ESTUDO: SUCO DE BETERRABA PODE REDUZIR PRESSÃO SANGÜÍNEA

Vida Saudável Dicas relacionadas à nutrição para a sua saúde Por Jocelem Mastrodi Salgado, Nutricionista "Segundo uma pesquisa britânica publicada na revista online especializada ”Hypertension” (abril de 2008), o consumo de meio litro de suco de beterraba por dia pode ajudar a baixar a pressão sanguínea significativamente" Segundo a cultura popular, tem sido atribuída a beterraba poderes analgésicos. Embora até hoje, alguns terapeutas naturais a recomendem para prevenir e reduzir risco de cânceres e favorecer o fortalecimento do sistema imunológico, bem como sugerir que o suco da beterraba crua pode acelerar a convalescença, não existe comprovação científica de que proporcione esses benefícios, embora seja considerada uma fonte alimentar razoavelmente nutritiva. A beterraba é um vegetal bastante versátil podendo ser servida como acompanhamento, usada em conserva, salada, condimento ou como ingrediente principal no”borscht” – uma sopa fria de verão, popular no leste europeu, especialmente na Rússia e na Romênia. As folhas da beterraba, consideradas as partes mais nutritivas do vegetal, podem ser cozidas e servidas da mesma forma que o espinafre ou a acelga. As beterrabas também poderão ser servidas como picles (conservas preparada com vinagre, caseiras ou industrializadas). Alguns nutrientes se perdem nesse processo, mas o gosto doce da beterraba permanece. As beterrabas mais saborosas são as pequenas, com folhas ainda presas ao caule. A melhor maneira de cozinhar as raízes da beterraba é fervê-la com casca, pois assim a maior parte dos nutrientes e a cor vermelha permanecerão. Depois que esfriarem, as cascas sairão mais facilmente e a raiz poderá ser fatiada, ralada ou poderá ser transformada em purê.

As beterrabas, além apresentarem um baixo valor calórico são fontes de minerais e vitaminas principalmente minerais como potássio, cálcio, ferro e vitaminas como o beta-caroteno, folato e vitamina C. Meio copo de beterraba contém aproximadamente 45 microgramas de folato, cerca de um quarto da IDR (Ingestão Dietética Recomendada), e 5mg de vitamina C. Suas folhas, se ingeridas tenras e verde, são mais nutritivas: 1 copo fornece 35mg de vitamina C – mais da metade da IDR para adultos, 720 equivalente de retinol de vitamina A, 160mg de cálcio, 2,5mg de ferro e 1.300mg de potássio. Recentemente estudos, têm mostrado que além de seu valor nutricional, o suco de beterraba pode ser considerado um aliado na redução da pressão sanguínea. Pesquisa Segundo uma pesquisa britânica publicada na revista online especializada ”Hypertension” (abril de 2008), o consumo de meio litro de suco de beterraba por dia pode ajudar a baixar a pressão sanguínea significativamente. Aparentemente, esse efeito é atribuído à substância chave nitrato, também encontrado em vegetais verde-escuros e folhosos. Os pesquisadores concluíram que, em voluntários saudáveis hipertensos, a pressão arterial diminuiu uma hora depois do consumo do suco, mas o efeito foi ainda mais forte depois de três a quatro horas, e continuou a ser sentido até 24 horas depois do consumo da bebida. O estudo em conjunto da Queens University e da Universidade de Exeter poderão abrir caminho para um tratamento de baixo custo contra a pressão alta. Anteriormente, os benefícios das dietas ricas em frutas e legumes eram atribuídos ao seu alto conteúdo de vitaminas antioxidantes, hoje atribui–se também esse benefício à presença do nitrito. Os pesquisadores mostraram que o nitrato presente no suco é convertido em nitrito na saliva, por bactérias presentes na língua. Esta saliva contendo nitrito é engolida, e no ambiente ácido do estômago ela é ou convertida em óxido nítrico, ou reinserida na circulação como nitrito. O ápice da redução da pressão arterial coincidiu com o ápice dos níveis de nitrito na circulação. A redução da pressão, no entanto, não foi observada em um segundo grupo de voluntários, que não engoliu a saliva enquanto bebia o suco, ou durante as três horas seguintes. Estatísticas hoje

mostram que mais de 25% da população mundial é hipertensa e há estimativas de que este número poderá chegar a 29% até 2025. A hipertensão é apontada como causa de cerca de 50% dos problemas cardíacos e aproximadamente 75% dos derrames. “Nossa pesquisa sugere que beber suco de beterraba, ou consumir outros vegetais ricos em nitrito, pode ser uma maneira simples de manter um sistema cardiovascular saudável, e pode vir a ser mais uma forma de combater a pressão alta”, disse a médica Amrita Ahluwalia, envolvida no estudo. O professor Graham McGregor, da British Hypertension Society, descreveu a pesquisa como “interessante”. Segundo ele, “Isso mostra que o suco de beterraba abaixa a pressão a curto prazo em voluntários com pressão sanguínea normal”. “Agora precisamos de pesquisas para ver se ele tem efeito sobre pessoas que apresentam pressão alta há um longo período de tempo”. Segundo McGregor, já há pesquisas mostrando que uma dieta rica em frutas e legumes também tem impacto benéfico sobre a hipertensão. Mas ele afirma que estudos anteriores mostraram que o potássio pode ser o mineral-chave. Embora sabendo que uma dieta rica em frutas e legumes inserida como parte de uma dieta balanceada e um estilo de vida saudável é benéfica à saúde do coração, o que ainda nós não sabemos é se há alguns legumes ou frutas mais benéficos do que outros. Diante disso a minha recomendação por enquanto, é que as pessoas devem continuar a consumir uma ampla variedade de frutas e legumes para atingir as cinco porções diárias. Efeito nos excrementos Muitas pessoas se preocupam quando notam uma coloração rosa ou avermelhada na urina ou nas fezes depois de comerem beterraba. O motivo é simples (e inofensivo): a betacianina, pigmento vermelho da beterraba, passa pelo sistema digestório sem ser decomposta. Mas a urina e as fezes geralmente voltam à coloração normal depois de um ou dois dias. Dicas importantes A beterraba é o vegetal que possui o maior índice de açúcar. Mas, mesmo assim, tem poucas calorias: cerca de 50 por xícara. Atualmente, muitos cozinheiros jogam fora as folhas da beterraba e

só usam a raiz, entretanto nos tempos antigos, apenas as folhas eram consumidas. A raiz era usada como remédio para aliviar dores de cabeça e de dente. As folhas de beterraba são ricas em ácido oxálico, e não devem ser consumidas por pessoas que tenham problemas de cálculos renais. A betacianina, pigmento vermelho da beterraba é extraída podendo ser usada como corante natural para alimentos ou para tintura. Mais informações: www.jocelemsalgado.com.br

Jocelem Salgado Profª. Titular em Nutrição LAN/ESALQ/USP/Campus, Piracica Fonte: Vya estelar UOL Setembro 2008 ---------------------------------------

BETERRABA
VANTAGENS: • Fonte de ácido fólico, fibras e potássio. • As folhas são uma fonte rica de potássio, cálcio, ferro, betacaroteno e vitamina C. • Pobre em calorias. • Rica em substâncias fitoquímicas, como as antocianinas e as saponinas, que se ligam ao colesterol no trato digestivo, reduzindo o risco de doenças cardíacas. DESVANTAGENS: • Deixa a urina e as fezes avermelhadas, uma característica inofensiva, mas que acaba por alarmar as pessoas que a confundem com sangue.

• Se propenso a desenvolver cálculos renais ou gota, evite as folhas da beterraba, pois são ricas em oxalatos. O oxalato pode formar pequenos cristais e contribuir para o desenvolvimento de cálculos renais. A beterraba é um legume altamente versátil. Pode ser cozida e servida como acompanhamento, em salmoura, em salada ou condimento ou, até, usada como principal ingrediente do borche – sopa de beterraba típica do Leste Europeu. As folhas de beterraba, a parte mais nutritiva desse alimento, podem ser cozidas e servidas do mesmo modo que o espinafre ou a acelga. Segundo o folclore, acreditava-se que a beterraba detinha poderes medicinais para curar enxaquecas e outras dores. Até hoje, alguns médicos naturalistas recomendam a beterraba para prevenir o câncer e fortalecer a imunidade; também sugerem suco de beterraba crua para acelerar a convalescença. Embora a beterraba seja uma fonte razoável de nutrientes, não existem provas científicas que a confiram qualquer benefício medicinal especial. Não se esqueça dos talos. Uma porção de meia xícara de beterraba cozida fornece 45 mcg (microgramas) de ácido fólico, cerca de 20% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) para adultos. Os talos, se consumidos ainda verdes e frescos, são mais nutritivos: 1 xícara contém 35 mg de vitamina C, quase 80% do que é recomendado para mulheres adultas; 720 de RE (retinol) de vitamina A; 160 mg de cálcio; 2,5 mg de ferro; e 1.300 mg de potássio. As beterrabas mais saborosas são as menores, e ainda com as folhas. A melhor maneira de preparar a raiz da beterraba é cozinhála com casca, para que a maioria dos nutrientes e a intensa coloração vermelha sejam conservadas. Depois de deixá-la esfriar, cortada ou amassada, dependendo da forma como será servida. A beterraba também pode ser enlatada e embebida em vinagre. Alguns nutrientes se perdem nesse processo, mas o sabor adocicado permanece. EFEITOS SOBRE AS EXCRETAS Muitas pessoas notam que a urina e as fezes se tornam rosadas ou até mesmo vermelhas após comer beterraba. Isso não é sinal de nenhum problema e costuma ocorrer com aproximadamente 15% das pessoas que carecem das bactérias intestinais que decompõem a betalaína, o pigmento vermelho-claro presente na beterraba.

Geralmente a urina e as fezes voltam à sua coloração normal após um ou dois dias. Mais dados sobre a beterraba - É um dos legumes mais ricos em açúcar, mas é pobre em calorias – cerca de 50 por xícara. - Contém betacianina, um tipo de pigmento vegetal. Pesquisas preliminares indicam que esse pigmento pode ajudar na defesa de células contra carcinógenos nocivos. Também está sendo estudado devido ao seu potencial de combater tumores. - Muitos cozinheiros ainda descartam os talos da beterraba e aproveitam somente as raízes. Na antiguidade, no entanto, somente os talos eram consumidos como alimento; as raízes eram usadas como medicamento para tratar dores, como as de cabeça e de dente. - A betanina, pigmento vermelho-vivo, é extraída e pode ser usada como corante natural para alimentos ou tintura. Fonte: Alimentos Saudáveis Alimentos Perigosos – Guia prático para uma alimentação rica e saudável, Rio de Janeiro, Seleções Reader’s Digest, 2006; páginas 81-82. -----------------------------------“Bruna Rezende Salgado”
NUTRICIONISTA CLÍNICA FUNCIONAL/ PERSONAL DIET Rua Gal. Osório, 525 – Estação – Franca - SP Clínica Bella Estética – tel: 3722-9363

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful