You are on page 1of 7

Características O baço é um órgão linfóide situado no hipocôndrio esquerdo, abaixo do diafragma, atrás do estômago.

Pesa em média 200 g, e tem cor vermelho-escuro. Tem forma ovóide alongada e cabe na palma da mão, tem 12 cm de comprimento e 8 cm de largura. Devido ao seu tecido linfóide, ou polpa branca, e ao seu tecido vascular, ou polpa vermelha, ele tem função hematopoética até o último mês da vida fetal e função hemolítico-fisiológica, que se torna às vezes patológica. O baço influi na composição do sangue que irriga nosso corpo e ele controla a quantidade desse líquido vital em nossas veias e artérias. A atividade do baço está relacionada com o aparelho circulatório. Acha-se envolvido por uma cápsula fibrosa, que o divide em lóbulos, por meio de tabiques - os septos conectivos -, que formam uma estrutura de sustentação, e nos quais existem fibras musculares lisas, responsáveis pela contração e pela distensão do órgão. O que é a bexiga? Situada na parte inferior do abdômen, por detrás da arcada do púbis, à frente do reto nos homens e defronte ao útero das mulheres, a bexiga é um reservatório músculo membranoso onde se recebe e acumula a urina nos intervalos das micções. É uma bolsa de parede elástica, dotada de musculatura lisa, constituída por três túnicas: uma externa, conjuntiva; uma média, mucosa; e uma interna, muscular. Esquema da Bexiga Urinária Função A função da bexiga é acumular a urina produzida nos rins. A urina chega à bexiga por dois ureteres e é eliminada para o exterior através de um tubo chamado de uretra. O esvaziamento da bexiga é uma reação reflexa que as crianças demoram vários anos para controlar inteiramente. A capacidade média da bexiga de um adulto é de meio litro de líquido. A bexiga e os órgãos genitais femininos são muito relacionados, por isso o seu funcionamento é mutuamente alterado quando há infecções, tanto da bexiga como dos órgãos genitais. As células são os menores e mais simples componentes do corpo humano. A maioria das células são tão pequenas, que é necessário juntar milhares para cobrir a área de um centímetro quadrado. As unidades de medida são o macrômetro (µm), o nanômetro (nm) e o angstron (Å). Células - rins, pele e fígado (30 µm em média); hemácias (entre 5 µm e 7µm). Óvulo - 0,1 mm. Citologia O termo célula (do grego kytos = cela; do latim cella = espaço vazio), foi usado pela primeira vez por Robert Hooke (em 1655) para descrever suas investigações sobre a constituição da cortiça analisada através de lentes de aumento. A teoria celular, porém, só foi formulada em 1839 por Schleiden e Schwann, onde concluíram que todo ser vivo é constituído por unidades fundamentais: as células. Assim, desenvolveu-se a citologia (ciência que estuda as células), importante ramo da Biologia. As células provêm de outras preexistentes. As reações metabólicas do organismo ocorrem nas células. O cérebro é a parte do sistema nervoso central que fica dentro do crânio. É a parte mais desenvolvida e a mais volumosa do encéfalo, pesa cerca de 1,3 kg e é uma massa de tecido cinza-róseo. Quando cortado, o cérebro apresenta duas substâncias diferentes: uma branca, que ocupa o centro, e outra cinzenta, que forma o córtex cerebral. O córtex cerebral está dividido em mais de quarenta áreas funcionalmente distintas. Cada uma delas controla uma

ricamente vascularizado e inervado. Além das células nervosas (neurônios). No córtex estão agrupados os neurônios. Um tecido duro chamado cemento separa a raiz do ligamento peridental. A cavidade polpar é ocupada pela polpa dental. O que é o Esôfago? O esôfago é um canal muscular com cerca de 23 a 25 cm de comprimento e 2 a 3 cm de largura. que também fornece. A sustentação do corpo está a cargo do esqueleto. a cavidade torácica. O bolo alimentar chega ao estômago. um tecido conjuntivo frouxo. cujo centro funcional é o coração. na frente da coluna vertebral. Através de um orifício aberto na extremidade da raiz. Os nervos sensitivos e os vasos sanguíneos do centro de qualquer dente estão protegidos por várias camadas de tecido. é a substância mais dura. A mais externa. e o tronco cerebral (centro). da coroa até a raiz. Coração No homem. proteção aos órgãos internos e ponto de apoio para a fixação dos músculos.atividade específica. dispõe-se como uma fina camada sobre as raízes dos dentes. estende-se da faringe ao estômago. o cerebelo. na estrutura e composição química assemelha-se ao osso. que prende a raiz e liga o dente à gengiva e à mandíbula. está situada uma camada de substância óssea chamada dentina. Sob o esmalte. Essas peças formam um sistema de alavancas que se movem sob a ação dos músculos. o cérebro contém células da glia (células de sustentação). No tronco cerebral. conectadas umas às outras e responsáveis pelo controle de todas as funções mentais. em certos casos. apresenta duas importantes funções: . também executados pelo estômago e intestino. presas aos maxilares superior e inferior. O endoesqueleto é um tipo básico de esqueleto e consiste em inúmeras peças cartilaginosas e ósseas articuladas. É um órgão situado na linha mediana. A presença de grande áreas cerebrais relacionadas ao controle da face e das mãos explica por que essas partes do corpo têm tanta sensibilidade. Ele tem três componentes estruturais principais: os grandes hemisférios cerebrais. além de sustentação corporal. em forma de abóbada (acima). menor e com formato meio esférico (mais abaixo à direita). o esmalte. Características dos dentes Os dentes são estruturas duras. de forma direta. nervos e tecido conjuntivo. o diafragma e a parte superior da cavidade abdominal. vasos sangüíneos e órgãos secretores. na articulação das linguagens. calcificadas. Desde a origem até a terminação. Componentes do cérebro O cérebro é composto por cerca de 100 bilhões de células nervosas. Função do esqueleto O esqueleto ósseo. é a parte mais estreita do tubo digestivo. Termina lançando-se no estômago ao nível da cárdia. circulando a polpa. Estão implicados. empurrado pelas contrações do esôfago. a circulação é feita através de um sistema fechado de vasos sanguíneos. o esôfago atravessa necessariamente a parte inferior do pescoço. são os chamados movimentos peristálticos. penetram vasos sanguíneos. cuja atividade principal é a mastigação. destacam-se a medula alongada ou bulbo raquiano (o alargamento central) e o tálamo (entre a medula e os hemisférios cerebrais).

nos momentos de necessidade. a borda esquerda. É um órgão muscular que liga o esôfago ao intestino delgado. convexa. sais de cálcio são mobilizados dos ossos para suprir a deficiência. é dita grande curvatura. logo abaixo das últimas costelas. Segmento superior O segmento superior é o mais volumoso. coluna. a ação da lipase. que são fundamentais para o funcionamento das células e devem estar presentes no sangue. pesa cerca de 1. leucócitos e plaquetas. abaixo. que são relançadas na circulação. chamado "porção vertical". A faringe (ou garganta) é ladeada pelos grandes vasos sanguíneos do pescoço e pelos nervos glossofaríngeos. compreende. No interior de alguns ossos (como o crânio. está separado do duodeno pelo piloro. tem a forma de uma letra "J" maiúscula. Está situado no quadrante superior direito da cavidade abdominal. a medula óssea vermelha. Remover moléculas de glicose no sangue. que é armazenado. Quando está vazio. entre 1. pneumogástrico ou vago. Quando o nível de cálcio diminui no sangue. Um músculo circular.Reservas de sais minerais. o glicogênio é reconvertido em moléculas de glicose. Armazenar ferro e certas vitaminas em suas células. costelas e as cabeças dos ossos do braço e coxa). O orifício esofagiano do estômago é o cárdia. facilitando. a grande tuberosidade. que existe na parte inferior. tem a cor vermelha-amarronzada. reunindo-as quimicamente para formar glicogênio. Sua função principal é a decomposição dos alimentos.4 kg. e o corpo do estômago. por sua vez. líquido que atua no emulsionamento das gorduras ingeridas. bacia. recoberta por uma cápsula própria. que acumulam gorduras como material de reserva. Divide-se em três partes: faringe superior (nasofaringe ou rinofaringe). laringofaringe ou faringe esofagiana).5 kg no homem adulto e na mulher adulta. que é um esfíncter. É a mais volumosa de todas as víceras. Estômago O estômago é uma bolsa de parede musculosa. . O fígado é o maior órgão interno. no alto. assim. é chamada pequena curvatura. côncava. localizada no lado esquerdo abaixo do abdome. e hipoglosso. Constitui a passagem dos alimentos em direção ao esôfago. Segmento inferior O segmento inferior é denominado "porção horizontal". A borda direita. Essa medula é constituída principalmente por células adiposas. é friável e frágil. tem a superfície lisa. e é ainda um dos mais importantes. A faringe é um canal músculo-membranoso comum aos sistemas digestivo e respiratório e se comunica com a boca e com as fossas nasais. possibilitando que não se tenha que ingerir alimento de pouco em pouco tempo. faringe inferior (hipofaringe. duas partes superpostas. há cavidades preenchidas por um tecido macio. O ar inspirado pelas narinas ou pela boca passa necessariamente pela faringe. Se estende da base do crânio à borda inferior da cartilagem cricóide. que termina pela pequena tuberosidade. Determinados ossos ainda possuem medula amarela (ou tutano). Fígado e Vesícula Biliar Funções do Fígado Secretar a bile. continuando pelo esôfago. onde são produzidas as células do sangue: hemácias.2 e 1. permite ao estômago guardar quase um litro e meio de comida. Este. faringe bucal (orofaringe). que o conduz até a laringe. cujas duas partes se unem por ângulos agudos. principalmente de cálcio e fósforo. como mostra a figura ao lado. esterno.

de fatores imunológicos e de coagulação e de substâncias transportadoras de oxigênio e gorduras. cólon sigmóide e reto.É arredondada. uma solução aquosa. Superfície interna A superfície interna. milhões de pequenas dobras (4 a 5 milhões). auxiliando na desintoxicação do organismo. a ptialina atua sobre o amido transformando-o em moléculas menos complexas. enzimas e outras secreções. ou mucosa. Ele divide-se em ceco. que umedece a boca. cólon descendente. a abertura da parte inferior do estômago pela qual este esvazia seu conteúdo no intestino. o pigmento castanho-esverdeado presente na bile. além de inúmeros dobramentos maiores.5 cm). de consistência viscosa. Os nutrientes absorvidos pelos vasos sanguíneos do intestino. A porção superior ou duodeno tem a forma de ferradura e compreende o piloro. situa-se na parte lateral da face. cólon transverso. dobrinhas microscópicas denominadas microvilosidades. parótida. A saída do reto chama-se ânus e é fechada por um músculo que o rodeia. abaixo e adiante do pavilhão da orelha.5 m de comprimento. jejuno (cerca de 5 m) e íleo (cerca de 1. um traçado que aumenta a superfície de absorção intestinal. Mede cerca de 1. com cerca de 8 cm de comprimento. Três partes de glândulas salivares lançam sua secreção na cavidade bucal. As membranas das próprias células do epitélio intestinal apresentam.Sintetizar diversas proteínas presentes no sangue. O intestino . No intestino delgado ocorre a parte mais importante da digestão e é absorvida a maior parte dos nutrientes. A saliva contém a ptialina ou amilase salivar. mais ou menos do tamanho de uma noz.É a menor das três. Alimentos no Intestino Grosso Os alimentos e materiais de secreção atravessam o intestino movidos por contrações rítmicas ou movimentos peristálticos de seus músculos. chamadas vilosidades. cuja posição se altera com freqüência. transformando sua hemoglobina em bilirrubina. fica abaixo da mucosa do soalho da boca. Na cavidade bucal. O intestino delgado é um tubo com pouco mais de 6 m de comprimento por 4cm de diâmetro e pode ser dividido em três regiões: duodeno (cerca de 25 cm). estimulam as glândulas salivares a secretar saliva. O intestino grosso tem um importante trabalho na absorção da água (o que determina a consistência do bolo fecal). amolece a comida e contribui para realizar a digestão. as contrações rítmicas e os movimentos peristálticos das paredes musculares. submandibular e sublingual: Glândula parótida . que se produz 7 vezes por minuto. passam ao fígado para serem distribuídos pelo resto do organismo. é a maior das três. Movimentos peristálticos No intestino. Glândula submandibular . Saliva A presença de alimento na cavidade bucal. Destruir hemácias (glóbulos vermelhos) velhas ou anormais. Glândula sublingual .Com massa variando entre 14 e 28 g. ao mesmo tempo em que este é atacado pela bílis. apresenta. do intestino delgado. movimentam o alimento. que é um líquido levemente alcalino. Uma parte importante do ceco é o apêndice vermiforme vestigial. bem como sua visão e cheiro. por sua vez. Degradar álcool e outras substâncias tóxicas. cólon ascendente. o esfíncter anal.

de um corpo e de uma cauda afilada. situado na cavidade torácica. denominada epiglote. O coração é um órgão musculoso oco. situado na base da língua. que aparece como uma saliência na parte anterior do pescoço. a laringe sobe. da língua e do nariz. revestido externamente pelo pericárdio (serosa). que funciona como uma válvula. durante a contração das aurículas. Divisão do coração O coração é dividido por um septo vertical em duas metades. Localização e funcionamento O coração se localiza no meio do peito. O coração quase sempre continua a crescer em massa e tamanho até um período avançado da vida. O pulmão direito é ligeiramente maior que o esquerdo e está dividido em três lóbulos. É uma câmara oca onde a voz é produzida. e sua entrada é fechada pela epiglote de modo a impedir que o alimento engolido penetre nas vias respiratórias. O pulmão é um órgão esponjoso que executa a respiração. O pâncreas é uma glândula digestiva de secreção interna e externa. A laringe tem um par de cordas vocais. Acima dela existe uma espécie de "lingüeta" de cartilagem. coberto por pregas de membrana mucosa. Entre cada câmara há uma válvula. A vibração que o ar procedente dos pulmões provoca neste par de cordas a formação de sons. O canal de Wirsung desemboca ao lado do canal colédoco na ampola de Vater. sob o estômago. uma aurícula superior e um ventrículo inferior. a região conhecida como mediastino médio. Encontra-se na parte superior da traquéia. com fibras estriadas. este aumento pode ser patológico. Cada metade é formada de duas câmaras. Ocupa no tórax. A secreção externa dele é dirigida para o duodeno pelos canais de Wirsung e de Santorini. normalmente só absorve água. já o pulmão esquerdo tem apenas dois .grosso não possui vilosidades nem segrega sucos digestivos. o miocárdio. O coração funciona como uma bomba. amplificados pela natureza ressonante da laringe. O coração é do tamanho aproximado de um punho fechado e com peso em média de 400 g. O pâncreas comporta dois órgão estreitamente imbricados: pâncreas exócrino e o endócrino. Na aurícula direita chegam as veias cava superior e inferior. O pâncreas é formado por uma cabeça que se encaixa no quadro duodenal. a tricúspide do lado direito. localizada transversalmente sobre a parede posterior do abdome. Tem aproximadamente 25 cm de comprimento e 700 g de peso. recebendo o sangue das veias e impulsionando-o para as artérias. ligeiramente deslocado para a esquerda. em quantidade bastante consideráveis. O pomo-de-adão. Do ventrículo direito sai a artéria pulmonar e do ventrículo esquerdo sai a artéria aorta. é uma das peças cartilaginosas da laringe. sob o osso esterno. Quando engolimos. de mais ou menos 15 cm de comprimento e de formato triangular. da boca. em continuação à faringe. as quatro veias pulmonares. O revestimento interno da laringe apresenta pregas. na alça formada pelo duodeno. e a bicúspide do lado esquerdo. tem cerca de 12 cm de comprimento por 8 a 9 cm de largura. A laringe é um tubo sustentado por peças de cartilagem articuladas. denominadas cordas vocais. e na aurícula esquerda. Os sons produzidos na laringe são modificados pela ação da faringe. o que nos permite articular palavras e diversos outros sons. formadas por tecido conjuntivo elástico. Estas válvulas abrem-se em direção dos ventrículos. logo abaixo do queixo. A entrada da laringe é chamada glote. A laringe é unida por meio de ligamentos ao osso hióide.

