ESCOLA SECUNDÁRIA DA CIDADELA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA 10º ANO Pavimentações com Polígonos

Chama-se Pavimentação do Plano a um conjunto numerável de mosaicos ou ladrilhos que cobrem o plano sem falhas nem sobreposições.

Tarefa 1: Pretende-se pavimentar o chão de uma sala. Para tal teve-se que consultar uma empresa de ladrilhos em tijoleira, para se proceder à escolha dos vários ladrilhos em oferta. O fabricante informou que só aceitava encomendas de tijoleiras com a forma de polígonos regulares e sempre com o mesmo comprimento de lado. O cliente escolheria a combinação das tijoleiras de acordo com o efeito pretendido. 1. Estudaram-se as várias possibilidades de pavimentação utilizando polígonos todos iguais .

Completa a tabela seguinte considerando as seguintes questões:
  

Quais os polígonos regulares que pavimentam o plano? (utiliza apenas um polígono de cada vez) Em cada pavimentação quantos polígonos são necessários para formar um vértice? Qual a amplitude do ângulo interno de cada um dos polígonos?

Esc. Secundária da Cidadela – Departamento de Matemática – 10º Ano – Matemática a – Pavimentações no plano

Pág-

1

Pavimenta? Sim Polígonos Não

Nº de polígonos necessários para formar um vértice

Amplitude do ângulo interno

Conclusão:

Dá-se o nome de Pavimentação regular ao preenchimento de um plano com polígonos regulares congruentes ( com o mesmo tamanho e forma ),convergentes no mesmo vértice. Não são consideradas pavimentações regulares todas aquelas em que a cada vértice concorre pelo menos um dos lados do polígono.
Pág-

Esc. Secundária da Cidadela – Departamento de Matemática – 10º Ano – Matemática a – Pavimentações no plano

2

2. E se considerarmos dois tipos de polígonos em torno do mesmo vértice? Chamamos pavimentações semi-regulares ou Arquimedianas às pavimentações formadas por dois ou mais polígonos regulares dispostos sempre do mesmo modo em torno de cada vértice. Veja-se o que se pode fazer com triângulos e quadriláteros:

Ou triângulos e hexágonos

quadrados e hexágonos:

3. E se considerarmos mais de dois tipos de polígonos em cada vértice?

Triângulos, quadrados e hexágonos

Dos exemplos dados e tentando combinar os vários tipos de polígonos regulares, obtém-se:

Desta forma podemos fazer as seguintes observações sobre pavimentações: Observações: 1. O vértice da pavimentação é um ponto onde se intersectam três ou mais ladrilhos;

Esc. Secundária da Cidadela – Departamento de Matemática – 10º Ano – Matemática a – Pavimentações no plano

Pág-

3

2. Para pavimentar é necessário utilizar pelo menos três polígonos em torno de cada vértice; 3. A soma dos ângulos internos que convergem no mesmo vértice tem de ser 360º, para que não hajam falhas nem sobreposições.

Para saberes um pouco mais sobre Pavimentações não deixes de procurar informações, nos links abaixo, sobre: Roger Penrose é um importante físico matemático que nasce na cidade de Colchester, Inglaterra, em 1931. Embora a maioria do seu trabalho esteja relacionada com a teoria da relatividade e a física quântica, a paixão de Penrose é a matemática recreativa e, em particular, as pavimentações. Recentemente foi-lhe atribuído o título de Sir pelos seus extraordinários contributos à matemática.

Penrose realizou o seu doutoramento, em Cambridge, em Geometria Algébrica. Nessa altura, começou a investigar a existência, ou não, de um conjunto de ladrilhos que pavimentassem o plano, mas sem gerar um padrão repetido. Por se tratar de um problema não passível de ser resolúvel computacionalmente, Penrose "armado" apenas com um lápis e um bloco de notas, começou a desenvolver conjuntos de ladrilhos que gerassem este tipo de pavimentações.

