XXI JOIN 2010 - Construindo aplicações ricas com Silverlight 4

Construindo aplicações ricas com Silverlight 4
Felipe Pocchini

twitter: felipepocchini e-mail: felipe.pocchini@gmail.com blog: www.felipepocchini.net

XXI JOIN 2010 - Construindo aplicações ricas com Silverlight 4

Parte I – Olá Silverlight!
Conceitos básicos

Conteúdo
1. Instalando as ferramentas 2. Criando uma Aplicação Simples 3. Layout, Controles e Conteúdo de Vetor 4. Conectado a uma fonte de dados 5. Manipulação de Entrada e Eventos 6. Instalando a aplicação na máquina do cliente

. Para esse laboratório vamos utilizar Microsoft Visual Web Developer 2010 Express.XXI JOIN 2010 .microsoft.com/express/Web.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Instalando ferramentas Antes de iniciar o desenvolvimento nossa primeira aplicação. Microsoft Express: downloads das ferramentas gratuitas. devemos configurar o ambiente de desenvolvimento. o download pode ser feito gratuitamente no site www.

Selecione a aba Plataforma Web e confirme se as opções Banco de Dados e Ferramentas estão selecionadas.XXI JOIN 2010 . As opções Banco de Dados e Ferramentas devem estar marcadas com ícone Checked. será feito então o download do Web Platform Installer. .Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Para iniciar a instalação basta clicar em Install. Quando o download estiver concluído vamos iniciar a configuração das ferramentas que vamos utilizar.

XXI JOIN 2010 .Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 No item Ferramentas. vamos selecionar os componentes que vamos instalar. não só aplicações Silverlight.NET. Na aba Ferramentas de desenvolvedor vamos marcar as seguintes opções: Na aba Silverlight Tools vamos marcar as seguintes opções: Nesse capítulo vimos como é fácil o download e a instalação das ferramentas de desenvolvimento. Com essas ferramentas é possível a criação de qualquer tipo de aplicação disponível pela tecnologia Microsoft . Para isso clique em Customize. .

o Microsoft Visual Web Developer 2010 Express permite que você construa e depure projetos do Silverlight. . Os passos a seguir demonstrarão esse processo e ilustrarão alguns dos recursos dos projetos do Silverlight 4. selecione Silverlight Application. Com as ferramentas do Silverlight para Visual Studio devidamente instaladas. selecione Visual C# > Silverlight.. Execute o Visual Web Developer 2010 Express. na lista Templates à direita. 2.XXI JOIN 2010 . 1. trabalho com objetos de interface de usuário e manipulação de entrada.. 3. selecione New Project. No menu File. Na árvore Project types à esquerda. Depois.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Criando uma aplicação simples Nesse capítulo vamos conhecer as técnicas básicas de programação necessárias em qualquer aplicação Silverlight: construção e depuração.

Os projetos Silverlight apenas constroem um pacote binário conhecido como um arquivo XAP. apenas clique em OK. O Visual Studio vai criar os dois projetos. O assistente permite que você escolha como isso deve acontecer. que é onde o controle Silverlight propriamente dito é incorporado. Isso será separado do projeto do Silverlight propriamente dito. seu projeto Silverlight e um site para hospedá-lo. isso significa que vamos trabalhar com pelo menos dois projetos. vamos precisar de um projeto do tipo Web Application na solução. ele deve sempre ser executado no contexto de uma página da Web.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Para depurar e testar um projeto Silverlight. Um projeto Silverlight não pode ser executado isoladamente. Para este laboratório. vamos criar uma agenda de compromissos. . Vamos manter as configurações padrão.XXI JOIN 2010 . então coloque o nome do projeto de AgendaSilverlight e clique em OK.

