Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

MANUAL DE ANTROPOMETRIA

PONTOS ANATÔMICOS DE REFERÊNCIA PERÍMETROS PREGAS CUTÂNEAS

Marco Pereira Aluno nº 468807

JUNHO 2011
1

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

Índice
1. 2. Introdução......................................................................................................... 1 Pontos Anatómicos de Referência...................................................................... 2
2.1. 2.2. 2.3. 2.4. 2.5. 2.6. 2.7. 2.8. 2.9. Ponto Acromial ............................................................................................................ 2 Ponto Anatómico do Oleocrâneo ................................................................................ 4 Ponto Médio entre o Acromio e o Oleocraneo ........................................................... 5 Ponto Anatómico do Ângulo Inferior da Omoplata..................................................... 6 Ponto Anatómico do Perímetro do Peito .................................................................... 7 Ponto da Prega Inguinal............................................................................................... 8 Ponto Anatómico da Rótula......................................................................................... 9 Ponto Médio da Coxa................................................................................................. 10 Ponto Médio da Perna............................................................................................... 11

3.

Perímetros ...................................................................................................... 12
3.1. 3.2. 3.3. 3.4. 3.5. 3.6. 3.7. 3.8. Perímetro da Cabeça ................................................................................................. 12 Perímetro do braço.................................................................................................... 14 Perímetro Tórax. ........................................................................................................ 15 Perímetro da Cintura ................................................................................................. 16 Perímetro Abdominal ................................................................................................ 17 Perímetro da Anca ..................................................................................................... 18 Perímetro da Coxa ..................................................................................................... 19 Perímetro da Perna.................................................................................................... 20

4.

Pregas ............................................................................................................. 21
4.1. 4.2. 4.3. 4.4. 4.5. 4.6. 4.7. 4.8. Prega Cutânea Tricipital (PCT) ................................................................................... 21 Prega Cutânea Bicipital (PCB) .................................................................................... 23 Prega Cutânea SubEscapular (PCSE) .......................................................................... 24 Prega Cutânea Abdominal (PCA) ............................................................................... 25 Prega Cutânea Médiaxilar (PCMA) ............................................................................ 26 Prega Cutânea Suprailiaca (PCSI)............................................................................... 27 Prega Cutânea do Peito (PCP).................................................................................... 28 Prega Cutânea da Coxa (PCC) .................................................................................... 29 i

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.9.

Prega Cutânea Geminal (PCG) ................................................................................... 30

5.

Bibliografia...................................................................................................... 31

ii

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

1. Introdução Este manual foi elaborado no âmbito do plano individual de estágio realizado na cadeira de estágio III do curso de Dietética e Nutrição da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa. Este manual tem como objectivo uniformizar os procedimentos antropométricos nas diferentes áreas de actuação (clínica, ensino, privada). Este manual utilizou como fundamentação teórica o referencial de Lohman publicado em 1988 ‘’Antropometric Standardization Reference Manual’’ , é um referencial amplamente utilizado na investigação cientifica sendo uma referência mundial na padronização e standartização dos parâmetros antropométricos. Na elaboração do manual foi utilizada uma terminologia simples e pouco cientifica para mais fácil interpretação dos pontos anatómicos, perímetros e pregas cutâneas por parte do leitor.

1

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2. Pontos Anatómicos de Referência
2.1.Ponto Acromial

Definição – ponto de referência localizado na porção lateral do acrômio.

Posição do Sujeito – Deve de estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – O avaliador deve colocar-se de lado e atrás, relativamente ao observado, e percorrer a espinha da omoplata até encontrar o processo da omoplata. Marcar o ponto na face externa do processo acromial.

2

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.2.Ponto Anatómico do Oleocrâneo

Definição – O ponto do oleocrâneo situa-se no cúbito, na porção distal da articulação úmero antebraquial.

Posição do Sujeito – Deve de estar em posição bípede, com o antebraço em flexão e palma da mão ‘’virada’’ para dentro.

Localização – O ponto de referência localiza-se no bordo mais inferior do oleocrâneo.

4

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.3.Ponto Médio entre o Acromio e o Oleocraneo

Definição – Distância média entre o ponto acromial e o oleocrâneo.

Posição do Sujeito – Deve de estar em posição bípede, com o antebraço em flexão (900 em relação ao braço) e palma da mão ‘’virada’’ para dentro.

Localização – a fita deve ser colocada no ponto zero, junto á marcação do ponto acromial, medir o comprimento até ao ponto do oleocrâneo. O valor obtido é dividido por dois e marcar-se a distância média horizontalmente.

5

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.4.Ponto Anatómico do Ângulo Inferior da Omoplata

Definição – localiza-se na face posterior do tronco, por baixo do ângulo inferior da omoplata.

