFF) Melhor. quase acertando Chico que. MULHER Muito estranho. MULHER Sei. estou suada. Eu te liguei várias vezes. Chico abre os olhos. MULHER (OFF) Ai. Inácio puxa a Mulher para a cama. tu não atendeu e depois me disse que tinha perdido o celular. INÁCIO Não sei como. E ele estava bem aqui. com a bolsa na mão. Será que estava com a minha mãe? Mulher tira os sapatos e joga para baixo da cama. Onde estava? MULHER Estava aqui. Tu não disse que tinha perdido? INÁCIO Tinha. está de olhos fechados. MULHER (OFF) Não. Procurei pela casa toda.

INÁCIO (OFF) Tira isso. saia. As roupas dos dois vão caindo no chão... Não sei. calça.. MULHER (OFF) Tem uma mulher dormindo aqui? INÁCIO (OFF) . MULHER (OFF) Claro que não. Camisas. MULHER (OFF) O que é isso? INÁCIO (OFF) O quê? MULHER (OFF) De quem é esse sutiã. INÁCIO (OFF) Vem. Vai dizer que é da sua mãe. MULHER (OFF) Hummm. INÁCIO (OFF) Não. Inácio? INÁCIO (OFF) Não é o seu? Chico fecha os olhos. MULHER (OFF) Calma. MULHER (OFF) Ai. INÁCIO (OFF) Vem aqui. INÁCIO (OFF) Olha só como eu estou..

Talvez ela tenha dormido aqui. INÁCIO (OFF) Onde é que tu vai? MULHER (OFF) Vou tomar um banho. MULHER (OFF) Tá bom. Ele fecha a porta. Não sei mesmo. MULHER (OFF) Imaginar o quê? Leite quente no fogão.Claro que não. . de cueca e camiseta. Tua mãe é sapata. Inácio vai até a sala. A secretária transmite os recados. Aciona a secretária eletrônica e veste as calças. Som do chuveiro sendo ligado. Chico abre os olhos. entreabre a porta. INÁCIO (OFF) Vem cá. ela veio trazer. esquentou o leite. senta na cama. MULHER (OFF) Sei. MULHER (OFF) Me deixa. E tua mãe usa aquele sutiã. Inácio vai até o banheiro. A mulher joga o sutiã no chão e sai. Imagina. MULHER (OFF) Claro. INÁCIO Pode ser de uma amiga. o celular que tu disse que tinha perdido. por acaso? Quer fazer o favor de fechar a porta? Tá frio. INÁCIO (OFF) Eu não sei. Inácio. INÁCIO Talvez eu tenha esquecido o telefone na minha mãe. um sutiã na cama. Pega o sutiã e joga para baixo da cama.

surge na porta. Recado 4: (voz de mulher) Sou eu meu filho. Recado 5: (voz de Roza) Chico! Chico acorda! Atende Chico! Chico! Tu tem que sair daí agora! O dono do apartamento tá chegando. Escuta. faca em punho. faca do pão na mão em posição de ataque. Alô? Inácio corre e baixa o volume da secretária. Nada. Sou eu. Inácio. Oi? Quero devolver a televisão. a Roza. Aproxima o ouvido do armário. Ajoelha-se. quero devolver também. Tu já voltou? Me liga quando chegar. Recado 3: (voz de Roza) Alô. assustado. sai do banheiro. MULHER E tu vai matar a barata com a faca do pão. só roupas. Aproxima-se do armário. sou eu. sou eu de novo.. a Roza. escuta o recado. INÁCIO . Abre a porta do armário.. senta na cama e ouve os recados. olha para a cama. Ináaacio. Dá uma olhada em torno e fixa-se no armário. secando-se. Tu esqueceu o seu celular comigo. A mulher. Inácio examina o quarto. com uma faca de pão na mão. Alô? Que saco! Recado 2: (voz de Roza) Inácio. Inácio. rápido! Inácio se ergue. MULHER O que foi? INÁCIO Nada.Recado 1: (voz da Mulher) Inácio. da praia. Uma barata. com Z. Olha para a porta do banheiro. Vai se abaixando. Lembrou? Da praia. Afasta-se um pouco. Oi? Já saiu? Estou na porta do prédio já faz quinze minutos. Chico! Sai daí. Alô? Alô.

INTERIOR/DIA A mulher. Inácio surge na sala. com a bolsa e sutiã na mão.INTERIOR/DIA Inácio. CENA 81 . INÁCIO Há! Não há ninguém embaixo da cama. DE ROZA .Não. entra na sala. perto da porta.INTERIOR/DIA Chico tenta abrir a porta. CHICO Bom dia. mas ela está trancada com a correntinha. MULHER Aaaaah! CENA 80 . Mulher aponta para a porta. A mulher grita. Ele dá um grito e olha sob a cama. Inácio vê um bilhete amassado no chão.SALA DO AP.SALA DO AP. DE ROZA . tira a correntinha. larga a toalha e sai. Só estou olhando. de faca na mão. Inácio se abaixa perto da cama. nua. Ela acende um cigarro. que estava tentando pegar o bilhete ergue-se rapidamente e bate a cabeça na cama. MULHER Aaaaaaaaah! . Dá de cara com Chico. MULHER Aaaaaaah! Chico fecha a porta. abre a porta e sai correndo. CENA 79 .QUARTO DE ROZA . fumando. faca em punho.

TRÊS GAROTAS Aaaaahhh! MULHER Aaaaaah! INÁCIO Aaaaaaah! CENA 83 . e a Mulher nua. A Mulher tenta abrir. sai do prédio correndo. TRÊS GAROTAS abrem a porta do elevador e vêem Inácio sem calça. Eu te dou minha roupa! Ele tira a calça. MULHER Cadê a chave? INÁCIO Lá dentro.INTERIOR/DIA Inácio sai para o corredor.EXTERIOR/DIA Chico.INÁCIO Aaaaaaah! CENA 82 . MULHER Aaaah! INÁCIO Fica quieta! A luz do corredor se apaga.CORREDOR . de faca na mão. Inácio vê Chico descendo as escadas e chama o elevador. a Mulher o segue. voando. MULHER Aaaaaaaah! INÁCIO Calma. mas a porta não abre por fora. A Mulher sai ao corredor para acender a luz. A porta do apartamento bate. Ouve . de bolsinha e sutiã na mão.CALÇADA . Chico desce as escadas.

JUCA (OFF) Quando foi isso? CHICO (OFF) Faz mais de um mês. JUCA Então ela vem. Chico sobe no ônibus.ÔNIBUS . E quer a bolsa.EXTERIOR/DIA Juca come batatinhas fritas. DOIS POLICIAIS descem correndo e entram no prédio. JUCA Tem dinheiro na bolsa? CHICO Tem um pouco. disfarça.EXTERIOR/DIA O ônibus Tristeza se aproxima e pára. Chico diminui o passo. CENA 84 . JUCA . CHICO Disse. Há dois copos vazios sobre a mesa. CENA 85 . Ela disse "eu te amo"? CHICO Disse.BAR COQUINHO . Olha em volta.uma sirene. enfia o sutiã na bolsinha e a bolsinha no braço. Ninguém. JUCA E tu disse "vai te fuder". JUCA E ela te ligou a troco de quê? CHICO Quer conversar. Chico vê o orelhão. Chico se afasta caminhando. Um camburão chega.