Foi adicionado no início do arquivo AgendaSilverlightTestPage. Foi adicionada também uma função que verifica se algum erro aconteceu durante a depuração. . a página contém exatamente a configurações da página AgendaSilverlightTestPage. Dois arquivos foram criados na Web Application para hospedar a aplicação Silveright.XXI JOIN 2010 . O primeiro é um arquivo html chamado AgendaSilverlightTestPage.aspx a referencia do arquivo Silverlight.js.html. esse Javascript da suporte ao funcionamento do Silverlight.aspx.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Estrutura da solução criada pelo Visual Studio. porém essa é a página padrão para depuração.

nele foram criados dois arquivos importantes. Vamos observar agora o projeto Silverlight.xaml que é responsável por armazenar informações importantes da nossa aplicação. ele é criado no diretório ClientBin da nossa Web Application no momento do build.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 No corpo do arquivo AgendaSilverlightTestPage. minRuntimeVersion: versão do Silverlight em que a aplicação foi desenvolvida.XXI JOIN 2010 . foi adicionado o nosso controle Siliverlight através da tag object. o download é feito automaticamente. Estrutura do arquivo App. Esse arquivo XAP é na realidade um arquivo ZIP que contém apenas dois arquivos: uma DLL que contém todo o código C# compilado de seu projeto Silverlight e um arquivo AppManifest.xaml.xaml que lista os conteúdos do ZIP e indica qual DLL contém o ponto de entrada. onError: caso aconteça algum erro durante a execução a função onSilverlightError é executada exibindo a mensagem. Nesse momento ainda não foi criado o arquivo XAP da nossa aplicação. autoUpgrade: caso exista uma atualização para a aplicação. O arquivo DLL também contém a linguagem XAML que descreve a interface de usuário de sua aplicação. . como mostra a figura abaixo: Dentro da tag object foi criado alguns parâmetros importantes descritos abaixo: Source: o caminho completo de onde vai fica o código XAP da nossa aplicação. um deles é o App.aspx.

xaml. Note que não é possível visualizar o arquivo App. .XXI JOIN 2010 .xaml. Estrutura do arquivo MainPage.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 O outro arquivo criado é o MainPage. já que sua função é apenas armazenar configurações da aplicação. onde vamos montar nossa aplicação. é nele que vamos aplicar os nossos controles.xaml em modo Design. Com isso concluímos nesse capítulo como é fácil a criação de uma aplicação Silverlight. entendemos também sua arquitetura e como uma aplicação Silverlight é hospedada dentro de uma página Web.

Se você estiver familiarizado com o StackPanel do WPF. você pode mudar isso se for necessário. O painel Grid dimensiona e posiciona seus filhos gravando o espaço em uma grade. StackPanel O StackPanel organiza seus filhos em uma pilha vertical ou horizontal. usando o dimensionamento fixo. o do Silverlight funciona da mesma forma. Os StackPanels podem conter uma ampla variedade de elementos filhos. entendemos como ele é hospedado em uma página web e como ele cria os arquivos responsáveis pelo seu funcionamento. Grid Grid é o container de layout mais sofisticado e flexível.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Layout. Você pode especificar o número de linhas e colunas de que precisa. mas vamos utilizar o padrão criado. Por padrão o Silverlight utiliza Grid para o layout. posicionar elementos individuais com coordenadas (x. automático ou proporcional. Canvas A opção mais simples é projetar seu conteúdo no Silverlight com um tamanho fixo. Controles e Conteúdo Até agora aprendemos a criar um projeto no Silverlight.y) absolutas e organizar sua página da web para acomodar esse tamanho fixo. e que determinam os tamanhos e as posições desses filhos. permitindo que o conteúdo seja escalado conforme o redimensionamento do container pai.XXI JOIN 2010 . Vamos agora começar a montar o layout da nossa aplicação. Painéis são elementos que podem conter múltiplos elementos filhos. e para isso vamos conhecer alguns recursos existentes no Silverlight que podem facilitar nossa vida. Observando o que iremos criar: .

RadioButton. TextBox: fornece um controle de entrada de texto. Examinando os controles utilizados no desenvolvimento da nossa aplicação: TextBlock: fornece um controle para a exibição de pequenas quantidades de conteúdo de texto. ToggleButton. CheckBox.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Esse Laboratório focará os Controles. Há uma série de controles de Button: Button. Elementos e Objetos XAML: Código responsável por criar o layout da aplicação.XXI JOIN 2010 . RepeatButton. Alguns detalhes de implementação não vão ser estudados. DatePicker: é usado para criar um visual que deixar o usuário escolher uma data e disparar um evento sobre a seleção da data. que serão usados para criar o layout principal. dando foco apenas aos recursos disponibilizados pelo Silverlight. ListBox: nos permite criar listas de itens selecionáveis. Button: são controles que executam alguma ação quando o usuário clica sobre eles. HyperlinkButton. . em sua maior parte os Controles de Layout.

.xaml. mas pode ser usada várias vezes. as interfaces de usuário no Silverlight são normalmente construídas com o uso do XAML. Você pode definir um estilo de fonte para utilizar em outros lugares dentro da aplicação. Conforme vimos nesse capítulo. Esse estilo pode ser definido dentro do arquivo App.NET e outros componentes de interface do usuário via XAML.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Alguns pontos importantes sobre o código: StaticResource: é apenas um recurso que está definido e não pode ser alterado. Cada elemento da interface de usuário criado com XAML tem um objeto .XXI JOIN 2010 .NET correspondente no Silverlight. Binding: é uma propriedade de vinculação de objetos . como mostra a figura abaixo: Definindo o estilo para as fontes da aplicação.

é nesse ponto que vamos informar o Address do serviço que vamos utilizar. Adicionando a referencia de um serviço a nossa aplicação.XXI JOIN 2010 . vamos agora conectar nossa aplicação a um serviço WCF que será responsável pela comunicação da aplicação com as camadas que se conectam com o banco de dados. Configurando o serviço.. clique com o botão direito na pasta References e logo depois clique em Add Service Reference. o serviço será carregado no painel Services. se tudo deu certo até aqui. agora é só definir um Namespace para referenciar o serviço dentro da aplicação e clicar em OK. Para adicionar a referencia do serviço. Uma janela será aberta. Depois de informar o Address clique em Go.. .Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Conectando a uma fonte de dados Até agora nos preocupamos apenas com layout.

Arquivos responsáveis pela configuração do serviço. Com isso concluímos aqui.XXI JOIN 2010 .Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Dois arquivos foram adicionados ao projeto. como é simples a conexão de uma aplicação Silverlight a fontes de dados utilizando WCF Service. . eles são responsáveis por guardar as configurações do serviço.

e verá que um método do manipulador de eventos foi adicionado ao código. Posicione o cursor de texto após o atributo de Valor “Content”. Agora abra o MainPage. Vamos agora criar um evento novo para o controle Button. Então para criar um novo evento. Repita o mesmo procedimento nos controles btnCadastrar. esse evento deve executar uma função no momento que o usuário clicar no mesmo. oferecendo a você a oportunidade de criar um novo manipulador de eventos: Criando um novo manipulador de evento. btnExcluir e btnCarregar. vamos utilizar o IntelliSense do Visual Studio 2010.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Manipulação de Entrada e Eventos Este capítulo se concentra em alguns aspectos da manipulação de entrada.XXI JOIN 2010 . Manipulador do evento Click do controle btnNovo. Começamos analisando a manipulação básica de eventos que irão ser disparados quando o usuário executar as funcionalidades em nossa aplicação. Tudo o que precisamos fazer é adicionar um código à aplicação para cuidar do Click do Button. digite “Click=”. mas antes do elemento de fechamento do Button. Uma dica de ferramenta do IntelliSense vai aparecer.xaml.cs no Solution Explorer (um filho do MainPage. .xaml).

XXI JOIN 2010 .Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Segue abaixo a implementação dos métodos da nossa aplicação: Construtor do controle Novo registro Carregar lista de registros .

Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Salvar .XXI JOIN 2010 .

