You are on page 1of 15

A Aula 2-Porcentagem

Parte 2

2.3 Porcentagem As porcentagens são utilizadas desde o final do século XV para calcular taxas de juros e também ganhos e perdas. Mas a idéia de porcentagem é muito mais antiga. Já na Antiguidade, no tempo do imperador romano Augusto, os soldados tinham parte do seu salário descontado e este valor era calculado mediante uma taxa (razão de 1 para100). O símbolo %, usado até hoje, foi criado no século XVII por comerciantes ingleses, antes foi usado outras abreviações como P100; p cento e pco. A aplicação do conceito de porcentagem é algo permanente no nosso cotidiano, abrangendo tanto problemas simples e rápidos, como, por exemplo, um desconto em um supermercado, quanto problemas mais complexos, relativos à taxa de juros do comércio no Brasil. Ela tem grande presença na economia, na geografia e em varias outras áreas da atividade humana. Porcentagem é uma razão centesimal, ou seja, trata-se de uma fração cujo denominador é 100. Por ser uma razão, podemos indicar uma porcentagem na forma de fração e na forma decimal, mas também podemos expressá-la por meio do símbolo %. Vejamos, então, as formas de expressar uma porcentagem: Na forma percentual: 10% essa forma é utilizada principalmente em anúncios, propagandas e textos de forma geral;

10 100 cálculos manuais que envolvam porcentagem;
Na forma fracionária, 10% corresponde a Na forma decimal 10% equivale a 0,10 quando efetuamos a divisão. Leiam-se dez por cento 2.4 Trabalhando com a porcentagem

a forma de fração é utilizada nos

Já a forma decimal é utilizada, por exemplo,

Muitas empresas adotam a prática de estabelecer metas, o funcionário tem um salário fixo e se conseguir cumprir a meta pré-estabelecida terá um adicional ao seu salário. Suponhamos que você trabalhará em uma dessas empresas que atribui um bônus de 25% ao salário dos seus funcionários que cumprem as metas fixadas.

25000 250.00 250.25 1000.00 é igual a R$ 100.00 do seu salário você receberá R$ 25. você receberá um prêmio de R$ 250.000.00. 25% de R$ 1.000. Veja: Salário fixo: R$ 1000.00 a mais. o seu bônus será de 250.00 = 0.000. 25 100 0.00. Assim. dizer que esse 25 prêmio está numa razão de 25 por 100 ou simplesmente que é igual a 0. multiplicar R$25. agora.25. ou a seu respectivo valor decimal.00) são iguais a R$ 250. Agora analise a seguinte situação . Poderíamos.25 de 1000.25 25 25 de 1000. calma existe outras maneiras bem mais simples de calcular qual será o seu bônus caso cumpra a metas estabelecida pela empresa. 100 Supondo que você foi contratado com um salário inicial de R$ 1. ainda.00 = 1000.00 por 10. a porcentagem é o valor obtido quando aplicamos uma fração de denominador 100 (fração centesimal – 1/100) a um determinado valor. o seu bônus será de 250. Como R$ 1.00 por ter alcançado a meta do mês.00 100 ou 0.Receber esse prêmio de 25% a mais no seu salário significa dizer que para cada R$ 100. Portanto. basta.00 (lê-se vinte e cinco por cento de R$ 1.00 Bônus: 25% sobre o salário Então.00 Logo.00 100 100 Logo.00.000.00 do seu salário você receberá R$ 25. Nesse caso.00.00. Mas. como você pode calcular o bônus que irá receber no próximo mês? Vejamos o seguinte: Para cada R$ 100.00 multiplicado por 10.

veremos os aumentos e as reduções percentuais. temos: X% de 950 = 70 x 950 104.50 reais.50 950 104.Utilizamos a porcentagem para indicar quão grande é um aumento ou a redução em relação ao que se deseja aumentar ou diminuir. o aumento dado corresponde a 11% do valor do salário em 2010. passando a valer 1054.46) . então esse aumento ou a redução é grande em relação ao preço do produto. o aumento ou a redução citado é pequeno em relação ao preço do produto. o aumento corresponde a qual porcentagem do valor do salário em 2010? Nesse caso o aumento foi de 1054. Se o produto custava inicialmente 800 reais.50 reais. Queremos descobrir a porcentagem de 950 reais correspondente ao aumento. O salário pago por uma empresa a um de seus funcionários era de 950 reais em 2010. 100 Então. Você acha que um aumento ou a redução de 5 reais no preço de um produto é grande ou pequeno? A resposta depende do valor do produto. x Indicaremos a porcentagem por x% o que equivale a .50 100 950x 10450 10450 x 950 x 11 Ou seja. Tendo sido reajustado este ano. 2.50 100 950x 104. mas se o produto custava 9 reais.1. sabe como representar e como calcular porcentagem. (Apostila pág.5 Aumentos ou redução percentuais Agora que você já conhece um pouco da história.

00. na situação. 100 100 Assim. Siga os exemplos: 2. Mas também podemos utilizar uma forma mais direta de cálculo.00 Portanto.14 = 0. Qual o valor de uma geladeira de R$ 1.00 obtendo R$ 517.  Em um acréscimo o fator multiplicador será Fator multiplicador = 1 + a taxa na forma decimal  E um desconto o fator multiplicador será .15 corresponde ao fator de reajuste referente a 15%.00 na promoção oferecida? 100% – 14% = 100 14 – = 1 – 0. Qual é o seu preço atual? Vamos determinar 15% de R$ 450 = 0.86 (fator multiplicador do desconto) 100 100 R$ 1.15 (fator multiplicador do acréscimo).50.15 450 67. é importante também saber calcular quanto vale um aumento ou um desconto . podemos calcular esse novo valor multiplicando o valor inicial por um fator multiplicador.86 = R$ 1. Uma loja de eletrodomésticos está oferecendo um desconto de 14% nas compras feitas com pagamento à vista.00 1.15 517. agora iremos resolver um problema envolvendo redução.200. dessa forma. Utilizando esse mesmo raciocínio. o preço da geladeira na promoção será de R$ 1.032.Uma mercadoria que custava R$ 450.00 e R$ 67.00 reais sofreu um reajuste de 15% .50 Como a mercadoria sofreu um reajuste de R$ 67.00 .50.50 O valor 1. o novo valor corresponderá a: 100% + 15% = 100 15 1 0. observe: Sabemos que o valor a ser reajustado corresponde a 100% e. o preço atual será obtido somando R$ 450. 3.15 1.200. Quando há um aumento ou uma redução de x% em um determinado valor.Além de saber calcular porcentagens de um valor. 0.032. podemos realizar a seguinte multiplicação: R$450. sofrerá um reajuste de 15%.

20. 5.38 O que significa que o equivale a 38% do valor inicial. Uma loja determinou a venda de todo o seu estoque.15 Para calcularmos o percentual de aumento dessa categoria. fazemos dessa maneira: (Salário inicial) x (fator multiplicador dos aumentos sucessivos) 1500. basta multiplicarmos pelos fatores que representam cada redução percentual. foi premiada com um desconto de 9% sobre a dedução promocional.15 = 1.00 E quando ocorrer reduções sucessivas sobre um valor inicial. 1. qual o valor final com os descontos recebidos? Temos que: Fator multiplicador do 1º desconto: 1 .91 Para calcular o preço do produto após os descontos de 20% e 9% .20 = 1. Digamos que uma categoria de operários tenha um aumento salarial de 20% após um mês.38 = 2070.00. veja como se calcula. 1.80 x 0. ao comprar um produto no pagamento à vista. Observe o exemplo: 4.00. Assim. Quando isso acontecer.80 Fator multiplicador do 2º desconto: 1.91 = 800.80 Logo o preço final do aparelho com os descontos sucessivos é de R$ 800.20 = 0.Fator multiplicador = 1 .a taxa na forma decimal 2. Se o salário de um desses funcionários for de R$ 1500.0. Em caso de aumentos sucessivos sobre um valor inicial. . x (1 + 0. 15% após dois meses. Observe o exemplo para ajudar a entender melhor. Se o produto sem os descontos era anunciado por R$ 1100. 1100. com descontos que atingiram o percentual de 20%.80. Uma pessoa.00 e quisermos saber qual será o salário após os aumentos sucessivos. Temos que: Fator multiplicador do 1º acréscimo: 1 + 0.00 x 0. basta multiplicarmos pelos fatores que representam cada aumento percentual.00 x 1.15) = 2070.20 Fator multiplicador do 2º acréscimo: 1+ 0.20) x (1 + 0. basta multiplicar os dois fatores multiplicadores. basta multiplicarmos o valor do produto anunciado pelos fatores multiplicadores de desconto.6 Aumentos ou reduções percentuais sucessivas Em muitos casos ocorrem aumentos percentuais sucessivos e também reduções sucessivas.0.09 = 0.15 = 1.00 ou 1500.

dos 90 funcionários 27 são possui ensino superior. • Expressa-se uma porcentagem na forma de fração. Iremos estudar agora as proporções. as duas razões formam um proporção. .1 Proporção Nesta aula. a razão entre os funcionário que são graduados e o que não são é de  Na empresa C. na forma decimal ou utilizando o símbolo %. ou seja. 30 100 3 10 Então. Em casos como esse. A idéia de proporção. Vamos começar com um exemplo bem simples:  A empresa A. Aula 3 – Proporção e escala 3. trata-se de uma fração cujo denominador é 100. é essencial para o estudo de praticamente todas as disciplinas científicas. a razão entre os funcionário que são graduados e o que não são é de 27 90 3 10 Observe que a razão entre o número de funcionário que possui ensino superior e os que não possui é o mesmo na empresa A e C. possui 100 funcionários destes. Então. 30são graduados. o qual será utilizado no entendimento dos problemas e em várias situações no decorrer da sua formação. 1.Resumo ( Apostila) • Porcentagem é uma razão centesimal. 35 graduados para um total de 110 funcionários. Então podemos definir que: Proporção é uma igualdade entre duas razões. além de básica na Matemática. a razão entre os funcionário que são graduados e o que não são é de  Na empresa B. você irá aprender um pouco mais sobre um conceito matemático muito importante. sua propriedade e aplicações. 35 110 7 22 Então. • Toda porcentagem deve ser dada em relação a um valor. basta multiplicarmos pelos fatores que representam cada aumento ou redução percentual. • Em caso de reduções ou aumentos percentuais sucessivos sobre um valor inicial. . inclusive na contabilidade.

Outra forma de escrever essa proporção é 30 100 27 90 3. Utilizamos muitos essa propriedade para verificar se razões formam ou não proporções e para descobrir termos desconhecido. 30 100 27 e lemos “30 está para 100 assim como 27 está 90 Em uma proporção existem quatro termos: EXTREMO  30 100  MEIO MEIO  27 90  EXTREMO Os termos 30 e 90 são os EXTREMOS. Se as razões são iguais então formam uma proporção: .2 Propriedade fundamental da proporção Observe a regularidade que ocorre em uma proporção: 30 100 27 90 Quando multiplicamos os extremos temos 30 90 270 e quando multiplicamos os meios encontramos o mesmo valor 100 27 270 . Como no exemplo a seguir: 2. enquanto os termos 100 e 27 são os MEIOS.Sendo indicaremos proporção assim para 90”. A razão entre 25 e 15 é igual a razão entre 10 e x. Calcule x. onde em qualquer proporção: O produto dos extremos é igual ao produto dos meios. Essa regularidade chama-se de PROPRIEDADE FUNDAMENTAL DA PROPORÇÃO.

80 5 Também podemos verificar que se a quantidade de páginas xerocopiada aumenta o preço aumenta e se a quantidade de páginas xerocopiadas diminui o preço também irá diminuir na mesma razão. variando a velocidade média. Em uma papelaria. massa.20 por página xerocopiada. Essa relação que fazemos entre duas grandezas pode ser considerada diretamente ou inversamente proporcional: Veja essa situação: 3.3. Assim os preços variam da seguinte maneira: Quantidade de páginas Preço (R$) 1 0. tempo. então diretamente proporcional à quantidade de páginas.20 2 0. Observe na tabela.20 2 0.5 8 15 4 30 2 60 1 Nesse caso as razões entre a velocidade média e o tempo não são iguais.60 0. preço e idade.80 Observe que apesar das duas grandezas quantidade de páginas e preço sofrerem alteração em seus valores a razão entre elas permanece a mesma: 1 0. veja: . o comprimento e a área. 4. cobram R$ 0. no dia-a-dia. situações em que relacionamos grandezas como massa (peso) e o preço.3 Relação entre grandezas Na nossa primeira aula vimos que grandeza é tudo que pode ser medido ou contado.40 3 0. comprimento.40 3 4 0. É freqüente surgirem. Velocidade média (km/h) Tempo(h) 7. Por exemplo. a distância o tempo e a velocidade.60 4 0. Então dizemos que o preço é. o tempo gasto para percorrer uma mesma distância.

Quantas calorias perderei sem 2 horas. Acabamos de estudar que há situações em que as grandezas são diretamente proporcionais. Tempo (min) 50 120 Calorias 1600 X . uma tabela. Veja 3. Quando dobra o valor de uma o valor da outra também dobra. então inversamente proporcional à velocidade média.9375 8 15 3. Então dizemos que o tempo é.75 4 30 15 2 60 60 1 Perceba também que quando a velocidade dobra o tempo reduz pela metade e quando a velocidade reduz pela metade o tempo dobra. e assim por diante. que diz: “o produto dos extremos é igual ao produto dos meios”. ou seja. As proporções são muito utilizadas nas situações envolvendo proporcionalidade direta ou inversa. Regra de três simples envolvendo grandezas diretamente proporcionais.7. Para determinarmos se duas razões são proporcionais podemos aplicar a regra fundamental das proporções. para a mesma grandeza então é preciso fazer a conversão: 2h 2 60 min 120min Para responder a questão vamos organizar os dados e. a esse procedimento é chamamos de regra de três simples. fazem a operação inversa.5 0. o valor da outra também triplica. ao triplicar o valor de uma. Em 50 minutos de exercícios físicos perco 1600 calorias.4 Regra de três Agora vamos aprender um modo prático de resolver problemas que envolvem duas grandezas direta ou inversamente proporcionais. mantendo o mesmo ritmo? No problema possui duas unidades diferentes. Acompanhe a resolução de um problema: 5.

e assim por diante.12 . Significa que as grandezas são inversamente proporcionais. Há também situações em que a grandezas envolvidas são inversamente proporcionais. Regra de três simples envolvendo grandezas inversamente proporcionais. ou quando o valor triplica o valor da outra fica reduzido à terça parte. então terá que aumentar o valor a ser guardado na mesma proporção . 125 8 x 13 8 x 1625 1625 x 8 x 203. Veja como exemplo o problema da poupança: 6. Por isso com os dados da tabela podemos escrever esta proporção: 50 1600 120 x 50x 192000 192000 x 50 x 3840 Portanto.Aumentando o tempo de atividade aumentará as perda de calorias nas mesma proporção.00 por mês. Quando temos grandezas inversamente proporcionais a grandeza que possui variável (tempo) permanece como está e grandeza que não possui variável (quantia) é invertida. quanto ele deveria ter guardado por mês? Vamos organizar os dados em uma tabela: Quantia por mês (R$) 125 x Tempo (mês) 13 8 Se diminuiu o tempo para juntar o dinheiro. logo as grandezas são diretamente proporcionais. serão perdidas 3840 calorias. Para obter essa mesma quantia em 8 meses. Guardando R$ 125. Pedro consegui juntar uma certa quantia em 13 meses. Quando o valor de uma dobra a outra reduz à metade.

12.   Como o número de dias aumentou então os gastos com o café-da-manhã também vai aumentar na mesma proporção.simplificamos a fração 27000 . 3. para a qual temos o termo desconhecido com as outras duas grandezas. a quantia a ser guardada durante oito meses será de R$ 203. Se o número de funcionário aumentou então os gastos com o café da manhã também irá aumentar. Uma empresa gasta R$ R$ 6500. Quanto a empresa gastaria para oferecer o mesmo café-da-manhã para 300 funcionários em 90 dias? Para resolver o problema. vamos organizar os dados em uma tabela: Número de dias 30 90 Gastos em R$ 6500 x Número de funcionários 180 300 Comparamos a grandeza gastos.Logo. logo as grandezas são diretamente proporcionais.00 no café-da-manhã de 180 funcionários durante 30 dias. Agora veremos como resolver problemas que envolvem mais de duas grandezas por meio da regra de três composta. Regra e três composta envolvendo grandezas diretamente proporcionais Acompanhe a situação a seguir 7. Analise como será montada a proporção: Grandeza com variável = (grandeza sem variável) x (grandeza sem variável) 6500 x 6500 x 30 180 ------------resolveremos a multiplicação de frações 90 300 5400 -------------.5 Regra de três composta Já aprendemos a resolver problemas que envolvem duas grandezas usando a regra de três simples. sendo assim as grandezas são diretamente proporcionais.

Tempo (horas/dias) Sendo assim montamos a proporção invertendo as grandezas que são inversas.6500 54 x 270 54x 1755000 175500 x 54 x 32500 Portanto a empresa terá um gasto de R$ 32 500. então a A e D são inversamente proporcionais. trabalhando 10 horas por dias? Começamos com a distribuição dos dados em uma tabela: Número de Numero de veículos Tempo (dias) operários 8 2500 500 30 10 1200 450 x A B C D Então agora comparamos a grandeza que possui variável com as demais:  Como as horas diária de trabalho aumentou significa que a quantidade de dias de trabalho diminuíram. os 2500 operários de uma indústria outomobilística produzem 500 veículos em 30 dias. significa que as grandezas B e D são inversamente proporcionais.simplificando as frações x 8 1500 450 30 x 5 4 10 --------------resolveremos a multiplicação de frações 4 5 9 30 10 x 9 10x 270 .  Como a quantidade de veículos diminuíram então a quantidade de dias de trabalho também diminuíram significa que as grandezas C e D são diretamente proporcionais.00 Regra e três composta envolvendo grandezas inversamente proporcionais Acompanhe mais esse exemplo: Trabalhando 8 horas por dia.  Se o número de funcionários diminuíram então a quantidade de dias de trabalho aumentaram. Quantos dias serão necessários para que 1200 operários produzam 450 veículos. 30 10 1200 500 ------.

80 m = 1. A escala gráfica representada por um segmento de reta com um determinado comprimento (que corresponde à distância no desenho) e onde está representada a distância real correspondente (em metros ou quilômetros).3.4cm Ab Logo a altura ideal do boneco deverá ser de 2. na realidade.b 75 180 75Ab 180 Ab 180 75 2. qual é a altura ideal do boneco? Primeiro temos que observar que a unidade de medida da escala é em centímetros.6 Escala Nem sempre é possível desenhar. aquilo que estamos vendo. então: 1. em tamanho rela. a escala numérica 1:20 000 indica que cada 1 unidade de comprimento medida no desenho corresponde. Para que o desenho não fique deformado. a 20. Sendo que as unidades.000 centímetros de comprimento do que se deseja representar. Por exemplo.80 x 100= 180 cm Agora. Querendo inserir um boneco. Então vamos começar pela escala numérica. deverão estar na mesma unidade de medida que geralmente são indicadas em centímetros (cm).80 x 10² cm = 1. . Veja também esse segundo exemplo: A maquete de um prédio é confeccionada na escala de 1:75. que represente uma pessoa de 1. Escala numérica é um número fracionário em que o numerador é sempre a unidade (1) e o denominador representa o número de vezes que a realidade foi reduzida para ser representada na figura.80 m de altura. 1 A. A escala pode ser representada de duas formas distintas: a escala a numérica e a escala gráfica.4 cm. tanto do numerador como do denominador. Quando isso acontece podemos reduzir as medidas para que caiba no papel. as medidas utilizadas devem ser diretamente proporcionais às medidas reais. Como já vimos escala é a razão entre a distância medida no desenho e a distância real correspondente.

Então uma medida do desenho representa quatro mil vezes a medida da dimensão real.Esse segmento de reta será dividido de modo a mostrar graficamente a relação entre as dimensões de um objeto no desenho e na realidade. teremos que transformar 4 000 cm em m. 1 cm = 40 m Então. no nosso dia a dia. após sofrerem quaisquer variações em suas medidas. Em seguida reproduz-se no desenho o comprimento das medidas de referência quantas vezes forem necessárias até o tamanho total do comprimento desejado para o desenho da escala gráfica. • Duas grandezas são ditas diretamente proporcionais quando. a razão entre suas medidas correspondentes (desde que não nulas) permanece constante. hachurando-se cada divisão alternadamente. Por exemplo Construir de uma escala gráfica de 1 : 4000. • Quando quisermos nos referir a um valor genérico de uma grandeza. desenha-se um retângulo com 1 cm de comprimento. que será a primeira divisão das medidas de referência da escala gráfica e corresponderá a 40 m da medida real. Como a escala gráfica é dada em metros ou quilômetro. • As grandezas não estão isoladas e muitas delas apresentam alguma relação entre si. . A alteração de uma única grandeza pode provocar variações nas outras. utilizaremos uma variável. 4 000 cm = 4 000 : 10² m = 4000 : 100 m = 40 m Ou seja. após sofrerem quaisquer variações em suas medidas. • Duas grandezas são ditas inversamente proporcionais quando. o produto entre elas permanece constante. Resumo ( Apostila) • São comuns. • A regra de três permite resolver de forma simplificada situações que envolvem grandezas diretamente ou inversamente proporcionais. situações em que relacionamos duas ou mais grandezas.

Bons estudos. dizemos tratar-se de escala numérica. • A escala pode ser definida como a razão entre uma medida qualquer de comprimento no desenho e a medida real de comprimento correspondente. é de fundamental importância utilizar a mesma unidade para medidas de mesma grandeza. 1 como por exemplo ou 1:200. Informações sobre a próxima aula Como tema da nossa próxima aula. procuraremos estudar situações-problema que serão equacionadas. como a seguir. até lá! . as equações de 1° e 2º graus. ambas expressas na mesma unidade. Nesse caso. Além de mostrarmos as técnicas de resolução desses tipos de equações. teremos as equações. • Um cuidado básico que se deve ter ao desenhar algum objeto é procurar manter a proporção entre as medidas de comprimento no desenho e as medidas reais de comprimento do que se deseja representar. mais especificamente. Podemos também expressar a escala utilizada num 200 desenho através da barra graduada.• Com a regra de três. • Quando a escala é informada em forma de fração. dizemos que se trata de uma escala gráfica.