You are on page 1of 6

Orientações para utilizar os programas da Pratic em Rede.

• • • • •
MAPEAMENTO DE UNIDADE DE REDE PARA DESCONECTAR UMA UNIDADE DE REDE SOBRE O ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS (BDEUNIVERSAL) COMO CRIAR OS ATALHOS DO SISTEMA NOS TERMINAIS FORMATAÇÃO DE MAQUINAS (SERVIDOR E TERMINAL)

MAPEAMENTO DE UNIDADE DE REDE Mapear uma unidade significa que vamos associar uma determinada Letra com o compartilhamento da rede. Por exemplo, poderíamos associar a unidade M:\ como o compartilhamento da Pasta onde os sistemas estão instalados (no computador servidor). Obs.: Ao COMPARTILHAR uma unidade ou pasta certifique que o acesso a este compartilhamento seja total (Leitura – Gravação) e que todos os usuários estejam habilitados a acessar esta unidade pela rede sem restrições. Com isso ao acessar a unidade M:\, na verdade estaremos acessando o conteúdo da Pasta compartilhada do Servidor. Além disso, podemos fazer com que o Windows restabeleça este mapeamento toda vez que for feito o logon. Com isso a unidade estará sempre disponível. Figura 1 Janela "Mapear unidade de rede". Exemplo: Vamos mapear o drive M: para a Pasta ou Unidade compartilhada do computador servidor. Para mapear uma unidade de rede usando o Meu computador. 1. Dê um clique duplo em Meu computador para abrí-lo. 2. Dê um clique no menu Ferramentas e dentro de Ferramentas dê um clique na opção "Mapear unidade de rede...". Surge a janela "Mapear unidade de rede", indicada na Figura 1: (a tela pode ser diferente para outras versões Windows)

3. Na lista Unidade selecione M:
4. No campo Pasta: digite \\servidor\sistemas (Caso não saiba o caminho clique no botão Procurar). Onde \\Servidor é o nome dado pelo técnico para a Letra da Unidade do Servidor (pode não ser este Nome), e \sistemas é o nome da pasta que será compartilhada (dentro da pasta precisa ter os sistemas que serão utilizados Ex.: Lifis, Pratic, Contábil, LCaixa).
ANTEÇÃO.: O Exemplo dado acima, em que os programas estão dentro de uma pasta chamada SISTEMAS é para aquele administrador de rede que não deseja que os outros usuários tenham acesso a outras pastas do servidor. Neste caso, para que o servidor (quando utilizado localmente por algum usuário) não atrapalhe a entrada ao banco de dados, será necessário criar também um mapeamento desta pasta SISTEMAS no servidor e acessar o sistema como se fosse um terminal. Caso o servidor seja utilizado e configurado diretamente pela pasta por exemplo “C:\Sistemas\LIFIS” ao invés de acessar por exemplo “M:\LIFIS”, ocorrerá bloqueios indesejados para os outros usuários que utilizam o sistema. Para aqueles que compartilharam a unidade onde os programas estão, não haverá necessidade de fazer os passos acima, podendo acessá-la diretamente pela unidade por exemplo “C:\LIFIS” e os terminais por Exemplo “M:\LIFIS”.

S:\Pratic\Dat S:\Contabil\Dados S:\LCaixa\Dados S:\Lifis\Dados Página 1 de 6

Para desconectar um drive mapeado. O Windows abre uma janela mostrando o conteúdo do drive mapeado. conforme indicado na Figura 4. conforme indicado na Figura 3. DICA: Uma maneira mais fácil de mapear um drive é localizar o compartilhamento através do comando Iniciar -> Executar. Feche essa janela. 5. com o nome \\servidor\sistemas já preenchido. O Windows abre uma janela. clicar no compartilhamento com o botão direito do mouse e no menu que surge clique em "Mapear unidade de rede". Certifique-se que a opção "Reconectar-se durante o logon" esteja marcada. 6. Procure por um drive M:. Página 2 de 6 . siga os seguintes passos: 1. 3. tecle F5 para atualizar a listagem. 9. Dê um clique duplo em Meu computador para abri-lo. A única coisa que você precisa fazer é escolher a letra da unidade para o mapeamento e dar um clique em OK.Figura 2 Janela "Pasta Compartilhada". Figura 3 Definindo o mapeamento do drive M: Figura 4 Drive M: mapeado para o compartilhamento Sistemas em Servidor. No menu que surge dê um clique na opção "Desconectar-se" e pronto. facilmente. semelhante a da Figura 2. Localize o drive a ser desconectado e dê um clique com o botão direito no drive. desconectá-lo. 7. PARA DESCONECTAR UMA UNIDADE DE REDE Quando não precisamos mais de um drive mapeado podemos. conforme descrito anteriormente. Você estará de volta na janela Meu computador. Dê um clique no botão Concluir. Essa opção faz com que o drive M: seja mapeado cada vez que o usuário Administrador fizer o logon. 2. Se esse ainda não aparece. O drive M: deve aparecer na listagem. 8.

Figura 3: Removendo o BDE Antigo. Figura 2a: Instalando o BDE. Ao Executar o Programa BDEUniversal (que se encontra na pasta CFG do Sistema) ele ira instalar o administrador no terminal indicando uma pasta padrão. a tela ficara como a figura 2a. Escolha 1 primeira opção do campo TIPO e clique em ABRIR. Esta opção remove e reinstala o BDE e cria os atalhos necessários para o acesso ao sistema. SOBRE O ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS (BDEUniversal) O Administrador de Banco de Dados (BDE) é utilizado para fazer a conexão com o banco de dados. Caso comece a aparecer mensagens de erro no acesso ao banco.: Esta opção somente reinstala o administrador do banco. Esta opção é bastante utilizada em casos em que o sistema começa a mostrar problemas na conexão com o banco ou até a desconfiguração do BDE por meio de instalação ou utilização de outros programas que também utilizam o BDE. recomendamos fazer a remoção e reinstalação do BDE. Página 3 de 6 . (somente irá aparecer estes botões quando o BDE já estiver instalado na maquina) 2 – Clique em instalar ou reinstalar o BDE para que o sistema comece o processo de instalação do administrador. Caso o drive ainda esteja aparecendo tecle F5 para atualizar a listagem. Todos os terminais terão que ter o BDE instalado na maquina. Esta opção instala o BDE e cria os atalhos necessários para o acesso ao sistema. INSTALAÇÃO DO BDE 1 . o banco de dados e o resto do sistema não serão alterados ou excluídos. Figura 2b: Remover e Reinstalar o BDE.4. figura 2b. Lembrando que. Figura 1: Escolha do Tipo de Manutenção a ser feita. Veja as telas de Instalação do BDE e a Configuração do BDE.Execute o programa no terminal através da letra de unidade criada para o servidor no terminal (Exemplo: M:\LIFIS\CFG\BdeUniversal. Como mostra a figura 3 remova e espere o próximo processo. estas ações não afetarão os dados já inseridos no sistema. Obs. 3 – Caso já exista um BDE instalado poderá removê-lo e reinstalar o BDE com as configurações ideais de acesso aos programas pratic.exe) Aparecerá a figura 1.

O BdeUniversal criará os atalhos para acesso ao sistema na área de trabalho e também no menu iniciar do Windows.exe. a conta do usuário precisa ser administrador ou outra opção com acesso completo a recursos. Figura 5: Conclusão da Instalação. Recomendamos não mudar este caminho sugerido pelo instalador. 7 – Clique em gravar para que o BDEUniversal comece as ações necessárias de correção do bde e espere a mensagem de sucesso aparecer na tela. como mostra a figura 7. Importante que não haja restrições de usuário para o terminal a ser utilizado. somente é preciso instalar o BDE e criar o atalho (o BDEUniversal faz isso) para o sistema em cada terminal.exe. Figura 4: Confirmar o caminho de instalação do BDE. final: Não é necessário instalar os sistemas em todas as maquinas. ou seja. Caso utilize rede. CONFIGURAÇÃO DO BDE Figura 6: Escolha da Configuração do BDE. como por exemplo: M:\LIFIS\CFG\BdeUniversal. conforme figura 4 ao lado. pois isso acarretara erros de instalação e de conexão com o banco de dados. Obs. Confirme o caminho e confirme qualquer outra mensagem que aparecer.: Não execute o BDEUniversal pelo caminho de rede. clique em Reinstalar o BDE e a instalação será iniciado. Figura 7: Conclusão da Configuração. Utilize as explicações acima para configurar o BDE corretamente. Caso apareça um erro. Para que o sistema tenha 100% de estabilidade precisamos destas configurações. Procure executá-lo pela letra de unidade que foi dada para acesso ao servidor de dados. IMPORTANTE: O Bde só será instalado se o sistema operacional do Usuário não estiver com acesso restrito a certos setores do Windows. verifique restrições do Windows ou contate o suporte Pratic para orientações técnicas sobre o assunto. 5 – Após as confirmações aparecerá a mensagem da figura 5. como mostra a figura 6. Página 4 de 6 . exemplo: \\Servidor\LIFIS\CFG\Bdeuniversal. Será apresentado o novo caminho do BDE. 6 – Escolha a segunda opção do campo TIPO e clique em abrir. Esta opção somente irá reconfigurar o BDE e recria os atalhos necessários para o terminal que utilizará o sistema em rede ou local. Obs.4 – Após remover o BDE.

. oriente o técnico a copiar ou descompactar a pasta do sistema na unidade formatada (certifique de que fique da forma descrita acima para cada sistema) e seguir os passos da ajuda “COMO CRIAR OS ATALHOS DO SISTEMA NOS TERMINAIS”.). escolha a segunda opção e clique em gravar. os atalhos estarão configurados no seu terminal.LCaixa) na unidade C:\ (ou aquela unidade que preferir) • A instalação criará o diretório C:\LIFIS (pode ser Pratic – Lifis – Contábil . Para isso explicaremos abaixo como é feito a criação automática destes atalhos nos terminais somente executando o programa BDEuniversal.exe que se encontra dentro da pasta CFG dos sistemas. basta somente instalá-lo em um servidor e criar os atalhos nos terminais. Página 5 de 6 .exe.. FORMATAÇÃO DE MAQUINAS (SERVIDOR E TERMINAL) No caso de formatação da maquina servidor e ou do terminal. no BDEUniversal escolha a primeira opção (instalação do BDE) e pronto. A Única coisa que terá que ser feita é o mapeamento do servidor (siga os passos da ajuda “MAPEAMENTO DA UNIDADE DE REDE”) e siga os passos da ajuda “COMO CRIAR OS ATALHOS DO SISTEMA NOS TERMINAIS”. Considerando que a rede tenha um servidor e o mesmo tenha uma unidade compartilhada e mapeada como M:\ devemos proceder da seguinte forma: No servidor fazemos a instalação do Sistema (Pratic – Lifis – Contábil . PARA O SERVIDOR Antes de fazer qualquer formatação da maquina certifique de que tenha feito um backup ou Copia completa da pasta do sistema em qualquer unidade de backup (PenDrive.COMO CRIAR OS ATALHOS DO SISTEMA NOS TERMINAIS Os Sistemas desenvolvidos pela PRATIC. Depois de feito a formatação. Para o caso de formatação. não necessitam ser instalados em todos os terminais.LCaixa) onde estarão os executáveis do Sistema escolhido. CD. Espere o processo terminar e pronto. Caso ainda não tenha o BDE. para que não haja perca de dados neste processo. DVD. Caso o usuário não consiga fazer o procedimento. • Será criado no menu Iniciar do Windows um Menu chamado Pratic Sistemas dentro de Programas onde estará o atalho para o Sistema Escolhido. Entre no sistema e entre em contato com o suporte PRATIC para ativar a liberação nova. Acessando os Sistemas (Pratic – Lifis – Contábil . compartilhe a unidade do servidor (com acesso completo a todos os usuários) e mapeie esta unidade nos terminais fazendo a reconfiguração do bde em todos eles novamente. Faça este processo em todos os terminais que forem acessar o sistema escolhido. Também será necessário instalar o BDE novamente.  C:\PRATIC MaxCoop  C:\MAXCOOP ou COOPPRATIC Feito o Backup. etc. escolha a primeira opção da janela do BDEUniversal (como mostra a figura 2 acima). terá também outros atalhos no Desktop (Área de Trabalho) da máquina. Feito a liberação. Segue o exemplo das pastas abaixo: • • • • • Livro Fiscal  C:\LIFIS Livro Caixa  C:\LCAIXA Contabilidade  C:\CONTABIL ou C:\CONTPRATIC Folha Pagto. Caso já exista um BDE no terminal.LCaixa) através de um terminal: • • Execute o programa BDEUniversal. PARA O TERMINAL Para o terminal não necessitará de backup do sistema pois o terminal somente tem os atalhos do sistema. autorize o técnico a fazer a formatação no servidor. peça para o técnico responsável pela formatação copiar ou Zipar a pasta Inteira do sistema. temos algumas medidas a serem tomadas. HD Externo.

Equipe Pratic Sistemas Fone: (17) 3272-9300 E-Mail: suporte@praticsistemas.br com as descrições a serem analisadas.com. Estudaremos a melhor forma de solucionar a situação e implantaremos nos sistemas para melhor praticidade e eficiência nas respostas. Agradecemos a Preferência.br Página 6 de 6 .com.Mais duvidas ou sugestões sobre o funcionamento do sistema enviem-nos um e-mail a suporte@praticsistemas.