De Chanel na Laje

1

Dedicado de coração a todos que visitaram o blog, que enviaram comentários, e-mails, tweets, a todos que mandaram links para cá, aos professores que usaram os textos para gerar debates com os seus alunos. Obrigada pelo apoio não às minhas idéias em si mas ao meu direito de expressá-las livremente. Um Salve ao Señor Balenciaga!

2 .

procura-se o lado b dos blogs de moda daslumbramento: vergonha nacional e muitos.. it's gonna be ok... laje temporariamente empoeirada que pele linda você tem! posso fazer um casaco com ela? vencedores. just dance. tall poppies e invejosos i've had a little bit too much... o último grito da moda confeiteira volta à ativa e depoimento da garota rocker: atena vs. muitos cúmplices! -> hypou -> banalizou -> cafoneou -> cafonalizou [parte I] as invejadas as famigeradas caixas de comentários dos broguinhos 7 8 9 12 14 17 19 20 22 25 27 30 34 37 40 43 46 49 50 53 56 58 59 61 63 63 . publicidade em blogs: qual é o preço da sua opinião? diferenças básicas entre cópia e inspiração for dummies depoimento: shopaholic anônima água sanitária para clarear a pele cupcakes. afrodite.3 Contents De Chanel na Laje festança na laje carta aberta aos meus inimigos e aos meus amigos entrevista Jornal da USC faculdade de moda: meus dois centavos depoimento: crocs e preconceito no mundo acadêmico dcnl tumblr mac. alguns avisos aos navegantes consumir ou não consumir já não é a questão. feminicídio. rodarte. frivolidade e polêmica podem botar água no feijão. como consumir: eis a q. daara. perdedores.. puxa-sacos.

. resultado da enquete: você usaria a birkin fake de moletom? alguém me diz que esse lixo é ilusão de ótica. o incrível poder transcendental da moda II o incrível poder transcendental da moda I terceiro depoimento: "clarissa" carta outonal da editora: adeus.. fluor! já foi tarde. e o kiko? diz aí.. verão! tchau. mulher-fruta gringa.... sim. andy warhol e os seus passeios pelo mundo da moda + um par de coisa... colega! Madeleine Albright e a diplomacia do broche 66 70 72 73 75 76 77 79 82 84 86 88 91 94 97 100 101 102 103 106 109 111 112 115 117 118 120 120 . o meu chanel particulière? das coisas que eu critico na revista capricho o meu drama com as celulites e a minha única "amiga" naquela hora: . los secretos de la moda al descubierto cansada dessas macacas de imitação mulher-fruta brasileira não pode.4 a seita dos comedores de alface e o culto à deusa balança a indústria da moda não quer que você tenha um estilo próprio pincel de cerdas de gambá para tinta de bochechas biquínis com recheio de seios para crianças: obra da primark seria o esmalte o novo ópio do povo? a da laje vai botar a boca no trombone quem roubou o meu queijo. crianças maquiadas deixam a de chanel na laje nervosa e angustiada você conhece a lula magazine? moda árabe: os maravilhosos caftans do marrocos porque há dias em que você não quer desfilar com a sua it-bag por a. digo.. por favor?! eu não sonharia tanto com a abertura da h&m no brasil #ooooops! #ô-ou! #fail kiko make up milano.

expire.. vermelhão.. inspire. era uma vez uma campanha do tom ford com mulheres ao melhor estilo . mas já que o assunto do dia é oscar e mais oscar e dá-lhe oscar.. e já que estamos falando de gaultier... obrigada.. vermelhaço... essence: a marca de maquiagens low cost que está arrasando na europa publicidade na laje: loewe...... gianfranco ferré outono/inverno 2009 #rihanna feelings! ou seria o . quarta lição: está na hora de você rever o seu conceito de "cabelo . perfume aire loco para a vanity fair. armani vestirá a lady gagá na próxima turnê por quê. este não é mais um post sobre o oscar 2010 como transformar o seu all star num louboutin básico quinta lição: você não precisa de uma birkin para ser feliz da série "as fotos que a indústria cosmética adoraria que você nunc... apenas atrizes magras e brancas representam a n.. coco chanel? por quê? segundo depoimento: "menina estressada" tom ford é declarado persona non grata por este blog preciosidades da coleção primavera verão 2010 de christian louboutin manifesto primavera-verão YSL e vodka versus cachaça vogue homem japão harpers bazaar de março: almodóvar é inspiração de editorial de moda encontrei o short da minha vida.. vermelhante.. alexander wang! capas de março do nosso catálogo de campanhas publicitárias preferido respire.5 das campanhas bizarras que a gente acaba adorando #coisas que não entendo: blogs de moda sapato vermelho. 123 124 126 129 130 131 132 134 137 138 139 140 141 146 147 148 150 152 153 153 157 159 161 162 165 165 166 167 . louis vuitton primavera 2010: tendência? não. vermelhusco. homenagem mesmo! numa rua qualquer de paris...

. primeira lição: você não é fútil porque gosta de moda 170 173 174 176 178 180 180 182 186 186 189 . segunda lição: você não deve estar bonita para os outros e sim para..6 é féxiom. querem vir pegar sol na minha laje? alexa chung es chunga musas do blog: de chanel no pé-sujo ou comendo coxinha de frango co. é tendênscia: livros também servem para enfeitar.. mas eu tenho terceira lição: você é o que você come.. ora! presente de chinês o vietnã/vietname está na moda! primeiro depoimento: "menina epifânica" a hello kitty não tem boca.

7 De Chanel na Laje .

inclusive às meninas que entram com IPs do servidor da Daslu e começam suas mensagens com "olha só. não façam isso em casa sem a supervisão de um adulto). links. Eu demorei a formalizar a iminência do fim. January 19. mas não deu. seria bem frustrante reformular um projeto e deixá-lo pelo caminho outra vez. obrigada pelo apoio ao blog. né? A explicação é muito simples.. comentários. embora não tenha tido tempo de interagir como eu gostaria ou de estar à altura em alguns aspectos. bom papo e gente boa. suportem um inevitável momento-chorumela: obrigada! Obrigada mesmo. aos que se ofereceram a colaborar com ele. Obrigada a todos. foi um prazer conhecê-los! De Chanel na Laje. com muita música. espero que me compreendam: fui inventar de fazer dois cursos e trabalhar ao mesmo tempo (crianças. 2011 Garotas e garotos da laje do meu Brasil varonil. Sem dúvida. pelo apoio não às minhas idéias em si mas ao meu direito de expressá-las livremente. e a laje foi ficando empoeirada. É com muito pesar que venho anunciar uma festança nesta ribombante laje onde muitas e muitas pedras já rolaram. obrigada por terem me ouvido e por terem me dado um feedback tão estimulante apesar do meu anonimato. e fico muito feliz com o balanço final deste blog que não chegará a cumprir sequer um mísero aninho de existência. emails e depoimentos que recebo (o carinho se estende aos comentários e emails com broncas ou puxões de cabelo orelha também). enfim. e pensei seriamente nessa idéia. essa foi a melhor recompensa que tive com este blog. depoimentos. um post que escrevi quando o blog fez seis meses e acabei não publicando e outro post com uma entrevista que dei ao Jornal da Universidade de Santa Catarina. tweets. obrigada aos que divulgaram o blog aos amigos. eu tentei.. que essa coisa de ficar cultuando só "gente bonita e bem-vestida" a gente deixa para a caipirada zé-mané. Abaixo. inclusive porque tenho uma mudança de país prevista para este ano.. por todas as visitas.. Para finalizar. querida" ou frases do tipo. Também queria dizer que eu recebi algumas propostas deveras interessantes de pessoas que queriam colaborar com o De Chanel na Laje (muito legal. hahaha! Se alguém quiser falar comigo. num lugar só. esquinada. . mas eu não teria tempo para administrar nada relacionado ao blog. Queria que vocês soubessem que. vou manter o email do blog ativo e o twitter por enquanto também vai permancer vivo (uma coisa de cada vez. eu leio com muito carinho e atenção todos os comentários.8 De Chanel na Laje festança na laje Wednesday. Beijos a todos. vinho. mas aqui estou cumprindo esta árdua tarefa. uma festa de encerramento. emails. abandonada . vai). Conheci muita gente legal disposta a debater idéias e a não levar tudo tão a sério sempre. ambos com os comentários fechados para ficar tudo concentrado aqui. Ou seja. obrigada!). de coração.

à leitura e à . na verdade. essenciais. No entanto. 2011 Assim como um bom samba é uma forma de oração. as coisas fluíram de uma forma diferente. que vocês dediquem o seu tempo . Agora eu sinto que tenho um compromisso com todos aqueles que visitam esta humilde laje todos os dias. E hoje eu fiquei com vontade de escrever uma carta aberta aos amigos e inimigos conquistados. Seis meses se passaram desde que criei o De Chanel na Laje.De Chanel na Laje 9 Posted by dechanelnalaje at 07:54PM () carta aberta aos meus inimigos e aos meus amigos Wednesday. Porém. eu fico muito satisfeita em saber que não agrado a todos. e escrevo isso sem o menor traço de ironia ou de frivolidade. um blog é uma forma de expressão. Um obrigada especial aos inimigos . Para ser sincera. Vocês são poucos. eu pensei que o De Chanel na Laje seria um espaço virtual facilmente descartável por mim. Naquele momento. Como é unânime que toda unanimidade é burra. eu não imaginava que encontraria tanta gente disposta a interagir comigo e a trocar idéias de uma forma tão frutífera. Antes eu só tinha um compromisso comigo mesma: expressarme.o bem mais caro e precioso que há .Pérolas aos porcos Queridos inimigos. Agradeço sinceramente. January 19.

acertaram. se você estiver direta ou indiretamente na mamata . mas é assim. Ah. assim como não vou pedir desculpas por comprar revistas de moda. sinto muito pelo seu conformismo. o que não me impede de te culpar. Tirar conclusões é um exercício mental interessante. Vocês também dizem que eu sou intelectual. É duro dizer isso. porque a leve sombra nos seus olhos não as impede de ler. outras só cultivam a barriga de cerveja enquanto outras não cultivam nada. sem dúvidas. ah. Para começar. em excesso. Algumas. Bom. Eu sou uma revoltada social. O que eu não entendo é como alguém pode não ser um revoltado social vivendo no país com a 3ª maior desigualdade social do mundo (PNUD/2010). temperam e esquentam. a possibilidade de morrer por uma bala perdida. Para terminar. E muito provavelmente uma patricinha de merda aos olhos de muitos dos meus conterrâneos. Geniosa que sou. É triste. sim.e a dignidade levar um cuspe no rosto. ele quase deixou de funcionar . dedicam 5 minutos do seu dia à preparação de uma maquiagem básica. É. Ler em certo blog que uma leitora deixou de ir a um encontrinho promovido por blogueiras porque "não tinha roupa" e iria se sentir deslocada me partiu o coração. Acertaram outra vez. por razões mais que óbvias. sublimes. encantadores. assim como ele ficou partido durante todo o tempo em que dois familiares e dois amigos estiveram em cativeiro. Apenas questiono determinados usos que as pessoas fazem deles e/ou certos valores que as pessoas atribuem a eles. efetivamente.política. mas que nem tudo que eu penso está aqui. muitas pessoas sentem nojo de quem exibe as suas maquiagens e os seus tutoriais na Internet. queimam e fazem dano. sou declaradamente uma grande admiradora do capitalismo e faria uma fogueira globalizada com todas as camisetas do Che. Algumas pessoas cultivam apenas o lado mental. aprendi na mais tenra infância que os inimigos são como as pimentas: na medida certa.aliás. se você não é um revoltado social e está fora dos círculos corruptos do país. E. outras apenas o físico. muitas coisas que eu penso estão registradas neste blog. inimigos.eu até te entendo. E. Sou mais intelectual que emocional. acho que o meu coração também ficou partido . sequestrados. como eu. empresarial ou de qualquer outra ordem . também me partiu o coração .quando tive uma arma encostada na minha cabeça. uma maravilha da natureza. mas execro com todas as minhas forças o seu comércio e sinto nojinho das pessoas que alimentam essa indústria (não se . de que eu sou contra roupas de marca e blábláblá. mas procurem sempre fundamentá-las se quiserem evitar os micos desnecessários. agropecuária.10 De Chanel na Laje crítica deste blog. Um exemplo? Acho os diamantes lindos. Inclusive. dado com prazer por um pivete cheirador de cola que via nos meus olhos e nos meus tênis as cores da sua repressão social. Nem todo mundo tem os mesmos interesses. Algumas pessoas também chegaram à cabalística conclusão de que eu sou contra o consumo. Passa a bolsa ou estouro a tua cabeça. patricinha de merda! Pois. eu não sou nem nunca serei contra os objetos em si. evitem as precipitações e os julgamentos vazios. Alguns de vocês já disseram que eu sou uma revoltada social. Sim. Superem isso. Adoro quando vocês me detestam mas conseguem transcender o ódio em favor da argumentação e do debate de idéias. Ponto para vocês! Eu queria que vocês soubessem que. Assim como vocês têm nojo de quem exibe os seus livros e as suas resenhas na Internet. Sou bem-resolvida nesse sentido e não vou pedir desculpas por cultivar mais o cérebro que a aparência. mas você merece o que tem.

os comentários. crescem. ao contrário de alguns de vocês. porque eu. surgem algumas discussões tão interessantes na caixa de comentários. Não me importo se serei taxada de piegas. concordando ou não com elas. Em primeiro lugar. Confesso que muitas vezes senti vontade de publicar certos comentários incríveis e eloquentes. especialmente nesta época de fascismos internéticos e de concepções antidemocráticas. A Internet é tão vasta! Poder cultivar um espaço de troca de idéias e de debates civilizados não tem preço. Sou a favor do consumo. mas eu reconheço que fico muito feliz ao ver que tanta gente passa por aqui. eu sou a favor da democratização da moda. Na maioria das vezes. e lamento que no nosso país a moda seja privilégio de poucos e a população ande tão francamente mal-vestida (o que é irrisório se lembrarmos que boa parte da população esteja. Não é à toa que muitos leitores escrevem que amam as caixas de comentários deste blog. se massificam. ou as que se manifestam de uma maneira ou de outra. Para ser sincera. gostaria de dizer que não considero amigas apenas as pessoas que concordam comigo. mas saibam que a teoria não foi inventada por mim. Paris é o lugar. E. também. a Rive Gauche talvez seja o lugar mais indicado. as estatísticas não me importam. enjoam.e não me refiro apenas às tendências do mundinho fashion . As visitas. Pessoas que lêem o que escrevo e que respeitam as minhas opiniões. Inclusive.e ele é muito simples: 99% das modinhas nascem. não pensem que eu fico irritada com a massificação de certas modinhas. as recomendações para os amigos: agradeço. sim. Algo louvável e grandioso. sei que existe um processo cíclico por trás da criação das tendências . Sim. O ponto do nascimento e o do enjôo talvez sejam os que mais me interessam. Eu também amo. mas esse feedback anima. Quanto mais ético e consciente ele for. Se eu quisesse escrever por escrever ou se a minha intenção fosse encontrar um eco no nada. e muito! O que mais me impressiona é a qualidade dos comentários de vocês. Obrigada pela atenção dispensada. os emails. Agora. Para finalizar. Tirem as suas conclusões. Também gostaria de dar um agradecimento especial a todas as pessoas que me .De Chanel na Laje 11 desculpe pelo seu anel. sem mais. os links para cá. Considero amigas todas as pessoas que me visitam e que não se incomodam com a existência deste blog. que eu sinto até uma vontade de reescrever o post que deu o pontapé no debate. e não uma laje virtual. eu gosto de fazer piadas sobre o mundinho do gramour paraguaio e do deslumbramento que ele causa em muitos desmiolados. melhor. eu guardaria os meus textos num arquivo .doc com senha. cada um na sua). car@s bloguetes. pensei em montar um post periódico com trechos de comentários espetaculares. mal-alojada e mal-educada). morrem. sim. por tudo isso. os tweets. E esse espaço só existe graças a vocês.Injeção de ânimo à minha vida virtual Queridos amigos. mal-alimentada. Se quiserem pedir satisfações a alguém. vocês dizem que eu sou a favor da democratização da moda mas fico irritada quando alguma coisa vira modinha. O maior agradecimento do mundo aos meus amigos . de coração.

afinal. nada é inquestionável e problematizar é preciso. Antropologia e Publicidade. Espero que eu tenha sido capaz de transmitir o quanto este blog foi/é um injeção de ânimo na minha vida virtual. eu gostaria de dizer que tenho a intenção de escrever sobre todos eles.. A idéia é compartilhar os meus pensamentos e opiniões. E eu deixo bem claro aos meus visitantes: “levar este blog muito a sério pode ser prejudicial à sua saúde. Por que resolveu escrever sobre moda? O De Chanel na Laje é um blog que fala.” Por que “De chanel na laje”? . January 19. Sou conhecida como "De Chanel". De Chanel na Laje.12 De Chanel na Laje mandam relatos para a parte de depoimentos do blog e às que simplesmente desafam comigo. tenho 27 anos e sou do RJ. No blog procuro escrever textos bem-humorados porque considero que não dá para levar tudo tão a sério sempre. encontrar pessoas interessadas em trocar idéias ou simplesmente encontrar pessoas dispostas a ouvir os nossos desabafos são coisas que não têm preço. nos entendemos com poucas palavras. E às pessoas que gentilmente me mandaram sugestões de temas. Levá-lo pouco a sério também.. Aproveito para pedir desculpas pela demora. Saibam que eu valorizo muito a confiança de vocês em mim. Nós. 2011 Nome. Você escolhe. idade.e sigo me formando . Gostar de moda não significa criar uma religião em torno disso. Muitas pessoas se conheceram nas caixas de comentários e hoje são amigas. Um grande beijo. (Complementares: Cidade/Estado. seguir qualquer tendência. e seu manequim ex: veste 40). Não tenho muito mais que acrescentar. engolir tudo sem processar. formação.nas seguintes áreas: Lingüística. Tento fugir do óbvio. Outra coisa que me deixa excepcionalmente feliz é constatar que este blog virou um canal no que muitas pessoas encontraram/encontram outras com quem se identificam. Relações Internacionais. amigos. de consumo. Me formei . basicamente. e convidar os leitores a debaterem vários assuntos de interesse para quem gosta de moda e está atento a temas comportamentais variados. Posted by dechanelnalaje at 07:53PM () entrevista Jornal da USC Wednesday. De onde veio esse “humor cítrico” que você utiliza no blog? Sempre tive esse humor ácido e me divirto com ele. Encontrar pessoas com os mesmos interesses e questionamentos.

precisamos trabalhar o nosso olhar. enquanto outras acham que eu estou rindo de quem se veste bem mas mora mal. Não pensei em nada disso. Já tive outros blogs. Pelos debates gerados sobre esse assunto no blog . Mesmo assim. deu para perceber que há demanda para blogs com as mais variadas propostas e características.num post que rendeu quase 800 comentários e que já faz parte dos corpora de no mínimo 3 pesquisas acadêmicas -. O que você acha dessa “ditadura da beleza”? A mídia ajuda a reforçá-la? Como eu sempre digo no blog. Para isso. Atualmente. sou otimista. então é lógico que qualquer padrão pré-definido que se exalte e se idolatre tem um caráter limitador e limitante. sim. temos dois caminhos: podemos seguir homogeneizando o padrão de beleza ou podemos começar a valorizar de uma vez por todas a diversidade. percebo muita hipocrisia – e certo oportunismo – quando as pessoas que trabalham no meio tentam “combater” essa ditadura. sou a favor do culto à diversidade e à heterogeneidade. pois há muitos blogs iguais e com conteúdo repetido – e repetitivo – por aí. revolucionar alguns conceitos estéticos. embora atualmente apenas mantenha o De Chanel na Laje e um blog pessoal. .De Chanel na Laje 13 Algumas pessoas vêem conotações marxistas no nome. arriscar. procurar a beleza a partir de novos ângulos. isso é inegável. A chave para que tenhamos uma blogosfera brasileira de moda realmente fértil e potente está na diversidade de propostas e na originalidade do conteúdo. Acho que os blogs são uma excelente ferramenta para que muitas pessoas com algo realmente interessante a dizer encontrem o seu espaço e se dêem a conhecer. com acesso restrito a pessoas convidados por mim. ousar. como uma característica primordial dessa nova era. Porém. porque a gente gosta de “gramour”. Por outro lado. Todas as sociedades têm – e sempre tiveram – o seu padrão de beleza. esse foi o primeiro nome que me veio à cabeça e achei bem divertido. pois acham que estou me referindo à luta de classes. né? Há quanto tempo você bloga? Já teve outros blogs? Quais? Escrevo em blogs há alguns anos. Vivemos numa era de encontros e intercâmbios entre diversos povos e culturas. sair da mesmice. De Chanel na laje. Muitas pessoas que têm blogs como um hobby estão trabalhando de graça para as marcas e não percebem isso. nesse momento de globalização cultural. qual é o cenário que você vê nos blogs de moda? Acho que chegamos a um ponto de saturação.

Quais outros blogs de moda você lê e indica? Desde que criei o De Chanel na laje.com. E buscar respostas dentro não significa necessariamente fazer o óbvio. Também estou no twitter: @dechanelnalaje. que fica difícil indicar algum em especial.flickr. Falta buscar respostas dentro de casa e não fora como sempre se fez. ainda falta muito para que a moda seja verdadeiramente democratizada no Brasil. 2010 Tardei. tive a oportunidade de conhecer tantos blogs – eu nem imaginava que havia tantos blogs de moda no Brasil! -.com/groups/whatiworetodaydrawings/pool/ E se quiser. fique à vontade para fazer considerações sobre outros assuntos relacionados à moda e tal. é muito divertido a c o m p a n h a r o g r u p o . :-) . acho que ainda temos um longo caminho a percorrer para que a nossa indústria da moda seja realmente competitiva e aporte produtos verdadeiramente diferenciados no mercado internacional.wordpress. onde todas as opiniões são valorizadas e bem-vindas. October 21. quase falhei. é algo bem livre mesmo. Sinceramente.14 De Chanel na Laje Gostaria de saber sua opinião sobre o mercado e a indústria da moda brasileira. O que sempre indico é um grupo do Flickr chamado “What I wore today”. Obrigada! Posted by dechanelnalaje at 07:41PM () faculdade de moda: meus dois centavos Thursday. O endereço do blog é: http://dechanelnalaje. mas cá estou. o caricaturesco e o estereotípico. Na minha opinião. aberto e competitivo para que essas pessoas possam desenvolver o seu trabalho e se destacar como merecem no mundo da moda.com e o meu email é dechanelnalaje@gmail. priorizamos muito a opinião e a expressão dos entrevistados. O l i n k é : http://www. mas acho que falta um mercado fértil. Existe muita gente boa e talentosa no Brasil. Gostaria de agradecer o convite à entrevista e convido todos os leitores do Jornal da USC a darem uma passadinha na minha laje virtual. Várias pessoas fazem ilustrações incríveis dos seus visuais diários.

Vamos lá. Antes de qualquer coisa. recebo alguns emails de pessoas interessadas em trabalhar no mundo da moda que gostariam de saber a minha opinião sobre essa faculdade. E essa faculdade tradicional tanto pode ser de caráter humanístico como de caráter técnico. uma faculdade tradicional sempre se apresenta como a melhor opção. o que posso dizer às pessoas que têm interesse numa formação direcionada para o mundo da moda é que me parece bem mais interessante que vocês cursem uma faculdade mais tradicional e que depois se especializem na área. em termos de solidez na formação e de rigor acadêmico. Então. Academicamente. Ou seja. a de uma outsider. Agora. . Então. digamos assim. 2) Faculdade de arquitetura + pós em moda + mil cursos de estilismo. Outro ponto importante a se considerar: a estrutura curricular de uma faculdade de moda não é nem suficientemente humanística nem suficientemente técnica.De Chanel na Laje 15 Desde o começo do blog. eu não acho que cursar faculdade de moda seja lá um grande negócio. Pouquíssimos dos grandes estilistas. portanto. ambos da área de Humanas. por exemplo. podemos ver que o curso de moda é extremamente fraco nesse sentido. fiz um curso com séculos de tradição acadêmica e um curso "novo". a minha maior crítica se refere à formação humanística do curso. Mas isso não vem tanto ao caso. nem em termos acadêmicos nem em termos profissionais. fizeram faculdade de moda. de forma direta e objetiva. a minha opinião é. uma pessoa que sabe muito de uma coisa só e pouco ou quase nada de todo o resto é coisa do passado. Basta olharmos os grandes teóricos da moda. O que importa é que o mercado de trabalho cada vez valoriza mais e mais e mais os perfis transversais. decidi publicar a minha opinião aqui. é o tipo de curso relativamente novo. com pouca tradição. 3) Faculdade de belas artes + pós em moda + mil cursos de estilismo. Tudo isso que falei até agora foi baseado nos aspectos acadêmicos do curso. e posso opinar sem a menor dúvida que. esclareço que eu não estudei moda. pensemos no mundo profissional. Hoje o que interessa é o caráter multidisciplinar da formação e da experiência dos profissionais. Uma pequena observação: eu já vivi os dois lados da moeda. praticamente nenhum fez faculdade de moda. certo? Ainda assim. Um pequeno exemplo: 1) Faculdade de moda + pós em moda + mil cursos em moda. Se pensarmos na bagagem humanística ideal e desejável para um profissional da área.

Eu fiz um pequeno passeio pelos curricula do pessoal da Zara. A maioria dos profissionais tem formação multidisciplinar. Afinal. Isso nunca foi assim e segue sem ser. desnecessário ressaltar para qualquer pessoa que tenha interesse em trabalhar na área que. 5) Faculdade de história + pós em moda + mil cursos de mercado e de história da moda. o menos interessante é o 1. costura. para conseguir um lugar ao sol no mercado da moda. corte. e comprovei que o perfil 1 é a exceção. :-) Posted by dechanelnalaje at 12:35PM () .16 De Chanel na Laje 4) Faculdade de sociologia + pós em moda + mil cursos de mercado e de história da moda. né? Vale lembrar que francês e italiano continuam sendo idiomas altamente valorizados no meio. Qual é o perfil mais interessante nesse caso? Na minha opinião. Lógico que cada um deve estudar aquilo que bem entender. etc. Aliás. Fora isso. maquiagem. Apenas penso no caso dos que vão fazer vestibular e que partem do princípio de que para trabalhar com moda é preciso fazer faculdade de moda. mas fazer um plano de formação a curto/médio/longo prazo e ampliar um pouco o leque de possibilidades são coisas que sempre ajudam. existe muito mais homogeneidade nos cursos de pós que nos cursos de graduação. sempre é bom correr atrás de conhecimentos de desenho. né? Estas seriam as considerações que eu faria ao meu filho . e é óbvio que eu não desmereço ninguém que tenha percorrido esse caminho.caso tivesse um . computação gráfica. fotografia. hahaha!). já que se trata de uma empresa que contrata muita gente.se ele quisesse estudar moda (#mammafeelings. qualquer graduado com certa aptidão pode se especializar em moda. mesmo que você não vá trabalhar diretamente com determinadas coisas. e as boas escolas internacionais de pós são mais que conhecidas. E que qualquer conhecimento técnico ajuda a ter uma visão mais ampla e orgânica do setor. é obrigatório saber inglês.

Essa professora era ridicularizada nas rodinhas imbecis e tinha vários apelidinhos nada simpáticos apenas porque tinha uma "aparência cultivada" (sempre estava bronzeada. Ela fala do preconceito que reina no mundo científico-acadêmico em relação às pessoas que gostam de cuidar da própria aparência. E as pessoas que não se identificam com essas imagens pré-estabelecidas. eloquente.dispostos a enfrentar convenções de qualquer tipo (e existem mil) na hora de nos vestirmos? Seguir ou não essas convenções parece um assunto simples. do obrigatório. era uma professora exemplar: culta. erradas? Há um preço a se pagar por essa escolha? De modo geral. o ponto é: seguimos ou não esses protocolos informais? Cultivar a aparência profissional que se espera de cada um de nós é uma forma de autopreservação. Para mim. chegou a receber cantadas de alguns alunos e obviamente acabou ficando pouco tempo no trabalho. Mesmo assim. um caminho seguro. interpretado como um sinal de que a vida intelectual daquela pessoal é tão fértil. Quando li este depoimento.De Chanel na Laje 17 depoimento: crocs e preconceito no mundo acadêmico Sunday. aparência. e eu já tinha pensado em escrever sobre algo relacionado aqui no blog: até que ponto estamos . novinha e bonita daquele jeito era óbvio que havia um padrinho por trás". se valoriza um certo desleixamento limpinho. por exemplo. isso tudo deu forças para que ela conseguisse um . solícita. Uma amiga minha nunca se sentiu respeitada numa universidade onde conseguiu uma vaga como "contratada" (por méritos próprios). Digamos que existe uma espécie de protocolo informal em relação à maneira como cada pessoa deve vestir-se de acordo com a sua profissão. me lembrei de uma professora excelente que tive. roupas. que ela simplesmente não tem tempo para "essas coisas fúteis". aberta. maquiada. Claro que. sim. Não demorei a descobrir que ela. há um preço. parece que. competente. podemos defender a priori que cada um use o que quiser e viva a liberdade e o Século XXI e o afrouxamento das amarras do tradicionalismo. 2010 O depoimento que recebi dessa leitora tem uma tônica bem diferente dos depoimentos publicados até agora. pois. Claro que há exceções e inclusive variações de acordo com a cultura. No mundo acadêmico. um mero cumprimento de papéis. didática. existe um preconceito latente em relação às pessoas que se ocupam de coisas classificadas de forma praticamente unânime como fúteis: beleza. do formal. Tudo bem. September 05. não se tem muito como fugir (penso nos cargos que exigem uso de uniforme). o mundo acadêmico também é machista (e esse machismo também é propagado por algumas mulheres que conseguiram o seu lugar ao sol). ou que simplesmente não querem corresponder às expectativas e seguir os padrões? Estão certas. no fundo. Então. eu tenho a impressão de que toda profissão tem um certo perfil determinado. pois diziam que "patricinha. Refiro-me ao protocolo informal. existem profissões mais abertas do que outras em relação à aparência. apesar de todas as suas qualidades inquestionáveis e de uma trajetória acadêmica brilhante. mas na prática as coisas são mais complexas do que aparentam. afinal. Esse é um tema delicado.ou deveríamos ou não estar . arrumadíssima e de salto). O resultado? Ela foi excluída abertamente por outros professores (maioria mulheres). Direcionando essa reflexão para o mundo do trabalho. era alvo de várias piadinhas entre professores e alunos. No mundo acadêmico.

na que ela se veste como bem quer e entende e não é desprezada por isso. mas passou. não só vestir a primeira que visse. E. no inicio era só camiseta. e nisso alguns blogs de moda ajudaram e muito. Afinal. jeans e sapatilha. ah. Durante a adolescencia tive a fase de só usar preto. pense na diferente que só o rímel já faz!). dos seus crocs ou das suas ankle boots. Aí que vi como as pessoas são preconceituosas. tanto das que acham essencial ter uma LV (que particularmente não gosto). Ao depoimento: Primeiro. coisa que nunca tinha feito. adoro ele. loira do olho claro. Isso foi no último ano da faculdade. de biologia. . Não entendo e chego a me irritar profundamente. me apelide do que qusier =P! É um desabafo sobre os preconceitos que as pessoas tem com relação a aparencia. sem cilio nem sombrancelha. igual 95% dos meus colegas de faculdade. adorei a moda das tachas pela facilidade de encontrar roupas de qualidade com tachas e coturnos sem ser em loja militar. foi indo e decidi me cuidar mais (sou branquela. e tudo isso independe da forma como cada um se veste ou se cuida. apagada. Até que descobri o rímel. hahahaha).18 De Chanel na Laje cargo público numa instituição muito mais interessante. tanto das que acham que usar maquiagem é coisa de gente fútil e a toa. Via as moças na TV com a make linda e decidi aprender. Quando entrei no mestrado gastei minha primeira bolsa com roupas. Por essas e outras (muitas outras). um espaço heterogêneo e aberto onde cada um poderia ser como é. Enfim. Passei a me vestir melhor. Confesso que antes lia uns que hoje peguei nojo. depois blush. a minha decepção com o mundo acadêmico é tão grande. Se for publicar no blog por favor não coloque meu nome. estamos falando de um mundo no que o conhecimento e as idéias deveriam reinar. A universidade deveria ser um reflexo da diversidade que existe na sociedade. só! Não usava make. quando descobri li tudo no mesmo dia e fiquei feliz que voltou a ativa. quero te parabenizar pelo blog. assim como os blogs de maquiagem. em outros países também existe esse conservadorismo no meio acadêmico . meu cabelo era totalmente descuidado. Ou seja. um mundo paralelo cercado de muros e de regrinhas limitadoras. assim como a usar salto e pensar na roupa a usar. Depois na faculdade. mas continuo amando tachas desde aquela época (aliás. isso não ocorreu no Brasil. A universidade não deveria ser uma ilha. vou fazer um desabafo.

ficou enorme. fazer exercicio. É um desabafo. Passei a ir na dermatologista. E isso foi ótimo. como foi meu caso. Ninguém é melhor por ter a "it bolsa" ou por não ter nenhum bolsa! Parece até que é impossível alguém ler Darwin e usar batom da MAC! Vaidade não tem correlação inversa com inteligencia! Enfim. não todos) se acham melhores que todas as pessoas fúteis que gastam seu tempo cuidado da pele! Rola um super preconceito com quem se veste bem. . esses blogs ajudam. academico. September 05. mas tem que saber filtrar. principalmente no meio que vivo. hahaha. Será que mais alguém passa pela mesma situação? Abraços e parabéns pelo blog! Obrigada à leitora que enviou o depoimento! . Pelo que me contaram tem muito essa bobagem nos EUA. é brincadeira todo dia. coisas que tem que ter e esnobices. acham o máximo falar em alto e bom som que não tem tempo para futilidades como pintar as unhas ou se maquiar de manhã. Isso me deixa triste. que é o cientifico. e muitos desses (claro. Conheço gente que vai trabalhar como se fosse fazer a faxina em casa no sábado a tarde. 2010 Pessoal. mas já ouvi cada história.-) Posted by dechanelnalaje at 08:40PM () dcnl tumblr Sunday. de verdade. te dão uma norteada. Felizmente isso não acontece com os meus professores. hidratação no cabelo. onde uma pesquisadora com decote não tem o mesmo respeito que uma vestida que nem homem. muitos dos que sigo hoje encontrei nesses. antes eu me achava feia e acho que por isso agia como se moda fosse futilidade. por parte dos outros alunos. meu namorado também gostou e super apoiou eu me cuidar mais. Mas aí vi que pessoas mais estudadas que deveriam ser mais abertas muitas vezes são tão preonceituosas. são famosos pelas crocs e roupas de gosto (muito) duvidoso. Mas quem está perdida. Onde estudo mesmo. Não por que é comigo. Mas ver o preconceito que rola por ambos os lados. Mesmo neles tem posts legais. Nesse meio a maioria não se cuida.De Chanel na Laje 19 com suas tendencinhas. Minha mãe adorou minha mudança. sendo que cada um se acha melhor do que o outro. cuidar mais de mim sabe. Ninguém é melhor do que ninguém.

onde centenas de mulheres morrem assassinadas de forma brutal a cada ano. Ciudad Juárez é praticamente sinônimo de violência machista e essa triste realidade foi usada como mote publicitário por uma firma do ramo de . como a linha foi inspirada no México. esmaltes Factory (fábrica) e Juárez. levam as comidas preferidas dos seus familiares falecidos. México. frivolidade e polêmica Wednesday. é feminicídio. E essa ferramenta é bem prática e dinâmica. September 01. olhando com mais calma. no dia de Finados ocorre uma grande celebração no México. Parece que para tudo há um limite. Beijos! Posted by dechanelnalaje at 08:30PM () mac. digamos assim. Só que essa teoria vai por água abaixo quando vemos os nomes dos produtos: sombra Border Town (cidade de fronteira). :-) Nos vemos por lá! E no twitter. gloss Del Norte (nome anterior de Ciudad Juárez). rodarte. ao frivolizar os asssassinatos de mulheres que ocorrem frequentemente em Ciudad Juárez. já que estamos falando de Rodarte. esse ar poderia perfeitamente ser uma alusão ao Día de Muertos. feminicídio. Então. Também agradeço sugestões de contas legais. a estrangeira .pelo menos.. Para quem não conhece a tradição. altamente complexo e com grande repercussão internacional. Quando a MAC lançou a campanha publicitária da linha de maquiagens assinada pela Rodarte e declaradamente inspirada no México. blush Quinceañera (menina de quinze anos). enfim. dá para ver que a campanha tinha um ar notívago e sombrio. com as modelos bem pálidas e com olheiras profundas. Parêntesis: aproveito para expressar o meu alívio ao comprovar que a blogosfera de moda e beleza . Até aí. Quem quiser divulgar os seus tumblrs nos comentários fique à vontade. pelas fotos. e o caso MAC/Rodarte é uma prova disso. 2010 E não é que a MAC conseguiu chafurdar o pé na lama? O anúncio da sua linha de maquiagens em parceria com a Rodarte não poderia ter causado mais comoção e indignação. menos para a bizarrice publicitária. claro. O nome técnico do fenômeno. Aí.20 De Chanel na Laje Este mês as coisas vão continuar corridas para mim e não sei se terei tempo para manter um bom ritmo de posts aqui no blog. No fundo. a blogosfera estrangeira foi inundada de posts e sobretudo de comentários que manifestavam um profundo desconforto com a proposta e com o tom da mesma. interagir com os colega muito me faz feliz. Bem. fazem doces em forma de caveiras e de crânios. batons Ghost Town (cidade-fantasma) e Sleepless (sem dormir). Eu acredito que os blogs são um grande instrumento de contestação e que podem desempenhar um papel interessante na sociedade. nenhum problema.está aberta a manifestar críticas embasadas e construtivas sobre temas polêmicos.. decidi criar um tumblr para não perder contato com o mundo virtual. Voltando. afinal. né? A marca segue mesmo essa ondinha. percebemos que as modelos simulam defuntos. As famílias fazem uma verdadeira festa nos cemitérios. tocam música. Todos esses termos se referem ao verdadeiro drama social que se vive em Juárez.

Dar uma aura etérea e romantizada ao feminicídio para promover maquiagem? Sem chance para mim. a história não acabou assim.De Chanel na Laje 21 cosmética e maquiagem. deveriam ter procurado uma forma de ajudar. e tivessem feito a campanha de uma forma humana e com o aval das associações. Tanto a MAC como a Rodarte tiveram de fazer declarações sobre a polêmica gerada pela campanha. ora. Se desde o começo eles tivessem declarado que uma parte da verba se destinaria a ajudar. reforço idéias que seguem a mesma linha do que expressei no post anterior. mas que a intenção real da coleção era "celebrar a beleza da paisagem e das pessoas" da região. Abraçar causas sociais e/ou ambientais não deixa de ser uma estratégia comercial para as empresas. Aham. não só pelos consumidores como também pelas associações de direitos humanos. Tão simples. Acho lamentável. contem outra. pois continuou a bater na tecla de que a situação de Juárez era importante para a marca. Sobre este caso. A rejeição obviamente foi imediata e as marcas foram fortemente criticadas. hipócrita e patético que a MAC e a Rodarte tenham explorado um problema social com fins comerciais. Se a MAC e a Rodarte estivessem realmente interessadas nos problemas de Juárez. Eu me pergunto como essas empresas puderam lançar uma campanha potencialmente bombástica dessas sem um "plano de crise" preparado. blábláblá. na minha opinião. depois de toda a confusão. tudo bem. Ninguém engoliu a desculpa esfarrapada. Tudo bem que as estilistas estivessem sensibilizadas pelo problema. até acredito nisso. mas essa não era a forma de contribuir em nenhum sentido. as duas empresas afirmaram que a intenção era nobre e que elas queriam chamar atenção para os problemas dessa cidade. Num primeiro momento. não venham com esse papo de gerar discussão sobre o problema e conseguir visibilidade. Mas não foi o caso. Então. Finalmente. Enfim. . locais e globais. mas há mil formas de fazê-lo. A Rodarte teve uma postura lamentável. As associações não aceitaram a proposta da MAC e disseram que não receberiam um centavo sequer gerado pela coleção. a MAC decidiu cancelar a linha. então a MAC se comprometeu a destinar uma parte do dinheiro arrecadado a organizações que combatem o feminicídio em Juárez e pediu desculpas por ter ofendido os consumidores (curioso: não pediram desculpas às mulheres de Juárez). todos sabemos disso.

22 De Chanel na Laje Nesse caso. sem contar que aqui é .. a irresponsabilidade e inclusive o escárnio. também estou preparando tudo para entrar em ritmo (meio) de férias. fotografar editorial. Se todo mundo falar mal. Sem citar a falta de sensibilidade. sei que devo uma explicação sobre o meu sumiço repentino. o mais completo que li até agora na blogosfera brasileira. Para mim. Desculpem-me. ganhar dinheiro ou para brincar de ONG? UPDATE: recomendo este excelente post sobre o assunto. blush Periferia Reprimida. Aí está. vamos definir os papéis: você está aqui para vender maquiagem.. Essa justificativa não funciona e está tão batida quanto a fórmula publicitária de "conseguir repercussão a qualquer custo". Para finalizar. esmalte Amazônia em Chamas. Seria lindo. Todo mundo ia adorar.. que o saldo final vai ser positivo.. foi impossível não fazer uma analogia. 2010 . Imaginem se a MAC lançasse uma linha de maquiagem inspirada no Brasil: sombra Crack. nem deu tempo de processar e avisar. Fiz duas viagens totalmente imprevistas nas últimas semanas. base Poluição. né? Então. que eu estou voltando. a minha mãe vem para cá daqui a alguns dias e eu decidi fazer algumas obras aqui em casa. como fica? Não fica. Sunday. Como posso dizer? As coisas complicaram para o meu lado. linha cancelada. Não é só porque uma marca gera polêmica e consegue atenção para o seu produto. promover uma marca. August 29. Posted by dechanelnalaje at 12:45AM () podem botar água no feijão. :-) Queridos leitores. gloss Chuva Ácida. batom Comando Vermelho. mas é impossível acreditar que a intenção era nobre. o gosto que fica na boca é o do oportunismo publicitário: vamos criar um pouquinho de polêmica e conseguir que falem muito da nossa coleção? Mídia espontânea é o que há.

algo a questionar. Sem citar a elevação de personagens que não acrescentam nada à vida de ninguém ao olimpo de celebridades fashionistas teoricamente inspiradoras. De eslavas à beira da morte desfilando a sua morbosidade cadavérica e pálida a editoriais que ridicularizam e humilham pessoas pobres e exploradas (primeira Vogue indiana da história. Valorizo muito o suporte de vocês.De Chanel na Laje 23 verão e o calor está sufocante. Moda. Acho que já passou da hora de esse povo alucinado parar de acreditar nessa suposta missão messiânico-profética da moda. eu adoro uma subversão. Mas que essa sacudida. Desculpem-me pela falta de posts e pela demora para responder aos emails e aos tuítes. o meu horror com o editorial Water & Oil da Vogue Itália de agosto. do alto da minha laje. sei lá! Para quê? Por quê? Qual era a do negócio? Alguém anotou a placa? Particularmente. o último barraco do oportunismo tétrico e repugnante. tá? Fica a .justifica qualquer coisa. passando pela propagação de qualquer slogan retrógrado revestido com uma aurinha cool. mas coisas como esse editorial chegam a ser kafkianas. a debater? Eu não acredito. pronto. Qualquer coisa. quem lembra?).. faça uma coisa: atenha-se ao seu papel. Vocês realmente acreditam que um editorial como esse tem algo a dizer. caros perplexos. de vez em quando. E agora eu pergunto: alguém cai nesses contos de (e para) bobos? O mais triste. é que muita gente cai. de forma póstuma. Nem vai ser. que. Um trabalho publicitário regido pela total falta de escrúpulos. cof!) por trás do trabalho.trajado por uma modeluca exótica (argh!) e clicado pelo fotógrafo estrelinha excêntrica (argh!) do momento . espero corrigir isso em breve. com o penteado todo trabalhado nos Bumpits. Seguinte! Tudo bem que.. A moda pode ser um reflexo da realidade sócio-política. ainda estarei batendo palminhas e dando saltinhos de alegria timburtoniana.. essa exagerada. É o tipo de coisa que. E. essa subversão. Esse editorial foi. Um dos maiores problemas do mundinho da moda é que algumas pessoas que o habitam se transformam em extraterrestres.. algo a debater. Obrigada a todos pelas mensagens e pelas visitas.. simplesmente. Sinceramente. Usar uma desgraça daquela dimensão para vender blusinha Miu Miu e brinquinho Swarovski? Poupem-me. algo a transformar. essa chacolhada tenha algo a dizer. Menos.. a questionar. se extrapolem alguns papéis e se levantem algumas bandeiras e se forcem algumas barras e se adotem métodos menos ortodoxos de expressão e de comunicação. não posso deixar de manifestar. uma exagerada na tentativa de chamar atenção a uma causa interessante. A correria tem sido excessiva. :-) Aproveitando o ensejo. Quando qualquer ser humano é vítima de um desastre ecológico. não sobra um segundo para entrar aqui e cultivar uma vida virtual minimamente saudável. E querem saber? Que a queda seja lindamente espatifante. a transformar. que. Esse discurso cansou. sim. Elas realmente acreditam que um trapinho de seda grifado . Só que a realidade sócio-política não é um reflexo da moda. mesmo. Acho ótimo que as bundasgordas levantem dos sofás para dar uma chacoalhada. uma sacudida na moral. nem li muito sobre a arquitetura conceitual (cof. a última coisa que importa são os trapinhos e os produtinhos divulgados pela Vogue. pois era óbvio que o meu estômago embrulharia com as prováveis e previsíveis desculpas baratas e com a filosofia de boteco Cavalli* cuja finalidade seria a de justificar o injustificável.

de toda forma. sal e petróleo de uma garota que não quer se jogar da sua laje. que vai dar certo sempre. mas falem de mim". Crédito das fotos: Vogue Itália. um recado: muda a fórmula. que cai por terra quando surge a seguinte questão: e se todo mundo falar mal? Ativa a criatividade aí. vai. Deixando claro que "dar certo". Beijos de água.24 De Chanel na Laje dica. Não é só porque deu certo uma vez. Fórmula defasada e ultrapassada. zzzzzz. é sinônimo de "falem mal. A Franca puxa o seu saco. mas a gente não. para gente como você. Posted by dechanelnalaje at 10:24PM () . * Conhecem o boteco do Cavalli? Diversificação dos negócios é o nome técnico da coisa. Steven Maisel. amigo. Me liga. agosto de 2010.

portanto. Estou escrevendo este post para falar de algumas coisas que vão mudar no blog daqui para frente e para esclarecer algumas outras. Mas saibam que esse tipo de atitude não vai colar por aqui nunca mais. Blog de moda: Posso falar de alguns temas relacionados a esse mundo. Muito mesmo. Quase nunca confiro o servidor. Desistam. Para isso. Concorrência desleal? Competitividade extrema? Jogo sujo? Vocês encontrarão a definição. portanto. mas este não é . 98% das pessoas que lêem este blog. aconteceram algumas coisas que me deixaram muito chateada. Blog sobre blogs de moda: Este não é um blog sobre blogs de moda. escrito por uma leitora que sintetizou diversas críticas feitas especificamente a esses blogs. né? Nunca citei o nome de ninguém neste blog e não o farei desta vez. definitivamente. Blogueiras que se fizeram de vítimas em relação aos meus posts e que estão militando contra a minha existência: não defendam a classe com tanto empenho e ingenuidade. ou seja. passando-se por pobres leitoras decepcionadas e inclusive por assessoras de imprensa. Desonestidade na blogosfera: No meu post sobre publicidade em blogs de moda. de discursos publicitários. devem saber que as IPs dos comentaristas ficam registradas. Escrevi um post sobre coisas que não entendo nos blogs de moda e publiquei aquele post sobre o lado b dos blogs de moda.De Chanel na Laje 25 alguns avisos aos navegantes Sunday. de comportamento. Eu geralmente leio os comentários que vão entrando via email. certo? Não está nos meus planos voltar a tocar nesse ponto tão cedo (explicação a seguir). Gosto de falar de consumo. de temas gerais que me interessem ou que interessem aos meus leitores. coisa que fiz desta vez. apenas dois falaram do assunto "blogs de moda". Considero que já manifestei a minha opinião sobre os principais temas relacionados a blogs. de cultura. 5 (cinco!) blogueiras usaram aquele post para escrever comentários agressivos e eu diria até cruéis em relação a outras blogueiras. Me admira muito que esse tipo de atitude parta de pessoas que têm blogs e que. 2010 Caros leitores. Peço desculpas de antemão a todas as pessoas que não têm nada que ver com as chatices que relato abaixo. escreveram comentários anônimos ou com nomes falsos. É .nem nunca foi . Nada que me restrinja. August 08.um blog de moda. Também já publiquei dois posts sobre blogs em geral: um sobre comentários e outro sobre publicidade. no meu celular mesmo. Dos 83 posts publicados até hoje.

Portanto. Eu estou aqui para dar as minhas opiniões e não para ficar de picuinhas com outras blogueiras. Comentários com termos de baixo calão serão igualmente apagados. Da mesma forma como posso esculachar a bolsa cuja propaganda aparece num blog qualquer. de mesquinharia e de picuinhas. No entanto. Links em outros blogs: Às leitoras que copiam links de posts meus e publicam em outros blogs. Twitter: Gostaria de entender o que leva as pessoas a transformarem o twitter num mar de discórdias. as baixarias geradas por essa meia dúzia de pessoas mal-intencionadas já estão sendo devidamente controladas. ok? Algumas pessoas têm copiado trechos dos meus textos e inclusive de comentários que apareceram aqui para colar em caixas de comentários de outros blogs. Só tenho a agradecer. Gosto muito do nível dos comentários de forma geral e já conheci um monte de pessoas legais. Bolsa de moletom: Esculachei a bolsa de moletom. Tom ácido: . em respeito aos meus leitores. Não dramatizem tanto. A principal delas: me reservo o direito de apagar comentários que contenham calúnias. Eu fico muito feliz por ter encontrado tanta gente interessada em discutir os assuntos que eu proponho aqui. Apenas gostaria de pedir que vocês não estimulem confusões ou forcem rivalidades que simplesmente não existem.concordando ou não comigo -. então não posso falar nada sobre isso. não tenho tempo e muito menos paciência para isso. Tenho esse direito como consumidora. mas todo mundo é livre para divulgar o conteúdo que quiser. Comentários: Escrevi sobre as mudanças nos comentários aqui. Eu percebi que o nível aqui baixou muito quando vocês publicaram links para cá em determinados blogs. assim como esculacharei qualquer produto do qual eu não goste ou que eu considere que está sendo vendido de forma capciosa. dá para ver que. Simples assim. Qual a necessidade de ficar o dia inteiro no twitter mandando indiretas e falando mal dos outros? Não é mais fácil mandar um email expondo as razões do seu descontentamento com alguém? Alguém realmente acredita que dá para discutir algo em 140 caracteres? Estou fora. outras só querem avacalhar e invalidar a discussão inicial.26 De Chanel na Laje a única coisa que tenho a lhes dizer. injúrias ou difamações a terceiros. enquanto algumas pessoas apenas querem manifestar as suas opiniões numa boa . Eu posso esculachar um creme vendido pela Unilever cuja propaganda passa no horário nobre? Sim. por favor. Não me importa que a bolsa em questão tenha sido divulgada por outros blogs. peço encarecidamente que deixem claro que vocês apenas estão repassando o link.

sem agir. eu gostaria de esclarecer que não sigo a linha do anticonsumismo. mas eu sou declaradamente fã do capitalismo. Eu não poderia me importar menos e inclusive sei que é normal . inclusive. este blog não seria anônimo. Eu sou bem mais pragmática: se o jogo está ruim. Então. das grandes fortunas e dos Estados. . Você escolhe. sem fazer acontecer. né? Fora isso. Nutro. tem um lado irônico e sarcástico. meus caros. prefiro me manter no anonimato. sobre herbalife ou sobre o lado cor-de-rosa-peace-and-love do mundo. Nem todo mundo se identifica. August 04.De Chanel na Laje 27 Sim. Nenhum problema. todos os participantes estão jogando mal. Além do mais. inclusive. um recado: levar este blog muito a sério pode ser prejudicial à sua saúde..e inclusive divertido .que isso aconteça quando imaginamos como será a pessoa que está por trás de uma tela.Os comentários deste post serão desativados. pois a intenção é apenas a de dar alguns recados e não a de gerar uma discussão. o meu senso de humor é assim mesmo. 2010 Decidi escrever algumas coisas que penso a respeito do consumo e do ato de consumir. como algumas pessoas pensam. Blog anônimo: Por razões pessoais e sobretudo profissionais. sem . sem voz e sem chances de mudar as regras do jogo. Wednesday. vocês podem me imaginar como bem quiserem: horrorosa. Em primeiro lugar. e que o povo é apenas uma massa de controle e de manobra. uma forte simpatia pelo anarcocapitalismo.com Uma boa semana a todos! Posted by dechanelnalaje at 09:34PM () consumir ou não consumir já não é a questão.. Quem quiser falar comigo sobre algum dos pontos tratados pode me mandar um email: dechanelnalaje@gmail. O povo. Levá-lo pouco a sério também. Isso se justifica pelo fato de que eu não só valorizo as liberdades individuais como creio com todas as minhas forças no poder do indíviduo. alguns posts meus terão um certo tom ácido pois às vezes escrevo sobre assuntos que nem sempre são tão agradáveis quanto as maravilhas que o último creme La Prairie pode proporcionar às nossas peles. afinal. como consumir: eis a q. desdentada ou fedorenta. Mundo real. Se eu quisesse ser julgada pela minha aparência. Não sou daquele tipo de pessoa maniqueísta que acha que tudo de ruim que acontece no mundo é culpa exclusiva das multinacionais. Só não esperem uma explicação da minha parte sobre o que você imaginou. Sinto muito se vou decepcionar alguns corações comunistas. estou aqui para falar de idéias. não adianta ficar buscando culpado para tudo o tempo inteiro sem mudar de atitude e de mentalidade. Não escrevo sobre maquiagem. cheia de verrugas. Recados pessoais: Ninguém aqui me conhece.

uma arma capaz de vencer qualquer batalha. No nosso país. Às vezes. você tem chances de ser um participante ativo do jogo.28 De Chanel na Laje exigir que as regras do jogo mudem. imaginem uma etiqueta com o preço marcado errado. quem perde é o consumidor. Sejamos honestos: com um nível educativo que sempre faz feio em qualquer ranking mundial. obrigada por lei a cobrar o preço da etiqueta. se de forma simplista eu tivesse de encontrar um culpado para todos os males da humanidade. Entretanto. o resultado é a derrota da empresa. Muito raramente. bibliotecas maravilhosas. Questionar é uma forma de poder. a empresa vende/lucra e o consumidor faz uma boa compra. Portanto. Refiro-me sobretudo à sede de conhecimento. Eu vejo o consumo como um campo de batalha. Claro que conquistar isso é um avanço para qualquer sociedade. à consciência de que ter as informações corretas confere a qualquer indivíduo um potencial revolucionário. eu não deveria exigir uma coisa de melhor qualidade? E na hora de vender. eu diria sem pensar duas vezes: falta de educação. você tem chances de ganhar o jogo. uma poderosa ferramenta para lutar. No entanto. quadras de esporte e mil atividades extracurriculares. sem educação. Se você consome usando os seus conhecimentos e a sua capacidade de questionar. o resultado pode ser o empate: numa relação win-win. é uma forma de execer poder e de exigir mudanças. Inclusive a do consumo. nenhum povo é capaz de evoluir a ponto de exigir alterações no sistema. bem abaixo do preço real. Conhecer é uma forma de poder. assim como votar. mas eu não me refiro apenas à educação formal. eles me contam muitas milongas? Essa empresa é coerente com os seus princípios? Que discursos e valores eles fomentam na hora de promover o produto? Me identifico com aquela propaganda ou sinto nojo? Será que essa empresa financia algum político corrupto? Será que essa empresa trata bem os funcionários e tem uma política social-corporativa decente? E como será a política ambiental? Eu realmente posso comprar esse produto? Ele se encaixa nas minhas finanças ou seria melhor deixar para o mês que vem? Eu estou comprando isso porque quero ou simplesmente me fisgaram e atuei impulsivamente? Até que ponto os meus desejos ou inseguranças estão sendo explorados? . eu tenho consciência de que. na maioria das vezes. Que produto é esse? Eu realmente preciso dele? Será que não existe um melhor? Ele tem uma boa relação qualidadepreço? Por esse preço. professores qualificados e bem-remunerados. E por educação não quero dizer apenas colégios e universidades públicas com excelente infraestrutura. A empresa. infelizmente. como os cidadãos brasileiros podem consumir (e votar) de forma relativamente consciente? Consumir. perde e o consumidor ganha. ao desenvolvimento do poder de questionar. se você consome de forma consciente. por exemplo. as coisas ocorrem dessa maneira. ou seja. Melhor ainda.

o Lula ou o Hugo Chávez. o que consideram algo melhor para fazer na vida? Consumir roupa-lixo. Acho ótimo que as pessoas denunciem as péssimas práticas das empresas. afinal. aliás. são massa e. Mas esse tipo de denúncia não deve servir apenas para alimentar o pensamento de que somos uns pobres coitados explorados pelo capitalismo selvagem e pela falta de humanidade das bolsas de valores. o ato de consumir hoje em dia tem maior importância que o de votar. desanimadora. Inclusive. É muito fácil reclamar do sistema vestindo uma calça levi's. dura. analisando o que estão nos vendendo. E. portanto. Também é financiar uma empresa. chata. Afinal. para que deixemos de comprar dessas empresas.os cidadãos decidiram exigir os seus direitos. uma camiseta do Che. mas sim a forma como ele está sendo vendido. a corrupção. Cidadãos de um país terceiro-mundista que devem consumir o lixo que sobra dos outros ou que só somos dignos de comprar cópias mal-feitas. respeitando o semáforo e os limites de velocidade. Uma postura tipicamente latino-americana. Os que acham que "a minha parte não vai fazer diferença alguma" ou que "não vou fazer isso porque ninguém faz" se comportam como massa. Também é uma tarefa árdua. de que forma e a que preço. Tentar decifrar que valores e que ideologias estão por trás das propagandas e das informações trasmitidas pelos veículos de comunicação é um exercício saudável.finalmente! . Ou que a globalização é isso aí mesmo e que veio para ferrar com tudo. atualmente não exercemos a cidadania apenas votando. mas não devemos nos abater. é sempre bom ficar de olho. pagando os impostos ou separando o lixo para reciclar. não. para que os cartórios deste país sejam inundados de processos porque . para que escutem a nossa voz. pagar os juros mais altos do mercado internacional e uns impostos de importação brutais que só protegem um empresariado interno altamente alienado que não se importa com nada a não ser com a própria fortuna. O mais engraçado é que apenas aqueles que acreditam no poder do um e no poder do indivíduo se comportam como indivíduos. para que ativemos os serviços de defesa do consumidor sempre que precisarmos. uma estrutura. Nem adianta falar que o sistema calou a sua voz se quem a calou primeiro foi você mesmo. em plena época de eleições presidenciais. mas também consumindo. eu conheço o valor do meu dinheiro. Todas essas denúncias devem servir. por exemplo. uma forma de fazer publicidade. . mal-acabadas e caras dos produtos internacionais. Questionar esses discursos é sempre válido. Quando votamos ou consumimos. para que nos manifestemos. Para mim. uma forma de vender.De Chanel na Laje 29 Esses foram alguns exemplos de perguntas que podem ser feitas na hora de consumir. estamos transferindo o nosso poder aos políticos e às empresas. Consumir um produto não é apenas levá-lo para casa. na minha opinião. este obviamente deixará de ser fabricado. Como eu já disse em mais de uma circunstância. seja ele o Obama. Afinal. Além do mais. enfim. uma política de marketing. para que passemos a informação adiante. As multinacionais são as culpadas de tudo. sou exigente e não me contento com qualquer porcaria. calçando um all star surrado e segurando uma latinha de coca-cola. merecem sofrer todas as consequências do comodismo e do conformismo. comida-lixo e entretenimento-lixo? Será que isso é melhor mesmo? Para algumas pessoas pode ser. sem o apoio dos empresários. é praticamente impossível que um político se eleja. se todo mundo deixar de comprar determinado produto. Parece que ninguém lembra que. em última instância. em algumas questões que discutimos aqui: o problema principal muitas vezes não é o produto em si. qualquer tipo de conduta prejudicial ao indivíduo ou à sociedade. uma forma de fabricar. Quam atua assim muitas vezes é tratado como um otário que não tem nada melhor para fazer na vida. os desrespeitos com os consumidores.

30

De Chanel na Laje

Update: Caros leitores, acabo de fazer algumas pequenas porém importantes modificações na política de comentários do blog. Para conhecê-las, cliquem aqui. Obrigada! Posted by dechanelnalaje at 02:20PM ()

publicidade em blogs: qual é o preço da sua opinião?
Monday, August 02, 2010
- Olá, gostaria de saber se a sua opinião está à venda.- Vou lhe mostrar a minha tabela de preços, senhor. Vários leitores me sugeriram que eu escrevesse um post sobre a publicidade nos blogs. Por ser uma realidade nova tanto para blogueiros como para empresas e agências, muitas pessoas ainda não sabem como lidar muito bem com ela, o que não deixa de ser compreensível. Só que essa realidade também é nova para os leitores dos blogs, e esse é um ponto que muitas vezes fica de lado nessa discussão toda. Então, eu gostaria de deixar claro que vou opinar sobre esse assunto como leitora de blogs. Para começar, anuncio de uma vez por todas que eu não vejo o menor problema em que certas pessoas queiram ganhar dinheiro com os seus blogs, desde que se mantenham dentro dos limites da ética, da transparência e sobretudo do respeito com os seus leitores. Infelizmente, às vezes temos a impressão de que algumas pessoas que querem ganhar dinheiro com os seus blogs apenas têm compromisso com a própria conta bancária e com as empresas parceiras, e nunca com os leitores. Por isso, eu proponho que se deixe de pensar na publicidade virtual como uma relação entre empresas e donos de blogs, e sim como uma relação entre empresas, blogueiros e leitores, sendo que cuidado! - os leitores, desta vez, têm voz. Apesar de que alguns queiram calar essa voz, ela continuará existindo e em algum momento encontrará o seu meio de expressão. Para facilitar um pouco a discussão sobre a publicidade na blogosfera, vou diferenciar quatro tipos principais de blogs: 1) Blogs que nasceram como uma forma de negócio, ou de promoção direta ou indireta do trabalho dos seus autores: São os "blogs profissionais", "blogs corporativos" ou "blogs mamãe-quero-ser-um-portal". Podem ser blogs de maquiadores, cabeleireiros ou fotógrafos, por exemplo, que queiram exibir os seus trabalhos, apresentar o seu portfólio ou inclusive relatar o seu dia-a-dia mostrando o outro lado do processo de criação para o público, etc. Também podem ser

De Chanel na Laje

31

blogs de exposição e/ou venda de produtos fabricados por certo profissional ou empresa. Aqui também se incluem os blogs/portais com alta frequência de atualização e de geração de conteúdos mais ou menos jornalísticos. O objetivo desse tipo de meio é captar parcerias com marcas, obter patrocínios, alugar espaço publicitário (banners), e tudo isso fica claro para os leitores. 2) Blogs que não têm intenção de ganhar dinheiro: Nessa categoria se enquadram os "blogs pessoais" e os "blogs independentes". Blogs pessoais são aqueles no que o autor pode relatar coisas do seu dia-a-dia, suas compras, seus desejos, opiniões, falar dos seus interesses, de problemas ou de qualquer outra coisa. Blogs independentes são aqueles meramente opinativos, temáticos ou não, onde o autor mantém um espaço para se expressar e trocar idéias. Nestes casos, os autores não têm nenhum compromisso oficial com a imparcialidade. Dessa forma, as informações geradas por eles se diferenciam das que são geradas pelos meios tradicionais, e é justamente isso o que atrai a atenção de tanta gente. Ou seja, as pessoas que lêem esse tipo de blog querem conhecer, entre outras coisas, a opinião, a personalidade, a visão, as vivências do blogueiro. 3) Blogs que não nasceram com o objetivo de ganhar dinheiro, mas que mudaram de rumo e querem aproveitar as oportunidades que surgiram: Esses são os casos mais complexos. Muitas pessoas conquistaram certa fama e popularidade na Internet com os seus blogs - inicialmente pessoais e independentes - e, num determinado momento, tiveram a oportunidade de ganhar dinheiro com isso. Na minha opinião, é aqui que reside o problema. Como transformar o seu blog num projeto rentável sem que ele perca a identidade? Como fazer isso sem decepcionar ou inclusive perder os seus leitores? É possível manter a originalidade, a espontaneidade e a independência quando há uma ou mais empresas patrocinando o seu blog? Que empresas são essas? Elas têm a ver com o blog? A atuação social e corporativa delas se encaixa com as idéias defendidas no blog? Como vai ser essa parceria? O blogueiro que não puder formular respostas claras e coerentes a essas perguntas terá grandes chances de fracassar e de ficar pelo caminho. 4) Blogs criados para alcançar os benefícios dos blogs do tipo 3, sem terem percorrido o mesmo caminho inicial: Blogs que emulam as características dos blogs populares com a intenção de obterem os mesmos benefícios financeiros. Reproduzir a fórmula de sucesso de outros blogs não é garantia certa de êxito, mas às vezes funciona. Isso significa que nem todos os blogs que hoje conseguem patrocínios e jabás variados passaram por essa transformação de blog independente a blog patrocinado, mas esse não é o x da questão. O problema é: muitas pessoas estão reproduzindo modelos que teoricamente funcionam, mas que, no fundo, estão cheios de defeitos.

32

De Chanel na Laje

Traçado um panorama geral dos tipos de blogs, vejamos os tipos de jabás que podem rolar nos blogs do tipo 3 e 4: Banners: alugar um espaço fixo do seu blog é uma forma interessante de ganhar dinheiro com a atividade blogueira e provavelmente a menos controvertida de todas elas. Uma coisa que eu, particularmente, acho uma chateação são os posts elogiando ou promovendo as empresas que pagam pelos banners do blog em questão. Me parece politicagem gratuita, puxação de saco. No entanto, se os posts em questão também foram patrocinados, aí se trata de outra história... Posts pagos: isso, sim, é que é um ponto polêmico! Muitas empresas pagam boas quantias para que os blogueiros falem bem dos seus produtos. Não, elas não mandaram produtinhos para que o blogueiro teste. Ela quer que o blogueiro escreva um post falando maravilhas de determinado produto. Nesse caso, cabe ao blogueiro avaliar se ele está disposto a promover esse produto, exatamente da mesma forma como os atores decidem se vão querer associar a sua imagem à de determinado produto. Até aqui tudo bem: as empresas querem anunciar, os blogueiros querem ganhar dinheiro. E nós, leitores, queremos o quê? Informações, obviamente. Mas não informações passadas de forma capciosa. Transparência e objetividade são os elementos que vão permitir que o leitor tire as suas próprias conclusões sobre as informações oferecidas pelo blog. Se você fizer um post falando das maravilhas de determinado produto e você tiver qualquer tipo de relação comercial com a empresa fabricante ou promotora desse produto, avise, comunique, informe que essa relação existe. Um aviso de que a empresa X é patrocinadora do blog (ou parceira do blog, para os que gostam de eufemismos) no final do post é o mínimo que você pode - e deve - fazer pelos seus leitores. Questão de respeito. E eu não vejo a hora de que seja, também, uma obrigação legal. Se a relação for pessoal ou familiar, isto é, se você estiver falando bem da loja da sua amiga ou da sua mãe, faça o mesmo: avise aos seus leitores. Teste de produtos: outro ponto polêmico. Existe imparcialidade nesse caso? Todos os blogueiros são efetivamente sinceros na avaliação de um produto que receberam? Ou será que ficam com medo de não receberem mais produtos ou de perderem um possível patrocínio futuro caso critiquem algo? Em relação a isso, o blogueiro deverá avaliar se ele está disposto a vender a sua opinião - e esse problema será única e exclusivamente dele. As consequências podem ser drásticas. A pior delas? Perda de credibilidade por

publicam fotos juntas e declaram o seu amor publicamente. usar determinada tag quando houver qualquer tipo de relação comercial por trás do post é algo insuficiente. Convenhamos que nem todo mundo presta atenção a essas tags e que muita gente nem sequer conhece o significado particular que o blogueiro atribui a elas. e dos caça-leitores. Uma panelinha se forma quando algumas blogueiras se unem. aquelas pessoas que pululam de blog em blog caçando os sorteios. Então. um presentinho e um cupcake é tudo que uma marca tem que investir para conseguir um post simpático num determinado blog. um convite. A minha opinião não difere do relatado nos outros tópicos. você seguirá sendo uma farsante. avise quando existir qualquer relação comercial. do twitter. acho execrável quando alguém mente nesse sentido. sobreviver à selva virtual não é fácil. o blogueiro promove o blog e algum leitor leva um presentinho. a idéia pode até parecer inofensiva. Sinto muito se a minha opinião sobre a publicidade nos blogs peca por ser excessivamente pragmática. Os seus leitores poderão tirar as conclusões necessárias por eles mesmos. Mentira tem perna curta e. nesse caso. No entanto. Panelinhas de blogueiros: é a formalização. Ossos do ofício. Blogs já não são mais o meio independente e alternativo de antes. uma coisa que chega a sufocar os leitores. do famoso QI da vida real. a regra aqui é a mesma: avise. Resumidamente. Essas panelinhas geralmente são responsáveis pelos famosos encontrinhos patrocinados. Particularmente. comunique. algumas pessoas percebem quando um blogueiro não é sincero nas suas críticas (infelizmente. Se você disser que esse esmalte é maravilhoso e avisar que a empresa que fabrica é patrocinadora do blog. né? Boa sorte. Você tem de ser seguidor do blog. Eles agora também são ferramentas para ganhar dinheiro e eu acho que esse é um caminho sem volta. na vida virtual. tem de dar RT e tem de aguentar mil avisinhos de quando a promo acaba ou deixa de acabar. Seja transparente. Convites para eventos: convidar blogueiros para eventos é outra estratégia que as marcas vêm seguindo nos últimos tempos. Tags: para mim. Independentemente dessas questões. linkam os seus respectivos blogs. Às vezes. isso não é novidade. fazem várias ações conjuntas. Assim. afinal. . O blogueiro deve deixar claro que ele recebeu um convite para participar daquele evento. outra forma bem conhecida de fazer jabá em blogs. é óbvio que muitas pessoas poderão desconfiar da sua imparcialidade. e não meu. Elas sabem que precisam de apoios. Essa febre de sorteios também foi responsável pelo surgimento dos caçabugigangas. às vezes temos a impressão de que o pessoal sorteia qualquer quinquilharia que surge pela frente. pessoas que acham que só porque estão sorteando algo podem assediar todo mundo em busca de novos seguidores. Sorteios: no plano teórico. é altamente questionável. infelizmente. afinal. Elas atuam como se fossem um grupo de empresas unidas por um projeto comum. nem sempre dá para perceber). se ajudam entre elas. Publicidade efetiva e praticamente gratuita. o que vemos é uma verdadeira avalanche de promoções. A marca promove o produto. busque outra profissão ou outra forma de complementar a renda familiar. por muito que você apague os comentários daqueles que descobriram que você é uma farsante. Mas isso aí é problema seu.De Chanel na Laje 33 parte dos leitores. A transparência. a regra de ouro é: não subestime os seus leitores. informe que você ganhou o produto para testar. Além do mais. lidemos com essa realidade da melhor forma possível. mesmo assim. Mas cada um tem o seu preço e o de algumas pessoas é bem baixinho mesmo. seja franco e direto. os leitores poderão avaliar o nível do possível deslumbramento causado pela festinha. ora! Se não souber lidar com isso.

Como essas pessoas podem ser tão hipócritas. é conversa para boi dormir. Esse papo de "clica no x". se conhece como originalidade. tão mesquinhas. De preferência com educação e de forma objetiva e direta. Se não der certo. mas não defendo. Originalidade: anotem essa palavra na sua moleskine de estimação. mas isso não entra na minha cabeça. Alguém me explica como uma pessoa supostamente formada em moda pode querer brincar de forma tão irresponsável com esses dois conceitos? Alguém entende como uma pessoa que quer ser referência.outros meios de informação e deixem que as ovelhinhas sigam engordando a poupança do pastor. otário! -. no vocabulário de certos comerciantes brasileiros. Se vocês achavam que nada podia superar a herética Birkin de moletom . porque nem a mente mais doente poderia imaginar que alguém seria capaz de lançar a Balenciaga de moletom e a Alexa Mulberry de moletom (faltou algum modelo?). Ao menos. Sim. Lembrem-se: sem leitores.ou criem . alertem os outros leitores mais ingênuos ou desligados. aí sim. denunciem. redatora ou que simplesmente queira bancar a formadora de opinião em moda pode achar uma prática empresarial dessa envergadura algo normal? Como podem vender a sua opinião e a sua reputação dessa maneira? Pior: como podem achar isso louvável? Como se dignam a fazer propaganda disso? Pois é. Não se deixem manipular. tecnicamente. mas um blog sim.yes. Entendo. vamos falar sobre a diferença . Enquanto uns enganam e outros se deixam enganar. Nem vai entrar. que aquilo era.I'm not the original. sem chorumelas. Aproveite! Posted by dechanelnalaje at 10:19PM () diferenças básicas entre cópia e inspiração for dummies Thursday. critiquem. que não poderia haver um objeto esteticamente mais repugnante do que aquela amorfa e disforme bolsa encardida. admiradores dos sacos toscos de moletom. Pobre Balenciaga. tão nojentamente manipuladoras de dois conceitos completamentos distintos: cópia e inspiração? Desculpem-me. Isso é o que. um blog deixa de ser rentável. o sr. Algo me diz que se trata de um futuro arcaísmo. não merecia isso.34 De Chanel na Laje Uma mensagem que considero importante: leitores. procurem . vocês estão certíssimos quando questionam certas posturas e atitudes dos blogueiros que ganham dinheiro com os seus respectivos blogs. nós temos banana e damos jeitinhos! -. Um programa de tv não tem caixa de comentários. 2010 Caros visitantes. nesse caso. Eu entendo que algumas pessoas possam se entregar ao canibalismo oportunista e às promessas do lucro fácil isento de lágrimas e de suor. Não deixem que a Internet vire um canal de comunicação e de alienação como outro qualquer. saiba que vocês estavam redonda e amargamente enganados. de facto. ela já caiu em desuso há muito tempo. July 29. Não se calem. o último grito da pilantragem tupiniquim e do mau gosto emergente . reclamem. fonte de consulta.

assim como você pode copiar as técnicas de estudo daquela sua prima legal e responsável e passar no vestibular dos seus sonhos.De Chanel na Laje 35 básica que existe entre cópia e inspiração. E o pior é que não se trata apenas de falta de talento. de ausência total de criatividade. é de mau gosto. Elementar. numa sentença escrita com firmeza e sapiência por outro juiz. Especialmente porque esse pessoal que está copiando esses modelos de bolsas de grandes e renomadas marcas internacionais e fabricando-as com os piores materias possíveis são pessoas jovens. estilistas se inspiram. Sim. caro salafrário. escritores se inspiram. você está usando o modelo e o nome da marca para vender a sua cópia vagabunda. uma homenagem. não sabem do que estamos falando. anunciar uma Balenciaga de moletom ou uma Balenciaguinha cute fofinha é pior que anunciar uma Palenciaga. Espertchinhas. Em quem? Em quê? Ora. diria a senhora minha vizinha. Copiar criações alheias para ganhar dinheiro. Inspirar-se por si só não é uma coisa bonita e copiar por si só não é uma coisa feia. na nossa atuação ou inclusive no nosso sorriso. mequetrefe. Me recuso a usar o termo empresários. eu me inspiro. Vejamos: Erro 1: copiar. se trata também de falta de ética e inclusive de compromisso com os próprios clientes. custe o que custar. enfim. um ator se inspira. elas sabem muito bem. O mico do chinês é menor que o seu. uma maneira lúdica de interagir com os clássicos do mainstream fashionista. algumas pessoas dão a impressão de que faltaram às aulas de artes manuais do Jardim I e que. numa tarde de chuva. num certo estilo de escrever ou em vários deles. copie direito e nos poupe desse vexame. sabe? Copiar não faz o globo girar. portanto. muito feia. Erro 3: usar o nome da marca original. Cópia é uma reprodução de algo. Na verdade. para mim e para você. Eu fiquei com vontade de ser tautológica e dizer: cópia é cópia. no nosso trabalho. Você pode se inspirar num poeta de quinta categoria e jogar o seu projeto de ficar famoso no youtube por água abaixo. não? Sim. Podemos inclusive deixar que esse elemento de inspiração transpareça nas nossas criações. em outros artistas. Só que tentam deturpar esse conceito básico. Onde está o empreendedorismo e a criatividade dessa gente? Em que lugar a inteligência e o bom senso delas se perdeu? Esses jovens de baixo nível usam tudo tóxico. pessoas. você escolhe. uma releitura (ãããhhnnn?). É feio e deselegante. No caso dessas bolsas de moletom. E eu pergunto: por quê? . numa fotografia. Poetas se inspiram. nós nos inspiramos. numa forma de se expressar. no desabrochar de uma flor. um juiz se inspira. A sua brincadeira está sendo vendida por um salário mínimo. Erro 4: tentar passar a imagem de que é tudo muito divertido. nos nossos atos. Porque nem o nome da marca você respeitou. Lamentável. de que era só uma brincadeira. nem que seja para fazer piadinha. É picaretagem. por si só. Erro 2: se vai copiar. Aliás. pintores se inspiram. Infelizmente. Porque cópia é cópia e ponto final. Podemos nos inspirar em mil coisas. Inspiração é um estímulo de qualquer ordem que nos leva a criar algo. de oportunismo e de péssimos e predatórios hábitos empresariais. num conjunto de várias dessas coisas. sim. Um olho apurado pode até descobrir quais foram/são as nossas inspirações. não há um argumento sequer capaz de sustentar que não se trata de uma cópia feia. Acredite em mim.

Por falar nisso. lálálá! Sim. Inclusive os mais altos circuitos do mundo fashion já engoliram a Zara há muito tempo. por não terem o dinheiro suficiente para comprar as originais. A Zara copia. o departamento criativo e especialmente o departamento jurídico deles estão aí para provar. clientes imbecis que engolem tudo que eu quero! E digo mais: a Zara já incomodou as grandes marcas no passado. Qualquer cópia é condenável. Ah. na maioria das vezes. Erro 6: explorar aquelas pessoas que. de moletom. sim. Erro 8: conseguir que pessoas influentes que não têm dinheiro para as originais desfilem por aí com a de moletom pendurada no braço. se vocês quiserem. não se esqueçam de que a Zara não usa o nome das marcas para vender e que. mas a Zara copia.36 De Chanel na Laje Erro 5: usar um material vagabundo não torna a coisa mais divertida e simpática. e já copiou muito mais. Eles já aprenderam como se faz isso. Elas não têm tempo para a sua bolsa de moletom. são especialistas. ah. aposto que você condena as réplicas. que elas foram patrocinadas ou que elas estão a fim de serem contratadas por você. a Zara copia. porque estão preocupadas demais com os chineses que fazem réplicas perfeitas das bolsas delas. têm dinheiro para as originais desfilem por aí com a de moletom pendurada no braço. Erro 10: investir na propagação de uma moral dupla e questionável. E. essa talvez sim) vão se preocupar com essas cópias vagabundas que não representam a menor concorrência para elas.. montou um império à base de espionagem industrial e de tráfico de cocaína. Só que a Zara se ferrou muitas vezes e se dispôs a pagar o preço por isso. Usar moletom só amplifica o nível de vulgaridade da sua prática empresarial e do produto que você quer vender. como há muito tempo atrás a Zara representou o pior do empresariado espanhol. Erro 7: conseguir que pessoas influentes que. Ah. a Zara copia. Erro 9: aproveitar-se do fato de que nem a Hermès. Veremos como o dono da Zara. que elas foram patrocinadas ou que elas estão a fim de serem contratadas por você. se conformam com as genéricas. podemos falar sobre a Zara algum dia desses. eles ficam bem dentro do limite da inspiração. vocês sabem quanto custa construir e consolidar uma marca no mercado? Essas lojinhas apenas representam o pior do empresariado tupiniquim. nem a Balenciaga nem a Mulberry (hummm. Não me importarei . que hoje é o 10º homem mais rico do planeta. E agora eu lanço um desafio: dou 20 anos para essas lojecas chegarem ao nível da Zara. exceto as cópias feitas em moletom e com péssimo acabamento por um "seleto" grupinho de amigas que decidiram brincar de fazer negócios? Essa é a lógica ilógica de vocês.. Nem todo mundo vai saber que elas são suas amigas. seja ela uma cópia perfeita nível I ou uma coisa burda vendida por imigrantes ilegais. Aham. Aliás. Nem todo mundo vai saber que elas são suas amigas. a Zara também copia. Não comparem essas lojinhas brasileiras de quinta categoria que fabricam bolsas de moletom e que usam de forma leviana o nome de marcas consolidadas à Zara. De Chanel. Desnecessário dizer que a Zara tampouco faz brincadeirinhas estúpidas do tipo I'm not the original. Hoje ela é uma peça essencial da indústria.

merece um post especial. Será que elas existem? Busquemos a luz. cafonas e horrorosas que eles insistem em lançar para o desgosto geral da nação. E eu sou daquele tipo de gente que gosta de ouvir as demais. por isso. gosto tanto de receber e de publicar esses depoimentos. 3. July 28. coisas . Se. pelos depoimentos que recebo. tenho recebido diversos depoimentos que provam que os famigerados blogs de moda e de beleza são apenas uma peça mais de uma engrenagem bem complexa. a sua personalidade. O assunto foi discutido à exaustão naquele famoso post que chegou a quase 800 comentários. lembram? Pois bem. muito triste e. deixei o meu email para que possíveis interessados mandassem "depoimentos sobre como a leitura de blogs de beleza teve um impacto negativo na sua vida". eu me retratarei publicamente e retirarei essa denúncia explícita do nojo que sinto por eles e pelas bolsinhas de moletom bregas. o que quero dizer é que. Não.muitos deles nem sequer com a intenção de serem publicados .sim. eu não quero abrir outra discussão sobre blogs de moda aqui. de consumir e de pertencer muitas vezes pode desencadear consequências gravíssimas para a nossa vida.ou doentes pela moda . Basta uma descomprometida olhadela às caixas de comentários desses blogs para sentir isso.terão na nossa vida? Pessoas bem-resolvidas. eles são apenas uma peça mais. 2. Recebi-o quando um post sobre compradores compulsivos . Não nos iludamos. O ponto é: que preço estamos dispostos a pagar pela nossa aparência? Que espaço da nossa vida queremos reservar para os objetos? Lembrando que um vestido. A Síndrome da Compra Compulsiva é um caso sério. Que protagonismo essas coisas . por muito diferentes que elas sejam de mim. 1. aquele que pensou que esse embate estava superado se enganou. Também quero aproveitar para dizer à Shopaholic Anônima . experiências. apenas posso lamentar. a sua estrutura. desculpem-me o tom quase piegas do texto. em 20 anos.De Chanel na Laje 37 com as falcatruas. mas lembrem-se de que cada pessoa tem as suas vivências. O depoimento de hoje é a prova de como o nosso desejo de ter. ele ainda precisa de muitas respostas. valendo! Posted by dechanelnalaje at 10:59PM () depoimento: shopaholic anônima Wednesday. O depoimento que publico hoje me comoveu. por favor. pois nem todas as pessoas têm a mesma estrutura. Ele continua mais atual do que nunca. Não me importarei com nada. Por isso. Gosto de aprender com as experiências alheias e sei que muita gente também. Os depoimentos que me chegam . E.já ganhava teias de aranha na minha caixa de rascunhos. 2010 Quando publiquei o primeiro post deste blog. os idealizadores das bolsas de moletom chegarem ao Top 20 da Forbes. Shopaholic Anônima foi o apelido que escolhi para manter esse toque de humor e de ironia. Eu sempre soube que a leitura de determinados blogs que alentam o consumismo de uma forma exagerada poderia ser prejudicial a muita gente. São os valores da nossa sociedade. Não quero dizer que a pessoa que me enviou o depoimento seja uma compradora compulsiva. longe de mim. Óbvio. nos últimos tempos. uma bolsa ou um blush são meros objetos e ponto. Meus caros. o seu entorno.revelam como a aparência (ter) ganha cada vez mais peso sobre a essência (ser).

