You are on page 1of 14

INSTITUTO SUPERIOR DE SANTARÉM

ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR

GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES
DESPORTIVAS

Unidade Curricular: Gestão de Projectos de Desporto I

Docente: Diogo Carmo

Trabalho a realizar:

Murieston United Community Football Club

Trabalho realizado por:

Hélder Pedro nº25125


David Amorim nº25050
Pedro Andrade nº25008

2º Ano Turma 9

Data de Entrega: 25/07/2007


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Índice

Índice ................................................................................................................................ 2

Operacionalização do projecto ......................................................................................... 3


Estrutura do produto final ............................................................................................. 3
Justificação ............................................................................................................... 3
Finalidade ................................................................................................................. 3
Produto Final ............................................................................................................ 3
Cliente....................................................................................................................... 4
Grupo Alvo ............................................................................................................... 4
Imagem de marca.......................................................................................................... 4
Símbolo..................................................................................................................... 4
Logótipo ................................................................................................................... 4
Especificação das componentes do produto final ......................................................... 5
Exclusões ...................................................................................................................... 5

Organização do Projecto ................................................................................................... 6


Promotor ....................................................................................................................... 6
Líder do projecto .......................................................................................................... 6
Estrutura da equipa ....................................................................................................... 6
Matriz das responsabilidades ........................................................................................ 7
Exclusões ...................................................................................................................... 8

Plano de Meios ................................................................................................................. 8


Programação global ...................................................................................................... 8
Orçamento .................................................................................................................. 10
Mapa de programação ................................................................................................ 11
Mapa dos meios necessários ....................................................................................... 12
Exclusões .................................................................................................................... 14

Gestão de Projectos de Desporto I 2


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Operacionalização do projecto

Estrutura do produto final

Justificação

O projecto justifica-se pela oportunidade encontrada. A oportunidade residiu no


facto de, na Escócia, mais precisamente na zona de Livingston West Lothian,
não haver nenhum clube orientado para a formação de atletas de futebol.

Finalidade

A finalidade deste projecto é promover o bem-estar dos participantes, aumentar


a oportunidade de participação desportiva, que traz benefícios ao nível da
saúde, e oferecer instalações desportivas de alta qualidade para a prática.
Com este projecto pretende-se também encaminhar os jovens nas suas
escolhas sociais, procurando que os jovens não incorram em comportamentos
desviantes e não aceites pela sociedade global.

Produto Final

O projecto tem como designação Murieston United Community Football Club.


Este produto final visa a criação de um clube de futebol que terá o objectivo de
oferecer um conjunto de serviços desportivos, nomeadamente a prática da
modalidade.
O produto final consiste num pavilhão polidesportivo, um edifício administrativo
que contem uma sala comum, um escritório, um bar, casas de banho, um
consultório médico e quatro balneários.
O pavilhão contém área de chuveiros e dez balneários, incluindo um balneário
destinado á equipa de arbitragem.
As instalações exteriores incluem seis relvados, dois deles utilizados para a
prática do futebol de sete. Há ainda um espaço para a possível construção de
mais um edifício indoor.

Gestão de Projectos de Desporto I 3


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Cliente

Os clientes deste projecto são externos, nomeadamente os pais dos


praticantes, na medida em que são estes que pagam o serviço, e os próprios
praticantes, porque são eles que usufruem do serviço em causa.
É importante cativar não só os praticantes mas igualmente os encarregados
dos mesmos, uma vez que são estes que vão efectuar uma troca monetária
pelo serviço prestado.

Grupo Alvo

O grupo alvo deste projecto é: todos os jovens, masculinos e femininos, com


idades compreendidas entre os seis e os vinte e um anos, que se interessem
pela modalidade que se encontrem localizados nas zonas periféricas do centro
da cidade.

Imagem de marca

Símbolo

Logótipo

Gestão de Projectos de Desporto I 4


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Especificação das componentes do produto final

Componentes Objectivos Características

A: prática de
Tem dois objectivos: modalidades indoor, e
utilização do mesmo
para situações
A: Desportivo climatéricas adversas.
Pavilhão Polidesportivo Contém também 4
balneários.
B: Administrativo (sede
do clube) B: Contém toda a parte
administrativa do clube,
bem como a inclusão de
um bar, sala comum,
departamento médico,
escritório.

Contem uma área de


Utilização do balneário chuveiros e dez
Pavilhão (balneários) por partes dos balneários, e um
utilizadores dos relvados balneário destinado
exteriores para à equipa de
arbitragem
Dimensões oficiais para
a prática do futebol de
4 Relvados futebol 11 Prática de modalidades 11 para os escalões que
necessitam destes
campos em jogos
oficiais
Dimensões oficiais para
a prática do futebol de 7
2 Relvados futebol 7 Prática de modalidades para os escalões que
necessitam destes
campos em jogos
oficiais

Exclusões

Neste projecto verificou-se a exclusão dos courts de ténis numa primeira


instância, devido aos elevados custos referentes à construção dos mesmos.
Serão construídos futuramente quando os recursos financeiros do qual assim o
permitirem.

