UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DIREITO CIVIL III Prof.

Vinicius de Negreiros Calado

PRESTAÇÃO DE SERVIÇO a) Origem: Direito Romano: Locatio conductio operarum  latim - indivíduo coloca a disposição de outrem seus próprios serviços, mediante remuneração.

b) Definição: É o contrato pelo qual uma das partes (prestador) obriga-se a prestar serviços a outra (tomador), mediante remuneração. c) Base Legal: Artigos: 593 a 609 do NCC d) Características: bilateral, oneroso, consensual, comutativo, não-solene (exceção art. 595) , intuitu personae (em geral) e temporário. Intuitu personae:  art. 605 e) Objeto: Toda a espécie de serviço ou trabalho lícito, material ou imaterial. (Art. 594 e Art. 7o., XXXII da CF/88) Feita em dinheiro (em regra), mas nada obsta que seja feita de outra forma, inclusive para pagamento de dívida. Momento  depois de prestado o serviço, via de regra. (Art. 597) Máxima de 04 (quatro) anos, podendo ser ajustado novo contrato posteriormente.

f) Remuneração:

f) Duração:

g) Disciplina Residual  Art. 593 – Espectro restrito de negócios jurídicos. h) Obrigação de meios  Responsabilidade Subjetiva Distinção da empreitada, pois o “prestador de serviço somente promete sua atividade em direção a um resultado com a entrega subseqüente, mas a compreensão de cada ato da atividade já perfaz cumprimento de uma obrigação de meio” (Zavalía apud VENOSA) i) Natureza da obrigação: Obrigação de fazer, eventual e esporádica. Limita-se a capacidade de quem a realiza (Art. 601) 1/2

j) Aliciamento de Mão de Obra  Art. 608 Casuística: Técnico de alta especialização presta serviço para manutenção de equipamento perante um tomador. Terceiro, concorrente do tomador alicia o prestador. Tal fato gerará obrigação de indenizar. (VENOSA) l) Ausência de habilitação legal: CF/1988 – Art 5.º, XIII e NCC Art. 606 “é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer”  Se o prestador agiu de boa fé objetiva, atendendo a finalidade social dos contratos, e havendo resultado útil ao tomador deve ser paga a remuneração. m) Suspensão do Contrato art. 600 1) Não faz jus a remuneração o prestador se não prestou serviço por sua culpa; 2) Faz jus a remuneração o prestador se não prestou serviço por culpa do tomador; n) Vocábulos: (Projeto de Lei n.º 6.960) 1) despedida por justa causa  denúncia imotivada (vazia) 2) Salário  Retribuição 3) Aviso  Denúncia do contrato 1) Rescisão do Contrato; 2) Por inadimplemento de uma das partes; 3) Sem justa causa; 4) Concluída a obra; 5) Findo o prazo; 6) Impossibilidade de continuação do trabalho por força maior; 7) Morte de uma das partes.

o) Extinção:

p) Indenização: 1) Prestador  Perdas e danos são devidas ao tomador em caso de: a) Afastar-se por justa causa; b) Afastar-se antes de concluída a obra ou; c) Afastar-se antes do decurso do prazo ajustado. 2) Tomador: Caso rescinda o contrato sem motivo justo, deverá ao prestador o valor integral da retribuição vencida, e ainda, metade do que seria devido até fim do contrato.

2/2

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful

Master Your Semester with Scribd & The New York Times

Special offer for students: Only $4.99/month.

Master Your Semester with a Special Offer from Scribd & The New York Times

Cancel anytime.