Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel.

(11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3662-0035 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br | web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 | Higienópolis 01230 909 | São Paulo SP Presidente: Sergio Prado de Mello Gestão 2008-2009

Palestra
Contabilidade Gerencial: Análise e Estratégia

A reprodução total ou parcial, bem como a reprodução de apostilas a partir desta obra intelectual, de qualquer forma ou por qualquer meio eletrônico ou mecânico, inclusive através de processos xerográficos, de fotocópias e de gravação, somente poderá ocorrer com a permissão expressa do seu Autor (Lei n. 9610) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS: É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTA APOSTILA, DE QUALQUER FORMA OU POR QUALQUER MEIO. CÓDIGO PENAL BRASILEIRO ARTIGO 184.

Elaborado por:
Waldir Antonio Gobbi Augusto O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

Outubro 2008

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

O entrelaçamento dos estudos contábeis e administrativos não deixa dúvidas na atualidade. Valer-se do conhecimento da Contabilidade para a tomada de decisões dos fatos administrativos é hoje a mais exuberante parte dos estudos que se conhece no setor. A experimentação, a vivência, a lógica e a origem das doutrinas, cimentaram os laços, porque a riqueza de dados e de interpretações oferecidas pela Contabilidade não poderia ser abandonada pela Administração.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONEXÃO ENTRE AS CIÊNCIAS (CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVA) Houve um prodigioso aumento na solicitação de dados e paralelamente uma inequívoca adaptação da Contabilidade para atender aos reclamos das organizações. Sabemos que as funções e os aspectos contábeis não se limitam ao campo administrativo, mas é inegável reconhecer que expressiva parte deles acha-se hoje vinculada a indagações e práticas neste setor. Passou-se a formar base de orientação, principalmente nas funções de: Previsão, Organização, Comando, Controle e Coordenação

Outubro 2008

2

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE ADMINISTRATIVA Admitindo-se a Contabilidade Gerencial como Contabilidade Administrativa, sendo ela um aspecto de observação do objeto da Contabilidade, podemos traçar seu campo de ação e finalidades básicas como sendo: O CONJUNTO DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS ORGANIZADO PARA OBSERVAR O OBJETO DA CIÊNCIA CONTÁBIL SOB O ASPECTO ADMINISTRATIVO, NOTADAMENTE SOB OS DA TOMADA DE DECISÕES E POLÍTICA DE GOVERNO DA RIQUEZA DA ORGANIZAÇÃO.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CAMPO DA CONTABILIDADE GERENCIAL

Contabilidade de Custos Controle de Materiais Controle Orçamentário Informes Gestoriais Planejamento e Análise Financeira

Outubro 2008

3

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
FASES DA CONTABILIDADE DO PROPRIETÁRIO Diretamente ligada ao proprietário do investimento, envolvendo transações para proteção de sua riqueza. Verificada até a Revolução Industrial FINANCEIRA Alterações das quantidades e dos tipos de negócios. Criação de relatórios contábeis redirecionando o foco do negócio para projetos com melhores resultados GERENCIAL Surge devido ao aumento da complexidade dos negócios, trabalhando com dados geradores de informações para tomada de decisão, saindo do momento para o futuro. DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Com a revolução Social a empresa passa a considerar os efeitos sociais das decisões do negócio, bem como seus efeitos econômicos.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
“A Contabilidade Administrativa ou Contabilidade Gerencial baseia-se no conceito de que a Contabilidade é um método para que se possa administrar, ou um meio através do qual os dirigentes cumprem suas tarefas”. (C. Aubrey Smith e Jim Ashburne – Financial and Administrative Accounting) “Contabilidade Gerencial é a Contabilidade orientada para uma tomada de decisões”. (Enrique G. Herrscher – Tese apresentada em Mar Del Prata – 1965) “Contabilidade Gerencial tem por objetivo a utilização sistemática da informação obtida pelos meios que assinala, para permitir a tomada de decisão no âmbito do planejamento, da gestão e do controle, sendo esses meios em primeiro lugar a Contabilidade e a seguir outras técnicas quantitativas de levantamentos, processamento e comunicação de dados”. (Jornada de Contabilidade Nacional em Rosário – Argentina – Junho 1966).

Outubro 2008

4

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL x CONTABILIDADE FINANCEIRA
A Contabilidade Financeira é apresentada de forma legal, padronizada de forma instrumental, permitindo a elaboração de demonstrativos, tanto para usuários externos como internos. A Contabilidade Gerencial, mostra em seu contexto informações lastreadas para uso do pessoal interno da empresa

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTROLADORIA x CONTABILIDADE FINANCEIRA
A Controladoria é um enfoque especial conferido a várias técnicas e procedimentos contábeis conhecidos e tratados na Contabilidade Financeira, na Contabilidade de Custos, na Análise Financeira e de Balanços, colocados de forma diferente, num grau de detalhe mais analítico ou numa forma de apresentação e classificação diferenciada, de maneira a suprir os gerentes em seu processo decisório (Iudícibus, 1987).

Outubro 2008

5

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Aplicações da Contabilidade Financeira

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Características e Foco – Contabilidade Financeira

Outubro 2008

6

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Grupos de Usuários Externos – Contabilidade Financeira

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
Metodologia e Procedimentos – Contabilidade Financeira

Outubro 2008

7

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Principais Características e Foco da Contabilidade Gerencial

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Grupos de Usuários - Contabilidade Gerencial

Outubro 2008

8

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
Gestão do Sistema de Informação Ativos e Passivos: Operacionais e Financeiros Receitas, Custos e Despesas Sistema Físico-Operacional Planejamento – Execução – Controle Unidade de Negócio Análise Econômica e Financeira Quadros, figuras, gráficos, tabelas e textos voltados para o ambiente interno da entidade, que sirvam como Instrumento de Avaliação de Desempenho Indicadores Econômicos, Financeiros e Operacionais Unidade de Negócio Subsídio para o Processo Decisório

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
Conjunto das Demonstrações Financeiras Gerenciais

Outubro 2008

9

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL DEMONSTRAÇÕES E ANÁLISES FINANCEIRAS

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
INDICADORES DE ANÁLISE/QUOCIENTES E COEFICIENTES BALANÇO PATRIMONIAL: Indicadores de Liquidez Indicadores da Estrutura de Capital Indicadores do Ciclo Financeiro – Capital de Giro Indicadores de Rentabilidade e Solvência DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO Comportamento dos Custos e Despesas Indicadores de Desempenho DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA Indicadores – Entrada de Recursos Indicadores – Saída de Recursos

Outubro 2008

10

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos Aplicações Financeiras Contas a Receber (-) Prov. Dev. Duvidosos Estoques Despesas Antecipadas REALIZÁVEL LONGO PRAZO Depósitos Judiciais Contas a Receber (-) Prov. Dev. Duvidosos Aplicações Financeiras PERMANENTE Investimentos - Outras Empresas Investimentos - Controladas Imobilizado Diferido TOTAL DO ATIVO 2XX1 1.000,00 50,00 78,00 609,00 (17,00) 250,00 30,00 200,00 30,00 100,00 (10,00) 80,00 3.800,00 50,00 480,00 3.180,00 90,00 5.000,00 2XX2 1.500,00 60,00 120,00 882,00 (22,00) 400,00 60,00 250,00 40,00 132,00 (12,00) 90,00 4.250,00 65,00 650,00 3.435,00 100,00 6.000,00

Outubro 2008

11

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores Empréstimos e Financ. Impostos a Recolher Salários a Pagar Contas a Pagar Dividendos a Pagar EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Empréstimos e Financ. PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Reservas de Lucros Lucros Acumulados TOTAL DO PASSIVO 2XX1 800,00 320,00 230,00 80,00 70,00 60,00 40,00 2.000,00 2.000,00 2.200,00 1.500,00 600,00 100,00 5.000,00 2XX2 1.200,00 520,00 310,00 120,00 100,00 90,00 60,00 2.200,00 2.200,00 2.600,00 1.760,00 700,00 140,00 6.000,00

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

12

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
ATIVO CIRCULANTE CAIXA/BANCOS APLICAÇÕES DUPLICATAS RECEBER ESTOQUES ADIANTAM. FORNECEDORES 200 500 2.200 1.800 300 800 PASSIVO CIRCULANTE INST. FINANCEIRA FORNECEDORES OBRIGAÇÕES FISCAIS OBRIGAÇÕES SOCIAIS CONTAS A PAGAR ADIANTAM. CLIENTES 5.000 5.300 300 1.400 700 400 400 100 3.400 3.700 300

1,47
Final de dezembro: empréstimo de $ 300 para aquisição de uma máquina. Fabricante não pode efetuar a entrega no ano.

1,43

A LIQUIDEZ DIMINUIU.... COMO???

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

13

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

14

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

15

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Análise da Demonstração do Resultado - Legal

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Demonstração do Resultado - Gerencial

Outubro 2008

16

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Composição e Análise da Relação Volume - Preço

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Composição do Custo – R$ Mil

Outubro 2008

17

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Comportamento dos Custos e Despesas

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Indicadores de Desempenho

Outubro 2008

18

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Demonstração do Fluxo de Caixa - Movimentação do Caixa e Bancos

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Entradas de Recursos

Outubro 2008

19

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Saídas de Recursos

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Demonstração do Fluxo de Caixa – Método Direto

Outubro 2008

20

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Entradas de Recursos

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Saídas de Recursos

Outubro 2008

21

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE Indicadores – Entradas de Recursos

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

Outubro 2008

22

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA DESCRIÇÃO 1 - RECEITAS 1.1) Vendas de mercadorias, produtos e serviços 1.2) Provisão p/ devedores duvidosos - Reversão/Constituição 1.3) Não operacionais 2 - INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS (Inclui ICMS e IPI) 2.1) Matérias-primas consumidas 2.2) Custo das mercadorias e serviços vendidos 2.3) Materiais, energia, serviços de terceiros e outros 2.4) Perda / Recuperação de valores ativos 3 - VALOR ADICIONADO BRUTO (1-2) 4 - RETENÇÕES 4.1) Depreciação, amortização e exaustão 5 - VALOR ADICIONADO LÍQUIDO PRODUZIDO PELA EMPRESA (3-4) 6 - VALOR ADICIONADO RECEBIDO EM TRANSFERÊNCIA 6.1) Resultado de equivalência patrimonial 6.2) Receitas Financeiras 7 - VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR (5+6) 8 - DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO (*) 8.1) Pessoal e encargos 8.2) Impostos, taxas e contribuições 8.3) Juros e aluguéis 8.4) Juros s/ capital próprio e dividendos 8.5) Lucros retidos / prejuízos do exercício (*) O total do Item 8 deve ser exatamente igual ao Item 7 VALOR

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

BALANÇO SOCIAL

Outubro 2008

23

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
Balanço Social Anual / 2006

REF

Empresa:

1

1 - Base de Cálculo Receita líquida (RL) Resultado operacional (RO) Folha de pagamento bruta (FPB)

2006 Valor (Mil reais)

2005 Valor (Mil reais)

1.1 1.2

216.783 3.516

208.092 476

1.3

24.502

24.417

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
2 2 - Indicadores Sociais Internos Valor (mil) % sobre FPB % sobre RL Valor (mil) % sobre FPB % sobre RL

2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.7 2.8 2.9 2.10 2.11 2.12

Alimentação Encargos sociais compulsórios Previdência privada Saúde Segurança e medicina no trabalho Educação Cultura Capacitação e desenvolvimento profissional Creches ou auxílio-creche Participação nos lucros ou resultados Outros Total - Indicadores sociais internos

2.569 9.241 000 280 387 035 000 082 023 1.054 453 14.124

10% 38% 0% 1% 2% 0% 0% 0% 0% 4% 2% 58%

1% 4% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 7%

2.585 8.695 000 305 340 066 000 112 027 509 369 13.010

11% 36% 0% 1% 1% 0% 0% 0% 0% 2% 2% 53%

1% 4% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 6%

Outubro 2008

24

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
3 3 - Indicadores Sociais Externos Valor (mil) % sobre RO % sobre RL 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 12% 12% % sobre RL Valor (mil) % sobre RO % sobre RL

3.1 3.2 3.3 3.4 3.5 3.6 3.7 3.8 3.9 4

Educação Cultura Saúde e saneamento Esporte Combate à fome e segurança alimentar Outros Total das contribuições para a sociedade Tributos (excluídos encargos sociais) Total - Indicadores sociais externos 4 - Indicadores Ambientais

001 000 000 028 000 093 121 25.011 25.132 Valor (mil)

0% 0% 0% 1% 0% 3% 3% 711% 715% % sobre RO

000 000 000 026 000 203 229 21.585 21.813 Valor (mil)

0% 0% 0% 5% 0% 43% 48% 4530% 4578% % sobre RO % sobre RL

0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 10% 10%

4.1 4.2 4.3

Investimentos relacionados com a produção/ operação da em Investimentos em programas e/ou projetos externos Total dos investimentos em meio ambiente Quanto ao estabelecimento de “metas anuais” para minimizar resíduos, o consumo em geral na produção/ operação e aumentar a eficácia na utilização de recursos naturais, a empresa

322 009 330

9% 0% 9%

0% 0% 0%

261 005 266

55% 1% 56%

0% 0% 0%

4.5

( ) não possui metas ( X ) cumpre de 51 a 75% ( ) cumpre de 0 a 50% ( ) cumpre de 76 a 100%

( ) não possui metas ( ) cumpre de 51 a 75% (X) cumpre de 0 a 50% ( ) cumpre de 76 a 100%

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
5 - Indicadores do Corpo Funcional

Nº de empregados(as) ao final do período Nº de admissões durante o período Nº de empregados(as) terceirizados(as) Nº de estagiários(as) Nº de empregados(as) acima de 45 anos Nº de mulheres que trabalham na empresa % de cargos de chefia ocupados por mulheres Nº de negros(as) que trabalham na empresa % de cargos de chefia ocupados por negros(as)

2.063 642 57 24 215 839 25,00% 511 5,28%

1.901 405 291 28 181 769 27,21% 515 19,04%

Nº de portadores(as) de deficiência ou necessidades especiais

29*

28

Outubro 2008

25

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
6 - Informações relevantes quanto ao exercício da cidadania empresarial 2006 Metas 2007

Relação entre a maior e a menor remuneração na empresa Número total de acidentes de trabalho ( ) direç ão

24,05 106 ( X) direçã oe gerênc ias ( ) todos( as) empre gados( as) (X) segue as norma s da OIT ( ) direçã oe gerênc ias ( ) direçã oe gerênc ias ( ) todos(as) empregado s(as) ( X) todos(as) + Cipa ( ) direção

24 90 ( X ) direção e gerências ( ) todos(as) empregados(as)

Os projetos sociais e ambientais desenvolvidos pela empresa foram definidos por:

Os pradrões de segurança e salubridade no ambiente de trabalho foram definidos por:

( ) direç ão e gerê ncia s ( ) não se envo lve ( ) direç ão

( ) direção e gerênci as ( ) não se envolve rá

( ) todos(as) empregados( as)

( X ) todos(as) + Cipa

Quanto à liberdade sindical, ao direito de negociação coletiva e à representação interna dos(as) trabalhadores(as), a empresa:

( ) incentiva e segue a OIT

( X ) seguirá as normas da OIT

( ) incentivará e seguirá a OIT

( ) todos(as) empregado s(as) (X) todos(as) empregado s(as)

( ) direção

( ) direção e gerências

( ) todos(as) empregados(as)

A previdência privada contempla: ( ) direç ão A participação dos lucros ou resultados contempla:

( ) direção

( ) direção e gerências

( X) todos(as) empregados(as)

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
( ) não são considerados Na seleção dos fornecedores, os mesmos padrões éticos e de responsabilidade social e ambiental adotados pela empresa: (X) são suge ridos ( ) são exigi dos ( ) não serã o cons idera dos (X) orga niza e ince ntiva na Justi ça ____ 1___ _ na Justi ça ____ 100_ ___ % (X) serão suger idos ( ) serão exigidos

Quanto à participação de empregados(as) em programas de trabalho voluntário, a empresa:

( ) não se envol ve na empr esa ___5 39__ __ na empr esa ____ 100_ ___% 77.610

( ) apóia

( ) não se envol verá na empr esa ___48 5____ _ na empr esa ____1 00___ _% 72.891

( ) apoiará

( X ) organizará e incentivará

Número total de reclamações e críticas de consumidores(as):

no Proc on ____ 1___ _ no Proc on ___1 00__ ___%

no Procon ____0____

na Justiça ___0_____

no Procon ____100____%

na Justiça __100__%

% de reclamações e críticas atendidas ou solucionadas: Valor adicionado total a distribuir (em mil R$):

Distribuição do Valor Adicionado (DVA):

44% GOVERNO ; 42% COLABORADORES ; 9% TERCEIROS; 5% SÓCIOS

41% GOVERNO ; 43% COLABORADORES ; 13% TERCEIROS; 3% SÓCIOS

Outubro 2008

26

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

BALANCED SCORECARD

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO CLÁSSICO Concepção Gestão do Conhecimento Formulação Implementação Avaliação e Reavaliação

•Missão •Visão •Valores

•Análise Externa •Análise Interna •Cenários

•Estratégias •Objetivos (Metas) •Indicadores •Liderança Auditoria de Desempenho

Outubro 2008

27

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Concepção

Gestão do Conhecimento

Formulação

Implementação

Avaliação e Reavaliação

•BALANCED SCORECARD •Planos de Ação •Indicadores

Ferramenta de Gestão Planejamento Estratégico BSC – Balanced Scoredcard

2000 76 36

2004 79 57

BSC – “Significado Literal” BALANCED – Equilibrado SCORECARD – Cartão de Marcação

Fonte: Pesquisa Anual – Bain & Company 2004

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Relação entre GE e BSC
Missão

Por que existimos
Visão

Em que acreditamos
Estratégia

Nosso plano de ação
BSC - Balanced Scorecard

Implementação e Foco

Resultados Estratégicos

Acionistas Satisfeitos Processos Eficazes

Clientes Encantados Colaboradores Motivados

Outubro 2008

28

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Como adequar e diferenciar a minha visão?

Para meus acionistas? Perspectiva Financeira

Para meus clientes Perspectiva do Cliente

Para meus Processos internos? Perspectiva dos Processos Internos

Para minha habilidade de Aprender e Crescer?

Perspectiva do Aprendizado e Crescimento

Quais são os Fatores Críticos de Sucesso?

Quais são as Medidas Críticas?

BSC: Relação Causa-Efeito

Lucro
Aumentar o desempenho financeiro

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Perspectiva Financeira

Perspectiva dos Clientes

Melhorar o atendimento aos clientes

Implantar sistema de relacionamento com clientes

Perspectiva dos Processos Internos

Melhorar os processos Internos

Implantar novas tecnologias

Perspectiva da Inovação e Aprendizado

Assegurar treinamento e capacitação para a força de trabalho

Outubro 2008

29

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

(+) Contas a receber Retorno sobre o capital investido Despesas operacionais (-)

Financeira

BSC: Relação Causa-Efeito

Clientes
(-) Satisfação dos clientes (+)

retrabalho

Processos Internos
(-)

(+) Sugestão dos empregados Moral dos empregados

Aprendizado e crescimento

(+)

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL E GESTÃO DE CUSTOS

Outubro 2008

30

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE DE CUSTOS X CONTABILIDADE GERAL (GERENCIAL) ASPECTOS: LEGAL PERIODICIDADE EXATIDÃO DESTINO DAS INFORMAÇÕES NATUREZA DOS DADOS OBJETIVO PRINCIPAL ÁREA DE INVESTIGAÇÃO

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE
• FUNCIONAMENTO ESQUEMÁTICO

CUSTO

• •

GASTO

INVESTIMENTO IMOBILIZADO

DESPESA

Outubro 2008

31

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

32

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

33

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

34

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

PONTO DE EQUILÍBRIO CONTÁBIL PONTO DE EQUILÍBRIO FINANCEIRO PONTO DE EQUILÍBRIO ECONÔMICO

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

A EVOLUÇÃO DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO DE CUSTOS A VISÃO DA DEPRECIAÇÃO

Outubro 2008

35

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

36

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

Outubro 2008

37

CRC SP - Material exclusivo para uso nas atividades promovidas por este Regional.

CONTABILIDADE GERENCIAL: ESTRATÉGIA E ANÁLISE

CONTATO:
desenvolvimento@crcsp.org.br

Outubro 2008

38

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful