You are on page 1of 6

Toxicologia de Materiais Comumente Utilizados

Introdução Grande número de substâncias empregadas no laboratório são tóxicas. Muitos produtos que eram manipulados pelos químicos, sem receio, hoje são considerados nocivos a saúde. Caso manipulados incorretamente pode haver danos e um exemplo deles é a intoxicação. Os sintomas de dependem do produto, da quantidade ingerida e de certas características físicas da pessoa que o ingeriu. Algumas substâncias não são muito potentes e exigem uma exposição contínua para que ocorram problemas. Outros produtos são mais tóxicos e basta uma gota sobre a pele para causar graves problemas.

Toxicologia dos principais ácidos
Ácido Acético Glacial  Causa irritação, queimaduras, corrosão dos dentes.  Sob exposição elevada, pode causar morte por edema pulmonar.  Pode formar misturas explosivas com o ar.  Causa dermatite e úlceras.  Líquido incolor, odor semelhante ao do vinagre. Ácido Clorídrico  Irritação na garganta, pele e mucosas.  Líquido levemente amarelado. Ácido Fluorídrico  Corrosão da pele, olhos e mucosas.  As queimaduras são invisíveis e indolores as primeiras horas, mas o ácido é absorvido pela pele e ataca o cálcio dos ossos.  É um gás em temperatura ambiente e possui odor irritante. Ácido Nítrico  Destruição completa da pele ou mucosas.  Líquido viscoso, incolor e inodoro.  Sob aquecimento pode gerar gases tóxicos e inflamáveis. Ácido Perclórico  Altamente explosivo.  Destruição completa da pele e mucosas.  É um líquido oleoso em temperatura ambiente e possui odor desagradável.

 Concentração máxima permitida: 25 ppm  Dose letal por ingestão: 1g  Efeitos: ◦ Depressão das funções da medula óssea. cegueira. ◦  Concentração máxima permitida: 200 ppm   Dose letal por ingestão: 60 a 250ml Efeitos: ◦ Fadiga. ◦ Possível caso de morte. ◦  Usos: ◦ Solvente. edema na laringe e pulmões e perda dos sentidos. dificuldade para respirar.  Benzeno  Características: ◦ Inflamável. bronquite. Intoxicação por: ◦ Absorção da pele (Pele quebradiça). ◦ Produção de compostos orgânicos.  Os vapores provocam irritação.  Usos: ◦ Solvente orgânico apolar. ◦ Combustível. ◦ Aroma agradável. Toxicologia de materiais não-ácidos Álcool Metílico (Metanol)  Características: ◦ Volátil.Ácido Sulfúrico  Soluções concentradas causam alterações e destruição dos tecidos. ◦ Ingestão (Intoxicação profunda). ◦ Amaurose (Cegueira afetando o nervo óptico). ◦ Inalação (Irritação das mucosas). ◦ Transesterificação. ◦ Inflamável. corrosão dos dentes. .

◦ Ingestão (Contato com o sangue). queimaduras e destruição completa ou parcial).  Concentração máxima permitida: 100 ppm  Dose letal por ingestão: 30ml (Sol. ◦ Corrosivo. lesões no Sistema Nervoso Central. 25%)  Efeitos: ◦ Irritação extremamente dolorosa e queimação.  Concentração máxima permitida: 2mg/m³  Dose letal por ingestão: 5g  Efeitos: ◦ Destruição completa da pele e/ou mucosas. ◦ Limpezas. .  Intoxicação por: ◦ Inalação (Edema pulmonar). ◦ Hemorragia. Hidróxido de Sódio (Soda Cáustica)  Características: ◦ Sólido. Intoxicação por: ◦ Absorção da pele (Contato com o sangue). ◦ Cancerígeno.  Usos: ◦ Neutralizações. ◦ Desobstrução de encanamentos. ◦ Contato com as mucosas (Ressecamento. ◦ Higroscópico. convulsões).  Intoxicação por: ◦ Contato com a pele (Queimaduras). ◦ Convulsões. ◦ Volátil. ◦ Ingestão (Irritação das mucosas). ◦ Usos: ◦ Utilização industrial. ◦ Inalação (Contato com o sangue. Hidróxido de Amônio (Amoníaco)  Características: ◦ Só existente em solução aquosa. ◦ Catálise. ◦ Neutralizações.

Hexano  Características: ◦ Inflamável.  Usos: ◦ Antidetonante de combustíveis. ◦ Odor característico. Tetracloreto de Carbono  Características: ◦ Líquido incolor. ◦ Usos: ◦ Refrigerador. Tolueno  Características: ◦ Líquido incolor.  Intoxicação por: ◦ Absorção da pele (Contato com a corrente sanguínea). ◦ Inalação e ingestão (Contato com a corrente sanguínea e irritação das mucosas.  Concentração máxima permitida: 300 ppm  Dose letal por ingestão: 20 – 50g  Efeitos: ◦ Dor de cabeça.  Intoxicação por: ◦ Inalação e Ingestão (Perturbações).  Concentração máxima permitida: 10 ppm  Dose letal de ingestão: 3 a 5ml  Efeitos: ◦ Danos no fígado e nos rins. ◦ Usos: ◦ Componente comum da gasolina.◦ Contato com a pele (Irritação). ◦ Cheiro adocicado. ◦ Agente extintor. ◦ Coma. ◦ Náuseas. ◦ Distúrbios visuais e delírios. . ◦ Perturbações visuais e auditivas. ◦ Tosse. ◦ Solvente de pinturas.

 Alguns neutralizadores para o tratamento de intoxicações por ingestão: ◦ Intoxicação por sais de ferro .solução de NaHCO3 a 5% ◦ Intoxicação por iodo – solução de amido ou diluição de maisena em água ◦ Intoxicação por oxalatos: CaCl2 ◦ Intoxicação por AgNO3: soro fisiológico ◦ Ingestão de cáusticos e fenóis: óleos vegetais Produtos químicos em contato com a pele  Procedimento: ◦ Lavagem abundante com água (exceto para ácidos) ◦ Retirar a roupa. gasolina Intoxicações por substâncias tóxicas cujo tratamento pode ser feito por ações eméticas: Álcool (etílico. benzeno.    ◦ Matéria prima para compostos como fenol. Tratamento de intoxicações e acidentes Intoxicação por ingestão  Procedimento: ◦ Provocação do vômito (exceto em ingestão de produtos corrosivos). carbonatos. amônia. TNT e detergentes. ◦ Aplicar o antídoto adequado. hidróxido de cálcio. fenóis. cânfora. se também atingida.  . do acidentado Exemplos de neutralizadores para os ácidos: mantas de polipropileno. ◦ Lavagem gástrica (apenas por profissionais que dominem a técnica). Intoxicação por: ◦ Absorção pela pele. ◦ Depressão do sistema nervoso central. metílico). formaldeído. benzeno. Intoxicações por substâncias tóxicas cujo tratamento não deve envolver ações eméticas: Ácidos fortes. Concentração máxima permitida: 10 ppm Dose letal por ingestão: 3 a 5ml Efeitos: ◦ Depressão das funções da medula óssea. inalação e ingestão (Irritação e contato com o sangue).

.Inalação de compostos tóxicos  Procedimento: Imediata remoção da pessoa do ambiente. Observação: a neutralização química deve ser evitada. Intoxicação através do contato pelos olhos   Procedimento: lavagem imediata dos olhos com água corrente e baixa pressão. encaminhamento ao hospital.

¾j f½  ¾ ¯n¾f¾  O ¾ ¯f f¾¾j°¾ ¾ °  ¾f¾½¯ f¾f¾ ¯f¾hn xf ¾ ½ f½   ffnfnhn ¾¾¾¾  O ¯–h¾ ¯ ¯½ fff¯  °  ½¾¾ f°   n -n O  ¾sjn¯½ f f½  ¯n¾f¾  O  ¾n¾ °n °   O  f n¯ °½ – f–f¾ ¾n¾ °€f¯h ¾   n 9 nn O f¯ °  ½¾  O  ¾sjn¯½ f f½   ¯n¾f¾  O ¯  ¾ ¯ ¯½ fff¯  °  ½¾¾  ¾f–f h    .

n%.n €n O sµ ¾n°n °f f¾nf¾f¯f fsµ ¾  ¾sj ¾ n ¾  O ¾f½ ¾½nf¯fsj n¾j ¾ ° ¾  €n f ½ff ¾½f  °  ¯f°ff°–  ½¯µ ¾ ½  f ¾¾ ° ¾   @n–f ¯f f¾°j hn ¾  n. f°% O .

ffn ¾nf¾   Ih   °€f¯h     O D¾¾    °   @f°¾ ¾ €nfsj   .

¯ ¾     O .

°n °fsj¯h¯f½ ¯ f ½½¯  O ¾  f½°– ¾j f¯  O € ¾   f –f n – f   ¯f¾ %.

– ff€ f° ° ½n%   9¾¾ nf¾ ¯  O °nfsj½    ¾sj f½  %9   f sf%   °ffsj%fsj f¾¯n¾f¾%   °– ¾j%°nfsj½€° f%   ° ° O .

ffn ¾nf¾   °€f¯h    ¯ff–f h   O D¾¾    ° –i°nf½f   9 sj n¯½¾¾–i°n¾  O .

°n °fsj¯h¯f½ ¯ f ½½¯ O ¾  f½°– ¾j – O € ¾    ½ ¾¾j f¾€°sµ ¾ f¯ f¾¾ f    .

  ¯f–f   .

°¾µ ¾  ¾µ ¾°¾ ¯f- ¾.

°f   .

f°n – °  O °nfsj½    ¾sj f½  %.

°fn¯¾f°– %   °ffsj%.

°fn¯¾f°– n°¾µ ¾%   °– ¾j%.

°fn¯¾f°– %       % f.

h¾nf% O .

ffn ¾nf¾       –¾n½n   .

¾   D¾¾   Dfsj° ¾f   .

fh¾   - ffsµ ¾    ¾ ¾sj  °nf°f¯ °¾  O .

°n °fsj¯h¯f½ ¯ f ¯–$¯ O ¾  f½°– ¾j – O € ¾    ¾sjn¯½ f f½   $¯n¾f¾  O °nfsj½   .

 ¯f f¾%   .°fn¯f½  %.

°fn¯f¾¯n¾f¾% ¾¾ nf¯ °  ¯f f¾  ¾sjn¯½ f ½fnf%      ¯´°%¯°fn% O .

ffn ¾nf¾    ¾ °  ¯¾sjf¾f   Ih  O D¾¾   - ffsµ ¾   ¯½ f¾  O .

°n °fsj¯h¯f½ ¯ f ½½¯ O ¾  f½°– ¾j ¯%  % O € ¾   fsj  ¯f¯ °  ¾f  ¯fsj  O °nfsj½   °ffsj% ¯f½¯°f%   °– ¾j%fsj f¾¯n¾f¾%  .

 .

°fn¯f½  %fsj%    f° O .

ffn ¾nf¾   °€f¯h    D¾¾   .

¯½° ° n¯¯ f–f¾°f  O .

°n °fsj¯h¯f½ ¯ f ½½¯ O ¾  f½°– ¾j  – O € ¾    nf sf   -h¾ f¾   9  fsµ ¾¾f¾ f f¾  O °nfsj½   °ffsj °– ¾j%9  fsµ ¾%   @ fn  .

f ° O .

ffn ¾nf¾    °n   .

 f nnf    D¾¾    €– f    – °  °  O .

°n °fsj¯h¯f½ ¯ f ½½¯ O ¾  f °– ¾j f¯ O € ¾   f°¾°€–f  °¾°¾   ¾ ¾¾f¾  ¾   .

¯f   @¾¾  O °nfsj½    ¾sj f½  %.

°fn¯fn ° ¾f°–° f%   °ffsj °– ¾j%.

°fn¯fn ° ¾f°–° f fsj f¾¯n¾f¾   @ ° O .

ffn ¾nf¾    °n    nffn ¾n  O D¾¾   ° °f°  n¯ ¾ ¾    °  ½°f¾  .

fxf½¯f½ffn¯½¾¾n¯€ °  ° ° @-@   – ° ¾  .O O O O    .

°n °fsj¯h¯f½ ¯ f ½½¯ ¾  f½°– ¾j f¯ € ¾    ½ ¾¾j f¾€°sµ ¾ f¯ f¾¾ f    ½ ¾¾j ¾¾ ¯f° ¾n °f  °nfsj½    ¾sj½ f½  °ffsj °– ¾j%fsj n°fn¯¾f°– %  @ff¯ ° °nfsµ ¾ fn ° ¾  °nfsj½°– ¾j  O 9n ¯ °   9nfsj ´¯% n  ¯°– ¾j ½ ¾n¾¾%   ff– ¯–h¾nf%f½ °f¾½½€¾¾°f¾  ¯° ¯fxn°nf%   ½nff° f f    °nfsµ ¾½¾ ¾i°nf¾nf¾n©ff¯ °°j   ° fsµ ¾ ¯xnf¾  n ¾€ ¾ f¯´°f  ° ° nf °f¾ € °¾ –f¾°f  °nfsµ ¾½¾ ¾i°nf¾nf¾n©ff¯ °½ ¾ € ½fsµ ¾ ¯xnf¾  n% n ¯ n% €¯f   ni°€f   O –°¾° ff  ¾½ffff¯ ° °nfsµ ¾½°– ¾j   °nfsj½¾f¾ €  ¾sj -f.

f   °nfsj½  ¾sj f¯  sj ¯f¾ °f ¯h–f  °nfsj½ff¾ .

f.

  °nfsj½–- ¾€¾–n  °– ¾j nh¾n¾ € °¾  ¾ – f¾  9 ¾¯n¾ ¯n°fn¯f½    O 9n ¯ °   ff– ¯f ° f° n¯h–f% n ½ffhn ¾%   ff½f ¾ f¯ x¯f°– f  fn °f   O  ¯½¾ ° ff  ¾½ff¾hn ¾ ¯f°f¾ ½½½ °    nhn    .

°ffsj n¯½¾¾n¾  O 9n ¯ ° ¯ ff ¯sj f½ ¾¾f f¯  °  °nf¯°f¯ °f¾½f   °nfsjffx¾ n°f½ ¾¾  O 9n ¯ ° ff– ¯¯ ff ¾¾n¯h–fn °   ff½ ¾¾j  O  ¾ fsj f° ffsj¯nf  ¾  f f       .