You are on page 1of 6

Cefet-Ba Física Geral e Experimental III Lista de Exercícios 1 – Campo Elétrico, Lei de Gauss e Potencial Elétrico Prof.

Niels F. Lima
Exercícios extraídos de “Física”, vol. 2, de Keller, Gettys e Skove (Capítulos 20, 21 e 22)

20.Q1 – Suponha que os módulos da carga no elétron e no próton não fossem os mesmos, diferindo, digamos, em 0,1%. O mundo seria diferente? Explique. 20.Q2 – Suponha que os sinais de carga nos prótons e elétrons fossem invertidos, positivo para o elétron e negativo para o próton. O mundo seria muito diferente? Explique. 20.Q7 – Após dois pares de meias serem retirados de um secador de roupas, o par A permanece unido por um longo tempo, mas o par B não. Qual dos pares é feito de material que é melhor condutor? 20.Q10 – Uma esfera condutora suspensa por um cordão é atraída para um bastão carregado positivamente. A esfera tem necessariamente uma carga negativa? Outra esfera condutora suspensa é repelida pelo bastão carregado positivamente. Essa esfera tem necessariamente carga positiva? 20.Q11 – Uma esfera condutora carregada positivamente, suspensa por um cordão, é repelida por um bastão carregado positivamente em longas distâncias, porém atraída em pequenas distâncias. Mediante esboços, mostre como isso acontece. 20.Q21 – Quando liberada a partir do repouso em um campo elétrico, uma partícula carregada positivamente começará a se mover ao longo de uma linha de campo (admitindo que a força elétrica seja a força resultante). (a) A trajetória da partícula seguirá a linha de campo se essa for reta? (b) Se não for reta? Se não seguir a linha de campo, então sua trajetória irá se encurvar mais ou menos do que a linha de campo? 20.Q23 – Explique por que as linhas de campo não podem se interceptar. Suponha que as linhas se interceptem em um ponto; que significaria isso quanto à força elétrica sobre uma partícula carregada naquele ponto? 20.Q27 – Considere um dipolo em um campo uniforme . Existe uma força elétrica resultante sobre o dipolo? Em caso afirmativo, qual é a direção da força em relação a ? Se o momento de dipolo é orientado perpendicularmente a , há um torque sobre o dipolo? Em caso afirmativo, esse torque tende a orientar o dipolo paralelamente ou em oposição a ? 20.Q28 – Suponha que um dipolo esteja em um campo elétrico e que seu momento de dipolo aponte na direção de . Além disso, suponha não uniforme, de tal forma que seu módulo aumente na direção de . Há uma força elétrica resultante sobre o dipolo? Em caso afirmativo, a força elétrica resultante tem a direção de ou a direção oposta a ? Reconsidere esta questão para o caso em que o módulo de decresce na direção de . 20.E5 – (a) Se um objeto tem carga de +1,0 nC, quantos de seus elétrons estão faltando? (b) Se um objeto tem carga de -3,0 nC, quantos elétrons extras contém? R – (a) 6,25 × 109; (b) 1,875 × 1010. 20.E6 – Estime o número total de elétrons em um bloco sólido de 0,5 kg, admitindo que o material tenha aproximadamente o mesmo número de prótons e nêutrons. Se o bloco tem um excesso de carga de +10 nC, qual é a fração dos elétrons que faltam?

1-6

930 N/C. (450 N/C.9 mN para baixo. 450 N/C).58 µ N. (a) Determine . 0). uma com carga +1. R – (a) (Ex. 15 cm. 15 cm).0 µ m da origem. (a) Determine a razão carga/massa (em C/kg) que um objeto deve ter para ficar suspenso no ar por forças gravitacionais e elétricas. para um ponto qualquer no eixo x. R – (a) – 0. 20. 2-6 .41 × 10-10 m e a outra com carga − 1. Mostre que. 0. (a) Em P.065 C/kg. quanto é devido à distribuição? (b) Qual é a força elétrica exercida por este campo sobre uma partícula colocada em P com carga de -13 nC? (Nota: Para resolver este problema com as informações dadas.E17 – Dentro da atmosfera da terra existe um campo elétrico. dEy = dEz = 0. (b) Determine E (módulo do campo) nas posições indicadas na parte (a).6 nC de carga.0 µ m. 0).y. é preciso admitir que a carga das partículas não seja demasiadamente grande a ponto de perturbar a distribuição de cargas.E11 – Três partículas com igual carga q estão nos vértices de um triângulo eqüilátero de lado d. com F = 0. e nele calcula-se o campo elétrico produzido num ponto qualquer contido no plano xy. de módulo médio igual a 150 N/C.450 N/C.Exercício extra: (a) Considere um anel carregado de raio a com carga total Q distribuída uniformemente sobre seu perímetro.E19 – Coloca-se na origem uma partícula com carga de +5.E27 – (a) Mostre que a integral que dá Ez para uma linha de carga no exemplo 20. 0). 770 N/C. 820 N/C.) R.6 × 10-19 C em z = − 0. (b) Admita que o número de prótons e nêutrons seja o mesmo e determine a fração dos elétrons em excesso dentro do objeto. (b) 1.8 nC. Ey = Ez = 0. é dirigida verticalmente para cima.E15 – A força elétrica exercida por uma distribuição de carga sobre uma partícula de +2. à distância de 1.20. as componentes do campo elétrico são: Ex = (vide exemplo 20. (b) Determine o campo elétrico no plano xy devido ao dipolo. Ey. Qual é a força sobre cada uma das partículas? R -kq2/d2 dirigida a partir do centro do triângulo. com centro na origem. 20. (10 cm. o que significa que o eixo x lhe é perpendicular e passa por seu centro. 15 cm. é dEx = . 20. 0). .z) dadas por: (15 cm. 20. Faça um comentário sobre a viabilidade de tal experimento. 1040 N/C. (Nota: O exemplo 20. O anel está no plano yz e seu centro na origem.) 20. 0).6 × 10-19 C em z = +0.(a) 220 N/C para cima.6 é Ez = (b) Mostre que Ez = 0. 0.6 trata de uma linha de carga de comprimento 2ℓ com densidade linear de carga uniforme igual a λ disposta sobre o eixo z. (b) E = 2300 N/C. (470 N/C.4 × 10-9. parte de uma distribuição superficial plana de carga com densidade σ localizada no plano yz. que aponta para baixo. Ez) = (2300 N/C. (15 cm. 1160 N/C. (b) 2. (a) Determine as componentes cartesianas do campo elétrico devido à partícula nas posições (x. (820 N/C.E24 – Um dipolo centrado na origem consiste em duas partículas.41 × 10-10 m. quando colocada em uma posição P. 20 cm. (c) Refaça a parte (b) para uma distância de 2.7) (b) Use o resultado obtido em (a) para mostrar que o campo elétrico produzido em um ponto qualquer sobre o eixo x pela carga contida numa coroa circular de raio a e largura infinitesimal da centrada na origem. 20. (15 cm. 0).

(c) De acordo com os resultados obtidos na parte (b). pintando as áreas do círculo de vermelho ou azul conforme a carga contida nas regiões seja respectivamente positiva ou negativa. é possível linhas de campo atravessarem a superfície? Se existem linhas de campo que realmente atravessam a superfície.76 × 1011 C/kg. no sentido que vai do disco ao ponto considerado (vide exemplo 20.7 × 107 C/kg.58 × 10 m/s .46 × 10-4.E39 – A grandeza. o módulo do campo entre as placas é 280 N/C e os elétrons entram no campo deflector com uma velocidade de 2. o campo em cada ponto dessa superfície é necessariamente zero? O fluxo para a superfície é necessariamente zero? 21.6 × 103 N/C até uma velocidade de 5.ufrgs.76 × 1011 m/s2. (b) 1. (a) Qual é a razão carga/massa da partícula? (b) Essa partícula é um próton ou um elétron? R – (a) 9. em C/kg.Q2 – Se o fluxo para uma superfície é zero. é necessariamente verdade que = 0 em todos os pontos da superfície? Explique 21. Pode-se achar o fluxo para uma faixa de Möbius em um campo uniforme? Explique.E51 – Em um TRC as placas defletoras têm dimensão de 57 mm ao longo da direção do feixe de elétrons que entra. Qual a carga total no círculo cinza? (veja também http://penta3. em comparação com o número de linha dirigidas para fora? 21. 21.58 × 107 C/kg. que determina a aceleração de uma partícula carregada em um campo elétrico (supondo desprezíveis outras forças que não a força elétrica) é a razão carga/massa da partícula.Q5 – Se a carga líquida no interior de uma superfície fechada é zero. pode existir excesso de carga em pontos interiores? Explique. 20. Qual é a velocidade dos elétrons emitidos? 20.html). que se pode dizer quanto à carga encerrada pela superfície? 21. função da partícula.9 × 106 m/s. (c) 5. 7 2 9.30 m. Qual é o ângulo de deflexão do feixe? R – 18°.7 × 105 m/s após percorrer uma distância de 0.E41 – Uma partícula carregada acelera do repouso em um campo elétrico uniforme de módulo E = 5.8). 20.1 mm em um campo de módulo 5.E50 – Um canhão de elétrons em um TRC (tubo de raios catódicos) acelera os elétrons por uma distância de 4. o fluxo para a superfície é necessariamente zero? Supondo a superfície fechada.Q8 – Uma faixa de Möbius é uma superfície unilateral que se constrói dando uma torção em uma tira de papel e colando as extremidades. (b) Determine os módulos da aceleração de um elétron e de um próton em um campo de módulo 1 N/C. qual é a razão da aceleração do próton para a do elétron? R – (a) − 1. a razão carga/massa para o elétron e para o próton.(c) A partir do resultado acima mostre que o campo elétrico produzido por um disco plano de raio R0 carregado com densidade superficial de carga σ sobre um ponto num eixo perpendicular ao disco que passa em seu centro. é aproximadamente igual a σ/2 ε 0 na direção perpendicular ao disco. 9. (b) próton.9 kN/C. que se pode dizer sobre o número de linhas dirigidas para o interior do volume delimitado. (a) determine.Q3 – Se não há excesso de carga em nenhum ponto interior a uma superfície fechada. à distância da superfície do disco d << R0. Atividade: Faça a atividade com o applet no final da página sobre a lei de Gauss do curso online da UFRGS. 21.Q4 – Se o fluxo para uma superfície fechada é zero. 20.br/physlet/fisica/physlets/capit_9/ch9_problems/ch9_2_gauss/ga uss9_2_4. 3-6 .Q1 – Se E = 0 em todos os pontos de uma superfície.

determine as grandezas da parte (a) que puder. que contém uma partícula com carga q = +10 nC. R: 26 x 103 N/C para a haste. (b) Com a informação adicional de que E = 370 kN/C em r = 30 mm.8 m2 está orientada de modo que seu vetor de superfície é paralelo a um campo uniforme e 98 linhas de campo a atravessam.2 N/C. Suponha E = 100 N/C a 200 m e E = 50 N/C a 300 m acima da superfície da Terra. (b) Estime próximo ao meio da haste a uma distância perpendicular de 25 mm.Q19 – Um condutor neutro de forma irregular encerra uma região oca de forma também irregular.Q3 – Considere um ponto em que = Eî.5 nC/m2. dê uma direção (em termos de um vetor unitário) em que o potencial (a) aumente.3 m. (a) Determine a densidade linear de carga. (a) Qual é a área da superfície gaussiana? R: 13 m2.E15 – O campo elétrico dirigido para baixo na atmosfera da Terra decresce em módulo com o aumento da altitude acima da superfície. estime a densidade superficial de carga. é coaxial com um tubo condutor neutro do mesmo comprimento. em pontos das superfícies interior ou exterior.0 nC. de 12 m de comprimento e Q = -74 nC. a densidade de carga ρ . faça um gráfico de E versus R no intervalo de R = 1.0 m está centrada em uma partícula com carga de 1. delgado.E9 – Uma superfície gaussiana esférica de raio 1. Estime a carga resultante sobre a Terra. (b) e (c) para uma esfera gaussiana de raio 2. R: 4. 21. o raio r0. onde R é a distância perpendicular ao filamento. R: – 37 nC/m.21. retilíneo.0 N/C. (a) Estime as densidades de carga induzidas nas superfícies interna e externa do tubo. 21.E29 – Suponha um campo elétrico de 284 kN/C dirigido radialmente para fora. Qual é a densidade superficial de carga no ponto P? R: 5. a uma distância r = 15 mm do centro de uma distribuição uniforme esférica de carga de volume. (d) Refaça as partes (a). R: 50 m2. Estime a densidade de carga de volume média na atmosfera terrestre no intervalo de altitudes de 200 a 300 m.4 x 10-12 C/m3.E7 – Uma superfície plana de 2.E14 – Próxima da superfície da Terra existe um campo elétrico médio de cerca de 150 N/C dirigido para baixo. 21. 4-6 .0 mm e o raio externo é de 9. A partir desse ponto. seriam afetadas? O campo exterior ou interior ao condutor seria afetado? 21. determine as grandezas que puder: a carga Q. com densidade linear de carga uniforme. (b) Quanto é E em cada ponto da esfera gaussiana? R: 9. 21. 21.0 mm a R = 15 mm.0 mm. O valor das cargas nas superfícies interior ou exterior seria afetado? As densidades superficiais de carga. (c) Determine o fluxo para a esfera gaussiana. Um filamento metálico. com base em suas respostas das partes (a) e (b) R: 110 Nm2/C . Qual é a carga na superfície interna do condutor? Qual é a carga na superfície externa do condutor? Suponha que a partícula se mova para uma posição diferente na região oca. 21. (c) permaneça o mesmo. Qual é o ângulo entre a direção do campo e o vetor de superfície quando a superfície é orientada de modo que 38 linhas de campo a atravessem? R: 67º. (b) Para pontos no plano bissetor perpendicular. 21. Supondo que a essa carga seja uniformemente distribuída sobre a superfície da Terra. 22.E35 – O campo elétrico imediatamente exterior a um ponto P da superfície de um condutor de forma irregular é 620 N/C dirigido para fora da superfície. o raio interno é de 6. 110 Nm2/C. (b) diminua. (a) Com base apenas nesta informação. 2.0 m.E21 – Uma haste delgada retilínea tem uma carga de – 230 nC distribuída uniformemente ao longo do seu comprimento de 6. Problema 3 – Uma linha de carga coaxial com um tubo condutor.

E17 – O módulo da carga de cada placa de um capacitor de placas planas paralelas é 260 nC. 22. e a área lateral de cada placa é 2. (a) determine o módulo do campo elétrico E entre as placas e (b) determine a diferença de potencial elétrico ∆ V entre as placas.E15 – Considere um campo elétrico uniforme = -(220 V/m)î.E23 – Faça uma estimativa aproximada do potencial em pontos da superfície da Terra (em relação a V∞ = 0). 0)? 22. 0 . mas não de um objeto isolante? 22. 0 . 0 . por quê? 22. 0 . Mostre que a diferença de potencial aproximada entre dois pontos a e b distantes dos extremos da linha de carga é Va – Vb = ln onde Ra e Rb são ambos muito menores do que o comprimento da linha de carga.000 V.) 22. então (a) qual é sua energia cinética e (b) sua velocidade. 22. 0) e a origem? (d) Entre a origem e (3.Q20 – Em eletrostática. Caso contrário. Suponha que o módulo do campo elétrico seja 150 V/m na superfície da Terra. 22.Q22 – É possível que um condutor com carga resultante positiva esteja em um potencial negativo? Em caso afirmativo. 22. O campo é sempre dirigido a partir da linha de carga (supondo λ positiva). até zero na altura de 50 km. O campo é dirigido para o centro da Terra. descreva tal situação.22. Qual é a energia potencial da partícula (em relação a U∞ = 0)? 22. 0) e (3.5 m .E24 – Lembre-se que o módulo do campo longe das extremidades de uma linha de carga longa.E3 – Suponha que uma partícula de teste com carga q0 = -6. 0 .2 x 10-2 m2.Q7 – Suponha que uma pessoa lhe diga que a vida em Marte é impossível porque a superfície do planeta tem uma voltagem de 20.E9 – Uma partícula com carga de 27 nC está em uma posição onde o potencial (em relação a V∞ = 0) é 450 V. existe necessariamente um trajeto ligando esses dois pontos sobre o qual o campo seja zero em cada ponto? D~e um exemplo que corrobore sua resposta.5 m .32 mm.22 kg seja liberada do repouso a uma distância de 78 mm de uma partícula fixa com carga q = 55 nC.5 m . 0)? (e) Entre (1. Essa pessoa estaria certa? Explique. por que tem sentido falar do potencial de um objeto condutor.0 m . 0)? (c) Entre (1.Q8 – Se a diferença de potencial entre dois pontos é zero. é de aproximadamente E≈ onde R é a distância perpendicular a partir da linha de carga.5 m . a diferença de potencial entre esses dois pontos é necessariamente zero? Dê um exemplo que corrobore sua resposta. que decresça linearmente com a altura acima da superfície.0 m . e que seja zero acima de 50 km. com densidade de carga linear uniformemente distribuída. 1. (O módulo de sua resposta terá um excesso múltiplo de 10 em razão de nossas hipóteses rudimentares.0 m . (a) Qual é a diferença de potencial entre a origem e (1. quando está à distância de 32 m da partícula fixa? 22. Se a força elétrica é a única força atuando sobre a partícula de teste.Q9 – Se existe uma trajetória sobre a qual o campo seja zero em cada ponto. 5-6 . Supondo as placas suficientemente próximas umas das outras para que o campo seja considerado aproximadamente uniforme. 0)? (b) Entre a origem e (1. a separação entre as placas é 0.0 nC e massa m0 = 0.

6 eV. é –e2/8π ε 0r. ∆ V = V(3. determine o raio da órbita do elétron. é a diferença em energia mecânica entre o estado ligado desse sistema [pela parte (b) acima] e o estado em que a energia potencial e a energia cinética são ambas zero. centrada na origem e orientada ao longo do eixo z.0 m. (b) Mostre que a energia mecânica (K + U) para essa órbita circular.0 m).5 m. x 4 6-6 .0 m é dado pela expressão = [(380 V/m)e −a ]î onde a = 2. 22. em termos da distância de separação elétronpróton. (a) Qual é o raio da superfície eqüipotencial de 300 V? (b) Qual é o raio da superfície eqüipotencial de 150 V? (c) Qual a quantidade total de carga distribuída na esfera? 22. Isto é. (b) Determine uma expressão para na região. Admita que a haste seja suficientemente longa para que possa ser tratada como de comprimento infinito.0 m. (a) Use a segunda lei de Newton aplicada ao movimento circular uniforme (Σ F = mv2/r) e a lei de Coulomb para mostrar que a relação entre a energia cinética K e a energia potencial U é 2K = -U.E27 – O potencial em uma região do espaço é dado pela expressão V= (a) Dado que A = 200 V.0 m) – V(1. Determine a diferença de potencial entre x = 3. da mesma maneira que um planeta órbita o Sol.5 m. 22. R: -290 V.E34 – Uma distribuição de carga esfericamente simétrica tem raio de 41 mm e potencial (em relação a V∞ = 0) de 600 V em sua superfície. (c) A energia de ionização é a quantidade de energia necessária para colocar o elétron a uma grande distância do próton. Exiba quatro superfícies eqüipotenciais e faça com que seus raios correspondam à mesma diferença de potencial entre cada par sucessivo de superfícies (veja exercício 22. O modelo de Bohr do hidrogênio tem o elétron orbitando o próton. (Note que U < 0).22. Dado que a energia de ionização é 13. (d) Ache a velocidade do elétron em sua órbita.5 m.24).E37 – Considere uma haste longa carregada uniformemente. de massa muito maior.0 m e x = 3. determine V em x = 0. 22.P3 – Modelo de Bohr do hidrogênio.m e a = 0. (c) Calcule em x = 0. Esboce linhas de campo no plano xy e a interseção das superfícies eqüipotenciais com o plano xy.0 m e x = 1. Suponha que o elétron tenha uma órbita circular e que o próton.E31 – O campo elétrico em uma região do espaço entre x = 1. permaneça fixo.