XXI JOIN 2010 .Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Excluir .

XXI JOIN 2010 .Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Carregar Registro .

.XXI JOIN 2010 . Para isso. clique com o botão direito no projeto AgendaSilverlight > Properties localizado no SolutionExplorer. Agora selecione a aba Silverlight caso não estiver selecionada por padrão. Acessando as propriedades do projeto.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Instalando a aplicação na máquina do cliente Para concluímos nossa aplicação. vamos torna-la agora em uma aplicação desktop.

XXI JOIN 2010 . Observer que quando o checkbox for checkado.. e configure a aplicação como mostra a figura abaixo: Configurações da aplicação para rodar fora do browser. e se tudo deu certo até aqui o browser será aberto e nossa aplicação será executada. Vamos finalmente rodar nossa aplicação..Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Localize o checkbox Enable running application out of browser e marque essa opção. . o botão abaixo será habilitado. Clique em Out-of-Browser Settings.

Instalando aplicação na máquina do usuário. Com isso concluímos esse treinamento. basta clicar com o botão direito em qualquer lugar da tela e selecionar a opção Instalar Agenda Silverlight neste computador. . consumindo dados através de um serviço WCF. a aplicação será executada imediatamente. Se tudo deu certo.. onde criamos uma aplicação simples com Silverlight 4. Aplicação rodando fora do browser..XXI JOIN 2010 . Agora é só escolher onde serão criados os atalhos para acessar a aplicação.Construindo aplicações ricas com Silverlight 4 Para instalar a aplicação na máquina.

n¾€ I¾f J    ½   ½ ¾¾ ½ ¯    ny n°¾f  ½  ½© ¾   –  ¾ ½f¾¾¾ f ¾ – ¯°¾fj ¾¾ ½n ¾¾ ¾fjf–°¾ ¾ n¾¾ ¾½© ¾  –      n I¾fJ   ½ ½ ¾¾     -¯ ° ¾  n° - 9© n       -fh 9© n½ ¾g ¾  f ¾  n° I¾f.¯ f¾ € f¯ °f¾   – ½ff I¾f    f¯ °  °¾ff f¾   .

  –  ½¾ °f¾f@ ¯½f ¾g  f ¾  n°  –½½nf°      .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  9ff ½f   ¾f ¯ ½©   –  f¯¾ ½ n¾f  ¯ ½©   ½ J  ½½nf° °f ¾sj ¾¾¾ h¾ ½ff  ½©   –½½f¯ °    ¾½© ¾ –f½ °f¾n°¾ ¯¯½fn  °hn° n n¯¯fO9 ¾¾¾–°€nf   f¯¾ f ff n¯ ½  ¯ °¾ ¾ ½© ¾  9ff ¾  f f  f¯¾ nf ¯f f– ° f  n¯½¯¾¾¾  °jn °¯  ½©  – ° f – n  ¯  D¯½©  –°j½ ¾   nf ¾f f¯ °     ¾ ¯½ ¾   nf °n°   ¯f½h–°f f J    x °   n°   –½½f¯ °   x°n½f    f¾¾¾ °  ½ ¯  ny ¾nfn¯¾¾  fn° n     If¯¾¯f° f¾n°€–fsµ ¾½f j f½ °f¾n  ¯ I¾f fnf¾ ¾½© ¾ ¾  ½©  – ¯¾ ½ff¾½ h   .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –   ¾f f¾sjnf f½ I¾f   ¾ f¾ €f¯ nf ¾ °f J  ½½nf° ½ff ¾½ f f f½nfsj  –   ½¯  x ¯ f¯nf¯f – ° f –@ ¾9f– ¯  f½h–°f n°x¯ ff¯ ° f n°€–fsµ ¾ f ½h–°f– ° f –@ ¾9f– f¾½ ½x¯ ¾¾fxf½h–°f½f j½ff ½fsj  f n°f °°n f – ° f –@ ¾9f– f¾½f €  °nf f – ©¾  ¾¾  ff¾n½ f ¾½  f €°n°f¯ °   –   f n°f f f¯ x¯ ¯f €°sj    €nf¾ f–¯ fn° n  f° f ½fsj   .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  -n½  f– ° f –@ ¾9f– f¾½ €f n°f  °¾¾ n°   – ffx¾ ff– © n n¯¯¾ff€–ff f    ° ff– © n€nf f–°¾½fi¯ ¾¯½f° ¾ ¾n¾f f  n nf¯°n¯½  ° f€nfn –O9 f°¾¾ff½nfsj  °  nf¾ fn° sf f–¯  f°  f  nsj f €°sj ° – x  nf f  ° f¯ °¾f– ¯  ¯°°¯ I ¾°  ¾j  – ¯ ff½nfsj€ ¾ ° f  fD½–f nf¾ ¾f¯ffffsj½ffff½nfsj  °f x€ f¯fnf¯ °  - ¾¾ ¯¯ °f° f°j€nf fO9 f°¾¾ff½nfsj   xnf °  .

