FEBRE AMARELA – MICROBIOLOGIA (PROFESSORA SABRINA) 01/09/2011 Modo de transmissão do vírus da febre amarela também é um mosquitinho, mais uma vez picada da fêmea, então em área silvestre são Haemagogus e Sabethes, e na área urbana é o Aedes aegypti que vocês já conhecem, ta? Mesma coisa, o mosquito também é o vetor para transmitir a febre amarela ai. É um arbovírus, falei para vocês que os arbovírus transmitem o vírus através de um vetor, mesma família e mesmo gênero do vírus da dengue, e por tanto é um vírus de RNA polaridade positiva. Apresenta um único sorotipo, e por isso tem a vacina contra febre amarela, tem duração de 10 anos e se você for viajar para uma área endêmica tem que ser vacinado dias antes de viajar. A febre amarela pode matar, causa danos imensos no fígado, paciente fica ictérico. Bom, gente, mesma figura do vírus da dengue por ser da mesma família e gênero, tem o capsídeo icosáedrico, envelopado, apresenta ligando o envelope ao nucleocapsídeo a proteína M, apresenta a proteína E que são as glicoproteínas do envelope viral, mesma coisa, pode passar? Replicação, mesma coisa da dengue! Patogenia: penetração do vírus através da pele pela picada do mosquito infectado, infelizmente o vírus vai lá e começa a se replicar de novo nas células dendríticas da pele, ta? mais uma vez. vai se replicar nesse local e consegue se disseminar para os linfonodos de novo que é o grande X da questão. Foi para linfonodos podem se disseminar para onde? Sangue! Infelizmente quando se tem a viremia, e o vírus cai na corrente sanguínea ele pode se disseminar para outros órgãos: fígado, coração, rins, gânglios, pâncreas, baço e aí pode comprometer de forma significativa esse paciente. Ah qual vai ser o quadro principal desse paciente? Vai depender do local que esse vírus conseguiu se disseminar, se vai ser pro baço, fígado, coração, pulmões... o órgão alvo. Olha lá o que eu falei, lesões mais proeminentes pessoal da febre amarela, fígado e rins. É bem comprometedor, pode levar o paciente ao óbito? Pode! Porque causa necrose das células do fígado, deixando o paciente ictérico e levando ao óbito. Gente, tudo se repete, células dendriticas, se replica nas células da pele, se dissemina pros linfonodos, se replica nos linfonodos, consegue ganhar a corrente sanguínea, se você tem um bom sistema imunológico, você consegue aqui acabar com o vírus, ai ele não consegue ir pra corrente sanguínea e não infecta outros órgãos. Então tudo vai depender do seu sistema imunológico. O mosquito picou o individuo número 1, adquiriu o vírus. O vírus vai se replicar lá na mosquitinha, período de incubação extrínseco. Vai picar o segundo individuo, o vírus vai se replicar agora nas células dendríticas do individuo número 2, então você tem período de incubação intrínseco, vai para os linfonodos, cai na corrente sanguínea, viremia, doença. Periodo de incubação – 3 a 6 dias após a picada do mosquito Sintomas do paciente com febre amarela – febre alta, mal – estar, dor de cabeça, anorexia, dor muscular, letargia. Náuseas e vômitos podem existir. Manifestações clínicas – 85% evolui para formas benignas e ficam curados. 15% não evolui para forma benigna, e aí pode acontecer mais complicações, porque passou da viremia para outros órgãos. Metade desses 15% vão evoluir para o óbito. Então é o que eu falo para vocês, você pode, simplesmente, ter um bom sistema imunológico, acabar com a doença ali antes que o vírus se espalhar pelo teu corpo, escolher um órgão alvo e você evoluir, ir para fase de convalescença e ficar bom, ou você, infelizmente, pode evoluir para uma segunda fase, e ai o paciente pode apresentar complicações mais significativas e dessa metade desses 15% evoluir para morte. A febre amarela é uma doença bifásica. 1° fase é infecção, onde o paciente apresenta febre, mal estar, letargia, dor muscular, calafrios, vômito, cefaleia. E aí se vc tem um bom sistema imunológico vc consegue controlar a doença aqui e fica curado. Só que em alguns casos você pode ter uma remissão, onde a febre diminui, você acha que está ficando bom e infelizmente você não ta ficando curado, o que acontece? Você tem uma nova fase, que é a segunda fase. Nessa 2° fase a febre volta aparecer, vai ter comprometimento do fígado, apresentando icterícia, pode apresentar insuficiência renal aguda, manifestações hemorrágicas que evolui pro coma, pro choque, pro óbito. Então 15% dos pacientes evolui para essa fase aqui, e metade desses 15% evolui para o óbito. Se vc vai ficar na primeira fase ou evoluir para a segunda fase vai depender do que? Do sistema imunológico. Forma grave da febre amarela – febre altíssima (41°C e se diferencia da dengue por isso, pela febre ser bem alta), dor epigástrica, diarreia, vomito hemorrágico (vomito negro), manifestações hemorrágicas (gengiva, nariz) e por isso o paciente pode evoluir pro choque, hipotensão, diminuição da frequência cardíaca, e óbito. Alterações da função hepática, icterícia, insuficiência renal aguda. Diagnóstico – Igual ao paciente com dengue. Hemograma completo. Teste da função hepática. Na verdade pessoal, a biopsia é contra indicada, porque o paciente na 2° fase ele ta tendo hemorragia e não tem como fazer uma biopsia. Tem que avaliar a função renal ( porque ele pode evoluir para insuficiência renal aguda ), Isolamento do vírus tem que ser feito na fase aguda, na fase febril, ou seja, 3 a 6 dias. PCR pode ser feito, mas não é um exame de rotina. Bom, vírus multiplica-se no mosquito, e os mosquitos permanecem infecciosos por toda a vida. O período de incubação extrínseco que é a replicação do vírus no mosquito para, então se você conseguir matar o mosquito nessa fase, acaba com a febre amarela. Profilaxia – além de todas esses cuidados, certo? A vacina é importante, tem eficácia de 95%, tem que ser vacinado 10 dias antes de entrar em área endêmica e essa vacina dura 10 anos. FIM
Sign up to vote on this title
UsefulNot useful