You are on page 1of 10

Cidade

Planejamento

Funções Sociais
Planejamento

Constituição Federal

Estatuto da Cidade

Parcelamento, edificação ou utilização compulsória. (ARTS. 5 º E 6º.)
Estatuto da Cidade

Urbanismo
Participação Popular
AU8P30 RA: 949036-1 RA: 785924-4 RA: 920226-9

Propriedade Urbana

CURSO: Arquitetura e Urbanismo ALUNOS: Daniel Amaral Faria Mayara Maryana Renato Sette Fiuza

no qual está expressa uma concepção de cidade e de planejamento e gestão urbana.Cidade Planejamento Funções Sociais Planejamento Constituição Federal Estatuto da Cidade que. É uma série de instrumentos Estatuto da Cidade para atingir as finalidade desejadas. O Estatuto funciona como uma espécie de “caixa política urbana local. Urbanismo Participação para uma de ferramentas”Popular Propriedade Urbana . são meios O Estatuto da Cidade abarca um conjunto de princípios. como a própria denominação define.

a partir da intervenção.) Em diversas cidades brasileiras. O proprietário aguarda a valorização do lugar. estocados em geral com fins especulativos. há uma quantidade expressiva e inaceitável de terrenos ociosos no . muitas vezes. o município se vê obrigado a atender às justas municipal. do poder público com a instalação de infra-estrutura básica e implantação de equipamentos urbanos essenciais. exclusiva e privilegiada. edificação ou utilização Planejamento Constituição Federal compulsória.Cidade Conceito Planejamento Funções Sociais Parcelamento. nesta tarefa. (ARTS. 5 º E 6º. . Cidade Participação Popular reivindicações dos moradores de áreas desprovidas de toda e qualquer infra estrutura e. estas áreas oneram o poder público Estatuto dapois. Além de interferirem negativamente no mercado de terras. dota de serviços e equipamentos também os tecido urbano Urbanismo Propriedade Urbana terrenos ociosos existentes no caminho.

Estatuto da Cidade Urbanismo Participação Popular Propriedade Urbana . também. esperando que o Constituição especulativa Federal seu valor de mercado Planejamento aumente ao longo do tempo. por agentes privados.Cidade Funções Sociais Planejamento A relação de imóvel urbano ocorre quando o respectivo proprietário não investe em seu terreno e também não o vende. em virtude dos investimentos feitos na vizinhança pelo poder público e.

de aplicação sucessiva. sucessivamente. imposto predial e territorial urbano progressivo no tempo. pelo poder público municipal. O artigo 182 da Constituição Federal. edificação ou utilização Planejamento Constituição Federal compulsória.) O principal objetivo destes três instrumentos. 5 º E 6º. de infraestrutura e serviços urbanos. cada vez mais. (ARTS. mediante lei especifica para área incluída no Plano diretor. as áreas urbanas. edificação ou utilização compulsórios. Estatuto da Cidade lei federal . desnecessariamente. aumentando os custos de urbanização e expandindo. exigir nos termos da Participação Popular Urbanismo Propriedade Urbana subutilizado ou não utilizado que promova seu adequado aproveitamento. . do proprietário do solo urbano não edificado. se valorizam ao serem dotados.Cidade Objetivo Planejamento Funções Sociais Parcelamento. e a desapropriação com pagamento em títulos da divida pública. em seu parágrafo quarto. diz que é facultado ao poder público municipal. de: parcelamento. é o combate à retenção de terrenos ociosos em setores da cidade que. sob pena.

O prejuízo que a ociosidade de imóveis pode causar à população de uma cidade é o alto custo. em áreas ainda não urbanizada e distantes dos locais onde há oferta de empregos. ao redor da cidade. de equipamentos e serviços públicos. por habitante. dispersos. Isso acontece Planejamento Cidade Funções Sociais Planejamento quando muitos terrenos permanecem baldios no interior de bairros já consolidados que quando. comércio e serviços urbanos.DF . Constituição Federal Estatuto da Cidade Urbanismo Participação Popular Propriedade Urbana SQN 207 – Brasília . se multiplicam loteamentos e conjuntos residenciais.

Cidade Planejamento Funções Sociais Planejamento Constituição Federal Estatuto da Cidade Urbanismo Participação Popular Setor comercial Norte Propriedade Urbana .

Urbanismo Propriedade Urbana Participação Popular . edificação ou utilização Planejamento Constituição Federal compulsória. (ARTS. Além disso.Cidade Funções Sociais Parcelamento. o uso habitacional como forma de revitalização do centro urbano. especialmente. poderá ser ampliada a oferta de imóveis no mercado imobiliário e promovido o uso e a Estatuto da Cidade ocupação de imóveis em situação de abandono. fazendo com que a propriedade urbana cumpra a sua função social. procura-se otimizar os investimentos públicos realizados e penalizar o uso inadequado. 5 º E 6º. por exemplo.) Planejamento Implementação do instrumento Com a aplicação deste primeiro instrumento.

a edificação ou a utilização compulsórios do não edificado. O seja inferior ao mínimo definido no Plano diretor critério da subutilização aplica-se tanto a glebas passiveis de parcelamento. possibilitando ampliar o acesso à terra urbana para fins de moradia. quanto à ocupação de lotes com construções para diferentes usos. solo urbano Urbanismo Propriedade Urbana . subutilizado ou não utilizado. O Estatuto da Cidade determina a criação de lei especifica para reger o parcelamento. Esta lei deverá fixar as condições e os prazos Estatuto da Cidade referida obrigação.Cidade Funções Sociais Planejamento Constituição Federal É considerado subutilizado imóvel cujo aproveitamento Planejamento ouoem legislação dele decorrente. aplicando-se em área incluída no Plano para implementação da Participação Popular Diretor.

Cidade Planejamento Funções Sociais Planejamento Constituição Federal “Nesse sentido. incorporando a avaliação dos efeitos da regulação sobre o mercado de terras. Participação Popular Propriedade Urbana fim . realizando a função da propriedade. oferece ao poder público uma maior capacidade de intervir e não apenas normatizar e fiscalizar o uso.” social da cidade e Estatuto da Cidade Urbanismo Estatuto da Cidade. a ocupação e a rentabilidade das terras urbanas. o Estatuto da Cidade oferece um conjunto de instrumentos que.