You are on page 1of 5

VARA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO PARÁ

sa

DECISÃO

DECISÃO

Ç,0

/2011

AÇÃO CIVIL PÚBLICA PRüCESSü N°: 4853-41.2Ül1.4.Ü1.39ÜÜ AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL TECNOLÓGICA - FACETE

RÉ: FACULDADE

DE EDUCAÇÃO

Trata-se MINISTÉRIO FACETE requerendo: cursos de graduação não veiculação oferecendo da

de

pedido

liminar imediata

em

Ação

Civil

Pública

ajuizada

pelo -

PÚBLICO FEDERAL contra a FACULDADE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA i) a paralisação e pás-graduação informação dos anúncios publicitários de

com oferta de Ensino Superior e não a ser de

tatu sensu e strictu sensu pela parte ré; ii) a
a ré seja nos cursos Instituição irregularmente temporária das atividades

de que

cursos reconhecidos

pelo MEC; iii) a suspensão

da ré, com interrupção início do período letivo; circulação proferida, no Estado com seus

das matrículas

anunciados

iv) divulgação no site da requerida e em dois jornais de grande
do Pará da existência fundamentos; e v) descumprimento da presente cominação da decisão. junto razão de ação e da decisão penalidade em caso

descumprimento

de eventual Sustenta

o MPF, em síntese, que a FACETE não está credenciada - MEC como instituição de ensino superior, tanto ou ofertar cursos de educação superior, com outras instituições

ao Ministério graduação de forma violarem

da Educação e Cultura

porque não pode ministrar indireta disposições

em nível de por aos

como em nível de pás-graduação - através de convênios da legislação

(tatu sensu e strictu sensu), nem mesmo
de ensino, também o que constitui afronta

de regência,

direitos básicos dos consumidores, Juntou
.'

que estão sendo expostos do processo administrativo

à publicidade

enganosa.

a íntegra

nO 1.23.000.002072/2010-

11, conforme

fls. 24/98 . Sucintamente Primeiramente, relatados, tenho decido. por configurada metaindividuais sumária, a legitimidade envolvidos do no caso. o

Parquet

federal jurídica

para a lide, tendo

em vista sua atribuição

constitucional

na defesa da ordem

(CF, art. 127 e 129) e os interesses Pois bem. Em juízo

de cognição

para que seja acolhido

pleito formulado neste ensejo,

é necessária a presença dos requisitos do fU"i~bOni

;;/0'

01. inclusive em universidades e centros universitários.gov. a odontologia e psicologia. junto à Secretaria competente. Autorização • Para iniciar a oferta de um curso de graduação. Credenciamento • Para iniciar solicitar e Recredenciamento suas atividades.4. para as faculdades e centros universitários. medicina. in verbis: do MEC. 28. na plausibilidade de resguardar do o e urgência da medida de urgência com o fito resultado útil do processo. O recredenciamento deve ser solicitado pela IES ao final de cada ciclo avaliativo do Sinaes.3900 AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RÉ: FACULDADE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA . (art. respectivamente. • Inicialmente universidade autonomia. universidades. de curso A exceção são as universidades e centros para devem universitários funcionamento informar que. conforme informações extraídas do site oficial do citado Ministério mec. consistentes. .PROCESSO NO.nal (Art. presentes os requisitos autorizadores da o ato de credenciamento constitui pré-requisito para toda instituição precisa de de ensino interessada em ministrar cursos de educação superior. e de cinco anos. para iniciar a oferta de um curso de graduação. por terem autonomia. No caso dos autos. as instituições de educação superior devem o credenciamento junto ao MEC. br/index.773. php?optio n=com_content&view=a rticle&id = 12467&Itemid = 762. / . . qualidade. • O primeiro para • credenciamento da instituição tem prazo máximo a IES é credenciada ou centro depende do como faculdade. O credenciamento de instituição satisfatório e como de já de universitário. 28. ( ". a IES depende de autorização do Ministério da Educação.FACETE iuris e do periculum direito invocado in mora. independem de autorização No entanto. avaliação e posterior reconhecimento. Senão vejamos. as IES são credenciadas como: faculdades. credenciada. 4853-41. autorização http://portal. essas instituições à Secretaria competente os cursos abertos para fins de supervisão. §2° do Decreto nO 5773. centros universitários universidades.. já previamente credenciada. Ademais. com as respectivas específico prerrogativas credenciamento regular em funcionamento e com padrão de três anos. de 9 de maio de 2006).- . • No processo de autorização Secretaria de Educação dos cursos de graduação considera de direito. § 20 do Decreto nO 5. a IES. do Conselho Saúde. superior. de 9 de maio de 2006). De acordo com sua organização acadêmica.2011. vislumbro tutela de urgência. Superior a manifestação Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e do Conselho NaC})'o.

