You are on page 1of 4

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ INSTITUTO DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS

PLANO DE ENSINO Curso: Engenharia Florestal Turma: 2009 Módulo: Entomologia Florestal Professor: Adenomar Neves de Carvalho Ano/Semestre: 2011/II Código do módulo: G0207 Carga horária total: 102 (Teórica: 91; Prática: 11) 1) EMENTA Introdução à entomologia. Filogenia e sistemática de Hexapoda. Morfologia externa. Fisiologia. Reprodução e desenvolvimento. Ecologia dos insetos. Ordens de interesse florestal. Coleta, montagem e conservação dos insetos. 2) Objetivo geral Reconhecer os principais insetos-praga das essências florestais e sua interação com o ambiente e o homem, além de aplicar as medidas adequadas ao seu controle. 3) CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Introdução à Entomologia 2. Filogenia e sistemática de Hexapoda 3. Morfologia externa 4. Morfologia interna 5. Fisiologia 6. Reprodução e Desenvolvimento 7. Ecologia de insetos 8. Ordens de interesse florestal 9. Coleta, montagem e preservação de insetos
Entomologia Florestal

1) NAF será composto de: Prova Escrita individual (peso 1. .Seminários espontâneos1.0 (aprovado) Será considerado aprovado por média e dispensado da avaliação final (NAF) o aluno que obtiver média das Notas Parciais ≥ 8. 2 Ao final de cada tópico será apresentada aos alunos uma lista de questões dissertativas visando à revisão dos conteúdos estudados naquele tópico. . 3 Avaliação cumulativa dos conteúdos ministrados.15) Roteiros de revisão (peso 0.Pesquisas Bibliográficas (Biblioteca/Internet).0 será submetido a uma Avaliação Complementar (NAC). MF = (NAF+NAC)/2 MF ≥ 6.Aulas expositivas e práticas.0 e freqüência mínima de 75% nas aulas teóricas/práticas.05) Maquete (peso) (peso 0.0. . 5 O aluno será considerado aprovado na disciplina se obtiver nota ≥6.0) A nota final será calculada a partir da equação: MF = (1º NAP + 2º NAP + NAF)/3 Se MF ≥ 6. devidamente agendado pelo professor(a).5) 2º NAP será composto de: Prova Escrita individual3 (peso 0.0 (Aprovado por média5) O aluno que não obtiver média final ≥ 6.Roteiro de revisão2. Entomologia Florestal .4) Coleção entomológica4 (peso 0. 5) SISTEMA DE AVALIAÇÃO Serão realizadas 02 (duas) Notas de Avaliações Parciais (NAP): 1º NAP será composto de: Prova Escrita individual (peso 0. 1 Buscar-se-á estimular os alunos a interagirem com a disciplina através da apresentação resumos de artigos científicos e outras informações relevantes à sua formação.4) MÉTODO DE ENSINO .2) Roteiros de revisão (peso 0. 4 Deverá ser entregue uma coleção de insetos ao final da disciplina.75) Relatório aulas práticas (peso 0.3) Relatório aulas práticas (peso 0.

Introdução à Entomologia T . P = Aula prática.Quadro branco e marcador.Reprodução e desenvolvimento T .Reprodução e desenvolvimento P – Estudo da metamorfose e desenvolvimento de Insecta T – Coleta. Pesquisas (Bibliotecas e Internet) e Aulas práticas em Laboratório e/ou campo. Data Show e computador. Entomologia Florestal .0 (aprovado sem avaliação final) 6) CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DATAS 23 Ago 24 Ago 30 Ago 06 Set 13 Set 14 Set 20 Set 21 Set 27 Set 28 Set 04 Out 05 Out 11 Out 18 Out 19 Out 25 Out 26 Out 01 Nov 08 Nov 09 Nov 16 Nov 22 Nov 23 Nov 29 Nov 30 Nov 06 Dez 07 Dez 13 Dez 14 Dez 20 Dez 21 Dez T = Aula teórica.Filogenia e sistemática de Hexapoda T .MF = (1ªNAP+2ªNAP)/2 MF ≥ 8.Montagem e conservação de Insetos T – Ecologia dos insetos T – Ecologia dos insetos T – Ordens de interesse florestal T – Ordens de interesse florestal P – Identificação das principais Ordens de insetos I T – Ordens de interesse florestal T – Ordens de interesse florestal P – Identificação das principais Ordens de insetos II AVALIAÇÃO ESCRITA – NAP AVALIAÇÃO ESCRITA – NAF Considerações finais e entregas de notas 7) RECURSOS DIDÁTICOS . Livros-texto. montagem e conservação de Insetos P .Coleta de Insetos P . CONTEÚDOS T . Maquetes.Filogenia e sistemática de Hexapoda P – Porque Insecta é o grupo mais diverso do planeta? T – Morfologia externa T – Morfologia externa P – Estudo comparado das antenas de Insecta T – Morfologia interna T – Morfologia interna P – Estudo comparado de peças bucais de Insecta P – Estudo comparado das asas de Insecta T – Fisiologia T – Fisiologia AVALIAÇÃO ESCRITA – NAP T .

Z. G. Rio de Janeiro . GALLO. RIBEIRO-COSTA. Princípios Integrados de Zoologia. pragas e plantas daninhas. Editora UFV. ROBERTS. 2007. Manejo integrado – doenças. Entomologia Didática. L. 2ª Ed. D. & BRUSCA. & JONNSON. IPF/SIF. Cupins ou Térmitas – Manual de Pragas em Florestas.. J. Viçosa-MG. Editora Agronômica CERES Ltda. L. J. 271p. Estudo dos insetos (Tradução da 7ª Ed. 2009. 440p. Universidade Rural de Pernambuco. N. Editora Roca. 56p. Editora Guanabara Koogan. C. et al. S. 968p. 1993. Lia de Oliveira Melo Aprovado em _____ de agosto de 2011. RICKMAN. 11ª ed. S & LARSON. 2000. São Paulo . v. A. Manual de Entomologia Agrícola. Dra. 809 p. 2008. 2002 – Editora UFPR..SP. C. Entomologia Florestal . Adenomar Neves de Carvalho COORDENADORA ________________________________ Profª. P. Entomologia Florestal. P. F. C. S. 2007 – Editora Guanabara Koogan. 4ª Ed. Os insetos: Um resumo de Entomologia. A.). Paulo .8) BIBLIOGRAFIA BERTI FILHO. São 2011 – CENGAGE Learning. CARRANO MOREIRA. M. Ribeirão Preto: Holos. E. COSTA. Entomologia Florestal. C. TRIPLEHORN. & CRANSTON. São Paulo – SP. 1988. PROFESSOR ______________________________ Dr. Curitiba – PR. R. F. R.SP. 846p. Recife PE. 347p. ZAMBOLIM. E. 2006. A. 272 p. & OUTROS. Santa Maria: UFSM. GULLAN. BUZZI. J.3. Rio de Janeiro – RJ. Invertebrados. Invertebrados: Manual de aulas práticas.RJ. 1983. BRUSCA. 2007. P. & ROCHA. 415p. C. 240p.