Gestão de Projectos de Desporto I 5


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Organização do Projecto

Promotor

O promotor deste projecto foi Duncan Turner.

Líder do projecto

O líder do projecto foi o Alan Purves.

Estrutura da equipa

Produtos intermédios para a construção do pavilhão polidesportivo

• Terreno para construção preparados


• Instalação construída
• Balneários construídos
• Piso de jogo instalado
• Equipamentos desportivos instalados
• Gestor de instalação contratado
• Pessoal auxiliar contratado
• Pessoal de limpeza contratado
• Sistemas de informação instalados
• Material de escritório adquirido
• Mobiliário adquirido
• Equipamentos audiovisuais adquiridos
• Equipamento de restauração instalado
• Equipamento médico instalado

Produtos intermédios para a construção do pavilhão (balneários)

• Terreno preparado
• Material para construção adquirido
• Construção concluída
• Equipamento sanitário instalado

Gestão de Projectos de Desporto I 6


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Produtos intermédios para a construção dos relvados de futebol de 11 e de 7

• Terreno preparado
• Relvado seleccionado
• Relvado instalado
• Iluminação instalada
• Vedação colocada

Unidade Membros Âmbitos de Intervenção


Preparação dos terrenos
Construção Construção do polidesportivo,
dos relvados de futebol e do
pavilhão (balneários)
Logística Escolhas do piso de jogo no
polidesportivo e nos relvados
Comunicação Divulgação do clube
Instalação do piso e dos
relvados
Instalação Instalação de todas as
componentes informáticas
Instalação dos equipamentos
de restauração e médicos
Formação Responsável por todo o
planeamento desportivo

Matriz das responsabilidades

Polidesportivo Unidade Construção Logística Comunicação Instalação Formação

Terreno para construção preparados X


Instalação construída X
Balneários construídos X
Piso de jogo instalado X
Equipamentos desportivos instalados X
Gestor de instalação contratado X
Pessoal auxiliar contratado X
Pessoal de limpeza contratado X
Sistemas de informação instalados X

Material de escritório adquirido X

Gestão de Projectos de Desporto I 7


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Pavilhão (balneários) Unidade Construção Logística Comunicação Instalação Formação

Terreno preparado X
Material para construção adquirido X
Construção concluída X
Equipamento sanitário instalado X

Relvados de futebol Unidade Construção Logística Comunicação Instalação Formação

Terreno preparado X
Relvado seleccionado X
Relvado instalado X
Iluminação instalada X
Vedação colocada X

Exclusões
Não foi realizada qualquer exclusão nesta fase.

Plano de Meios

Programação global

Em
# Marco 1982-85 1985 1994-2001
execução
Construção do
1 Pavilhão X
polidesportivo
Construção dos
2 relvados de X
futebol 11
Inauguração
3 X
Construção do
4 Pavilhão X
(balneários)
Construção dos
5 relvados de X
futebol 7
Construção de
6 um edifício X
indoor
Criação de
7 novos courts de X
ténis

Gestão de Projectos de Desporto I 8


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Foram apresentados os sete marcos dados como mais importantes em


todo o projecto.
Antes da inauguração, o clube construiu o pavilhão polidesportivo e os
relvados de futebol de 11. Foi apostado primeiro na construção destes dois
marcos porque se concluiu que eram fundamentais para o primeiro passo do
projecto, uma vez que quando o clube fosse inaugurado estivessem criadas as
condições mínimas para a prática da modalidade em causa, neste caso o
futebol.
A inauguração realizou-se após a construção dos dois marcos
anteriores, pelo que o desenvolvimento do clube foi feito numa segunda
instância. Com a construção dos campos de futebol de 7 e com o novo
pavilhão com balneários, o clube apostou na continuação da evolução do
projecto inicialmente proposto, pelo que contribuiu para o desenvolvimento do
clube. Com a aposta em mais e melhores condições, e em novos serviços
prestados para praticantes mais novos, do que até então oferecido.
O clube deixou finalmente para a terceira parte do seu projecto a
construção de um edifício indoor assim como a construção de courts de ténis
que, não contanto como sendo parte fulcral para o projecto, ficou definido que a
sua conclusão poderia ser realizada já ao longo do projecto estar a decorrer.
Através da inclusão destes dois últimos edifícios, o clube tem capacidade para
oferecer novos serviços aos praticantes, nomeadamente o ténis. Com o edifício
indoor, os jovens poderão continuar a praticar a sua modalidade mesmo no
Inverno, quando as temperaturas e o tempo assim não o permitem ao ar livre.

Gestão de Projectos de Desporto I 9


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Orçamento

# Despesas Custo Total


Fundação
1 6.433
Extensão da
2 Estrutura 42.728

Cobertura
3 42.000
Portas/Janelas
4 7.000
Pisos
5 74.427
Serviços
(drenagem,
6 electricidade)
83850

Taxas
7 108.300

Total __£364,738__

Gestão de Projectos de Desporto I 10


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Mapa de programação

Terrenos Polidespor- Vedação Terreno para


para tivo colocada construção
Construção construção Construído preparados
preparados
Gestor de Relvado Material
instalação seleccionado para
contratado construção
adquirido
Pessoal
auxiliar
contratado

Pessoal de Inauguraç
Logística limpeza ão
contratado

Sistemas
informação
instalados

Material
escritório
adquirido
Equipa- Relvado Equipamento
mentos instalado Sanitário
desportivos instalado
instalados Iluminação
Instalação instalada
Piso de
Jogo
instalado

Tempo T1 T2 T3 T4 T5 T6 T7 T8

2006 –
Ano(s) 1982-85 1985 1994-2001 em
execução
-
Construção
- Construção Pavilhão edifício
- Construção Polidesportivo Inauguraç - Construção Futebol 7 indoor
Marco(s) - Construção Futebol 11 ão -
Construção
Courts
Ténis

Gestão de Projectos de Desporto I 11


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Mapa dos meios necessários

Pavilhão Polidesportivo

Componentes
Produtos Descrição
Responsável
Intermédios
Serão necessários:
 Recursos humanos (membros
Terreno para especializados da empresa de construção;
construção Construção arquitecto; técnicos de iluminação)
preparados  Recursos materiais (maquinas; todo o tipo
de material de construção necessário)

Serão necessários:
 Recursos humanos (membros
especializados da empresa de construção;
Instalação construída Construção arquitecto)
 Recursos materiais (maquinas; todo o tipo
de material de construção necessário)

Serão necessários:
 Recursos humanos (membros
especializados da empresa de construção;
Balneários construídos Construção arquitecto)
 Recursos materiais (maquinas; todo o tipo
de material de construção necessário)

Serão necessários:
 Técnicos especializados na instalação dos
Piso de jogo instalado Instalação
pisos para a pratica de futebol

Serão necessários:
Equipamentos  Técnicos especializados na instalação de todos
Instalação
desportivos instalados os equipamentos necessários (balizas; marcador
electrónico)
Será necessário:
Gestor de instalação  O promotor do projecto irá contratar um
Logística
contratado gestor de instalações desportivas

Será necessário:
Pessoal auxiliar  O gestor irá consultar e contratar diversas
Logística
contratado pessoas auxiliares

Será necessário:
Pessoal de limpeza  O gestor irá contratar pessoal para
Logística
contratado efectuar a limpeza nas instalações

Serão necessários:
Sistemas de  Técnicos especializados na instalação dos
Instalação
informação instalados meios informáticos

Será necessário:
 O gestor irá adquirir o material de
Material de escritório
Logística escritório necessário para o funcionamento
adquirido do clube

Gestão de Projectos de Desporto I 12


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Serão necessários:
 O gestor irá adquirir o mobiliário
Mobiliário adquirido Logística
necessário para o funcionamento do clube

Equipamentos Serão necessários:


 Técnicos especializados na instalação dos
audiovisuais Logística
meios audiovisuais
adquiridos
Serão necessários:
Equipamento de  Técnicos especializados na instalação dos
Instalação
restauração instalado equipamentos de restauração

Serão necessários:
Equipamento médico  Técnicos especializados na instalação dos
Instalação
instalado equipamentos médicos

 Pavilhão (balneários)

Componentes
Produtos Descrição
Responsável
Intermédios
Serão necessários:
 Recursos humanos (membros
especializados da empresa de construção;
Terreno preparado Construção
arquitecto; técnicos de iluminação)
 Recursos materiais (maquinas; todo o tipo
de material de construção necessário
Será necessário:
 Adquirir, por parte da empresa
Material para
Construção construtora, todos os materiais necessários à
construção adquirido construção dos balneários

Serão necessários:
 Recursos humanos (membros
especializados da empresa de construção;
Construção concluída Construção arquitecto)
 Recursos materiais (maquinas; todo o tipo
de material de construção necessário )

Serão necessários:
 Recursos humanos (membros
especializados da empresa de construção;
Equipamento sanitário arquitecto)
Construção
instalado  Recursos materiais ( todos os
equipamentos sanitários, desde tapetes anti-
derrapantes a chuveiros)

Gestão de Projectos de Desporto I 13


Escola Superior de Desporto de Rio Maior

 Campos de futebol 11 e 7

Componentes
Produtos Descrição
Responsável
Intermédios
Serão necessários:
 Recursos humanos (membros
especializados da empresa de construção;
Terreno preparado Construção arquitecto; técnicos de iluminação)
 Recursos materiais (maquinas; todo o tipo
de material de construção necessário

Serão necessários:
Relvado seleccionado Logística  Técnicos especializados em relvados

Serão necessários:
 Técnicos especializados na instalação dos
Relvado instalado Instalação
relvados para a pratica de futebol

Serão necessários:
 Técnicos especializados na instalação de
Iluminação instalada Instalação
iluminação

Serão necessários:
 Técnicos especializados na instalação de
Vedação colocada Construção
vedações para relvados

Exclusões

Não foi realizada qualquer exclusão nesta fase.

Gestão de Projectos de Desporto I 14