podendo apenas emitir certificado de participação importante no curso. Escolar e Ensino Religioso. 19. § 1° É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário. constata-se da que a Faculdade de Educação Tecnológica do Pará não está credenciada junto a este Ministério da Educação. Bacharelado Educação Inclusiva. em Teologia. esclarece que: "4. a mencionada instituição não pode ministrar/ofertar uma cursos de educacão superior no Brasil. em Ciências Licenciatura Gestão publicitário em Física. A Nota Técnica nO 578/2010-CGLNES/GAB/SESu/MEC (fls. no bojo do processo administrativo que resultou na presente ação. qualida in verbis: respeito . credenciada.2011. outro modo. 61/64). por qualquer por omissão. tal como veiculado em anúncio à fI. por se tratar de instituição não educacional. ou.PROCESSO N°: 4853-41. em Matemática. a mesmo consumidor inteira ou parcialmente falsa. Importa esclarecer que a referida instituição pode ofertar cursos livres.4. Conforme será esclarecido a seguir. (Grifos do original) Dispõe o art. natureza. É proibida toda publicidade enganosa ou abusiva. vez que não se encontra portanto. o registro torna-se prescindível.01. em e da Educação que lhe permita em pedagogia.lESo 6. em Geografia. 28. bem juntado Supervisão como junto de ao Ministério superior. 37. Licenciatura em Letras. os efeitos da supervisão e avaliação realizadas pelo MEC. §1° do Código de Defesa do Consumidor. verifica-se o credenciamento oferecer cursos Licenciatura Licenciatura Filosofia.FACETE No caso dos autos. expedida pelo Ministério da Educação a requerimento do MPF. não suportando. pós-graduação em História. jamais diploma de nível superior. destacando-se que. em err. da capaz de induzir características. Em pesquisa realizada no sistema e-MEC sobre a regularidade instituição. Licenciatura Psicopedagogia. porém. Licenciatura Licenciatura em educação tais como que a FACETE não possui sequer ministrar ou Licenciatura da Religião. Art. 37. Licenciatura em Ciências Sociais.3900 AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RÉ: FACULDADE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA . como instituição de ensino superior . É ressaltar que o certificado obtido nesses cursos livres não pode ser chancelado por nenhuma outra IESc sob pena de flagrante desrespeito à legislacão educacional vigente.

art. o curso do respectivo período letivo até ulterior determinação /' ~ . anunciados. "Prepare-se para enfrentar os desafios de novos tempos. graduação Juízo. 66 e 67). valendo-se slogans como "Nível Superior em Educação". DEFIRO parcialmente e pós-graduação o pedido liminar para publicitários com sensu. aos princípios da boa-fé objetiva. 33/34. o perigo da demora exsurge do risco de novas matrículas ofertados. nos cursos irregularmente fatos que resultarão mensalidade.3900 AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RÉ: FACULDADE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA . urbano. e pós-graduação eventualmente. evidencia-se da Ré que.4. bem como do iminente início do período letivo. resta demonstrada §lD a plausibilidade das alegações a fim de o respeito na seara na inicial. propriedades. deste (~ Determino. a interrupção irregularmente imediata das matrículas suspendendo-se nos cursos de o início ou. inclusive na rede mundial de computadores. aptas a autorizar a concessão da liminar requestada. transporte iludidos pelos anúncios veiculados. em gastos e despesas de diversas espécies (valor de matrícula.FACETE quantidade.01. do consumidor adequada. etc. Note-se qualquer reconhecimento que.2011. e do direito à informação jusconsumerista. Com deduzidas efeito.4 PROCESSO ND: 4853-41. garantindo-se da vulnerabilidade especial que ganham relevo da transparência. preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços. fazendo cursos reconhecidos pelo MEC". coibir práticas ilegais (CDC. Ante determinar oferta cessar Superior o exposto. como afirmou fazer às fls. 37. ainda de a qualidade de instituição de ensino superior. mesmo na hipótese de ofertar cursos livres (sem ou valor oficial). tanto na mídia impressa. Desta forma.) por parte de alunos compra de material escolar. já que não autorizada superior. origem. ainda. c/c arts. fazendo de Ensino áudio- à ré que promova a paralisacão veiculação da informação imediata dos anúncios latu sensu e strictu de cursos de graduação qualquer oferecendo de que a ré seja Instituição cursos reconhecidos pelo MEC. a parte ré não poderia firmar parcerias com outras IES credenciadas com cursos reconhecidos pelo MEC para oferta ou ministração indireta desses cursos. Outrossim. divulga anúncios de maneira acintosa auto intitulando-se "Curso de Graduação" e "Pás-Graduação Latu Sensu". não ostentando credenciada ofertando no MEC nem tampouco a prática de publicidade enganosa por parte a ministrar/ofertar cursos de nível como "Faculdade". visual e/ou televisiva.

000.FACETE INFORMA: POR ORDEM DO JUÍZO FEDERAL DA 5a VARA DA SECÃO JUDICIÁRIA ENSINO SENSU DE BELÉM. Outrossim. quadro de avisos. EM FACE DA DECISÃO PROLATADA NOS AUTOS DA AÇÃO CIVIL PÚBLICA N0 4853-41. das até ulterior determinação o pedido de INDEFIRO suspensão atividades da ré. físicas onde a mesma exerça suas atividades em qualquer dos casos em deste juízo.~~ LUCYANA SAID Juíza Federal Substituta DAIBES PEREIRA respondendo pela 5a vara .4. haja vista a possibilidade da mesma de ministrar cursos livres. durante 07 (sete) dias consecutivos.2011. no site AJUIZADA PELO MINISTÉRIO da ré e nas dependências com ampla visibilidade. isto é.01. deverá permanecer salas de aula.OO (dois mil reais) por cada ato que contrarie o disposto decisum. sem valor oficial. Belém. ou autorização da presente decisão implicará em multa no valor neste de R$2.2011.).4.3900 AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RÉ: FACULDADE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA . FOI DETERMINADA E/OU A PARALISAÇÃO DE LATU DAS QUAISQUER ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS COM OFERTA DE CURSOS DE SUPERIOR E STRICTU (GRADUAÇÃO SENSU).FACETE Deverá nota informativa a ré providenciar a publicação em dois jornais de grande circulação no Estado do Pará. PÚBLICO FEDERAL".347/85. às suas expensas.3900.01. Tal nota informativa institucional regulares local/espaço (v. O CURSO DO RESPECTIVO PERÍODO LETIVO. SUSPENDENDO-SE O INÍCIO OU. os quais prescindem de credenciamento O descumprimento conforme art. EVENTUALMENTE. etc. PÓS-GRADUAÇÃO PARALISAÇÃO BEM COMO A MATRÍCULAS NOS REFERIDOS CURSOS. publicada. Intimem-se. 11 da Lei nO 7.PROCESSO NO: 4853-41. temporária pelo MEC.g. Cite-se. também. da existência da presente ação nos seguintes termos: "A FACULDADE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO PARÁ . Cumpra-se com urgência.