Acredito que este meu depoimento não seja muito diferente dos demais que já foram publicados. comecei a perder minha identidade e ideais com isso tudo que vem acontecendo. pois o principal você já tem. mas um abraço é gratuito. Mas antes que isso aqui vire uma sessão de puxa-saquismo e seja comparado aos inumeros comentários de blogs de moda. tenho apenas trabalhado. Todas aquelas meninas que aparentavam um poder aquisitivo invejável e todas aquelas roupas. sabia que não podia ter tudo. :-) Lembrem-se: um diamante é eterno. Sim. Enfim. queria fazer um profissionalizante em moda. Nunca fui ligada a marcas e grifes famosas. . mas sempre leio e me indentifico com algo. continuando.. Sempre gostei de roupas. nesse mundo de consumos e futilidades. Porém minhas condições financeiras não seguem esse padrão de vida.. claro) sua boa comunicação e português perfeito.. Sigo seu blog faz algum tempo. O seu relato revela isso. aluciiiinada.00 por mês. A cada estação quero mais e mais as coisas que aparecem nas vitrines. Querida dechanel. nunca comento. para mim qualidade não está relacionada a uma etiqueta. To endividada. E a situação piorou mais ainda nos ultimos meses quando passei a ser uma endivida com o banco e por culpa de toda essa futilidade que passou a fazer parte dos meus dias. De uns tempos para cá não sou mais a mesma. Quando comecei a trabalhar eu era estagiária e ganhava mísmeros 300. mesmo tendo um guarda-roupa cheio. Queria em primeiro lugar lhe parabenizar pelo belo blog e lhe dizer que invejo (inveja boa. Com a invasão de blogs de moda no meu dia-a-dia fiquei mais alucinada ainda.. acessórios e todas essas coisas que mexem com o universo feminino. sou mais uma garota que se perdeu por ai. E o mais ruim. quero casar e não tenho dinheiro para isso também e tudo isso por conta das minha futilidades! Durmo e acordo pensando nisso. tranquei meu curso de design de interiores. digo. mas por conta dos gastos (desnecessários) fiquei sem grana. sem contar sua inteligência e o bom humor. pelo menos estou elogiando algo mais consistente do que sua roupa de marca. não tenho construido nada de sólido na minha vida. marcas famosas e as marcas conhecidas patrocinando seus blogs impecaveis.. comprar. Penso o tempo todo! Comprar. sapatos e moda e desde pequena sempre fui louuuca por maquiagens.38 De Chanel na Laje que dedico uma canção a você e que sei que tudo vai dar certo.. mas mesmo com pouco fazia tanto! Pensava nos meus gastos. Sempre parece que preciso de mais alguma coisa.

as sensações. Bobagem! Quanta besteira! Quanta mente vazia e quantas atitudes sem sentido. A burrice.youtube. Não que as lojas não sejam. abraços carinhosos e sucesso para você! [youtube=http://www. quanta falta de atitude! Conclusão: Estou com dívidas gigantes e sem condições de pagar.. as cores. Primeiro passo foi parar de postar. Mas depois de conhecer os demais blogs queria ser "cool" também. um objetivo. Mas que planos?? de ficar exibindo roupas na internet? Isso pode ser considerado como um plano. mas sei que não posso ter tudo que está na lojas.. Queria ter variados modelitos para postar e queria um novo blog onde eu evitasse citar as palavras renner. de ganhar uma grana extra com essa minha paixão e de. infantilidade. sempre com bom humor e apreciando o que a vida tem de melhor.. cea e moleca (marca da sapatilha comum) sempre. eu era feliz assim. digo. O segundo foi excluí-lo por achar que não estava à altura dos demais. Aliás. com condições de um futuro melhor. O terceiro. cheia de seguidores.. com um lugar digno para residir. etc. quero me livrar das contas que fiz e focar em algo que seja realmente importante para mim. se eu tiver uma variedade grande. Quero ser a mesma de antes e voltareia te mandar um depoimento depois da minha evolução. que vai muito além que um pedaço de pano da estação. Há tantas coisas que o dinheiro não compra. comprei muita coisa com preços cortados e é assim que tenho muitas coisas no armário hoje. Na época eu tinha um humilde blogzinho onde eu não postava looks diários. Obrigada por tudo. Cheguei a me sentir do tamanho de uma noz depois de descrobrir o chamado "mundo da blogosfera". Comecei a sentir vergonha do meu blogzinho. Não deixarei de gostar de moda e coisas do tipo. um projeto? Ridículo. tanto faz a marca é só não postar onde comprei. bem sucedidas. Também gostava de postar meus achados nestas lojas. Quero voltar a ser a mesma menina que sabia se virar com o que tinha. Não me envergonhava disto. o cheiro das estações do ano. E a culpa não é de mais ninguém além de mim. A fraqueza de espírito e sim. Agora que estou aos poucos colocando meus pés no chão e caindo na real. mas eu pensava. Terei em minhas mãos uma forma de mexer com a moda. o melhor de tudo. Farei meus cursos de moda e de costura. nas mesmas lojas que já comprava lógico. o vento. foi comprar enlouquecidamente tudo que eu via. A falta de descontrole foi minha. Sabe. a fraqueza de personalidade. A mente fraca. Não tenho dinheiro pra pagar meus cursos e nem para construir uma vida sólida.. E o novo blog nunca saiu dos planos.. Cada ato de impulso foi meu. seja elas 'fast fashion" e de departamentos. bobice. mas não vejo inferioridade em tais por serem menos caras ou não terem uma etiqueta com um nome famoso. produzir minhas próprias roupas. mas postava fotos de roupas que eu gostava. Queria ser "fashion". aliás.De Chanel na Laje 39 Meninas formadas. aprecio coisas simples. Tenho criativa de sobra.com/watch?v=mdpNhu9l6Xo] . minhas humildes roupitchas compradas com muito suor e em 5x no cartão em lojas ditas com tom de desdém por estas blogueiras como loja de departamentos ou fast fashion.

já que seria impossível falar de todos os países. a primeira pergunta que se faz . Já apaguei cinco parágrafos e confesso que não sei como começar a falar de um tema tão delicado sem cair nas armadilhas do discurso maniqueísta. Podemos nos centrar. 2010 A venda de cremes branqueadores da pele cresce vertiginosamente a cada ano. limitado e limitador. Coréia do Sul. por exemplo.é se o bebê tem a pele clara ou escura. caros mochileiros virtuais.depois de constatado o sexo. e também em muitos países africanos.é branca. Filipinas. em países como Índia. Indonésia. se for menina e escura. A mensagem é: se você tem a pele escurae está infeliz com ela. quanto mais clara a pele de uma pessoa.40 De Chanel na Laje Posted by dechanelnalaje at 05:14PM () água sanitária para clarear a pele Tuesday. O tema é complexo. de ascendência nobre e de posição social privilegiada. naquele subcontinente de realidade intensa e caótica que sempre reserva incríveis surpresas inclusive ao viajante mais profissional. Desnecessário dizer que um bebê de pele clara será mais bem-recebido e paparicado do que um bebê de pele escura. Numerosos estudos indicam que. Agora.Alguns já classificam o fenômeno como o novo racismo global. Se assim for. Japão. Já diz o ditado popular local: para o branco. maior facilidade ela terá para conseguir emprego e. e apenas uma pequena parte da população . existem mil creminhos que prometem clareá-la. claro está! . Pois bem. imaginem o drama. fique tranquilo. na Índia. o amor é imediato. . July 20. mulheres de pele clara obtêm muitas vantagens na hora da negociação matrimonial: pagam um dote menor e conseguem um maior número de pretendentes. para fechar acordos e negócios de toda sorte. Ter a pele clara nesse país é sinal de status. Centremo-nos.descendentes de povos arianos ancestrais e dos europeus que por lá se estabeleceram na época do colonialismo . desculpem-me. inclusive. Quando uma criança nasce. sejamos minimamente realistas e um pouco compreensivos. China. portanto. De forma geral. a Índia é um país de formação étnica deveras complexa e variada. cético e objetivo (captou o clichê?). Nunca na história deste blog um post demorou tanto a ser escrito.

De Chanel na Laje

41

Além disso, na cultura indiana, a pele clara tem, historicamente, um forte significado de feminilidade e de fragilidade. Também representa o privilégio das classes acomodadas, a proteção natural dos que dedicam o seu tempo aos chiques salões de ócio e de chá. Distingue o trabalhador braçal, que esturrica a sua pele sob o duro e impiedoso sol tropical, do trabalhador de colarinho branco. Outro reflexo perfeito dessa realidade é Bollywood. A maior parte das estrelas cinematográficas do país é gente de pele e de olhos claros, nada mais distante da realidade étnica da maioria da população indiana.

Não é de se estranhar, portanto, que muitos indianos estejam dispostos a investir no clareamento da sua pele. De passar talco no rosto a hospedar-se em spas luxuosos com programas intensivos de branqueamento, tudo vale. Por isso mesmo, os cremes clareadores hoje são o carro-chefe da indústria cosmética nesse país, que começa nas pequenas casas de produtos ayurvédicos tradicionais e termina nas gigantescas multinacionais ocidentais. Ninguém perde a oportunidade de explorar essa rentável indústria, que hoje vende cada vez mais inclusive ao público masculino. Enquanto houver demanda, obviamente haverá oferta. Isso não questiono. No entanto, há alguns aspectos controvertidos nessa história toda, a saber: 1) a real eficácia desses cremes; 2) o perigo desses cremes para a saúde e o impacto sobre o organismo; 3) o tratamento publicitário dado à questão especialmente pelas grandes empresas do setor. 1) Muitos, muitos, muitos médicos e cientistas questionam a eficácia desses cremes. Ou melhor, provam que esses cremes prometem coisas que não se podem cumprir. Basta jogar skin bleaching no google para comprovar. 2) Esses mesmos estudiosos alertam para o perigo de alguns desses cremes, que podem manchar ou, inclusive, queimar a pele. Os mais fortes contêm, por exemplo, mercúrio, substância proibida atualmente em muitos países pelo seu grau de toxicidade. Todos são taxativos: é impossível que um creme clareie efetivamente a pele, mesmo que de forma superficial, sem conter, na sua formulação, produtos altamente prejudiciais ao organismo. Recomendo que não busquem no google imagens de pessoas prejudicadas por esses cremes, acreditem em mim. 3) As grandes empresas do setor lidam com os cremes branqueadores da mesma forma como lidam com a maior parte dos produtos cosméticos: produtos com uma funcionalidade específica que acabam cumprindo um papel especial que transcende a sua própria funcionalidade. Ou seja, ganham uma aura miraculosa. Vejamos: esse creme combate as suas rugas e faz de você uma pessoa mais feliz. Com esse shampoo, o seu cabelo ficará radiante, volumoso, macio e a sua auto-estima atingirá limites estratosféricos. Com o batom tal, a sua boca vai adquirir um tom pós-moderno e uma

42

De Chanel na Laje

textura levemente siliconada e você sentirá que pode comer o mundo como se fosse uma cereja madura. Até aqui, nada de especial, né?

É. Nesse sentido, o discurso é o mesmo. Só que - convenhamos! - vender um creme branqueador de pele não é o mesmo que vender um creme que combate rugas, um shampoo de volume ou um mísero batom. É um produto que mexe com questões raciais. Repito: questões raciais. E isso num país onde a maioria da população é declaradamente racista e infeliz com a cor da própria pele. Logo, é no mínimo questionável que essas empresas queiram adotar o mesmo discurso que se usa para vender um creme anti-rugas. É lógico que o tratamento publicitário não deve ser o mesmo; caso contrário, os resultados serão desastrosos, racistas, classistas, evocadores de um passado imperialista com feridas ainda abertas. Vejam um exemplo asqueroso de um anúncio do Ponds White Beauty: [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=LIIM0VVk_sg] [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=hae9kk0gBSE] [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=mAFXvdznlTE] [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=xThAwdCgBlM] [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=F169vrghDK4]

Mocinho branco se separa da mocinha morena e se compromete com a mocinha branca. Mocinha morena, com a auto-estima em frangalhos, descobre o milagroso creme Ponds White Beauty e começa a usá-lo. Mocinho branco e mocinha cada vez menos morena se encontram casualmente algumas vezes. Quando a mocinha morena já está com a pele suficientemente clara, mocinho branco a persegue e os dois terminam juntos.
Tradução: clareie a sua pele para conquistar um macho (preferentemente, de pele clara também). Ser escuro é feio. Só são viáveis as relações entre pessoas de mesma cor. A sua auto-estima está ligada à cor da sua pele. Se você não gosta da cor da sua pele, tudo bem, nenhum problema. Temos um creminho para isso. A mocinha que clareou a pele é mais nobre que a mocinha de pele naturalmente clara, o que reforça o caráter ético de quem usa o produto, dando aquela massageada na consciência. Vocês também sentiram nojo? Eu senti. Lembrando que a fabricante do Ponds - Unilever - é a mesma que fabrica Dove, linha de

De Chanel na Laje

43

produtos que propaga os ideais do mundo-benetton e do mundo-antiphotoshop. Sei que muita gente vê esses produtos com a maior naturalidade. Afinal, as ocidentais também se bronzeiam loucamente. Ter uma pele levemente bronzeada também tem uma conotação de vida saudável. E confere certo status: significa que você tem tempo para ócio, dinheiro para torrar nas praias mais bonitas do planeta, dinheiro para clubes ou para a manutenção da piscina de casa. A sua vida está resolvida, você agora só quer diversão. Na mesma linha de defesa, outros argumentam que todos os segmentos de consumidores têm o direito de que os seus anseios encontrem respostas da indústria. Mas aqui nos encontramos num ponto crucial: as empresas estão apenas respondendo à demanda desses consumidores ou estão explorando, de forma anti-ética, através dos anúncios publicitários, uma questão racial mais profunda? O clareamento de pele das orientais é o mesmo que o bronzeamento das ocidentais ou nesse angu há mais caroços? Vocês não acham triste que, em pleno 2010, ainda existam povos coletivamente complexados com a sua realidade étnica? O fracasso é de quem? Do sistema educativo, das tradições mais arraigadas, das alegorias religiosas, da ignorância? Ou isso é apenas um reflexo de umas feridas históricas que levam muito tempo para serem cicatrizadas? Eu só sei que uma vez escutei de uma mulher negra que, se ela pudesse, "entraria num balde de água sanitária para clarear a pele". Achei aquela declaração tão dolorosamente profunda, tão verdadeira e ao mesmo tempo tão triste... É tão fácil julgar alguém quando não se está na sua pele. Nunca melhor dito.

Aqui você encontra um post interessante sobre o assunto. Obrigada pelo link, Fernanda! Posted by dechanelnalaje at 04:57PM ()

cupcakes, o último grito da moda confeiteira
Wednesday, July 14, 2010
... e toda aquela aurinha de meninas fofas e obedientemente rebeldinhas. Porque o mundo é cor-de-rosa-chiclete-tutti-frutti e uma coisa, assim, totalmente girly, sabe? Meninas poderosas, nós não somos apenas uma carinha bonita e maquiada (e um

ou talvez lavanda. É. ao seu ponto de saturação. Baba. os blogs de culinária um belo dia começam a popularizar a fava de baunilha de Madagascar. fazem os piores e mais secos bolinhos de toda NY -. Quem acompanha a blogosfera foodie sabe que a entidade das tendências não reina absoluta apenas na blogosfera fashionista. assíduas frequentadoras da Magnolia Bakery . do mocca frappuccinosuperduper do Starbucks. Depois. nas mãos de uma menina sardenta fofa. baby. ops. Em seguida veio a ondinha dos macarons. nesse mundinho de flashes e de gramour grifado. um Illusion d'or ou inclusive uma jegging da vida.existe todo esse frisson* dos bolinhos de xícara. No dia seguinte. os cupcakes estão com tudo e mais um pouco. que citava até Proust.que. Porém. foi a vez dos macarons.yes! . os arquifamosos cupcakes. dizem as más línguas. os cupcakes também acabaram entrando. algo me diz que essa moda é global e veio para ficar. de dentinhos separados. e . mais cedo ou mais tarde.aleluia! ninguém criticava esse fato. não são poucas as pessoas que sentem náuseas . Tocqueville e Clarice Lispector e . foi a vez das madeleines. banhados em corantes fluorescentes (mas isso a gente abafa).nós assamos cupcakes em moldes de corações flechados. o matcha ou as sementes de papoula. Vigilantes do Peso. pela porta da frente. baba. Existe uma coisa sobre a De Chanelzinha aqui que provavelmente vocês nem imaginam: eu sou fã de carteirinha dos blogs de culinária. Primeiro. Ontem foi a vez do café com umas gotas de calda de chocolate vagabundo e muito gelo.44 De Chanel na Laje bumbum siliconado). o ágar-ágar. nós também lemos Rochefoucauld. que levante a mão quem não viu ao menos três editoriais de moda com macarons de pomelo. todos sabemos que qualquer modinha chega. né? Pois bem. os muffins tiveram os seus dias de glória. Sempre existe a febre culinária do momento. Então. vestindo roupinhas vintage e um wayfarer rosa na cabeça (e as filas às portas de qualquer Pierre Hermé)? Hoje. e agora . nacionais e internacionais.ou melhor. Aliás. Graças à pentelha** da Carrie Bradshaw e às suas amiguitas do coração.E não esqueça a azeitona do meu martini. comemorai. eu pensava cá com os meus botões: os cupcakes acabaram sendo um elo de ligação entre esses dois mundos. Assim como os blogs de moda popularizam um Snob. Logo. há uns dois ou três anos . O povo se empolgava tanto. Dizem que tem até arabão largando emprego em multinacional de verdade para investir os petrodoláres em cadeias de bolinhos coloridos no Oriente Médio. vimos a popularização do petit gateau.

Podemos fazer muitas analogias. Uma combinação que já teve os seus dias de glória em vários cantos do planeta. não vingou a modinha bolinho de copo por essas bandas.De Chanel na Laje 45 quando se deparam com um cupcake de mirtilos atômicos. o prato poderá subir à categoria de jegging Moschino.. elegantes. o hit de qualquer festa dos anos 80? Coquetel de camarão é ombreira. Esse deve ser mais ou menos o caso da leitora que me escreveu: Qual é a dos Cupcakes? Porque diablos estão todas enlouquecidas por cupcakes? Aqui em Barcelona.. como se a moda nunca tivesse existido. portanto. não imaginem. Se o salmão for selvagem e o maracujá orgânico. Mas seguirá sendo jegging. mas é muito mais romântico e simpático na minha opinião. framboesas . Você escolhe. Aparecer com um prato desses é o mesmo que ser o alvo das piadas impiedosas da noite. não se deixam levar por qualquer modismo. hoje não passa de algo decadente. é e continuará a ser brega. quando se deparam com cupcakes todos trabalhados na pasta americana de tons pastéis. simplesmente não dá. melão com presunto na Itália é vestidinho coquetel preto. os europeus de cultura mediterrânea são mais arraigados às suas próprias tradições culinárias. Miss Sixty. as revistas e toda essa maquinaria oficial de papagaiação (também conhecida como blogs)? Pirulito. marshmallow. Pois sim. por muito esforço que role. Sem dúvida. E os italianos continuam comendo e adorando. E coquetel de camarão. Salmão com molho de maracujá é totalmente jegging.será? Ah. maçã do amor. Imaginem o que acontece. Aposto que a culpa é do diablo. Se bem que esta matéria denuncia sem pudor: a moda dos cupcakes já chegou a Espanha. Por muito que se tente resgatar. eles têm um nome um pouco menos pomposo. quase um sacrilégio indigno de figurar às mesas que aspirem ao posto de. então. os editoriais de moda. Baby Phat ou Diesel. fora de moda. E agora me encontro matutando: qual será a próxima comidinha a escalar os degraus da sociedade culinária e a emergir no mundo fashion graças a alguma Blair Waldorf do momento? Quais serão as gostosuras a abarrotar as mentes e as panças fashionistas. Pensem no melão com presunto. por muito que o saudosismo bata forte. são Madalenas. e. acho que por isso. madalenas! O nome pode ser menos pomposo. Isso explica a razão de esse tipo de febre não ter se estendido tanto por aí. Não. ainda mais quando adotada a sua ortografia original: magdalenas.

Bah. A leitora que escreveu o depoimento de hoje pediu para que o seu nome não fosse revelado. Decidi apelidá-la de garota rocker. Desculpem-me pela demora. pode me convidar para o lanche da tarde. enfim. Confesso que o meu lado mais escatológico adoraria ver a Lara Stone numa Le Creuset gigante nadando em molho de tomate de cachorro-quente de aniversário de criança feito com salsicha vagabunda. Cá estou de volta. tá? Se não fosse por ela. pouco a pouco. a minha opinião pessoal sobre os cupcakes? Hmmm. independentemente das eventuais mudanças . Claro que. é que eu sou uma moça bem simples mesmo. * Uma palavrinha que está totalmente demodé. não quero dar trabalho. É. Apenas hoje pude. Ah. Obrigada. será mais que bem-vindo também. vocês entenderão a razão com o interessante relato que ela deciu compartilhar conosco. se alguém quiser assar uma fornada deles. Alguém aguenta aquela voz? Sério? Séeeeeeerio? Crédito das fotos: Therese Aldgard e Lisa Edsalv. O seu texto revelou que devemos lutar para nos mantermos fiéis à nossa essência e aos nossos princípios sempre. afrodite. não resisti. se alguém quiser fazer um contraponto e relatar como a leitura desses blogs foi útil à sua vida. Reparem não. tive a firme e forte intenção de deixar um espaço aberto a todas as pessoas que quisessem falar sobre a sua má experiência com os blogs de moda e de beleza. responderei a todos e escreverei sobre os temas sugeridos. E demodé é outra palavra demodé. Posted by dechanelnalaje at 08:11PM () volta à ativa e depoimento da garota rocker: atena vs. Sunday. 2010 Queridos frequentadores desta laje. Desde o início do blog. eu sou uma pessoa que vê muitos prós na globalização gastronômica. Obrigada pela participação. Aproveito para agradecer aos que me escreveram e para avisar que.46 De Chanel na Laje frescas e algodão doce são muito clichéticos. decidi retomar as atividades com um deles. sentar-me para escrever e para reler com calma os emails e os comentários que vocês enviaram. July 11. já que eu não posso ir até vocês. ** Desculpem-me. finalmente! Fui extremamente otimista na minha previsão de regresso. essa noite eu não iria me jogar de cabeça em burritos e fajitas e nachos e tacos e guacamoles. tudo de chocolate mesmo. tá? Sim. vai. Delícias do mundo inteiro. garota rocker. Como já são três os depoimentos de leitoras que aguardam publicação. com direito à cerveja belga e a sorvete americano de sobremesa. de chocolate com cobertura de brigadeiro. venham até mim. beijos.

cosméticos. E investem a grana em botox. Ao longo do tempo. deixei família. vim para o norte do Mato Grosso inebriada com a possibilidade de ganhos bem superiores aos que me eram oferecidos na minha terrinha amada. Belo Horizonte. macumba. sapatos. maquiagens.Nunca tingi meu cabelo. Ao chegar aqui. Um bom domingo a todos! :-) Olá De Chanel. frequento . Sim. Advogada. quiçá milhares de e-mails com elogios. Pra me antenar nas tendencias (urgh) passei a ler compulsivamente blogs de moda e beleza. Não sei se você tem tempo para ler todos. Não uso marcas. percebi que eu estava em total dissonância com a categoria feminina local. mal vende Johnson & Johnson. b) como assim eu não tenho tempo ? Eu apenas trabalho de 08:00 às 19:00. Sei que você deve receber centenas. Não faço as unhas toda semana. amigos e namorado pra trás. Pois bem. esse depoimento é deveras importante pra mim. Não tenho uma Birkin. E tome frustração.De Chanel na Laje 47 nas formas e/ou na imagem que projetamos socialmente. pra me integrar ao grupo. afinal. Estou no norte do estado ha alguns meses. roupas e maquiagens. porque: a) aqui onde estou. sugestões. Olha. mas enfim. quem dirá La Prairie. me peguei nutrindo desejos obscuros e incontroláveis de adquirir cosméticos. quase libertador. Tenho acompanhado seu blog diariamente e estou ansiosa por seu retorno.críticas. precisava escrever. constatei que o papel primordial da mulher é ser esposa-filha de agricultor. Como o homem é produto do meio. Sou de Minas. injúrias e até ameaças. elas colhem. Eles plantam. Sequer sabia o que/quem era Louboutin (e fui quase execrada plublicamente pela minha ignorância). roupas.

Mas enfim.. não quero precisar. Bom. Não preciso. Não preciso disso pra legitimar minha competência enquanto profissional. o que leio. Não preciso de uma bolsa X ou de um carro Y. c) como assim eu não tenho dinheiro??? é só comprar pelos sites e torrar toda a grana que se destinaria à minha primeira viagem pra Europa. pera lá!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! A comemoração do meu aniversário de 15 anos foi com a minha irmã me levando pra ver o Deep Purple (no Mineirinho em 1998)!!! As capas de meus cadernos eram caprichosamente estampadas com recortes de revistas de fotos do Ozzy. e sempre serei. você. Robert Plant e Angus Young. pré balzaquiana. Há inclusive estudos publicados dando conta de que as mulheres clareiam os cabelos na mesma proporção em que enriquecem (medo). tudo que contribuiu para eu me tornar a mulher que sou hoje. o que ouço. não me deixou me afastar do que sou. seguramente. d) como assim meu cabelo é monocromático??? Não não e não. querida De Chanel. hunft. hidratar o cabelo e comprar roupitchas. não dá. E sempre fui desencanada da aparência sem perder a beleza e feminilidade. Caras. epa epa. Estilo. nem tanto) vou investi-lo na minha sonhada . onde quero ir. lá (aqui) estava eu. enfim. de altura). que nao tenho um tempinho para me dirigir à capital do estado (que dista 450 km de onde resido) pra adquirir estes itens (ao menos um blush MAC) de primeira necessidade.48 De Chanel na Laje academia por um hora e depois só tenho que estudar pra fazer concursos públicos!!! Não é possível. mais de 1. Tive a oportunidade de ler o seu post expressando todo o repúdio pelas nefastas consequencias que a leitura de Capricho pode causar nas adolescentes e afirmo que a leitura de Claudia. e) E essa minha pancinha? "Conheço um cirugião excelente pra tirar esses pneuzinhos. não quero acreditar nisso Se estou ganhando dinheiro (by the way. NOVA (nojo) também causa efeitos devastadores em mulheres adultas. Mas fazer isso visando ser aceita num grupo de pessoas com interesses antagônicos aos meu. Mas sei que NÃO sou.) Some-se a isso o fato de que moro com uma pessoa que guarda diversas pilhas de revistas femininas ( pilhas estas que alcançam. devido a distância das pessoas que amo e as condições que vivo (leia-se sob pressão). Mas epa. onde vou. Meu diferencial era saber como montar uma barraca e não ter absolutamente nenhum ataque de frescurite nos acampamentos. Meu estilo traduz o que gosto.. Ian Gillan. É claro que nao vou parar de depilar. Durante toda minha adolescência e juventude eu sempre repudiei o estereótipo da patricinha alienada e agora eu. frustrada e desesperada para figurar no seleto grupo de "it agro girls".50 m. definir isto (o que/quem sou) é tarefa herculiana. dada minha atual confusão de sentimentos e carência. tampouco quero ser uma alienada que compensa frustração com status. menina!!!" (que nem são tão salientes assim. eu estava me tornando uma!!! Foi na ávida procura por blogs de moda que me deparei com o De Chanel na Laje ( o post "Como transformar seu All Star básico num Louboutin foi uma iluminação pra mim") Com humor ácido e uma boa dose de realidade.

Tive de fazer algumas viagens inesperadas e amanhã viajo outra vez. Voltarei de viagem no dia 6 de julho e aqui estarei para fazer esta laje tremer outra vez. 2010 Caros visitantes. E sobretudo. Aproveito para avisar que não descartei nenhum dos temas sugeridos por algumas pessoas.). Enfim. este foi um desabafo. ha muito tempo a pontos remotos ( estou quase na fronteira com o Pará). em sua homenagem. De verdade. o que faltou foi tempo e . São muitos os assuntos acumulados. e esta laje acabou ficando ligeiramente empoeirada.De Chanel na Laje 49 viagem pra Europa (visitar o túmulo do Jim Morrison é a primeira cisa que farei quando chegar a Paris_ depois dou uma passadinha no da Coco. Obrigada pelos esclarecimentos De Chanel. June 14. pra mostrar que a atitude da mídia (especialmente de moda e beleza) endossada pelos consumidores tem um poder altamente destrutivo mesmo para aqueles que se consideram a salvo de tais influências. Leia outros depoimentos: Menina epifânica Menina estressada Clarissa Posted by dechanelnalaje at 12:50PM () laje temporariamente empoeirada Monday. Pra mostrar que essa alienação e consumismo também chegou. Um abraço carinhoso e agradecido. As últimas semanas foram desesperadamente corridas por aqui.

aqui estarei tuitando aleatoriamente. mas vou tentar. May 26. mas não tenho como saber se realmente isso será possível. aviso: vocês vão ter que me engolir! #climadecopa Posted by dechanelnalaje at 11:34PM () que pele linda você tem! posso fazer um casaco com ela? Wednesday. De toda forma. Mea culpa. justamente por isso.50 De Chanel na Laje organização para escrever sobre eles. acho que vai ser meio difícil ser direta e contundente. De repente eu consigo escrever algum post até lá. Conto com vocês em julho! :-) Beijos a todos e juízo! Aos que estavam comemorando o fim deste blog. . 2010 A exploração dos animais pela indústria da moda é um tema que muito me interessa e.

e. sendo lambido e até comido por outros porcos que depois vão virar presunto é duro. os seres racionais que estão no topo da cadeia alimentar e que se julgam os reis do universo e os únicos filhos de Deus. seriam necessários vinte planetas Terras. sinceramente? Mea culpa . muita gente prefere não pensar nesse assunto. a indústria trata os animais como brinquedinhos e isso é algo revoltante.. Por isso. porque você sai daquele mundo onírico onde os animais foram criados por Deus para saciar a fome e as necessidades dos seus filhinhos queridos e mimados. Quando você decide que não está disposto a seguir sustentando essa indústria.. completamente sem pele. É o único que posso dizer. o preço que você deve pagar é muito. no que os animais são tratados como meros objetos. Deus: esse velhinho de barba branca que encheu a sua prole humana de brinquedinhos. Pois é. Seguir amando o pedigree do cachorrinho.De Chanel na Laje 51 Buscar informações sobre esse assunto é algo muito doloroso. aprendi a duras penas que o melhor para mim (para mim!) é tentar conviver de uma forma não-radical com essa realidade e consumir da forma mais consciente possível alguns produtos de origem animal dos quais ainda dependo. É cômodo comer carne todos os dias quando se ignora que. Eis a questão: de forma geral. . Pensar que vários animais maravilhosos estão hoje em extinção graças à ação predatória dos homens é vergonhoso. eles sofrem. açoitados. cheio de pus. Por outro lado. não têm direito a uma vida digna nem a uma morte minimamente decente. Não se revolucionam consciências de um dia para o outro. urram. se toda a população do mundo fizesse isso também. ver uma cena de um porco com um hematoma gigante e aberto. inflamadas e cheias de pus de uma vaca te faz compreender a necessidade da pasteurização e ver a origem do seu iogurte. violentados. destrói inclusive o coração mais insensível. muito alto. e cai de pára-quedas num mundo completamente diferente. Exigir que as empresas humanizem o trato que dão aos animais parece missão impossível. comendo a vaquinha e vestindo a raposinha ainda é o caminho mais confortável. Digo isso por experiência própria e já esclareço que ainda não estou no ponto ao que quero chegar. Ver aqueles extratores metálicos de leite sugando as tetas inchadas. Com a minha pesquisa e interesse sobre esse assunto. surrados. Ver o olhar perdido de uma raposa em carne viva. E tudo isso é praticado por nós.

se fazem modificações genéticas para que esses animais tenham mais superfície de pele. Geralmente. Naquele tempo. vestíamos as peles de certos animais como necessidade. mais/menos qualquer coisa.o sentido. E as empresas que criam boizinhos ou coelhinhos com o intuito de extraírem da melhor maneira possível o seu couro não se interessam em vender a carne para o consumo humano. Aliás. mas o tempo . Não vejo sentido no fato de que um lobo viva em cativeiro nem vejo sentido em que se cace um lobo para que ele vire casaco. Ponto 2: vejo e sempre seguirei a ver como um absurdo sem tamanho a exploração dos animais selvagens. Inclusive.sempre me fez recuar e até sentir um pouco de raiva de mim mesma. Ponto 1. Quase nunca a indústria alimentícia atua em consonância com a indústria da peleteria. não podemos ser ingênuos. não é suficiente? Realmente temos de conservar sob o nosso jugo todas as criaturas vivas? Até os bebês de foca. manteiga e chocolate . Como já saímos da era das cavernas há muito tempo. Direcionando para a indústria da moda. Hoje. Esse é o tipo de limitação pessoal que me fez ver que o melhor caminho. seria o de: 1) consumir certos produtos de forma equilibrada e o mais sustentável possível. a única coisa que importa é a sua pele/pelo/qualquer coisa. por exemplo. ou atrofiados ou em depressão profunda. sem nenhum cuidado com a preservação da sua pele. Não importa se vão virar obesos mórbidos ou se vão sentir uma dor dilacerante 24 horas por dia. cof). No entanto. 2) banir outros da minha vida completamente. eu não veria problema em consumir produtos feitos com couro de animais criados e abatidos pela indústria alimentícia. os animais são abatidos de qualquer maneira. Os restos de animais gerados pela indústria alimentícia quase nunca servem para a fabricação de couro. mesmo que elas tivessem sido tratadas a pão-de-ló num ambiente que reproduzisse fielmente o seu habitat natural (cof. esses animais são usados para responder ao desejo de luxo. numa luta de igual para igual. cabras ou carneiros. certas coisas perderam .52 De Chanel na Laje Já tive os momentos nos que deixei de consumir qualquer produto de origem animal. O que importa é que existem milhares de pessoas dispostas a desembolsar rios de dinheiro para desfilar por aí ornamentadas com esses cadáveres. não vejo sentido em se fabricar nada feito com a pele desses animais. para mim. Não importa se eles vão ficar cegos por isso. Pois é.aliado ao meu vício por queijo. Karl Lagerfeld? . A Hermès. aí está o x da questão: a carne dos animais é resto para a indústria peleteira e a pele dos animais é resto para a indústria alimentícia (na maioria dos casos).ou deveriam ter perdido . como bois. está mais interessada em que a cliente dela desembolse US$120 mil para comprar um casaco de pelo de chinchila do que em saber se as chinchilas foram bem tratadas pelo fornecedor. Deixem os lobos em paz! Já tiramos a paz das vacas. levada por uma revolta que parecia insuperável. preocupando-me ao máximo com a procedência deles. a não ser que você seja um nômade que vive no Pólo Norte e tenha matado o animal em questão com a suas próprias mãos. dos carneiros e de outros animais dosmeticados há milênios. mais pelo. sem concessões. Hoje esses animais são criados e explorados com requintes de crueldade nazista.

pessoal.e seguem sugerindo . puxa-sacos. Por isso. e há os que nos lembram da podridão da máfia do algodão. 2010 Olá. Aproveito para agradecer às pessoas que sugeriram . Outros falam da durabilidade quase eterna das peças de couro.De Chanel na Laje 53 Ponto 3: essas casas de luxo que se declaram "amigas dos animais" e que dizem que as peles são ecológicas porque o trato aos animais foi humanizado. cá estou de volta. profissionais. clique em "ler mais". Hoje vou escrever sobre um assunto proposto pela @paola_scott naquele post. existem marcas que são realmente comprometidas com a causa animal. fazer sucesso é pecado mortal"? Pq vc acha que aqui os preferidos são os losers. Algumas pessoas dizem que o couro animal é verdadeiramente ecológico. May 21. filtrar e seguir os seus próprios princípios. se bem tratadas. blábláblá. assim. ou melhor. solta. devo declarar que não concordo com essa frase do Tom Jobim. quase sempre estão usando uma estratégia para enganar o consumidor. Vamos discutir a famosa frase do Tom Jobim: "No Brasil. penso que cada um deve pesquisar exaustivamente sobre essas coisas.temas. perdedores. coisa que não se pode dizer dos produtos substitutivos. Outros dão prioridade a produtos feitos com algodão. para deixar a consciência dos seus clientes dondocos mais tranquila. Essa frase foi proferida pelo Tom naquele contexto de críticas . enqto que nos EUA a cultura do winner é que dita o tom? Até que ponto se deve esconder as suas conquistas lícitas (sejam elas econômicas. São dilemas. Para dicas de documentários sobre o assunto. Não vou citar nenhuma. na maioria das vezes fabricados com petróleo e outras substâncias poluentes. amorosas) ? Vamos lá! Em primeiro lugar. Por outro lado. porque não quero me comprometer. tall poppies e invejosos Friday. Depois de alguns dias lutando contra uma crise alérgica dantesca. Posted by dechanelnalaje at 09:51PM () vencedores. Cada vez temos mais alternativas.

quando alguns pentelhos o acusavam de ser um vendido. marcado por uma desigualdade social brutal e uma mobilidade social praticamente nula. Na Nova Zelândia. Por isso. Elitismo que gera uns preconceitos anacrônicos. opino que no Brasil impera a cultura do vencedor . Outros dizem que esse ódio à competição acaba gerando falta de competitividade. Este é o ponto! A cultura do vencedor prevalece no Brasil. mais relaxada. Essa cultura também gera algumas realidades tristes: um batalhão de gente frustrada que se sente fora do sistema. sim.54 De Chanel na Laje chauvinistas à bossa nova. uma competitividade selvagem. me lembrei da primeira coisa que os jogadores de futebol compram quando recebem o primeiro salário gordo: bolsas Louis Vuitão. material. Alguns dizem que essa mentalidade é mais saudável pois gera uma sociedade com menos complexos e exibicionismos. para mim. Quando comecei a pensar nesse assunto. muita pressão. um verdadeiro câncer para a vida em sociedade. Um brasão que diz ao mundo: sou um vencedor. social. Então. ele também declarou: "o inimigo do brasileiro parece que é o brasileiro mesmo". pelo Maradona e pelo Zidane. Muitos kiwis consideram o modelo americano de competitividade uma aberração. as pessoas são estimuladas a conquistar coisas e a exibir os seus troféus. isso é o que impera no . Por outro lado. eu acho que essa frase do Tom Jobim fez sentido inserida naquele contexto. mas não consigo concordar com ela como uma regra geral. uma sociedade estressada e inclusive violenta. Então. infelizmente. é um signo de distinção social. mas num contexto bem específico. Só que fazer sucesso no Brasil é coisa para poucos. entre outras coisas. mas poderia ter usado qualquer outro. Qual seria o caso do Brasil? Vendo os dois extremos. é feio exibir qualquer tipo de conquista pessoal. não concordo com a frase do Tom Jobim como uma verdade nacional. Por isso. Conformismo social responsável pela cultura da babação de ovo ao vencedor. me lembrei na hora da tall poppy syndrome. baixo rendimento. uma preocupação instintiva com o statu quo e um deslumbramento nauseabundo. profissional. A própria marca fez uma espécie de brincadeira com esse fato com aquela campanha estrelada pelo Pelé. Uma bolsa LV é mais que uma bolsa. um subordinado à cultura estadunidense. que prevalece em alguns lugares. não.com certas peculiaridades. o que também gera duas doenças horrorosas: conformismo social e elitismo. Nem todos têm as mesmas oportunidades de vencer no Brasil. Fazer sucesso no Brasil é pecado mortal? Na minha opinião. estudantes e trabalhadores desmotivados. por exemplo. claro. de forma resumida. Usei o exemplo de bolsas LV. Quando a cultura do vencedor prevalece.

tem uma conotação de raiva. outras não exibem com medo de serem invejadas (e. só posso dizer o óbvio: que cada um deve . Cobiçar o que uma pessoa tem não é ter inveja dessa pessoa. Pensando bem. no fundo. Almejar o cargo ocupado por outra pessoa não é ter inveja dessa pessoa. de sofrimento. olhos claros e qualquer tipo de signo de distinção social. Aproveitando o embalo. enche o peito de orgulho e diz: eu converso com todo mundo. Algumas pessoas são mais reservadas. por essas e outras. É um sentimento horroroso. sim. eu conheço algumas pessoas que realmente pensam assim). que podem dar a impressão de que os losers são admirados. é claro que eles não são. para mim. quando está por cima. sim. O brasileiro. ela sente dor pelo fato de essa pessoa ter essa coisa. outras não exibem as suas conquistas mas tampouco fazem questão de escondê-las. É. quando está por baixo. mas. de discurso vitimista e inclusive um gosto pela falsa modéstia. outras exibem orgulhosas e outras ultrapassam o limite da exibição orgulhosa e chegam ao ponto da esbanjação desenfreada. Então. inclusive com o porteiro do meu prédio e com a faxineira da minha empresa! [será que eu sou a única pessoa que já escutou essa frase ridícula mais de cinco vezes?] Então. Uma pessoa que inveja outra por ter uma determinada coisa não apenas gostaria de ter aquela coisa para ela. esse tema é delicado. pelo caipirismo e pela romantização da pobreza. por favor" do suposto vencedor. O brasileiro tem aquela coisa de puxar o saco de qualquer pessoa que pareça mais rica. Ela gostaria é que a outra pessoa não tivesse aquela coisa. Tem brasileiro que. que adorei o "lícitas". corruptos e malandros de toda ordem são admirados publicamente. Agora. eu acho que a cultura da admiração ao vencedor dá o tom no Brasil. afinal. muita gente confunde inveja com cobiça. porque parte de cada um. claro que nem todos os brasileiros são assim. Claro que eu estou generalizando. porque num país onde bicheiros. Inveja é uma coisa mais profunda. O brasileiro. tem aquele servilismo doentio. por isso. de dor. mas. com a sua mentalidade de castas. tem aquele afã megalomaníaco de ser bajulado. Bom. às vezes. Existe. triste e eu não entendo por que as pessoas banalizam as palavras e os conceitos dessa maneira. Muitos brasileiros ainda cultivam adorações por sobrenomes. algumas inclusive têm vergonha de exibir as suas conquistas (outro complexo gerado por uma sociedade com uma desigualdade social imensa). Em relação à outra parte da questão. forte. ela inclusive tem essa mesma coisa. essa é uma observação louvável. a malandragem e o famoso jeitinho brasileiro revelam esse gosto por vencer de qualquer maneira e ainda tirar onda com o fato. a minha opinião sobre a inveja é a seguinte: para começar. em primeiro lugar. devo dizer. Inveja é uma coisa que pressupõe uma ligação emocional. por questões de competição ou de inveja. eu acho que geralmente as pessoas sentem inveja de outras que são próximas a elas. de forma geral. Muitos brasileiros dão aquela olhadinha de lado para ver a roupa dos outros.De Chanel na Laje 55 Brasil: a cultura da puxação de saco ao vencedor e a cultura do "puxem o meu saco. simplesmente. devo esclarecer que em nenhum momento nego a existência de tall poppies no Brasil. tem gente que se ofende mesmo não com as conquistas alheias em si e sim com a exibição delas. Não acho que os preferidos no Brasil sejam os losers. eu observo esses comportamentos e mentalidades. uma herança de patriarcalismo. mais "estudada" ou mais "viajada" do que ele. sobre isso. Brasileiro gosta de esbanjar assim como gosta de ver gente esbanjadora. sobre até que ponto se deve esconder as suas conquistas lícitas. Claro que também não nego que também existem os que se ofendem com as conquistas alheias em si.

Afinal.. 2010 . it's gonna be ok. não.56 De Chanel na Laje atuar de acordo com a sua ética. May 14. mas não consigo deixar de sentir certa peninha. com o seu código de valores (partindo do suposto de que todo mundo tem um código de valores. E vocês? Acham que no Brasil impera a cultura do vencedor ou a cultura do perdedor? Ou uma mistura delas? Até que ponto devemos esconder as nossas conquistas? YJ6KZSQCSNUP Posted by dechanelnalaje at 08:44PM () i've had a little bit too much. Geralmente dá para diferenciar uma pessoa que só está curtindo as coisas conquistadas ou que gosta de compartilhar essas conquistas das que estão pedindo confete e atenção. pessoas exibidas quase sempre são carentes e inseguras.. Claro que eu não descarto uma pessoa pelo fato de ela ser exibida. daara. claro). né? A minha experiência pessoal me diz que sim. não tenho saco para gente exibida. Particularmente. por muito questionável que seja. Friday. just dance.

coleção outono/inverno 2009-2010 ··· ··· Man Ray. Segunda-feira: dia de liberar um post-bomba que tenho por aqui. 1986 ··· ··· Comme des garçons. Filosofia para o final de semana: viver é preciso. Brincadeira! Um ótimo final de semana! :-) .De Chanel na Laje 57 ··· René Magritte. 1935 ··· ··· Pierre Cardin. navegar não é preciso. coleção de sapatos. La modèle rouge. primavera 2008 ··· Sexta-feira: este post é praticamente uma festa do pijama na laje. Le violon d'Ingres. 1924 ··· ··· Viktor & Rolf.

obrigada. Que dê espaço para os leitores manifestarem seus achismos. deixe aqui o endereço. Se alguém conhecer um blog assim. Um blog que não seja escrito por uma pessoa idiota. Que seja escrito em português claro e correto.-) Pela participação. Vamos ajudá-la. Que não copie suarentamente as meninas estrangeiras. Procuro um blog de moda que não idolatre ninguém pela roupa que usa. Que seja bem escrito e sincero. Que não faça de batons um propósito. Que não agradeça à Globo. junto com isso. Que não me sugira comprar absolutamente nada. Que seja honesto. sem misturar baboseiras em inglês a cada frase. caros leitores? Vale fazer jabá para o próprio blog. Que não use as palavras “tendência” nem “obrigatório”. May 12. prefiro manter a dignidade do ‘she’). Que não use neologismos do tipo “bapho” ou “phyno” para se mostrar ‘antenado’ com as gírias modernas (me causam asco!). (‘It’ eu deixo pra coisas. Mas que. :-) Posted by dechanelnalaje at 01:03AM () . por favor. não me faça querer vomitar o almoço. Estou precisando me purificar do vício em drogas virtuais que andava lendo… Acabei de ver essa mensagem que a Fernanda deixou por aqui. Que seja simpático. 2010 Procuro um blog de moda que me informe sobre moda. . Que não segregue. nem aglomere. Que tenha personalidade e me inspire boas idéias. Que não reverencie nenhum objeto de desenho duvidoso e mantenha a moda em seu devido lugar no contexto de uma vida. Que não me diga que nada é indispensável para eu estar bem vestida no inverno.58 De Chanel na Laje Posted by dechanelnalaje at 06:56PM () procura-se o lado b dos blogs de moda Wednesday. Que não me ensine a ser uma ‘it girl’.

São crimosos. falsidade ideológica e contrabando. não sei .que talvez esteja interessado em se promover às custas do caso. todo mundo sabe. me enganem que eu adoro! E ainda por cima a pena deve ser reduzida? Reduzida por quê? Que delírio é esse? Juro que meu estômago fica embrulhado só de pensar em tal hipótese. e seu irmão Antônio Albuquerque foram condenados a mais de 94 anos de prisão. Ou deveria saber. Que a Daslu é uma verdadeira quadrilha. a galinha que esses ladrões roubaram vale ouro. existe "um mar de provas" que incriminam os Irmãos Metralha do mundo fashion tupiniquim. são literalmente profissionais do crime".000. Que a lei seja aplicada fiel e plenamente. como verdadeiro modo de vida. 2010 Sonegaram no mínimo R$1.000. Há provas irrefutáveis. ou seja. eles devem apodrecer na cadeia.000 (um bilhão!) em impostos e foram condenados por: formação de quadrilha. Eliana Tranchesi. Ora. só cumprirão 30. a cabeça da máfia. estradas e hospitais poderiam ter sido reformados ou construídos com esse valor sonegado? . May 09.De Chanel na Laje 59 daslumbramento: vergonha nacional e muitos. muitos cúmplices! Sunday. sem concessões. Quantas escolas. Segundo o MPF.declarou que considera que a pena imposta aos delinquentes deve ser reduzida. Para mim. 30 anos? Aham. Afinal. A sentença diz: "os acusados praticaram crimes de forma habitual. Ponto final. E por que estou falando disso? Porque há dois dias um certo Procurador . apesar de eles terem sido condenados a 94 anos.

Além do mais. de que as pessoas olhem para o outro lado e finjam que não vêem. Num país onde réus são facilmente transformados em vítimas . Marcas que eles mesmos revendem. a tal marca própria da Daslu. Alguém me explica? Sei que existe gente que desconhece o significado do exercício pleno da cidadania e do consumo consciente. mas. céus. Desculpem-me. dos traficantes determinando o ritmo de vida das cidades e de uma série de outros problemas que não vou listar aqui. Direto ao ponto de forma bem óbvia: a Daslu é uma piada de mau gosto com o contribuinte brasileiro. E agora eu pergunto: é tão difícil deixar de comprar lá e parar de patrocinar esses corruptos? Não seria igualmente fácil boicotear esse Império do Mau Gosto Cafajeste? Como essa loja continua em pé? Como continua aberta? Juro que não entendo. Exausta de que as pessoas se calem.desde que sejam ricos. Oh. Mas isso aí já chega a ser imoral. é? Dar facada em sócio pelas costas é muito. Difícil é defender esses criminosos. Culpar a Daslu e os facínoras que montaram esse império à custa de sangue alheio também é fácil. Culpar apenas os políticos pelas nossas desgraças . é sinal de que existem muitos cúmplices de todos esses crimes. mas eu sei que há gente louca e sem escrúpulos que o faz. Ssshhhhh. como falsificação de roupas. não faz mais que copiar fielmente peças de outras marcas.. o que é mais cômodo: culpar "esse povinho que não sabe votar" ..não me estranharia que tudo acabasse em pizza. Sim. convenhamos que eles nem foram condenados por todos os crimes que cometeram e seguem comentendo. O dinheiro que é meu. de que a impunidade role solta. muitas vezes.ou. nosso. seu. . claro .60 De Chanel na Laje Sonegar impostos é exatamente a mesma coisa que roubar dinheiro público. Já estou cansada de que tudo nesse país seja relativizado. se eles estão em pé até hoje e apesar de tudo. um crime como esse ganha proporções de genocídio.é fácil. a Daslu pode. quem compra na Daslu é cúmplice de todos esses crimes. em pleno 2010. preferentemente milionários. Num país que. E. ainda carrega nas costas a vergonha da escravidão. muito anti-ético. das crianças esfomeadas abandonadas nas ruas.

perebenta. beijos! Um complemento sobre o que eu penso da Daslu. vocês encontram aqui. do Jeremy Scott. Agora já podemos discutir o assunto em questão? Obrigada. 2010 . May 07. pentelha. baranga. tenho chulé e apenas escrevo essas coisas porque sou frustrada e tenho inveja de quem compra na Daslu. eu sou obesa. Para facilitar a vida de algumas pessoas: sim.De Chanel na Laje 61 Foto: coleção Food Fight. Posted by dechanelnalaje at 07:04PM () -> hypou -> banalizou -> cafoneou -> cafonalizou [parte I] Friday.

Hypou. cafoneou. Até os clássicos . cafonalizou. foi preciso criar um novo verbo para entender melhor o fenômeno: cafonear + carnavalizar = cafonalizar. Ou seja. Só que.estão sendo cafonalizados. banalizou. Não tem jeito. hohoho. revire-se na tumba. Posted by dechanelnalaje at 07:06PM () . E. vão sair da categoria de clássicos eternos e entrar na categoria de cafonalizados eternos.62 De Chanel na Laje Não inventei nada. ah. Essa fórmula já é uma velha conhecida: hypou.quem diria? . em tempos internéticos de excesso de informação* e de viralizações mil. Coco. já estou toda trabalhada na armadura de aço. Podem jogar pedras. aguardem a segunda parte! :-) Um ótimo final de semana para tod@s! * excesso de informação ruim e escassez de informação boa e/ou útil.

Nos mais de 1800 comentários gerados pela foto. May 02. cocainômanas.De Chanel na Laje 63 as invejadas Sunday. anoréxicas. alienígenas.??????????????????? bjoooo o que você acha que devemos fazer quando um post gera polêmica suficiente para que . A notícia viralizou na internet e a própria Louis Vuitton teve de intervir para abafar as fortes polêmicas levantadas pelas fotos das meninas sem maquiagem. ossudas. heroinômanas. horrorosas. Os que defendiam a honra das modelos alegavam. depressivas e alucinadas. 2010 o que voê acha desse povo que faz perguntinhas “polêmicas” e permanece anônimooooooo. 2010 Dizem que essa é a campanha que Louis Vuitton nunca quis fazer. que esses comentários eram fruto da inveja que as pessoas sentiam delas. April 27. O painel de fotos no que apareciam as modelos na ordem em que desfilariam para a firma vazou e foi publicado pelo blog Love magazine há um mês e meio mais ou menos (o post já foi apagado). (link via @larismatilde . os adjetivos mais usados para descrevê-las foram: anêmicas. claro. Cliquem na foto para ampliá-la e tirem as suas próprias conclusões.obrigada!) Posted by dechanelnalaje at 01:49PM () as famigeradas caixas de comentários dos broguinhos Tuesday. de forma unânime.

Eu permito os comentários anônimos neste blog.adv. e assina com o nome. Se lembram da criatura que escreveu que eu era pobre por criticar os impostos de importação no Brasil e que todas as caixas de supermercado são burras? Ontem mesmo.64 De Chanel na Laje os coments vire uma zona. assim como respeito as pessoas que tiram fotos da roupa que estão usando a cada dia e que tuitam inclusive para avisar quando vão ao banheiro. pobre. sim. Você como blogueira joga um tema e dá sua opinião. Nesse quesito. no post que escrevi sobre a ditadura da magreza. clube. A única coisa que eu posso dizer a essa pessoa é a seguinte: e . Com o surgimento das redes sociais. mas os critérios são do wordpress e não meus. Não vejo nenhuma diferença.php/2010/04/22/projeto-de-lei-sobre-blogs Abraço Na boa e velha Internet 0. email e foto. conhecidos da naite. papagaios e demais figuras da fauna e flora humanas. mas é assim. inglês e natação. colegas de trabalho.1. uma pessoa se deu ao trabalho de escrever um comentário enorme para dizer que eu sou gorda. Até que ponto. Nem todo mundo sabe criticar com elegância. Respeito as pessoas que querem manter a sua privacidade e o seu anonimato na rede. entrar em várias comunidades que revelem os seus gostos. mesquinhez e estreiteza de visão do mesmo jeito. rebater com argumentos. feia. além de juntar numa caixinha de friends os amiguinhos do jardim de infância. amigos. Só que muita gente exibe a sua ignorância. E aceitar. Tampouco modero os comentários. e uma leitora cutuca a outra. De vez em quando. companheiros de academia. fotos.br/blog_gestaoadvbr/index. problemática e sapatão. No final das contas. debater sem levar para o lado pessoal. Projeto de Lei sobre Blogs : http://gestao. Nem todo mundo vive na civilização ainda. comentários agressivos geralmente são vazios de conteúdo. opiniões e o seu lugar na sociedade. a coisa mudou radicamente: agora o lance é exibir o seu nome e sobrenome. um perfil com informações básicas. São duas posturas completamente diferentes. muitos blogs quando entramos nos comentários se tornam chatos por só ter cutucação e imposição de opinião. por duas razões muito simples: 1) eu mesma escrevo neste blog anonimamente. algum comentário fica preso no servidor. discordar sem agressividade. Denotam que a pessoa que o escreveu não sabe interpretar textos ou se acha no direito de inferir sem ao menos conhecer técnicas básicas de análise do discurso. Quem paga o mico é ela. Qual é papel do dono do blog? O que seria moderar comentários? Colocar panos quentes?Por exemplo. Lógico que eu sei que muita gente aproveita o anonimato para sair vomitando barbaridades por aí. nunca apaguei nenhum. Deixo o espaço completamente aberto à liberdade total de expressão.cade você???????hehehe Acabei de ler e achei um absurdo. todo mundo era anônimo e usava um nick para navegar. sobrenome. e não eu. que pode não ser a minha. porém isso gera um transtorno quando vc tenta enfiar aquilo na minha cabeça e eu na sua. familiares.. as duas válidas. vc aceita todos os seus? Até ofensas? Como seria essa moderação? Um abraço OiOi DeChanel . sempre aceitei todos os comentários. vizinhos. nos blogueiras devemos permitir determinados comentários. É triste. 2) nem todo mundo faz um uso negativo ou prejudicial do anonimato na rede. eu sou velha escola total.

Tem muita gente escrevendo e divulgando conteúdos supostamente imparciais e pessoais. E que belo resultado. Aliás. esse projeto de lei é extremamente ridículo e lamentável. Os mafiosos. não vejo nenhuma justificativa. étnicas.na mediação dos comentários. no mínimo. tem uma relação horrenda com o Paquistão e uma política putrefata. na verdade. um navegante muito amador. meus caros. não? O que eu faço para lidar com uma pessoa retrógrada desse jeito? Mando uma cópia do meu extrato bancário ou do meu passaporte por email e começo a publicar fotos com os meus trapinhos para que ela me ame? Tiro fotos da minha coleção de maquiagens? Mostro o meu novo corte de cabelo? Não. com os conflitos religiosos. quando. dêem uma olhada nesse informe do google. Os nazistas já seguiram esse princípio.não tem jeito. e dá para ver perfeitamente que a pessoa que escreveu é. E nós? O que justifica esse pedido de retirada de conteúdo? Tirando a política putrefata. Alguém que desconhece a realidade virtual. Sei lá. eu entendo. há uma graninha ou alguma espécie de . não? Que a Alemanha seja o segundo lugar. ser detestada por gente assim só me enche de orgulho. Eu não sou do tipo que bota panos quentes. digo. Mas. Estranho. O que eu vi nesse projeto de lei é a clara intenção de calar a boca das pessoas. políticos brasileiros estão morrendo de medo do poder de expressão na internet. não consigo gostar de "blogueiro" . Parto do princípio de que as pessoas podem discutir e se entender entre elas. Espero que isso nunca aconteça. Eles estão com graves problemas com as páginas dos grupos neozanistas. tudo bem: o país sofre com o terrorismo. especialmente se há ofensas graves. Cada um deve seguir o seu faro e fazer o que achar mais conveniente. quando alguns leitores começam a se ofender. claro que não vou permitir. Esse projeto de lei é apenas mais um reflexo disso. Cada caso é um caso. Por isso. sexuais e sociais não é novidade. acho que não há regras. O Brasil é o país que mais solicita ao google que remova certos conteúdos da rede. racismos ou coisas do tipo. se algum dia eu vir um leitor ofendendo gravemente outro leitor. Não vou gastar energia provando coisas tão pequenas para gente que conseguiu sair da escola sem saber ler. A única coisa que eu acho que precisa ser regulada nos blogs é a falta de transparência publicitária. Querer responsabilizar os donos dos blogs pelos comentários dos leitores é patético. o dono do blog pode perfeitamente intervir.De Chanel na Laje 65 se eu fosse tudo isso? Qual seria o problema? Selecionar e descartar pessoas pelas suas características físicas. né? Sobre o papel das pessoas que escrevem em blog . Que a Índia esteja em terceiro lugar. Eu já tenho que provar muitas coisas para mim mesma e para outras pessoas e esferas relevantes no meu dia-a-dia.

que você tenha um ponto de vista de diferente do meu. injúria e/ou difamação. . Ei. para mim. calúnia. . Quanto a lidar com críticas.Aulas de interpretação de texto. Então.não sabe argumentar. além de poder dizer o que penso. tudo bem. Posted by dechanelnalaje at 01:11PM () a seita dos comedores de alface e o culto à deusa balança Monday. . Todo mundo dá furo. pouco a pouco. não tem que haver regulação alguma.Conhecimentos legais mínimos.Aulas de redação. Beijos. o que posso dizer além do óbvio e clichético "todo mundo erra"? Todo mundo tem um dia ruim ou expressa uma idéia de uma forma infeliz.mais provável . né? Bom.Menos melindre e mais atitude. Significa que você não quer ou . aperte o botão do "foda-se" também e seja feliz. Obrigada a todos! Vamos começar por um assunto que está muito em voga. 2010 Tardei. . respire fundo. Fora isso. mas voltei! . Aproveito para agradecer a todos que me mandaram idéias. Se você deu um furo no seu blog.Diferença entre opinião vs. . . vou responder a todos os emails e tuítes que ficaram acumulados nesse período. Acho podre. É jogar no google e se jogar. E que todo mundo opine! Ou melhor. Tentar sair bem na foto quando várias pessoas criticaram de uma forma racional e educada o que você escreveu é tão infantil. é conhecer vários pontos de vista diferentes pelos comentários que deixam. Me chamar de mal-amada não traz nenhum benefício nem para mim nem para você. Também queria avisar que. necessariamente. aperte o botão do "foda-se" e seja feliz. que todo mundo aprenda a opinar. . Se você acha que não tem cacife para discutir comigo ou que eu não sou digna de ouvir a sua nobre opinião. amiga.Conhecimento dos limites da liberdade de expressão.66 De Chanel na Laje benefício para falar do tal produto por trás. me chamar de rancorosa com bafo de alho não significa. O mais legal de ter um blog. Siga adiante. . Vou tentar seguir mais ou menos a ordem de envio das perguntas. me amo. de repente você fica feliz por saber que eu sei que você me acha chata. Algumas sugestões para que a convivência virtual seja mais amena: . April 26.Conhecimento de técnicas básicas de análise do discurso.Técnicas para construir argumentação e contra-argumentação. A vida em sociedade agradece.-) E cá estou para botar a boca do trombone sobre diversos assuntos sugeridos por vocês. reconheça.

mas às vezes isso é tratado como piada. Seria legal a idéia de corpos diferentes serem tidos como normais em alguns anos.De Chanel na Laje 67 Querida Dechanel. É muito mais interessante mostrar que as mulheres gordas também podem ser vistas de forma incrivelmente sexy. plus size é acima de 46. Não queremos desviar a atenção ao fato de que as modelos estão acima do peso. redatora-chefe da Elle francesa. . só isso. Usamos mulheres realmente gordas e não as que apenas são cheinhas. apesar de na grande maioria serem estrelados por modelos q vestem 42 (no meu entendimento de qm estudou modelagem. mas ainda não chegamos a esse ponto”. adoro seus posts ácidos portanto queria saber o que acha da associação que as pessoas fazem de peso com felicidade!!! Outro dia vi uma menina dizendo aqui mesmo que quem diz ser feliz vestindo GG é hipócrita!! Outra. o que nos inspirou foi indagar se poderíamos utilizar modelos acima do peso e falar de moda. mas ok) Vamos colocar as gordinhas no lugar ao sol da sua laje??? Oi DeChanel Tudo bem ?? Então essa semana a polêmica declaração da Garance sobre modelos plus size : “Não deveria ser tanta comoção mostrar mulheres com corpos diferentes. as pessoas dizendo q Jeniffer Hudson e Kelly Osbourne agora são lindas e felizes pq emagreceram(oi???) Tudo isso aliado a uma proliferação de ensaios plus size. numa noticia de q a Beth Ditto roubava lojas e uma pessoa disse “além de gorda é ladra”!! Continuando pelos blogs. como as modelos plus-size extra na passarela da Semana de Moda de Londres” Não é sempre uma coisa boa mostrar modelos plus-size porque não é fisicamente saudável e nem sempre favorece a moda. É um tema pra discussão lá no blog que vai longe né Beijos e bom fds pra ti! Como jornalistas de moda. num outro blog. ou é feito para chocar. Valérie Toranian.

Ou o fofíssimo: a gordinha. Até criança se sente no direito de zoar outra criança que é mais gorda que ela. Trata-se de uma verdadeira lavagem cerebral. É. Os que não correspondem ao padrão são massacrados. Parece que todas as pessoas que estão acima do peso estão porque querem. Direcionando para a moda. Mesmo que você seja imune a isso. a anta. você há de convir comigo que existe uma maquinaria ideológica vendendo há décadas a concepção de que nós mulheres. Acho patético viver numa era onde o politicamente correto é a forma e o fascismo estético. porque escolheram isso conscientemente. Só que . todas as pessoas são magras? Todo mundo veste 34? 36. Todo mundo tem que ser igual. o conteúdo.nem todo mundo pode ou quer adaptar-se a esse padrão. especialmente .. Já deu. Basta ter muita força de vontade. a gordinha. Valores infundados são amplamente divulgados. de certa forma entendo o que a Garance Doré quis dizer. Eu acho que já passou da hora desse culto à magreza acabar. tenacidade e o dinheiro necessário para investir. o trator. garra. Os pecadores da gula. Dizem que pessoas acima do peso não podem ser felizes com o próprio corpo. Não existe o culto à diversidade.palmas para o senso comum! . claro. vamos lá. a indústria da magreza movimenta rios de dinheiro. . Dito isto.. mesmo que você nem ligue para o seu peso e mesmo que você esteja superfeliz com o seu corpo . Realmente. por isso. Fulana. Fatores biológicos e genéticos são completamente ignorados.68 De Chanel na Laje A primeira coisa que eu preciso dizer sobre esse bafafá todo: achei a declaração da Valérie Toranian muito ambígua. existe uma associação do peso com a felicidade. Também se vende muito a idéia de que qualquer pessoa gorda pode emagrecer num passe de mágica. minha gente.temos que fazer o possível e o impossível para adaptar-nos a esse padrão de beleza esquelética. Uma das idéias mais difundidas é a de que "só é gordo quem quer". Até agora não entendi aonde a Elle francesa queria chegar. Isso é inegável. Uma pessoa considerada gorda já ganha logo um título meigo: o gordo. determinação. Porque comem muito e/ou são umas irresponsáveis.seja ele como for -. A idolatria aos ossos.

De Chanel na Laje 69 no máximo hipermáximo? Não. Vejam bem. operações e uma infinidade de outros procedimentos com o intuito de emagrecerem. Há espaço no mundo da moda e da beleza para todos os tipos de corpos e de padrões . por que o mundo da moda tem que ser? Porque moda é sonho. Dos que atuam nos bastidores aos que brilham na passarela. Qualquer extraterrestre que fizesse uma análise da gente diria que os seguidores da moda formam uma espécie de seita de devoradores de alface cujo deus é uma balança. Conta outra. mas tudo isso habita mais os livros que as ruas. E a nossa sociedade ainda está saindo do medievalismo. tratamentos. cada caso é um caso. E as mesas dos botecos. arte. Este. evasão. onírico. está inserida num contexto e. Cada pessoa tem as suas razões quando faz um plano para emagrecer (ou engordar). viagem lisérgica? Um mundo ideal. eu seguirei advogando os princípios da heterogeneidade e do amor próprio mesmo assim. O que sim afirmo é que ninguém pode se declarar completamente alheio aos padrões culturais e aos valores admirados e difundidos por uma sociedade. perfeito. delírio.. portanto. Cada pessoa tem uma história. é o pior efeito colateral dessa faceta da indústria da beleza: milhares de pessoas enfiam o dedo na goela a cada refeição. Muito blábláblá teoricamente progressista e muito auê em torno do valor da variedade e da diversidade e do mundo-benetton. e nem todas as pessoas estão insatisfeitas com o seu corpo única e exclusivamente por causa desse padrão de beleza imposto pela indústria. exercícios. para mim. Então qual é a razão desse circo bulímico? Se a realidade não é assim. convenhamos. maravilhoso? Aham. para poderem entrar num trapinho ss. uma realidade física e emocional.. eu não estou aqui para julgar as pessoas que fazem dietas. E eu falo em mundo da moda porque as próprias pessoas que trabalham no meio são obcecadas com o peso. A indústria gera consumidores igualmente obcecados com as medidas. Que se dane.

muito longe . Estilo próprio: a típica expressão já quase vazia de significado. Viva a era do prozac! Além disso. se ele o faz adaptando isso ao seu estilo ou não é outra história. no meio da moda e da beleza. Explorar a imagem dessas pessoas. mas penso que ainda estamos longe . e que ela já não suporta comer doce de leite e salame para engordar e ficar no padrão. quebrar paradigmas e revolucionar mentes é um processo lento e doloroso. que ama as novidades e que está disposto a gastar uma boa parte da sua renda com essa brincadeira de seguir as últimas tendências. em primeiro lugar. Anorexia e obesidade extrema são problemas graves de saúde e devem ser tratados como tal. O consumidor ideal. meus caros. Ou melhor. que você sucumba às tentações. Não seja uma vítima da moda. O que falta é boa vontade e abertura de horizontes. Que a indústria da gordura movimenta rios de dinheiro. portanto. Ou melhor. uma arara-de-boutique sem estilo próprio. Em outras palavras. Ele não pensa se ele gosta ou não daquele modelo que a Balmain acaba de tirar lá do fundo do baú. Talvez ele seja apenas uma vítima da . Gerar consumidores frustrados ainda é uma boa tática de vendas. Pensando bem. a indústria da moda não quer que você tenha um estilo próprio. Talvez ele tenha um estilinho marcado que não o impede de adaptar-se as todas ou a quase todas as tendências à perfeição. ela nem liga se você tem ou não um estilo próprio. infeliz. Virou clichê. O consumidor ideal e almejado é. Agora. É o estandarte da nova temporada.70 De Chanel na Laje físicos. Isto é o que eu opino. simplesmente. April 18. Dou toda a razão à Garance Doré quando ela diz que "seria legal a idéia de corpos diferentes serem tidos como normais em alguns anos". o povo vai cansar dessa magreza toda e voltar a cultuar as gordurinhas. Daqui a pouco. Está em alta? Ele usa. abri vossos corações.de conseguirmos essa democratização dos tipos físicos. a indústria da moda é uma indústria como todas as outras. para mim. E vocês? Estão cansados dessa ode aos ossos? Querem ver "gente como a gente" dando as caras no mundo da moda? Ou acham que uma modelo 44 profana as páginas das nossas bíblias de beleza? Sem censuras. Você tem que buscar o seu próprio estilo. não há espaço .ou não deveria haver . O que ela quer é que você compre as peças da nova temporada. Acho que. Aí a minha tataraneta vai escrever no blog dela que essa ditadura da gordura está enchendo o saco. É. 2010 Muito se fala no tal "estilo próprio". tem um nome: oportunismo. Uma pequena observação: sou declaradamente contra os extremos. O ser humano precisa de uma obsessão para ser feliz. Adapte as tendências ao seu estilo.para pessoas com problemas desse tipo. ele consome. aquele que embarca em todas as ondas. Banalizou. não está nem aí para o fato de que essa modelagem de calça veste supermal nele. Ele é como aquele geek que sempre é o primeiro a comprar o último badulaque tecnológico. :-) Posted by dechanelnalaje at 10:26PM () a indústria da moda não quer que você tenha um estilo próprio Sunday. É tudo cíclico. que você acredite que precisa daquilo que ela te propõe.

já sabemos claramente quais são as cinco ou seis tendênciaschefes de cada estação. a maioria prefere se guiar pelos demais. Cada marca lança o que bem quer e bem entende. matemática.à maioria dos consumidores. inspirando-nos em outras pessoas.entre prélançamento e lançamento. usar o que todo mundo está usando. Há várias teorias que explicam como as tendências são criadas.imaginar um panorama assim. Uma delas diz que a criação das tendências é uma resposta da indústria ao fato de que poucas são as pessoas que têm um estilo próprio verdadeiramente definido e autoconfiante. Podemos afirmar. Se não existem tendências bem marcadas. Sei que é difícil . em matéria de moda. afinal. Claro que esse modelo de consumidor não responde . como consumiríamos moda? Baseando-nos apenas nos nossos gostos pessoais e desenvolvendo o tão famoso estilo . assim.De Chanel na Laje 71 moda que passa uma imagem amorfa. Essas pessoas seriam.quase impossível .dessa vez. para fisgar os clientes e aproximá-los o máximo possível ao padrão de consumidor ideal. talvez.algumas referências coincidentes. sem nenhuma dúvida. meio anárquica. então. que a cada estação vemos pipocar de um lado para o outro . desfile e desfile. dificilmente existirão os excessos que ditam o fim do reinado de uma peça. Agora imaginemos a hipótese de que essas referências coincidentes não existissem. A marca que se antecipa ao que as massas querem usar com mais perfeição e corresponde às expectativas desta leva o prêmio.próprio? Até que ponto o nosso estilo seria realmente próprio. sem personalidade. não? Outra opção seria que seguíssemos fielmente uma marca com a que . sofisticada.a priori . Estamos num mundo onde não há pactos de cavalheiros nem espionagens industriais. Por exemplo: o fato de que todo mundo esteja usando leggings é um sinal da iminência do seu fim. tudo que chega a um ponto de excesso está fadado ao fim. Mas pensemos: se o mercado estivesse livre de tendências. essencialmente . Mas. lançadoras de tendências. quase digna de pena. a indústria da moda se tornou altamente competitiva. oi). não? Logo. independente? Consumiríamos. quem se importa? A indústria não. Lembrem-se de que poucas são as coisas destinadas à categoria de clássicos eternos. editorial e editorial . Por isso. Uma coisa. incontestáveis e imutáveis (vestidinho coquetel preto. A principal forma de conquistar e fidelizar os clientes é através da famosa criação de tendências. Outra lei nos diz que. quase lasciva.

o meu pincel novinho. nesse contexto. Mas. gasto o dinheiro do dízimo testando outras marcas que fabricam pincéis ótimos. e saí de casa. não daria para montar um barraco básico e . É. comprovei que o cheiro era bem pior do que parecia: forte. 2010 Eu adoro blush . eu pergunto: o que significa ter um estilo próprio? Posted by dechanelnalaje at 01:37PM () pincel de cerdas de gambá para tinta de bochechas Friday. Seria um vazamento de esgoto? Vou ao banheiro e eis que encontro. revisar a casa inteira. no que o lançamento de tendências é algo inevitável. nauseabundo. Na semana passada. definitivamente.mas. algo que responde às necessidades das marcas e dos próprios consumidores. não haja a ditadura das tendências. A moda precisa das tendências e as tendências são uma consequência natural da moda. exalando o pior cheiro do mundo. com cerdas naturais e artificiais. certo? Estão vendo? É impossível que. tinta de bochechas. Não era nada disso. Então. O que fazer? A loja já estaria fechada. comprei o pincel finalizador da Laura Mercier. também conhecido como pincel de smoking ou pincelpinguim. ela acabaria ganhando voz de autoridade para lançar tendências. Era o cheiro do pincel. Ao entrar em casa. e aplico o produto com um pincel finalizador. April 16. Comecei a ficar nervosa.doravante. paranóica e ajoelhada. como manda o figurino. uma marca que faz pincéis com uma qualidade excelente. Quando voltei. Lavei a minha nova aquisição numa bela manhã. pensei: ratos! Ratos? Não há ratos nessa região! E lá fui eu. Corri para a cozinha. Então. uno o útil ao agradável: saio do tédio e evito a formação de um monópolio. Sempre dou aqueles pincéis xexelentos que vêm nos estojinhos de tinta de bochechas para o meu priminho brincar de aquarela.72 De Chanel na Laje nos identificamos. na moda. É como uma cobra comendo-se a si mesma (visualizem a cena). horrendo. como eu prefiro chamar . não tenho vocação para matryoshka. se muita gente se identificasse com essa marca. aquele pincel meio inútil. lindo e faceiro. senti um cheiro fétido a alguns metros da porta da entrada. mas eu nem me toquei. Assim. O efeito fica bem natural. Como eu não sou fiel da Igreja Universal do Reino da MAC. Nada. poderiam ser os restos de sushi que sobraram do dia anterior ou inclusive uma revolta dos fungos do vieux bologne que habita a minha geladeira há meses.

De Chanel na Laje 73 devolvê-lo imediatamente. Adorei as perguntas.digo. A solução foi drástica: acendi mil incensos pela casa. Obrigada! :-) Posted by dechanelnalaje at 06:47PM () biquínis com recheio de seios para crianças: obra da primark Thursday. o dinheiro e a possibilidade de fazer uma reclamação instruída com a prova do crime. o cadáver putrefato de gambá . cuidem bem da nossa laje! Obrigada. os vizinhos me denunciariam e eu levaria uma baita de uma multa da Vigilância Sanitária. 2010 Queridos amigos. borrifei perfume por todos os lados. Esperar até o dia seguinte não seria possível. April 15. muito mesmo. Vocês acreditam que a cadeia inglesa Primark lançou biquínis para crianças com espuma nos seios? . Deixá-lo do lado de fora de casa seria uma péssima alternativa. Especialistas estimam que o fenômeno se deve ao aquecimento global. No dia seguinte. Prefeito decreta estado de calamidade pública. e joguei o pincel . Até lá. uma chuva de água termal nos vossos rostos angelicais. desse jeito. cozinhei casca de laranja com cravo (fica a dica) por horas. eu não sei aonde vamos chegar. Perdi o pincel. leio na capa do jornal municipal: moradores abandonam a cidade com pregadores de roupa no nariz. Pequeno aviso aos navegantes: uma pequena e incrível viagem me afastará do blog até a quinta-feira que vem. beijos! Ah. pois eu não conseguiria dormir com aquela fedentina no ar.no ponto de recolhida de lixo na rua. Vou tentar deixar um post programado. também queria agradecer a todos que me mandaram perguntas para que eu bote a boca no trombone.

74

De Chanel na Laje

Claro que vários setores da sociedade começaram a fazer um pequeno estardalhaço, e, ontem, a empresa recebeu uma intimação judicial que a obrigava a retirar todos os biquínis de circulação. Depois da comoção causada, a Primark fez um pedido público de desculpas, e se comprometeu a enviar o dinheiro arrecado com os biquínis que haviam sido vendidos até então para obras de caridade infantil. O biquíni com peitinhos seria mais uma cereja reservada para enfeitar esse bolo que vem sendo assado há muito tempo e que muita gente finge que não vê: a erotização da infância. O lançamento desse biquíni só foi aprovado até agora por pedófilos - seres repugnantes cuja opinião não conta - e por outros cidadãos de pensamento raso e enfadonho, que, interpretando erroneamente o conceito de progressismo social, na primeira oportunidade, bradam aos quatro ventos: "moralistas retrógrados!". Para mim, isso é mais um reflexo de que está cada vez mais difícil ter uma infância normal. Essas pressões comerciais e publicitárias tiram a paz das crianças e, comprovadamente, causam desvios de conduta e desequilíbrios emocionais no futuro. Claro que cabe aos pais filtrar esse tipo de coisas, mas isso não impede que as empresas tenham mais responsabilidade social, né? Vamos deixar os futuros patrocinadores das nossas aposentadorias em paz de uma vez por todas? É, porque eu estou pensando na minha aposentadoria. Do jeito que a coisa está, essa futura geração de monstrinhos cheios de complexos não vai dar conta do recado, não. E tenho dito.

De Chanel na Laje

75

Posted by dechanelnalaje at 02:17PM ()

seria o esmalte o novo ópio do povo?
Wednesday, April 14, 2010
Na caixa de comentários do post sobre os elevadíssimos e trucidantes impostos de importação cobrados no Brasil, muitas pessoas questionaram a razão dessa suposta nova febre pós-moderna por esmaltes. Justamente dois dias antes, a minha mãe me havia perguntado sobre "essa histeria coletiva por esmaltes"; ela me disse que as mulheres estão comprando esmaltes como loucas, e que a histeria era mais ou menos como a obsessão dos russos pelas calças da levi's e pelos tênis da nike quando o comunismo agonizava lentamente. Ela também me falou que as cores "exóticas" continuam em alta, vendendo loucamente. Há uns anos, uma pessoa com uma coleção de mais de dez esmaltes, provavelmente seria uma manicure, né? Ou, no mínimo, uma daquelas usuárias mais avançadas, do tipo que fazia a unha das amigas. Agora não. Eu fico de queixos caídos com as fotos das coleções de esmaltes que as garotas publicam por aí. Fórmulas de misturinhas, cores do momento, troca-troca de vidrinhos, blogs, programas na tv, listas de espera, sorteios, filas nas portas das drogarias, matérias em revistas, enfim, trata-se de um verdadeiro frenesi. [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=We2QqTsKaho] Num primeiro momento, eu respondi à minha mãe que isso devia ser efeito dos blogs. Só que depois eu pensei bem, e fiquei naquela dúvida do tipo "o ovo ou a galinha?". Será que a internet aumentou essa febre pelos esmaltes ou essa febre pelos esmaltes só está na internet porque sempre existiu? Ou será que a coisa foi tipo um vírus mesmo, que estava ali dormindo, e de repente teve a chance de se manifestar, causando uma verdadeira epidemia? Se eu tivesse que inventar uma resposta mais racional e convincente para explicar o fenômeno, eu diria que essa compulsão esmaltística se deve ao fato de que os esmaltes são baratos. No Brasil, por exemplo, há várias marcas boas com preços bem camaradas; logo, trata-se de um produto acessível que permite que se dê vazão aos loucos e desenfreados impulsos consumistas com um efeito colateral de peso na consciência bem sutil.

76

De Chanel na Laje

Impulsos consumistas que, por sinal, não podem ser direcionados aos produtos de maquiagem, por exemplo, num país onde um Boticário da vida se sente no direito de cobrar por um rímel o mesmo preço internacional de um da Lancôme. Tá, eu sei que muita gente deve adorar os rímeis do Boticário, mas, convenhamos que um mercado fechado e protecionista como o brasileiro acaba sendo monopolizado por três ou quatro marcas, no máximo, que cobram os preços que bem querem e bem entendem. É a lógica do mercado. Paga quem quer e quem pode, né? Já sei, já sei. Quem não pode que se limite a lamentar em silêncio, né? Já sei, já sei. Só que na minha opinião, maquiagens e produtos cosméticos de forma geral são caríssimos no Brasil, e, quando são baratos, são de péssima qualidade. Já sei que a Vult pode ter uma sombra legalzinha e que a Elke lançou uns batons com cores espetaculares, mas as exceções apenas confirmam as regras, não nos esqueçamos. Por outro lado, os esmaltes, sim, são bons e baratos. Então, de todos os itens de "beauté", como muitas diriam, os mais acessíveis são os esmaltes mesmo. E muita gente deve ter descoberto que, em vez de pagar R$15 (em média) à manicure, vale muito mais a pena aprender a fazer a unha sozinho e comprar um vidrinho de esmalte por semana e, assim, nunca repetir a cor. Sei lá, são divagações. Essa lógica, obviamente, não se aplica a uma pessoa hiperdestra como eu. Sou destra de perna, de mão, de olho, de ouvido e de cérebro, e, portanto, só consigo pintar uma mão. Não rola, né? Isso significa que eu devo ter comprado, no máximo, cinco vidros de esmalte em toda a vida. Esmaltes que, por sinal, eu sempre acabei dando para as manicures. Outra hipótese que talvez explique o fenômeno sejam as estratégias de marketing bemsucedidas das marcas de esmaltes. Não sei... Meninas especialistas no ofício esmalteiro, alguma explicação diferente? É um fenômeno de massas ou isso sempre foi assim? Podemos falar de febre? Seria o esmalte o novo ópio do povo? Posted by dechanelnalaje at 02:27PM ()

a da laje vai botar a boca no trombone
Wednesday, April 14, 2010
O que você acha de... ? A quem interessar possa: você pergunta o que eu acho de qualquer coisa que tenha certa relação com a temática deste blog, e eu te dou a minha humilde opinião. Vamos brincar? Sem censuras e tudo conforme o art. 5º da Constituição Federal. Assim, de acordo com a chegada das idéias, publico posts com as respostas. Dissertarei sobre o assunto sempre que eu tiver uma opinião formada sobre ele, claro. E, se eu não tiver uma opinião formada, divagarei. Simples, ora. Calada é que eu não vou ficar, hohoho! Vocês podem me mandar as idéias pela caixa de comentário deste post, pelo twitter ou pelo dechanelnalaje@gmail.com. Aguardo as vossas sugestões. Pela participação, obrigada! :-)

aplicados em cascata. portanto. April 12. por exemplo. mais concretamente. 2010 Existe um tema altamente recorrente na minha mente levemente obsessiva: os impostos de importação ridiculamente excessivos cobrados pelo Estado brasileiro e outros impostos medievais.. como ICMS.De Chanel na Laje 77 Posted by dechanelnalaje at 12:20PM () quem roubou o meu queijo. e penso especialmente nas distorções de percepção do valor e da qualidade de certos produtos que o consumidor brasileiro acaba tendo. agora façamos uma pequena comparação entre os salários pagos ao cargo de . particulière. Eu sempre reflito sobre as distorções que esses impostos causam no sistema. ou. no esmalte-desejo do momento: Chanel. Pensemos. Agora pensemos em qualquer esmalte-desejo. Mas tudo bem. então vamos passar a uma visualização mais prática dessa situação lamentável. caixas de supermercado geralmente gostam de fazer as unhas. né? Então. gostam de esmaltes. numa das mil profissões que exigem a exibição das mãos durante o trabalho: caixas de supermercado.. Sim. eu não ficar aqui chovendo no molhado e falando coisas que todo mundo já sabe. digo. o meu chanel particulière? Monday.

vamos lá. Bah. Sou diferente.78 De Chanel na Laje caixa de supermercado em alguns países e o preço de um vidrinho de esmalte Chanel nesses mesmos países.00 para gastar num vidrinho de esmalte. como se os mesmos tivessem um valor muito superior ao seu valor real.O simbolismo. para mim. Sim. Quem se ferra. Ou carrinhos peugeot. Para mim. a idéia aqui não é discutir a qualidade do produto. é o consumidor. Acho o pincel uma droga e a duração não é lá essas coisas. né? . Minha opinião. Sim. e da variedade e oferta de produtos. portanto. que na Alemanha são considerados carros de quinta categoria e no Brasil são sinônimo de luxo. a oferta é bem restrita. o caminho lógico e natural é o da supervalorização desses produtos. e logo poderemos ver a porcentagem que um vidrinho de esmalte representa em relação ao salário e quantos vidros podem ser comprados em um mês. um simples esmalte Chanel custa um quarto [corrigindo: um quinto] do valor do salário mínimo. eu sou especial. é uma cor "particular". eu causo inveja. A principal delas. Então. então é claro que a visão que se acaba tendo dele é um tanto fantasiada. não babo e já deixei de comprar há muito tempo. os esmaltes da Chanel não são lá essa cooooisa toda. se alguém me criticar. . o status. Separem os lencinhos de papel para chorar (ou então adotem a postura mais verde-loura de "rir para não chorar"): Enquanto uma caixa de supermercado estadunidense poderia comprar 60 vidros de esmalte Chanel com o piso salarial da profissão. Eu sei. sendo que uma caixa americana não ganha necessariamente dez vezes mais que uma caixa brasileira. e sim de uma série de outras coisas. né? Claro que esse triste quadro não é reflexo apenas dos impostos de importação jurássicos cobrados no Brasil. Sim. Como os produtos importados são caríssimos e. É bem possível que você tenha uma visão diferente.A restrição do mercado. porque qualidade é sinônimo de percepção. a sua colega brasileira poderia comprar 6 míseros vidrinhos.causam várias distorções e injustiças no sistema. vou chamar de pobre e dizer que isso é inveja. logicamente. que são sonho de consumo para grande parte dos brasileiros e fora não passam de relógio para criança. Mais distorções do sistema? . mas poderia ter usado qualquer outro. até mesmo porque eu peguei o exemplo desse esmalte. Por isso. Eu não quero discutir a qualidade do esmalte Chanel. E. eu sei. Vou ali . Estou acima da média do zé-povinho do meu país. No Brasil. é a seguinte: o consumidor brasileiro acaba endeusando demais certos produtos. podemos ver claramente como esses impostos .Pagar no mínimo o dobro do preço cobrado internacionalmente pelo produto é uma injustiça sem tamanho e nem precisa ser citada. Demora demais para secar. Ou seja. colecionador ou clubber. a aura de diferenciação social que um produto importado dá a quem tem acesso a ele: você está vendo a cor da minha unha? Sim. É um conceito relativo e volátil. como os relógios swatch. estamos falando de um poder de compra dez vezes maior. eu tenho R$92. No entanto.aliados a essa série de outros problemas estruturais e endêmicos do nosso país .

imoral e inaceitável. Daslu. 2010 Confesso que pensei duas vezes antes de começar este post. mas eu não resisto. Basicamente.A fábrica de alienados iludidos: se você nunca experimentou o esmalte Chanel. a ração nunca é bem redistribuída. né? E tenho certeza que eu não sou a única "louca" que vê altas implicações políticas em abolutamente tudo. .youtube.. afinal. né? Não vou muito além. Outros dirão que compram porque gostam. *De Chanel na laje começa a bocejar nessa hora*. não? Então.De Chanel na Laje 79 comprar um pézinho de arruda. porque o seu país não permite que você tenha um acesso relativamente fácil a eles.com/watch?v=7voNk2E6vxk] Posted by dechanelnalaje at 03:21PM () das coisas que eu critico na revista capricho Wednesday. apenas sou contra que certos produtos acabem sendo muito mais inacessíveis do que deveriam ser. [youtube=http://www. não sabia se seria legal publicar dois textos seguidos sobre o mesmo assunto. qualquer país precisa de uma classe média relativamente questionadora e consciente para se desenvolver.A sonegação dos impostos: já sabemos que as empresas que se dedicam a importar são as que mais sonegam impostos no país (oi. status por causa de um esmalte? Façam-me o favor. ele sustenta que o poder é a capacidade de conduzir. No entanto. e inclusive cheguei a ler hoje uma edição atual da revista para poder comparar com a linha editorial seguida na "minha época". mas você. como eu havia me comprometido. as condutas alheias. mas que isso não é pecado. Pronto. como se tivessem pagado por eles. no mínimo. convenhamos. megalomaníaco e corrupto Estado brasileiro. inclusive na moda. A nossa. Quero deixar claro que não sou contra sonhar com produtos inacessíveis. né? Fico por aqui. Portanto. April 07. reconhece que acaba tendo o tal status . porque a minha mãe já me aconselhou a não tranformar este bloguinho em local de panfletagem política ou válvula de escape do nojo que eu sinto por todo e qualquer político tupiniquim. de forma não necessariamente física. decidi escrevê-lo. a intenção nunca é a de ter o tal status.. se deixam de pagar os impostos ao Estado. por que você opina que ele é o máximo. lembra? Por que você se limita a apenas sonhar com algo que está longe do seu alcance. em vez se revoltar com o sistema (ou de se incomodar com quem se revolta)? Afinal. deve ser a mais passiva do mundo. e porque podem.Excesso de ração para o elefante branco: entendendo o elefante branco como o ineficiente. Ter uma elite tão alienada e descomprometida é um caso de vergonha nacional ou não? . ainda que com tons totalmente diferentes. Alguém está roubando o seu queijo e você está aí suspirando por um esmalte. . né? É apenas um esmalte. o lucro obviamente passa a ser gigante. o que move ou bloqueia uma sociedade não é um poder centralizado e sim uma multidão de pequenos poderes. infelizmente. ou passa horas do seu dia suspirando por ele? Seria muito melhor que você pudesse prová-lo para opinar. Uma caixa de supermercado inglesa pode comprar 53 vidros por mês. mas cobram dos consumidores do mesmo jeito. claro. Afinal. . Falei. Para ele. A culpa não é sua e sim do sistema. tudo bem?). ok. esta tarde estive lendo algumas coisas sobre o conceito de poder desenvolvido por Foucault. Além do mais. Agora.

que tipo de calça eles acham que deixa as meninas mais gostosas favorecidas. estamos falando da capa da revista! No interior. Agora. a Capricho é apenas mais um meio de . Vejam bem. etc. na que ele diz: "não gosto de copiar os outros". nesse caso. e também me animaram a escrever o post. coisas que critico na Capricho. interrogadas. percebi que. a revista incentivava um padrão de consumo que nem sempre a classe média podia acompanhar. Duas linhas abaixo. problematizar é preciso. etc. o que os meninos fazem quando levam um fora. Vamos lá. Muitas vezes. mas vejamos a capa da revista a título de exemplificação. discutidas. é necessário que ela conheça antes a visão dos meninos. Podemos ver uma declaração em destaque da Marjorie Estiano. como emagrecer. Não é um pouco lamentável que os meninos tenham toda essa voz de autoridade? Tudo gira em torno deles? Do que eles pensam? Essa é a mensagem final? 3) Os padrões de beleza: certo. como roubar o look da Fulana. Fazendo uma pequena comparação com a revista antes e agora. Desculpem-me por repetir a mesma foto usada no post anterior. o que os meninos acham das garotas com franja. Seja você mesma mas imite a Taylor Swift. Mas a coisa não mudou praticamente nada nesses últimos 13 anos.80 De Chanel na Laje Essas leituras vieram bem a calhar. como ser uma it-girl. tentando ser o mais objetiva possível: 1) O discurso incoerente: essa talvez seja a coisa criticável mais escancaradamente gritante da revista. Afinal. Não é um pouco triste pensar todas as escolhas de uma menina têm como objetivo final a aprovação do sexo oposto? Parece que. De dar um nó em qualquer cabeça. percebi que a revista tem um enfoque maior em matérias de comportamento.ser questionado e discutido sempre. sabemos que rolam mais e mais contradições. Como bem frisou a Iara. os meninos! Vocês já viram a importância que a revista dá à opinião dos meninos? O que os meninos opinam dos esmaltes vermelhos.e deve . para que uma menina forme uma opinião sobre determinada coisa. do tipo: uma matéria falando de auto-estima e de como aprender a se aceitar + oito matérias sobre como combater as celulites. Porque o poder exercido por qualquer veículo de comunicação pode . 2) A voz de autoridade "dos meninos": ah. as matérias eram mais voltadas para a moda. coisas aparentemente inquestionáveis e inofensivas pedem para ser repensadas. lemos: "como copiar o look da Kristen Stewart". "no meu tempo".

ou. conhecer. da superficialidade e da curiosidade passageira pelas coisas. por exemplo. Então. Os 10 melhores filmes de amor. Outra coisa totalmente diferente é adotar uma linguagem gugu-dadá com um vocabulário pobre e altamente restrito. no fundo. 5) A mania de rotular as pessoas: embora a revista exalte esse modelo de beleza determinado em praticamente todas as páginas. Desculpem-me. vocês já viram que eles sempre deixam bem claro que são essas pessoas as que têm de trabalhar a auto-aceitação? A alerta nunca é no sentido de que os outros as aceitem e as respeitem. que eu particularmente detesto. direta ou indiretamente. e. que eu fico até enjoada. em quase todas as matérias sobre relacionamentos. "Que tal mudar o visual e pegar o cara de surpresa?". desde cedo. Comporte-se assim e sinta-se no direito de zoar o esquisitinho da turma. eu mesma adoro fazer listas. que se dedica a ensinar às meninas. todos devem seguir fórmulas prontas e pasteurizadas. por exemplo. 7) A cultura das listas: e. mas ela ficou perdida no caminho. consequentemente. deveria ter o compromisso social e ético de valorizar a beleza que há na diversidade. e sempre respondo a memes facebookísticos do tipo "os seus quinze dramas preferidos" e coisas do tipo. portanto. né? 8) A linguagem limitada e limitadora: a revista peca pelo excesso de gírias e de estrangeirismos. se havia uma hipotética boa intenção aqui. nem de longe. . as 7 melhores formas de terminar o seu namoro. a menina é induzida a ser a submissa da história. ver. Depois a gente faz uma matéria para as pessoas aprenderem a lidar com bullying. Convenhamos que os redatores da Capricho não são os melhores amigos da nossa língua. dê presentinhos sem que ele esteja esperando". Esses são alguns exemplos que eu acabo de tirar da matéria "Diga não à rotina". sinto muito. Todos têm que ser iguais. O que não corresponde. os 5 lugares imperdíveis para namorar. de olhar de lado para ele. um belo dia eles resolvem publicar uma matéria sobre as "meninas acima do peso" ou sobre as "meninas que não gostam do seu cabelo enrolado" ou sobre os "filhos de mães solteiras". 4) Os padrões de comportamento: ocorre mais ou menos a mesma coisa relatada no item anterior. que elas são as únicas responsáveis pelo sucesso dos relacionamentos. Comporte-se assim ou você será o esquisitinho da turma. Quem mandou deixar a rotina tomar conta do pedaço? É tanto clichê. Não é mérito exclusivo da revista. Sempre deixando bem claro que. Só que esta revista em concreto se dirige a um público em processo de formação. Não estou ditando para milhares de adolescentes quais são as coisas que elas devem amar. Bom. certo? A única menina nãomagra que aparece é estrela de uma matéria sobre o bullying que sofreu na escola justamente por estar "acima do peso". 6) Indução à submissão: é incrível como podemos perceber que. "para agradar.De Chanel na Laje 81 comunicação que reproduz os mesmos conceitos sobre o padrão de beleza ideal e desejável. E a carregar o peso nas costas caso o relacionamento dê errado. ler. as 10 coisas que você precisa saber sobre tal pessoa. Só que as minhas listas são meramente pessoais. "arrase no beijo: use um gloss com gostinho diferente ou invente jeitos para tirar o ar deles". Além do discurso vitimizante dessas pessoas. É incrível como uma revista pode querer dar fórmulas para combater fenômenos que ela mesma contribui para gerar. Não há espaço para as diferenças e a diversidade. essas pessoas que não correspondem ao padrãozinho são espécies de extraterrestres. entre um rótulo e outro. No exemplar que tenho em mãos não há uma foto sequer de um ser humano que não seja branco. Uma coisa é escrever de modo acessível. à realidade do povo brasileiro. no mínimo.

sim. 2010 Nunca me esqueço daquele fatídico dia. Naquele mesmo dia. Mas eu prefiro criticar as famílias que não dão educação sexual e esclarecimentos sobre certos assuntos importantes aos filhos a elogiar uma revista que está desempenhando um papel que não necessariamente teria que ser desempenhado por ela.Elle. depois de muito tempo. Ou então joguem "revista capricho + pdf" no google e encontrem estudos interessantíssimos sobre o tema.é verdade .82 De Chanel na Laje Para mais críticas excelentes sobre a revista. em primeiro lugar. Para finalizar. para as meninas que crescem em famílias fechadas e cheias de tabus. concordo que. Embora eu não tenha sido uma leitora fiel. ora. iríamos a uma banca comprar um exemplar para que eles dessem uma olhada no conteúdo da revista. como bem havia previsto a minha mãe. Marie Claire. Bom. Fim da cena familiar. mas que era melhor não assiná-la. na minha adolescência.ao meu alcance. sei que um dos argumentos mais fortes dos defensores da revista é que ela fala sobre sexo e outros assuntos que muitas vezes não são discutidos em casa. como por exemplo: "Constituindo sujeitos anoréxicos: discursos da revista Capricho".. Achei um exagero da parte dos meus pais. milhares de micropoderes. "eram piores porque estavam cheias de páginas que falavam sobre sexo". mas eu hoje decidi falar deste micropoder exercida por esta revista em concreto.. Tuesday. Me lembro da cara dos meus pais até hoje. Vogue . Também sei que há milhares de outros fatores na formação de um adolescente. obrigada!). naquele momento. que mal poderia haver? A minha mãe sempre deixava as revistas que ela assinava . e aquelas revistas. afinal. eles me disseram que. mas definitivamente não é. porque em algum momento eu poderia enjoar dela. mas não é. aquele olharzinho perdido que revelava o fim do tombo cataclismal da ficha: "a nossa filha já não é um bebêzinho". finalmente eu pude perceber que . April 06. não demorei muito em enjoar dela. . Claro que há 13 anos (me senti uma idosa agora) eu não entendi a postura dos meus pais e até sentia um leve gostinho de rebeldia toda vez que comprava a revista. A minha mãe balançou a cabeça. o meu pai me deu o veredito final: "essa revista parece inofensiva. durante o café da manhã. No dia seguinte. leiam os comentários do post anterior (momento tiete: amo os comentários que vocês deixam por aqui. quando eu pedi aos meus pais que me deixassem trocar a assinatura das revistinhas da Turma da Mônica pela assinatura da Capricho. No entanto. e me disse que eu poderia comprar a revista quando quisesse. o estrago que essa revista causou na minha mente adolescente não foi leve. passando por várias mãos. esse tipo de leitura pode ser útil em alguns pontos. compramos a revista.a Capricho pode parecer inofensiva. Eu já conhecia a Capricho porque as meninas do meu colégio sempre a compravam. E eu . Realmente. Basta que se adote uma nova perspectiva para perceber isso.-) Posted by dechanelnalaje at 12:00AM () o meu drama com as celulites e a minha única "amiga" naquela hora: . que saltitou de um lado ao outro da casa. Sim. Cláudia. estávamos falando de uma revista feita para adolescentes. isso é o que me preocupa".

apenas vos digo que eu segui cegamente todos os conselhos .altamente normais. desesperei a minha mãe. eu tenho celulite. Ela me disse que trocava confidências com outras mães sobre essas obsessões adolescentes. Mas a Capricho era diferente. Que eu era uma garota altamente saudável. aliás. Não queríamos as nossas intimidades na boca do povo das nossas mães. Descobri isso pela minha mãe. Prove esse cremes milagrosos.celulites e estrias adolescentes. Faça drenagem linfática. mas que a cláusula de confidencialidade era muito séria. É. é isso mesmo que você . muitos anos depois. que tinha uma boa alimentação e praticava esportes. que era algo normal na puberdade. Mensagens constantes. O mais curioso é que várias amigas minhas viviam o mesmo drama na época. Para resumir o meu drama adolescente. mesmo que. a minha Bíblia. Living la vida loca . logo. Ah.ainda que tivessem tom de imposição mesmo . Afinal. Vá a um endocrinologista. a única coisa que me entendia. que "todas as meninas tinham". comecei a fazer drenagem linfática regularmente. mas aquelas revistas não falavam do meu universo.De Chanel na Laje 83 explicarei o porquê. Havia um distanciamento. Justamente quando eu me interessei pela leitura da Capricho. Nada disso me consolava. mas nunca falávamos desse tema entre nós. você tem toda razão de fazer tudo que estiver ao seu alcance para combatê-las. Fui a oitocentos médicos. Mude a sua alimentação. Eu sempre lia matérias sobre celulite nas revistas da minha mãe. coincidiu que as minhas celulites começaram a aparecer. menstruação e celulite eram tabus para as meninas "do meu tempo" (hohoho).dados pela revista. duas páginas depois. diga-se de passagem . Como evitar o aparecimento de estrias. Não beba refrigerante. porque ninguém me entendia. economizei minhas mesadas para comprar cremes caríssimos. houvesse uma propaganda da coca-cola incitando os leitores a aproveitarem a vida. não deveria me preocupar. o que eu faço agora? Como combater celulite. das minhas coisas. Tome cápsulas de colágeno. a Capricho era a única que me compreendia porque era a única que concordava comigo: celulites são uma praga. Rá. porque em absolutamente todas as edições sempre havia uma matéria sobre estrias e outra sobre celulite: meu Deus. fiquei completamente desvairada ao não saber lidar com a nova realidade do meu corpo. Tudo bem. E eu lembro que a Capricho tinha uma espécie de obsessão com as . Os médicos e a minha família me diziam que eu tinha pouquíssimas celulites. E a Capricho virou a minha aliada na minha batalha anticelulítica.

lutar. pelo que vi. E é justamente por isso que eu voltarei a falar da Capricho . as minhas estrias e o meu corpo. por favor.. Eu é que estava concordando com tudo aquilo que a revista me dizia. pode ser sentida como um apocalipse por um adolescente. na verdade. não era a revista a que concordava comigo. desculpem-me (e avisem-me. Em outras palavras.84 De Chanel na Laje tem que fazer: lutar. uma das táticas que usei loucamente para combater as minhas celulites foi a retomada do hábito de andar de patins. lamentavelmente ainda não foi traduzida para o português. uma coisa que abala a sua auto-estima. cabeça de adolescente é uma coisa complicada delicada. Aceitação que dura até hoje. E eu tenho muitas críticas a fazer à Capricho. Hábito que refrescou a minha mente e me trouxe a sensação de liberdade. Qualquer coisinha. jornalista que trabalhou na Elle francesa durante muitos anos. Voltando. néam. O que eu não percebia naquele momento é que. Leitura obrigatória. Então. 2010 Los secretos de la moda al descubierto é um livro da Marie-Pierre Lannelongue. Porque eu troquei a obsessão com as celulites pela obsessão por andar de patins. . Celulites são uma aberração. eu vivi isso como um verdadeiro drama mesmo. passei a aceitar as minhas celulites. você tem toda razão de não querer tirar a canga na praia. uma coisa que te faz ter vergonha do seu corpo. obrigada!). quando obviamente tenho o triplo de celulites que naquela época.no seguinte post. naquela época. Livro mais que recomendado. e. amigos? Posted by dechanelnalaje at 02:10PM () los secretos de la moda al descubierto Sunday.. Por muita estrutura familiar e acesso à boa educação que se tenha. eu decidi fazer uma tradução livre de alguns trechos do prólogo do livro. Se houver algum erro na tradução. saibam que. como o meu pequeno drama acabou? Bem. Um pequeno adendo: embora pareça que eu estou contando a história de uma forma excessivamente dramática. por muito tola que possa parecer. April 04. lutar.por ser a revista dirigida a adolescentes que melhor conheço . Muito menos afetada e menos paranóica. troquei a capricho pelo meu primeiro rollerblade. A obra foi publicada em 2008.

e seguindo a linha de Malraux. cada vez em mais e mais países. sério que não. Em qualquer lugar onde haja internet. que o Século XXI é. são garotos de jeans e óculos de sol de marca. ao passear por este pequeno planeta. descobrimos os mesmos clipes e filmes. “atriz de Bollywood” . Para cada dia. pobres mas incrivelmente nobres. sim. Assim. coloridas. é uma estupidez não olhar além das nossas shopping-bags. de verniz. uma cor diferente: do verde-maçã-verde ao fúcsia. mas bastante revelador. com os cabelos negro-jade e dezenas de pulseiras douradas.De Chanel na Laje 85 Prólogo "A cópia não mata o original" (Gabrielle Chanel). Título bem bobo. à moda. mas. essas de couro ensebado. todas fingimos que acabamos de descobri-las. todas as noites. tanto em Xangai. essas charmosas mulheres vestidas com sáris multicoloridos. Como se não conhecêssemos as ‘verdadeiras’. Priyanka vai jantar no Olive. Exagero? Não. ou seja. Madri ou Los Angeles. vestida com o seu inevitável uniforme: jeans de cintura baixa. você pode vê-las em todos os lugares: douradas. à moda. nada disso impede que os sapatos e as bolsas das mulheres não representem um termômetro especialmente interessante para medir a temperatura de uma sociedade. Priyanka começa a encontrar o seu espaço quando consegue o papel de enfermeira de uma sitcom. a moda. e inclusive por Dakar ou por Calcutá. de apenas vinte anos. as injustiças. Ocorre uma conversão generalizada à moda. o da Priyanka. Priyanka reconhece que “há alguns anos. a Índia é um país em pleno . Essas sandálias tradicionais são usadas por todas as mulheres nas ruas.uma expressão que designa os milhares de jovens indianas que chegam de todos os rincões do subcontinente para tentar a sorte nos estúdios cinematográficos de Mumbai.. nesse começo de verão asfixiante às vésperas das monções. vemos constantemente. é verdade. Sem dúvidas. garotas bem penteadas. mas vamos citar apenas um. No entanto. sem nenhuma pretensão. os mais prolixos de toda a história do cinema. ultrafashion . em qualquer lugar onde haja um mero vislumbre de prosperidade econômica. ou seja. por Xangai ou pelo Rio. em praticamente todos os lugares. nos países emergentes que constituem o grande negócio da década. os (des)equilíbrios ecológicos. sempre combinando com a camiseta. “A moda. calçadas por mulheres que apenas terão um par delas em toda a sua vida”. Nova Délhi. as mesmas revistas e lojas de grife. por Los Angeles o por Seul. a globalização dos gostos e dos estilos é realmente a única contribuição do Século XXI. . Indiscutivelmente. camiseta de alça que deixa a barriga um pouco de fora e sandálias de couro de alguma cor viva. as questões geopolíticas. os perigos que ameaçam o clima do mundo? Sim. E. um restaurante chique do bairro-balneário da Maximum City. Título de um programa da tv a cabo francesa dedicado à moda. desde que entraram na moda na Europa e nos Estados Unidos. As pessoas se rendem ao denim e ao culto às marcas. Gostemos ou não. a moda”: esse é o refrão que cantarolam jovens – e não tão jovens – nos quatro pontos cardeais do planeta. Exemplos? Há milhares. nenhuma garota da minha geração queria usar essas sandálias. Exagero? Será que levamos pouco a sério as estratégias econômicas. com bolsas sobressalentes e vestidinhos de flores. Dakar ou São Paulo como em Paris. O que. desde sempre. as tensões. Coisa que nos faz pensar. surradas. prateadas..

aliás. Que.86 De Chanel na Laje processo de mutação. entalado na minha garganta. muito cansada. . Eu precisava expressar isso de alguma forma. basta lavar o cabelo uma vez por semana. Era algo que estava aqui. foi a maior moda há uns cinco (oito?) anos atrás.. 2010 Sim. :-) Posted by dechanelnalaje at 05:47PM () cansada dessas macacas de imitação Thursday.. para quem quiser economizar. Como a Deborah Secco ousa fazer um corte de cabelo igual ao da minha ídala Alexa Chunga? Um corte muito original. que não posso tolerar essa falta de personalidade da Deborah. umas luzes meio velhas e um típico penteado feito com pomada que dá aquele ar sebosinho-chique que a gente adora. com as pontas repicadas. Eu ia dizer algo que não suportei esse corte de cabelo da Deborah Secco. vocês me desculpam a sinceridade? Eu só ia dizer isso. como as minhas amigas modernetes gostam de dizer. me revoltou. porque me superou. que dá o mesmo efeito. me esgotou.. April 01.. né? Claro que a pomada é opcional. Poxa. Mas aí eu me lembrei de uma macaca de imitação que há anos me irrita muito mais: a tal da Anna Wintour. Quem se atreveria a dizer que a moda não tem nada que ver com isso? Clique para ler mais. diga-se de passagem: cabelo cortado um pouco acima da altura do ombro. Um visual podrinho.

gente. a imortal. salve. salve. poxa. é muita falta de personalidade. da nossa zangadinha mais charmosa.. idolatrada. custava ter um pouco mais de originalidade? Como ela ousa copiar o corte de cabelo da Coco? Juro que não entendo. Essa gente não tem amor próprio? Poxa. da nossa pimentinha orgulhosa cheia de personalidade. Gente boba. Gente sem personalidade. né? Tudo bem que ela é a Anna Wintour. da nossa revolucionária que deixou muita feminista de carteirinha no chinelo. Mademoiselle Coco Chanel? Ai.. por que elas não podem criar? Somos três bilhões de mulheres no planeta. Não seria muito mais legal? Gente chata. . eu adoraria que houvesse três bilhões de cortes diferentes. A Coco criou.De Chanel na Laje 87 Alguém já reparou como ela imita o corte de cabelo da nossa musa inspiradora eterna. mas. é tão fácil criar um corte de cabelo original.

porque eu vi num catálogo do cabeleireiro e gostei. e com mais raiva ainda das próprias mulheres que usavam. Pensava que se referia a "mulheres que. Caspa no cabelo delas! Dedo no olho delas! Qué tédio. Feliz Semana Santa! :-)) Posted by dechanelnalaje at 02:09PM () mulher-fruta brasileira não pode. certo? Você pode dizer que. Mesmo assim. ou não. uma mulher-fruta nada mais é do que uma mulher que ganha dinheiro exibindo o corpitcho e/ou rebolando o popozão. se . Encontrei o termo na wikipédia e uma pequena crônica numa das páginas da Academia Brasileira de Letras (num tom bem machista e citando teorias da psicologia evolucionista. nem se essas mulheres são vulgares. tenham piedade de mim. certo? Você pode achar isso normal ou pode achar um absurdo. Ficava revoltada com o caráter machista e provinciano da expressão. Eu não vou discutir esses fenômenos populares. 2010 Descobri esse negócio de mulher-fruta há relativamente pouco tempo. Será que eu não tenho personalidade? Sou digna de pena? Ai. eu me justifico: como eu sempre lia esse termo em blogs. Afinal. naturalmente acabei deduzindo isso. É. o termo.88 De Chanel na Laje Gente com nariz de porquinho. mulher-fruta gringa. se comem e se jogam os bagaços fora". então nem vou linkar). tal qual as laranjas. sim. Ê. Gente irritante.-)) O meu corte de cabelo atual foi inspirado num corte da Princesa Leticia da Espanha. cheias de malícia. nojentas. que eu abomino. quem se importa com a minha opinião? Apenas gostaria de fazer uma pequena consideração: tecnicamente. um retrocesso no processo da emancipação feminina. March 30. com um tom muito pejorativo. Que cada um use o corte de cabelo que bem entender. Tuesday. lá fui eu pesquisar o que significava. Reconheço que eu ficava viajando quando ouvia esse termo. curiosa que sou. mente poluída! Porém. ora! .

é essa falta de coerência nos valores. ou se vai pintar a unha da cor tal agora que a Mulher-Amora está usando o mesmo esmalte. e. né? Tenho mais o que fazer. também exibiria as suas carnes. as segundas moram em lugares onde há uma Gucci em cada esquina. um horror. Imagino que todos aqui concordem comigo quanto a isso. néam? A regra dominante parece ser esta: em mulher-fruta brasileira eu meto o pau. de tendências. para importar. para mim. as mulheres-fruta estadunidenses (por exemplo) ganham em dólares. a maior expressão da vulgaridade humana. Mas. O que eu estou criticando. são mulheres-frutas do mesmo jeito. por que você vive usando as mulheres-fruta gringas como referências de estilo. E ainda ganham presentchinhos das grandes marcas. de moda? Tirem qualquer conotação nacionalista do meu questionamento.55 agora que a Waleska Popozuda tem uma. certo? Você pode achar que essas mulheres são mais um reflexo da sociedade misógina ou que elas representam uma consequência natural da liberação feminina. Beijos! . De todas elas. uma aberração deprimente. uma coisa que incomoda. que dá náuseas. para mulher-fruta gringa eu pago pau. Enquanto as primeiras vivem num país onde a moda não está nada democratizada. inclusive. pode achar ridículo ou pode achar o máximo. Afinal. não tem sentido que eu ache a Fergie a última coca-cola do deserto. E eu não nasci para babar ovo de mulher-fruta nenhuma. ou que não faria o mesmo nem que lhe pagassem 24 bilhões de euros. Simples assim. vou passar os meus olhinhos bem longe delas. em essência. se você vai comprar aquela Chanel 2. E no dia em que eu estiver a fim de buscar referências de estilo. se a MulherGoiaba me dá dor só de olhar. de bom gosto. Você pode ter a sua opinião sobre o assunto. algo que te faz questionar. Oi? Seriam reflexos dessa mentalidade pequenoburguesa e acomplexada do típico brasileiro que tem o código de valores totalmente colonizado? As únicas diferenças que vejo entre elas são as seguintes: enquanto as mulheres-fruta brasucas ganham em reais. os cidadãos acabam pagando quase 100% do valor do produto em impostos. E agora vem o meu questionamento: se você acha a existência dessas mulheres-fruta brasileiras o fim da picada. As brasileiras têm fãs locais e as gringas têm fãs globais.De Chanel na Laje 89 tivesse a mesma chance que essas mulheres.

90 De Chanel na Laje .

2010 .De Chanel na Laje 91 Posted by dechanelnalaje at 03:46PM () crianças maquiadas deixam a de chanel na laje nervosa e angustiada Monday. March 29.

. ranzinza e moralista. inclusive. A criança chora porque quer se maquiar. por exemplo. não? Imagino que seja mais fácil comprar logo a tal da maquiagem em vez de abrir os horizontes dos filhos. Crianças precisam de roupas confortáveis para poderem correr e brincar livremente.99. né? E as mães que alisam e/ou pintam os cabelos dos filhos pequenos? E aqueles estojinhos de "maquiagem para crianças" de R$1. de sapatos que não prejudiquem o crescimento e a coluna. brincadeiras. mostrando que tudo tem o seu tempo e que há coisas mais divertidas e inteligentes do que se maquiar aos 5 anos: livros.* Cada vez é mais comum ver crianças maquiadas. fantasiadas de adultos e usando. coisas tão óbvias. sapatos de salto alto. esportes.92 De Chanel na Laje *Podem me chamar de velha rabugenta. que eu não entendo como alguns pais podem ignorá-las. tão elementais.. num ato de total desrespeito ao ciclo natural e biológico da evolução humana? Que amor estranho. aí o papai e a mamãe não querem "traumatizar" o pequeno rebento e demonstram o seu amor permitindo que a criança estrague a pele e arrebente os poros. que eu vou ficar até orgulhosa. Não consigo achar isso normal. da pele livre para respirar e suar. jogos. fabricados sabe-se lá com que porcarias em fábricas clandestinas em algum rincão da China? E os pais que inscrevem .

como na Índia. e as crianças começam a ser adolescentes aos 10 anos. de troféu de exibição. Mas para tudo tem que haver um limite. por exemplo. enquanto estava numa fila numa loja de departamentos qualquer. que uma fase que antes durava entre 5 e 8 anos. então. o sorriso forçado da terceira e a cara de tédio da quinta. né? Gosto de crianças-crianças e de mini-pessoinhas. Posted by dechanelnalaje at 03:34PM () . hoje dura vinte anos? Vinte anos de adolescência? Uff. sem naturalidade alguma. mega-arrumadas. Também sei que em algumas culturas é costume passar certas maquiagens em crianças. ambos vermelhos. Vejam a carinha de desilusão da primeira menininha. Sei que é normal que algumas crianças se interessem por certas coisas do mundo adulto. Cada uma delas estava comprando um sutiã e uma calcinha fio-dental. infinitas) diversões quando criança era brincar com as roupas e com as maquiagens da minha mãe. de boneca. e o comportamento adulto. ou de válvula de escape para frustrações doentias. Era curioso o contraste entre as carinhas de criança que elas tinham. será que as pessoas não se tocam? Um dia desses. As duas meninas. científico e/ou esportivo"? Quantas dessas crianças ficam pelo caminho? Quantas são vítimas de maus tratos quando não correspondem às expectativas? Quantas dessas crianças realmente desfrutam do ato de desfilar ou de participar uma longa sessão de fotos? Qual a necessidade de tudo isso? Pelo que eu saiba. Acho muito injusto e covarde conceber um filho para depois fazer a criança de marionete. de brinquedo. apesar da maquiagem. Fotos daqui e daqui. E eu pensava cá com os meus botões: se atualmente se fala tanto na extensão da adolescência até a casa dos 30. Vendo essas fotos.De Chanel na Laje 93 os filhos nesses concursos de beleza para crianças? E os que não deixem que os filhos tenham uma infância normal porque querem explorar o seu suposto "potencial artístico. conversavam num tom muito afetado. Uma das minhas (muitas. Mas não gosto de mini-adultinhos .e gosto menos ainda dos pais/tutores dos mini-adultinhos. pode-se dizer. reconheço que sinto até uma punção no coração. Fazer terapia sai muito mais em conta do que ter um filho. além de estarem supermaquiadas. não existe nenhuma lei que obrigue os cidadãos a terem filhos e os métodos contraceptivos são mais que conhecidos. onde passam kajal (que é antibactericida) nos olhos de bebês e crianças. de bichinho de estimação. observei duas meninas de uns 11 ou 12 anos (no máximo) que estavam na minha frente.

mas eu juro que não encontrei uma definição melhor. algumas das palavras mais detestáveis da língua portuguesa. March 27. :-P . Descolada e antenada são.94 De Chanel na Laje você conhece a lula magazine? Saturday. na minha opinião. 2010 A Bíblia de Culto das garotas descoladas e antenadas? Tá. primeira vez na minha vida que uso esses termos.

De Chanel na Laje 95 .

96 De Chanel na Laje Esteticamente. . Infelizmente. Os editoriais de moda são bem criativos e inspiradores. Mas eu não sou antenada nem descolada. É. eu gosto dessa revista. a revista é muito legal e diferente. Tenho apenas duas edições. Acho refrescante e com um climinha vintage que eu adoro. e gostei muito delas. aqui onde eu moro não é fácil encontrálas. Também é leve de folhear graças às campanhas publicitárias comedidas (leia-se: a antítese da Vogue). #nãosoucoolobrigada :-P Alguma Lula girl (como diria a Lolla) por aqui? Um final de semana inspirador para tod@s! Mais sobre a Lula Mag na página da revista.

Nunca me esquecerei do dia da nossa graduação. Uma pessoa especial. como muitos pensam. Foi com ela também que eu aprendi a fazer diversos quitutes marroquinos e a usar kajal sem me borrar muito.com razão. e que sempre me deu verdadeiras aulas sobre a cultura do seu país e a cultura árabe em geral. as características variam e os caftans marroquinos se diferenciam por vários detalhes. vestida com um maravilhoso caftan marroquino. Eu sempre brinco que não vejo a hora do casamento dela. assim como por alguns povos asiáticos e africanos. para designar um tipo específico de vestimenta secular usado pelos otomanos.poderosa e deslumbrante como boa árabe que também herdou a beleza berbere -. Posted by dechanelnalaje at 12:28AM () moda árabe: os maravilhosos caftans do marrocos Thursday. para que eu possa usar um espetacular caftan pela primeira vez. de modo geral. Alguns costureiros elaboram versões masculinas para o caftan . O termo caftan ou kaftan se usa. tanto nas cidades como no meio rural. marroquinos. 2010 Este post é dedicado à minha querida amiga marroquina.De Chanel na Laje 97 Atualização: me esqueci de dizer que as fotos são do site da revista e do grupo Lula Mag do facebook.a verdadeira grandeza e o real significado do amor pelos direitos humanos. em harmonia. e não são roupas específicas para festas e casamentos. que sabe viver perfeitamente entre o Ocidente e o Oriente. Embora tenham alguns pontos em comum. com representantes de vários Estados. Deixou o Embaixador do Marrocos cheio de orgulho . onde ela reluzia . . Me ensinou . March 25. russos. uma cerimônia formal. além do fato de que são usados pelas mulheres. persas.e me ensina até hoje .

Muitos estilistas marroquinos têm se destacado pelo seu trabalho. o meu preferido. usados no dia-a-dia e também conhecidos como takchitas. por muçulmanas e judias.98 De Chanel na Laje Os caftans variam dos mais simples. Diane von Furstenberg e Vivienne Westwood. Jean Paul Gaultier. Os caftans são usados por jovens e senhoras. super-sofisticados. como Simohamed Lakhdar. aos de alta costura. Há caftans tradicionais e modernos. Aliás. Christian Lacroix. Kenzo. Os caftans já foram fonte de inspiração para muitos estilistas como Yves Saint-Laurent um eterno apaixonado por Marrakech -. esse é um ponto delicado. pois nem todos estão de acordo com a modernização desses trajes. Vejam algumas das suas criações: .

com/watch?v=v1aRkRivF0A&feature=fvw] .youtube. Um grande acontecimento. O próximo será em maio. E por mim também. de babar. adoro um programa das Arábias! :-) [youtube=http://www.De Chanel na Laje 99 Vai me dizer que você não ficou com vontade de usar um caftan também!? Um resumo dos desfiles do ano passado. esperado por todas as mocinhas que querem se inspirar num caftan espetacular para aquela cerimônia especial. afinal.

daqui e daqui.. Wednesday. Posted by dechanelnalaje at 10:16PM () .para completar . daqui. daqui. com tpm e dor nas costas. daqui. mas não perde o gramour. digo. daqui.se lembra de que tem um almoço com o seu grupo de amigas patricinhas. March 24. a sua it-bag por uma dessas. daqui. Porque a gente perde as amigas a piada. e . daqui. você alcança o árduo objetivo de ficar diferente delas e ainda dá uma esnobada básica. Ao trocar o seu carro. Posted by dechanelnalaje at 02:50PM () porque há dias em que você não quer desfilar com a sua it-bag por a..100 De Chanel na Laje Fotos e infos daqui. 2010 Bolsas perfeitas para aqueles dias em que você acorda toda xexelenta.

fazem duras jornadas de trabalho. o sapato que reluzirá nos seus pés. membros da sociedade Le SAPE[Société des Ambianceurs et des Personnes Élégantes] . Façonnable ou Ermenegildo Zegna. quando desfilar essa tarde pelas ruas de Brazzaville. Ainda que a casa de um típico sapeur não tenha energia elétrica ou água potável. o grupo ganhou força de movimento contracultural rebelde. a elegância e as roupas de apurado senso estético. também conhecidos como os dândis congolenses. embora não pertençam à elite do seu país. Idolatram as grifes. March 24. Logo. são homens que. decorrente do decreto ditatorial que obrigava o uso das roupas tradicionais africanas. O terno? Armani. Economizam todos os seus centavos. todos os esforços são válidos para comprar aquela calça desejada. ou talvez um Ferragamo. já que os seus membros se recusavam a seguir essa lei.e realizam competições e festas . 2010 Os sapeurs . acumulam dois empregos ou inclusive deixam de comer.como a proibição de usar mais de três cores numa produção . Assim são os extravagantes sapeurs. provavelmente será um autêntico Fendi. E a gravata. com a proibição do uso de roupas ocidentais. A coisa começou quando os colonos congolenses passaram a imitar o estilo dos colonizadores franceses. Os sapeurs seguem uma série de regras canônicas determinadas pela sociedade .De Chanel na Laje 101 o incrível poder transcendental da moda II Wednesday. prezam o bem-vestir.

pode parecer ilógico usar todos os recursos que se tem .e os que não se tem. sente que o mundo está aos seus pés. Para um sapeur. apesar dos pesares e custe o que custar. Muitos compatriotas dos sapeurs os classificam como loucos. March 23. Uma concessão feita por eles mesmos. Quando um sapeur deixa a sua humilde casa vestido de forma espetacular. Porém. Outra matéria interessante você pode ver aqui. Essa foi a forma que esse grupo encontrou para sobreviver em meio à pobreza. onde determinam quem é o mais elegante da noite. os sapeurs são reconhecidos pelo seu estilo único e peculiar. já que. Racionalmente. graças ao seu senso estético e às suas regras. Há uma lista de outras matérias e mais fotos aqui. A quem interessar possa: a Revista Geo tem uma matéria enorme e excelente sobre o assunto. desenvolveram uma identidade visual própria. se a moda é um anestésico para a sua dor. e fotos aqui e aqui. 2010 . Posted by dechanelnalaje at 03:55PM () o incrível poder transcendental da moda I Tuesday.102 De Chanel na Laje de gala.dessa forma. embora eu duvide de que alguém se resista a dar uma olhadela neles quando desfilam pela cidade. para mim está valendo. diga-se de passagem . quem sou eu para julgar? Contanto que não façam as suas famílias passarem fome e que os seus filhos não deixem de ir ao colégio. neste país marginalizado pela sociedade internacional e castigado por tantas guerras. Hoje. a roupa é o único luxo permitido.

é um mendigo chinês que acabou chamando atenção pelo seu visual trabalhado nas tendências. fiquem em silêncio ou não. Clarissa. Atualização: Este post dá mais detalhes sobre o mendigo fashionista (via @paola_scott). quero agradecer à Clarissa (nome verdadeiro) pela participação nesta incipiente seção de depoimentos. Posted by dechanelnalaje at 11:32PM () terceiro depoimento: "clarissa" Tuesday. tenha certeza de que você não está sozinha num deserto. daquelas que desfilam pelas ruas com segurança e categoria. Com o seu ar boêmio e a clássica pose de celebridade. Na minha opinião.De Chanel na Laje 103 Brother Sharp. March 23.Também se diz que o sexy mendigo é o melhor representante do estilo homeless chic. inclusive. Já ganhou. também conhecido pelos seus conterrâneos como O Vagabundo Gostosão. o título de homem mais cool da China. da qual eu gosto tanto. . a sua figura estilosa é realmente digníssima de figurar no Sartorialist. 2010 Muito feliz por ter recebido este relato tão sincero. esse sem-teto já conta com milhões de fãs na rede e muitos blogueiros chineses estão loucos para descobrir a identidade dele. Não tenho a menor dúvida de que muitos dos mochileiros virtuais que por aqui passam se identificarão de alguma forma com você.

Mesmo. menção honrosa a você. E isso gera energia. E aí.e gosto um pouco dessa minha misantropa posição. mais que os textos dos blogs. modismos . Ainda que suas idéias fossem ruins o que não são . E aí.. insegura. muito raro de se ver hoje em dia nos textos internéticos. gera raiva. Então. Então. ser e consumir) muito mais do que o que está debaixo da água do chuveiro.).não precisa concordar comigo . Já tinha e tenho uma idéia muito ruim das mentes brazucas . notícias. Cheguei a criar um blog – que não divulguei pra ninguém – um tanto raivoso. gostaria de elogiar seu blog. a qual foi se tornando tamanha.. seu humor. deparei- .é feita (naturalmente) através da internet. tão revoltantes por idolatrarem as meninas que justamente se mostravam as mais fúteis. mas que não aliviou minha dor. Comecei a acompanhar com mais assiduidade os blogs de moda como uma forma de inclusive saber o que andava se passando pela 'cabeça' de minhas colegas meninas brasileiras (se é que beirando os 30 a gente ainda pode se auto-denominar assim. Antes de mais nada. do banheirinho do ap de 2 quartos . e mais do que isso. um sincero. você demonstra ser amiga da língua portuguesa. mas tamanha. cultua o PARECER (ter.amigos. cultuarem bens esteticamente duvidosos apenas por custarem o que alguns ganham de salário. e revelavam tantas outras desvirtuações dos valores da nossa sociedade que. E o simples respeito à nossa bela língua é muito. nos útimos meses. o que melhor traduzia a mentalidade das conterrâneas brazucas eram os comentários dos posts.ainda que cibernéticos .104 De Chanel na Laje Querida amiga da laje. E percebi que. Esse email é mais um da série "Depoimentos" que você inaugurou em seu blog. Ainda não sei se quero que você o publique (voltarei a esse ponto no final do email) porque a minha intenção é a de apenas fazer um desabafo. à porta trancada. que transformou-se em frustração. Sinceros e alegres Parabéns! O que quero mesmo dizer é que conhecer o seu blog mudou minha vida. Moro em Paris há um ano onde estudo. Traz um pouco de frescor e autenticidade aos meus pensamentos após o mais banal dos contatos .com qualquer pessoa da nossa amada nação que compartilhe dessa fétida e majoritária mediocridade cerebral.. qual não foi a minha decepção. sua escrita impecável. Diga-se de passagem. e grande parte do meu contato com o Brasil .. uma amiga íntima. vivia aqui de longe um misto de desânimo e descrença no futuro do país. amiga.. gera vontade de ação! É exatamente isso o que eu sentia ao ler os comentários dos famigerados posts dos blogs de moda. direcionado e muito grato desabafo ao seu terraço.

No entanto. Isso eu garanto! Beijos! Posted by dechanelnalaje at 11:26PM () . o coador é de pano e as xícaras são fofíssimas.De Chanel na Laje 105 me com ‘você’ e seu blog. ou preguiça – da humanidade – ou descrença – na mesma humanidade – . Os grãos são moídos na hora. não sou gorda. e nem infeliz. Se você também está a fim de desabafar. o melhor é a companhia. Obrigada. Ps: pode publicar. o café está sempre fresquinho.opinião nas irritantes caixas de comments. O blog de alguém mais equilibrada mentalmente e talvez mais caridosa. não sou pobre. E outras coisinhas mais. fui taxada de invejosa. de acordo com oart. nem sua melhor amiga e nem seu marido concordam com você sobre um tema tão escandalosamente gritante diante do seu nariz (que é de tamanho normal). Não sou feia. Clarissa.. é ruim se sentir só quando nem sua mãe. E obrigada por convidar a gente pra curtir com muito gramour no sacolejo da sua (incrível) laje. Alguém que encontrou o tom e deu voz a muitas meninas que realmente aprenderam a somar 2 + 2. Desculpe-me a chatice. Todas as vezes que exprimi minha – concordo que ácida . mas não menos sagaz para saber enxergar além. Rss. Desculpe-me o email enorme. graças ao bom Deus e à sorte. Sou até o contrario disso. e exprime de maneira brilhante tudo aquilo que as ‘dissidentes’ pensam mas sempre tiveram medo – de ser xingadas -. mal amada. Mas enfim.. Prometo que. Sabe. basta mandar um email para dechanelnalaje arroba gmail ponto com. ou até mesmo incompetência para falar. modéstia à parte. encontrei alguém mais inteligente que eu. amiga da laje. que transforma a acidez em humor. E te juro que não sou. ou vergonha – de estarem loucas -. 5º da Constituição Federal. se quiser. mal comida. aqui nesta laje.

dia após dia. fluor! já foi tarde. o seu mojito parecendo uma sopa. O ruim é que muitas vezes os que estão embaixo compram os restos de estoque da temporada passada lá de cima (oi. as misturinhas de esmalte que nunca deram certo. Só que o moletom foi morto e enterrado num passado já bem distante. Expectativas para um look do dia que nunca vai existir. Pense em todas essas cores fluorescentes abandonando os acessórios. estações indefinidas. entre outonos e primaveras.. Outono. seja bem-vindo! As árvores tropicais não . Pense no Jade e sinta a nostalgia dos tempos passados. mas a nossa cabeça e os nossos sentidos estão atentos às tendências da estação vindoura..106 De Chanel na Laje carta outonal da editora: adeus. Porque isso é assim.. misturando-se ao suor salgado naquela festa onde tocava rebolation e bad romance. somos beatas da moda e não desistimos nunca. aquecimento global. caras assinantes desta revista virtual: vivemos em colapso estacional. Aquela tendência que São Pedro não quer que nós sigamos. O colapso estacional pira a nossa mente e as nossas finanças. Assim. as unhas e os editoriais de moda. verão! tchau. Esse outono traz um ar de renovação muito positivo! Pense nas células bronzeadas e castigadas pelos raios ultravioletas que você vai mandar embora pelo ralo da banheira. a mulherada de bandage e os carinhas finalmente rendendo-se à utilidade da ditadura fashion. Exemplo: tem gente achando que moletom é tendência para o outono/inverno brasuca de 2010. Vivemos assim. lugar de onde nunca deveriam ter saído. O bom é que os que vivem lá em cima muitas vezes servem como cobaias dos que vivem cá embaixo. O corpo está aqui sofrendo as consequências da estação atual. Também pensamos no que foi tendência na estação passada do Norte e que talvez possa funcionar no Sul. As calçadas de pedras portuguesas. exfoliação após exfoliação. A roupa que você nunca vai poder usar para trabalhar porque o ar do escritório pifou. que declaram guerra ao seu Loubi preferido. Eis que tudo isso agora é passado.quase cansadas de pensar no outono.. Como éramos loucas naqueles tempos! Ah. Melhor não ressuscitar um defunto que já nasceu morto. E tentamos adivinhar o que vai pintar nos trópicos e subtrópicos daqui a 6 meses. as bees todas se estapeando por um vidrinho num leilão do ebay. A chuva inesperada encharcando os pés que você guardava cuidadosamente num peep toe de cetim rosa. algo como. Apesar de tudo isso. e já estamos . Relembre-se da sua base escorrendo. por sinal.. passado. o rímel todo borrado. Zara). molhadas e escorregadias. Matutamos sobre as referências primaveris que podem ser outonalmente adotadas. futuro e um presente que às vezes se perde no meio de tanta referência. Maldito clima tropical. 2008? 2009? Quem se importa? Resumindo: moletom já foi e nunca deveria ter sido. enquanto curtimos o outono sulista estamos ligadas no que está rolando na primavera nortista. era legal brincar de alquimista naquelas monótonas tardes adolescentes. a juventude! Ah. March 22. assim como as nossas ilusões e desejos mais profundos.. 2010 As águas de março acabam de fechar o verão tupiniquim. Monday. invernos e verões. São as chuvas que não chegam e nos impedem de estrear a nossa gabardina Burberry.. e voltando às canetas marca-texto. É aquele bafão fora de hora que atrapalha os nossos sonhos de cashmere e de bolos de maçã com especiarias.

Enquanto no Brasil se fala de outono/inverno e na Europa se fala em primavera/verão. ser um mais. não se destacar nas multidões. podem ser . Afinal. mas isso só pode ser inveja. das ofertas de 70% para a venda do estoque encalhado e dos mercados africanos lotados de roupas desviadas dos fundos de cooperação pelos contrabandistas safados. Vide o Chanel Particulière. mas é outono mesmo assim. E você para se jogar nas rendas. Prefiro dizer areia. É. não estamos vendo pessoas na rua vestidas de nude da cabeça aos pés. Uma camisola estilosa pode funcionar perfeitamente como saia. A idéia é andar camuflado.. Acho chato. você pode fazer sobreposições. entediante. Já falei que moda é contexto? Os shorts. Um sapatinho aqui. não dá para esperar cores muito vibrantes nas passarelas. mas nada do outro mundo. né? Deixemos. que também encarnaram com tudo na primavera nortista. Aliás. vazio de significado. você pode adotar quase tudo. Areias brancas. As praias esvaziam. As roupas ganham um ar atemporal e uma grande mobilidade internacional.De Chanel na Laje 107 cobrem o chão de folhinhas avermelhadas como as árvores de climas temperados. do deserto de Taklamakan. uma blusa ali. negras. O nude se reafirma e continua com tudo. eu falarei do outono/primavera.. em tons de cobre e de coral ou de burro-quando-foge. e acho que todos os tons nudistas combinam muito bem com a austeridade dos tempos atuais. douradas. linhas e aviamentos da última estação. as cores vibrantes para os sáris das indianas por enquanto. Do que eu não sei. lembre-se de passar nos brechós ou no armário da sua avó. Você pode optar pelo visual vou-ali-fazer-um-sáfari ou pelo visual a-caminho-decombater-no-Iraque. o melhor desse outono é que você vai poder trazer quase todas as tendências da primavera de lá para o outono de cá. sem citar o vou-fazer-um-cruzeiro-no-Mediterrâneo-nos-anos-70 e o vou-fazer-sexo-nosul-da-Itália-nos-anos-50. nunca houve uma primavera tão outonal. tá tudo nude por aí. sempre existirá um tom de areia que reproduza o tom da sua pele. Eu acho que quem implica com o nude tem inveja. portanto. Aguardemos. facilmente adaptáveis a qualquer clima e a qualquer contexto. A única coisa da qual eu não gosto é do termo nude em si. Atenção ao cheiro de naftalina. por exemplo. cujo uso . cinzas. que também quadra perfeitamente com o outono. das liquidações antecipadas. na verdade.é inevitável apontar . inveja. espartilhos discretos funcionam perfeitamente debaixo de blazers e jaquetas. Talvez as coisas mudem na primavera européia. que você pode adotar as lingeries. do deserto de Kalahari. Bobo. Tirando as estampinhas floridas e os tons de coral e pink apostas primaveris que a própria Eva já seguia lá no Paraíso -. Isso significa. Rendas são mais outonais que primaveris. Tons de areia. O circunspecto labutando-na-lavoura ou a versão mais romântica colhendo-morangos-silvestres-no-campo (de tamanco não) também estão com tudo. as tardes de sol são maravilhosas quando uma brisa fresca dá um leve tapa na sua cútis cada vez mais clara e as cigarras têm mais energia para cantar. Pense nas areias do deserto do Saara. A crise mundial é séria demais para levar a cabo propostas arriscadas. Para seguir essa tendência. de Jericoacoara. As rãs para saltitar. As marcas optaram por propostas neutras. Vivemos numa era nude. beges. Moda é contexto. e que toda a indústria da moda se uniu para salvar o histórico fracasso do hype nudista. Grumari ou Varadero. Areia é uma coisa tão outono. Dizem que as celebridades apostam por ele patrocinadas pelas marcas devido aos gigantes excedentes de tecidos.requer certa precaução se você ainda não cumpriu 80 primaveras. Acho que esses sujeitos dizem isso porque. Eu particularmente não implico com o nude. Todas as firmas estão morrendo de medo das prateleiras cheias. Meio metidinho.

E em roupas de bebê. então cuidado com a modelagem do seu short.* * da linha I'm not the original. Dessa vez. e um vestidinho gasoso fica tudo embaixo de um trench coat leve. woo-hoo! Tons pastel também estão em alta e podem ficar ótimos misturados com sabedoria aos tons mais outonais.108 De Chanel na Laje adaptados ao outono sulista. A tendência de tecidos vaporosos também se adapta perfeitamente ao outono tropical. muito mais necessária que frívola. E lembre-se do Gabriel. mas é moda mesmo assim. Se for em tom areia. você ca-ai. Resumidamente. Não se esqueça de que a exibição dos gominhos da bunda continua tendo um certo simbolismo de vulgaridade. E. opte pelos de cintura alta. Posted by dechanelnalaje at 07:10PM () .quase . desempine esse nariz. finja que tons pastel só são usados em marshmallows cheios de goma e de química. embora nunca tenha tido um. mas também é necessária.com florzinhas no vaso e não na roupa . Um bom outono para todas vocês e uma ótima primavera . Dessa vez. para o delírio das nossas retinas. E lembre-se da lição que nos deixou Karlinho Lagerfeld: dá para ser bicho-grilo-ecoexigente-reciclável-bio-orgânico sem perder o gramour. se parar.para mim.finalizar. claro. deixe as roupas de ciclista para quando você for andar de bicicleta. o pensador: viver é como andar de bicicleta. Finja que aquele modelo petate-bandoleira Louis Vuitton nunca existiu. O mesmo digo para roupitchas de jogar tênis ou golf. Se você não curte. eu acho que roupas de cintura alta com um bom corte dão um ar bem elegante. embora o código monárquico. Pessoalmente. Eles também existem. em palavras da Carol Herrera: a moda às vezes é frívola. proíba o seu uso pelas meninas de sangue azul (muito sério). vamos falar dessa onda de esporte-futurista. Uma boa idéia é pegar as calças de cintura alta que a sua mãe usou nos anos 80 e adaptar. Tamancos são divertidos. Perceberam que os frufrus também estão aí? Ignore os frufrus primaveris e adote os outonais. É que eu acho que eles combinam mais com a Bécassine ou com um holandês produtor de queijos esburacados do que comigo. por exemplo. Moda em tempo de vacas magras é isso aí. para . Anna Wintour. eu adoro. Bem.

.. 2010 . Friday. March 19.De Chanel na Laje 109 andy warhol e os seus passeios pelo mundo da moda + um par de coisa.

ausente.110 De Chanel na Laje E mais algumas coisinhas aleatórias.mais ou menos . Farei uma pequena viagem e estarei . Beijos! . além do meu desejo de um final de semana perfeito para tod@s.

Apenas gostaria de dizer que se você tem uma. Em nome da democracia e da diversidade de opinião. críticos e pé-no-chão? . eu entendo perfeitamente que você queira defender o seu. Posted by dechanelnalaje at 04:56PM () resultado da enquete: você usaria a birkin fake de moletom? Friday.De Chanel na Laje 111 Fotos daqui.60% dos votantes não usariam a bendita bolsa nem que a ganhassem de graça! Rá.23% até que usariam . não falei que os leitores deste blog são inteligentes.daqui.ufa! . não se importam. divulga o produto ou tem interesses financeiros na venda do mesmo. daqui. daqui. March 19. . daqui. daqui. portanto não vou massacrá-los. já declarou publicamente a sua admiração por ela. daqui.. daqui e . está na "fila de espera fake". daqui.. daqui. daqui. 2010 Aliviada pelo fato de não ter sido desmoralizada por essa enquete e um pouco mais confiante no futuro da humanidade.mas só se a recebessem de grátis .ou então simplesmente.17% disseram que logicamente a usariam. As baixarias que três cidadãos escreveram na opção de resposta aberta simplesmente . comentarei o resultado: . Esse grupo representa a minoria dos votantes.

me parece um golpe de marketing bastante bobo e sem cabimento. utilizando-se de materiais de quinta categoria. Sim. Só preferia que essas mesmas pessoas tivessem ao menos tentado contra-argumentar com fundamentos racionais. Enfim. lista de espera. me daria muita preguiça ler que a falsificação oportunista de uma bolsa. que eu achava melhor ir meditar e ouvir mantras para relaxar e transcender do que ir ao banheiro para liberar litros de vômito verde fluorescente. sutil e vaga hipótese da possível existência de uma birkin de moletom já me causava uma repugnância tão imensa. Posted by dechanelnalaje at 04:55PM () alguém me diz que esse lixo é ilusão de ótica. E quanto à pirataria. então tudo bem. 2010 Sei que a notícia já é meio velha em termos internéticos. repito: é crime. neste caso. coisa que alguns membros da sociedade civil conseguem ter a ousadia de aplaudir. Além do mais. o resultado da enquete me faz ter a esperança de que. por motivos óbvios. "foi uma idéia original e divertida". até se justificaria. porque só a leve. mas eu sei que isso seria uma missão impossível. mas eu confesso que apenas hoje tive coragem de comprovar a veracidade desse boato. por falar nisso. March 18. o Brasil é um país onde impera o "você sabe com quem está falando?" e a lei não funciona da mesma maneira para todos. Pela impunidade. Se a bolsa fosse feita de crocodilo rosa-queimado em extinção habitante dos mangues termais da Tanzânia. se houvesse uma lista de espera dos que não querem a birkin de moletom. esta seria bem maior que a dos que desejam uma.112 De Chanel na Laje ignorei. . por favor?! Thursday. Simplesmente porque crime é crime e ponto final. E. E essas bolsinhas fake não são feitas artesanalmente como as Birkin originais. Porém. Alguma desculpa para a fila de espera? Será que estão tendo problemas judiciais com o grupo Lacoste? *hohoho* Obrigada a todos os que participaram da enquete e comentaram no post. Infelizmente. eu só lamento. moletom é um material que pelo que eu saiba não está em falta.

um pequeno adendo: a bolsa faz parte da singular e criativíssima coleção "I'm not the original". sem balas perdidas. por favor. Quase um salário mínimo por uma bolsa de moletom com bordinhas desfiadas? Tenham santa paciência. Também podemos ler no site que "suas diversas linhas de produtos vão apresentar novidades para os consumidores em uma frequência inédita no mercado brasileiro". mas isso já é ignorar qualquer referência lógica de preços. alienados. . A direção agradece. sem empresários e políticos corruptos e sem tanta injustiça social. Esse tipo de coisa me faz perder a fé na humanidade. É. né? Porque se ter atitude e personalidade passa por usar produtos fabricados de forma ilegal. Ui. mafiosos. meus sais! Eu sempre achei que ninguém precisa de uma birkin para ser feliz. muambeiros. bicheiros. já aviso) 6) todas as bolsas foram queimadas para ajudar a poluir um pouco mais o planeta Que a Daslu é reduto de contrabandistas. horrendos.De Chanel na Laje 113 Eu realmente gostaria que alguma alma caridosa deixasse um comentário me dizendo que: 1) de fato esse lixo é uma ilusão de ótica 2) a tal bolsa não passa de uma estratégia para queimar ainda mais o filme da Daslu (se é que isso é possível) 3) isso foi mais uma pegadinha do Faustão 4) o Grupo Lacoste já botou os responsáveis pela palhaçada atrás das grades 5) os donos da "marca" já pegaram um avião para o Sudão e só voltarão quando todo mundo tiver esquecido o mico (e eu não vou esquecer. mas brilha perfeitamente como uma suculenta cereja nesse bolo podre. sem citar que são cafonas. que até dói. claro deve dar aos termos atitude e personalidade. Tudo bem que a nossa moeda não vale muito no mercado internacional de divisas. esse povo tem graves problemas com o vocabulário lusitano. personalidade e versatilidade em tudo que faz e usa". esse objeto horroroso e esteticamente grosseiro está sendo fabricada pela marca 284. poque novidades e inédito são algumas das palavras que eles jamais poderiam aplicar a esse bando de réplicas vulgares e baratas que eles estão escarrando fazendo. Acabo de dar gargalhadas homéricas ao ler no site deles que a marca se dirige "ao público jovem urbano que busca atitude. que título original. trambiqueiros. Tão original. eu prefiro que me classifiquem como alguém totalmente sem atitude e personalidade.se é que já consultaram algum. Me faz perder a esperança de que o Brasil um dia vai poder ser um lugar realmente digno e decente para viver. Agora. de mau gosto e provavelmente fedorentos. sonegadores de impostos e outras espécies asquerosas que representam o pior da fauna e da flora brasileira. sem carros blindados. políticos. me faltam as palavras adequadas. E o pior é que os fofoletes ainda acham que podem cobrar R$349. azedo e cheio de fungos! Para quem não sabe. Ah.00 por esse lixo de bolsa. já estamos carecas de saber. Uma birkin fake e de moletom não poderia cagalhofar mais ainda o lamentável quadro. "criada pela terceira geração da Daslu". barbies sem célebro. para descrever o que eu acho dessa bolsa birkin falsa de moletom. mal e porcamente falsificados. Eu não sei que definição o dicionário que eles usam .

dos bens públicos à Receita Federal.divulgam e compram esse tipo de produto. Enquanto esses oportunistas não levam a atividade empresarial a sério.sou eu a que tenho que tenho de encher os muros da minha casa de vidro cortante e gastar rios de dinheiro em alarmes. mesmo que não use o nome ou qualquer símbolo da marca. Ah. Enquanto algumas amebas retardadas . Felizmente. tem gente brincando com fogo. quem pode se dar ao luxo de ter uma Birkin de verdade não vai escorregar na banana comprando uma de moletão. Pena que provavelmente a Hermès não vá se meter com uns meros tupiniquins de má fama que estão se dando ao trabalho de fabricar bolsas torpes de moletom. alguma alienadinha comemora por não ter que pagar os impostos por um produto que comprou na internet em vez de exigir uma reforma tributária no país. críticas e sensíveis do que eu. Porque hoje eu não estou pacífica e tolerante. É. enquanto essa gente não trabalha duro para criar coisas originais. Está tudo interligado. tecnicamente. e adotam esse tipo de práticas que causam aversão. E se alguém me chamar de invejosa porque não compro na Daslu vai amanhecer com a boca cheia de sarna.contando com todas as ferramentas que lhes permitem exigir mais qualidade .dos consumidores ao mercado. sou eu a que tenho de lidar com gente que não sabe nem escrever direito e com crianças que me pedem esmolas. e portanto devem entender perfeitamente o que eu estou sentindo.diretamente. afinal. E tampouco representa concorrência para a marca. mas que me recomendou fortemente que compartilhasse a informação com vocês: efetivamente. Meo Deos. Nessas horas eu juro que sinto vergonha de ser brasileira. Isso significa que qualquer empresa que fabrique bolsas que reproduzam as características e medidas registradas é. E com gente que não cede o banco a idosos e a grávidas. meus caros. E com a escassez de livrarias no país. passível de ser processada e condenada por fraude. meus caros.aprovam e sustentam esse tipo de comércio? E não me chamem de louca por ver um produto tosco desses e não pensar no futuro do país e em questões políticas e sociais que me afetam . da sanidade empresarial à prática de preços justos . a Hermès tem os direitos de propriedade sobre o modelo Birkin. gerando riqueza e empregos.114 De Chanel na Laje O nojo é tanto que eu me sinto pior que a barata da Metamorfose.e me ferram . . outros furam fila e escarram no chão. não. Eu pergunto: qual o futuro de um país com jovens empresários dessa estirpe? O que podemos esperar de um país no que os consumidores que poderiam atuar como formadores de opinião .privilegiadas por terem mais dinheiro que a média .. isso queima muito mais o filme de quem fabrica e usa do que da própria Hermès.. Enquanto esses filhinhos de papai retardados continuam desrespeitando tudo . Ao mesmo tempo. se alguém me disser que eu estou promovendo a bolsa porque "qualquer publicidade é boa publicidade" também. as pessoas que têm lido este blog são mais inteligentes. Pequenas atualizações: Acabei de receber um email muito interessante de uma advogada que prefere não se identificar. néam? Também acabo de ser informada que a lista de espera para a bolsa de moletom é enorme. afinal.

sou nariguda e com olfato de enófila. Sério. sempre fico meio enjoada quando entro lá. Talvez todo mundo esteja conformado com o fato de que a H&M faz roupa para ser usada. E. duas adolescentes se aproximaram e começaram a brincar entre elas: essa coleção está com 50% de desconto há dias e. duas vezes mesmo. empurra. Essas são as regras. E voilà! Eu sou um pouco suspeita para falar. acho que as roupas geralmente são mal modeladas. Porém. 2010 Um dia desses. March 17. O jogo funciona assim. ninguém compra. penso que pouquíssimas vezes os produtos têm uma relação qualidade-preço aceitável. com corte e caimento feios.e muito . mesmo que eles dessem de graça. além de embolar e jogar as roupas por aí. para completar. Em terceiro lugar. por que as pessoas se surpreendem tanto? Basta que uma coleção seja formulada por um estilista famoso para que automaticamente a coisa seja diferente? Deveria ser assim. porque não gosto nem um pouco da H&M. Em primeiro lugar. não é assim que a banda toca. Enquanto dava uma xeretada básica. eu não acho a H&M tããããão barata assim.De Chanel na Laje 115 [polldaddy poll=2918670] Posted by dechanelnalaje at 04:07PM () eu não sonharia tanto com a abertura da h&m no brasil Wednesday. olfato para pechinchas e . É.amiga de olho bom. rodava por uma H&M da vida quando percebi que havia duas araras inteiras de roupitchas da Soneca Rykiel encalhadas. da costura e do acabamento deixa . no máximo. pensando que eu ia comprar algum exemplar. acho que. Em segundo lugar. e a qualidade dos tecidos. dizendo que um dos casacos serviria no máximo como tapete de banheiro. Os estilistas até poderiam exigir uma maior qualidade nas roupas ou sapatos assinados por eles. porque acho que todas as lojas fedem a uma mistura nauseabunda de plástico e poliéster. Claro que nada disso impede que você . as lojas geralmente estão abarrotadas de gente que acotovela. chão incluído . isso independe do país em que se esteja. duas amigas na faixa dos 30 também começaram a criticar as roupas.pela minha experiência. se praticamente todas as roupas que a H&M vende são de péssima qualidade. ninguém ia querer. Uns minutos depois. ainda assim.a desejar. grita. E eu juro que todas elas me deram aquela olhadinha básica de rabo-de-olho. E eu pensava cá com os meus botões: ora. não posso evitar.

meias. E. Já a H&M vai mais na onda das tendências e a clientela é mais jovem. que muda de acordo com o mercado. acho que não contribuiria em nada. por exemplo. em termos de democratização e ampliação real da oferta. o problema é seu e eu não tenho nada a ver com isso. No entanto. em alguns países árabes e em alguns poucos asiáticos superconsumistas. diria que o primeiro país latino-americano onde a H&M entraria seria o México. Talvez haja países em que as duas cadeias compitam na mesma linha. de certa forma.90€. não podemos adivinhar até que ponto a H&M ajudaria a democratizar o acesso à moda no Brasil. Generalizando. néam? Por isso eu digo "não. se tivesse que chutar. #minhaopinião. Posted by dechanelnalaje at 02:17PM () . O que eu não sei é até que ponto a entrada no Brasil seria rentável para eles. cuecas e é frequentada por pessoas mais velhas. Apenas acho justo que você tenha essa opção e não precise se endividar para seguir as tendências. o que não se justifica apenas pelos impostos bárbaros como também pelo volume comparativamente bem inferior de vendas. por exemplo. Aqui onde moro. Certa vez. Preconceito bem típico brasileiro: desvalorizar o que está dentro e supervalorizar o que está fora. talento e tempo para esse tipo de caça ao tesouro. Que bobeira. a C&A é vista como uma loja para comprar roupas básicas e de trabalho. eles podem manter o status de loja acessível e barata. mais o ICMS e a forte carga tributária trabalhista. ora! Além do mais. para muita gente no Brasil. obrigada". Países onde o poder aquisitivo da classe média é bem superior ao do Brasil. entrar no Brasil foi interessante. acho que o maior ponto positivo desse tipo de cadeia é facilitar o acesso a roupas que você só tem interesse em usar poucas vezes. deixando essas considerações de lado. mas eles só conseguem se manter no país cobrando preços muito superiores aos cobrados. convertendo os preços e somando os 60% de imposto de importação. outra coisa que li e achei ridícula é que. no Canadá. e a única peça interessante que lá comprei até hoje foi uma saia linda para a minha mãe. se aberta no Brasil. sem nem pensar se você gostou dela ou não. já que a cadeia só está presente nos EUA. Paguei 5€ e a saia custava originalmente 49. sem ativar a parte crítica do cérebro. muito pelo contrário. seria uma loja extremamente cara. Só que também existe o fator do posicionamento da marca. por mais que eu não goste da H&M. Coisa que nunca chegou a ser oficialmente uma hipótese e que eu acho altamente improvável.116 De Chanel na Laje paciência para explorar araras e pilhas de roupas . Acho que é pensando nisso que muita gente sonha com a abertura da H&M no Brasil. li num blog brasileiro cujo nome não lembro que muita gente no Brasil tem preconceito com a holandesa C&A mas sonha com a abertura da sueca H&M. Para a Zara. né? Infelizmente. Classifico esse fenômeno como sorte e não como "ah. Ah. de algodão orgânico. pijamas. e onde. Se você é vítima da moda e quer usar tal coisa só porque está em voga. eu diria que a qualidade das roupas da C&A é relativamente superior à das roupas da H&M. não sei. Aumentaria as opções para o consumidor. sim. Particularmente. né? *náuseas* Enfim. Uma loja mais de roupa cara e de qualidade duvidosa para a nossa coleção. Bem. nos países europeus. Comparando. na Europa. Porque eu não faço. um trapinho H&M é apenas uma etiqueta que diz "eu viajei para o exterior". que estava perdida no meio de um monte de suéteres cheios de bolinhas na área de ofertas. a H&M é ótima. claro.encontre pecinhas legais por lá. acho que não ajudaria. a H&M. eu sou do time dos que têm pouca paciência. sempre dá para fazer uns achados por lá".

Só que o Marquinho não contava com a extrema banalização popularização do tal espelhinho. cada espelhinho desses deve ter custado. sim. Acho que.e a imagem . Não ousem tocar no tema ou conhecerão o poder da fúria! Tatus Chanel É. Porém. o Marquinho até que ficou contentíssimo com esse produto meigo. foi até divertido.10 na China. além de feias. representam uma idolatria tão vulgar e mundana a uma marca que quer manter a pose. todo-omundo-o-mundo-todo tem esse espelhinho. fora da passarela e da Côte-D'Azur. pintando os corpitchos das modelos. consequência do preço baixíssimo e da enxurrada de falsificações. a Chanel já entendeu que tatuagens temporárias só funcionam como brinde de chiclete e surpresa do kinder ovo. as tais tatuagens não estão mais que banalizando e ridicularizando o logotipo . como eu. Com um preço de venda rondando os US$15. March 16. já imaginou aqueles tatuadores de praia reproduzindo a "moda"? Eu . bregas e cafonas até dizer chega. néam? Vocês não imaginam como o Marquinho sofre de arrependimento. Afinal. 2010 Espelhinho Marc Jacobs Em termos de rentabilidade.da marca. Assim. que. Porque as tais tatus. Falar desse assunto com ele é quase um crime. eu duvido que o Karlinho não esteja se autoflagelando com objetos de tortura medieval todos os dias por ter permitido o lançamento desse produto. uns US$0. finalmente. calculem o lucro. a distância e o gramour. né? Você.De Chanel na Laje 117 #ooooops! #ô-ou! #fail Tuesday. no máximo. Porque lá na passarela. o Karlinho está se chicoteando por ter promovido essa adoração barata a um logo que quer ser tratado como uma entidade.

estavam esgotados. então pude comparar bem os preços. todos os rímeis estavam a 3€. Ontem. hohoho.. e o kiko? Tuesday. A primeira coisa que me chamou a atenção foi a ampla variedade de produtos. os blushes a 6. Os esmaltes não passavam de 3€ e os pincéis de cerdas naturais eram bem baratos também (não vi nenhum acima de 10€).50€ a 4€ (gama bem variada). apenas conhecia a loja de vista. diga-se de passagem]. Para vocês terem uma noção dos preços. pior do que eu pensei e o lucro continua considerável. 2010 Alguém conhece essa marca italiana de cosmética e maquiagem? Eu nunca tinha ouvido falar nada sobre.50€.. as sombras por volta de 3€ e os pós compactos a 7€. Ou seja. March 16. . entrei pela primeira vez na loja da marca que fica na Calle Fuencarral [Madrid]. e os precinhos bem camaradas da maioria das coisas. e dei uma bisbilhotada básica. Eu tinha acabado de sair da MAC [marca da qual não sou nada fã. Havia um blush idêntico ao Super Orgasm da Nars por um quarto do preço.118 De Chanel na Laje fiquei com medo. e acho que isso também me ajudou a me surpreender com os preços da Kiko. claro. E eles também lançam edições limitadas e kits. inclusive. Vi muita gente comprando os pós compactos. hahaha! Não é só porque sou chanólatra anônima que tenho que curtir. Posted by dechanelnalaje at 04:16PM () kiko make up milano. Todos os tons famosinhos e em alta estavam presentes. deu para ver deu para ver que eles têm uma pigmentação muito boa e uma variedade de tons considerável. Alguns tons. vade retro! Atualização: #ooooops! #fail meu: O espelhinho (edição nova com um raio preto no meio) custa US$5 e não US$15. Pelos produtinhos que testei in loco . as sombras e os blushes. me lembro dos seguintes: os batons iam de 2.

muitas vezes acabamos supervalorizando certos produtos de boa qualidade. grandona. confortável para testar os produtos. ai. Porém. né? Fico pasma.De Chanel na Laje 119 As embalagens não têm nada de especial. mas eu só pago se quiser. claro. quando conheço marcas assim.. não deixam nada a desejar comparadas com as da MAC. em primeiro lugar. e esses rios de impostos absurdos e sem fim! No final das contas. Tanto que eu não tive paciência de ficar muito tempo lá dentro. Nem passou pela minha cabeça encarar a enorme fila para comprar algum produtinho. ora! :-P Ai. enquanto a MAC estava literalmente às moscas. Ei. por exemplo. perdi a paciência. por falar em MAC. já falei neste post aqui que sou altamente partidária de produtos de maquiagem bons e baratos. E vivam os nossos empresários pouco competitivos. então não posso fundamentar a minha opinião. Porém. e percebi que.. né? Quem se importa? Posted by dechanelnalaje at 02:38PM () . a Kiko estava b-o-m-b-a-n-d-o. detalhe: passei três vezes por essa rua ontem. você pode até cobrar um valor megalomaníaco. E. As embalagens das edições especiais são mais bonitinhas. Eu ainda não tenho nenhum produto da marca. Porque a gente preza. Bom. a qualidade. a gente aceita. amigo: não é só porque você fabrica um produto de qualidade que eu devo aceitar que você tenha um lucro de 20000% com ele. néam? Quer dizer. quem se ferra é o consumidor mesmo. Funcionais e sem-graça. iluminada. incompetentes e descomprometidos. acabo de ler opiniões bem positivas sobre a qualidade dos produtos. os nossos governos corruptos. Só que infelizmente. quero dizer. Depois de levar a 489ª cotovelada. comprovo que a indústria da moda no Brasil está tãããooooo pouco democratizada. A loja em si também me pareceu bem legal. quando os produtos são bons e baratos. sobredimensionando a própria noção de qualidade e permitindo que as empresas que os vendem superfaturem às nossas custas.

tentava decifrar o significado do seu broche e a quem a mensagem se dirigia. o grande inimigo do Estado americano naquele momento. os broches de Madeleine passaram a ter grande significação: "usados como símbolo no momento correto. . 2010 Uma campanha de chanel na laje. 2010 Madeleine Albright. foi a primeira mulher a ocupar o supercargo de Secretária de Estado dos EUA.: vejam a entrevista que eu dei pro Robert do Modices (@mexicanabebada). colega! Tuesday. declarou publicamente que Madeleine era "uma víbora como nenhuma outra". disse a dama dos broches. os broches podem dar certa pressão ou certa doçura a uma negociação". misturando tailleurs grifados.120 De Chanel na Laje diz aí. cada vez que via Madeleine. Saddam Hussein. Foi então que Madeleine teve a brilhante e original idéia de passar a usar um broche de serpente cada vez que se reunia com um representante do governo do Iraque. também conhecida como Caixa de Jóias Ambulante. #meachandoachique #meus5minutosdefama Posted by dechanelnalaje at 01:24AM () Madeleine Albright e a diplomacia do broche Friday. Tudo começou quando a excêntrica e competente senhora servia como Embaixadora dos EUA na ONU. durante o primeiro mandato do Bill. jóias de alta gama. Beijos! Obs. March 12. E a coisa fazia efeito. já que foi responsável por criar uma nova linguagem diplomática. March 16. política e relações internacionais. Em certa ocasião. A partir desse momento. Vladimir Putin declarou que. Pode-se dizer que Madeleine lançou a diplomacia-fashion.

notas musicais e borboletas. como sóis. marimbondos e águias. que já foi exposta no Museum of Arts and Design de NY. cobras. estrelas.De Chanel na Laje 121 A sua coleção de broches preciosos. é repleta de objetos medonhos e/ou ameaçadores como aranhas. mas também contém exemplares mais positivos. .

122 De Chanel na Laje .

Mas isso não é o que me importa. amor. a gente adora. continuaremos na luta. Wonder's é uma marca espanhola que fabrica sapatos coloridos e divertidos. daqui e daqui. eu só consigo pensar na criatura que teve a idéia de por uma modelo em cima de uma gorda. espanholidade e tortillas de patatas são coisas que. nem entrando no mérito da atuação profissional de Madeleine. mulheres. calórica e suculenta tortilla de patatas (omelete de batatas.absolutamente tudo . que seguem mais ou menos o mesmo estilinho da compatriota Campers. sapatos.. néam? Foto daqui.e a ousadia .feminina! :) Gostaria de esclarecer que não estou defendendo a política exterior americana.. né? Mesmo assim.Um broche com o dedo do meio levantado para esse mundo (ainda) machista. Mas os machos não querem largar o osso. O que elogio e admiro são os toques femininos na política e na diplomacia.De Chanel na Laje 123 E depois tem gente que pensa que nós. assim. Se quiserem ver mais broches. Agora eles querem convencer o mundo de que não fabricam na China e que os seus produtos são de pura cepa nacional. 2010 Folheava a minha Neo2 deste mês quando me deparei com essa curiosíssima campanha nacionalista da Wonder's para a nova coleção: made with love in Spain. temos que fazer tudo . cliquem e divirtam-se! Posted by dechanelnalaje at 10:18PM () das campanhas bizarras que a gente acaba adorando Friday. Não nos renderemos. Quero dizer a essa pessoa que a idéia foi genial: sandálias vermelhas.. em bom português) com a intenção de vender. .. Eu sempre achei que o mundo está precisando urgentemente de uma mão feminina. que não podemos dar as nossas pitadas de feminilidade aqui e ali. Viva a originilidade . As fotos são daqui. que temos que ser machos de voz fina. March 12.igual aos homens.

Para você e para todos os humanos. É claro que eu sei que tem muita gente má. ou se todo o mundo vai perceber que você achou a pergunta idiota. 8) Os elogios que os seus leitores escrevem para você não significam que você é o máximo e. maquiagem e comportamento. Ou então você é tudo isso mesmo. nojenta.acredite . Muitas são destrutivas e só querem te deixar para baixo. e é lógico que eu sei que algumas pessoas de fato são invejosas. 5) Todo mundo ama os elogios .você estava precisando. esbanjadora. Mas a pergunta é: essas pessoas realmente merecem tanta atenção? Foi pensando sobre isso que eu escrevi essas. Ou simplesmente está se expondo demais.mas as críticas também são inevitáveis. tente entender os motivos dessas pessoas. Uma das características desse estrelismo é a total intolerância com comentários de pessoas . eles são obrigados a te darem esse feedback. assuma. Se não tem paciência para responder. esnobe.são um bom termômetro da imagem que você está passando. 6) Aprenda a responder às perguntas dos seus leitores.anônimas ou não . Elogios.e só sendo muito hipócrita para negar . Só que não acho que o fato de que um leitor atue assim dê o direito ao blogueiro de se comportar de forma ainda pior. Não os trate como chatos e burros. Mas muitas podem conter toques ou dicas que . March 11. DICAS PARA AS BLOGUEIRAS DE MODA QUE QUEREM SUPERAR O SEU ESTRELISMO INFANTIL. 3) O nível dos comentários que você recebe . Dos leitores e dos comentários. Não defendo quem age assim. que só quer destruir em vez de construir. De repente. 2010 Se tem uma coisa que eu não entendo é o estrelismo de algumas meninas que têm blogs sobre moda. prefira o silêncio. portanto. É claro que eu não estou dizendo que as pessoas têm o direito de serem grosseiras e de saírem dizendo tudo que pensam sem se importarem com os sentimentos e com a honra dos demais. preconceituosa ou chata. Elogios vêm e vão com a mesma .que criticam algo que escreveram ou fizeram.124 De Chanel na Laje Posted by dechanelnalaje at 10:17PM () #coisas que não entendo: blogs de moda Thursday. Lembre-se que você precisa deles.incluindo os que você modera . Aprenda a lidar com eles e segure o ego. RIDÍCULO E DESNECESSÁRIO: 1) Valorize mais os seus leitores e os comentários que estes deixam no seu blog. 2) Aprenda a lidar com as críticas. são sinceros.. geralmente. 4) Se mais de cinco pessoas disseram que você é exibida. 7) "Procure na caixa de pesquisa" é uma resposta que geralmente soa bem antipática.. você tem um problema de comunicação e de expressão.

não faça draminha no twitter. 9) Quando alguém te criticar . 10) Não ameace de abandonar o seu blog. têm pereba. É uma decisão sua. Ninguém é obrigado a achar aquela calça que você roubou do seu namorado uma fofura. nem que seja de leve.ou no coração . Oprah Winfrey só há uma. 16) Se você não tem noções de colorimetria e de pigmentação e estrutura da pele. Você não é melhor do que ninguém. Você tem todo o direito de dar uma linda resposta e salvar a sua dignidade.e muito menos um poema . 12) Se trinta leitores te elogiaram num post e você não deu a mínima para eles. só para que os seus fiéis escudeiros te consolem e digam que as pessoas são más.De Chanel na Laje 125 facilidade. bem leve. 14) Lembre-se que você decidiu não ser anônima. Sem estardalhaço. fedem e são pobres. você vai se matar e pronto. ou se tem esse conhecimento mas te dá preguiça de responder a cada leitor. Ou então vire uma carente que dá pena e só quer se promover custe o que custar. 11) "Você me critica porque tem inveja de mim" é o argumento mais banalizado da blogosfera. Muita gente nota quando você come sardinha e arrota caviar. Assim como ninguém é obrigado a atuar como você. rancorosas. E alguém vai acabar te dizendo que não gostou. num outlet ou que ela é de três temporadas passadas. mas a sua educação tem que estar acima de tudo. minha gente. Já que vai gastar essa energia toda. Muita gente tem inveja. mas nem todo mundo padece desse mal.do ser que vê e não do ser que é visto. Ossos do ofício. e eu não vou negar isso. o seu orkut. o seu twitter. desista de publicar looks do dia: ninguém tem a obrigação de achar aquela sapatilha que destruiu o seu visual e te deixou com cara de duende linda. Isso é mentira. não diga que qualquer tom de maquiagem combina com qualquer tom de pele. e tal. não é só porque uma opinião ou inclusive uma crítica vieram de um anônimo que elas merecem ser desconsideradas ou ignoradas. 15) Se você não suporta receber uma crítica. Supere esse complexo. por causa das críticas que recebe. E o erro de outra pessoa não vai justificar o seu. Reflita sobre isso. 18) Não tenha vergonha de dizer que comprou certa roupa num brechó. Ninguém está te obrigando a se expor dessa forma. etc. Todo mundo vai perceber que o que você quer é que o povo te implore para não fazer isso. o seu formspring. sim. E manter o bom humor . chulé e narigão.mesmo que seja um stalker alucinado . 13) Nunca dedique um post . Você decidiu por o seu nome e publicar as suas fotos. Ou seja. 17) Você não é o máximo só porque segue apenas 100 pessoas no twitter e é seguido por 10 mil.aos que te criticam. 20) Não se leve tão a sério. invejosas. 19) Massagens no ego viciam. não dê toda essa atenção ao único zé-mané que te esculachou. Cuidado. Muitas vezes o mal está nos olhos . O dia em que você realmente quiser cometer suicídio virtual. gaste-a com aqueles que te dão força dia após dia e alimentam o seus momentos de protagonista.

sapatos são uma droga que causa dependência. mulher e homem. Um vício. Estafadores. . no cérebro feminino. vermelhão. O seu sapato também reflete a sua personalidade: diga-me como andas . sapatilha de bailarina. sobre os sapatos. Posted by dechanelnalaje at 08:41PM () sapato vermelho. vermelhaço.. sapato de Aladim.126 De Chanel na Laje ainda é uma atitude elegante. vermelhos? Sapatos vermelhos: filme inglês de culto. Ou seja. Um estudo recente. demonstrou que sapatos têm um alto poder viciante. Wednesday. vermelhante.e por onde pisas . mafiosos de categoria e malandros profissionais são famosos pelos seus sapatos lustrosos. March 10. Bush sentiu toda a raiva da humanidade através de um célebre lançamento de sapato.para mim uma entidade digna de culto. Sapatos como objeto de fetiche e de luxúria. conto de Christian Andersen e . pois refletem o status e a posição do seu dono... realizado nos EUA. E também simbolizam poder.. Lembre-se que Cinderela virou princesa graças a um sapatinho de cristal. E que a compra de um par de sapatos novos produz.e eu te direi quem és. 2010 Sapatos são objetos mágicos. então. Dizem os psicólogos que os sapatos simbolizam o sexo: um lado côncavo e um lado convexo. para o Centro de Estudos sobre Comportamento do Consumidor. E o que podemos dizer. vermelhusco. o mesmo efeito que um valium ou prozac. Sapato de bruxa.

De Chanel na Laje 127 Acho que tal Centro de Estudos tinha razão. Eram uns tênis náuticos . No começo me achava meio estranha. Demorei um pouco até ter coragem para estreá-los. . parecia que os meus pés berravam por atenção. Me apaixonei..de um vermelho-sanguinário que se podia avistar a uns 30km.. de distância. não demorei a descobrir que os benditos combinavam com quase tudo e que sempre davam uma graça no meu visual.. a necessidade de comprar a primeira bolsa vermelha.que eu uso até hoje . quer dizer. E o final vocês devem imaginar. Depois não diga que eu não avisei. Se você ainda não sucumbiu à tentação. pense duas vezes antes de adquirir os seus primeiros pares de sapatos da cor do rubi.. uma vivacidade incrível. uma levantada. O resto é história. Nunca me esquecerei dos meus primeiros sapatos vermelhos. No entanto. Daí veio o pretexto.

eu gosto de um drama mexicano. não sou dessa classe de viciados que gosta de levar os outros para o fundo do abismo comigo! Isso é tudo por hoje. Estou correndo o risco de entrar em fase de abstinência. melhor! . É.128 De Chanel na Laje Afinal. Esse post foi só para dizer que eu preciso de uma sandália vermelha. E quanto mais sanguinolento. Me desculpem por ter montadotodo esse drama só para dizer isso.

De Chanel na Laje

129

Posted by dechanelnalaje at 10:25PM ()

e já que estamos falando de gaultier...
Monday, March 08, 2010
Não podemos deixar de citar a notícia da temporada que está abalando as estruturas bancárias dos pobres mortais que ainda são súditos e não realeza. Ainda. Separem os lencinhos de papel e escutem com atenção: João Paulinho Gaultier criou uma linha de roupitchas low cost para a Target, uma loja de departamentos americana. E a venda dos produtos foi aberta ao respeitável público oficialmente ontem. Ai, menina, e você aí com esse preconceito bobo com as lojinhas tipo C&A... Os trapinhos vão de US$17,99 a US$200 no máximo. Delícia, não? Estes são os meus modelinhos preferidos (dentre os que ainda estão disponíveis - a jaqueta de couro e o trench coat logicamente já desapareceram):

Corram para lá e dêem uma olhada no resto! Eu já estou tentando adquirir os meus exemplares... pena que a página está lentíssima... normal, néam? Ai, eu amo essa moda de moda low cost!

130

De Chanel na Laje

ATUALIZAÇÃO: Depois de lutar com o site por um bom tempinho, consegui fazer a minha feliz compra! Pena que a Target só envia para os EUA. Sorte de quem tem alguém de confiança lá naquelas bandas. Não resisti e acabei comprando duas paletas do Napoleon Perdis, que também fez edições especiais para a marca. Acho que eu a Target acabamos de iniciar uma nova e linda história de amor. *suspiros* Posted by dechanelnalaje at 06:21PM ()

mas já que o assunto do dia é oscar e mais oscar e dá-lhe oscar...
Monday, March 08, 2010
E vestidos e atrizes e estilistas e jóias e maquiagens e fofocas e brincadeirinhas constrangedoras e sorrisos congelados e risadinhas forçadas e - eventualmente alguma discussão superficial sobre cinema... Acabei me lembrando de uma célebre declaração - como sempre, dolorosa de tão crua e sincera - do João Paulinho Gaultier:

Obviamente, o meu visual preferido foi o da Zoe Saldana, que desfilou no tapetinho vermelho patrocinada por Givenchy. Em época de crise econômica global, vacas magras, produções nudes, bocas rosadinhas e rosadonas, coques horrendos e visuais austeros e mesquinhos por todos os lados, os olhos da plebe agradecem. De coração.

De Chanel na Laje

131

Peraí... Jean Paul Gaultier... Givenchy... e essa babação de ouefs? Bem... eu souescolafrancesa-total, admito. O que posso fazer além de sentir muito pelos McCartneys, Westwoods e Wangs da vida? Desculpa aí, periferia! Não fiquem com rancor de mim, tá? Posted by dechanelnalaje at 05:34PM ()

este não é mais um post sobre o oscar 2010
Monday, March 08, 2010

Não, não e não . Este é um post sobre o Signé Chanel, um documentário bem interessante do Loïc Prigent, que mostra a concepção de um desfile de haute couture da nossa querida, amada e afamada firma francesa cujo logotipo transforma em ouro tudo aquilo que toca.

2010 .132 De Chanel na Laje Não digo isso só porque sou viciada assumida e inclusive me trato no Chanólatras Anônimos há anos. March 07.. Ou iniciantes. Ou então. ou se já conhece o trabalho e quer revê-lo. não estranhem o fato de que o ritmo do mesmo seja. né? :) Se você se interessou. Posted by dechanelnalaje at 03:55PM () como transformar o seu all star num louboutin básico Sunday.. digamos assim. Para iniciados. francês. tá? Como bom documentário francês sobre moda. é só clicar na capinha acima e comprá-lo na amazon. basta que continue lendo este post.. bem..

sim . quando assediava as velhinhas parisienses implorando-as que comprassem um dos seus . elegância. absolutamente nunca. pelo menos. Me explico: você pode até dizer que o Loubi é desenhista de sapatos. é com grande prazer que anuncio que. também conhecido como Loubi pelos mais chegados e aconchegados.ou nem tão amantes . já que Loubi deixou a sua fase de zé-ninguém para trás.. estilista de sapatos. Não. ou inclusive shoemaker. se você tem o sapato sem gramour e vive sonhando com o dia em que puder desfilar com uma obra cheia de charme e encanto. os seus problemas acabaram! Com as solas vermelhas Tabajara. Isso.naquela época.De Chanel na Laje 133 Christian Louboutin. requinte e gramour. você pode transformar o seu velho e surrado All Star . Loubi não faz sapatos..sapatos.da moda. footwear designer. deve se referir a uma das suas criações como. bem lá no passado. elegância.. sapatos. é o que se diz agora. Loubi executa obras de arte. minha cara amiga. é o megafamoso desenhador de sapatos francês cujas obras hoje figuram na listinha de desejos de dez entre dez amantes . Hoje toda e qualquer obra Louboutin com a sua indefectível sola vermelhona é sinônimo de luxo.. mas nunca. requinte e gramour? Então. E qual é a categoria de sapatos que reflete justamente o contrário de luxo.

no dia em que você quiser gastar um dinheirinho extra na compra de uma fabulosa obra Louboutin. com uma birkin pendurada no meu braço. eu seria é infeliz. dizer que não preciso de uma birkin para ser feliz soa altamente eufemístico. isso é quase verdade. se estiver nos seus planos viajar para a Europa. seguirei procurando) e tem uma imagem a zelar. No meu caso. o que posso dizer?. E homogeneização não é uma coisa legal. Bem. Para dizer a verdade.. e desfile nas terras do velho continente com muito mais gramour . Posted by dechanelnalaje at 09:21PM () quinta lição: você não precisa de uma birkin para ser feliz Saturday. ah.134 De Chanel na Laje num magnífico Louboutin! Por US$10 (gastos de frete incluídos) este vendedor do Ebay é praticamente o seu Loubi particular. As colega vai ficar tudo com inveja. O que essas pessoas se esqueceram de dizer é que não existe um acessório capaz de homogeneizar qualquer visual tão bem como uma Birkin. este site tem preços incríveis. Os amantes dessa bolsa a idolatram porque dizem ser um modelo que combina bem com qualquer roupa e/ou estilo.e fotos para a posteridade ou para o seu blog. mas. 2010 E quem lhe disse isso é um(a) infeliz. E tenho dito. que banca o fashionista (ainda não encontrei uma palavra mais ridícula do que essa. alugue o seu par de Louboutins aqui. né? Agora. ***era uma ironia*** E. March 06. . e ir à padaria com muito mais estilo. com esses precinhos. Só não sei se são autênticos. Ideal para quebrar o galho no dia a dia.. néam? Principalmente para você.

assim.. Agora. mais conhecida como Posh Spice Girl? Claro que não. por favor. público? Oi. Vocês sabem que a Hermès anda passando por uma crise de identidade profunda. Deu para ver na última liquidação aberta ao público que fizeram uns meses atrás. Então. sabem? Por muito que eu tente entender o fascínio exercido por esse modelinho da Hermés. logo sou poderosa. mas a gente tenta entender o zé-povinho. A funcionária pública das bolsas. ou voltamos a nos fechar no nosso castelo de marfim? Parece que a Hermès seguiu a primeira opção. e inclusive damos alguns de presente para ela. Redundante. quadrada demais. inquestionável demais. eu é que não uso uma bolsa promovida pela Victoria Beckham.De Chanel na Laje 135 Na minha cabeça. Uma mentalidade um tanto pequena-burguesia-provinciana. a firma se encontra naquele impasse: deixamos a Vic desfilar com os nossos modelinhos. Hermès. clássica demais. Obrigada! . né? Então. a única conclusão à que chego é a seguinte: se a Birkin fosse barata. Porque a Birkin é uma coisa. basta que a colega se pendure numa Birkin para que ganhe automaticamente aquele ar burocratizado robótico homogêneo entediante. Eu.. já que isso praticamente fez ressurgir o fascínio da plebe pela Birkin. CURIOSIDADE: Esse é quase um segredo de Estado. obviamente não seria tão badalada. Mas dá para entender a mentalidade emergente: eu carrego um carro no meu braço. canônica demais. é você? Agora vamos usar a cacholinha: vocês estão carecas como a Naomi de saber que a Hermès é a casa de luxo que guarda o melhor e o pior do requinte francês. Liquidação aberta ao. porque dinheiro é bom e a gente gosta. hein?! Parem o mundo. vocês realmente acham que combina com a maison ter uma garota-propaganda como a suburbana emergente inglesa Victoria Beckham. que eu quero descer.

Não pelo medo respeito aos controles alcóolicos. ela me aparece com uma bolsa Louis Vuitton de quase R$5 mil. Fui obrigada a dar uma bronca nela! A tal bolsa custava mais que o próprio carro! Porque ela não usou o dinheiro da bolsa para comprar um carro melhor? Deprimente. Pagando os impostos direitinho. ela só saía à noite de táxi. e você realmente ama esse modeluco. Se o seu único patrimônio é um apê em Ipanema Copacabana. Inclusive. Bah. querida.136 De Chanel na Laje VOCÊ ATÉ PODE USAR UMA BIRKIN SE. a bolsa sairia a uns R$20 mil. né? Eu sei que cada um pode fazer o que quiser com o seu dinheiro. se dinheiro realmente é uma coisa que anda sobrando nas suas contas bancárias. entre na lista de espera de alguma edição especial. OUTRAS COISAS QUE VOCÊ PODE FAZER NO LUGAR DE COMPRAR UMA BIRKIN: Vamos começar por uma Birkin baratinha. esse é um mico que todo mundo percebe.. Não necessariamente riiiicaaaaaaaaaaa. Com esse dinheiro você poderia comprar: . Desde que não o faça porque foi inspirada pela Vic. Vou ilustrar. compre a(s) sua(s) Birkin(s) e seja feliz. mas não desenhar: tenho uma amiga que vivia reclamando do seu fiat uno. de US$6 mil. e sim pela vergonha que sentia da máquina. Acredite em mim.. Então. que vale R$600 mil. já que você é uma cidadã exemplar. continuando. numa dessas. Até o seu porteiro. Você realmente gostar delas + se você for rica. vai ficar meio desproporcional você ter uma bolsa de quase R$100 mil. amiga. Agora. mas isso para mim passa o limite da palhaçada. Bom. mas a bolsa tem que ser proporcional à sua realidade financeira. Ou porque alguma it-brogueira de algum it-brog disse que você deveria ter uma. Ela tinha vergonha do seu modesto carrinho e o estacionava a quilômetros de distância dos lugares que frequentava.

Lembre-se: uma birkin não é para quem pode. Thursday..De Chanel na Laje 137 Compensa muito mais. mas acho melhor deixar para outro post. 2010 . a sua cultura e o seu conhecimento de mundo não têm preço. Posted by dechanelnalaje at 06:46PM () da série "as fotos que a indústria cosmética adoraria que você nunc.. não é mesmo? Porque você pode ter uma bolsa que custou os olhos da cara. mas as suas viagens. é para quem quer. Porque hoje é sábado. Eu ia dizer o que você pode fazer com uma birkin nude como esta. March 04. obrigada. Simples assim. E eu não quero não.

na sua próxima turnê Monster Ball. .e poucas . Dizem as boas .138 De Chanel na Laje Estaria Naomi Campbell ficando careca? Essa foto foi tirada há quase dois anos. Seriam consequências da genética? Seria uma doença dermatológica? Seriam efeitos colaterais dos famosos produtinhos químicos que alisam e relaxam os cabelos? Posted by dechanelnalaje at 08:56PM () armani vestirá a lady gagá na próxima turnê Tuesday. onde se submete a tratamentos para calvície.línguas que a espevitada modelo está gastando rios de euros numa clínica alemã. 2010 Pois sim. linda e esplêndida.também conhecido como O Eternizador do Terninho ou simplesmente Armaninho Terninho .vai desenhar as fantasias roupas que a Lady Gagá vestirá. o nosso querido e charmosão Armaninho . minhas senhoras. March 02.

De Chanel na Laje 139 Post dedicado aos que pensam que o submundinho da moda já não oferece surpresas. 2010 Se quiserem comprar alguma dessas lindezas da Diesel. coco chanel? por quê? Tuesday. Posted by dechanelnalaje at 08:56PM () por quê. Anna Wintour. March 02. eu sou fã do Armaninho. E teve gente por aí dizendo que a Era Armani já havia terminado. Com o código promocional BESTUPID (sério) você não paga os gastos de frete. tome essa!E vá lá chorar nos ombros da Siennita Miller. tá? Mais detalhes na Vogue Paris. cliquem aqui. Eu complementaria a produção de qualquer uma dessas calças com esta bailarina da Melissa supercutecute: Que você pode comprar aqui. Passear com um animalzinho tão querido como uma ratazana no pé é ou não é o sonho de qualquer garota com estilo? . vá! Gentem.

que querem ser como ela quando crescerem. Demorei um pouco. etc. Aqui na minha laje. March 02. que é INSPIRAÇÃO. Por favor. né? Exemplo: uma menina que cultiva o seu lado mais patricinha de ser e é altamente fútil. é realidade mesmo. Fico bolada como tem gente sem amor próprio. 2010 Respeitável público.140 De Chanel na Laje Posted by dechanelnalaje at 08:05PM () segundo depoimento: "menina estressada" Tuesday. Gostei muito de ler o depoimento que vc publicou da outra menina e me deu vontade de te mandar o meu. que é EXEMPLO. o meu nem chega a ser um depoimento depoimento. E eu que não suporto a tal menina nem o tal blog. Menina estressada. Claro que você pode falar o que você quiser e bem entender. além de burra (sabe gente que escreve bege com J?). Na verdade. sabe? O que eu queria dizer mesmo é que vc tá muito certa de dizer que a leitura de "certos" blogs de moda podem fazer muito mal à saúde mental de muita gente. Num país como o Brasil. É. Muito obrigada por ter enviado o seu depoimento. eu questiono até que ponto essa exibição de bens materiais é ética. sejamos realistas. com tanta desigualdade social. e um monte de retardadas escrevem na maior cara dura que sentem INVEJA dela. de vez em quando me sinto "obrigada" a ver o que tá rolando por lá (especialmente os comentários). Na boa. depois de alguns dias. eu tenho uma veia masoquista. que ela é DIVA. sempre. deixo o seguinte recado para quem quiser enviar depoimentos para o blog: a não ser que você diga expressamente que posso publicar o seu nome. aproveitando o embalo. Não é só porque Fulana tem um pouco mais de grana que já é diva e luxo e poder e sedução. adotarei os habituais apelidos. publico o depoimento que a "menina estressada" enviou para o blog. #defacto Querida de chanel na laje: Em primeiro lugar gostaria de te dar parabéns pelo blog. tem gente que começa a acreditar que se não tiver um batom de R$69 da MAC não vai ser . Acho que o povo tem que ser mais crítico quando lê as coisas. Putz. Finalmente. pois precisava confirmar se ela queria que eu pusesse o nome dela ou não. isso me deixa muito irritada. tem um blog onde ela exibe as suas roupinhas de marca. Tive plena consciência disso ao ler o depoimento que vc publicou e também ao ler os comentários que algumas garotas fazem em certos blogs mais "afetadinhos". Então. liberdade de expressão não é só retórica jurídica e bandeira democrática.

Botar carão. Digo queridinho da vez. chegamos ao queridinho da vez: Tom Ford. "a moda é muito efêmera". "eu só preciso de uns dias no campo (uma mega-mansão no Texas) com os meus animaizinhos (cavalos árabes de sangue azul) para ser feliz". que vive reclamando da "dificuldade de se fazer amigos de verdade nesse mundinho mimimi". E dá-lhe nhénhénhém! . sou rico. 2010 É sabido por todos nós que.De Chanel na Laje 141 feliz. Acabou sendo um desabafo. Bancar o interessante. Se vc acha que ficou forte ou se achar que não é legal falar no seu blog sobre algo que rola em outro blog. É muita hipocrisia. Se você também teve o seu momento epifânico. eu entendo perfeitamente. pois com o lançamento do seu filme. está se sentindo pressionada por algo. meu povo! Da nossa querida amiga Alexa Chunga. Posted by dechanelnalaje at 04:30PM () tom ford é declarado persona non grata por este blog Monday. ou simplesmente está a fim de desabafar. mas dinheiro não traz felicidade". Fazer c* doce. que se declara vegetariana convicta e logo aparece por aí com casacos de coelhinhos fofos ou exalando coca. Fazer tipo. Mesmo. Continue com os seus posts leves. "sempre estou preocupado com as tendências da moda para a próxima temporada e acabo me esquecendo de cuidar do meu presente". no mundo da moda. Obrigada. Enfim. passando por Kate Moss. mande um email para dechanelnalaje arroba gmail ponto com. tem um povinho que adora fazer um nhénhénhém. Vc é a prova de que para falar de moda a pessoa não precisa ser afetada nem exibida. encher o saco com discursinhos vazios e malemolências entendiantes mil. March 01. se estressou com alguma coisa. Mas o que não suporto mesmo são os seus famosos discursinhos pseudo-existencialistas do tipo "ah. Essa era a reflexão que eu queria fazer. já não agüento mais ver o carão dele por aí. críticos e engraçados.

chega a ser genial no que se refere à exploração da vulgaridade e à banalização da figura feminina e do próprio sexo. Fica chato. sim. mas não cuido do meu. Que até podem chegar a ser bonitas. Não sabe o que opinar sobre as suas campanhas. nem conjugar tudo isso com as roupas.142 De Chanel na Laje Não tenho saco pra gente carente. Apelativo. como é difícil fazer amigos na minha área. Além do mais. cada vez que eu faço um transplante. Será que os lixeiros são existencialistas também? Ah. Muita gente não sabe o que pensar dele. E o problema do Tom Ford é que ele é um personagem que acabou virando uma incógnita.. Nojento. Isso ele faz como ninguém. A gente vai embora e o lixo segue aqui. me lembro de como eu cuido do fígado dos outros. dá para ver quando por trás de tanta pose não há um mínimo de autenticidade e substância. Tom Iconoclasta Wannabe Ford. Definitivamente. Bah. O que eu realmente não entendo em algumas pessoas é essa obsessão doentia por serem um personagem o tempo inteiro custe o que custar. Não consegue ligar as campanhas publicitárias à pessoa dele. mas nunca geniais. Europa. E médicos? Ah. Tom Chorumela Ford. Tom Ford não é um gênio. cada vez que eu recolho o lixo.. O conservadorismo americano me parece algo tão distante depois de anos na Europa. No entanto. E psicanalistas? Ah. esquecendo-se de que muitas das suas campanhas pornográficas e machistas altamente vulgares foram censuradas na. por causa dos segredos de profissão. Ser modelo é ter o trabalho mais horrendo do mundo. eu me lembro de como a nossa passagem pela vida é efêmera e deixa resíduos. não tenho assunto com ninguém. Superficialidade pura. Forçado. Vamos ao show de horrores: .

De Chanel na Laje 143 .

144 De Chanel na Laje .

mas muito gramour. cliquem aqui. Nem um Guccizinho sequer desenhado por ele. nada. É por essas e outras que não tenho nada do Tom Ford. Vocês já sabem que aqui na minha laje só desfilo se for com muito. não.De Chanel na Laje 145 Se querem ver a última campanha da linha masculina. . Não é qualquer zé-mane que figura por aqui. nadica de nada! Nem um chaveirinho ou amostrinha de perfume.

né? Aliás. hohoho. quero todos! Perfeitos para aqueles dias em que você acorda numa vibe meio drag. né? ATUALIZAÇÃO: Por motivo de força maior. né? Alguém super quer me dar um de presente? . Eu super preciso dessas belezuras que super dão um up em qualquer look. 2010 Gentem. February 25. proponho: boicote djá! Afinal. me amo! Posted by dechanelnalaje at 07:11PM () preciosidades da coleção primavera verão 2010 de christian louboutin Thursday. coisa que super acontece comigo. Beijos.146 De Chanel na Laje Aos produtos assinados pelo Tom Ford. e também pus um aviso de que o post é inadequado para menores de idade. cês não tão enteindeindo o quanto eu me empolguei com essas verdadeiras obras de arte do Mestre Louboutin para a nova temporada! Não sei nem dizer qual é o meu preferido. Assim evitamos que algum ressentido mal-humorado denuncie o blog como uma dessas páginas de pornochanchada. não é todo dia que este blog dá o título de persona non grata a alguém. dei uma censurada na foto do diálogo do Tom Machista Ford.

Mas aquilo foi virando uma verdadeira obsessão. mas. mas nós temos a Natalia Vodianova.De Chanel na Laje 147 Posted by dechanelnalaje at 03:12PM () manifesto primavera-verão YSL e vodka versus cachaça Thursday. February 25. né? Sério.youtube. e dizia no meu ouvido com o seu peculiar sotaque consonantal: .Vocês têm a Gisele Bündchen. morri de medo de apanhar. Quase não nos falávamos. crescendo. a mesma cena se repetia. No começo. Droga.. eu ria e tal. Ela se aproximava de mim.. de mulher pra mulher".com/watch?v=NbZHNBUGSY4&feature=player_embedded] Enquanto assistia ao Manifesto Primavera/Verão 2010 do Yves Saint-Laurent. Vocês sabem que eu gosto de moda. e o ar desafiador foi crescendo. Juro. mas nesse tipo de furada não embarco. porque a querida russa ganhou o fofíssimo apelido de Vocês-têm-a-giselle-bündchen-mas-nós-temos-a-nataliavodianova. crescendo.. . 2010 [youtube=http://www. de gramour e de babados de renda em geral. sempre que ela ficava bêbada. A minha pequena vitória pessoal não tardou em chegar. a Vocês-têm-a-gisele-bündchen-mas-nós-temos-a-natalia-vodianova está chegando! A Vocês-têm-a-gisele-bündchen-mas-nós-temos-a-natalia-vodianova vai sair com a gente hoje? A Vocês-têm-a-gisele-bündchen-mas-nós-temos-a-natalia-vodianova deve estar com TPM.. um dia. me lembrei de uma russa com a que tive o desprazer de estudar um tempinho atrás. pensei que ela iria me chamar para "resolver esse problema lá fora. com o olhar desafiador e aquele jeitão de quem engoliu um cabide.

Posted by dechanelnalaje at 12:50AM () vogue homem japão Wednesday. sabem? Até o problema de não ter a Gisele no casting nacional... Tem cada louco solto por aí. Veja as capas das outras edições da Vogue Hommes Japan: . Dãhr. afamada e com uma forte dose de polêmica. February 24. com direito à capa premiada.148 De Chanel na Laje E quando alguém tinha um problema dizia: mas nós temos a Natalia Vodianova! Ter a Natalia Vodianova é uma coisa. 2010 A edição Primavera/Verão da Vogue Homem Japão chegará às bancas no dia 10 de março. Bem do jeito que o diabo gosta. assim. que supera todos os problemas do mundo.

Posted by dechanelnalaje at 11:40PM () . : ) Mais na página e no blog da revista. me abstenho de dar a minha opinião.De Chanel na Laje 149 Desta vez.

recriam Entre Tinieblas (Maus Hábitos). a modelo italiana do momento. e Mariacarla Boscono. eu sou a madre superior. o mito. alguns outros [poucos. Amei este editorial de moda da Harpers Bazaar. Eu sou a freira da religião da moda. inspirado em alguns filmes do Almodóvar e com protagonistas surpreendentes. . 2010 Enquanto alguns [muitos] pensam que editoriais de moda e capas de revistas não podem ser mais que mais do mesmo. Ou não? Loulou de la Falaise (a mais famosa musa de Yves Saint-Laurent). February 24. Bruno Frisoni (diretor artístico da marca Roger Vivier) e Betty Catroux (a eterna modelo da Chanel e metade brasileira) numa recriação de Tacones Lejanos (De Salto Alto). infelizmente] idealizam e executam projetos criativos e interessantesde verdade. Na verdade.150 De Chanel na Laje harpers bazaar de março: almodóvar é inspiração de editorial de moda Wednesday. Jean Paul Gaultier. Jean Paul Gaultier.

o próprio. estilista. revivem Carne Trémula (Carne Trêmula).De Chanel na Laje 151 Karl Lagerfeld. Dá pra sentir a carga latina. Mais latinidade! . né? Boscono. homenageia La Ley del Deseo (A Lei do Desejo). de Penélope Cruz em Volver. e Pedro Almodóvar. a lenda. outra vez. Angela Missoni.

2010 Se vocês quiserem adquirir esta maravilha. alexander wang! Tuesday. Sonia Rykiel. cliquem aqui e paguem a bagatela de 98 dólares. Posted by dechanelnalaje at 02:50AM () encontrei o short da minha vida. obrigada. num momento Mujeres al Borde de un Ataque de Nervios (Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos). February 23. De nada pela dica! Beijos! . Mais na página da revista.152 De Chanel na Laje A estilista Sonia Rykiel e a sua filha Nathalie. O que me deixa à beira de um ataque de nervos? Uma comida ruim e um romance ruim.

. Sobre as demais.. Monday.. February 22. . inspire. digna de vômito. Posted by dechanelnalaje at 11:16PM () respire. 2010 Uma segunda-feira às vezes vale mais que mil palavras. a japonesa está bem lolita (eles adoram). February 22.. bem inglesa mesmo. A Vogue alemã está num climinha Dita Von Teese que já enjoou.. Nenhuma me empolgou. a chinesa pecou por ter apenas uma chinesa em vez de três (bah). expire. A russa e a francesa não poderiam ser mais previsíveis e estereotípicas. A britânica com a Alexa Chunga .está entediante.vestida de garçonete com tamanquinho básico e a sua habitual cara robótica .De Chanel na Laje 153 Posted by dechanelnalaje at 02:49PM () capas de março do nosso catálogo de campanhas publicitárias preferido Monday. nada a declarar.. 2010 Porque a Vogue já deixou de ser chamada de revista há muito tempo. Destaque para a frase "todas somos beautiful" da espanhola.

154 De Chanel na Laje .

De Chanel na Laje 155 .

156 De Chanel na Laje .

já se constatou que. a Playboy americana dá preferência a mulheres mais magras.De Chanel na Laje 157 Posted by dechanelnalaje at 04:23PM () essence: a marca de maquiagens low cost que está arrasando na europa Sunday. em época de bonança material. Por exemplo. February 21. Já em época de . 2010 Acho alguns estudos de mercado sobre o comportamento dos consumidores em tempos de crise muito engraçados.

ganham mais espaço na revista. Não sei se essa teoria é 100% verdadeira. fiquei satisfeita com os produtinhos que provei. não? Bom. com tantas adversidades. e suas peles jovens e tenras não precisam daquela cobertura-reboco básica. o consumo de batons vermelhos dispara. em função da crise. Ou seja. geralmente caríssimos. é gerar o famoso boca a boca. Os números também indicam que. né.158 De Chanel na Laje crise. Já ouvi falar maravilhas de alguns produtos-estrela. vou listar alguns produtos e seus respectivos preços . mas também se diz que. Afinal. apesar de ter procurado bastante.e as mães delas também! Particularmente. dá para perceber que a Essence se dirige a um público bem jovem. Para quem estiver de viagem marcada para a Europa. né? Sou partidária de qualquer iniciativa que facilite o acesso a produtos de qualidade. gatas? É claro que a Essence não é a Chanel. em tempos de vacas magras. e passam a comprar mais produtos de marcas mais baratas . Preferem que as consumidoras tenham que pagar um simples rímel em 10x sem juros.e ainda assim economizam! Nesse contexto. com a Europa imersa numa crise econômica que parece não ter fim. Parece contraditório. mas parece que os produtos têm uma relação qualidade-preço bem legal. Pela comunicação da marca. Na verdade.para vocês terem uma idéia.uma marca alemã lançada há relativamente pouco tempo acabou tendo um grande boom graças aos seus preços imbatíveis. As meninas se esbaldam . Na verdade. a Essence . Aqui abaixo. fica a dica. Muitos produtos estão esgotados e o tititi que rola em volta de qualquer prateleira de produtos Essence é incrível. O lance. que no caso da Essence está funcionando bem. então. né? Para garantir os preços baixos (low cost). pois vocês sabem que a idéia é apresentar às adolescentes as delícias da maquiagem o mais cedo possível e escravizá-las eternamente. vocês sabem que "a gente gosta de gramour" mas isso não significa que descartamos boas pechinchas. eles detectaram um substancial nicho de mercado: adolescentes geralmente não têm muita grana para bancar maquiagem. gostosas . a empresa praticamente não investe em publicidade.em euros e convertidos a reais . Eu mesma já ouvi falar muito da marca e estou aqui falando dela para vocês. né? Ou que alguma empresa brasileira adotasse a linha low cost sem abrir mão da qualidade. Atualmente.em bom português. dizem os especialistas que o fenômeno se deve ao fato de que. nem todo . Democratizar é o verbo. e valorizo a garantia da marca de que os produtos não são testados em animais. Não vi nenhum produto que custasse mais que 4€. deixam de comprar produtos de maquiagem de grandes marcas. Seria uma boa que esses produtos fossem vendidos no Brasil sem os brutais e jurássicos impostos de importação. bonitas e poderosas. os estudos dizem que houve um crescimento superior a 20% no consumo de maquiagem. as mulheres passam a valorizar mais a sua imagem exterior. muitas mulheres trocam a qualidade pela quantidade. que ainda não testei porque não encontrei o meu tom em nenhum lugar. pois querem parecer confiantes. Mas acho que os empresários tupiniquins não estão muito interessados em começar a competir neste mundão globalizado. Fiquei chocada quando li sobre isso. as mulheres mais rechonchudas . como a base em mousse.

Como conseguir que uma marca que se caracteriza como a representante-mor da linha superperua-burocrata ganhe um ar moderno e jovial? Uma das estratégias adotadas pela casa para se aproximar do público jovem (leia-se: balzaquianas) foi o lançamento do perfume Aire Loco no final do ano passado. cosmética e maquiagem. vamos dar uma olhada numa campanha com um certo ar polêmico. 2010 Publicidade na laje é uma nova categoria do blog. a casa espanhola de luxo que há mais de 20 anos pertence ao grupo Louis Vuitton.ou quer . February 21..De Chanel na Laje 159 mundo pode .C. As vendas nos dois últimos anos não alcançaram objetivos. Loewe. que provocou nojo e aversão em muita gente.A. perfume aire loco Sunday. na que vamos analisar campanhas publicitárias de firmas de moda. né? Posted by dechanelnalaje at 10:49PM () publicidade na laje: loewe.financiar a M. atravessa uma fase delicada. E o seu logo rococó. Para inaugurar esta seção. A agressiva campanha publicitária figurou nas principais revistas de moda e em outdoors em algumas capitais européias: . e a marca tem um duro desafio pela frente: modernizar-se sem perder a sua identidade.

com/watch?v=1ICDPkO05Og] À primeira vista. Com esses diários. lambendo as feridas o joelho. de cabelo ensebado. Também senti nojo da campanha e não fiquei curiosa para testar o perfume em nenhum momento.youtube. Dizem por aí que as vendas do produto foram boas. enfim. a desafiante e a sedutora. pecou nos excessos.160 De Chanel na Laje O anúncio passou de forma massiva na televisão. arquitetou a campanha tentando plasmar essas quatro categorias numa só mulher. Bah. Puro LSD. [youtube=http://www. Posted by dechanelnalaje at 03:33PM () . salamaleques publicitários à parte. algumas mulheres selecionadas pela agência de publicidade receberam um diário onde anotaram as suas paixões. numa só ação. Durante o briefing da campanha. provocando um "ar louco". gelada e inacessível. achei uma fragância pouco definida e sem personalidade. é escura e sombria. Com uma campanha como essa. No entanto. até dá para entender o anúncio publicitário: a modelo representa essas quatro caracteristícas numa viagem onírica. A campanha na tv tampouco atingiu os espectadores. Agora. Depois dessa explicação. O perfume? Na minha opinião. por detrás dessa aura indecifrável. Não foram poucos os que sentiram nojinho ao ver essa mulher. a voyeur. não vi nada de especial nele. na época do Natal. a Loewe apenas conseguiu realçar a imagem de marca distante. assim. o anúncio parece incompreensível. Tenho certeza de que essa campanha não contribuiu para mudar a percepção da marca por parte dos consumidores. há muita bostejação teoria publicitária. a firma diz que identificou quatro padrões de mulheres: a diva. a campanha desagradou muita gente. mas não chegaram aos pés do que esperavam. porque. além de ser altamente incompreensível. E. #margaret thatcher feelings. O máximo que as pessoas puderam entender é que o perfume é borrifado no ar. desejos efantasias mais íntimas.

A jovem atriz foi indicada a outros 15 prêmios.tem uma vida infernal. Precious engravida duas vezes do próprio pai e . o que seria então? A brancura e a magreza que ela não tem? Lamentável. onde representa uma jovem pobre. porque eu acho que esse tipo de vacilo deve ser divulgado exaustivamente. Procurada pelos meios de comunicação.gorda e negra . Friday. 2010 Para ser sincera. February 19. que vive às margens da sociedade e que sofre constantes abusos sexuais. Gabourey Sidibe foi indicada ao oscar pela sua atuação no filme Precious. apenas atrizes magras e brancas representam a n. alta e magra quando se olha no espelho.. branca e faceira. AVanity Fair está sendo criticada . Gabby Sidibe confirmou que não foi convidada . O filme também fala da relação dessa garota sofrida com a sua beleza. psicológicos e morais por parte dos pais.por ter deixado de fora a Gabourey Sidibe da sua capa de março. eu nem conferi se outros blogs já falaram do assunto e não me importo se serei repetitiva.delira que é loira. Se esses números não foram suficientes para que a Vanity Fair a pusesse em destaque na capa.menos do que deveria. onde a "nova geração de atrizespromessas de Hollywood" aparece magra..De Chanel na Laje 161 para a vanity fair.obviamente . Precious . dos quais levou 13. creio eu .

respira. e que vão falar do desfile da Chanel por oito dias seguidos. homenagem mesmo! Thursday. Agora me escuta: que negócio é esse de tendência de cabelo com textura? Tendência de dentinhos da frente separados? Esse povo tá louco! Vou te dar um toque: caracaterísticas físicas nunca deveriam sequer ser chamadas de tendências. Hollywood. Na minha opinião. tudo bem. Marquinho: Ué. 2010 Fiquei muito orgulhosa com esse desfile! Na verdade. Ouvi dizer que o Karl tá com um proposta incrível. Fotos daqui. provavelmente ela iria se sentir deslocada. um minuto. né? Eu não sei o que posso fazer para abalar a boca do balão. Um tempinho atrás. eu e o meu querido e agridoce amigo Marquinho passeávamos pelo Marais. treme. Se recusou a parecer uma vítima e disse que. E isso dá medo. Oito dias?! Como eu vou fazer para superar isso? Eu: Marquinho. Isso. February 18. rolaram algumas lágrimas discretas de emoção. Ele me confessou que estava desesperado em relação aos penteados das modelos para o desfile da Louis Vuitton. enquanto fofocávamos sobre assuntos diversos. embora ela seja citada na matéria. afinal. por quê? . por muito deslocada que ela se sentisse. daqui e daqui.162 De Chanel na Laje para sair na capa. pelo visto. Posted by dechanelnalaje at 06:00PM () louis vuitton primavera 2010: tendência? não. Marquinho: Você sabe que a tendência agora vai ser cabelo com textura. Percebi que o Marquinho estava muito tenso. daqui. ela iria se destacar naturalmente ao lado das outras.

que eu não quero mais falar de trabalho. uma característica física deveria ser tratada como uma tendência para a seguinte temporada.De Chanel na Laje 163 Eu: Características físicas podem ser homenageadas. absolutamente nunca. Isso é deprimente! Marquinho: Tá. exaltadas. Vamos tomar um chocolate quente no L'apparemment e relaxar. A diversidade deve ser cultuada. Vocês não imaginam o meu orgulho quando vi o desfile! O Marquinho deixou o Osis da Schwarzkopf de lado e apostou por uma homenagem . você e as suas teorias. dramática. Nunca mais tocamos no assunto. Arrasou! .pura. sincera e verdadeira . Mas nunca. idolatradas.aos cabelos enrolados/crespos.

E não pense que só porque o tamanco é LV . "agora o lance é ter dentes de cavalo". vai levar uma tamancada na cabeça.164 De Chanel na Laje Amiga. Agora vê se você aprende também. o Marquinho já aprendeu a lição. tá? Da próxima vez que vier com esse papo de "orelha de abano agora é tendência". nariz estilo grego vai estar com tudo". "na próxima temporada.

eu mesma e/ou minha cópia. Thursday. Posted by dechanelnalaje at 04:34PM () numa rua qualquer de paris. nem adianta ficar zangadinho e dar chilique comigo. agora aguenta! Já pus na lista de Micos do Ano.. de retrogradamente submissas! Tom. já veremos se vai entrar na lista de Micos da Década. tá? Fotos daqui..De Chanel na Laje 165 vai doer menos. February 17.. Posted by dechanelnalaje at 03:30PM () era uma vez uma campanha do tom ford com mulheres ao melhor estilo .. tá? . February 18. Escorregou na banana. Wednesday. * também conhecida como eu. 2010 Foto tirada pela fotógrafa* oficial do blog. De acordo com o que rolar até o final do ano. 2010 Retro.

February 17.. Wednesday. 2010 Posted by dechanelnalaje at 08:22PM () .166 De Chanel na Laje Posted by dechanelnalaje at 08:36PM () gianfranco ferré outono/inverno 2009 #rihanna feelings! ou seria o ..

e que os cabelos com textura. que é liso. O resultado da pesquisa foi o excelente documentário "Good Hair". Por que você não dá uma risada e responde. sem personalidade. February 17.. um comediante americano. liso. sim.De Chanel na Laje 167 quarta lição: está na hora de você rever o seu conceito de "cabelo . aliás.para mim ultrapassada . lançado no final do ano passado e que. alisamentos. amiga que tem cabelo crespo. eu realmente acredito que está na hora de que as pessoas comecem a mudar essa idéia . Ele ficou bastante preocupado com a filha e começou a investigar sobre a obsessão e frustração que as mulheres afro-americanas têm com o cabelo. pelo visto. enrolado. enrolados ou cacheados são horrendos e precisam ser alisados? Por que o pensamento dominante não é o de que cabelo liso é sem-graça e entediante. por exemplo: o meu é crespo. sem volume. você deveria encrespar o seu cabelo? Já viu que na nossa sociedade dizer que uma pessoa "tem cabelo ruim" é mais ultrajante que xingá-la de "filha de uma profissional do sexo"? *Me chama de cachorra.de que só cabelo liso é bonito. são os mais divinos e espetaculares? Por que não somos ensinados a admirar a beleza que há na diversidade? Você. cheio de nós e de pontas duplas e nojentamente sem-graça. Wednesday. querida. ainda não estreou no Brasil.. Quem disse que cabelos crespos. mas não zoa o meu cabelo!* E a pergunta que não quer calar: por que você não está orgulhosa com o seu cabelo? Um dia a filhinha do Chris Rock. 2010 Algo me diz que muitos cabeleireiros especialistas em escovas progresivas. relaxamentos e coisas do tipo não vão gostar deste post. escorrido. já percebeu que quando alguém quer te ofender de verdade acaba citando o seu cabelo? Por que você permite isso? Por que você fica ofendida? O seu cabelo não é digno de ser elevado à categoria de coisa ofensiva. sim. melhor que o seu. fez uma comparação alarmante entre o cabelo dela. . Porém. e o de uma amiguinha do colégio.

E é claro que as situações retratadas podem ser vividas. por qualquer pessoa de cabelo não-liso. enfim. A dinâmica é a mesma. lá dentro da cabeça. Também divulga os efeitos altamente prejudiciais desses tratamentos químicos sobre o cabelo e a saúde. Outro documentário sobre o assunto é o "My Nappy Roots". independentemente do fato de ela ser negra ou não.168 De Chanel na Laje O documentário é realmente muito interessante e toca em pontos sensíveis da sociedade. essa coisa que fica debaixo do seu cabelo. com um tom mais histórico e antropológico. Esses documentários se referem à comunidade dos afro-americanos. da indústria cosmética. da publicidade. . culturais e inclusive políticas sobre o estilo de cabelo dos negros americanos". mas podemos ver muitas semelhanças com o que ocorre na sociedade brasileira. Tenta entender o que leva um cabelo a ser considerado "bom" ou "ruim". Essencial para você compreender essa lavagem que fizeram com o seu cérebro. em maior ou menor intensidade. fala do statu quo . O documentário aborda "as complexas influências sociais.

A sua saúde e a sua auto-estima agradecem! Misture um pouco de sabedoria com a sua mousse modeladora de cachos e seja feliz! . que fofa! Posted by dechanelnalaje at 05:22PM () .De Chanel na Laje 169 Quarta lição: decrete o fim da ditadura do cabelo liso ou pelo menos reflita sobre ela.Obrigada. querida! .Cabelo de pixaim! . Porque você também não é obrigada.Ai.Cabelo de bombril! .

não é emocionante que uma pessoa que sempre olhou de rabo-de-olho para os livros haja descoberto uma função. Não fica forçado. eu acho bem transparente a atitude de só ter livros de figurinhas que são a sua cara. Teria pensado a donzela-outlet que essa profanação passaria em branco? Desnecessário dizer também que os comentários desse tipo foram rapidamente censurados e que várias moçoilas altruístas saíram em defesa da garota incompreendida. se ela dissesse que gosta de ler. você acreditaria? Eu não.causou um verdadeiro rebuliço no mundinho da moda-outlet. afinal. sabe? . Os livros eram para decorar mesmo. February 16. Não. ao publicar no seu blogoutlet que estava investindo em livros-outlet para decorar a sua casa. Se vocês não entenderam o espírito da coisa. Livros são coisas sagradas. E. Eu gostaria apenas de manifestar o meu apoio não só à sua atitude bem-intencionada de decorar o mundo e fazer deste um lugar mais bonitinho para se viver.170 De Chanel na Laje é féxiom. 2010 Um dia desses. mas a quantidade e principalmente a qualidade dos livros (ou a escassez deles) também. ainda que acessória. uma nova-rica conhecida nossa . ora! Tuesday. Só. para eles? Eu acho.aspirante à socialite do interior paulista . Os livros não eram para ler e decorar. afinal de contas. é tendênscia: livros também servem para enfeitar. Pois bem. Logo. Acho que ela foi muito nobre ao ser tão sincera. desnecessário dizer que algumas pessoas se descabelaram com a donzela e invadiram a sua caixa de comentários. como também à sua cruel sinceridade. alertando-a de que livros foram feitos para ler e não para decorar. Nada como um livro da temporada passada cheio de figurinhas para entreter alguma visita metida à madame que aguarda o chá da tarde e a habitual rodada de fofocas interioranas ali no seu sofá. A intenção desta publicação de hoje não é criticar a plebéia em questão. eu explico: os livros não eram para ler. Outra coisa importante a se considerar é que não apenas a decoração da sua casa revela quem você é.

muitos deles têm mais fotos do que texto. Assim você mata dois coelhos com uma só cajadada: guarda as revistas e consegue livros para decorar! De nada. Se você também é da linha leitor-outlet. : ) 2) Exemplo de livros que você pode solicitar a qualquer artesão. O intuito é fingir que ali há livros. Os livros da Taschen são ótimos. Como você é eminentemente uma leitora de revistas. é mais fácil comprar livros assim.De Chanel na Laje 171 Além do mais. como você não se importa com o conteúdo. algumas idéias: 1) Você pode encontrar essas caixinhas em qualquer papelaria. Acredite. ainda que sejam de brinquedo. .. Um famoso MacDonald's de Buenos Aires foi todo decorado com livros de plástico e ninguém reclamou. Claro que eu prefiro a decoração do Ateneo Grand Splendid. amiga! O bom é que. não sejamos hipócritas. saiba que muitos estúdios de artesanato fabricam livros e especialmente lombadas de madeira para lotar estantes. pode focalizar toda a sua atenção na capa.. Isso sugere um ambiente de sofistação. mas isso é questão de gosto. Claro que os sebos também oferecem muitas opções e a amazon também. fazer uma lista de títulos de livros e encomendar na sua gráfica de confiança lombadas bem chiques. Você já viu lojas ou restaurantes decorados com livros? Prestou atenção neles? Ou são livros arrematados por lotes em sebos xexelentos ou são simplesmente réplicas de livros. mas eu achei bem didática. A qualidade da foto não está muito boa. essa é a solução perfeita! É só você rechear as caixas com revistas velhas. Abaixo.

os livros só estão ali presentes para compor o ambiente e não para você escolher um deles e se jogar num sofá enquanto a sua mãe se esbalda nos cacarecos. Quem falou que livro era para ler e não para decorar? Mais livros aqui. Curiosidade: Na nossa megalomaníaca IKEA.172 De Chanel na Laje 3) Exemplos de lombadas fofas que qualquer gráfica pode fazer para você.. Ou seja. em sueco.. todas as filiais estão decoradas com livros. Posted by dechanelnalaje at 07:35PM () .

até que descobriu que o pincel que acompanhava os meteoritos era feito com pelos de cabra do Tibete. o mesmo que o presente de grego na mitologia clássica. Deu um chilique com a voz mais aguda do que nunca. Dona Fifi (nome fictício. Eu divagava cá com os meus botões: do jeito que a Dona Fifi é. Portanto. Por educação. mas não escorrego na banana. ela devia pensar que o tal pincel foi feito com pelos de poodle. Surtou. claro) comprou pela internet. religiosos e políticos. Ela é uma menina Schiaparelli e eu sou uma garota Chanel. Um dia desses. tudo bem. os famosos meteoritos da Guerlain. Mais ainda se tudo isso se faz na presença de testemunhas. tal qual a própria Dona Fifi já vendeu a sua juba por uns R$150. né? Mas educação é educação. Todos no escritório sabem que eu e a Dona Fifi nunca seremos melhores amigas. as madames sempre estão trocando a cor dos cãezinhos e deviam vender os pelos por aí. cantarolando rap francês e saltitando pelo escritório. 2010 Presente de chinês representa. . não usaria esse pincel por motivos ideológicos. ganhei um autêntico presente de chinês de uma companheira de trabalho. Depois mudou o tom do discurso e disse que apoiava a causa tibetana e que era devota do Dalai Lama. Enfim. February 15. O pacote chegou no meio do expediente. Eu fico com o pepino. Estava encantada da vida. na mitologia pós-moderna. Mas. sem mais delongas. Sentiram o drama. a Dona Fifi me deu o pincel de presente.De Chanel na Laje 173 presente de chinês Monday. afinal. Convenhamos que é uma atitude muito feia dar de presente algo que você mesma desdenha com todas as suas forças. dizendo que estava "com nojinho" e que não ia passar pelo de cabra "na cara" (delicada essa Dona Fifi). eu aceitei. toda pimpona.

Então. Choquei. ela me odeia. e eis que descobri: aquele pincel não era falsificado. tantos. além do mais. bolei a hipótese de que talvez a Dona Fifi já tivesse percebido que o produto era falso e por isso me deu o pincel de presente. Era uma bosta mesmo! Um verdadeiro presente de chinês! Guerlain. February 14. tantos pelos. se viciar na gastronomia vietnamita. fofa.. tantos. é meio chato dizer em alto e bom som que o presente que te deram é uma falsificação.. mas me esqueci do assunto por uns dias. Fiquei assim intrigada. É. Até os países entram na moda. imutáveis e imbatíveis". você também! Posted by dechanelnalaje at 04:29PM () o vietnã/vietname está na moda! Sunday. quando é que você vai reservar o seu bilhete na Vietnam Airlines.. Até que. Foi a primeira vez que olhei para uma prateleira de produtos Guerlain. Nunca na minha vida havia visto um pincel perder tantos. Matutei como eu poderia dizer à Dona Fifi que ela havia comprado um produto falsificado pela internet. pensando melhor. Fifi. Maior prejuízo. vi os tais meteoritos.. cinco minutos? Então. Aquele pincel só poderia ser falsificado! Mesmo que a Guerlain seja relativamente desprezível. argh! Corri para fazer uma perícia minuciosa do pincel. deambulando por uma loja de cosméticos. mas tantos pelos. questão de lógica.174 De Chanel na Laje Já em casa. resolvi lavar o precioso pincel. não poderia assinar em dourado uma porcaria daquelas. Só que a maioria só fica na moda por. comprar um quadro da Phi-Phi e uma bolsinha Ipa-nima? . numa só lavagem. 2010 Poucas são as coisas destinadas à categoria de "clássicos eternos. assim como nunca tinha visto um pincel tão fedorento. você me paga. Poxa.

#fikdik Essas bolsas da Ipa-nima são tudo! É o toque hippie-chique-bicho-grilo-bohemian-style que o seu guarda-roupa estava precisando! Ou vai me dizer que não? A Hillary. Além disso. a Shakira e a Kelly Osbourne já compraram alguns exemplares. mas. mas tão camaradas. se você for esperta. E os precinhos são tão. Um "vietnamese kiss" para você! . uma cidade lotada de costureiras prontinhas para reproduzir aquele vestido ou aquele terninho de grife exclusivamente para você. que você vai rentabilizar o bilhete de avião e o hotelzinho 5* de uma forma incrível! Especialmente se você comprar coisas para revender para as colegas. quando é que você vai fazer o mesmo? Corra! Nos vemos na Baía Halong! Se você vir alguém com esse chapéu e esse batom daqui de baixo. e comprar réplicas perfeitas de Armanis e Guccis para a sua coleção. serei eu. poderá encomendar cópias de sapatos de passarela com os excelentes sapateiros locais.De Chanel na Laje 175 Hanoi é uma cidade excelente para fazer compras. irá correndo é a Hoi An.

February 14. da nossa amada idolatrada salve salve Lady Gagá: [youtube=http://www. é com grande honra que reproduzirei. o depoimento dessa leitora que apelidei de "menina epifânica".com/watch?v=bHVOxhEpjp0] Posted by dechanelnalaje at 08:38PM () primeiro depoimento: "menina epifânica" Sunday. Vocês entenderão a razão desse apelido.youtube. passando pelos placares dos estádios de futebol! E hoje eu tive uma grande surpresa ao ver que recebi um depoimento por email. no que ela ensina a montar um visual a la bad romance. muito obrigada pelo seu relato e por permitir que eu o publique por aqui. Eu não estava brincando quando disse que estava interessada em receber esses relatos. deixo este tutorial da 100% vietnamita Michelle Phan. 2010 Já dizia o meu finado avôzinho querido: domingo é um dia que traz muitas surpresas. das comidas às visitas. Adorei recebê-lo! Muitos beijos! . na íntegra. Menina epifânica.176 De Chanel na Laje UPDATE: Aproveitando o clima de Carnaval. Então.

Pensava que só porque ela não gostava de se arrumar eu não tinha que ser igual né? O meu lado patricinha (forma de dizer) que eu já tinha peorou muito porque eu só pensava em comprar roupa. Vc pode até publicar o meu depo no blog. Todos os dias eu enchia o saco da mina mãe e pedia dinheiro pro meu pai e para minha vó. Normal né hehehe? O problema foi que eu descobri os blogs de moda e maquiagem e vi que as meninas que escreviam eram meninas normais sabe? não eram modelos ou famosas que saiam nas revistas. eu criei muitas dívidas pros meus pais. de andar legal e tal. A minha mãe tava muito stressada comigo. Pode parecer bobeira mas isso teve um impacto na minha pessoa. entende? A coisa começou a me prejudicar porque eu só queria ficar conectada. Nada de marca famosa né? Claro hehehe! Mas mesmo assim gastava muito dinheiro. bolsa e maquiagem. Até aí tudo blz. Acho que eu conheço todos os blogs do Brasil huashuas! A minha mãe até começou a me dar esporro porque eu não queria estudar. Abafa tá? Hahahah! Mas o pior é que eu criei o sonho que eu tinha que montar um blog também. Na verdade eu num sei se vc falou esse negócio de mandar depoimento de como os blogs de moda e maquiagem prejudicam a nossa vida. Tipo eu gostava de ler capricho e algumas outras revistas onde via as roupas das famosas na vida real. sabe? e eu nunca tava satisfeita. daí eu pedi pra morar na casa da minha vó e ela num deixou porque ela também queria que eu acabasse o colégio. e eu ficava revoltada com ela. Vc entende né? Só que a coisa foi mais ou menos assim. virei compulsiva mesmo! Daí a pior parte foi que eu sismei que eu tinha que trabalhar porque eu também criei o sonho de ser maquiadora profissional e para isso num precisava de estudar mais. Até me zuavam huashuas! Mas quando eu vi essas meninas desses blogs. Mas também eu me explico. eu sempre gostei de moda e maquiagem. Vou resumir. nossa eu vi que eu não era nada! Eu não era nada mas eu queria ser como elas. Eu desabafo hehehe! Eu num vou querer citar nomes nem dizer quais blogs que eu comecei a ler. Sprte que eu sou filha única.De Chanel na Laje 177 Olha eu descobri o seu blog assim meio que sem querer e achei bem legal. mas olha a minha foi bem prejudicada sim e tá sendo prejudicada até hoje. . eu nunca tive amigas muito ligadas nessas coisas e eu sempre fui tipo a mais paty da minha escola e da minha rua. sapato. Eu ia de um blog pro outro como uma barata tonta. não queria saber de mais nada. aquelas meninas tem melhores condições financeiras que a minha familia. Mas nossa. só num bota o meu nome tá? Se vc tava de brincadeira num tem problema não. Nossa tá ficando grande. Os meus pais ficaram muito stressados comigo. mas mesmo assim a minha mãe tá pagando algumas dívidas até hoje.

É que eu gosto de ir arrumadinha. não! E já que eu posso escolher uma das versões. a mãe criou a Hello Kitty. E a Hello Kitty não tem boca "para que as pessoas possam projetar os seus próprios sentimentos sobre o rosto da gatinha. mas essa passividade toda não combina comigo.agora to tentando cortar os meus gastos. huashuas! E me esqueci de dizer que eu nem quero mais ter blog. Os seus detratores afirmam que era uma vez uma menina que padecia de câncer de boca. mas eu tenho Sunday. como essa mensagem que eu li no seu blog que eu espero que dure muito tá? Já até adicionei nos meus favoritos! Bjos! Se você quiser mandar o seu depoimento: dechanelnalaje@gmail. Botei na minha cabeça que eu nunca vou ser que nem elas. Em troca do tal favor. seguir as tendencias. February 14. eu num sei mas isso eu num vejo como pecado. todo o mundo sabe. A minha mensagem é que vc se controle e não queira ser alguém que vc não pode ser. claro. Ah. Eu não vou dizer que não leio mais porque estaria mentindo. e uma mãe que fez um pacto com o demo para que este curasse a sua filha. 2010 Que a Hello Kitty é aquele tipo de fenômeno pop que divide as massas.178 De Chanel na Laje Olha de uma hora pra outra eu tive um estalo e me toquei que eu nunca que ia ser como as meninas dos blogs.com Obrigada! Posted by dechanelnalaje at 02:39PM () a hello kitty não tem boca. sabe eu gosto. não reclamem. Eu leio sim. Mas meio que deixei a neura de lado. fico com a mais divertida! . O objetivo da aparentemente ingênua bonequinha seria o de transmitir a seguinte mensagem às menininhas do mundo: não falem. Sem boca. Kitty fica feliz quando você está feliz e triste quando você está triste". já que ela tem um rosto inexpressivo. após o vazamento da história: a Hello Kitty é uma bonequinha muito tchutchuca que foi criada por uma desenhadora disposta a proteger a sua identidade e privacidade custe o que custar. não protestem! Já os seus defensores se apegaram com todas as forças à versão oficial rapidamente divulgada pela Sanrio.

quando recebi o email-corrente com a versão lado b da Hello Kitty. né? As coisas . e joguei todas as coisas que tinha dela no lixo! E eu só tinha 15 anos! Fotografei para a posteridade: E antes que alguém pergunte por que não doei aos pobres. esclareço: acho deprimente essa atitude pseudo-cristã de dar lixo aos pobres. Quando eu quero fazer alguma doação.De Chanel na Laje 179 Há muito tempo. compro coisas novas. porque pobre também tem dignidade. decidi que não queria mais ver essa boneca muda na minha frente! Fiz a minha parte.

2010 E não o que você arrota. eu envio para as oficinas de reciclagem ou vendo para algum brechó. Posted by dechanelnalaje at 12:50PM () terceira lição: você é o que você come. invejadas ou mesmo emacumbadas. Podem acreditar! Posted by dechanelnalaje at 03:12PM () querem vir pegar sol na minha laje? Friday.. É. o Carnaval chegou. tá? .180 De Chanel na Laje velhas. hora de colocar a carne na churrasqueira! Porque nós somos brasileiras e já estamos cansadas daquele visual pálido e bulímico das amigas lá do Norte. menina branca que adora exibir os brasões da sua ascendência européia: a sua pele também já recebeu essas doses extras. February 13. o que significa que conta com umas doses extras de melanócitos. Saturday. Por que temos que camuflar a nossa brasilidade? Afinal. né? Autoexplicativa e de suma importância. February 12. eu acho que essa lição é autoexplicativa.. a nossa pele teve que se adaptar aos trópicos. usadas. Bah. Ei. 2010 É.

uma dieta vitamínica balanceada e um pouco de sol: melhor que qualquer blush. Uma relíquia. que camufle a sua cara de anêmica. de um salmãozinho fofo e uns brilhinhos ensolarados. ou. Todos aqui sabem que a camada de ozônio está toda esburacada e conhecem os riscos do câncer de pele. Mas o que eu queria dizer é que a função do blush é colorir o rosto. Já ouviram que é uma maravilha passar dois tons de blush diferentes. Mas eu acho melhor investir é na saúde mesmo.de pegarmos um solzinho de vez em quando. se um desses tons for o seu próprio. Porque você pode gastar dinheiro num produto que te dê uma cara de saúde. claro. Muita comida com ferro. Aí o blush você usa quando quiser se colorir. Nars. afinal. pelo amor de Krishna. então.De Chanel na Laje 181 Eu acho superlegal usar blush e tal. Sacaram? Colorir. e tenho uma coleção bastante respeitável deles. a nossa cabeça tá lavadinha. né?] Bom Carnaval a todas que se encontram sob o sol tropical! Posted by dechanelnalaje at 09:00PM () . nada nos impede . [Seguindo o mesmo raciocínio: desnecessário dizer que é melhor investir num orgasmo de verdade do que enriquecer ainda mais o Sr. que dá um efeito bem natural? Então. Com um protetor solar de confiança e num horário amigo. Um dia tiro umas fotos do estojinho de blush Chanel que era da Jackie Onassis. Esqueçam essa baboseira de "dar ar de saúde". que arrematei num leilão em Brunei. melhor ainda! E você ainda economiza! De nada pela melhor dica de maquiagem que vocês já leram na internet. Um protótipo jurássico do Dom Orgasm. digamos assim. Só isso. Ainda assim. alguns setores da indústria se financiam levantando essas bandeiras. em outras palavras.e inclusive é altamente necessário para a saúde .

Da série era uma vez uma menina com escoliose em último grau que virou ícone. Da série coisas que não sou capaz de entender. minhas caras: todo mundo aqui sabe como são as família de classe média baixa do sul da Inglaterra. né? Na adolescência. mas sem dúvida alguma! Voltando. February 12.182 De Chanel na Laje alexa chung es chunga Friday. Da série coisas que muita gente pensa mas não ousa falar. do espanhol: de mau aspecto. Não me venham com chorumelas. foi tentar a vida de modelo. aproveitando o certo ar . uma menina muito estudiosa mas sem charme algum. Sou mais as de Belford Roxo. Até a Real Academia Española sabe. De que mesmo? Da série seriam os extraterrestres modelos fracassadas? Da série vai ser sem graça assim lá na China. de má qualidade. 2010 Chungo. Ops. Chunga. nunca melhor dito. hehehe! Alexa Chunga é o tipo de fenômeno pop aparentemente inexplicável. como boa magrela alta e desajeitada. Inglesa. em mau estado. Chunga sempre foi uma magrela desengonçada. A menina nasceu numa família classe média baixa e cresceu no Sul da Inglaterra. um patinho feio.

Chunga não se realizou como modelo. néam? Eu não sou só uma carinha bonita. também sei fazer perguntas. e ignore a risada mais ridícula de todos os tempos: [youtube=http://www. parece mesmo que o fenômeno Chunga é inexplicável.com/watch?v=ztBNS8fWmLY] Quando passar a modinha dos milhares de colares pendurados a la muambeira. já que acaba de ser despedida da MTV. porque você vai chorar. Ponto 1: Alexa é fotogênica. corre para ali. contando as coisas desse jeito. eu recomendo que vocês a vejam ao vivo.De Chanel na Laje 183 exótico que os genes chineses do papai lhe conferiam. sim. Se você é fã. uma pessoa que estuda jornalismo mas já se dedicou em algum momento à exploração do corpitcho fatalmente acaba como apresentadora.youtube. Quer dizer. Duvida? Dê uma olhadinha no vídeo. Corre para aqui. onde comandava o programa de entrevistas mais chato de todos os apocalipses. a voz de taquara rachada e aquele ar blasé-quase-cool-não-tenho-charme-mas-tento-comtodas-as-minhas-forças não colou nos States. leve um pacotinho de lenço de papel. Bom. conseguiu alguns trabalhinhos e algum prêmio como apresentadora às custas de um eventual suborninho. Ou as amigas realmente acreditaram que só rola suborno no Brasil? Ah. Então. Ninguém pode negar esse fato. Foi estudar jornalismo. Mas não se enganem. o que a . É. Deu certo. mais ou menos. para tudo há uma explicação. Chunga tampouco chegou a se realizar como apresentadora. Afinal.

se vocês preferem que eu diga assim. E as bees ficam todas se coçando de cobiça.. ai. "esse mundo isso". essas pose cafona. esse gramour paraguaio. essa moda já foi. Vocês esqueceram que ela tem família na China? É tudo falsificado. São réplicas. ai. ai. se está nele. Ela finge que tem. "só compro produtos fair trade".184 De Chanel na Laje Chunga vai fazer? Erh. Duvida? Dá uma olhada no sapatinho: Ai. "eu quero me realizar como ser humano". essa gente que não sabe onde por as pernas. Ela ama esse mundo. é porque não tem alma. Puro marketing. Duvida? Dá uma olhada nessa matéria: Alexa Chung Dead Animal Fetish Ponto 4: muitas meninas loucas se deixaram levar pelo marketing e acreditaram que a Alexa é ícone. queridas. ai. essa falta de meia-calça. essa base estilo reboco. né? Seguinte! Ponto 2: Alexa usa roupinhas de marca como ninguém. e faz o draminha de "ter amigos nesse mundo não é tão legal como parece". Do verbo acreditar. etc. Rá! Eu falei que para tudo há uma boa explicação. e. É. Ponto 3: Alexa não tem alma. "esse mundo aquilo".. . Elas realmente acreditaram. "vou fazer uma campanha para a Oxfam".

eu realmente perco a minha fé na humanidade.. E deixem de ser chungas! Beijos. quando eu vejo que muita gente é Alexa Chunga Wannabe. minha gente! Isso eu não entendo... Eu tomo sol na laje. Não se esqueçam do protetor solar e do sexuar também. com o meu protetor solar La Mer.De Chanel na Laje 185 Agora. não sou perfeita! Mas. me amo! Posted by dechanelnalaje at 06:11PM () . E repito: vai ser sem-graça assim lá na China! Eu só queria entender essa babação de ovo toda. que eu carrego na minha bolsinha Hermés. minhas filhas..

2010 Posted by dechanelnalaje at 04:49PM () segunda lição: você não deve estar bonita para os outros e sim para. 2010 Ai. na boa: essa paranóia toda só vai te deixar cada vez mais feia e abarangada.. 8. Gata. 4.. February 12. 7. assim eu me sinto tão clichê! No entanto. 3. meus sais. 5... fina e poderosa rica. todas as opções são corretas. a amiga dela tem. assim ela vai inspirar mais respeito social. todo mundo tem. 9. morta e enterrada no hemisfério Norte). ela lê vogue e lê it-brogs. Então a garota acha que ela tem que ter aquele trapinho porque: 1.. February 12.. ela acha que vai abalar a boca do balão com aquela roupinha. o mundo vai saber que ela entende de moda e está antenada com a tendência do momento (ou com o que foi tendência na estação passada. ela precisa que os outros achem que ela está bonita e é milionária para que ela mesma consiga acreditar nisso. a it-girl do blog it-algo disse que é tendência e que todas as meninas descoladas lá fora têm. ela pensa que todo o mundo vai achar que ela é chique. Friday. 2. Friday. algumas amiguinhas cismam em ignorar esse clichê e acabam sendo mais clichéticas que o próprio clichê personificado (ui. . não pegou?). 6.186 De Chanel na Laje musas do blog: de chanel no pé-sujo ou comendo coxinha de frango co. afinal.

Não se esqueça que.De Chanel na Laje 187 Teria sido mais simples que a comadre em questã tivesse perguntado: eu gosto dessa roupa? Esse trapo combina comigo? Bate com o meu estilo? Vou parecer fantasiada? Ao evitar esse sofrimento todo. é. Alguns deles também se interessam pelo que está dentro da sua cabecinha. no fundo. as outras mulheres só vão te dizer que você está bonita porque elas te acharam horrenda e ficaram com pena de você. E não se esqueça de que eles preferem o que está embaixo dos trapinhos. a pele agradece. Melhor fazer terapia e trabalhar a auto-estima que comprar essa roupitcha que só vai fazer mal ao seu ego. E. poucas serão as que terão grandeza de espírito para te dizer isso. em 90% das vezes. para elas. Os homens? Se eles te acharem bonita. Se você precisa que alguém te diga que você está bonita. se você não pode ver isso sozinha. Sinto muito. . você está com um problema. vão te achar de qualquer jeito. Quem não quer uma amiguinha jaburu para poder brilhar sozinha? Quando você estiver realmente bonita. você está ótima assim: elas vão poder se destacar ao seu lado.

e seja feliz! Dica do dia: a Ludmila do blog Ludmilismos um dia percebeu que ela não era um bibelô de estante e que essa obrigação social toda por estar bonita a estava estressando. Ponha um pouco de neurônio nessas lantejoulas todas.eu prometo. Então. Opinião de mãe e avó obviamente não contam. Posted by dechanelnalaje at 04:25PM () . é lucro.188 De Chanel na Laje Conclusão. não dói. Começou um experimento científico-social de despatricinhação e nos conta tudo nos mínimos detalhes. siga o meu conselho: pense. Se alguém além de você mesma te achar bonita. se você ainda não captou: você é a única pessoa que tem que se achar bonita. Mude a Vic pela Lud de vez em quando.

ou que a sua auto-estima despenque porque você não tem toda essa grana que elas aparentam ter e não pode comprar isso... deselegante. aí sim.. 2010 Claro que não. tonta. e deixa que certas pessoas que também não pensam formem a sua opinião.... Porém. minha cara. é a única coisa que pode te salvar de se transformar nessa coisa tão pequena. ou viajar para tal lugar.. antes de ficar para baixo porque não responderam o seu comentário. antes de se olhar no espelho e se sentir ridícula porque você não está sendo você. caipira.. .. antes de estourar o seu cartão de crédito e o seu cheque especial e ser uma eterna infeliz.De Chanel na Laje 189 primeira lição: você não é fútil porque gosta de moda Friday. antes de deixar que essas certas pessoas influenciem os seus gostos e façam você seguir certas "tendências". e. você merece o rótulo de fútil.. ou ser amiga de tal pessoa. antes de ficar magoada porque aquela menina não te respondeu no twitter quando você se rasgou em elogios para ela. tão boba... tão vulgar.. antes de perceber que você está tentando desesperadamente imitar uma pessoa ridícula digna de pena e sem amor próprio. minha querida. e o pior: tão sem estilo próprio. E vai pagar muito mico por aí.. Então. se você gosta de moda mas não pensa. pense! Porque pensar. o principal. February 12. Muito. tão enfadonha... antes de olhar para os lados e ver que você virou uma pessoa artificial.

Serei toda ouvidos! Beijos! Posted by dechanelnalaje at 03:21PM () . Se quiser me mandar um depoimento sobre como a leitura de blogs de beleza teve um impacto negativo na sua vida. E se você estava precisando. de nada.190 De Chanel na Laje Sim.com. mande um email para dechanelnalaje@gmail. este post é bem estilinho auto-ajuda mesmo.

191 .

For personal. LIABILITY LIMITED TO COST OF PRODUCT. NOT FOR RESALE. Patents pending for the SharedBook technology. .0100769270 Non-customer created content © SharedBook and its licensors. noncommercial use only. All rights reserved by their respective parties.

.

Not for Resale .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful