You are on page 1of 4

Projeto TGA

Objetivo

Nosso objetivo é projetar um turbogerador de uso didático, que funcione através


da queima do álcool etílico oferecendo melhor custo quando comparado aos
turbogeradores de uso didático existentes no mercado.

Turbogerador a Álcool

A escolha do turbogerador deve-se, principalmente, a sua simplicidade de


construção mecânica. Devido à utilização desses turbogeradores ao longo dos
anos em usinas termoelétricas, temos a disposição uma grande variedade de
informações que poderão ser utilizadas para o projeto do turbogerador.
O diferencial do TGA, quanto aos outros turbogeradores, é a utilização do álcool
etílico como combustível. Este é de fins estratégicos para o Brasil, que possui
alta tecnologia em sua produção a partir da cana-de-açúcar e pesquisas
avançadas na produção a partir de matéria orgânica.

Funcionamento

O funcionamento consiste na sucção do ar pelo compressor, seguido da injeção


na câmara de combustão enquanto, simultaneamente, a bomba de alimentação
transfere o combustível do reservatório. Com a mistura ar/combustível formada,
a chama no interior da câmara de combustão ocasiona o aquecimento brusco
dos gases. Após esta etapa os gases provenientes da queima são enviados a
turbina. A energia dos gases da combustão é convertida, sendo utilizada para
acionar o compressor e o redutor enquanto ocorre a liberação dos gases de
saída. Esse redutor será acoplado à turbina por meio de um eixo e na saída do
redutor será acoplado um gerador elétrico.

Especificações Técnicas

Sistema de Acionamento

Para iniciar o processo é necessário utilizar um sistema auxiliar que


proporcione uma rotação mínima no eixo. Durante a partida, o sistema de
ignição gera uma centelha e nesse momento o acionamento é o desligado.
Então o turbogerador fica responsável por atingir progressivamente a rotação
de trabalho.

Sistema de Alimentação

A bomba tem como função fornecer a vazão necessária para que o bico injetor
pulverize o combustível na câmara de combustão.

Câmara de Combustão

A câmara de combustão é formada por um tubo de chama envolto por uma


carcaça. Através da centelha a queima da mistura ar/combustível é iniciada.
Orifícios com diferentes espaçamentos e diâmetros posicionados ao longo do
tubo são responsáveis pela admissão gradativa do ar, manutenção da
orientação do fluxo interno e resfriamento das paredes. Após esse processo os
gases da combustão são direcionados para a turbina.
Gerador Elétrico

O gerador elétrico foi selecionado levando em consideração o uso didático,


portanto, não sendo necessária grande potência.

Dissipação da Energia

A energia produzida pelo gerador elétrico será dissipada em um tanque de


água, isolado termicamente. Um sistema composto de resistências elétricas
fornecerá calor à água sendo essa água bombeada através de um trocador de
calor para ser resfriada.

Instrumentação

A instrumentação auxiliará na coleta de informações do funcionamento do TGA,


fornecendo dados do compressor, sistema de alimentação, turbina, gerador
elétrico e tanque de dissipação.

Vantagens

As vantagens de se utilizar o TGA serão:

- Baixo Custo. O custo estimado do TGA é de R$ 45.000,00 enquanto que as


bancadas de turbogeração existentes no mercado custam em torno de R$
200.000,00, ou seja, o TGA terá um custo 4 vezes menor.
- Utilização de componentes nacionais. Detalhes como assistência técnica e
contato com fornecedores são importantes na compra de um componente, e a
utilização de produtos nacionais é uma grande vantagem nesse quesito tendo
em vista que todas as bancadas disponíveis são importadas.
- Utilização do álcool etílico. Permitirá aprofundar os estudos dos processos
onde se aplica esse combustível, além de fornecer uma energia renovável e o
Brasil possuir alta tecnologia na obtenção e pesquisas.