 ° ° f °¾¾f J  ½½nf° ° ¯¯ °    ¾¾  f O9 x °f  f f  ¯ f 9   n°x¯f½ °f¾ ¾f¾ ¯f n°x¯ n –.

f°€ ¾ f¯ ¾f¾n°  ¾ 9 ° nffn°x¯½°  °f f  ff¯ x¯n°x¯f°–f– ¯O.  ¾n  f° €fn  ¾h ¾ff½nfsj  If¯¾  ¾ f f–f  ½©   –  °   €f¯ nf ¾ ¾ f¾ ¯½f° ¾  ¯  ¾ x  ½½ f¯ x ¾½°¾h ½f¯f °f°€¯fsµ ¾¯½f° ¾ f°¾¾ff½nfsj    ¾f f½½ f¯      .n¯½f  ¾ ½©  –  ¯f½½.

OO- .

f°9f– f¯ ° f¯¾¯°f°¾¾ff½nfsj x°   f¯¾f½nf ¾°¾¾¾n° ¾   ¾f f.°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  fnf x.f°9f– f¯  -    °j x ½¾¾  ¾ff  f ½½ f¯ ¯ ¯   ¾–°  ©h   ¾f €°sj x f½ °f¾ f¯f °fn°€–fsµ ¾ ff½nfsj  .

¯ ¾¾ n°n¯¾ ° ¾¾  nf½ n¯ x €hn f nfsj  ¯f f½nfsj  –  ° ° ¯¾ f¯ x¯¾ff f n¯¯ff½nfsj –x¾½ f f ° ¯f½h–°fJ               .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  f .

° ¾ .

°   x f–f f½ ° ¯¾ f nf ¯ ½©  °  –  ° ° ¯¾ n¯   x ¾½ f  ¯ ¯f ½h–°f    n¯   nf ¾ f¾  ¾½°¾h ¾ ½  ¾  €°n°f¯ °  If¯¾ f–f n¯ sf f ¯°f f f°¾¾f f½nfsj  ½ff¾¾ f¯¾ n° n  f–°¾ n¾¾ ¾ ° ¾°  –  ½ ¯€fnf°¾¾f f  9f°x¾¾j  ¯ °¾ ½ ¯n° ¯½¾  ¯ °¾€¾     ¯°f¯¾f¯f°¾ f¾ ½¾sµ ¾ ¾¾ ¾€¾  .

f°f¾ ½sj¯f¾¾¯½ ¾x½© f¾ n°  ° –n¯¯f¯f°€ ½¾n°f  ¯ °¾ °  f¾n¯n °f f¾% %f ¾f¾ –f°f¾f½h–°f f ½fffn¯ f ¾¾ f¯f° €  fn9f°  fn9f° –f°f¾ ¾€¾ ¯¯f½f nf°f  ny ¾ €f¯ff n¯ fn9f°  J9   –€°n°f f¯ ¾¯f€¯f ¾fn9f° ¾½ ¯n° ¯ff¯½f f f    ¯ °¾€¾     xn°f°  f¯f¾¾€¾nf  €   ½ ¯°  n°  ¾ ©f ¾nff n°€¯    ¯ °¾°f¯ °  n°f°  ½f   ½f°    ¯ °¾°f  ½¾n°f ¾ ¾ €¾ –ff°   ¾½fs ¯ ¯f –f  Iny ½  ¾½ n€nf  °¯   °f¾  n°f¾    ½ n¾f  ¾f°   ¯ °¾°f¯ °€ f¯hn½½n°f  9 ½f j   – f   ½ff  f  ny ½  ¯ f ¾¾ ¾  € ° n ¾¾h  ¯f¾ f¯¾ f½f jnf    ¾ f°   ¯¾nf    .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  ¾¾  f f€nfh¾.

° ¾  ¯ ¾f¯f½f ¾.

° ¾ f   ¾ j¾f ¾½ff nff½°n½f –°¾ f ¾ ¯½ ¯ °fsj°jj¾  ¾ f ¾  f° €nf½ °f¾f¾  n¾¾ ¾½° f ¾½  –  f¯°f° ¾n° ¾f ¾° ¾ °¯ ° f°¾¾ff½nfsj  @  n €° n ¯n° ½fff  sj ½  °f¾f° f ¾ n°      @   €° n ¯n°   °f f    f 9n   x ¾f  ½ff nf ¯ ¾f   f  ¾h ¾n  ¯f ff  ¾½ff ¯  ° ¾  f¾  sj f ff  °  ¾j n° ¾    nf¯ f–¯f fsj f°   ¾h nnf ¾    ¾ h ¯f ¾x   n° ¾  °  ° ½ ° °  ½ f ° @–– ° .

   . n  f  °  ¾  °¾½ ¯ nf¾f¾  °¾¾  n°h ¾   ¯ °¾  © ¾O.

 – ¾½°¾h ½nff ff½nfsj       .

OO- .

  .°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  –°¾½°¾¯½f° ¾¾  n –  fn ¾n xf½ °f¾¯ n¾  ¾h €°  °j½ ¾ f f  ¯f¾½ ¾ ¾f fhf¾   ¾ Iny½  €°¯ ¾ €° ½fff ¯¾–f ¾ ° ff½nfsj ¾¾  ¾ ½ ¾  €°  ° f½½ f¯ n¯¯¾ff€–ff f    €°°  ¾½fff¾€° ¾ ff½nfsj  ° °– x¯f½½ f  °nfsj  © ¾ -@ ¾n¯½° ° ¾ ° €fn  ¾h fO.

  .°€¯ ¯¾° ¾¾ nf½ f¾° €fn ¾ ¾h° –¾j°¯f¯ ° n°¾ f¾n¯ ¾  O.

  ¯ ¯  ©  -@ n ¾½° ° ° –        .f f  ¯ ° f ° €fn   ¾h nf  n¯ O.

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  .

° nf° f¯f€°   f ¾ xf–f°¾½ n½f¯¾f½ °f¾n¯f f¯¾f–fn° nf°¾¾ff½nfsjf¯¾ sJ.

  ¾ h  ¾½°¾h ½ f n¯°nfsj f f½nfsj n¯ f¾ nf¯f f¾ ¾  n° nf¯ n¯  f°n  f ¾  9fff n°ff €  °nf ¾ s n n¯ j  °f½f¾f €  °n ¾ – ½¾n  ¯  n  €  °n   n°f° f €  °nf ¯¾ sf°¾¾ff½nfsj   D¯f©f° f¾ hf f x° ¾¾ ½° f¯¾°€¯f  ¾¾ ¾ s f¯¾f  ½¾  °€¯f    ¾¾ n  ¯   ¾     n  fx f   ¾ s ¾ h nf –f  ° ½f°   n ¾ f–fx¾ €°¯-f¯ ¾½fn ½ff €  °nf¾ s ° ff½nfsj nnf ¯    .

°€–f° ¾ s  .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  ¾f¾€f¯f n°f ¾f½©    ¾¾j ¾½°¾h ¾½–f ff¾n°€–fsµ ¾ ¾ s   ¾ ¾½°¾h ¾½ fn°€–fsj ¾ s  .

¯ ¾¾ n°n¯¾ f  n¯ x ¾¯½ ¾ f n° j  ¯f f½nfsj  – f €° ¾  f ¾ f° J.

 n                       .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  .f°½fsj °f f  °¾ ¾  nf½ ¾  n°n °f ¯ f–°¾ f¾½ n¾ f ¯f°½fsj  °f f  .

¯ sf¯¾ f°f¾f°  f ¯f°½fsj h¾nf   °¾ j¾  ¾½ff ¾f° ¾h  nff¾€°n°f f ¾ ¯ °¾¾ff½nfsj  If¯¾ f–f nf ¯  ° ° ½ff  n°  °  ¾¾   °    nf ¯f €°sj ° ¯¯ ° ¾hnnf°¯ ¾¯ °j½ffnf¯°  ° f¯¾f°  °¾   I¾f   @  ½ n¾f¯¾€f xf n°f¯n –gf½nfsj½ffn f .

n  ° 9¾n°  n¾    f½¾  f   If #.

° °#  ¯f¾ f° ¾   ¯ °  € nf¯ °  °  – #.

n # D¯f nf € f¯ °f °  °¾ ff½f n  €  n ° fnyf½° f   nf¯°¯f°½f    °¾   .

f°9f– f¯ n¾°°½ %¯€ .f°9f– f¯%   h ¯¯x  ¯f°½f    °¾€f n°f fn –   .f°½f    °.f° ¯°¯f°½f    °  –ff f.

n n°  °-   ½f¯ ¾¯½n ¯ °°¾n° ¾ °.

f f¾f  °n  °.

f –f            .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –   – f ff¯½ ¯ °fsj ¾¯x ¾ f°¾¾ff½nfsj  .

°¾ n°   - –¾  .

f –f¾f  –¾¾     .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  ff              .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  n                .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  .

f –f –¾             .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  °¾ff° ff½nfsj°f¯h°f n °  9ffn°n¯¾°¾¾ff½nfsj f¯¾°f ff–f ¯¯ff½nfsj ¾½ 9ff¾¾ n n¯ j  °½© – ° f – 9½  ¾nff °°½    n ¾¾f° f¾½½ f ¾ ½©   –f¾  n° ff f –nf¾°j ¾ ¾  n°f f½½f j     .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  nf n n °f  °°°–f½½nf°€ ¾  ¯f  ¾¾f½sj    ¾   f° n n €n nf   jf f¾ hf f  .

  ¯ € ¾   °–¾  n°€– ff½nfsjn¯¯¾ff€–ff f   .

°€–fsµ ¾ ff½nfsj½ff f€f  ¾    If¯¾ €°f¯ °   f °¾¾f f½nfsj   ¾     n  fx f  ¾  ¾ h f   °¾¾f f½nfsj¾ h  nf f     .

OO- .

°¾° f½nfsµ ¾nf¾n¯ –  9ff °¾ff f f½nfsj °f ¯h°f  f¾f nnf n¯  j   ¯ f  –f f  f  ¾  n°ff½sj°¾ff– ° f –° ¾ n¯½f    °¾ff° f½nfsj°f¯h°f ¾h  –fx¾ ¾n ° ¾ jnf ¾¾ff¾½fffn ¾¾fff½nfsj      n  ff½nfsj¾ h  nf f¯ ff¯ °   ½nfsj f° €f  ¾    .

¯¾¾n°n¯¾ ¾¾  °f¯ ° ° nf¯¾¯ff½nfsj¾¯½ ¾n¯ – n°¾¯°  f ¾ffx¾ ¯¾ sJ.

  .