Este movimento circulatório do sangue ocorre devido à atividade coordenada do coração. Dentro dos pulmões. existe uma abertura por onde passam os brônquios. nessa posição estão protegidos pelas últimas costelas e também por uma camada de gordura. Em uma pessoa normal sadia. Na região superior do peito a traquéia se bifurca. 5 a 7. localizada no pescoço. O sangue transporta ainda muitos sais e substâncias orgânicas dissolvidas. os brônquios se subdividem em bronquíolos e estes terminam em uns saquinhos chamados alvéolos. Em cada rim. São responsáveis pela filtração do sangue e remoção das excreções.5 cm de largura e um pouco mais de 2. que se estende à laringe e aos brônquios. São órgãos excretores. quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). as artérias pulmonares e as veias pulmonares. onde são produzidas as células do sangue: hemácias. Néfrons O néfrom é uma longa estrutura tubular microscópica que possui. No interior de muitos ossos. pulmões e das paredes dos vasos sanguíneos. na mulher adulta. Possui uma cápsula fibrosa. denominados brônquios. O ureter é um tubo que conduz a urina até a bexiga. Podem-se sentir os reforços cartilaginosos da traquéia tocando com os dedos a região anterior da garganta. leucócitos e plaquetas. O ar inalado passa.5 cm de espessura. uma expansão em forma de taça. que continua pela alça de Henle e pelo tubo contornado distal. Tem cor vermelho-escuro e a forma de um grão de feijão enorme. O tipo de néfrom e a localização dos rins variam. canal de escoamento da urina. os néfrons. glóbulos brancos e plaquetas). que conduzem o ar aos pulmões. a borda interna côncava constitui o hilo renal. logo abaixo do pomo-de-adão. que se conecta com o túbulo contorcido proximal. logo abaixo do diafragma. a medula óssea vermelha. a veia renal e o início do ureter. É um tubo de aproximadamente 1. há cavidades preenchidas por um tecido macio. Os rins situam-se na parte dorsal do abdome. O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. que sustenta e dá forma ao órgão. Cada rim é formado de tecido conjuntivo. que protege o córtex (cor amarelada) mais externo. denominada cápsula de Bowman. quando perde seu oxigênio. e por milhares ou milhões de unidades filtradoras. dando origem aos brônquios. cada brônquio leva a um pulmão. A traquéia é uma parte do aparelho respiratório.5 cm de diâmetro e 10 cm de comprimento.25 cm de comprimento. em uma das extremidades. O sangue é vermelho brilhante. Pelo hilo renal passam a artéria renal. localizados na região renal. cujas paredes são reforçadas por anéis cartilaginosos. através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares. também reforçados por anéis de cartilagem. Cada rim tem cerca de 11. entre 115 e 155 g. Na porção renal mais interna localizam-se tubos coletores de urina.lóbulos. Estes são dois tubos curtos. A massa do rim no homem adulto varia entre 125 e 170 g. cerca de 45% do volume de seu sangue são células (a maioria de glóbulos vermelhos. que se divide em dois tubos. Na face interna de ambos os pulmões. . e a medula (avermelhada) mais interna. um de cada lado da coluna vertebral. este desemboca em um tubo coletor. Ele adquire uma tonalidade mais azulada. através da traquéia.

. É um órgão muscular em que se acumula a bile no intervalo das digestões (até 50 cm3). situado na face inferior do fígado (lado direito). rica em células produtoras de muco. A afecção mais freqüente da vesícula biliar é a presença de cálculos que ocorrem devido à existência de quantidades excessivas de cálcio e colesterol na bílis.Tanto a traquéia quanto os brônquios são internamente revestidos por um epitélio ciliado. o muco e as partículas aderidas são engolidas com a saliva. em forma de pêra. Ao chegar à faringe. absorvendo grande parte da sua água e mantêm-na recolhida até o início do processo de digestão. Quando estimulada. sendo "varridas" em direção à garganta graças ao batimento dos cílios. auxiliando a digestão. e é um reservatório alongado. A vesícula biliar é um saco membranoso. passa pela vesícula biliar através de um pequeno tubo chamado ducto cístico. Partículas de poeira e bactérias em suspensão no ar inalado aderem ao muco. Os tecidos que constituem as paredes musculares da vesícula biliar concentram a bile. a bile é produzida pelo fígado. a vesícula biliar contrai-se e manda a bílis concentrada através do ducto biliar até o intestino delgado.

fsj -¯ ¯ fnnfsjx€ fffx¾ ¯¾¾ ¯f€ nf  f¾¾¾f°–° ¾ n© n °€°n°fxnfsj  .

ffn ¾nf¾ ¾ ° ¾ ¾ ° ¾¾j ¾f¾ f¾ nfn€nf f¾ ½ ¾f¾f¾¯ff ¾¾½  °€  n©f f f ½°n½fxf¯f¾–fsj ¾j¯½nf ¾  €¯f  f °ffnfsj f¾ °–f– °¾  ¾° ¾¾ °¾¾ ¾f¾¾¾f°–° ¾ n ° f  °  ¾j½ – ¾½ hf¾nf¯f f¾  n  ¯f¾  °f  ¾¯f xf¾ ¾i°nf¯f¾ f   ¾¯f  nnf° f½½f  fnffxff  ¾h¾f f¯fnf¯f f ¾ ¾i°nf¾¾ fnf¯f f °°f nf f ½½fxn½f f½ f½½f °f ¯ n n°©°€  nf¯ ° f¾nff  ° f  D¯ n  nf¯f n ¯ °¾ ½ffff  –f¯ °½  °f  ½ ° ff –f ° g– °–f g¯f°  f °f ¾f  n¯½¾sj¯nff¾¾ ¯ f ¾ f¾¾  ¾½µ ¾ n¯¯f€°fnf¯f f¾  f¾f ¾ ¾ ° ¾ fx¾ ¯€nf °f  ¯ f  ff ½ ° f¯f¾¾¾f°–° ¾  ° ¾  n n°©°   x¾´€f–"  ¾´€f–x¯nf°f¯¾nfn¯n nf fn¯ n¯½¯ ° fn¯  f–f  ¾ ° ¾  f€f°– f ¾´¯f– xf½f ¯f¾ ¾ f   – ¾  ¾ f – ¯fxf ¯°fsj  ¾´€f–ff ¾¾f° n ¾¾ff¯ ° f½f °€  ½ ¾ns f nf f hnnf  f€f–¯f f½f ¾½  fnf f f ¯°f  ¯–j¾f °f°f¯ f°f °f€ °  fn°f  f @ ¯°ff°sf°  ¾ ° ¾´¯f–f°  fnh f   f¯ °fn –ff ¾´¯f–  ¯½f ½ f¾n°fsµ ¾  ¾´€f– ¾j¾ nf¯f ¾¯¯ °¾½ ¾hn¾ f¯ x¯  nf ¾½  ¾´¯f– ° ¾°  ¾¾ °fsj n½ ¾hfnf–  ¾    f¯ x¯€° n  ¯n ¾nf¾¾  ½ sjf¾–j¾° °¾ ½° f½½fff€fsj ¾¯¾n¾  °  ¾   x¯½ h¾n  ¾   n°¾¾  ¯°¯ f¾½ sf¾nff–°¾f¾ ¾¾ f¾ fnf f¾ ¾¾f¾½ sf¾€¯f¯¯¾¾ ¯f fff°nf¾ ¾ ¯ ¯¾ ffsj ¾ ¯¾n¾  °sj  ¾    ¾  ¾¾  fx¯ ¾¾ °fsjn½f f½ ¾ °f f¾¯½f° ¾€°sµ ¾  .

 ¾ f¾ ¾f¾¯° f¾ ½°n½f¯ °  nhn €¾€  ¾j€° f¯ °f¾½ff €°n°f¯ ° f¾nxf¾   ¯ ¾f½ ¾ ° ¾°¾f°– .f° °  nhn ¯°°¾f°– ¾f¾ nhn¾j¯ f ¾ ¾¾¾¾½ff¾½f €ny°nf    ¯°f ¾¾¾¾f° f½¾¾ ¯¯ ff¯f f%f°% n¯¯¾ff€–ff f  ¾¾f¯ fxn°¾ f½°n½f¯ ° ½nxf¾f ½¾f¾  fn¯f¯– f¾ n¯¯f f  ¾ f  -°  f–°¾¾¾¾%n¯ni° n°f  fnf  ¾ ° n¾ f¾ f¾nf sf¾ ¾ ¾¾¾  fs nf% hnf f ¾½ °n f¾½¯ n ¯fn f¯ f¾¾ f  ¯ f ° ¾j½  f¾f¾nxf¾ ¾f°–  ¯hnf¾  nn¾ ½f f¾  ¾´¯f–  ¾´¯f–x¯f ¾f ½f ¯¾n¾f nff f°f  ¾  f f  f ¯ –f f f¾¯f¾n¾ f¾ ¯–j¯¾nf –f ¾´€f–f° ¾° –f  f€°sj½°n½fxf n¯½¾sj ¾f¯ °¾ D¯¯¾nnnf   ¾ °f½f °€  ½ ¯ f ¾´¯f––f ff¾ ¯ ¯  n¯ f  ½¾¾ f°  °j¾  °f °– f¯ ° ½n ¯½n ¯½ .f°  ¾h f  ¯f€¯f ¯f f  ¯f¾nf n©f¾ f¾½f ¾¾ ° ¯½i°–¾f– ¾   –¯ °¾½  ¾ –¯ °¾½ x¯f¾¯¾ nf¯f  ½sj nf ¾ n¯½ ° ½ ¾f   f¾½f ¾¾½ ½¾f¾ f–f°  ¾ f °f  n½  ¾´¯f–  f f   ¯°f½ f½  °f ¾ f   –¯ °°€  ¾ –¯ °°€ x °¯°f  ½sj°f  ¾h¾ ½ff    °½  ½  x¯ ¾€°n    f  f n´°nff xnf¯f f½  °fnff f  f ¾  f n° f x f–f° nff €n ¾€f–f°  ¾´¯f–xnh f  €f°– x¯nf°f¯¾n ¯ ¯ f°¾n¯¯f¾¾¾ ¯f¾ – ¾  ¾½f ¾  n¯°nfn¯f nf n¯f¾€¾¾f¾°f¾f¾   ¾ °  f f¾  ni°g  f°€  f nff– ¯nn n°°f° ½  ¾´€f– €f°– %–f–f°f%xf f f½ ¾–f° ¾ f¾¾¾f°–° ¾ ½ ¾ns ½ ¾° ¾–¾¾€f°– ¾ ½° ¯–h¾nf–   ½–¾¾  ¾  ¯y¾½f ¾ €f°– ¾½ %°f¾€f°– °€f°– % €f°–  nf%€f°– % €f°– °€ %½€f°– f°–€f°– €f°–  ¾€f–f°f%  f°¾½f ½ f¾°f°f¾½ f nf½f¾¾f° n ¾¾ff¯ ° ½ f€f°–  n°  fxff°– .

°¾f½f¾¾f– ¯ ¾f¯ °¾ ¯  sjf ¾´€f–   €–f x¯f–j° °  xf° f¯ ¾¯f¾¯½f° ¾ f¯f¾¯¾f   f¾f¾n f¾ ½ ¾fn nf  –°¯ ¯f  °f¯ f f  °    –   ¯fn ¯ f f¯f°f f x€h  €h–  ¯f¾½ €n ¾f  n f½¯f nh½¾f½½f ¾h¾f °f f° ¾½    fnf f f ¯°f  –f  I ¾nf f °sµ ¾ –f   n ff    ff° ¯¾°f¯ ° f¾– f¾°–  f¾ €fnf°  f¾¾¯  ffsj f½f¾   ¯ ¯xnf¾ –n¾ °¾f°–  °°  f¾¯nf¯ ° ½ff€¯f–n–y°   xf¯f °f  °¾¯¯ °¾ ° n ¾¾ f –n–y°x n°   ¯¯xnf¾ –n¾  ¾j f°sf f¾°fnnfsj  ¯f °f€  n f¾f¯°f¾ ¯¾f¾nxf¾  .

° f  ¾f¾½ °f¾½ ¾ ° ¾°¾f°–  €f ¾¯°–n¾  nf–fsj  ¾ ¾i°nf¾f°¾½f f¾ –y° – f¾   –f fhn f¾¾ ¾i°nf¾nf¾ ff° °f ¾°nfsj –f°¾¯   ¾ ¯hnf¾%– ¾ ¯ ¾% f¾f°¯f¾ f°¾€¯f° ¾f ¯– °f ¯  °f ½–¯ °nf¾f° ¾  f ½ ¾ ° °f   ff ½ ¾ °sf f¯ °°fnf f  nf  ¯n¯¾f¾j n   ¾¯f¯f¾ –i° f¾¾ff ¾f¾ n f¾ff  x¯   ¯ ° fnf° ¯f¾sjf¾f  n°¾¾y°nf¾n¾f  ¯ n f nf f¯ n fn¯ f n° ½ff fff – ¾j  ¾ffn°x¯f½f°ff¯f¾ ¾ff -fnf f  nf f½f°fff¾  f¯  f°¾€¯f°   ¯¯xnf¾¯ °¾n¯½ f¾ @y¾½f ¾ –i° f¾¾ff ¾f°sf¯ ¾f¾ n sj°fnf f  nf ½f f ¾ ¯f°  f ¾ °–f  i° f½f f .

n nf  ¯ n¯½¯ °     ¾  ¯n n n°f¾n ° ° n°f°¾ ¾ n° ¾n ° ° n°¾–¯    D¯f½f ¯½f°  n nxf½y° n  ¯€¯  ¾–f n¯n nf n¯ n¯½¯ ° n©f½¾sj¾ f fn¯€ y°nf ¾f f  nf¯f ¾ i°¾ x € nf f½¯¯¾n  f  ¾€°n f°f  ¯ °¾°° ¾°¾¾ ¾f¯ °¾ ¯f f¾ ¾ n sjff ¾¾f¯° ¾°¯ ¾½n°fsµ ¾¯nf¾ ¯¯ °¾½ ¾hn¾ ¾ ¾¯¾n¾  ¾ ½   ¾½¯° ° ¾° .¯¯f¾¾fff°  °  – xf¯f f¾y¾ ¾f ¾ °f½f  f f f€fn f f f f°  ½fj f f  i° f¾ ¯f°  f f ° f f ¯f¾¯ °¾ f¯f° ¯f°  i° f¾ °–f f¯ ° f¾y¾ €nff f f¯n¾f ¾f f nf  -° ¾° –f n f½f ¯f¾¯½f°  f – ¾j xf ¾ ff¯f½f  ¾° ° ¾ ° ¾° –f x¯ n¯½n¯f¾ ¯ n¯½¯ °½ n¯  i¯  ½ ¾     ¯y¾ –µ ¾   °%n nf n¯% © ©°%n nf ¯%  %n nf  n¯%  ½sj¾½   ° ¯f€¯f € f f n¯½ ° ½ ff f f ½f °€   ¾´¯f–½ ff ¾  ¾ff¾ n°  °° ¾°  .¯ °¾½ ¾hn¾ -° ¾° f¾n°fsµ ¾¯nf¾ ¾¯¯ °¾½ ¾hn¾ f¾½f ¾¯¾nf ¾  ¯¯ °f¯f¯ ° f¯ ¾¯ ¯½ ¯  ¾ xffnf ½ f ¾  °¯f¾ f¾ ¾ n sµ ¾  ¾° ° ¾f ¾ ¾½ ¾f¾¾¾f°–° ¾ ° ¾° ½f¾¾f¯f€–f ½ff¾  ¯ ¾  ¾½  ¾ –f°¾¯  ½ €n ° °f ¾½ €n ° °f ¯n¾f  ° ¾° –f  f½ ¾ °f fx¯ °¯ ¾  f¯ °¾¯f ¾ ¯µ ¾ ½  °f¾  f¾%f¯µ ¾% nf¯f f¾¾ f ¾ ¯ fsf  f¯ °ff¾½ €n  f ¾sj° ¾°f ¾¯ ¯ f°f¾ f¾½½f¾nxf¾  ½x° ¾°ff½ ¾ °f¯ ½¾f    °f¾¯n¾n½nf¾ °¯°f f¾ ¯n¾ f ¾  ° ¾°–¾¾ ¯¯¯½f° f f°ff ¾sj fh–f%   ¯°ff n°¾¾y°nf  € nf% .

–¾¾°j½¾¾¾ f ¾° ¯¾ – –f¾n¾ – ¾¾ °¯f¯ ° ¾f ¾ h–f  ¯f° f  f¾f° n°¾ h ¾    f°– x¯ ¾¾ °f ½½ sf¾ nff– ¯fnf f¾ ¯fni¯ffnf° f x½  f °n°f ¾ °f½f ¾½  ffxf  ¯n°°fsjg€f°–  ½¯ f j  f½f n n¯¯f¾fy°nf°f½f f°  ½ ¾ns –f f    x¯f f¾½ sf¾nff–°¾f¾ ff°–  °f f ff°– xnf¯f f– n¯f f ¾ ¯f ¾½xn   °– f  nff– ¯  °¯°f f ½–  €°n°fn¯ ¯fhf .f°  °–¯¾ ff°– ¾  ¾f °f fx€ nf f½ f ½–   ¯ f¯½  f¯ ° °– ½ °  °f¾f¾ ¾½ff¾ f°– x° f½ ¯  –f¯ °¾f¾¾ ¾f °f f¾  f°–f    ¾¯ °° ° ff°– f½ ¾ °f½ –f¾  °¯°f f¾n f¾nf¾ f°–  ¯ ¯½f n f¾nf¾ €¯f f¾½ n n°©° h¾n n ½½ –f¾  ¯ ¯ f°f¯n¾f  fsj f½n °  ¾½¯µ ¾½nf° ¾ ½f n f¾ f€¯fsj ¾°¾ f¯½€nf ¾½ f°f f ¾¾°f°  ff°– ¾¾°¾½  ¾°f f°– ¾j¯ €nf ¾½ ffsj f€f°–  f nf  f°–f  °f  °¾½ ¯  fnf½fff¾   ¾¾¾¾°¾  ½i°n f¾x¯f–i° f – ¾f ¾ n sj° °f   °f  ¯f¾¯ °¾n¯ n¯½¯ °  €¯ff°–f nff ff°¾ ¾f¯ ° ¾  f½f ½¾  f ¯ °ffsf€¯f f½   ° ¾  ¾´¯f– ½i°n f¾x€¯f ½¯f nf sf ¾  °nff°f   °f  ¯n½  ¯fnf ff€f f ¾ n sj  °f  x – f½ff  °½ ¾nf°f¾ J¾°–  f°° nf°f  J¾°– ¾ ¯ nfff  nf°fnx n°ff¯½f If  ½i°n f¾n¯½f ¾ –j ¾ f¯ ° ¯ nf ¾ ½i°n f¾ n°  ° n°  nfsjx¯–j¯¾n¾n ¯nh  n¯€ f¾ ¾f f¾   ¾   °f¯ ° ½ ½ nh %¾ ¾f% nfsjx f¯f°f½¯f  ¯½° € nf  n¯½ ¾ ¯¯x f –  ¯n nf n¯ n¯½¯ °½fn¯  f–f nfsjf¾ ¾ ¯½ n°°ffn ¾n  ¯¯f¾¾f f¯f°fx¯½   ff°sf  f f  ¾ f¯ °½ ¾ ½f–n  nffsj €°n°f¯ ° nfsj¾ nff°¯  ½  ¾ ¾¾ ¾ ° – f¯ °  ¾nf ½fff ¾  f n½f°f f –jn° n fn¯¯ f¾°¯x  nfsj€°n°f n¯¯f ¯ f  n ° ¾f°–  f¾ f¾ ¯½¾°f°  ½fff¾fxf¾  ¾j nfsj nfsjx   ½¯¾ ½ nf ¯ f¾¯ f ¾ .

f f¯ f x€¯f f  f¾ ni¯ff¾ ¯ffnf¾½  ¯ °n°€  ° nf fni¯ffh¯fhf f n¾½  f     f n¾½  f  ¾   ¾f¾hf¾f  ¯ ¾  ¯  sj ¾ °n¾  f° fn°fsj f¾fnf¾ -ffnf  fn –f¯f¾ f¾nff ¾½  °€   °ffnf ¾  f f¾f f¾½¯°f ¾  °n   ¾fffxf½¯°f   °n ¾  ¾fffxfff  ½¯jx¯–j ¾½°©¾   nff ¾½fsj @ ¯f½¯f f¯ ° n¯  n¯½¯ ° – ½ ¾ ¾f °fnf f hnnf ½¯j  x– f¯ °  ¯f  ¾    ¾h    ¯y¾ ¾ ©h½¯j ¾   ¯f½ °f¾ ¾ .

 ¾ -f€fn ° °f f¯ ¾¾½¯µ ¾  ¾ ¯ff f½° ½f¾¾f¯¾ ´°¾ f¾fxf¾½¯°f ¾ f¾ f¾½¯°f ¾  f°ff ½f¾¾f ffx¾ ffxf  ¾    ¯ ¾ ¾  °¯°f ¾ ´°¾  nf f ´° ff¯½¯j  ° ¾½¯µ ¾ ¾ ´°¾¾ ¾  ¯ ¯ °¾  ¾ ¾ ¯°f¯ ¯°¾¾f°¾nf¯f ¾fx¾  ¾°¾¾f¯ ¾ °f½f  ¾f f ¯ –f f  f€f–¯f ¯ nf ff  f n°f  f ° ¾¾f½¾sj ¾j½ – ¾½ f¾¯f¾n¾ f¾ f¯ x¯½¯f nf¯f f – f .

f f¯ ¯n nf  n¯ n¯½¯ ° f n¯ f–f  ¯½n¯f¾  n¯  ¾½ ¾¾f ¯f¾¾f ¯°¯ ¯f ff °   – °f¯ f f  °  – @ ¯n ¯  ¾n f€¯f ¯–j  € ©j °¯  j–j¾ n  ¾ 9¾¾¯fnh½¾f€ ¾f  ½ – n %nf¯f f f%¯f¾  °  f¯ f%f ¯ f f%¯f¾° °f   x¯  n° f°ffxf –f .

f f¯x€¯f   n n°©°  ¾¾ °f  h€¯ff–j  ½ ¯f ¾¯µ ¾ ° f ¾€f f¾ ¾°x€°¾ nff ¾°f –j °f  -x€°¾ °x€¯x¯f°–f ¾f f¯n¾n½nf ½¾¾  ¯¯f f¾  ¯ f ¾  ¯f ½f°¾j ¯€¯f fsf  °¯°f fnh½¾f  ¯f°  ¾ n° nfn¯  n°n ½¯f  n°°f½ ffsf  °  ½  n°°f  ¾f  ¾  ¾ ¯ nf ¯¯ n  j ¾½°¾h ¾½ f€fsj ¾f°–   ¯sj f¾ n sµ ¾  ¯nf f¯ f  f° °fn´°nffn°¾ °f 9  °f½f¾¾f¯ffxf  °f f f °f °n    nf°f  ¾nf¯ ° f°f -f½sj °f¯f¾ ° °fnff¯ ¾  ¾n  ¾ °f ½ °x€¯ fnffsj ¾°¾ff¯    ¾f°– x¯f¾ ¾i°nf f nnf½ f¾fxf¾  f¾ –f°¾¯ ¯¯f ½ ¾¾f°¯f¾f f n nf   ¯  ¾ ¾f°– ¾jnxf¾%f¯ff – ¾  ¯ ¾ – ¾ f°n¾ ½f f¾%  ¾f°– x ¯  f° f° – °f °¾½¯µ ¾%°¾fx¾½¯°f ¾%   f  ¯f°f f ¯f¾ff f f° ½  ¾ –y° ffx¾ f¾ f¾  ¾ ½  °¾f¾¾ °¯°f ¾nf½f ¾  ¾ ¯¯ °nnf ¾f°– n   gf f n °f f nfsj  ½¯µ ¾  f¾½f ¾ ¾f¾¾¾f°–° ¾ ¾f°– f°¾½ff° f¯¾¾f¾  ¾ ¾i°nf¾–i°nf¾ ¾¾ f¾  -°  ¯¾¾¾¾ hnf f ¾½ °n f¾½¯ n ¯fn f¯ f¾¾ f  ¯ f ° ¾j½  f¾f¾nxf¾ ¾f°–  ¯hnf¾  nn¾ ½f f¾   fxfx¯f½f  f½f  ¾½f nff f°½ ¾ns  ¾  ¾ ° g f°–  f¾ ´°¾ ¯  f½¯f f¯ °  n¯  i¯  n¯  n¯½¯ ° n©f¾½f ¾¾j €sf f¾½f°x¾nff–°¾¾ 9 ¯ ¾ ¾ °¾  €s¾nff–°¾¾ ffxfnf° n¯¾ ¾f –jf°  f–f–f°f – f f ½¯ f j  -f –j¾½  ½ ffxf¾  €nf  f° – ¯f¾ ´°¾ ¾ ¾¾j ¾  ¾n¾ f¯ x¯ €sf ¾½f°x¾ nff– ¯  n°  ¯ff¾½¯µ ¾  .

f°  ¾¯f f f ¾nf fn°f ¾  ¯f° ff ¾n°n °f fffx¾  n ffx° ¾° –f  ff° f – ¾j  f€ nsj¯f¾€  °  f ¾nf fxf½ ¾ °sf nhn¾ n ¯  g ¾y°nf f° f ¾ n ¾¾f¾ nhn n ¾ °f ¾    .@f°ffxff°¾ ´°¾¾j° °f¯ °   ¾ ¾½¯ ½xnf  nf ¯nxf¾½ f¾ ¯n 9fnf¾ ½ f  fnxf¾ ¯¾¾½ °¾j°f°ff  f  ¯f¯n ¾ °  f f¾  ¯  sjg–f–f°f–fsf¾f f¯ ° ¾n¾  n –fg€f°– ¯n f¾½fnf¾f  f¾¾j °– f¾n¯f¾ff    ¾nf fx¯¾fn¯ ¯ f°¾  ¯€¯f ½yf  x¯ ¾ ff°–f   ¾f °f€fn °€  €–f %f   % ¯–j¯¾nf ¯ ¾ fn¯ff   °° f f¾ – ¾µ ¾%fxn¯% f  x½  f½ €–f  ½f¾¾f½ f ¾nf fffx¾ ¯½  ° nf¯f  nn¾n ¾ n ¾ n°¾ ¯f¾ ½f ¾¯¾nf ¾ f ¾nf fn°n °f¯f  f ¾ ° –f° ½f  f¾fh–f ¯f°y¯ °f n ffx°n ½n ¾¾  – ¾j  .