Legal. O Garçom chega com a nota. JUCA Chico. Disse que vinha. JUCA Pelo menos dois sucos ela vai nos pagar. O Garçom fica olhando para Juca. CHICO Sou mais idiota do que eu pensava. o isqueiro cor-de-rosa. Juca pega a bolsa. Sabe o que eu devia ter dito? JUCA O quê? O GARÇOM (o HOMEM da cena 1) chega. JUCA Pode ficar com o troco. Dá aqui esta bolsa. põe dois copos de suco na mesa. O Garçom pega o dinheiro e sai. Juca mantém a pose e paga. dá para . Juca abre a bolsinha. O Garçom fica olhando para a bolsinha de Juca. levando os copos vazios. essa guria tem um irmão para criar. pega o dinheiro. o sutiã. tira a presilha de cabelo. JUCA Tu acha que ela vem? CHICO Foi ela que ligou. Chico se aproxima de Juca. Tu não é tão idiota como eu pensava. JUCA (para o Garçom) O senhor podia trazer a nossa continha? O Garçom sai. CHICO Eu também te amo.

Juca sai. JUCA Olha. eu. ROZA Oi. . CHICO Eu sei. Roza senta. roubou o teu amplificador e fica grávida toda quarta-feira. eu vou ao banheiro. Tu tá grávida! CHICO Juca. Mas eu te juro que se ela disser que me ama eu caso com ela. CHICO Desculpa.. ROZA (OFF) Chico. JUCA Por quê? CHICO Ela guardou a ficha do flíper. CHICO Oi. JUCA Já sei. rapidinho. CHICO Esse é o Juca.qualquer um por quinhentos reais. ROZA Eu sei. que aqui a consumação é cinco por pessoa ele pode querer cobrar da criança. ROZA Chico. não enche o saco.. se ela ficar grávida nesse meio tempo vocês não digam nada pro garçom.

Roza fica olhando para ele e sorri.ROZA Desculpa por quê? CHICO Por aquele dia. fiquei louco.. CENA 85C . Foto de Roza e Chico. CHICO Desculpa.EXTERIOR/DIA .INTERIOR/DIA Mão de Chico pendura na porta os sapatinhos cor-de-rosa que encontrou no bric. ROZA Chico. Foto de Roza.PORTA DE QUARTO DE HOSPITAL .ECOGRAFIA Um bebê se mexe na barriga da mãe. Chico e Bebê.PRAIA . meia hora depois não ia mais.TABLE-TOP Notícia de jornal: "Laboratório vai pagar indenização". ROZA Eu estou grávida. Mesmo que isso fosse abagunçar completamente a minha vida. CENA 86 . CENA 85D . mas eu estava achando legal ter um filho. Um filho contigo.TABLE-TOP Notícia de jornal: "Pílulas Falsas Geram Processo". Uma hora eu ia ter um filho. CENA 85B . CENA 85A .. Eu fiquei louco. desculpa. eu estava achando legal ter um filho. É estranho.

2001-2002 Casa de Cinema de Porto Alegre http://www. com uma Menina no colo. FIM ******************************************************************* (c) Jorge Furtado. A menina sozinha.Chico abre um sorriso.br . HOMEM (da cena 1. Homem cai num buraco. posa para a foto. tentando não rir. O Homem resmunga e vê Juca. GARÇON da cena 85) passa ao fundo caminhando pela praia.casacinepoa. Ergue uma máquina fotográfica e bate um flash. Chico e Roza fazem caretas para provocar o riso do bebê. O bebê assiste a briga. Roza. O irmão de Roza com a Menina no colo. Juca com a menina no colo mostra uma manchete de jornal CHICO (OFF) O laboratório vendeu pílulas de farinha e a Roza ficou grávida.com. Juca e Roza com a menina no colo. CHICO (OFF) Acho que até lá eu arrumo um emprego. Garçon reconhece Juca. CHICO (OFF) A gente processou o laboratório e eles vão pagar uma mesada para a Margarida até ela completar dezoito anos. Juca fica duro. uma armadilha igual a da cena 1. Chico e Roza ajudam o Homem a se erguer. Brigam. CHICO (OFF) Desta vez era verdade. Eu errei nos patos e conheci a Roza.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful