You are on page 1of 4

6.

Centríolos: OCORRÊNCIA: Células eucarióticas, exceto vegetais FANERÓGAMOS (com flor, gimno +angio) COMPOSIÇÃO QUÍMICA Protéica (proteína tubulina) FUNÇÃO: Formar cílios, flagelos, fibras do fuso acromático (mitótico) Entre as funções desempenhadas, destacam-se: • fuso aromático durante o mecanismo de divisão por mitose e meiose, deslocando-se cada um para extremos opostos da célula, emitindo projeções em formação de feixes filamentosos que se unem à região do centrômero dos cromossomos, que proporcionalmente realizam a separação dos cromossomos homólogos ou das cromátides irmãs. • Formação dos cílios e flagelos, responsáveis por inúmeras atividades, dependendo do tipo de organismo (unicelular ou multicelular), seja: - Uma alga ou protozoário, nos quais os centríolos desenvolvem pequeninos cílios ou flagelos, propiciando além da locomoção a absorção de partículas. - Ou também presentes em algumas células especializadas do corpo humano: no revestimento interno da traquéia removendo impurezas do sistema respiratório; integração de cílios na superfície das células da tuba uterina; e compondo o flagelo dos gametas masculinos (os espermatozóides). Como os cílios e os flagelos estão geralmente associados ao mecanismo de locomoção, necessitam de eficácia para gerar propulsão e deslocamento. Em conseqüência, a estruturação dos microtúbulos situados na base dos centríolos (chamada de corpúsculo basal) possui uma diferenciação. O arranjo, tanto dos cílios quanto dos flagelos, requer de um par de microtúbulos centrais, aumentando a resistência do anexo locomotor.

membronosa. que se contrai e bombeia o excesso de água para o exterior. Vacúolos: OCORRÊNCIA: Células eucarióticas COMPOSIÇÃO QUÍMICA: Membranosa (tonoplasto) = lipoproteica FUNÇÃO: . eles se fundem resultando em um grande. ou ainda chamados de vacúolos digestivos e residuais. RNA. eliminando excesso de água nas células.Regulação osmótica OBS: Originam-se do complexo de golgi e do reticulo endoplasmático.Armazenamento . este tipo de vacúolo atua também como auxílio na excreção ou na locomoção.7. Em algumas espécies. Nas células jovens das plantas são pequenos e numerosos. à medida que a célula se desenvolve e cresce. Vacúolos contráteis ou pulsáteis: presentes nos protozoários de água doce e são responsáveis pelo equilíbrio osmótico. Mitocôndrias: OCORRÊNCIA: Célula eucariótica COMPOSIÇÃO QUÍMICA: DNA. PROTEÍNA. lipoproteica FUNÇÃO: Respiração celular . Vacúolos digestivos: são típicos de células fagocitárias e atuam em associação às enzimas lisossômicas formando outros vacúolos derivados deste processo: vacúolos primários e secundários. Essa água é encaminhada para o vacúolo contrátil. único e bem desenvolvido vacúolo. 8. Vacúolos de suco celular: são delimitados por uma membrana lipoprotéica (tonoplasto) e são exclusivos das células de algumas algas e das plantas.

NÃO necessita de oxigênio!!! . A Respiração aeróbia tem quatro etapas.Formação de acetil-COA (ocorre na matriz mitocondrial): Descarboxilação e oxidação do ácido pirúvico (3C) e formação de acetil-CoA (2C). . dióxido de carbono e água. os compostos orgânicos são degradados até compostos inorgânicos muito simples. que são elas: . na presença de oxigênio. O rendimento energético é elevado.GLICÓLISE (ocorre no HIALOPLASMA): Quebra da GLICOSE (6C) até ácido PIRUVICO (3C).EQUAÇÃO GERAL DA RESPIRAÇÃO Respiração aeróbia: Neste processo.

Ciclo de reações em que ocorrem descarboxilações e desidrogenações.Ciclo de Krebs (ocorre na matriz mitocondrial): Série de reações metabólicas que resultam na oxidação completa da glicose. percorrem uma cadeia de transportadores de electrons. formando H2O. O O2 é o aceptor final dos electrons e protons.Cadeia respiratória (ocorre na membrana interna da mitocôndria ) : os eletrons do NADH e FADH 2. formados nas fases anteriores. . ..