Posição do Sujeito – Deve de estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – Percorrer com os dedos o bordo externo e interno da omoplata até encontrar o ângulo inferior da omoplata.

6

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.5.Ponto Anatómico do Perímetro do Peito

Definição – Ponto localizado ao nível da 4ª articulação condrocostal e da 6ª costela, na face lateral do tronco.

Posição do Sujeito – Deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – o indicador deve de percorrer o 1º, 2º e 3ºespaços intercostais e localizar a 4ª articulação condrocostal. A sua projecção na face lateral do tronco deve coincidir com a 6ªcostela.

7

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.6.Ponto da Prega Inguinal

Definição – ponto situado na face anterior e proximal do fémur.

Posição do Sujeito – Deve estar em posição bípede, com os pés à largura dos ombros.

Localização – localiza-se na região ântero-superior da coxa. Durante a flexão da coxa é identificada a “dobra” inguinal.

8

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.7.Ponto Anatómico da Rótula

Definição – ponto situado no bordo superior da rótula

Posição do Sujeito – deve estar em posição bípede, com os pés à largura dos ombros.

Localização – com o polegar, identificar o bordo mais superior da rótula.

9

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.8.Ponto Médio da Coxa

Definição – ponto médio entre a prega inguinal e o bordo superior da rótula.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco e com o peso corporal distribuído uniformemente pelos pés.

Localização – o ponto médio da coxa localiza-se na meia distância entre o ponto inguinal e o ponto anatómico da rótula.

10

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

2.9.Ponto Médio da Perna

Definição – o ponto médio da perna situa-se na maior circunferência da perna.

Posição do Sujeito – o avaliado deve de estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco. Colocar o pé em cima de uma cadeira ou caixa de realizando uma flexão com o joelho de 90o.

Localização – o ponto médio localiza-se na maior circunferência da perna e é assinalado na face interna perna.

11

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3. Perímetros
3.1.Perímetro da Cabeça

Definição – perímetro da maior circunferência da cabeça.

Posição do Sujeito – Deve estar sentado, formando um ângulo recto com o joelho.

Localização – o avaliador deve estar em posição lateral face ao avaliado. A fita deve ser colocada anteriormente por cima das sobrancelhas e, posteriormente, na porção de maior volume occipital. Comprimir a fita até obter a circunferência máxima.

12

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

13

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3.2.Perímetro do braço

Definição – circunferência do braço ao nível do ponto acrômiooleocraneo.

Posição do Sujeito – deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – ponto médio entre o acromio e o oleocrâneo. O avaliado deve realizar uma pequena abdução do braço para facilitar a medição.

14

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3.3.Perímetro Tórax.

Definição – circunferência do tórax ao nível da 4ª articulação condrocostal.

Posição do Sujeito – deve estar em posição bípede, com os pés á largura dos ombros e membros superiores ao lado do tronco. Efectuar uma ligeira abdução dos braços para a fita passar, voltando posteriormente à posição inicial. A fita deve estar perpendicular relativamente ao eixo longitudinal do tronco. A medição deve ser efectuada no final de uma expiração normal.

Localização – a medição é realizada ao nível do ponto de referência do perímetro do tórax; lateralmente deve coincidir com a 6ª costela.

15

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3.4.Perímetro da Cintura

Definição – circunferência do tronco mais estreita, visualizada anteriormente.

Posição do Sujeito – o sujeito deve estar em posição bípede, com os pés juntos, abdómen descontraído e com os braços ao lado do tronco.

Localização – em indivíduos onde é difícil identificar a zona mais estreita é adequado realizar a medição na meia distância entre a última costela e a crista ilíaca.

16

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3.5.Perímetro Abdominal

Definição – circunferência do abdómen de maior extensão visualizada lateralmente.

Posição do Sujeito – O sujeito deve estar em posição bípede, com os pés juntos, abdómen descontraído e braços ao lado do tronco.

Localização – a medição deve ser realizada na maior circunferência do abdómen observada lateralmente. Frequentemente, localiza-se ao nível da cicatriz umbilical, embora possa não coincidir nalguns casos. A medição é efectuada no final de uma expiração normal.

17

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3.6.Perímetro da Anca

Definição – zona de maior dimensão da zona glútea.

Posição do Sujeito – o sujeito deve estar em posição bípede, com os pés juntos, abdómen descontraído e braços ao longo do tronco.

Localização – maior circunferência da região glútea visualizada lateralmente.

18

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3.7.Perímetro da Coxa

Definição – perímetro localizado no ponto médio da coxa.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar em posição bípede, peso distribuído uniformemente e calcanhares a uma distancia de 10 cm.

Localização – a medição é realizada ao nível do ponto médio da coxa, perpendicularmente ao eixo longitudinal do segmento.

19

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

3.8.Perímetro da Perna

Definição – perímetro localizado no ponto médio da perna.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar em posição bípede, com o pé em cima de uma cadeira ou caixa.

Localização – a medição é realizada ao nível do ponto médio da perna, perpendicularmente ao eixo longitudinal do segmento.

20

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4. Pregas
4.1.Prega Cutânea Tricipital (PCT)

Definição – prega vertical avaliada ao nível do ponto médio entre o acrómio e o oleocrâneo, na face posterior do braço.

Posição do Sujeito – deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – situa-se na face posterior do braço, ao nível do ponto médio entre o acromio e oleocraneo. Efectuar o perímetro do braço com a fita métrica e projectar o ponto médio para a face posterior do braço. Marcar o local perpendicularmente ao eixo longitudinal do segmento.

21

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

22

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.2.Prega Cutânea Bicipital (PCB)

Definição – prega vertical avaliada ao nível do ponto médio entre o acromio e o oleocraneo, sobre a face anterior do braço.

Posição do Sujeito – deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – situa-se na face anterior do braço, ao nível do ponto médio entre o acromio e oleocraneo. Efectuar o perímetro do braço com a fita métrica e projectar o ponto médio para a face anterior do braço. Marcar o local perpendicularmente ao eixo longitudinal do segmento.

23

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.3.Prega Cutânea SubEscapular (PCSE)

Definição – prega avaliada obliquamente (≈ 450) à coluna vertebral, com a orientação de cima para baixo.

Posição do Sujeito – deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – situa-se no ponto de referência do ângulo inferior da omoplata, obliquamente a 450 relativamente à coluna vertebral, com orientação de cima para baixo.

24

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.4.Prega Cutânea Abdominal (PCA)

Definição – prega avaliada verticalmente, com orientação de cima para baixo.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar com os músculos abdominais relaxados e com o peso do corpo distribuído uniformemente pelos dois pés.

Localização – a PCA situa-se 3 cm lateralmente ao ponto médio da cicatriz umbilical e 1 cm inferiormente. Mede-se perpendicularmente ao eixo longitudinal do tronco.

25

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.5.Prega Cutânea Médiaxilar (PCMA)

Definição – prega avaliada na face lateral do tronco.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar com os músculos abdominais relaxados e com o peso do corpo distribuído uniformemente pelos dois pés.

Localização – a prega cutânea médiaxilar é avaliada na linha mediaxilar (linha imaginaria entre o centro da axila e a crista ilíaca), projectada a partir da crista xifo-esternal. A medição realiza-se no sentido horizontal.

26

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.6.Prega Cutânea Suprailiaca (PCSI)

Definição – prega avaliada na face lateral e inferior do tronco, próximo da crista ilíaca.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar com os músculos abdominais relaxados e com o peso do corpo distribuído uniformemente pelos dois pés.

Localização – A prega supra ilíaca (PCSI) é avaliada na linha mediaxilar (linha imaginaria entre o centro da axila e crista ilíaca), na região superior da crista ilíaca e obliquamente (45o,) no sentido de cima para baixo.

27

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.7.Prega Cutânea do Peito (PCP)

Definição – prega avaliada na zona do grande peitoral, com orientação de cima para baixo, entre a prega da axila e o mamilo.

Posição do Sujeito – deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco.

Localização – localizar a prega axilar e traçar uma linha oblíqua, com orientação de cima para baixo, em direcção ao mamilo. A prega é medida ≈ 1 cm inferiormente ao início da prega axilar.

28

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.8.Prega Cutânea da Coxa (PCC)

Definição – prega avaliada no ponto médio entre o bordo superior da rótula e prega inguinal.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco e com o peso corporal distribuído uniformemente pelos pés.

Localização – a prega localiza-se no ponto médio da coxa. Durante a medição da PCC, a coxa deve de estar relaxada, sendo transferido o peso do corpo para o membro inferior contra-lateral. Se existirem dificuldades de equilíbrio por parte do avaliado, esse apoio pode ser realizado sobre uma superfície de apoio.

29

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

4.9.Prega Cutânea Geminal (PCG)

Definição – prega cutânea avaliada na maior circunferência da perna.

Posição do Sujeito – o avaliado deve estar em posição bípede, com os membros superiores ao lado do tronco e com um pé em cima de uma cadeira ou caixa formando um ângulo recto entre a coxa e perna.

Localização – a prega localiza-se na maior circunferência da perna e é realizada na face interna da zona geminal, paralelamente ao eixo longitudinal do segmento.

30

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Licenciatura em Dietética e Nutrição Ano Lectivo 2010/2011

5. Bibliografia
• Lohman, T G., Antropometric Standardization Reference Manual.Human Kinetics Publishers, Inc; 1988

31

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful