D e p ar tam e n to d o

INFORMAÇÕES BÁSICAS E VALORES GERAIS
Os valores descritos nesta tabela têm como referência o desenvolvimento do projeto
executivo, sem impostos, encargos, despesas com manutenção de escritório e
contabilidade.

CUB – Custo Unitário Básico médio das construções no Espírito Santo.

Valor especificado deve ser calculado apenas para a área complementar
especificada no item correspondente. Ex: Para uma edificação residencial com
300 m² o valor do projeto deverá ser calculado da seguinte maneira: 100 m²
(CUB/20) + 150 m² (CUB/25) + 50 m² (CUB/30).

A consulta técnica caracteriza-se pela prestação de pequenos serviços que não
demandem a execução de projetos ou relatórios, e que sejam solucionados em
apenas um contato com o cliente.

1 Hectare (ha) = 10.000 m² .

HORA TÉCNICA – Período de tempo dedicado ao cliente para qualquer tipo de
assistência técnica à obra contratada.

VALORES
HORA TÉCNICA......................................................................................................... CUB/10
Observação: Este valor refere-se a cada hora gasta numa visita técnica ou consultoria,
dentro do município de atuação do profissional.

SALÁRIO MÍNIMO PROFISSIONAL
08 horas.............................................................................................................. R$ 1.620,00
Este valor refere-se ao salário do Arquiteto Júnior (profissional com até três anos de
formado e que já possua alguma experiência para execução de projetos). Para a
contratação em regime de trabalho inferior ao de 08 (oito) horas diárias, calcular o valor
proporcional às horas especificadas no contrato.

Tabela de Honorários de Arquiteto

2

D e p ar tam e n to d o

TABELA VALOR DO CUB
2000

2001

2002

2003

janeiro

R$ 437.41

R$ 459.45

R$ 494,43

fevereiro

R$ 437.49

R$ 460.78

R$ 496,52

março

R$ 438.41

R$ 462.95

abril

R$ 439.75

R$ 465.57

maio

R$ 440.06

R$ 479.48

junho

R$ 450.75

R$ 480.95

julho

R$ 450.84

R$ 483.29

agosto

R$ 451.59

R$ 485.87

setembro

R$ 453.92

R$ 488.97

outubro

R$ 455.66

R$ 489.79

novembro

R$ 457.77

R$ 492.05

dezembro

R$ 459.40

R$ 492.45
Fonte SINDICON/ES

Tabela de Honorários de Arquiteto

3

D e p ar tam e n to d o

SUMÁRIO
Arquitetura
Etapas de Projeto.................................................................................. pág. 05
Tabelas.................................................................................................. pág. 08
Restauração do Patrimônio Edificado
Etapas de Projeto e Valores................................................................. pág. 12
Urbanismo
Etapas de Projeto.................................................................................. pág. 13
Tabelas.................................................................................................. pág. 14
Paisagismo
Etapas de Projeto.................................................................................. pág. 15
Tabelas.................................................................................................. pág. 16
Arquitetura de Interiores
Etapas de Projeto e Valores................................................................. pág. 17

Anexos
Anexo 01............................................................................................... pág. 20
Anexo 02 .............................................................................................. pág. 34
Bibliografia............................................................................................ pág. 34

Tabela de Honorários de Arquiteto

4

D e p ar tam e n to d o

ARQUITETURA
1ª PARTE - RESUMO DAS ETAPAS DO PROJETO DE ARQUITETURA
1

- LEVANTAMENTO DE DADOS/ ESTUDO DE VIABILIDADE
• Objetivos do cliente e prazos para elaboração do projeto e da obra;
• Elaboração do programa de necessidades e pré-dimensionamento;
• Informações sobre o terreno: escritura, dimensões e orientação, vegetação existente,
afloramentos rochosos, cursos de água, etc;
• Sondagem de reconhecimento do solo;
• Ventos dominantes, pluviosidade, insolação, etc;
• Levantamento das construções existentes a serem mantidas;
• Identificação das características do entorno e construções vizinhas;
• Levantamento da legislação arquitetônica e urbanística;
• Identificação das visuais e conceituação do partido arquitetônico;
• Identificação do sistema construtivo e materiais a serem utilizados;
• Pré-seleção dos responsáveis pela elaboração dos projetos complementares e
consultores especializados, caso haja necessidade.

2 - ESTUDO PRELIMINAR
• Configuração inicial do Projeto, a partir das informações obtidas na etapa de





3

levantamento de dados;
Elaboração de Plantas Baixas com pré-dimensionamento dos compartimentos, níveis,
volumetria, fluxo interno e externo;
Elaboração de corte(s) esquemático(s);
Elaboração de Planta de Situação e Implantação esquemática;
Perspectiva – definição de volumetria;
Pré-definição de partido estrutural.

- ANTEPROJETO
• Desenvolvimento do Projeto a partir do Estudo Preliminar, mediante a aprovação do
cliente;
• Definição do esquema estrutural;
• Definição das instalações gerais;
• Elaboração de Planta Baixa de cada pavimento projetado contendo indicações dos
pilares, cortes, níveis propostos, denominações de cada ambiente, cálculo das áreas,
reservatórios e áreas técnicas;
• Elaboração de Planta de Cobertura, com indicação da solução proposta, caimentos,
calhas, etc;
• Elaboração de Cortes com informações da estrutura proposta, pé-direito, forros, níveis
e outros elementos necessários para o entendimento do projeto;

Tabela de Honorários de Arquiteto

5

D e p ar tam e n to d o

• Elaboração de Planta de Situação e Implantação com indicações de afastamentos,
orientação e projeção da construção;
• Elaboração de Fachadas, contendo indicações dos revestimentos propostos,
esquadrias, brises, etc;
• Perspectiva ou Maquete para apresentação (opcional).
4

- PROJETO LEGAL
• Fase que compreende o desenvolvimento do Anteprojeto, geralmente, com as
pranchas e desenhos elaborados em formato e escala indicados pelos órgãos
competentes, para fins de aprovação legal;
• Elaboração de Planta Baixa de cada pavimento projetado contendo cotas gerais e
parciais, indicações dos pilares, cortes, níveis propostos, denominações de cada
ambiente, cálculo das áreas, reservatórios e áreas técnicas;
• Elaboração de Planta de Cobertura, com indicação da solução proposta, incluindo
caimentos, rufos e calhas, cotas gerais e parciais;
• Elaboração de Cortes (2) com informações da estrutura proposta, escadas, distâncias
de piso a piso, pé-direito, forros, níveis dos pisos e cotas gerais e parciais;
• Elaboração de Planta de Situação e Implantação com indicações de afastamentos,
orientação e projeção da construção;
• Elaboração de Fachada(s), contendo indicações dos revestimentos propostos,
esquadrias, brises, etc;
• Cálculo de tráfego de elevadores, no caso da existência do equipamento;
• Pré-dimensionamento das áreas técnicas (ex. casa de máquinas de elevadores, ar
condicionado, grupo gerador, etc);
• Consulta prévia aos órgãos públicos pertinentes;
• Documentação legal e pagamento de taxas (ex. Art).

5

- PROJETO EXECUTIVO
• Fase que compreende o desenvolvimento completo do Anteprojeto, em fase de
revisão e compatibilização com os Projetos Complementares (estrutural, hidrosanitário, elétrico, lógica, telefônico, luminotécnica, acústico, ar condicionado, etc);
• Elaboração de Planta Baixa de cada pavimento projetado contendo indicações do
detalhamento proposto, pilares, cortes, projeções, cotas de nível, denominações de
cada ambiente, cálculo das áreas, reservatórios e áreas técnicas, cotas gerais e
parciais, indicação de piso acabado e em osso, referência e numeração dos setores a
serem detalhados (sanitários, escadas, rampas, balcões, divisórias, gradis,
esquadrias, etc);
• Elaboração de Planta do Teto refletido, com indicação, especificação e detalhamento
do teto proposto, tais como lajes, rebaixos, sancas e locação das luminárias, além da
indicação de sistema de exaustão mecânica e locação dos difusores e grelhas do
sistema de condicionamento de ar;
• Elaboração de Planta de Cobertura, com indicação dos planos de cobertura, sentido
do
escoamento
das
águas
pluviais,
madeiramento,
cumieiras,
lajes
impermeabilizadas, rufos e calhas com respectiva especificação dos materiais
propostos e detalhamento através de cortes e seções específicas;
Tabela de Honorários de Arquiteto

6

D e p ar tam e n to d o

• Elaboração de Cortes com informações da estrutura proposta, escadas, distâncias de




6

piso a piso, pé-direito, forros, níveis (piso acabado e em osso), distinção gráfica dos
elementos estruturais e dos de vedação/fechamento, cotas e notas parciais e gerais;
Elaboração de planta de situação/ implantação com indicações de curvas de nível,
afastamentos e recuos, orientação e projeção da construção e denominação e largura
da(s) via(s) de acesso e passeio, cotas de piso acabado, cotas e notas parciais e
gerais;
Elaboração de todas as fachadas, contendo especificação completa dos materiais
propostos, detalhamento das esquadrias, brises, marquises, sheds, indicados por
cotas e notas parciais e gerais;
Detalhamento completo, em escala conveniente, das escadas e rampas, com
representação e especificação dos elementos construídos tais como pisos, espelhos,
patamares e corrimão;
Detalhamento dos compartimentos de área molhada, tais como sanitários, cozinha,
lavanderia, etc, com detalhes de bancadas e especificação completa dos materiais de
revestimento, louças e metais;
Detalhamento completo das esquadrias, portas e janelas, com representação das
folhas e montantes, elevações e sistema de montagem, especificação geral incluindo
ferragens.

- CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES
• Especificação completa de todos os materiais e revestimentos, incluindo a indicação
dos locais de aplicação dos itens especificados;
• Caderno de Especificações tem como objetivo esclarecer e orientar quanto ao padrão
de acabamento de cada tipo de serviço proposto.

7 - OUTROS SERVIÇOS
COORDENAÇÃO GERAL / GERENCIAMENTO DOS PROJETOS
• Atividade exercida ao longo do desenvolvimento dos Projetos, cabendo ao
profissional a responsabilidade de acompanhar a execução dos Projetos
Complementares, supervisionando e orientando a execução dos Projetos;
• Compatibilização dos Projetos Complementares entre si e com o Projeto
Arquitetônico;
• Estabelecer reuniões periódicas com os profissionais contratados marcando datas de
entrega de cada etapa prevista, para viabilizar o melhor entrosamento entre os
profissionais envolvidos;
• Redigir atas ou documentos descrevendo o andamento dos trabalhos desenvolvidos a
ser encaminhada ao contratante e aos profissionais envolvidos;
• Seleção, escolha e subcontratação das firmas e/ou profissionais responsáveis pelos
Projetos Complementares e serviços especializados (topografia, sondagem de solo,
etc);
• Administração e remuneração dos serviços contratados.

Tabela de Honorários de Arquiteto

7

D e p ar tam e n to d o

2ª PARTE – TABELAS
PERCENTUAIS EM CADA ETAPA DO PROJETO:
Os percentuais a seguir indicam a remuneração específica de cada item do Projeto de
Arquitetura. Estes dados poderão ser usados no caso de interrupção do Projeto antes da
conclusão final ou dA contratação de parte do Projeto.
Levantamento de dados / Estudo de Viabilidade

05 %

Estudo Preliminar

20 %

Anteprojeto/ Projeto Legal

35 %

Projeto Executivo

30 %

Caderno de Especificações

10 %

Coordenação Geral e Gerenciamento dos Projetos

20 %

Observação: O percentual do item Coordenação Geral e Gerenciamento dos Projetos é
calculado sobre o valor de todos os projetos para execução (Arquitetura +
Complementares).

TABELA DE ARQUITETURA (VALORES POR m²)
RESIDENCIAIS UNIFAMILIARES
Até 100 m² ............................................................................................................... CUB/20
De 101 a 250 m²....................................................................................................... CUB/25
De 251 a 500 m²....................................................................................................... CUB/30
Acima de 500 m²...................................................................................................... CUB/35
No caso de repetição das unidades (múltiplos blocos, conjunto habitacional), considerar
os seguintes valores:
1ª repetição............................................................................. 50 % do valor da 1ª unidade
2ª repetição............................................................................. 25 % do valor da 1ª unidade
3ª e demais repetições........................................................... 10 % do valor da 1ª unidade

Tabela de Honorários de Arquiteto

8

D e p ar tam e n to d o

EDIFÍCIOS MULTIFAMILIARES/COMERCIAIS
Até 2.000 m²........................................................................................................... CUB/100
De 2.001 a 3.500 m²................................................................................................ CUB/150
De 3.501 a 6.000 m²................................................................................................ CUB/200
Acima de 6.000 m².................................................................................................. CUB/300
No caso de repetição das unidades (múltiplos blocos, conjunto habitacional), considerar os
seguintes valores:
1ª repetição........................................................................... 50 % do valor da 1ª unidade
2ª repetição........................................................................... 25 % do valor da 1ª unidade
3ª e demais repetições......................................................... 10 % do valor da 1ª unidade
BARES, RESTAURANTES, PADARIAS E CONFEITARIAS
Até 250 m²................................................................................................................ CUB/20
De 251 a 500 m²....................................................................................................... CUB/35
Acima de 500 m²...................................................................................................... CUB/50
CLÍNICAS, LABORATÓRIOS, FARMÁCIAS DE MANIPULAÇÃO
Até 200 m²................................................................................................................ CUB/15
De 201 a 500 m²....................................................................................................... CUB/20
Acima de 500 m²...................................................................................................... CUB/25
LOJAS, BOUTIQUES, FARMÁCIAS, STANDS E SHOW - ROOM
Até 50 m².................................................................................................................. CUB/7
De 51 a 100 m²......................................................................................................... CUB/15
De 101 a 200 m²....................................................................................................... CUB/25
Acima de 200 m²...................................................................................................... CUB/40
BOATES E CASAS NOTURNAS
Até 200 m²................................................................................................................. CUB/15
De 201 a 500 m²........................................................................................................ CUB/20
Acima de 500 m²....................................................................................................... CUB/25
EDIFÍCIOS HOSPITALARES
Até 1.000 m².............................................................................................................. CUB/25
De 1.001 a 2.000 m².................................................................................................. CUB/30
De 2.001 a 5.000 m².................................................................................................. CUB/40
Acima de 5.000 m².................................................................................................... CUB/50
Tabela de Honorários de Arquiteto

9

D e p ar tam e n to d o

HOTÉIS, SPA’s, MOTÉIS, ALBERGUES, POUSADAS, CRECHES, FACULDADES,
ESCOLAS E PARQUES AQUÁTICOS
Até 500 m²................................................................................................................. CUB/30
De 501 a 1.000 m²..................................................................................................... CUB/40
De 1.001 a 2.000 m².................................................................................................. CUB/50
De 2.001 a 5.000 m².................................................................................................. CUB/65
Acima de 5000 m²..................................................................................................... CUB/80
DEPÓSITOS, GALPÕES E GARAGENS
Até 1.000 m²............................................................................................................. CUB/150
De 1.001 a 3.000 m²................................................................................................. CUB/250
De 3.001 a 5.000 m²................................................................................................. CUB/300
Acima de 5.000 m²................................................................................................... CUB/400
TERMINAIS DE PASSAGEIROS E CARGAS E POSTOS DE ABASTECIMENTO
Até 1.000 m²............................................................................................................. CUB/33
Acima de 1.000 m²................................................................................................... CUB/40
IGREJAS, CERIMONIAIS, ACADEMIAS DE GINÁSTICA E DANÇA, CINEMAS E TEATROS
Até 500 m²................................................................................................................ CUB/50
De 501 a 1.000 m².................................................................................................... CUB/70
Acima de 1.000 m²................................................................................................... CUB/100
LOJAS DE DEPARTAMENTOS, CENTROS COMERCIAIS E SHOPPING CENTERS
Até 1.000 m²............................................................................................................. CUB/50
De 1.001 a 2.000 m²................................................................................................. CUB/70
De 2.001 a 5.000 m²................................................................................................. CUB/100
Acima de 5.000 m²................................................................................................... CUB/150
INSTITUIÇÕES E ÓRGÃOS PÚBLICOS
Até 1.000 m²............................................................................................................. CUB/25
De 1.001 a 2.000 m²................................................................................................. CUB/30
De 2.001 a 5.000 m²................................................................................................. CUB/40
Acima de 5.000 m²................................................................................................... CUB/50
* - Estes índices são válidos para pequenos e médios empreendimentos (área de até 1000
m²). Para empreendimentos acima desta área, utilizar os índices referentes a edifícios
comerciais).

Tabela de Honorários de Arquiteto

10

D e p ar tam e n to d o

BANCOS, SEDES DE EMPRESAS, CPD’s
Até 200 m²................................................................................................................. CUB/25
De 201 a 400 m²........................................................................................................ CUB/30
De 401 a 600 m²........................................................................................................ CUB/35
Acima de 600 m²....................................................................................................... CUB/40
SUPERMERCADOS, HORTO MERCADOS, PAVILHÕES P/ EXPOSIÇÕES E FEIRAS
Até 1.000m².............................................................................................................. CUB/70
De 1.001 a 2.000 m²................................................................................................. CUB/100
De 2.001 a 5.000 m²................................................................................................. CUB/150
Acima de 5.000 m²................................................................................................... CUB/200

Tabela de Honorários de Arquiteto

11

D e p ar tam e n to d o

RESTAURAÇÃO DO PATRIMÔNIO EDIFICADO
RESUMO DAS ETAPAS E DO PROJETO DE RESTAURAÇÃO DO PATRIMÔNIO
EDIFICADO
1

- LEVANTAMENTO CADASTRAL – o valor dos honorários do Levantamento Cadastral
será o mesmo valor do Projeto de Restauração e compreende as seguintes fases:

• LEVANTAMENTO

HISTÓRICO: pesquisa histórica
levantamento de material gráfico e registros textuais;

da

edificação,

contendo

• LEVANTAMENTO FOTOGRÁFICO: registro detalhado em fotografia do monumento a
ser trabalhado, incluindo registros gerais de fachadas, detalhes construtivos,
esquadrias, ornamentos e elementos integrados;

• LEVANTAMENTO ARQUITETÔNICO: levantamento métrico, composto de Planta de
Locação, Situação, Planta(s) Baixa(s), Cortes, Fachadas, Cobertura, Esquadrias e
Detalhes Construtivos;

• DIAGNÓSTICO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Memorial contendo o diagnóstico
do estado de conservação da edificação e exame de patologias.
2

- PROJETO DE RESTAURAÇÃO – o valor dos honorários será 1,7 vez o valor do Projeto
de Arquitetura correspondente, compreendendo as mesmas etapas de projeto, a saber:
•ESTUDO PRELIMINAR;
•ANTEPROJETO;
•PROJETO EXECUTIVO.

Tabela de Honorários de Arquiteto

12

D e p ar tam e n to d o

URBANISMO
1ª PARTE – RESUMO DAS ETAPAS DO PROJETO URBANÍSTICO
1

- LEVANTAMENTOS / ANÁLISES
• Definição da equipe;
• Levantamento de cartografia;
• Análise de cartografia;
• Definição da base cartográfica;
• Levantamento de campo para definir limites do terreno em plano;
• Produção de fotos;
• Lançamento preliminar das áreas utilizáveis e edificáveis;
• Levantamento de informações físico-ambientais;
• Levantamento de informações de infra-estrutura;
• Levantamento de informações institucionais;
• Levantamento sócio-econômico;
• Levantamento da legislação existente;
• Análise das informações coletadas;
• Produção de relatório.

2

- ELABORAÇÃO DO PROJETO
• Definição da equipe;
• Definição preliminar das alternativas de projeto;
• Definição das diretrizes de projeto;
• Formulação do programa urbanístico;
• Definição do zoneamento espacial;
• Produção de material para apresentação de proposta;
• Consulta prévia aos órgãos competentes;
• Adequação da proposta às exigências dos órgãos;
• Apresentação da proposta ao cliente;
• Adequação da proposta às exigências do cliente;
• Aprovação da proposta;
• Elaboração do projeto para aprovação nos órgãos.

3

- APRESENTAÇÃO DO PROJETO
A Lei Federal n° 6766, art. 09, de 19 de dezembro de 1979, que trata de Projeto de
Loteamento, define que:
§ 1° Os desenhos deverão conter:
I – a subdivisão das quadras em lotes, com as respectivas dimensões e
numeração;
II – o sistema de vias com a respectiva hierarquia;
Tabela de Honorários de Arquiteto

13

D e p ar tam e n to d o

III – as dimensões lineares e angulares do projeto, com raios, cordas, arcos,
pontos de tangência e ângulos centrais das vias;
IV – os perfis longitudinais e transversais de todas as vias de circulação e
praças;
V – a indicação dos marcos de alinhamento e nivelamento localizados nos
ângulos de curvas projetadas;
VI – a indicação, em planta e perfis, de todas as linhas de escoamento das
águas pluviais.
§ 2° O Memorial Descritivo deverá conter, obrigatoriamente, pelo menos:
I – a descrição sucinta do loteamento, com as suas características e fixação da
zona ou zonas de uso predominante;
II – as condições urbanísticas do loteamento e as limitações que incidem sobre
os lotes e suas construções, além daquelas constantes das diretrizes
fixadas;
III – a indicação das áreas públicas que passarão ao domínio do município no
ato de registro dos equipamentos urbanos, comunitários e dos serviços
públicos ou de utilidade do loteamento;
IV – a enumeração pública, já existentes no loteamento e adjacências.
Outras leis que deverão ser consultadas para os Projetos de Parcelamento do Solo são a Lei
Estadual n° 3384, de 27 de novembro de 1980, e as leis municipais do local dos projetos.

2ª PARTE - TABELA
PARCELAMENTO DO SOLO
Até 10 Ha........................................................................................................... 03 CUB /ha*
11 Ha 50 Ha....................................................................................................... 02 CUB /ha
acima de 50 Ha.................................................................................................. 01 CUB /ha
DESENHO URBANO
Até 10 Ha........................................................................................................... 06 CUB /ha
11 Ha 50 Ha....................................................................................................... 03 CUB /ha
acima de 50 Ha.................................................................................................. 01 CUB /ha
PLANO DIRETOR URBANO................................................................................... 0,03 CUB/ha

1 hectare (ha) = 10.000,00 m²

Tabela de Honorários de Arquiteto

14

D e p ar tam e n to d o

PAISAGISMO
CONCEITUAÇÂO - São os projetos baseados na organização e planejamento de espaços
externos dos edifícios, dos elementos edificados ou naturais em áreas particulares ou
públicas, urbanas ou rurais, relacionadas com obras de arquitetura, engenharia ou urbanismo,
visando uma paisagem construída e humanizada.
Engloba a definição das funções, o tratamento dos níveis do terreno e das áreas de piso,
definição dos equipamentos de lazer e de recreação, especificação qualitativa da vegetação
em seus vários estados, fornecendo, ainda, subsídios de distribuição e especificação dos
elementos de drenagem, irrigação e iluminação.

1ª PARTE – RESUMO DAS ETAPAS DO PROJETO PAISAGÍSTICO
1

- ESTUDO PRELIMINAR
• Análise e apresentação da solução global do problema para determinação da
viabilidade de um programa de partido a ser adotado, constando de pesquisa,
programa de necessidade, setorização, fluxograma, bem como do plano de massas da
vegetação.

2

- ANTEPROJETO
• Solução geral do problema com a definição do partido a ser adotado, distribuição das
funções e tratamento geral com indicação das áreas de piso e plantação nas suas
várias escalas, locações das edificações e outras estruturas, possibilitando clara
compreensão da obra a ser executada.

3

- PROJETO EXECUTIVO
• Baseado no Anteprojeto apresentado e aprovado através de Plantas, Cortes,
Elevações e Detalhes Construtivos, MemoriaL Descritivo e Quantitativo, bem como
subsídios de distribuição e especificação dos elementos de drenagem, irrigação e
iluminação;
• Consta ainda do Projeto Executivo a locação e especificação qualitativa e quantitativa
das espécies vegetais a serem empregadas, bem como memorial botânico com dados
sobre as espécies utilizadas.

4

- PROJETOS E TRABALHOS COMPLEMENTARES
Direção Geral da Obra:
•A coordenação e orientação geral dos trabalhos complementares ao projeto paisagístico,
tais como cálculos de projetos de infra-estrutura (hidráulica, elétrica, etc.), cálculos
estruturais, análise e correção do solo, caberão sempre ao paisagista, o qual, a seu
critério, indicará os profissionais capacitados para a sua execução;
•Ao autor do projeto caberá o direito de vistoriar periodicamente a obra, dirimindo
eventuais dúvidas;

Tabela de Honorários de Arquiteto

15

D e p ar tam e n to d o

•A direção geral da execução da obra caracteriza-se pela prestação dos seguintes
serviços:
a) Orientação geral através do planejamento e perfeita verificação do andamento da
obra;
b) Organização dos orçamentos para aquisição de materiais, vegetação e mão-deobra, como também parecer técnico;
c) Responsabilidade técnica através do controle e coordenação dos diversos
empreiteiros, empresas ou técnicos que nelas trabalhem; verificação da
quantidade, volumes e qualidades dos diversos materiais e quanto ao porte e à
sanidade das espécies a serem empregadas.
•Esta direção não implica na participação do paisagista nos aspectos comerciais da obra,
quer na compra e na venda de materiais, quer na responsabilidade da contratação do
serviço de mão-de-obra.

2ª PARTE - TABELAS
PERCENTUAIS EM CADA ETAPA DO PROJETO
Os percentuais a seguir indicam a remuneração específica de cada item do Projeto de
Paisagismo. Estes dados poderão ser usados no caso de interrupção do Projeto antes da
conclusão final ou de contratação de parte do Projeto.
Levantamento de Dados

05 %

Estudo Preliminar

20 %

Anteprojeto

35 %

Projeto Executivo

40%

Projetos e Trabalhos Complementares/ Direção da Obra

25 %

Observação: O percentual do item Projetos e Trabalhos Complementares é calculado sobre o
valor do Projeto de Paisagismo.
Propriedade rural (menor que 15 hectares) parques não urbanos....................... 3,5 CUB/ha
Propriedade rural (maior que 15 hectares) parques não urbanos............................ 3 CUB/ha
Parques urbanos e tratamentos paisagísticos de áreas urbanas, sítios, chácaras, orlas,
praças, cemitérios....................................................................................................... 5 CUB/ha
Residências
unifamiliares
com
terreno
menor
que
2000m²,
edifícios
de
apartamentos...................................................................................................... CUB/75 por m²
Conjuntos residenciais, residências unifamiliares em terreno maior que 2.000 m², aeroportos,
estacionamentos, escolas, áreas de feiras e exposições........... CUB/125 por m²
Motéis, hotéis, comércio, indústrias, instituições religiosas.......................... CUB/100 por m²

Tabela de Honorários de Arquiteto

16

D e p ar tam e n to d o

ARQUITETURA DE INTERIORES
PERCENTUAIS EM CADA ETAPA DO PROJETO
Os percentuais a seguir indicam a remuneração específica de cada item do Projeto de
Arquitetura de Interiores. Estes dados poderão ser usados no caso de interrupção do projeto
antes da conclusão final ou na contratação de parte do Projeto de Interiores.
1ª FASE - plantas gerais.............................................................................. 30% do valor total
2ª FASE - detalhamento.............................................................................. 35% do valor total
3ª FASE - marcenaria fixa, serralheria........................................................ 35% do valor total
4ª FASE - mobiliário, acessórios..... definido pela hora técnica ou 10% do valor da compra
1ª FASE (30% do valor total) - etapas e percentuais correspondentes:
• layout........................................................................................................................... 20%
• modificações de alvenarias......................................................................................... 15%
• luminotécnica............................................................................................................... 30%
• modificação de pontos hidráulicos............................................................................. 15%
• paginação de piso........................................................................................................ 20%
2ª FASE (35% do valor total) - etapas e percentuais correspondentes:
• detalhamento das portas, portões, vistas e rodapés................................................. 40%
• detalhamento das áreas molhadas (cozinha, banheiro, área de serviço, etc).......... 60%
3ª FASE (35% do valor total) - etapas e percentuais correspondentes:
• detalhamento de marcenaria fixa.
4ª FASE
• refere-se ao acompanhamento do cliente a lojas especializadas, para escolha das
peças e acessórios.
• esta etapa deverá ser cobrada por hora técnica e/ou percentual do valor da compra.

Tabela de Honorários de Arquiteto

17

D e p ar tam e n to d o

CÁLCULO DOS HONORÁRIOS POR ÁREA (CUB/m2)
Neste caso toma-se a área a ser decorada que será multiplicada pelo resultado encontrado
entre a porcentagem sugerida e o CUB (CUSTO UNITÁRIO BÁSICO) do mês em curso.
RESIDÊNCIAS
Até 100 m²................................................................................................................ CUB/21
De 101 a 250 m²....................................................................................................... CUB/24
De 201 a 500 m²....................................................................................................... CUB/28
Acima de 500 m²...................................................................................................... CUB/33
BOATE, BAR, RESTAURANTE, PADARIA, LANCHONETE
até 60 m².................................................................................................................... CUB/10
de 61 a 100 m²........................................................................................................... CUB/12
de 101 a 300 m²......................................................................................................... CUB/16
de 300 a 500 m²......................................................................................................... CUB/21
acima de 500 m²........................................................................................................ CUB/27
LOJA
até 60 m².................................................................................................................... CUB/13
de 61 a 100 m²........................................................................................................... CUB/16
de 101 a 300 m²......................................................................................................... CUB/21
de 301 a 500 m²......................................................................................................... CUB/28
acima de 500 m²........................................................................................................ CUB/41
FARMÁCIA, PERFUMARIA
Qualquer área ........................................................................................................... CUB/13
SUPERMERCADO
Qualquer área ........................................................................................................... CUB/60
QUIOSQUE, STAND DE VENDAS
Qualquer área ........................................................................................................... CUB/41
CONSULTÓRIO
Qualquer área ........................................................................................................... CUB/13
CLÍNICA
Qualquer área ............................................................................................................ CUB/21
HOSPITAL
Qualquer área ............................................................................................................ CUB/35
HOTÉIS DE 3 A 5 ESTRELAS
Qualquer área ............................................................................................................ CUB/28
HOTÉIS ESPECIAIS/MOTÉIS
Qualquer área ............................................................................................................ CUB/21
Tabela de Honorários de Arquiteto

18

D e p ar tam e n to d o

CÁLCULO DOS HONORÁRIOS POR AMBIENTES (CUB/m2)
Hall, Estar, Área Comum Coberta, Recepção, Portaria:
até 50 m².................................................................................................................... CUB/13
de 51 a 100 m²........................................................................................................... CUB/21
de 101 a 200 m²......................................................................................................... CUB/28
de 201 a 300 m²......................................................................................................... CUB/34
acima de 300 m²........................................................................................................ CUB/41
Sauna, Área de Serviço, Closet..................................................................................... CUB/16
Escadas, Bibliotecas....................................................................................................... CUB/16
Adega.............................................................................................................................. CUB/13
Lavabo............................................................................................................................ CUB /8
Banheiro......................................................................................................................... CUB/13
Quarto com detalhe de peças....................................................................................... CUB/15
Cozinha........................................................................................................................... CUB/13
CÁLCULO DOS HONORÁRIOS POR DETALHES INDIVIDUAIS (Preço Unitário)
Porta (social) até 1,50m................................................................................................. CUB/5
Porta (interna)................................................................................................................ CUB/ 6.5
Escadas.......................................................................................................................... CUB/ 2.5
Churrasqueira/Lareira.................................................................................................... CUB/ 2,8
Bar até 3,00 m................................................................................................................ CUB/1,5
Cama ............................................................................................................................ CUB/ 2,8
Bicama............................................................................................................................ CUB/
1,5
Aparador........................................................................................................................ CUB/ 2,8
Armário (4-8 portas)...................................................................................................... CUB/ 1,5
Estante........................................................................................................................... CUB/ 1,5
Balcão............................................................................................................................ CUB/ 2,8
Calçada.......................................................................................................................... CUB/ 2,8
Muro.............................................................................................................................. CUB/ 2,8
Gesso (m²)..................................................................................................................... CUB/ 60
Piso (m²)........................................................................................................................ CUB/ 60
Parede (m²).................................................................................................................... CUB/ 60

Tabela de Honorários de Arquiteto

19

D e p ar tam e n to d o

ANEXO 01
ROTEIRO BÁSICO PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE ARQUITETURA
SUMÁRIO
1- Objetivos
2- Definições Gerais
3- Etapas de Projeto
3.1 - Levantamento de Dados
3.2 - Estudo Preliminar
3.3 - Anteprojeto Arquitetônico
3.3.1- Produtos Finais
3.4 - Projeto Legal
3.4.1- Produtos Finais
3.5 - Projeto Executivo
3.5.1- Projeto Pré-Executivo
3.5.1.1- Produtos Finais
3.5.2- Projeto Básico
3.5.2.1- Produtos Finais
3.5.3- Projeto de Execução
3.5.4- Detalhes de Execução
3.6 - Detalhes Construtivos
3.6.1- Produtos Finais
3.7 - Caderno de Especificações
3.8 - Assistência à Execução da Obra
3.9 - Coordenação dos Projetos
3.9.1- Sistemas de Controle
3.9.2- Gerenciamento de Projeto
3.10 - Avaliação e aceitação das etapas e fases de trabalho
3.10.1 - Entrega de Documentos
3.10.2 - Avaliação
3.10.3 - Aceitação
3.10.4 - Aprovação
3.10.5 - Alteração
3.11- Serviços Complementares e Opcionais

1

- OBJETIVOS

O presente documento tem por objetivo:
• Normatizar os procedimentos para a elaboração do Projeto de Arquitetura de uma
edificação;
• Estabelecer parâmetros para a fixação dos honorários mínimos profissionais;
• Sugerir a discriminação dos serviços nos contratos que tenham por objetivo o Projeto de
Arquitetura da edificação;
• Definir e caracterizar os principais elementos técnicos relacionados aos projetos, em
especial, as fases que o compõem e as informações necessárias ao seu desenvolvimento.

Tabela de Honorários de Arquiteto

20

D e p ar tam e n to d o

2 - DEFINIÇÕES GERAIS
OBRA: espaço e/ou objeto a ser construído, fabricado ou montado.
PROJETO: conjunto de desenho e documentos técnicos necessários à construção, fabricação
ou montagem.
EXECUÇÃO: conjunto de ações técnicas, estabelecidas no Projeto, necessárias à construção,
fabricação ou montagem.
ARQUITETO: profissional contratado, responsável pelo projeto e/ou execução da obra e
respectiva coordenação.
CLIENTE: pessoa física ou jurídica contratante dos serviços do Arquiteto.
USUÁRIO: cada um daqueles que utilizarão a obra; em alguns casos o contratante e o usuário
coincidem.
PROGRAMA DE NECESSIDADES: documento que exprime as necessidades e exigências
dos clientes e dos futuros usuários da obra e/ou objeto; descreve sua função, atividades que
irá abrigar, dimensionamentos e padrões de qualidade; a elaboração desse programa deve,
necessariamente, proceder ao início do projeto, podendo ser complementado ao longo de seu
desenvolvimento.
ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICO-FINANCEIRO: este trabalho tem por finalidade fazer
um levantamento de todos os condicionantes de uma determinada atividade, para que se
possa montar um prognóstico. Indo-se mais além, a partir dos dados técnicos poder-se-á
chegar a uma viabilidade financeira.
PRÉ-DIMENSIONAMENTO: atividade que se faz necessária para servir de base ao arquiteto e
cliente; ao profissional serve como base para estabelecer a cobrança de honorários; já para o
cliente tem papel importante também, pois o situa claramente, permitindo que tome decisões
acertadas.
DIREITO DE VISTORIA: ao autor do Projeto caberá o direito de vistoriar periodicamente a
obra, dirimindo eventuais dúvidas.
CRONOGRAMA: o cronograma pode ser físico e financeiro, onde são especificados prazos e
recursos dispensáveis para a execução, podendo, também, representar o espaço físico
necessário para cada etapa dos projetos e/ou execuções.
HORA TÉCNICA: é o tempo dedicado a um cliente, para esclarecimentos técnicos, sobre um
projeto e/ou execução; é usada para determinar honorários quando estes não estão incluídos
num prévio acordo.

3 - ETAPAS BÁSICAS DE PROJETO
3.1 - LEVANTAMENTO DE DADOS
Reunir informações e dados com o objetivo de caracterizar perfeitamente o objeto, o escopo do
contrato, o projeto e o conjunto de restrições.
Em geral, é providenciado diretamente pelo cliente/contratante.
a) Definições preliminares:
• objetivos do cliente e da obra;
• prazos e recursos disponíveis para o projeto e obra;
• padrões de construção e acabamento pretendido;
• normas de apresentação gráfica do cliente/contratante.
b) Programa de necessidades/dimensionamento da obra:
Tabela de Honorários de Arquiteto

21

D e p ar tam e n to d o

características funcionais e atividade que irá abrigar;





compartimentação e dimensionamento preliminares do Projeto;
população fixa e variável (por compartimento e função);
fluxos de pessoas, veículos e materiais (interno e externo);
mobiliário específico;
instalações e equipamentos básicos por compartimento.

c) Informações legais sobre o terreno:
• escritura(s) atualizada(s), impostos e registros de imóveis (compatíveis com o
levantamento planialtimétrico);
• certidões vintenárias (para os casos de parcelamento e desdobro de áreas);
• documentos cadastrais (projetos de alinhamento e loteamento, levantamentos
aerofotogramétricos e outros);
• restrições específicas do loteamento;
• levantamento arquitetônico detalhado, em escala adequada, de construções porventura
existentes no terreno a serem mantidas, ou quando solicitadas.
d) Levantamento Planialtimétrico detalhado em escala adequada, indicando:
• limites do terreno (dimensões lineares e angulares, rumos);
• locação e características das construções vizinhas e internas ao terreno, incluindo
número e níveis do térreo, subsolos e número de pavimentos;
• arruamentos e calçadas limítrofes;
• acidentes naturais (rochas, cursos d'água, etc.);
• vegetação existente (locação e especificação de árvores e massas arbustivas);
• orientação norte magnético/verdadeiro;
• localização e (nível) das galerias de águas pluviais, redes de água e esgoto, energia,
telefonia, gás, etc., no terreno, na(s) calçada(s) e na(s) rua(s);
• curvas de nível espaçadas de metro em metro e secções do terreno;
• referência de nível e locação - RN.
e) Tipo de solo:
•sondagens de reconhecimento do solo apresentadas de acordo com as Normas
Brasileiras da ABNT-NBR 6484/80, atendendo as diretrizes para sondagens da Associação
Brasileira de Mecânica dos Solos;
• sondagens geológicas e dados sobre drenagem com o objetivo de subsidiar a
concepção estrutural e o projeto de fundações da obra.
f) Dados geoclimáticos e ambientes locais (quando necessários):
• temperatura;
• pluviosidade;
• insolação;
• regime de ventos e das marés;
• níveis de poluição (sonora, do ar, do solo, da água).
g) Informações sobre uso e ocupação do solo do entorno:
• padrões urbanísticos e arquitetônicos;
• infra-estrutura disponível;
Tabela de Honorários de Arquiteto

22

D e p ar tam e n to d o





tendência de desenvolvimento para a área;
condições de tráfego e estacionamento;
visuais;
proximidades de equipamentos urbanos;
fotos de terreno e seu entorno.

h) Levantamento da legislação arquitetônica e urbanística (municipal, estadual, federal e
concessionárias):
• restrições de uso;
• taxas de ocupação e coeficientes de aproveitamento;
• gabaritos de altura das edificações;
• alinhamentos, recuos e afastamentos;
• áreas de estacionamento coberto ou descoberto;
• exigências relativas a tipos específicos de edificação
• outras exigências arquitetônicas a serem especificadas:
- órgãos técnicos públicos (prefeitura, engenharia sanitária);
- órgãos de proteção ao meio ambiente, patrimônio histórico.
i) Recursos técnicos disponíveis e/ou desejáveis;
j) Mão-de-obra (qualificação);
k) Materiais;
l) Sistemas construtivos;
m) Modalidade de construção da execução da obra;
n) Porte do construtor (fabricante/ montador);
o) Seleção e escolha dos responsáveis pelos serviços, consultorias especializadas e projetos
complementares.
3.1.1- PRODUTOS FINAIS:
O produto final se caracterizará por um relatório/programa, abrangendo todos os itens aqui
apontados.
Geralmente, esta etapa é desenvolvida pelo próprio cliente/contratante, podendo, entretanto,
vir a ser contratado como um adicional junto ao arquiteto ou empresa de arquitetura ou ainda
por firmas especializadas.
Com base nas informações coletadas (totais ou parciais), é possível elaborar estudos de
viabilidade técnico-legal e até econômica que permitam verificar basicamente se o programa,
o terreno, a legislação e os custos/investimentos são compatíveis com volumétricos
arquitetônicos (número de blocos ou edifícios, número de pavimentos, etc) sem caracterizar
o projeto, necessariamente, através de desenhos.
3.2 - ESTUDO PRELIMINAR
É a análise e avaliação de todas as informações recebidas para seleção e recomendação do
partido arquitetônico da edificação, podendo, eventualmente, apresentar soluções alternativas.
Tem como objetivo a aprovação preliminar do partido proposto para, posteriormente, dar
prosseguimento ao trabalho em nível de Anteprojeto.
Tabela de Honorários de Arquiteto

23

D e p ar tam e n to d o

3.2.1- PRODUTOS FINAIS
a) Memorial - descreve e justifica a solução arquitetônica proposta, relacionando-a ao
Programa de Necessidades, às características do terreno e do seu entorno, a legislação
arquitetônica e urbanística pertinentes e/ou a outros fatores determinantes na definição do
partido adotado. Acompanha quadro de áreas estimadas.

b) Planta Baixa dos principais níveis da edificação que caracterizem uso, localização,
dimensionamento e articulação dos ambientes, permitindo, sempre que possível,
uma primeira apreciação da solução estrutural, das instalações e pré-orçamento da
obra. Podem ser complementadas por Cortes esquemáticos e Plantas de
Situação/implantação esquemáticas.
3.3 - ANTEPROJETO
Será desenvolvido a partir do Estudo Preliminar e deverá abranger os seguintes aspectos:
• concepção, dimensionamento e caracterização dos pavimentos, contendo a definição
de todos os ambientes;
• concepção e tratamento da volumetria do edifício;
• definição do esquema estrutural;
• definição das instalações gerais.
O conjunto de definição será sempre orientado levando-se em consideração os seguintes
aspectos:
• conforto ambiental (insolação, aeração, luminosidade e tratamento acústico);
• tecnológico (sistemas construtivos, resistência e durabilidade dos materiais);
• econômicos (relação mais adequada entre custos, benefícios, durabilidade e padrão
desejado).
Tem com objetivo final:
• aferição e aprovação formal pelo contratante;
• proporcionar um conjunto de informações técnicas da edificação, necessária a
compatibilização dos Projetos Complementares ao Projeto de Arquitetura e suficientes
à elaboração de estimativas de custos (executados por terceiros) e de prazos dos
serviços de obra.
3.3.1 - PRODUTOS FINAIS
a) Planta de Situação:
• denominação de ruas e/ou praças limítrofes;
• orientação;
• tabelas com área de construção por pavimento, totais de construção, projeção e
terreno;
• implantação dos blocos com afastamento das divisas e níveis principais do
terreno;
• áreas de circulação, estacionamentos e jardins.
b) Planta Baixa de cada pavimento:
• elementos de estrutura;
Tabela de Honorários de Arquiteto

24

D e p ar tam e n to d o



indicação dos elementos estruturais (pilares);
níveis dos pisos;
localização dos principais equipamentos, como elevadores, cabines de
transformação, áreas para equipamentos de ar-condicionado, instalações,
reservatórios, fossas, e outros definidos pela função da edificação;



denominação e área de cada ambiente;
orientação;
outros elementos que favoreçam a compreensão qualitativa dos espaços
propostos;
altura de piso, pés-direitos, indicação de forros.

c) Planta de Cobertura:
• indicação de tipologia (laje impermeabilizada, telhado, etc.);
• indicação de caimentos, calhas, coletores de águas pluviais.
d) Cortes esquemáticos:
• altura de piso a piso;
• pré-dimensionado de lajes e outros elementos estruturais;
• pés-direitos;
• indicação de forro.
e) Fachadas:
• indicação de esquadrias, brises e outros elementos;
• indicação de materiais de revestimento.
f) Tabelas e Memoriais:
• quadro de áreas por pavimento e geral;
• definição dos principais acabamentos;
• memorial justificativo (eventual).
g) Serviços adicionais:
• ainda poderão ser oferecidos como serviços adicionais;
• plantas mobiliadas, ilustrações;
• perspectivas, maquetes, modelo reduzido, maquete eletrônica;
• quantificação dos itens principais da obra;
• pré-orçamento estimativo;
• estudo de viabilidade econômica/financeira.
3.4 - PROJETO LEGAL
É um dossiê com os documentos exigidos para a aprovação legal da edificação pelas autoridades
competentes (municipal, estadual e federal).
São necessárias a apresentações dos registros oficiais do(s) arquiteto(s) e responsável(s)
técnico(s) (na prefeitura e no CREA) e a ART’s – Anotação de Responsabilidade Técnica sobre o
Projeto da edificação.
Seu objetivo é a obtenção de licenças e alvarás de acordo com as normas vigentes.
Tabela de Honorários de Arquiteto

25

D e p ar tam e n to d o

Desenvolvimento mais aprofundado do Anteprojeto Arquitetônico, tendo com objetivo a interação
com todos os Projetos Complementares.
Em projetos de maior complexidade é recomendável que esta etapa de trabalho se desenvolva
antes ou concomitantemente ao processo de aprovação dos Projetos Legais.
3.4.1- PRODUTOS FINAIS
Consiste na apresentação de desenhos relativos à implantação e localização, Plantas Baixas
de todos os pavimentos, inclusive de Situação, Cobertura, Cortes, Secções, Fachadas,
ampliações de áreas molhadas, das escadas e rampas, esquemas de esquadrias e forros.
Obedecerá ao mesmo número e escalas de apresentação dos desenhos do Projeto de
Execução. Sua apresentação deverá, no mínimo, conter o seguinte conteúdo:
• eixos e sistemas de coordenadas;
• indicação dos elementos estruturais;
• locais de prumadas;
• identificação e cotas de todos os ambientes e níveis;
• dimensionamento de vãos e aberturas, indicação do sentindo de abertura das
esquadrias;
• localização de louças, equipamentos sanitários e pontos de instalações (torneiras,
chuveiros, etc);
• localização de equipamentos específicos (aparelhos, centrais de ar condicionado,
cabines de transformação, etc);
• indicação de níveis;
• indicação dos principais acabamentos (tabelas à parte);
• nas coberturas, indicação de caimentos, calhas, plano de cobertura, cumieiras,
pontos de descida de águas pluviais;
• plantas de forros e divisórias.
Os detalhes construtivos e de execução serão incorporados somente no Projeto de
Execução e detalhamento.
3.5 - PROJETO EXECUTIVO
3.5.1 - PROJETO PRÉ-EXECUTIVO
É o desenvolvimento mais aprofundado do Anteprojeto Arquitetônico, tendo como objetivo a
interação com todos os Projetos Complementares. Em projetos de maior complexidade é
recomendável que esta etapa de trabalho se desenvolva antes ou concomitantemente ao
processo de aprovação dos Projetos Legais.
3.5.1.1- PRODUTOS FINAIS
Consiste na apresentação de desenhos relativos à Implantação e Locação, plantas
Baixas de todos os pavimentos, inclusive Cobertura, Cortes, Secções, Fachadas,
ampliações de áreas molhadas, das escadas e rampas, esquemas de esquadrias e
forros. Obedecerá ao mesmo número e as escalas de apresentação dos desenhos do
Projeto de Execução. Sua apresentação deverá, no mínimo, conter o seguinte
conteúdo:
Tabela de Honorários de Arquiteto

26

D e p ar tam e n to d o

Eixos e sistemas de coordenadas:
• indicação dos elementos estruturais;
• locais de prumadas;
• identificação e cotas de todos os ambientes e níveis;
• indicação dos principais acabamentos (tabelas à parte);
• nas coberturas, indicação de caimentos, calhas, plano de cobertura, cumeeiras,
pontos de descida de águas pluviais;
• plantas de forros e divisórias;
Os detalhes construtivos e de execução serão somente no Projeto de Execução e
Detalhamento.
3.5.2- PROJETO BÁSICO
O Projeto Básico é a solução desenvolvida do Anteprojeto, já compatibilizado com todas as
interferências dos Projetos Complementares. É uma etapa que pode ser suprimida quando
não houver necessidade da licitação. Em muitos empreendimentos, estas fases devem ser o
objetivo de um único contrato, visando preservar a qualidade do projeto e a responsabilidade
técnica de seus autores.
3.5.2.1- PRODUTOS FINAIS
Consiste das mesmas peças gráficas do Projeto de Execução de Arquitetura, porém,
com um nível de informação suficiente apenas para qualificar e quantificar a obra.
Acompanham os esquemas de todas as esquadrias de madeira ou metálicas, e o
Caderno de Especificações Básicas.
O produto final desta etapa deve somar-se aos Projetos Básicos Complementares,
Memoriais Descritivos e Cadernos de Encargos e/ou de quantidade e custos,
desenvolvidos pelos responsáveis pelos Projetos e Serviços Complementares, sob a
coordenação geral da empresa de arquitetura.
Este conjunto de informações permitirá a licitação da obra, de acordo com normas e
resoluções.
O artigo 6, inciso IX da Lei de Licitações – Lei 8.666/93, aplicável à contratação de
serviços pelo setor público, que define Projeto Básico como: “conjunto de elementos
necessários e suficientes, com nível de precisão adequado, para caracterizar a obra
ou serviço, ou complexo de obras ou serviços, objeto da licitação, elaborado com base
nas indicações dos estudos técnicos preliminares, que assegurem a viabilidade técnica
e o adequado tratamento do impacto ambiental do empreendimento, que possibilite a
avaliação do custo da obra, a definição dos métodos e o prazo de execução, devendo
conter os seguintes elementos:
a) Desenvolvimento da solução escolhida de forma a fornecer visão global da obra e
identificar todos os elementos constitutivos com clareza;
b) Soluções técnicas globais e localizadas, suficientemente detalhadas, de forma a
minimizar a necessidade de reformulação ou variantes durante as fases de
elaboração do Projeto Executivo e de realização das obras e montagem;
c) Identificação dos tipos de serviços a executar e de materiais e equipamentos a
incorporar à obra, bem como suas especificações que assegurem os melhores

Tabela de Honorários de Arquiteto

27

D e p ar tam e n to d o

resultados para o empreendimento, sem frustrar o caráter competitivo para a sua
execução;
d) Informações que possibilitem o estudo e a dedução de métodos construtivos,
instalações provisórias e condições organizacionais para a obra, sem frustrar o
caráter competitivo para sua execução;
e) Subsídios para montagem do plano de licitação e gestão da obra, compreendendo
sua programação, a estratégia de suprimentos, as normas de fiscalização e outros
dados necessários em cada caso;
f) Orçamento detalhado do custo global da obra, fundamentado em quantitativos de
serviços e fornecimentos propriamente avaliados“.

O CONFEA – Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia estabelece
sua definição de Projeto Básico na Resolução nº 361, de 10/12/1991.
3.5.3 - PROJETO DE EXECUÇÃO
É o conjunto de documentos elaborados, em escala conveniente, de todos os elementos da
obra ou serviço, necessários à exata execução técnica e artística da edificação.
3.5.3.1- PRODUTOS FINAIS
a) Listagens dos desenhos de arquitetura
Observação: todas as escalas a seguir mencionadas são referenciais, devendo ser
adequadas caso a caso.
b) Planta de Situação – escala 1:500 ou 1:1.000:
• cotas de afastamento do lote em relação aos limites da quadra;
• larguras de ruas e passeios;
• cotas de afastamentos e recuos das edificações com relação aos limites do
terreno;
• orientação (Norte magnético ou verdadeiro);
• denominação de ruas e praças limítrofes;
• notas gerais;
• legendas e carimbo;
c) Planta de Implantação – escalas 1:200 ou 1:250:
• indicação do sistema de eixo de coordenadas do Projeto;
• orientação (Norte magnético ou verdadeiro);
• limites do terreno e indicação de logradouros adjacentes;
• vias de acesso;
• curvas de nível (anteriores e do projeto);
• pormenor das áreas ajardinadas, vias internas, estacionamentos, áreas
cobertas e seus respectivos detalhes construtivos;
• indicação dos vários acessos (principal e secundários) previstos para o terreno
e a edificação;
• cotas de nível do piso dos acessos;
• designação dos diversos edifícios (ou fases) previstos;
• cotas gerais;
Tabela de Honorários de Arquiteto

28

D e p ar tam e n to d o


notas gerais;
legendas e carimbo.

d) Planta(s) Baixa(s) do(s) pavimento(s) – escala 1:50:
• indicação de coordenadas de projeto;
• indicação dos elementos do sistema estrutural, com distinção gráfica entre
estes e as vedações;
• indicação de cotas parciais entre coordenadas e cotas totais;
• cotas de desenho, em pormenor, dos locais que não serão desenhados em
escala maior;
• indicação dos Cortes gerais, Fachadas, elevações parciais, detalhes e secções;
• indicação de níveis de pisos acabados e em osso;
• indicação da função e área de cada ambiente;
• localização e numeração de sanitários, escadas, rampas, balcões, divisórias,
gradis, guarda-copos, corrimãos, esquadrias (de madeira, ferro, alumínio),
armários, bancadas e outros que serão desenhados em escala maior;
• indicação do sentido de abertura das esquadrias;
• indicação de sancas, rebaixos e projeções;
• indicação de enchimentos, dutos e prumadas das instalações;
• indicação de soleiras e peitoris com especificação completa dos materiais;
• localização de fossas e sumidouros;
• indicação dos pontos de distribuição de água e esgoto, inclusive para jardins,
filtros, bebedouros e caixas de incêndio;
• localização de torres de arrefecimento, fan-coils, se tratar de aparelhos
individuais (de parede/janela);
• localização e dimensionamento dos vãos quando se tratar de aparelhos
individuais (de parede/janela);
• detalhamento da fixação ou especificação dos elementos suportes;
• indicação dos quadros e caixas de distribuição das redes telefônica, elétrica,
centrais de som, alarme, prumadas hidráulicas, etc;
• paginação dos revestimentos quando houver necessidade;
• indicação da projeção dos reservatórios de água (inferior e superior), com
respectivos acessos e capacidade em litros;
• uso das convenções oficiais, especialmente em casos de reforma;
• especificações gerais;
• notas gerais;
• tabelas com indicação de acabamentos, revestimentos e pisos;
• quadro de dimensionamento das esquadrias onde constem referências,
dimensões, especificações e quantidades de cada uma;
• legendas e carimbo;
e) Planta de Cobertura – escala 1:100 ou 1:50:
• indicação do sistema de coordenadas do projeto;
• indicação dos planos de cobertura e de calhas, com respectivos sentidos de
inclinação de escoamento das águas;
• indicação da posição e dimensionamento das calhas condutoras de água
pluviais e destino das mesmas;
Tabela de Honorários de Arquiteto

29

D e p ar tam e n to d o







f)

cortes e secções parciais em centímetros;
indicação dos detalhes de cumeeiras, rufos, arremates e outros elementos;
especificações dos materiais, dimensionamento da solução estrutural básica,
elementos de impermeabilização e isolamento termo-acústico;
orientação (Norte/Sul);
notas gerais;
legendas e carimbo.

Planta de Forro – escala 1:50 (quando necessário):
• indicação do sistema de coordenadas de projeto;
• desenho do forro, com indicação completa das luminárias, com indicação dos
pontos de iluminação no teto;
• representação dos aerofusos, sancas com respectivas grelhas de insuflamento
e retorno para sistema de ar-condicionado central, quando no forro;
• indicação dos pontos de instalações especiais, quando no forro;
• representação das paredes e divisórias;
• notas gerais;
• legendas e carimbo;

g) Cortes – escala 1:50 (quantidade compatível com a obra):
• indicação do sistema de coordenadas de projeto;
• distinção gráfica entre elementos da estrutura e vedações secionadas;
• indicação dos perfis longitudinais e transversais naturais do terreno, aterros e
desterros, e dos novos perfis longitudinais e transversais do terreno;
• nível dos pisos secionados (bruto e acabado);
• cotas verticais de piso, parciais e totais dos elementos secionados;
• notas gerais;
• legendas e carimbo;
h) Fachadas – escala 1:50:
Desenhos de todas as elevações externas da edificação, com representação
gráfica e especificação completa dos materiais de revestimento (massa, referência,
cor, dimensões), determinando o respectivo modo do assentamento e acabamento,
contendo:
• indicação do sistema de coordenadas de projeto;
• desenho das fôrmas, quando utilizado concreto aparente;
• indicação e especificação completa de vidros, cristais, elementos vazados,
brises e esquadrias;
• representação, numeração e sentido de abertura das esquadrias nas fachadas;
• representação da localização de aparelhos de ar-condicionado, quando forem
individuais (de parede/janela);
• cotas parciais e totais dos componentes das fachadas;
• medidas em cotas de nível e também dos pavimentos;
• indicação das divisas do terreno;
• notas gerais;
• legendas e carimbo.
3.5.4 - DETALHES DE EXECUÇÃO
Tabela de Honorários de Arquiteto

30

D e p ar tam e n to d o

É o conjunto das informações do projeto de execução
3.5.4.1 - PRODUTOS FINAIS
a) Áreas molhadas:
• plantas com indicação de posição e referência completa de louças sanitárias,
ferragens e acessórios, bem como balcões, armários, soleiras, frisos, divisórias
e arremates;
• cortes na quantidade necessária, com cotas indicativas totais e parciais;
• detalhes de bancadas e outros elementos construtivos, com especificações de
acabamentos, utilizando – se recursos de perspectivas, quando necessário.
b) Escadas e rampas:
• planta com dimensionamento de piso e patamares, representação e
especificação completa de corrimão e revestimento de piso e espelhos;
• cortes na quantidade necessária, com cotas indicativas dos níveis, altura de
espelhos, corrimãos e detalhes específicos, de acordo com o projeto.

c) Esquadrias:
•esquadrias metálicas:
−elevação das esquadrias com representação das folhas e montantes (divisões
e marcos), com cotas dos seus componentes e indicação dos elementos fixos e
móveis;
−secções horizontais e verticais das esquadrias, com dimensões gerais dos
seus componentes, definição de abertura, detalhes de vedação, de peitoris, de
pingados, puxadores, peças de comando, especificação das ferragens
(dobradiças, pinos, pivôs, fechaduras), vidros, painéis, etc.
• esquadrias de madeira:
−elevações das esquadrias com representação das folhas e montantes, cotas
gerais de seus componentes, indicação dos elementos fixos e móveis e tipos de
acabamento;
−secções verticais e horizontais das esquadrias, onde constem especificação,
montagem e detalhes de vedação, de peitoris, bem como indicação e detalhes
de puxadores e peças de comando, especificação das ferragens, vidros, painéis.
Observação: quando os detalhes específicos de esquadrias forem de
responsabilidade do fornecedor, cabe ao arquiteto a verificação e
aprovação das mesmas, podendo vir a cobrar remuneração
específica para tal, por ser tratar de serviço adicional, incluído, no
escopo da assistência à execução da obra. elementos
3.6 - DETALHES CONSTRUTIVOS
São desenhos complementares em escalas ampliadas, necessários a melhor compreensão e
execução da obra, tais como:
• os necessários à instalação de equipamentos;
• os de cobertura (rufos, calhas, telhas, etc);
• impermeabilizações (arremates); *
• arremates de materiais (soleiras, peitoris, rodapés ou revestimentos);
Tabela de Honorários de Arquiteto

31

D e p ar tam e n to d o




arremates de elementos (esquadrias, escadas, rampas com alvenarias e estruturas);
arremates das alvenarias ou de outras partes com todos os elementos da construção;
finalização de acabamentos e de equipamentos com todos os elementos da construção;
demais detalhes, específicos de cada projeto, necessários à correta execução da obra e
não especificados neste item.

* Havendo projeto ou consultoria específica de impermeabilização, os detalhes serão
desenvolvidos por seus responsáveis, cabendo à empresa de arquitetura a compatibilização
destes com o projeto de arquitetura.
3.6.1- PRODUTOS FINAIS
A apresentação dos detalhes construtivos constará de plantas, secções, elevações e
perspectivas isométricas, nas escalas 1:10 , 1:5 , 1:2 e 1:1, em geral, complementando as
próprias folhas de desenho de execução pertinentes ou eventualmente através de pranchas
específicas.

3.7 - CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES
O Caderno de Especificações tem por objetivo:
• caracterizar as condições de execução e o padrão de acabamento para cada tipo de
serviço;
• indicar os locais de aplicação de cada um dos tipos de serviço.
Fazem parte integrante das especificações, como se nelas estivessem transcritas, as indicações
de materiais relacionados no desenho do projeto, as normas aprovadas e recomendadas, os
projetos de normas em estágio experimental, métodos de ensaio, padrões aprovados e
recomendados pela ABNT, bem como código, normas, leis, decretos, posturas e regulamentos em
vigor, referentes à construção civil, emitidos por órgãos públicos federais, estaduais e municipais, e
concessionárias de serviços públicos.
O Caderno de Especificações poderá fazer parte do Caderno de Encargos (serviços adicionais).
Neste caso, deverá definir, qualificar e estabelecer as normas que nortearão o desenvolvimento
das obras e serviços relativos à edificação, fixando as obrigações, os direitos do proprietário e do
construtor, e para quem for confiado à execução das obras e serviços.
3.8 - ASSISTÊNCIA À EXECUÇÃO DA OBRA



visitas ao canteiro de obras e/ou participação em reuniões técnicas, visando ao
esclarecimento de dúvidas sobre o Projeto e/ou sua eventual complementação;
exames para aprovação de desenhos de fabricação, assentamento e/ou montagem de
componentes manufaturados;
substituição de desenhos e especificações, em caso de necessidade, como falta de
produtos no mercado, falência de fabricantes, retirada de produtos de linha ou outras
situações excepcionais;
outros serviços não constantes em itens anteriores.

3.9 - COORDENAÇÃO DOS PROJETOS

Tabela de Honorários de Arquiteto

32

D e p ar tam e n to d o

Tendo em conta o descrito nas Etapas Básicas do Projeto, esta atividade se dará ao longo de todo
o desenvolvimento dos projetos e dependendo das definições contratuais poderá abranger as
atividades de compatibilização, coordenação ou gerenciamento de projetos, abrangendo as
seguintes tarefas:
• compatibilizar dados e informações;
• coordenar as soluções dos projetos e consultorias intervenientes na concepção e execução
da obra;
• verificar as interfaces entre o Projeto Arquitetônico, oS Projetos Complementares e as
exigências do contratante;
• compatibilizar os Projetos Complementares e estes com o Projeto Arquitetônico.
3.9.1 - SISTEMA DE CONTROLE
Para assegurar o atendimento do programa de entrega dos serviços, compatibilização e o
controle de qualidade de todo o projeto, deve-se prever a utilização dos seguintes sistemas de
controle:
• estabelecer o cronograma das etapas de cada Projeto e especialidade, amarrando e
condicionando cada uma delas as suas entregas e as respectivas aprovações;
• reuniões periódicas entre a equipe técnica do contratante e o Coordenador Geral dos
Projetos, com os Responsáveis Técnicos de cada projeto (quando se fizer
necessário), de forma que sejam transmitidas claramente todas as observações e
recomendações;
• reuniões periódicas entre o Coordenador Geral dos Projetos com os responsáveis
técnicos de cada projeto, para verificar o andamento dos trabalhos e compatibilizar
as interferências entre os Projetos;
• reuniões periódicas entre os Responsáveis Técnicos dos Projetos Complementares
(sob orientação do Coordenador Geral dos Projetos) de forma a viabilizar e garantir o
perfeito entrosamento entre todos os Projetos;
• em todas as reuniões devem ser elaboradas atas, contendo todas as informações e
questões definidas, prazos e responsabilidades, de forma que fiquem perfeitamente
documentadas as decisões tomadas.
3.9.2 - GERENCIAMENTO DE PROJETOS
A função de Coordenação muitas vezes é ampliada. Quando isso ocorre, passa a exercer-se
a atividade de Gerenciamento dos Projetos (serviço adicional), implicando as seguintes
atividades:
• seleção, escolha, contratação e subcontratação de firmas projetistas, consultores e
prestadores de serviço especializados (topografia, sondagens, etc);
• verificação, aprovação e medições dos serviços;
• verificação de desempenho dos serviços (prazos, conteúdo, etc);
• administração, liberação e pagamento dos serviços.
3.10 - AVALIAÇÃO E ACEITAÇÃO DAS ETAPAS E FASES DE TRABALHO
3.10.1- ENTREGA DE DOCUMENTOS
Os documentos resultantes de cada etapa/fase de trabalho devem ser submetidos à
aprovação do contratante ou preposto.
3.10.2 - AVALIAÇÃO
Tabela de Honorários de Arquiteto

33

D e p ar tam e n to d o

As avaliações devem ser realizadas considerando-se os objetivos gerais, escopo de trabalho
definido, condições técnicas, legais e a compatibilização do conjunto de Projetos.
A avaliação pode ter aceitação total, parcial (comentários) ou rejeição. Neste caso, os
documentos apresentados devem ser reformulados pela empresa de arquitetura, de acordo
com as alterações compactuadas à nova avaliação.
3.10.3 - ACEITAÇÃO
A aceitação total dos documentos técnicos das etapas ou fases de cada especialidade do
Projeto é condição básica para que seja iniciado o desenvolvimento das etapas
subseqüentes de todos os projetos, inclusive complementares.
3.10.4 - APROVAÇÃO
Ao final de cada avaliação, as empresas responsáveis pelos demais Projetos
Complementares devem receber um relatório sucinto, e comunicação formal do contratante,
expressando o resultado da avaliação.
3.10.5 - ALTERAÇÃO
Eventuais alterações que vierem a ser solicitadas pelo contratante ficarão caracterizadas
como modificações de Projeto, passíveis de serem remuneradas.

3.11 - SERVIÇOS COMPLEMENTARES E OPCIONAIS
• Revisão do Projeto Legal, conforme executado ("as built" legal), objetivando sua
regularidade junto aos órgãos públicos, ao término da construção, fabricação ou
montagem da obra;
• Revisão do Projeto de Execução (apenas os desenhos gerais: Planta de Situação,
Plantas Baixas e de Cobertura, Cortes e Fachadas, excluindo detalhamento), conforme
o executado ("as built" executivo), objetivando sua atualização e manutenção, ao
término da construção, fabricação ou montagem da obra;
• Todos os demais serviços não expressamente mencionados no presente documento.

ANEXO 02

RECOMENDAÇÕES GERAIS
Ao firmar o contrato recomenda-se o recebimento de um percentual maior para o Estudo
Preliminar, que, comumente, já contempla a concepção básica do partido arquitetônico.
Projeto Executivo será objeto de um segundo contrato, independente do modelo em apreço,
pelo fato de ser um projeto de detalhamento e execução que, geralmente, é elaborado após
aprovação do Projeto Arquitetônico pelos órgãos competentes, conjuntamente com os
Projetos Complementares.

Tabela de Honorários de Arquiteto

34

D e p ar tam e n to d o

O Arquiteto deverá estabelecer prazo ou data limite para assinatura e devolução do contrato
pelo contratante, o que deverá ocorrer em tempo razoável e não abusivo, sob pena de
reajustamento do valor global ajustado. A data de assinatura do contrato é, portanto, a ocasião
em que a proposta será aceita pelo contratante.
Os direitos autorais relacionados ao arquiteto estão definidos na lei 5.194 de 24/12/1969, art.
17 combinado com a art. 18.

Tabela de Honorários de Arquiteto

35

D e p ar tam e n to d o

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
ASBEA (Associação dos Escritórios de Arquitetura). Manual de Contratação dos
Serviços de Arquitetura e Urbanismo. São Paulo, SP: Editora Pini, 1992.
NORMA
PARA
ELABORAÇÃO
DE
EDIFICAÇÕES,
ARQUITETURA,
PROCEDIMENTOS. Encarte da Revista Projeto n° 125. São Paulo, SP: Projeto, 1989.
PARCELAMENTO DO SOLO URBANO, MANUAL DE ORIENTAÇÃO. Governo do
Estado do Espírito Santo, Coordenação Estadual de Planejamento. 2ª Edição. Vitória,
ES: Instituto Jones dos Santos Neves, 1986.
TABELA DE HONORÁRIOS DO ARQUITETO. Instituto de Arquitetos do Brasil –
Departamento do Espírito Santo.
TABELA DE HONORÁRIOS DO ARQUITETO. Instituto de Arquitetos do Brasil –
Departamento do Paraná.
TABELA DE HONORÁRIOS DO ARQUITETO. Instituto de Arquitetos do Brasil –
Departamento do Rio de Janeiro.
TABELA DE HONORÁRIOS DO ARQUITETO. Instituto de Arquitetos do Brasil –
Departamento de Santa Catarina.

Tabela de Honorários de Arquiteto

36

D e p ar tam e n to d o

ÍNDICE
Informações Básicas e Valores Gerais....................................................................... 02
Valores............................................................................................................................ 02
Salário Mínimo Profissional.......................................................................................... 02
Tabela Valor do Cub.................................................................................................... 03

SUMÁRIO................................................................................................................... 04
ARQUITETURA
1ª Parte - Resumo das Etapas do Projeto de Arquitetura ................................... 05
levantamento de dados/ estudo de viabilidade......................................................05
estudo preliminar......................................................................................................05
anteprojeto.................................................................................................................05
projeto legal..............................................................................................................06
projeto executivo ......................................................................................................06
caderno de especificações......................................................................................07
coordenação geral / gerenciamento dos projetos..................................................07
2ª Parte – Tabelas.......................................................................................................08
Percentuais em cada Etapa do Projeto:....................................................................08
Tabela de Arquitetura ..................................................................................................08
residenciais unifamiliares.........................................................................................08
edifícios multifamiliares/comerciais..........................................................................09
bares, restaurantes, padarias e confeitarias ...........................................................09
clínicas, laboratórios, farmácias de manipulação....................................................09
lojas, boutiques, farmácias, stands e show - room ……………………………….….09
boates e casas noturnas..........................................................................................09
edifícios hospitalares................................................................................................09
hotéis, spa’s, motéis, albergues, pousadas, creches, faculdades,
escolas e parques aquáticos.............................................................................10
depósitos, galpões e garagens.................................................................................10
terminais de passageiros e cargas e postos de abastecimento...............................10
igrejas, cerimoniais, academias de ginástica e dança, cinemas e teatros...............10
lojas de departamentos, centros comerciais e shopping centers.............................10
instituições e órgãos públicos..................................................................................10
bancos, sedes de empresas, instituições e órgãos públicos, cpd’s.........................11
supermercados, horto mercados, pavilhões p/ exposições e feiras.........................11

Tabela de Honorários de Arquiteto

37

D e p ar tam e n to d o

RESTAURAÇÃO DO PATRIMÔNIO EDIFICADO
Resumo das Etapas e do Projeto de Restauração do Patrimônio Edificado...................12
levantamento cadastral .............................................................................................12
projeto de restauração ..............................................................................................12

URBANISMO
1ª Parte – Resumo das Etapas do Projeto Urbanístico...........................................13
levantamentos / análises..........................................................................................13
elaboração do projeto.............................................................................................13
apresentação do projeto.........................................................................................13
2ª Parte - Tabela...........................................................................................................14
parcelamento do solo.................................................................................................14
desenho urbano.........................................................................................................14
plano diretor urbano...................................................................................................14

PAISAGISMO
Conceituação...................................................................................................................15
1ª Parte – Resumo das Etapas do Projeto Paisagístico..........................................15
estudo preliminar......................................................................................................15
anteprojeto.................................................................................................................15
projeto executivo.......................................................................................................15
projetos e trabalhos complementares.....................................................................15
2ª Parte - Tabelas.........................................................................................................16
percentuais em cada etapa do projeto..................................................................16

ARQUITETURA DE INTERIORES
Percentuais em cada Etapa do Projeto.......................................................................17
Cálculo dos Honorários por Área.................................................................................18
Residências.................................................................................................................18
boate, bar, restaurante, padaria, lanchonete...............................................................18
loja...............................................................................................................................18
farmácia, perfumaria....................................................................................................18
supermercado..............................................................................................................18
quiosque, stand de vendas .........................................................................................18
consultório....................................................................................................................18
clínica...........................................................................................................................18
hospital.........................................................................................................................18
hotéis de 3 a 5 estrelas................................................................................................18
hotéis especiais/motéis ...............................................................................................18
Cálculo dos Honorários por Ambientes........................................................................19
Cálculo dos Honorários por Detalhes Individuais........................................................19
Tabela de Honorários de Arquiteto

38

D e p ar tam e n to d o

ANEXO 01
Roteiro Básico para Desenvolvimento do Projeto de Arquitetura............................20
Objetivos.........................................................................................................................20
Definições Gerais............................................................................................................21
Etapas Básicas de Projeto...........................................................................................21
levantamento de dados..............................................................................................21
estudo preliminar........................................................................................................23
anteprojeto.................................................................................................................24
projeto legal................................................................................................................25
projeto executivo........................................................................................................26
projeto pré-executivo..............................................................................................26
projeto básico.........................................................................................................27
projeto de execução...............................................................................................28
detalhes de execução.............................................................................................30
detalhes construtivos .................................................................................................31
caderno de especificações..........................................................................................32
assistência à execução da obra..................................................................................32
coordenação dos projetos...........................................................................................32
avaliação e aceitação das etapas e fases de trabalho................................................33
serviços complementares e opcionais........................................................................34

ANEXO 02
Recomendações Gerais..................................................................................................34
Bibliografia Consultada....................................................................................................35

Vitória-ES, 20 de fevereiro de 2002

A Diretoria do Instituto dos Arquitetos do Brasil
Departamento de Espírito Santo

Tabela de Honorários de Arquiteto

39

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful