Projecto Pedagógico (2009/2010): “À DESCOBERTA DO MEU MUNDO”

Jardim-de-Infância

INTRODUÇÃO:
Tendo sido pedido a elaboração de um Projecto Pedagógico, considerámos conveniente o seguinte tema: “ À Descoberta do Meu Mundo”. Apesar deste tipo de documento em termos de elaboração, não se distinguir particularmente de qualquer outro, considerámos conveniente ter alguns cuidados quanto ao seu planeamento, definição de estrutura, exposição e dimensão do mesmo. Como qualquer outro trabalho, este requer que se pense nele desde o início. Importou, portanto, planear as diferentes fases de preparação do documento, tendo em vista o produto final. O trabalho está dividido em três capítulos, sendo o primeiro capítulo destinado à definição de Projecto Pedagógico segundo vários autores e o que é o Projecto Educativo. O segundo capítulo é destinado à contextualização do Jardim-de-infância, a caracterização do Jardim-de-Infância (recursos humanos); a caracterização do jardim-de-infância e a rotina. Por fim, o terceiro e último capítulo destinam-se à fundamentação das opções escolhidas, metodologias, intenções do trabalho para o ano lectivo, estratégias e a avaliação.

2

A partir desta raiz latina. Porto Editora. esboço.1 Projecto Educativo O Ensino tem. dentro de princípios de responsabilização dos vários intervenientes na vida escolar e de adequação a características e recursos da comunidade em que se insere”. dando origem a uma série de iniciativas e estudos que abrangeram todo o Sistema Educativo. cometimento. no campo do ensino e da educação. Com a publicação da Lei de Bases do Sistema Educativo.Jardim-de-Infância CAPÍTULO I 1. Berta. pois. 1995). na filosofia existencial. 1. sobretudo. constituído e executado de uma forma participada. diz: “ A autonomia da escola concretiza-se na elaboração de um projecto educativo próprio. tem também provocado distorções e constrangimentos nas práticas educativas da Escola.” (Dicionário da Língua Portuguesa. relacionando-se com o verbo latino “projectare” que se poderá traduzir por lançar para diante. tenção. Esta mudança. relaciona a existência do projecto educativo com o alargamento da autonomia do estabelecimento de ensino. (Lei nº 46/86) inicia-se um movimento muito importante. 1989) 3 . nos últimos anos. (Macedo. desígnio. redacção provisória de uma medida qualquer. fundamental e imprescindível. verifica-se. representação gráfica e escrita com orçamento de uma obra que se vai realizar. aquilo para que tende o homem e é constitutivo do seu ser verdadeira. a “Escola” sente necessidade de se afirmar através de um projecto próprio que consiga dar resposta a estes desafios. pela primeira vez. a palavra projecto pode ter vários sentidos: “plano para a realização de um acto. Tendo em linha de conta estas realidades. atravessado um período de algumas indefinições resultado de significativas alterações da sociedade em geral e do sistema educativo em particular. com a publicação do Decreto-Lei nº 43/89 que.2 O que é um Projecto Educativo? “A palavra projecto deriva do latim “projectu” que significa lançado. A massificação do Ensino Básico.

as metas e as estratégias segundo as quais a escola se propõe a cumprir a sua função educativa". podemos considerar que a necessidade de elaborar o projecto educativo surge como expressão de uma concepção de escola com características próprias de uma autonomia relativa que a escola tem possibilidades de construir e se identificar. A. O Projecto Educativo dá origem a planos de actividades estimulantes. podemos referir que “projecto” encerra um conceito ligado à previsão de algo a que queremos dar forma. intenções. os valores. (Rolla. também o seu conteúdo pode ser alvo de confusões e indefinições. “Por Projecto Educativo podemos entender todo o conjunto de procedimentos.. artº 3º) Deste modo. Rolla. implicando e favorecendo a acção de vários participantes. A elaboração de qualquer projecto pressupõe um processo que tem como referências um ponto de partida (situação que se pretende modificar). elaborado e aprovado pelos seus órgãos de administração e gestão para um horizonte de três anos. um ponto de chegada (uma ideia do que se pretende modificar) e a previsão do processo de “construção” (o “como” fazer). No entanto. numa dimensão de valorização social.. que todos os intervenientes nas instituições implicadas no mesmo se propõem realizar com vista à consecução das finalidades educativas por eles previamente definidas”.. no qual se explicitam os princípios. Projecto implica horizontalidade entre os actores. estratégias de mudança e melhoria da qualidade do trabalho educativo e seu desenvolvimento. patentes ou latentes. tendo em conta a realidade local nas suas várias vertentes. "PROJECTO EDUCATIVO – o documento que consagra a orientação educativa da escola. (in Dec-Lei 115-A/98. S.Jardim-de-Infância O termo Projecto começou a ser utilizado em referência à acção educativa da organização escolar através da designação de Projecto Educativo da Escola. É por isso um documento de planificação a longo prazo. Permite a delegação de responsabilidades. traduzindo os valores. 4 . J. através deste instrumento no qual se projecta a si mesma. A necessidade de elaborar o projecto educativo como instrumento fundamental para a vida de uma escola. 1994) Em qualquer circunstância. As acções que compreende têm em conta um momento temporal que vai além do presente imediato. tornou-se um imperativo na denominada “Nova Escola”. definindo a sua prática educativa. tal como os vários sentidos do termo. necessidades ou problemas identificados.

a equipa vai crescendo e aos pais começam a juntar-se outros elementos da comunidade educativa. quer materiais – e quaisquer informações relevantes para caracterizar a instituição em questão. afirma a sua autonomia. partilham ideias e responsabilidades e que. O projecto começa muito antes da sua elaboração concreta. definindo claramente as linhas básicas/princípios orientadores que o inspiram. O Projecto Educativo é um documento de carácter pedagógico. comunidade. desenho curricular. o Projecto Educativo. Enquanto documento escrito. 1995). de modo a facilitar o diagnóstico da situação e a definição de objectivos. E assim nasce o Projecto educativo.expressão do modo como a comunidade educativa assume a sua identidade. o projecto situa-se entre o ideário e o regulamento. Berta. revela-se um elemento fundamental da dinâmica e do desenvolvimento da vida organizativa da escola”. que juntam propostas e sugestões. é imprescindível conhecer o meio. famílias. existem algumas linhas orientadoras que nos podem guiar neste processo. Apesar de não existir uma estrutura formal para a elaboração do Projecto Educativo. a realidade em que as pessoas/crianças vivem. elementos esses que partilham objectivos.. temos que. a cultura. elaborado com a participação da comunidade educativa. forma e nome a um projecto comum – o Projecto Educativo do agrupamento. (Macedo. define o sentido da sua acção educativa. tendo em conta o contexto em que está inserido. comunidade esta de que fazem parte todas as pessoas que. pelas suas exigências não pode dispensar a caracterização do meio e da instituição. pessoal docente e não docente…). os recursos. 5 . Para iniciar o Projecto Educativo. Elaborado de forma explícita. pouco a pouco. influenciam a educação das crianças por ele abrangidas... É um projecto global que tem em conta todos os procedimentos devidamente fundamentados. À medida que o projecto surge. definir objectivos e estratégias. e deve implicar todos os intervenientes (crianças. devendo referir os objectivos mais concretos da sua aplicação e ainda aspectos gerais de organização.Jardim-de-Infância “Projecto educativo. calendário escolar. de uma ou várias escolas. directa ou indirectamente. os recursos disponíveis – quer humanos. A caracterização da Instituição tem como principal objectivo perceber quais as condições de cada Jardim-de-Infância e sua organização. vão dando corpo. Antes de se começar a falar do projecto com as famílias é essencial que estas compreendam o que é um projecto e qual o seu papel nesse domínio.

plano de formação. correspondendo a uma planificação específica mas flexível.Jardim-de-Infância “Não há projecto se não houver articulação e coerência entre estas duas realidades (caracterização do meio e da instituição) ”. 6 . actividades extracurriculares.. compete a cada equipa. Santos. (Fialho. no entanto das características de cada Jardim-de-Infância. a cada comunidade. S. todos elementos importantes. Ferro. De estrutura sempre flexível. Desde as rotinas.. esclarecer quais os elementos que o “seu” projecto devem definirem. A. dependentes. A. de cada grupo e de cada um de nós.. 1998) O projecto educativo é a planificação geral que contempla o plano anual.

2. 2. Considerámos assim. junto das principais actividades comerciais.1 Contextualização do Meio do Jardim-de-Infância O Jardim-de-Infância situa-se no centro da cidade de São Pedro do Sul. È de referir a presenças de espaços verdes. dos diferentes espaços sociais. inovador (dentro de um espírito mutualista) num contexto que se debate com uma forte carência neste tipo de apoio social às famílias. culturais e recreativos. que tem implantado um parque infantil e onde o contacto com a natureza é privilegiado. Recursos Humanos Sala 1 Caracterização do grupo de crianças da sala 1 Sexo Masculino Feminino Nº de crianças 20 Idades 3/6 Anos 7 .Jardim-de-Infância CAPÍTULO II 2. bem como de espaços públicos patrocinados pela Câmara Municipal (espaço internet. estarmos a reunir todas as condições para a construção de um projecto arrojado. tais como o jardim Municipal e de um jardim à beira rio (rio Vouga). Todos estes espaços são de relevantes para a aquisição de conhecimentos e competências físico e psicossociais. pavilhão gimnodesportivo e a biblioteca municipal).

Acompanhar o grupo durante as rotinas. auxiliando a educadora. programando todas as actividades individuais e de grupo. • Acompanhar o grupo durante as rotinas diárias (alimentação. 8 . Assegurar a limpeza e o bom estado da sala e instalações da instituição em geral. zelando pelo bem-estar das crianças. Ser responsável pela sala. Elaborar um plano semanal ou mensal de intervenção. Organizar e explicitar os meios educativos adequados de acordo com o desenvolvimento integral da criança. Acompanhar a evolução da criança e do grupo.Jardim-de-Infância Educadoras de Infância Educadoras de Infância Nº de educadoras • • • 1 • • Funções Elaboração do projecto pedagógico de sala. Auxiliares de Acção Educativa Auxiliares de Acção Educativa Nº de Auxiliares • • 1 • Funções Participação nas actividades educativas. higiene e repouso).

onde as crianças podem desenvolver a sua criatividade e sua imaginação. Cantinhos existentes nas Salas “ Os espaços de educação pré-escolar podem ser diversos. janela de grandes dimensões. leitor de CD’s. Materiais /Equipamentos Manta.1. utensílios de cozinha (pratos. canções (por exemplo a canção do “Bom Dia”). onde existe períodos de tempos como o diálogo. jogos de sons. armário com prateleiras para arrumação dos livros. os materiais existentes e a forma como estão dispostos condicionam. almofadas. A organização e a utilização do espaço são expressão das intenções educativas e da dinâmica do grupo. assim como a motricidade fina. mesa. frutas de plástico. bancada. guarda-fato (disfarces infantis). jogos e brinquedos variados. É um espaço adequado. Este local permite que as crianças interiorizem hábitos rotineiros (exemplo: cozinhar. espírito crítico e inventivo. etc. Cantinho da Pintura Cavalete com É um espaço polivalente. sendo indispensável que o educador se interrogue sobre a função e finalidades educativas dos materiais de modo a planear e fundamentar as razões dessa organização” (Orientações Curriculares. colheres.Jardim-de-Infância 2. a criatividade. puzzles e jogos de encaixe. ao tentar imaginar o que as figuras das histórias transmitem. podemos encontrar jogos de encaixe. Neste cantinho as crianças exploram os diferentes livros desenvolvendo a sua criatividade. dominó. o que as crianças podem fazer e aprender. tachos. servir à mesa) e aprendem a socializarem-se. mas o tipo de equipamento.3. Caracterização do Jardim-de-Infância 2. Cantinho dos Jogos de Construção Cantinho da Casinha das Bonecas Sala Cantinho da Conversa/Leitura Fogão. bancos. cesto de bebé. Neste cantinho. legos. a leitura de contos. caixas coloridas para arrumação de jogos de construção. criando os seus próprios jogos simbólicos. Salas Espaço Observado Comentário Nesta área. os É um espaço onde as crianças 9 . facas. Tapete. chávenas.3. 1997:37/38). as crianças desenvolvem para além da atenção e concentração. imaginação. em grande medida. panos de cozinha).

armário com prateleiras para arrumação do Cantinho das material didáctico Expressões/Actividades (folhas de papel. tesouras). Cadeiras. visualização de filmes. plasticina. É um local polivalente. pincéis).Jardim-de-Infância respectivos acessórios (copos com tinta. pois efectuam-se várias actividades (trabalhos manuais. onde desenvolvem as suas competências (raciocínio). desenhos livres). É um espaço que as crianças também utilizam para a realização de alguns jogos. Computador Cantinho da Informática podem desenvolver a pintura e a criatividade. lápis de cor. 10 . É um espaço utilizado para a exploração da informática pelas crianças. material para picotagem. mesas. jogos interactivos.

decorações variadas. WC É um espaço que apresenta boas condições de higiene. caixote do lixo. 11 . polivã. o que permite que estas possam colocar os seus trabalhos e a sua presença. armário com prateleiras e gavetas para arrumação de material escolar. mesas. móbiles. cadeiras. muda fraldas. Comentário Os armários e o placar das presenças encontram-se ao nível das crianças. material didático. espelho. sanita adequada às crianças. quadro de presenças. Sanitas. janela de grandes dimensões. placar para afixação de trabalhos. o material encontra-se em bom estado a adequado à idade das crianças o que permite que estas desenvolvam a autonomia. bancada com lavatórios.Jardim-de-Infância Caracterização da Sala Salas Sala Espaço Observado Sala Materiais /Equipamentos Armários com prateleiras para arrumação de material didáctico.

Jardim-de-Infância 2.1.3. As Rotinas das Salas 12 .

musical. • Tempo de escolha Livre 11h 20m Cantinho das Expressões / Actividades. Tempo durante o qual. de assimilarem os seus nomes ou imagens do seu nome na marcação das presenças e socializam durante o tempo da conversa. É um momento em que as crianças vão adquirindo hábitos de boa educação ao cumprimentarem os seus colegas com o “Bom dia”. uma vez que estas chegam a horas diferentes. acordo com a actividade. casinha das bonecas.É um momento em que as crianças exploram livremente se livremente pelos as diferentes áreas. Comentário: Observa-se a chegada da maioria das crianças. • Actividade 10h 20m As crianças realizam Sala de actividades ou actividades orientadas um espaço específico de pela Educadora. as crianças podem conviver no refeitório enquanto comem a bolacha ou o iogurte adquirindo também por outro lado regras de boas maneiras à mesa. plástica. Durante este período de tempo as crianças podem adquirir conhecimentos tanto a nível do domínio da expressão motora. dramática. Diferentes cantinhos: leitura. imaginação e criatividade.Jardim-de-Infância ROTINA Rotinas: Hora: • Chegada/Acol 7h 30m himento • Cantar o “Bom dia” • Colocar as Presenças • Tempo de Conversa • Lanche da manha 9h 00m Espaço Salão Polivalente Momentos: Transição da criança de casa para o jardimde-infância. linguagem oral e matemática. 13 . podendo desenvolver a sua diferentes cantinhos. Cantinho da Conversa 10h 00m Refeitório As crianças reúnem-se no refeitório para lanchar. jogos de As crianças distribuem. As crianças cantam os bons dias e marcam as respectivas presenças. brincando livremente.

uma vez que arrumam os objectos nos locais correctos. As crianças arrumam os brinquedos. jogos de mesa. jogos de chão. interagindo com crianças de outras idades. As crianças comem a refeição com o auxílio da educadora e auxiliar. É um momento importante para as crianças desenvolverem a sua autonomia. pintura. 12h 00m Refeitório Sendo estas crianças capazes de realizarem a sua higiene pessoal. estas vão aperfeiçoando a sua autonomia. Casa de banho. Cantinho das Expressões / Actividades. casinha das bonecas. 14 . jogos e outros materiais nos locais correctos com a ajuda da auxiliar. As crianças vão desenvolvendo a autonomia e relações de convívio entre todas as crianças. o que lhes possibilita a aquisição de outros conhecimentos. É um momento em que a Educadora dialoga com as crianças sobre algum assunto ou actividade realizada. Neste momento. Diferentes cantinhos: leitura. As crianças brincam livremente. as crianças brincam livremente pelo salão polivalente ou no parque infantil. As crianças cuidam da sua higiene. pintura. jogos de chão. onde as crianças têm a possibilidade de desenvolver a sua linguagem oral num ambiente mais propício para tal.Jardim-de-Infância • Arrumação 11h 45m • • Hora da Higiene Almoço 11h 50m mesa. • Recreio 12h 50m Salão Polivalente • Conversa com as crianças 14h 00m Cantinho da Conversa A Educadora reúne as crianças no cantinho da conversa e dialoga ou sobre a actividade realizada da parte da manhã ou sobre algum assunto proposto pelas crianças.

jogos de chão. As crianças terminam a actividade iniciada da parte da manhã ou iniciam uma outra actividade proposta pela educadora ou proposta pelas crianças. jogos de mesa. pintura. casinha das bonecas. podendo desenvolver a sua imaginação e criatividade. Diferentes cantinhos: leitura. Cantinho das Expressões / Actividades. É um momento importante para as crianças desenvolverem a sua autonomia. pintura. jogos e outros materiais nos locais correctos com a ajuda da auxiliar. musical. casinha das bonecas. Durante este período de tempo as crianças podem adquirir conhecimentos tanto a nível do domínio da expressão motora. Diferentes cantinhos: leitura. jogos de chão. dramática. jogos de mesa. linguagem oral e matemática. plástica. uma vez que arrumam os objectos nos locais correctos 15 . As crianças distribuemse livremente pelos diferentes cantinhos. • Tempo de escolha Livre 15h 20m • Arrumação 15h 45m Cantinho das Expressões / Actividades. É um momento em que as crianças exploram livremente as diferentes áreas. As crianças arrumam os brinquedos.Jardim-de-Infância • Actividade 14h 30m Cantinho das Expressões / Actividades. brincando livremente.

As crianças lancha Durante este período de tempo as crianças podem adquirir conhecimentos tanto a nível do domínio da expressão motora. musical. estas vão aperfeiçoando a sua autonomia. • Hora da Higiene 16h 30m Casa de banho.Jardim-de-Infância • Actividade 15h 50m Sala de actividades ou um espaço específico de acordo com a actividade. as crianças podem conviver no no refeitório para refeitório enquanto comem a bolacha ou o iogurte lanchar. Sendo estas crianças capazes de realizarem a sua higiene pessoal. dramática. Lanche 16h 45m Refeitório As crianças reúnem-se Tempo durante o qual. adquirindo também por outro lado regras de boas maneiras à mesa. 16h 00m • Refeitório Apesar de não estarmos presentes neste momento. 16 . plástica. Nota: A rotina pode ser flexível mediante as actividades. linguagem oral e matemática. As crianças terminam a actividade iniciada da parte da manhã ou iniciam uma outra actividade proposta pela educadora ou proposta pelas crianças. As crianças cuidam da sua higiene.

tem de criar um ambiente propício a criar motivações. proporcionando-lhes um clima de segurança física e afectividade. Assim. os sujeitos que irão dinamizar todo o ambiente na sala. Por isso. criativas intelectual e moralmente sérias e com uma sólida auto imagem. a expressão. é necessário que ofereça às crianças tempo e espaço para o desenvolvimento.1 Fundamentação das Opções Educativas Enquanto Educadora consciente e enquadrada numa cultura de ensino que se pretende ser reconhecida a qualidade. tenho que ter sempre presente que a Educação tem como objectivo influenciar. assumir-se como fonte dinamizadora da relação com a família e com o meio. Pretende-se criar formas de ampliar a sua criatividade. o futuro das crianças ao longo do seu percurso escolar. promovendo o seu desenvolvimento de forma a tornarem-se autónomas. cujo tema é: “À Descoberta do Meu Mundo”. é importante que observemos permanentemente as crianças. com a apresentação deste Plano Pedagógico. pretendemos que sejam as crianças com as suas vivências e experiências. que despertem a acção. Por excelência a Creche e o Jardim-de-Infância é considerado um espaço muito rico na exploração de actividades criativas. o prazer. que dêem à criança gosto e vontade de crescer. a alegria e a vida. que é o desenvolvimento global da criança. privilegiando os seus interesses e nunca esquecendo a evolução da sociedade onde estão inseridos. é o nosso dever organizarmo-nos para responder às necessidades das nossas crianças. Em suma. O jardim-de-infância deve assim. 17 . de forma marcadamente positiva. mas também a propostas das crianças. podendo deste modo atingir níveis de comportamento e afecto que sem a intervenção do jardim ficariam aquém. estabelecendo relações afectivas e criando um ambiente que favoreça a comunicação. para cumprir o seu principal objectivo. proporcionando experiências e descobertas. Para que o jardim-de-infância seja um contributo para o desenvolvimento equilibrado. de forma a poder orientar as actividades sempre de acordo com uma dinâmica lúdica que possa dar prazer e interesse. Este trabalho obedece não só a ideias pensadas por nós. devendo ainda ser enriquecido pela participação dos Pais. Por outro lado.Jardim-de-Infância CAPÍTULO III 3. concentração e demais capacidades. revelando as potencialidades das crianças e a imagem de crianças mais felizes. capazes de aprender e de lidar com situações de contrariedade e frustração.

já que inicialmente é mais directiva. J.Jardim-de-Infância Especificamente em relação ao tema escolhido. Valorizar a participação do educando e do educador no processo de ensino aprendizagem. Iremos vivenciar dias festivos e sensibilizar as crianças para a protecção do ambiente. A valorização do que a criança faz ou conta num ambiente de calor e aconchego com o adulto preparado e consciente da responsabilidade de educar. Dar a devida atenção ao que surge de novo. 1991:67) Metodologia • • • Pedagogia de Situação E Pedagogia de Projecto • • • Método Valorização do que a criança faz ou conta. organizado como uma comunidade educativa. uma forma exacta de educar (…) tudo quanto podemos aconselhar. 3. Verificar os interesses e motivações da criança. 3.. no estado actual dos nossos conhecimentos é que cada eduque com verdade e espontaneidade”.3 Objectivos do Jardim-de-Infância Em virtude da conhecida importância que a primeira infância tem no desenvolvimento pleno das crianças. tem como objectivo central o de proporcionar às crianças um atendimento individualizado num clima 18 . incentivando-as a participar no seu percurso de aprendizagem. tornando-os responsáveis pela elaboração e desenvolvimento de cada Projecto de Trabalho. nem creio que alguma vez exista. (Santos. Valorizar situações espontâneas Dar liberdade à criança para agir. propondo os temas a desenvolver e com o crescimento da autonomia do grupo a pedagogia de situação nota-se a evoluir para uma pedagogia de temas de interesse e por pequenos projectos. iremos explorar assuntos relacionados com o meio que cerca a criança para que fortaleça e adquira novos conhecimentos. o jardim-de-infância. A metodologia irá evoluindo ao longo do ano.2 Metodologia “Não existe.

Relacionamento interpessoal. Na nossa missão. o tempo. de modo a assegurar a indispensável informação e esclarecimentos recíprocos. 3. são organizadas com base numa articulação permanente entre as Educadoras de Infância e as famílias. O desenvolvimento destas actividades baseia-se no projecto educativo e nos planos de actividades. Integração social e identificação das suas regras. Para tal.Jardim-de-Infância de segurança afectiva e física. afectivas. Observação e compreensão do meio onde vive. potencia-se a promoção de: • • • • • • Auto-estima e autonomia da criança. utilizando vários métodos e tendencialmente integradores da participação dos pais. individualmente e em grupo. físico e emocional). intelectual. visando o seu desenvolvimento integral. Desenvolvimento da criatividade e imaginação. livre e solidário. emocionais. 19 . intelectuais e sociais.4 As Actividades As actividades. As actividades centram-se na criação de condições que permitam à criança. espaço e a sua articulação deverão adequar-se às características do grupo e necessidades de cada criança. A criança desenvolve-se num processo de interacção social. estes de carácter meramente indicativo. potenciador do desenvolvimento pleno dos diferentes planos da sua personalidade (social. de forma a potencializar a sua inserção na sociedade como ser autónomo. cujo o ambiente é um facilitador do desenvolvimento e aprendizagem. realizar experiências adaptadas à expressão das suas necessidades biológicas. Expressão e comunicação nas suas varias formas.

Jardim-de-Infância 20 .

Jardim-de-Infância 3.Saberes do mundo. Outono Conhecer as características desta estação do ano. temos que conhecer em profundidade as características evolutivas das nossas crianças.Domínio da Expressão Motora. Mesmo havendo variações entre as crianças. Isso vai ajudar-nos a acompanhálas no seu crescimento. .Domínio da Linguagem Oral. Desenvolver noções sobre a Lenda de S. .Área de conhecimento do mundo. Martinho. Identificar os frutos da época. Área de Expressão e Comunicação: . há várias características que são comuns àqueles que se encontram em determinado grupo etário. Plano de Actividades Áreas de Conteúdo • Conteúdo • • • Objectivos Gerais • • • • • Objectivos Específico . • • Trabalhar a tomada de consciência de si – identidade. que é algo lento que vai cumprindo etapas. Por outro lado é importante ter em conta que todo o crescimento implica um processo pessoal. Conhecer as modificações na natureza. Identificar as mudanças nas árvores e nos animais. • A Criança e a Família • Conhecer os membros da sua família.5 Intenções das Actividades para o Ano Lectivo Ao planificar as actividades. Martinho. Identificar esta estação do ano de acordo com o clima. Identificar o vestuário utilizado nesta estação. Comemorar o dia de S. Criar instrumentos de comunicação e intercâmbio entre o 21 .

Criara dias de contos com a família. textura.Domínio da Expressão Musical • Conhecer as diferenças e semelhanças em relação aos seus pais.Domínio da Expressão Plástica. 22 . Identificar as profissões que estão mais relacionadas com a aldeia/cidade. • • • Identificar as diferenças entre as habitações da aldeia/cidade. Conhecer as principais refeições. Conhecer as modificações na natureza. • • Identificar as mudanças no clima. Criação do dia do conto com os pais. • A Criança e a Alimentação • • Conhecer os alimentos essenciais a uma boa alimentação. Identificar os costumes urbanos e rurais. na fauna e na flora. • • jardim-de-infância e a família.Jardim-de-Infância . cor. Identificar o vestuário adequado. Criar uma árvore genealógica. • • • Aldeia/Cidade • Conhecer as diferentes rotinas familiares. Identificar os diferentes alimentos através das propriedades. . Distinguir uma aldeia de uma cidade. sabor e tamanho. • • Criar uma pirâmide alimentar. • Inverno • • Conhecer as características desta estação do ano.

Transporte/Com • unicação • Primavera • • Conhecer as características desta estação do ano. • Meio Ambiente • • Desenvolver noções para a defesa do meio ambiente. Identificar as diferentes refeições. Identificar as várias fases do ciclo da água. Internet. Identificar o vestuário adequado a esta estação. Conhecer as funções dos diversos meios de transporte/comunicação e a sua importância. Identificar os alimentos que se devem comer “de vez em quando”. Separar o lixo pelos diferentes ecopontos.Jardim-de-Infância • • Conhecer a pirâmide dos alimentos. na fauna e na flora. Criar um cantinho da primavera. rádio… Identificar as funções dos meios de transporte e de comunicação. Identificar os vários ecopontos. 23 . Conhecer a origem dos alimentos. televisão. Desenvolver as noções sobre o ciclo da água. Identificar os meios de comunicação: telefone. • • • • Identificar as frutas das verduras. Conhecer as modificações na natureza. Identificar as mudanças no clima. terrestres e marítimos. carta. • A Crianças e os Meios de • Conhecer os diferentes meios de transporte/comunicação. • • • • • • • • • • Identificar os meios de transporte: aéreos. Elaborar um teatro sobre a importância de uma boa alimentação. telemóvel. Identificar a importância da água na nossa vida.

Identificar as mudanças na flora e na fauna. 24 . Identificar o vestuário adequado. Conhecer as modificações na natureza.Jardim-de-Infância • Verão • • Conhecer as características desta estação do ano. • • • Identificar as modificações do clima. temperatura e hábitos.

No entanto.Criar atitudes positivas face aos alimentos e à alimentação. É uma avaliação formativa. . podendo implicar a reformulação de estratégias sempre que se torna necessário. .Encorajar a aceitação da necessidade de uma alimentação saudável e diversificada.Jardim-de-Infância 3. . . podemos avaliar todo o Projecto tendo em conta a avaliação pontual.Organização da festa da Primavera. 3. . promotoras da autonomia. de forma a chegar-se à resolução do problema e de acordo com as necessidades específicas de cada criança. . da maturação especifica de cada criança e acompanhando passo a passo o respectivo desenvolvimento psicológico.Desenvolver situações de diálogo acerca das actividades que se desenvolvem e das situações do dia-a-dia.7 Avaliação A avaliação será feita de uma forma contínua. . pois pretende avaliar simultaneamente o processo e o produto com um papel significativo na formação de novas condições que permitam compreender aprendizagens futuras.Realização de actividades cooperativas (como trabalhos de grupo). .Avaliação dos registos das crianças. orientadas para a partilha e troca de saberes.Experimentação de novas técnicas. .6 Estratégias: . em que serão analisados os seguintes aspectos: 25 .Actividades conduzidas à observação e questionamento da realidade.Desenvolvimento de pequenos projectos (visitas de estudo). responsabilização e criatividade das crianças. Será feita em função da progressão. .Organização das actividades com base em materiais e recursos diversificados. .Desfrutar de novas situações/ocasiões de descoberta/exploração do mundo.Elaboração do cantinho da natureza e do cantinho aldeia/cidade. instrumentos e novas formas de trabalho.

• Elaboração de portefólios. • Dificuldades encontradas. • Autonomia.Jardim-de-Infância • Empenho individual das diferentes crianças. • Diferenciação de estratégias. 26 . • Observação directa. • Dinâmica do grupo.

(2002). Porto: Edições Afrontamento. Ministério da Educação (1998). Qualidade e projecto na educação de Infância. (2006). Lisboa: A Esfera dos Livros.d. O Livro da Criança.). 27 . F. Projecto Educativo. (2007).. Lisboa. nº 20 Cordeiro. M. Rolo. & Diogo. Carvalho. (s. Departamento da Educação Básica. A. Projecto Educativo – Revista dos Educadores. Projecto Bola de Neve. Núcleo de Educação Pré-Escolar. M. M.. Projecto Curricular de Turma no Jardim-de-Infância – uma perspectiva.Jardim-de-Infância Bibliografia • • • • • Figueiredo.