Eventualmente Penrose encontrou a solução para o seu problema, mas eram necessários muitos milhares de ladrilhos diferentes. Após vários anos de investigação, conseguiu reduzir esse número para seis e, mais tarde, para dois. Foram desta forma criados os três conjuntos de protoladrilhos de Penrose, com seis, dois e dois ladrilhos respectivamente. Curiosidades

1. Como nem sempre o conhecimento é usado para o bem, o segundo conjunto de protoladrilhos de Penrose,
Pág-

Esc. Secundária da Cidadela – Departamento de Matemática – 10º Ano – Matemática a – Pavimentações no plano

4

denominados de setas e papagaios (kites e darts), foi utilizado para pavimentar rolos de papel higiénico de uma conhecida marca. Uma vez que estes ladrilhos permitem construir pavimentações sem haver repetição de um padrão, o fabricante pretendia produzir um rolo de papel higiénico em que nunca houvesse sobreposição de perfurações. O objectivo foi alcançado com 15% de papel a menos no mesmo volume de rolo. O caso está sob julgamento até hoje nos tribunais ingleses.

2. Por ser particularmente intrigante brincar com os ladrilhos criados por Penrose, uma vez
que é necessário ter em conta mais do que o ladrilho que se deve colocar ao lado para decidir o modo como as peças encaixam, Penrose desenhou, então, um puzzle, usando este conceito de pavimentação, denominado Perplexing Poutry. O puzzle é constituído por peças em forma de pássaro. Existem apenas dois tipos de peças, pássaros pequenos e pássaros grandes. O objectivo é cobrir completamente a superfície plana, onde se brinca. Embora aparente ser uma tarefa fácil, na realidade não é! E para além disso existe apenas uma solução Para mais informações basta ir aqui ! http://www.uwgb.edu/dutchs/symmetry/penrose.htm http://www.math.ubc.ca/~cass/courses/m308-02b/projects/schweber/penrose.html http://www2.spsu.edu/math/tile/aperiodic/ 3. A mais notável propriedade das pavimentações de Penrose é que cada porção finita de uma pavimentação está contida infinitas vezes em cada uma das outras pavimentações gerada a partir do mesmo conjunto de protoladrilhos. Isto é obviamente verdadeiro para todas as pavimentações periódicas, mas não é tão óbvio que possa ser verdade para pavimentações não periódicas. Esta propriedade tem várias consequências:

Nenhum conjunto finito de ladrilhos determina o resto da pavimentação, ou seja, não existe um padrão.

Não é possível, a partir de um conjunto finito de ladrilhos, dizer a que pavimentação pertencem.

Só é possível distinguir as diferentes pavimentações no seu limite infinito.

E sobre:

Esc. Secundária da Cidadela – Departamento de Matemática – 10º Ano – Matemática a – Pavimentações no plano

Pág-

5

Maurits Cornelis Escher (1898-1972) é um dos mais famosos artistas gráficos do Mundo. A sua arte é apreciada por milhões de pessoas em toda a parte.

Nasceu no dia 17 de Junho de 1898 em Leeuwarden na província holandesa de Friesland. Não sendo um aluno brilhante, mostrou um talento artístico surpreendente. A sua visão maravilhosa do espaço e da matemática permitiu que criasse uma colecção fantástica de obras de arte. É principalmente reconhecido pelo seu incrível talento artístico em misturar elementos de surrealismo com elementos matemáticos, além da sua maravilhosa técnica em xilografia e litografia. Gostava particularmente de trabalhar desenhos com ilusões de espaço e formas, prédios impossíveis e mosaicos geométricos infinitos (pavimentações). Escher faleceu a 27 de Março de 1972 e o seu trabalho continua a fascinar pela sua singularidade e originalidade. Hoje em dia é uma referência para os matemáticos e para os cientistas, ainda que não tenha tido uma formação "formal" de matemática ou de física.

Conhece a sua obra aqui: http://www.worldofescher.com/ http://www-gap.dcs.st-and.ac.uk/~history/Mathematicians/Escher.html
http://www.mcescher.com/ http://www.educ.fc.ul.pt/icm/icm2000/icm33/Escher.htm

Tarefa 2: Elabora um pequeno artigo paro o Jornal da Turma, sobre o que aprendeste acerca das pavimentações ou sobre Penrose ou Escher.

Esc. Secundária da Cidadela – Departamento de Matemática – 10º Ano – Matemática a – Pavimentações no plano

Pág-

6

Esc. Secundária da Cidadela – Departamento de Matemática – 10º Ano – Matemática a – Pavimentações no plano

Pág-

7